You are on page 1of 1

O heliocentrismo e a geometrização do espaço A idéia de Aristóteles onde a terra era o centro do universo presente na antiguidade clássica influenciou durante

muito tempo na cultura ocidental, mas com a concepção moderna do “universo infinito” e com as idéias de Nicolau Copérnico ao reduzir a terra a um planeta móvel como qualquer outro, surge então um novo universo heliocêntrico, onde o sol é o Centro do nosso sistema planetário e os planetas circundam o sol. As principais implicações dessa nova visão foram: o uso da geometria na explicação do espaço, transformando de um espaço concreto, de partes (lugares) qualitativamente distintas, em um espaço abstrato, que poderia ser representado através de conceitos geométricos. Assim o homem saiu de um modelo geocêntrico baseado nas idéias de Aristóteles e entrou no modelo heliocêntrico concebido graças ao novo modelo cientifico da física moderna. Como vimos Achava-se que a terra era a criação Divina e, portanto o centro de tudo. Com o avanço das observações, chegaram às confirmações de que o sol é o centro e todos os planetas deste sistema giram ao seu redor atraído pela força que o sol exerce sobre eles. Muitos morreram defendendo essa teoria, que a igreja católica defendia até pouco tempo.