You are on page 1of 88

Questões de Direito Tributário

01. Lei complementar estadual, de forma autônoma e sem outro fundamento anterior, instituiu beneficio fiscal para os contribuintes do ICMS, em virtude da necessidade de se aumentar as receitas desse estado, o que ocasionou a redução da alíquota abaixo da alíquota mínima já estabelecida e cobrada nas operações geradoras do referido tributo e a diminuição da arrecadação de ICMS nos estados vizinhos. Com relação a essa lei, assinale a opção correta: (A) A lei é inconstitucional, pois não pode o estado legislar a respeito de nenhum aspecto do ICMS. (B) O ICMS é um tributo que tem importância nacional e, por isso, deve seguir regulamentação estabelecida na CF, o que não ocorreu no referido caso. (C) Lei estadual poderia ter instituído o beneficio fiscal descrito na hipótese, caso se tratasse de lei ordinária estadual. (D) O ICMS é um imposto de competência estadual e, portanto, pode o estado instituir beneficio fiscal na sua cobrança, independentemente de acordo feito com os estados e o DF. (E) A lei e constitucional é válida, pois a diminuição da arrecadação de estados vizinhos com a concessão de beneficio fiscal ao ICMS não gera a chamada guerra fiscal.

02. O art. 150, inciso II, da CF, ao vedar "instituir tratamento desigual entre contribuintes que se encontrem em situação equivalente, proibida qualquer distinção em razão de ocupação profissional ou função por eles exercida, independentemente da denominação jurídica dos rendimentos, títulos ou direitos". (A) Admite a distinção entre categorias profissionais para tributar diferentemente as melhores remuneradas; (B) Admite a distinção entre funções, permitindo a tributação favorecida de categorias de função social, como o magistério e o funcionalismo público; (C) Veda qualquer distinção entre categorias semelhantes, ao ponto de vedar definitivamente a distinção entre quaisquer pessoas para fins de tributação, mesmo jurídicas, tornando inconstitucional emenda tendente a modificar esse regime de isonomia; (D) Obriga que toda exigência de tributo seja sempre proporcional, vedada portanto a utilização de tributos progressivos; (E) Veda a adoção de alíquotas diferenciadas conforme os rendimentos sejam, por exemplo, oriundos de atividade rural autônoma ou de trabalho assalariado, mas não veda a mesma distinção conforme sejam rendimentos oriundos de aplicação financeira ou de trabalho assalariado.

03. São regras de interpretação fixadas pelo Código Tributário Nacional: (A) Na ausência de disposição expressa, utiliza-se em primeiro lugar a analogia, e do emprego da analogia poderá resultar exigência de tributo não expressamente previsto em lei; (B) Interpreta-se extensivamente as normas de legislação tributária que disponha sobre outorga de isenção; (C) Após o uso de analogia, princípios gerais de direito tributário e princípios gerais de direito, na interpretação feita na ausência de norma expressa, utiliza-se a equidade, podendo de sua aplicação resultar a dispensa de pagamento de tributo devido; (D) Aplica-se sempre a lei vigente na época de ocorrência do fato gerador da obrigação tributaria, ainda que posteriormente modificada ou revogada; (E) A lei aplica-se a ato ou fato pretérito em qualquer caso, excluída a aplicação de penalidade a infração dos dispositivos alterados.

04. Ajuíza a empresa "A" ação declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária, cumulada com ação anulatória de ato administrativo tributário, no bojo da qual obteve medida antecipatória suspendendo a exigibilidade dos tributos referentes à períodos não fiscalizados. Assinale a alternativa "FALSA": (A) São causas de suspensão da exigibilidade do credito tributário: moratória, deposito de seu montante integral, as reclamações e os recursos, nos termos das leis reguladoras do processo tributário administrativo; a concessão de medida liminar em mandado de segurança; a concessão de medida liminar ou de tutela antecipada, em outras espécies de ação judicial e o parcelamento. (B) São 'numerus clausus', as causas de suspensão da exigibilidade do crédito tributário. (C) Tanto os períodos lançados como os períodos de apuração ainda não lançados podem ser objeto de "ação declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária cumulada com anulatória de ato administrativo tributário" que comporta medida antecipatória suspensiva da exigibilidade do tributo.

1

Questões de Direito Tributário
(D) Se o processo administrativo com efeito suspensivo ainda está em curso, falece ao contribuinte o interesse de agir na propositura do mandado de segurança, mas diante da propositura da ação declaratória cumulada com anulatória o processo administrativo pode ser extinto 'ex officio' pela administração. (E) A administração tributária não pode formalizar o ato de lançamento durante o curso de ação declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária em que tenha sido concedida antecipação de tutela suspensiva da exigibilidade do tributo.

05. Assinale a alternativa incorreta: (A) Todo e qualquer lançamento exige notificação do sujeito passivo, que poderá instaurar o processo administrativo fiscal promovendo defesa, a qual será apreciada em primeira instância pela autoridade fiscal responsável pela emissão do ato e em segunda instância (recurso) pelo Conselho de Contribuintes. (B) A decisão irreformável do Conselho de Contribuintes, se favorável ao sujeito passivo, implica em extinção do crédito tributário. (C) Após a decisão irreformável do Conselho de Contribuintes, se favorável ao Estado, será o crédito tributário inscrito em Divida Ativa, notificando-se o sujeito passivo para pagamento amigável. Vencido esse prazo sem quitação do crédito, será emitida a Certidão de Divida Ativa para ajuizamento da Execução Fiscal. (D) A suspensão de exigibilidade do crédito não implica em impedimento para inscrição em Divida Ativa, mas na não emissão do título executivo extrajudicial (Certidão) para ajuizamento, e no fornecimento de Certidão positiva com efeito negativo ao sujeito passivo. (E) Depois da decisão irreformável do Conselho de Contribuintes no processo administrativo fiscal, ou do transcurso do prazo para defesa no Lançamento, o crédito é automaticamente inscrito em Divida Ativa sem necessidade de notificação do sujeito passivo para pagamento amigável, emitindo-se o titulo executivo extrajudicial (Certidão) para ajuizamento imediato da Execução Fiscal.

06. O fisco local constatou que determinada empresa estava fraudando a fiscalização tributária e a autuou em valor correspondente ao tributo e à uma penalidade pecuniária. Após a revisão administrativa do referido auto de infração, a penalidade pecuniária foi majorada. Nessa situação: (A) A obrigação acessória não pode ser revista administrativamente. (B) A obrigação tributária não se altera com a alteração do crédito tributário. (C) O auto de infração fiscal constituiu o credito tributário e, por isso, a revisão não poderia alterar o valor da penalidade para majorá-Io. (D) O valor do auto de infração acabou constituído pelo tributo e penalidade pecuniária, que se referem a obrigação acessória. (E) A obrigação acessória não pode ser convertida em obrigação principal.

07. Já transitados em julgado em desfavor da empresa "A", os processos que essa promoveu e já durante o curso da execução fiscal, sobrevém decisão do Supremo Tribunal Federal proferida em Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn), na qual julga-se inconstitucional a cobrança do tributo sob execução. Assinale a alternativa "FALSA": (A) O julgamento do STF, em sede ADIn, sobre matéria tributária implica na apreciação de inconstitucionalidade de "lei em tese", o que é permitido pelo nosso ordenamento. (B) Nas ações diretas (ação direta de inconstitucionalidade ou ação declaratória de constitucionalidade) suas decisões possuem a característica de serem oponíveis 'erga omnes'. (C) Por ter sido promovida a ação pela Confederação Nacional da Indústria somente as empresas industriais associadas podem socorrer-se dos efeitos da decisão. (D) Os pedidos de liminares em ações diretas somente poderão ser deferidos pelo voto da maioria absoluta dos membros do STF, salvo nos períodos de recesso. (E) Mesmo que a ação declaratória cumulada com anulatória promovida pela empresa "A" já tenha transitado em julgado, poderá essa promover no prazo legal ação rescisória com fundamento no art. 485, V do CPC.

08. No que respeita à norma tributária e à obrigação tributária, julgue os itens seguintes.

2

Questões de Direito Tributário
I - A produção de normas tributárias está associada à competência legislativa de um ente político, de modo que, no concernente ao espaço, por exemplo, as normas produzidas por um ente em geral não se podem aplicar fora de seus limites territoriais; há situações, porém, em que normas de um Estado-membro podem ter aplicação fora de seu território. II - Se uma instrução normativa da Secretaria da Receita Federal do Brasil for baixada com regras mais rigorosas para a fiscalização de tributos administrados por aquele órgão, esse ato entrará em vigor na data de sua publicação e não apenas no exercício seguinte. III - A finalidade precípua do direito tributário é a de regular os modos de arrecadar meios materiais para que o Estado possa atingir suas finalidades; não obstante a existência desse subsistema jurídico especializado, a obrigação tributária pode assumir qualquer uma das formas das obrigações em geral, ou seja, pode haver obrigações tributárias de dar, de fazer e de não fazer. IV - Se João e Márcia forem maiores e capazes e partes em negócio jurídico no qual haja solidariedade tributária, poderão ajustar entre si a quem caberá a responsabilidade pelo pagamento dos tributos incidentes; em caso como esse, se a fazenda pública cobrar, em ação de execução, o tributo da parte isentada no ajuste particular, esta será ilegítima para figurar no polo passivo da relação processual. V - A lei tributária não exclui a possibilidade de incidência sobre fatos geradores associados a fatos considerados ilícitos por outros ramos do direito; porém, por falta de personalidade jurídica, a sociedade de fato não pode ser sujeito passivo de obrigação tributária, sendo pouco importante, para efeitos tributários, que o implemento da condição resolva o ato. Estão erradas: (A) I, II e III; (B) II, IV e V; (C) III, IV e V; (D) I, II e V; (E) IV e V.

09. Com a finalidade de promover judicialmente a defesa de seus interesses a empresa "A" diante do decreto de quebra de seu sigilo bancário durante o curso de processo administrativo, impetra mandado de segurança repressivo contra o ato administrativo que requisitou as informações bancárias e por considerar ilegal a utilização de força policial na fiscalização e a lacração de seus arquivos com a interdição de suas atividades, impetra outro mandado de segurança repressivo para suspender, por estes motivos formais relativos a fiscalização, os efeitos do autos de infração. Assinale a alternativa "FALSA". (A) A lacração de salas e armários é providência lícita à administração tributária, afigurando-se incabível a impetração de mandado de segurança por inexistência de direito líquido e certo amparável pelo writ. (B) Mesmo sendo constatada a prática de fraudes fiscais é ilícita a interdição de atividade pela administração tributária, afigurando-se cabível a impetração de mandado de segurança. (C) A quebra administrativa do sigilo bancário é matéria ainda controvertida e por ser considerada constitucional ou inconstitucional em virtude da inteligência a ser atribuída ao disposto no art. 5°, X e XII da CF, afigurando-se cabível a impetração de mandado de segurança para que seja dada solução pelo Poder Judiciário. (D) A existência de vício formal no procedimento de fiscalização tributária não contamina o ato de lançamento, que dele independe. (E) Na hipótese de concessão de liminar em mandado de segurança a Procuradoria da Fazenda pode agravar de instrumento e pedir ao Tribunal a imediata suspensão dos efeitos da medida concedida.

10. Notificada do auto de infração por via postai com aviso de recebimento, a empresa "A" formulou tempestiva impugnação administrativa (reclamação) objetivando a anulação do ato administrativo. Assinale a alternativa "FALSA": (A) A impugnação administrativa é a resistência formal do contribuinte à pretensão fiscal do Estado sobre seus bens e é direito que se assegura ao cidadão como meio de ver vivificado o primado da legalidade através do devido processo legal.

3

Questões de Direito Tributário
(B) A impugnação formulada pelo contribuinte caracteriza o conflito de interesses deduzido administrativamente, isto é, instala o litígio administrativo entre o órgão exator e o contribuinte e já havendo formalmente "litigantes" - faz nascer o "processo administrativo" que recebe a incidência da norma constitucional garantidora da ampla defesa (art. 5°, LV, CF). (C) Além da formulação da impugnação administrativa a pretensão fiscal assiste ao contribuinte o direito de se manifestar, na oportunidade prevista em lei, sobre as informações, pareceres, decisões, pericias e documentos formulados ou apresentados pelo órgão exator ou pela procuradoria, já que o "direito a ser ouvido" revela-se como uma das mais importantes manifestações do direito a ampla defesa. (D) Iniciado o processo administrativo tributário, tem o contribuinte o direito de ver julgada sua impugnação e seus eventuais recursos e não pode ajuizar medidas judiciais versando a mesma matéria e a mesma lide até o esgotamento da instância administrativa. (E) A prova ilícita, ainda que pertinente aos fatos 'sub examen' deverá ser legalmente descartada como objeto de apreciação no processo administrativo.

GABARITO: (01) - B / (02) - C / (03) - D / (04) - E / (05) - E / (06) - B / (07) - C / (08) - E / (09) - D / (10) - D Notas: Questões de Direito Tributário, extraídas do SIMULADO 2009, da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro - EMERJ, selecionadas por Paula Camila de Lima, Advogada, Pós-graduada em Direito Tributário com formação em Magistério Superior - FMS pela Unisul/LFG, Bauru/SP.

01. Assinale a alternativa correta - Nos termos do Código Tributário Nacional, a moratória: a) Pode ser concedida em caráter individual, por decisão fundamentada da autoridade administrativa. b) Pode ser concedida em caráter individual, por decisão fundamentada da autoridade administrativa, desde que prevista em lei. c) Aproveita aos casos de dolo, fraude ou simulação do sujeito passivo d) Não pode ficar circunscrita a determinada região do território da pessoa jurídica de direito público que a reconhecer, porque o critério para a concessão é pessoal: geral ou individual.

02. Assinale a alternativa correta: O Estado de São Paulo delegou ao Município de Campinas a fiscalização de tributo de competência estadual exercitada na forma legal. a) O ato foi ilegal, porque a competência tributária, na qual incluída a fiscalização, é indelegável. b) A fiscalização atinge a condição jurídica do contribuinte e, por isto, é indelegável. c) A delegação foi legítima. d) Se o Estado de São Paulo instituiu o tributo, a fiscalização é atividade vinculada. A delegação foi ilegal

03. Assinale a alternativa correta: a) Resolução do Senado Federal pode tratar de limitação do poder de tributar. b) A atualização monetária da base de cálculo do tributo, por decreto, é sempre ofensiva a limitação do poder de tributar. c) As limitações do poder de tributar estão todas descritas e detalhadas na Constituição Federal. Trata-se de matéria exclusiva da Constituição Federal. d) As limitações do poder de tributar estão na Constituição Federal, mas a lei complementar pode regular a matéria, vedada a edição de qualquer outra espécie normativa.

04. Sujeito passivo de débito fiscal no valor de R$ 50.000,00, regularmente inscrito na divida ativa, promoveu a alienação de bem no montante de R$ 40.000,00, integrante de patrimônio avaliado em R$ 90.000,00. Assinale a alternativa correta: a) A alienação é presumivelmente fraudulenta, porque a dívida fiscal esta inscrita.

4

se. é causa de vedação ao ingresso no Simples Nacional. com a preservação da autonomia da matriz e das filiais. Leia os enunciados: 5 . Escolha a resposta: a) Um enunciado esta correto. acompanhada. II . o instituto da denúncia espontânea: a) Não permite a exclusão da responsabilidade do contribuinte. se operada a comunicação da infração pelo contribuinte e. Leia os enunciados: I .Em qualquer fase do processo de execução fiscal será deferida pelo juiz. III) O Simples Nacional adota o princípio da vinculação à sede. iniciado o procedimento administrativo de fiscalização do contribuinte. 05. independentemente da ordem do artigo 11. c) A alienação é presumivelmente fraudulenta. a produção de provas pela Fazenda Pública independe de requerimento na petição inicial.A divida ativa regularmente inscrita goza da presunção absoluta de certeza e liquidez. Assinale a alternativa correta. depois. d) Todos os enunciados estão corretos. do pagamento do tributo e dos juros de mora. a pedido do executado. Escolha a resposta: a) Um enunciado esta correto. c) Três enunciados estão corretos.No processo de execução fiscal. para a exclusão da responsabilidade do contribuinte. a substituição dos bens penhorados. para efeito de recolhimento dos tributos. realizado o depósito do débito. IV) As microempresas e as empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional não farão jus a apropriação nem transferirão créditos relativos a impostos ou contribuições abrangidas pelo Simples Nacional. b) Exige. d) Todos os enunciados estão corretos.A divida ativa da União compreende a tributária e a não tributária. d) Permite a exclusão da responsabilidade. porque qualquer ato patrimonial dispositivo e causa de diminuição da garantia do crédito fiscal. c) Três enunciados estão corretos. 08. quando necessário o arbitramento de seu valor pela autoridade administrativa 06. a quitação do tributo e dos juros de mora for anterior à decisão definitiva. cada qual responsável pelos pagamentos da respectiva área. III . b) Dois enunciados estão corretos.Questões de Direito Tributário b) A alienação não é presumivelmente fraudulenta porque apenas o ajuizamento da execução fiscal caracterizaria a irregularidade. se a infração é dolosa. II) O Simples Nacional admite condições de enquadramento diferenciadas por Estado. d) A alienação não é presumivelmente fraudulenta. Nos termos do Código Tributário Nacional. b) Dois enunciados estão corretos. cuja exigibilidade não esteja suspensa. a comunicação da infração à autoridade administrativa. c) Admite a exclusão da responsabilidade. da Lei de Execução Fiscal IV . porque o patrimônio do devedor tem bens reservados suficientes para o pagamento da divida fiscal. 07. em qualquer caso. Nos termos da Lei Complementar n° 123/06: I) A existência de débito fiscal municipal.

desloca a competência para a Justiça Federal. d) Todos os enunciados estão coretos. 10. 09. Em termos de fidelidade dos enunciados às Súmulas do Superior Tribunal de Justiça. ainda que o solo da propriedade urbana não seja edificado.B / (07) . seja ela urbana ou rural.C Notas: Questões de Direito Tributário.Proposta a execução fiscal.FMS pela Unisul/LFG. d) Todos os enunciados estão incorretos. é exato dizer: a) Um enunciado está incorreto. c) Três enunciados estão corretos. IV .D / (06) . Leia os enunciados: I . II . mas facultativa para o ICMS.B / (02) . Pós-graduada em Direito Tributário com formação em Magistério Superior .A seletividade é obrigatória para o IPI.A redução da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados ou do Imposto de Importação não implica redução do ICMS. III . b) Dois enunciados estão corretos. GABARITO: (01) .Questões de Direito Tributário I .B / (10) . b) Dois enunciados estão corretos.O IPTU progressivo é facultativo.É legitima a incidência da contribuição previdenciária sobre o 13° salário. c) Três enunciados estão incorretos. Em termos de fidelidade dos enunciados das Súmulas do Supremo Tribunal Federal. apresentado por ente federal em execução que tramita na Justiça Estadual. IV . do Tribunal Regional Federal da 3ª Região. b) Dois enunciados estão incorretos.C / (08) .A ação de cobrança das contribuições para o FGTS prescreve em 05 (cinco) anos.O imposto sobre a propriedade e sempre progressivo. d) Todos os enunciados estão corretos. Leia os enunciados: I .A imunidade ou a isenção tributária do comprador alcança o produtor contribuinte do Imposto sobre Produtos Industrializados. a posterior mudança de domicilio do executado desloca a competência.B / (09) . é exato dizer: a) Um enunciado está correto.A não-cumulatividade e obrigatória para o IPI e o ICMS. IV . Advogada.É inadmissível a apreensão de mercadorias como meio coercitivo para pagamento de tributos.O protesto pela preferência de credito. seja subutilizado ou sequer utilizado. mas facultativa para os impostos residuais da União. III .C / (03) .Na entrada de mercadoria importada do exterior. 6 . Escolha a resposta: a) Um enunciado está correto. c) Três enunciados estão corretos. III .D / (05) . é ilegítima a cobrança do ICMS por ocasião do desembaraço aduaneiro. II .A / (04) . Bauru/SP. extraídas do 14º Concurso Público para Provimento de Cargos de Juiz Federal Substituto. aplicada aos 09 de março de 2008. selecionadas por Paula Camila de Lima. II .

Nessa situação hipotética. 04. C) O contrato é válido e produz efeitos entre as partes. D) O contrato é válido e eficaz até mesmo perante a fazenda pública. e CD Laticínios Ltda. assinale a opção correta: A) O contrato é absolutamente ineficaz e inválido. de intervenção no domínio econômico e de interesse das categorias profissionais ou econômicas. abrangendo apenas a União. a obrigação pelo pagamento de imposto. vinculados a suas finalidades essenciais ou às delas decorrentes. de AB Alimentos Ltda. B) O contrato é válido. o estabelecimento empresarial da CD Laticínios Ltda. que não a legalmente responsável. Duas pessoas físicas. O princípio constitucional da imunidade recíproca: A) não se aplica aos municípios. D) à fixação da base de cálculo do imposto sobre serviços de qualquer natureza. B) contribuição de melhoria. abrangendo apenas os indiretos. havendo transferência da responsabilidade tributária para quem efetua o pagamento. no caso. sob outra razão social. B) lei expressamente interpretativa.. C) solidária. devidos até 5/1/2009. que o descontará do valor pago pela locação. C) contribuição para o custeio do regime previdenciário próprio dos servidores estaduais. em 5/1/2009. entre AB Alimentos Ltda. a responsabilidade pelo pagamento de tributos relativos ao estabelecimento empresarial. com CD Laticínios Ltda. D) contribuição de melhoria. adquiriu. os estados e o DF. em qualquer hipótese. salvo disposições de lei em contrário. mas é ineficaz perante a fazenda pública. 7 . e a responsabilidade tributária. Constitui hipótese de lei tributária irretroativa: A) lei instrumental que regule formalidades aplicáveis ao lançamento. Considerando essa situação hipotética. em qualquer hipótese. 02. pois o imposto de renda admite a retenção na fonte. B) integralmente de AB Alimentos Ltda. desde que se trate de ato não definitivamente julgado. 03. no caso de investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional. se CD Laticínios Ltda. B) ao imposto sobre produtos industrializados. continuar a exploração da respectiva atividade econômica. não podem definir a responsabilidade pelo pagamento de tributo de modo diverso do previsto na lei tributária. B) aplica-se aos entes políticos que exerçam atividade econômica em concorrência com o particular. por transferir a outra pessoa. decorrente de obras públicas.. 05. 06. D) subsidiária. É de competência exclusiva da União instituir: A) contribuições sociais. no que se refere ao patrimônio. e continuou a exploração da respectiva atividade. A vedação constitucional à cobrança de tributos antes de decorridos noventa dias da data em que haja sido publicada a lei que os instituiu não se aplica: A) ao imposto sobre propriedade territorial rural. C) lei que deixe de definir certo ato como infração. passa a ser solidária. AB Alimentos Ltda. pois as convenções particulares. se a alienante prosseguir na exploração da atividade econômica ou iniciar nova atividade dentro de seis meses. é: A) integralmente de AB Alimentos Ltda. podendo a fazenda pública exigir o imposto de qualquer das partes contratantes. D) é extensivo às autarquias e às fundações instituídas e mantidas pelo poder público. à renda e aos serviços. celebram contrato de locação de imóvel residencial no qual é estipulado que a responsabilidade pelo pagamento do imposto sobre a renda incidente sobre o aluguel será do locatário. C) à fixação da base de cálculo do imposto sobre propriedade de veículos automotores.. C) não se aplica aos impostos diretos. a contar da data da alienação.Questões de Direito Tributário 01.. maiores e capazes.

teoria esta adotada pelo Pretório Excelso. 07.03 (DOU-31. Um tema recorrente no Brasil. é o da carga tributária em sentido geral.D / (07) . de imunidade de: A) contribuições para a seguridade social. a despeito de ter de pagar impostos sobre patrimônio. cuja lide se componha em torno da capacidade tributária ativa. 02.C / (05) .C / (02) . No plano essencialmente jurídico-tributário.03). B) falta funcional que dê lugar à aplicação de penalidade pecuniária. de 19.B / (09) .º 42/03: (A) deu maiores garantias ao contribuinte. instituindo o Fundo de Combate à Pobreza no âmbito Federal a ser mantido com recursos oriundos de adicionais percentuais às alíquotas do IPI e ICMS. Dalton pagou. mas não de contribuições para a seguridade social. B) o pagamento do valor total da taxa não importa em presunção de pagamento referente a outros tributos. mas não de contribuições para a seguridade social. B) impostos sobre o patrimônio. A Emenda Constitucional nº 42. D) ocorrência. de jure constituto. parte considerável dos tributaristas considera-a excessiva e por isso inibitória da atividade econômica. renda e serviços e de contribuições para a seguridade social. 08. Pós-graduanda em Direito Tributário pela Unisul/LFG. renda e serviços. Entidade beneficente de assistência social sem fins lucrativos pode gozar. (D) preocupou-se com a desigualdade social.1 da OAB/SP. segundo consta de sua denominação. no lançamento anterior. Não está prevista.D / (04) . diga-se. Atentando-se para o conjunto das normas nela contido e examinando-o no seu aspecto teleológico.C / (08) . no Código Tributário Nacional. não só no Brasil. de maneira a impedir acréscimo na divisão pentapartida dos tributos. GABARITO: (01) . ou seja. veio. desde que atenda aos requisitos legais.12. não favorecendo uma melhor racionalização dos meios de arrecadação tributária de maneira a reduzir o número de impostos. renda e serviços.A / (03) . 01. C) ocorrência.12. como. (C) promoveu uma melhor repartição das receitas fiscais entre os entes da federação. com cheque. essa consideração crítica:(A) tem relevância apenas no que se refere ao exame casuístico do processo judicial. é correto afirmar que: A) o pagamento da multa de 150% do imposto extingue a obrigação tributária principal relativa a esse imposto. 09. (B) não alterou a estrutura do sistema tributário nacional. de fraude funcional da autoridade que o efetuou. de omissão de formalidade especial da autoridade que o efetuou. no que se refere a lançamento efetuado de ofício. C) o pagamento do valor total da taxa importa em presunção de pagamento de outros créditos referentes a essa taxa.Questões de Direito Tributário D) lei que majore as alíquotas do imposto sobre serviços.D / (06) . Entre nós. para alterar o Sistema Tributário Nacional. Bauru/SP. D) as obrigações tributárias somente serão consideradas extintas após o débito na conta de Dalton. uma multa tributária correspondente a 150% do valor de um imposto devido e o valor total de uma taxa. selecionadas por Paula Camila de Lima. Advogada. a comprovação de: A) ação ou omissão do sujeito passivo que dê lugar à aplicação de penalidade pecuniária. como a ampliação do princípio da anterioridade. no lançamento anterior. D) quaisquer impostos. por exemplo. Com relação a essa situação hipotética.B Notas: Questões de Direito Tributário. C) impostos sobre o patrimônio. transferindo da União para os municípios a fiscalização e a cobrança do ITR. inclusive competência para reduzir sua alíquota segundo as peculiaridades locais. extraídas do Exame 2009. 8 . pode ser dito que a EC n.

(D) decorre do fato de o ordenamento jurídico tributário nacional não acolher a graduação de alíquotas proporcional à essencialidade do produto. (D) o de dizer que a decadência extingue o crédito tributário e que ela pode ser interrompida na forma prescrita no mesmo código.08. o Código Tributário Nacional apresenta alguns paradoxos ou equívocos se confrontados com os conceitos dos dois institutos no plano da teoria geral do Direito Civil. A imunidade tributária recíproca: (A) sob o prisma teleológico. notariais e cartorários: (A) não gozam de imunidade por não serem considerados serviços públicos. (B) não se refere às limitações do poder de tributar. beneficiam-se da imunidade. (C) o de deixar claro que. DJE de 1.º.08. depois de realizado o lançamento. (D) da plena independência do Direito Tributário em relação aos outros ramos do Direito. assegura. Ao tratar dos institutos jurídicos da decadência e prescrição. no âmbito do processo judicial. (C) tem relevância apenas no que diz respeito ao exame casuístico. (B) o de se referir à decadência do direito de constituir o crédito tributário e à prescrição da ação para a satisfação do referido crédito. depois de constituído regularmente o crédito tributário. por exemplo: (A) o de dispor que. só se pode cogitar da prescrição. não são imunes ao ISSQN. 06. 08. (C) embora públicos. (C) abrange todo e qualquer bem cuja propriedade possa ser transferida mediante contrato de compra e venda. Na ADI nº 3. de uma norma específica sobre o princípio da capacidade contributiva pessoal. 03. 9 . não caracterizando capacidade contributiva. (C) não diz respeito à falta de capacidade contributiva das pessoas políticas de Direito Público interno.089. confirma e preserva o regime constitucional federativo. (D) são remunerados. no caso de impostos. (C) do fato de não se caracterizar o Direito Tributário também como um ordenamento jurídico obrigacional e comum. 05. (D) não comporta exceção quando se trata de empresa pública. (D) é o que a lei comercial define como tal. 07. o Supremo Tribunal Federal inclinou-se pela orientação de que os serviços de registros públicos.Questões de Direito Tributário (B) está intimamente ligada ao fato de o Direito Tributário pátrio carecer. Pelo regime jurídico do ICMS: (A) o consumidor final não tem legitimidade para obter a sua restituição no caso de pagamento indevido. As garantias e privilégios do crédito tributário decorrem: (A) da noção de verticalidade que marca a relação jurídica tributária. O conceito de mercadoria adotado pela Constituição Federal: (A) é matéria sob reserva de lei tributária. da lide que se componha em torno da aplicação do princípio da capacidade contributiva como corolário de Justiça Fiscal. (B) em razão da natureza pública. 04. (B) pode ser alterado para efeito de definir competência tributária. não há mais que se cogitar da decadência. ainda que esta se qualifique como delegatária de serviços públicos. (B) do direito subjetivo público do Estado à plena satisfação de seu crédito.

04. Pode-se concluir que: (A) para a caracterização do confisco. A taxa judiciária: (A) tem caráter sinalagmático e incide sobre a prestação de serviços judiciários. O artigo 150.D / (08) . julgue-os em CERTO ou ERRADO: 01. (___) . (___) . utilizados. os princípios gerais de direito tributário deverão ser o primeiro instrumento a ser utilizado. (D) conforme a inclinação do STF permite a incidência.A / (07) .(PROCURADOR JUDICIAL / RECIFE 2003) No que concerne à interpretação e à integração da legislação tributária. tal como tratadas pelo Código Tributário Nacional. não poderá lavrar auto de infração. (D) a vedação só diz respeito aos impostos. para constituição do respectivo crédito tributário. expressa ou implicitamente.(PGE/MA 2003) No ano de 2003. pela autoridade competente. no que toca ao aspecto espacial da legislação. deverá lavrar auto de infração contra a massa falida.A / (05) . Nesta hipótese.C Notas: Questões de Direito Tributário. (C) o conceito "efeito de confisco" permite que o Poder Judiciário o reconheça em sede de controle normativo abstrato. (B) não tem caráter sinalagmático e incide sobre o exercício da atividade jurisdicional enquanto dedicada à solução dos conflitos. tal como tratadas pelo Código Tributário Nacional. (___) .(PGE/MA 2003) No ano de 2003. IV.(JUIZ/PI 2002) Lei Estadual determinou o cancelamento de débitos fiscais para com a Fazenda Estadual de valor inferior a R$ 200. INSTRUÇÃO: De acordo com o comando de cada um dos itens. é necessário que o imposto tenha por efeito a total supressão da propriedade. 09. 10 .C / (03) .(JUIZ/PR 2003) No Direito Tributário é INCORRETO afirmar que é inadmissível a chamada extraterritorialidade. 05. (B) a vedação visa essencialmente proteger a iniciativa privada. Cuidasse de hipótese de remissão.00 (duzentos reais). selecionadas por Paula Camila de Lima. a lei tributária não pode alterar a definição. da Constituição Federal. o conteúdo e o alcance de institutos. a fiscalização comparece a um estabelecimento cuja falência foi decretada e apura falta de recolhimento de imposto devido no exercício de 1998. (C) ele não gera o fenômeno extrajurídico conhecido como imposto indireto. extraídas da prova do Concurso nº 182 para ingresso na Magistratura Estadual de São Paulo. Pós-graduanda em Direito Tributário pela Unisul/LFG.A / (10) . 02. Nesta hipótese. para aplicar a legislação tributária na ausência de disposição expressa. ainda que se trate de multa fiscal. (C) compreende todos os serviços processuais ocorridos no curso do processo. a fiscalização comparece a um estabelecimento cuja falência foi decretada e apura falta de recolhimento de imposto devido no exercício de 1998. no processo de inventário. por se tratar de crédito atingido pela decadência tributária.D / (04) . (D) é vedada a inclusão em sua base de cálculo de qualquer outra espécie de tributo.C / (06) . a fixação de alíquotas diferenciadas para certos produtos e/ou serviços. 10. GABARITO: (01) . conceitos e formas de direito privado. (___) . sobre o monte-mor que contenha imóveis. 06. mas não impositiva. (___) . Bauru/SP.B / (02) . pela Constituição Federal para definir ou limitar competências tributárias.Questões de Direito Tributário (B) é possível.(PROCURADOR JUDICIAL / RECIFE 2003) No que concerne à interpretação e à integração da legislação tributária.B / (09) . impõe a vedação ao confisco. Advogada. (___) . 03.

prescrição e decadência tributários. 16.(Magistratura .(PROCURADOR DO MP JUNTO AO TCU/2004) No que se refere ao crédito tributário.SP) Os créditos tributários inscritos em dívida ativa têm presunção absoluta de certeza e liquidez. detentoras de competência tributária. a dívida ativa inscrita goza de presunção de certeza e de liquidez. 11. (___) . sob condição resolutória de ulterior homologação do lançamento. sem prévio exame da autoridade administrativa. o denominado lançamento por homologação exige que o Fisco homologue expressa ou tacitamente os pagamentos antecipados realizados pelo próprio contribuinte sem qualquer participação estatal. extingue o crédito tributário.(PGE AM/2004) No que diz respeito à execução fiscal.(AUDITOR DO TC PI/2005) Nos termos dos §§1º e 4º do art. (___) . é certo que somente pessoas políticas. ainda. 19. Isto significa que o contribuinte poderá. o parcelamento e a transação são causas de exclusão do crédito tributário. 18. por iniciativa própria. (___) . de tributo sujeito a lançamento direto. Isto significa que o silêncio da Fazenda Pública. (___) . quando for expressamente interpretativa. homologar o lançamento. uma vez proposta a ação. 11 . a analogia. (___) . (___) . 08. (___) . especialmente sobre obrigação. extingue o crédito tributário. (___) . a moratória.(Magistratura . 20. e teve denegado o seu pleito administrativo de repetição dois anos depois. (___) . (___) .(JUIZ/PR 2003) No Direito Tributário é INCORRETO afirmar que os critérios de integração da norma são.SP) As normas gerais em matéria de legislação tributária.(Magistratura . (___) .SP) A lei tributária aplicasse ao ato ou ao fato pretérito. 12.(PROCURADOR DO MP JUNTO AO TCU/2004) No que se refere ao crédito tributário.SP) Nos termos do Código Tributário Nacional. 10.(Magistratura .Questões de Direito Tributário 07.(AUDITOR DO TC PI/2005) Nos termos dos §§1º e 4º do art. 09. em que o contribuinte pleiteou administrativamente a restituição do indébito no último dia de seu prazo decadencial. no prazo de 5(cinco) anos. 14. nos termos do Código Tributário Nacional e das lições doutrinárias. o pagamento antecipado do tributo pelo contribuinte. podem conceder ou revogar isenções.(PGE AM/2004) No que diz respeito à execução fiscal. (___) . e. é admissível que se emende a certidão de dívida ativa que a ensejou até a decisão de primeira instância. sem prévio exame da autoridade administrativa. nos termos do Código Tributário Nacional e das lições doutrinárias. lançamento. serão estabelecidas por meio de lei complementar. 17. os princípios gerais de direito público e a equidade. em qualquer caso. (___) . o crédito tributário é constituído pelo surgimento da obrigação tributária principal. excluída a aplicação de penalidade à infração dos dispositivos interpretados. 13. 15. a isenção e a anistia excluem o crédito tributário. que pode ser ilidida por prova inequívoca apresentada pela administração pública. induz homologação tácita do lançamento. no prazo de 5(cinco) anos.SP) Quanto às isenções. nos termos do Código Tributário Nacional e das lições doutrinárias. se a Fazenda Pública não o fizer após o decurso do referido prazo. o pagamento antecipado do tributo pelo contribuinte. o pagamento e a transação são hipóteses de extinção do crédito tributário. 150 do CTN. após o decurso do referido prazo. crédito.(Magistratura . assim como a remissão.(Magistratura . extingue o crédito tributário. os costumes. (___) . 150 do CTN.SP) Na hipótese de pagamento indevido realizado em 10 de março de 1990. sob condição resolutória de ulterior homologação do lançamento. sucessivamente. pudesse dizer que o prazo prescricional para a propositura da respectiva ação anulatória dessa decisão administrativa denegatória expirou em março de 1999.(PROCURADOR DO MP JUNTO AO TCU/2004) No que se refere ao crédito tributário.

não depende de lei (A) a atualização monetária da base de cálculo. (C) a extinção de tributos. Da leitura do Código Tributário Nacional conclui-se que pode ser aplicada retroativamente (A) em nenhum caso.C Notas: Questões de Direito Tributário. (C) transmissão inter vivos.C / (07) . (D) a fixação de alíquota do tributo e a sua base de cálculo. pois a retroatividade no direito tributário é impossível. III. Em matéria tributária.C / (14) . 4. contrariando a Constituição Federal. 3. 150. 6. extraídas de diversas provas selecionadas por Paula Camila de Lima. I.E / (08) . O art. (D) transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos. (B) quando a lei seja expressamente interpretativa. (D) constitui em definitivo o crédito tributário. Constitui dívida ativa tributária a proveniente de crédito dessa natureza. consagra o princípio da irretroatividade tributária estabelecendo que "É vedado à União. consagra o princípio da legalidade tributária ao ditar que "é vedado à União. depois de esgotado o prazo fixado para pagamento. (B) propriedade territorial rural. exceto os de garantia. de bens imóveis. (C) estabelece o termo para fluência dos juros de mora.C / (17) .C / (05) .E / (11) . aos Estados. Advogada. Lei municipal. 2. 1. Bauru/SP. institui tributo de competência do Estado. O art. A natureza jurídica específica do tributo é determinada (A) pelo lançamento. De acordo com o sistema de controle de constitucionalidade. por natureza ou acessão física. A dívida regularmente inscrita (A) gera a presunção de certeza e liquidez e tem efeito de prova pré-constituída. bem como cessão de direito a sua aquisição.C / (18) . 150.E / (03) .E / (13) . ainda que já definitivamente julgado. ao Distrito Federal e aos Municípios cobrar tributos em relação a fatos geradores ocorridos antes do início da vigência da lei que os houver instituído ou aumentado". (B) pelo fato gerador da obrigação. da Constituição Federal. a qualquer título. (C) quando extinga tributo ou deixe de definir determinado ato como infração. (D) pela destinação legal do produto da arrecadação. nos termos do Código Tributário Nacional.C / (09) . alínea a. regularmente inscrita na repartição administrativa competente. (D) quando institua tributo. por ato oneroso.E / (19) . pela lei ou por decisão final proferida em processo regular. mas não tem efeito de prova pré-constituída. aos Estados. (B) a definição do fato gerador da obrigação tributária principal. ao Distrito Federal e aos Municípios exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça". e de direitos reais sobre imóveis.C / (12) .E / (10) . (C) pela denominação legal.Questões de Direito Tributário GABARITO: (01) .C / (16) . da Constituição Federal. 5.E / (06) .C / (04) . (B) gera a certeza e liquidez. Compete aos Estados instituir impostos sobre (A) propriedade predial e territorial urbana.C / (02) . Pós-graduanda em Direito Tributário pela Unisul/LFG.E / (15) . essa lei municipal 12 .C / (20) .

determinado imposto somente pode ser cobrado no exercício financeiro seguinte ao da publicação da lei que o instituiu e após autorização orçamentária do Poder Legislativo. São modalidades de exclusão do crédito tributário: (A) o pagamento e a anista. mediante ação declaratória de inconstitucionalidade. e suficiente à sua ocorrência. 9. Indireta e fundacional. desde que não seja resultado de multa. pois o regramento constitucional do ICMS não prevê a imunidade tributária. C) Pelo princípio da anterioridade tributária. B) O STF decidiu que a anterioridade tributária constitui garantia ao contribuinte e somente pode ser excepcionada. 7. decretos e norma regulamentares da Administração Pública Direta. desde que incidente sobre bens imóveis. perante o Supremo Tribunal Federal. (B) exclusivamente pelo texto constitucional. (C) o parcelamento e o pagamento.Bauru/SP. ficando mantida a solidariedade quanto ao saldo. Advogada. extraídas da prova do 180º Concurso para ingresso na carreira da Magistratura do Estado de São Paulo.B Notas: Questões de Direito Tributário.D / 6 .º de janeiro de 2008. decretos e norma regulamentares da Administração Pública Direta.Acerca do princípio tributário da anterioridade. (D) é legal e constitucional devido à competência residual do Município. (B) não exonera os demais. Lei Estadual instituindo imposto sobre operações de circulação de livros e jornais (A) é válida.B / 8 .B / 7 . (C) é passível de controle concentrado. (C) pelas leis.D / 10 . (C) é válida porque decorre de lei estadual. dispondo sobre aumento da alíquota do imposto sobre produtos industrializados. apenas a seletividade tributária. 1 . 8. Pós-graduanda em Direito Tributário pela Unisul/LFG . A) Lei que tenha sido publicada no dia 20 de setembro de 2007. (B) a isenção e o pagamento. Gabarito: 1 . O fato gerador da obrigação principal é a situação definida (A) na lei como necessária. a isenção ou remissão outorgada pessoalmente a um dos obrigados (A) exclui totalmente o crédito tributário.A / 2 . (D) a isenção e a anistia. pois aproveita a todos. (B) é inconstitucional por violar norma de imunidade tributária. (C) exonera a todos. Na solidariedade tributária. 13 . (D) pelas leis.B / 3 . (B) é inconstitucional.B / 5 . nos termos das limitações ao poder de tributar. somente se aplica aos fatos geradores ocorridos a partir de 1.Questões de Direito Tributário (A) é ilegal e não pode ser submetida ao controle de constitucionalidade. (D) exclui o crédito tributário.A / 9 . assinale a opção correta. pois o ICMS é da competência estadual. 10. selecionadas por Vanessa Gonçalves Daniel.A / 4 . (D) é constitucional. passível de controle difuso da constitucionalidade. alterada substancialmente ou suprimida por emenda à CF.

Questões de Direito Tributário D) Lei ordinária que altere o prazo para o recolhimento de determinado imposto sobre o patrimônio que. B) Todos os bens do sujeito passivo respondem pelo crédito tributário. C) sobre a propriedade predial e territorial urbana. antes do trânsito em julgado da respectiva decisão judicial. D) É lícita a compensação mediante o aproveitamento de tributo.As normas que regem a repartição das receitas tributárias determinam que pertencem aos municípios 50% do produto da arrecadação do imposto A) de renda retido na fonte. C) Reputam-se extraconcursais os créditos tributários passíveis de concurso de preferências entre as pessoas jurídicas de direito público. sobre rendimentos pagos. certos e vencidos do sujeito passivo contra a fazenda pública. D) prescrição e decadência. A) O CTN somente admite a compensação de créditos tributários com créditos líquidos. assinale a opção correta. é meramente exemplificativo. B) Em conformidade com entendimento jurisprudencial já pacificado. como fator de regulação da economia no setor de prestação de serviços. deve ser interpretada literalmente a legislação tributária que disponha sobre A) compensação de tributos.Assinale a opção correta acerca do imposto sobre serviços de qualquer natureza (ISS). B) sobre a propriedade territorial rural. objeto de contestação judicial pelo sujeito passivo. o crédito tributário tem preferência em relação ao crédito com garantia real. D) Em quaisquer hipóteses.No que diz respeito à compensação do crédito tributário. era recolhido no mês de junho não deve obediência ao princípio da anterioridade tributária. C) São contribuintes do ISS os prestadores de serviços de transporte municipal e intermunicipal. 7 . 3 . previsto no CTN. 4 . D) Lei complementar federal fixa a alíquota máxima do ISS em 35% sobre o valor do serviço prestado.Assinale a opção correta acerca do imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação (ICMS). D) sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação. A) O rol das garantias do crédito tributário. B) Os serviços públicos específicos e divisíveis prestados ao contribuinte não se sujeitam à incidência do ISS. salvo se o ônus real for anterior à constituição do respectivo crédito. 2 . C) O direito do contribuinte à compensação de créditos tributários não é auto-aplicável. a qualquer título. relativamente aos imóveis neles situados. dependendo de lei. mesmo os hipotecados ou penhorados. relativamente aos imóveis neles situados. 5 . B) outorga de isenção. A) Lei complementar federal determina que o ICMS constitui imposto obrigatoriamente seletivo em razão da essencialidade das mercadorias e dos serviços. tem função eminentemente extrafiscal. 14 .Por disposição expressa do Código Tributário Nacional (CTN). por eles ou por suas autarquias.Assinale a opção correta a respeito das garantias e privilégios do crédito tributário. A) O ISS. 6 . nos anos anteriores. C) consignação em pagamento. ao Poder Judiciário é admitido deferir a compensação de créditos tributários em antecipação de tutela de mérito.

taxa sem lei complementar o estabeleça. A / 6. c) as assertivas I. a receita líquida ou o valor da operação e. No que concerne a limitações do poder de tributar da União. independentemente de quaisquer características do contribuinte. D) O ICMS não incide sobre operações que destinem mercadorias para o exterior. na forma da lei. tendo por base a unidade de medida adotada.A CF determina que o imposto de renda será informado pelos critérios da generalidade. o valor aduaneiro IV. 01. Gabarito: 1. para fins de cobrança V.De acordo com a legislação tributária que dispõe a respeito do processo administrativo fiscal. É correto afirmar que o critério da generalidade A) constitui técnica de incidência de alíquotas por meio da qual se procura variá-las em uma razão proporcional à base de cálculo. tendo por base o faturamento. poderá ter alíquota específica. D) no momento em que decidir o fiscal de tributos. C) trinta dias após o despacho aduaneiro de mercadoria importada. restaurantes e estabelecimentos similares. inclusive no fornecimento de alimentação e bebidas em bares. II e V estão corretas. B / 7. III e V estão corretas. I. D) impõe a sujeição de todos os indivíduos à tributação do imposto de renda. Advogada. extraídas do 136º Exame da OAB/SP. C) tem por finalidade implementar a isonomia na tributação da renda. B) apenas com a lavratura do auto de infração. IV e V estão corretas. onerando mais gravosamente os contribuintes que tenham maior capacidade contributiva. a) as assertivas I. A Notas: Questões de Direito Tributário. Pós-graduanda em Direito Tributário. mas constitui fato gerador do imposto os serviços prestados a destinatários no exterior. C) Incide o ICMS sobre as operações relativas à circulação de mercadorias. 15 . 02. exigir ou aumentar alíquota de imposto. o procedimento fiscal tem início A) com a apreensão de mercadorias. não incidirá sobre as receitas decorrentes de exportação II. selecionadas por Vanessa Gonçalves Daniel. da universalidade e da progressividade. C / 8. Estados e Municípios é correto afirmar.Questões de Direito Tributário B) A isenção do ICMS em determinada operação jamais acarretará a anulação do crédito relativo às operações anteriores. IV e V estão corretas. a pessoa natural destinatária das operações de importação poderá ser equiparada a pessoa jurídica. C / 5. d) as assertivas III. B / 3. 9 . b) as assertivas II. Bauru/SP. D / 9. 8 . B) determina que a totalidade da renda do sujeito passivo deve sujeitar-se à tributação. documentos ou livros. D / 2. no caso de importação. a seu livre arbítrio. e) as assertivas II. B / 4. quando da importação. independentemente da denominação jurídica dos rendimentos. III e IV estão corretas. não incidirá sobre a importação de produtos estrangeiros ou serviços III. No que se refere a contribuição social e de intervenção econômica é correto afirmar. I. poderá ter alíquota ad valorem.

III e V estão corretas. O lançamento é efetuado com base na declaração do sujeito passivo ou de terceiro. II e V estão corretas. 04. IV e V estão corretas. jornais. decretos ou normas complementares que versem. a) as assertivas I. no lançamento far-se-á sua conversão em moeda nacional ao câmbio do dia da ocorrência do fato gerador da obrigação. sobre tributos e relações jurídicas a eles pertinentes. Segundo a sistemática adotada pelo Código Tributário Nacional. permitida distinção em razão de ocupação profissional ou função por eles exercida. b) lei tributária que define infrações. Suspendem a exigibilidade do crédito tributário a moratória e o depósito do seu montante. d) a concessão de medida liminar. IV e V estão corretas. mesmo que parcial. instituir imposto livros. O crédito tributário decorre da obrigação acessória e tem a mesma natureza desta. tratados ou convenções internacionais. IV. positivas ou negativas. Quando o valor tributário esteja expresso em moeda estrangeira. c) as assertivas I.Questões de Direito Tributário II. e) parcelamento. b) as assertivas II. exceto em sede de mandado de segurança. b) o depósito do seu montante. I. c) situação definida em lei como necessária e suficiente à sua ocorrência. De acordo com o disposto no Código Tributário Nacional. ainda que posteriormente modificada ou revogada. 03. presta à autoridade administrativa informações sobre matéria de fato. na forma da legislação tributária. III e IV estão corretas. d) as assertivas III. d) as assertivas III. o fato gerador da obrigação principal é definido como o(a): a) pagamento de tributo ou penalidade pecuniária. III. d) fato decorrente da legislação tributária. e) ato previsto em leis. indispensáveis à sua efetivação. a modalidade de lançamento do crédito tributário que ocorre quanto aos tributos cuja legislação atribua ao sujeito passivo o dever de antecipar o pagamento sem prévio exame da autoridade administrativa é o lançamento 16 . 05. no todo ou em parte. a) restituição parcial de indébito. e) as assertivas II. III e IV estão corretas. nela previstas no interesse da arrecadação ou da fiscalização dos tributos. tendo por objeto as prestações. mesmo que não previstos nos termos das leis reguladoras do processo tributário administrativo. ainda que parcial. III. a) as assertivas I. quando um ou outro. periódicos e o papel destinado a sua impressão. c) as assertivas I. IV e V estão corretas. III e V estão corretas. IV. IV e V estão corretas. 06. e) as assertivas II. V. O lançamento reporta-se à data da ocorrência do fato gerador da obrigação e rege-se pela lei então vigente. b) as assertivas II. cobrar tributos no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou. instituir tratamento desigual entre contribuintes que se encontrem em situação equivalente. II. Suspende o crédito tributário. V. utilizar tributo com efeito de confisco. c) as reclamações e os recursos. ou lhe comina penalidades. II e V estão corretas. Com relação ao crédito tributário é correto afirmar.

04. advogada . 01. concomitantemente. 02. ou relativas a títulos e valores mobiliários. aos Municípios e à União. c) por homologação. a qualquer tempo. b) Aos Municípios. a) A anistia. selecionadas por Alinne Soares Guerra. C / 07. O imposto de importação. c) Aos Estados. E / 05. D / 03. C / 06. E / 04. c) importação de produtos agrícolas. e) operações de crédito.Bauru/SP. Segundo o Código Tributário Nacional. aos Estados e à União. à União e aos Municípios. câmbio e seguro. b) por declaração. o imposto sobre a transmissão causa mortis e o imposto sobre a transmissão de imóveis inter vivos competem. e) discricionário. que consiste em uma das modalidades de extinção do crédito tributário na dicção do artigo 156 do Código Tributário Nacional. extraídas das provas para provimento do cargo de advogado da Prefeitura Municipal de Coronel Fabriciano e do INEA. é extensiva às taxas e às contribuições de melhoria. d) renda e proventos de qualquer natureza. 07. A / 02.Questões de Direito Tributário a) imutável. O decurso do prazo de 5 (cinco) anos para a Fazenda Pública constituir o crédito tributário enseja a sua extinção por a) consignação b) decadência c) prescrição d) remissão e) transação Gabarito: 01. assinale a opção CORRETA. com a vedação de sua cobrança antes de decorridos 90 dias da data em que tenha sido publicada essa lei no caso do imposto sobre: a) exportação de produtos nacionais ou nacionalizados. abrange exclusivamente as infrações cometidas anteriormente à vigência da lei que a concede. aos Estados e aos Municípios. b) propriedade territorial rural. b) Quando concedida por prazo certo e em função de determinadas condições. De acordo com o Código Tributário Nacional. d) Deve ter sua legislação interpretada literalmente. A limitação constitucional ao poder de tributar que impede a cobrança de tributo no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que o aumentou aplica-se. não 17 . B Notas: Questões de Direito Tributário. c) Quando não especifica os tributos. 03. d) sob condição suspensiva. a isenção: a) É modalidade de extinção do crédito tributário. d) Aos Estados. respectivamente: a) À União. sob pena de responsabilidade pessoal. pode ser revogada ou modificada por lei.

Desse modo. c) sistema de esgotos sanitários e posto de saúde a uma distância máxima de 4 (quatro) quilômetros do imóvel considerado.Questões de Direito Tributário se aplicando aos atos qualificados em lei como crimes ou contravenções e aos que. No processo de acompanhamento de utilização de financiamentos. a) meio-fio ou calçamento com canalização de águas pluviais. daí provenientes. ao IPTU e ao ITBI. existindo simultaneamente dois ou mais débitos vencidos de determinado contribuinte para com o Município de Olinda. c) É facultado. vinculada à despesa que fundamentou sua instituição pela respectiva lei ordinária. c) na ordem decrescente dos prazos de prescrição. às taxas. depois às taxas e. estabelecer normas gerais em matéria de legislação tributária sobre a prescrição e a decadência relativas ao ISS. d) rede de iluminação pública. e) A decadência. 05. e) primeiramente. b) O prazo de decadência do direito de a Fazenda Pública constituir o crédito tributário extingue-se após 5 (cinco) anos. indique a opção que preenche o requisito mínimo exigido pelo Código Tributário Nacional. aos débitos por obrigação própria. localizado na zona urbana do Município. não há óbices na instituição de contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública. através de lei em sentido estrito. 08. depois às contribuições de melhoria e. compreendendo o negócio jurídico de locação de bens móveis. com ou sem posteamento para distribuição domiciliar. diferentemente do instituto jurídico da prescrição. decorrentes de calamidade pública. sendo dispensável a canalização de águas pluviais. o domínio útil ou a posse de bem imóvel por natureza ou por acessão física. 07. desde que pendente de recurso à decisão judicial de primeira instância recebido no efeito meramente devolutivo. decorrentes de calamidade pública. mesmo sem essa qualificação. observado o requisito mínimo da existência de melhoramentos construídos ou mantidos pelo Poder Público. 06. às contribuições de melhoria. relativos ao mesmo ou a diferentes tributos ou provenientes de penalidade pecuniária ou juros de mora. aos impostos. d) A lei pode autorizar a compensação mediante o aproveitamento de tributo. aos impostos. como definido na lei civil. de competência dos Municípios. por fim. b) abastecimento de água e calçamento. b) É legítima a cobrança de imposto sobre a prestação de serviços. assinale a opção CORRETA. cabendo à lei municipal definir a zona urbana. os Municípios podem cobrar impostos no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou. sendo legítima a cobrança dessa contribuição na própria fatura de consumo de energia elétrica. d) em primeiro lugar. É concebido que o imposto. b) na ordem crescente dos montantes. e) Para atender a despesas extraordinárias. c) A ação anulatória da decisão administrativa que denegar a restituição prescreve em 5 (cinco) anos. Acerca dos Municípios. e) escola primária ou posto de saúde a uma distância máxima de 3 (três) quilômetros do imóvel considerado e sistema de esgotos sanitários. ficando a aplicação dos recursos. em segundo lugar. e. a equipe de um Banco federal identificou que um empréstimo realizado para melhorias no sistema administrativo de arrecadação tributária de um município havia 18 . aos decorrentes de responsabilidade tributária. sejam praticados com dolo. a) De acordo com a Constituição da República de 1988. os Municípios podem instituir empréstimos compulsórios. tem o condão de extinguir o crédito tributário. De acordo com a ordem enumerada pelo Código Tributário Nacional. por fim. a autoridade administrativa competente para receber o pagamento determinará a respectiva imputação a) primeiramente. contados do primeiro dia do exercício seguinte àquele em que o lançamento poderia ter sido efetuado. sobre a propriedade predial e territorial urbana tem como fato gerador a propriedade. fraude ou simulação pelo sujeito passivo ou por terceiro em benefício daquele. d) Para atender a despesas extraordinárias. ainda que objeto de impugnação judicial pelo sujeito passivo.

empréstimo compulsório. d) capacidade contributiva. Manual de Direito Financeiro e Direito Tributário. c) Estados e ao Distrito Federal 100% do produto da arrecadação do imposto da União incidente sobre produtos industrializados nos seus respectivos territórios. sem prejuízo da possível incursão em crime previsto no Código Penal.. c) 8 anos e 1 a 5 anos. 19 . d) 8 anos e 1 a 4 anos. mas resultam do sistema federativo por ela adotado ou de princípios gerais de direito tributário". Com base no princípio da equivalência. e) Municípios 100% do produto da arrecadação do imposto da União sobre renda e proventos de qualquer natureza. a ser penalizado com a impossibilidade de receber outro empréstimo de organismo oficial de crédito e de poder utilizar recursos de incentivos fiscais por um determinado período. após o devido processo legal. A doutrina reconhece como princípios tributários implícitos "aqueles que não estão expressamente previstos na Constituição. Adotando a divisão quadripartida quanto à classificação dos tributos. de a) 10 anos e 1 a 5 anos. As atuais regras de repartição das receitas tributárias previstas na Constituição Federal determinam que pertencem aos a) Estados e ao Distrito Federal 20% do produto da arrecadação do imposto da União incidente sobre a propriedade territorial rural.contribuição (incluindo as especiais e as de melhoria). o infrator sujeita-se. Luiz Emygdio F. III . b) imunidade tributária. b) 10 anos e 1 a 4 anos. Renovar).Questões de Direito Tributário sido desviado para outros fins.134/83 e da reclusão. Rio de Janeiro. encontram-se as seguintes espécies tributárias: I . respectivamente. sobre rendimentos pagos por suas autarquias municipais. de acordo com o Código Penal. d) Municípios 50% do produto da arrecadação do imposto do Estado sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação. APENAS a(s) espécie(s) tributária(s) a) I b) IV c) I e II d) II e III e) III e IV 11.imposto. 09. Sob essa ótica. punível com multa e reclusão. (ROSA Jr. IV . c) destinação pública do tributo. são. Os períodos de tempo da penalização estabelecida pela Lei no 7. b) Estados e ao Distrito Federal 50% do produto da arrecadação dos impostos instituídos pela União no exercício de sua competência residual. incidente na fonte.taxa.. e) irretroatividade da lei fiscal. II . caracteriza(m)-se como tributo(s) comutativo(s). Tendo em vista a Lei no 7. e) 8 anos e 2 a 5 anos. 10. constitui princípio tributário implícito o(a) a) não-confisco.134/83.

I. selecionadas por Alinne Soares Guerra. "F". E / 07. c) fisco. 01. III. sujeita-se a controle do Tribunal de Contas da União. em caso de dúvida quanto ao emprego da eqüidade na dispensa do pagamento de tributo. assinalar a alternativa correta. C / 10. e) acusado. impõe(m) ao vendedor o ônus de providenciar e arcar com os custos do seguro APENAS o(s) termo(s) a) I b) II c) I e III d) II e IV e) III e IV Gabarito: 01. Os Incoterms aprovados pela Câmara de Comércio Internacional podem ser agrupados em quatro categorias básicas diferentes. "C" ou "D". Dadas as assertivas abaixo.CIP Desse grupo. Os termos do grupo "C" caracterizam-se por obrigar o vendedor a contratar o transporte das mercadorias às suas próprias expensas. mesmo guardando natureza de direito privado. II e III. c) Estão corretas apenas as assertivas I. Prefeitura Municipal de Olinda e do BNDS. II. D / 02. assinalar a alternativa correta.Bauru/SP. 02. b) Estão corretas apenas as assertivas III e IV. sendo eles: I . 20 . previstos no Código Tributário Nacional. A / 08. b) fisco. D / 13. 13. em caso de dúvida quanto à autoria. B / 04. em caso de dúvida quanto à graduação da penalidade aplicável. A / 03. Dadas as assertivas abaixo. d) Estão corretas apenas as assertivas II. B / 05. d) acusado. D / 06. em caso de dúvida quanto às circunstâncias materiais do fato.CFR II . De acordo com os critérios de interpretação e integração da legislação tributária.CPT IV . A classificação de determinado ônus em quaisquer das espécies tributárias depende necessariamente da denominação que lhe deu o legislador. advogada . III e IV. A / 09. IV.CIF III . C / 11. identificadas pela primeira letra dos respectivos termos. D Notas: Questões de Direito Tributário. A Caixa Econômica Federal. O Tribunal de Contas da União não tem personalidade jurídica. E / 12. quais sejam "E". a lei tributária que define infrações interpreta-se de maneira mais favorável ao a) fisco. em caso de dúvida quanto à capitulação legal do fato. extraídas das provas para provimento do cargo de advogado da Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul. a) Estão corretas apenas as assertivas I e II. Denomina-se evasão fiscal a adoção de comportamento lícito e eficaz para obter a supressão ou redução de deveres tributários.Questões de Direito Tributário 12.

b) Estão corretas apenas as assertivas I. I. assinalar a alternativa correta. ainda que detenham índole tributária. 05. d) Estão corretas apenas as assertivas I. Segundo o princípio da exclusividade. como também a aplicação de certa quantia em dinheiro. II. segundo o qual nenhum tributo será cobrado em cada exercício sem prévia autorização orçamentária. para o funcionamento do serviço público. 03. repassá-lo em cotas de fundo para Estados e Municípios. II. a obtenção do financiamento por pessoa de direito público em instituição estrangeira. IV. É inviável a cobrança de taxa para cobrir gastos de fiscalização sanitária. segundo o qual pode significar tanto o conjunto dos dispêndios do Estado. b) Estão corretas apenas as assertivas III e IV. b) Está correta apenas a assertiva III. III e IV. assinalar a alternativa correta. se não o fizer no prazo. Apenas o Presidente do Supremo Tribunal Federal poderá encaminhar a proposta orçamentária do Poder Judiciário. II e III. sem qualquer ajustamento. c) Estão corretas apenas as assertivas I. d) Estão incorretas todas as assertivas. vigente "na data de sua publicação". c) Estão corretas apenas as assertivas II. não pode ser prevista na lei orçamentária anual. II e III. Segundo o princípio da indelegabilidade. II. III. A imunidade tributária conferida a instituições de assistência social sem fins lucrativos alcança as entidades fechadas de previdência em que não haja contribuições dos beneficiários. São denominadas originárias as receitas hauridas pelo Estado sob regime de direito privado. ou de outra pessoa de direito público. constituindo absurdo defender que a gênese do imposto seja a lei ordinária. e.Questões de Direito Tributário I. carente o título que a represente de presunção juris tantum de liquidez e certeza. a) Estão corretas apenas as assertivas I e III. 04. por parte da autoridade ou agente público competente dentro de autorização legislativa. porque implica abertura de crédito e também porque importa antecipação de receita. III. na exploração da atividade econômica. Dadas as assertivas abaixo. posteriormente. IV. 21 . não se fazem abranger pela imunidade pertinente a livros. A doutrina dominante acata o conceito dual de despesa pública. IV. jornais. I. Dadas as assertivas abaixo. III. A dívida não-tributária da União não pode ser inscrita em dívida ativa. assinalar a alternativa correta. O princípio da anterioridade faz com que a lei tributária publicada no dia 2 de outubro. d) Estão corretas todas as assertivas. a) Está correta apenas a assertiva I. A Constituição brasileira atual consagra o princípio da anualidade. periódicos e papel destinado à sua impressão. é vedado pela Constituição que a União arrecade determinado tributo para. É pacífico na doutrina que a Constituição cria os tributos. para execução de fim a cargo do governo. c) Estão corretas apenas as assertivas II e IV. As contribuições para a seguridade social. os valores constantes da lei orçamentária vigente. I. II e IV. a) Estão corretas apenas as assertivas II e III. para o fim de consolidação da proposta orçamentária anual. exceto a tarifa aduaneira e o imposto lançado por motivo de guerra. ganhe eficácia no exercício financeiro seguinte. Dadas as assertivas abaixo. A sinonímia existente entre taxa e preço público torna acadêmica e juridicamente irrelevante a discussão sobre classificação de determinada exigência fiscal em uma ou outra dessas figuras jurídicas. serão considerados pelo Executivo.

independe da incidência da norma tributária impositiva. em que há postergação do pagamento do tributo. 22 . III. assinalar a alternativa correta. na espécie tributária. para cumprimento das obrigações concernentes a contribuições para a Seguridade Social. em nosso Direito. I. Isenções tributárias concedidas sob condição onerosa não podem ser livremente suprimidas. assinalar a alternativa correta. guarda pertinência com a complexidade do ato administrativo. b) Está correta apenas a assertiva III. A responsabilidade tributária por substituição comporta espécie apelidada "para trás". Existe responsabilidade solidária do proprietário. fica a depender de mais de uma esfera decisória. gênero de que é espécie a "alíquota zero". As publicações por meios eletrônicos também se inserem no conceito de livro para o gozo de imunidade tributária. IV. Muito embora sua importância na estrutura tributária de qualquer país. 08. a) Estão corretas apenas as assertivas I e II. III e IV. sanável mediante ato ratificador da entidade detentora do poder de criação. Dadas as assertivas abaixo. em garantia fundamental. porque a Constituição Federal excepciona apenas o "templo". d) Estão incorretas todas as assertivas. 07. III. Nos termos em que positivada em nosso Direito Tributário a teoria da desconsideração da personalidade jurídica. II. A doutrina de direito tributário enfaticamente rejeita a utilização de contribuição de intervenção no domínio econômico com efeito extrafiscal. IV. a responsabilidade de qualquer sócio dimana do simples fato do inadimplemento da obrigação tributária. a) Está correta apenas a assertiva II. b) Estão corretas apenas as assertivas I e III. cláusula pétrea. III. convive com a interpretação analógica in peius. c) Estão corretas apenas as assertivas III e IV. um terreiro de candomblé não está abrangido em imunidade. IV. a legalidade tributária não se erige. III. c) Estão corretas apenas as assertivas I e IV. desde que remetida a receita pertinente a esta última. IV. O princípio da tipicidade fechada. Dadas as assertivas abaixo. A isenção. I. 06. do incorporador. Dadas as assertivas abaixo. cujo dies a quo é a data em que tornada definitiva a decisão anulatória. que. a) Está correta apenas a assertiva III. d) Estão corretas apenas as assertivas II. Uma vez que a obrigação tributária somente pode ser evitada em interpretação restritiva. d) Estão incorretas todas as assertivas. transferindo-se a terceiro a obrigação de reter e recolher o montante devido. pois. Quando o lançamento é anulado em razão de vício formal. c) Estão corretas apenas as assertivas I e II. II. O termo "complexivo". O Supremo Tribunal Federal iterativamente asseverou que a imunidade constitucional concernente à publicação de periódicos abrange a cobrança de ISS (Imposto sobre Serviços) sobre as listas telefônicas. não sendo considerada.Questões de Direito Tributário II. b) Está correta apenas a assertiva IV. utilizado em relação ao imposto de renda. A instituição por pessoa política de tributo alheio à esfera de sua competência constitui nulidade apenas relativa. II. não se podendo ele valer da distinção entre pessoa física e pessoa jurídica. enseja-se à Administração novo prazo decadencial. que impera na gênese das obrigações tributárias. A reserva de lei complementar pertinente a normas gerais de direito tributário abrange os institutos da decadência e da prescrição. do dono da obra ou do condômino da unidade imobiliária com o construtor. assinalar a alternativa correta. I.

I. a destinação da receita proveniente de taxas à Caixa de Assistência dos Advogados. b) Estão corretas apenas as assertivas II e III. III e IV. II e III. b) Estão incorretas apenas as assertivas I. isentando-se com tal procedimento dos juros e da correção monetária. findo o qual se inicia o prazo da prescrição intercorrente. mas antes do início do respectivo exercício financeiro. o mandado de segurança constitui meio impróprio para que declarado o direito de valer-se o contribuinte da faculdade de compensar. III. Uma vez que a compensação de créditos tributários. c) Estão corretas apenas as assertivas I e II. É perfeitamente lícita. IV. b) Está correta apenas a assertiva III. Dadas as assertivas abaixo. não localizados bens penhoráveis. I. c) Estão corretas apenas as assertivas I. desde que os efeitos da legislação atenham-se às suas fronteiras geográficas. à ocasião do julgado rescindendo. IV. a) Está correta apenas a assertiva I. 11. A interdição de estabelecimento constitui meio próprio e eficaz para compelir a empresa inadimplente ao pagamento de débitos tributários. Dadas as assertivas abaixo. Em razão da imunidade recíproca constitucionalmente assegurada. em razão de sua irreversibilidade. 23 . c) Estão corretas apenas as assertivas I. II. mesmo em se tratando de execução fiscal. pode instituir contribuições sociais de intervenção no domínio econômico. b) Está correta apenas a assertiva IV. O Código Tributário Nacional prevê a responsabilidade pessoal dos diretores. I. c) Estão incorretas apenas as assertivas II. a) Está correta apenas a assertiva III. não pode ser objeto de deferimento liminar. d) Estão incorretas todas as assertivas. assinalar a alternativa correta.Questões de Direito Tributário a) Estão corretas apenas as assertivas I e IV. II. e desde que não invadida a competência da União. conforme sempre entendeu o Supremo Tribunal Federal. ainda que versem matéria tributária constitucional. II e IV. Em execução fiscal. Para que se valha do privilégio da denúncia espontânea. suspende-se o processo por um ano. Preserva-se de tributação o chamado "mínimo existencial" em decorrência da aplicação dos princípios da capacidade contributiva e da dignidade humana. As ações rescisórias versando sobre matéria tributária que. antes mesmo que seja surpreendido por qualquer fiscalização. d) Estão corretas todas as assertivas. IV. não era pacífica nos tribunais. O Estado-Membro. Dadas as assertivas abaixo. Tanto a taxa quanto o preço público têm sua existência condicionada à prévia autorização orçamentária em relação às leis que lhes dão gênese. d) Estão incorretas todas as assertivas. basta apenas que o contribuinte informe ao Fisco a existência do débito. 10. não está o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) sujeito ao pagamento de despesas de transporte do Oficial de Justiça. II e IV. assinalar a alternativa correta. gerentes ou representantes pelas obrigações tributárias resultantes de atos praticados com infração de lei. a) Estão incorretas apenas as assertivas I e IV. II. III. em razão do que surge ela ipso facto da declaração de falência. 09. assinalar a alternativa correta. são rejeitáveis "de plano". III. É ilícita a cobrança do tributo que houver sido aumentado após o orçamento.

D 24 . Em matéria tributária. e III. I. IV. Em razão da presunção de liquidez e certeza que defende o crédito fiscal. B / 10. Mero ato normativo federal não pode ser objeto de declaração de constitucionalidade pelo Supremo Tribunal Federal em ação direta. em conseqüência. a) Estão corretas apenas as assertivas I e III. B / 02. Deixar de apresentar ao Congresso Nacional proposta de orçamento da República no prazo legal é atitude que traz como única conseqüência o atraso na liberação de verbas públicas. c) Estão corretas apenas as assertivas I.Questões de Direito Tributário d) Estão incorretas todas as assertivas. d) Estão incorretas todas as assertivas. A / 12. a) Está correta apenas a assertiva I. B / 08. Embora alguns doutrinadores utilizem o termo "autolançamento". não pode nela inserir tributos estaduais ou municipais. C / 07. b) Está correta apenas a assertiva IV. a seu desfazimento mediante prova inequívoca em contrário. II. d) Estão incorretas todas as assertivas. a legislação tributária reserva privativamente à autoridade administrativa a constituição do crédito tributário. III. objetivando evitar que os bens do contribuinte inadimplente sejam transferidos irregularmente a terceiros. I. Gabarito: 01. é apenas relativa. III. os princípios constitucionais limitadores do poder de tributar. a lei admite providências a serem requeridas pela Fazenda Pública. A sonegação é toda ação ou omissão dolosa tendente a impedir ou retardar. D / 11. As multas. D / 04. assinalar a alternativa correta. C / 13. d) Estão corretas todas as assertivas. porque constituem sanção ao inadimplemento da obrigação tributária. ou a excluir ou modificar as suas características essenciais. mesmo que abranja na concessão de moratória tributos de sua própria competência. a ocorrência do fato gerador da obrigação tributária. Dadas as assertivas abaixo. 12. mas admite concorrência de créditos hierarquizando as pessoas de direito público. b) Estão corretas apenas as assertivas II e IV. mas em si mesma não gera qualquer espécie de sanção. Dadas as assertivas abaixo. 13. sujeita. A presunção de legitimidade do título fiscal. o Ministro da Fazenda pode expedir decretos. II. III. I. II. 14. mesmo que emanada de processo onde exercido o contraditório. pois. B / 06. assinalar a alternativa correta. B / 14. IV. II. aplicando-se-lhes. inclusive restringindo o texto legal regulamentado. assinalar a alternativa correta. a) Está correta apenas a assertiva IV. a exceção de pré-executividade não pode ser acatada na execução fiscal. b) Estão corretas apenas as assertivas I e IV. total ou parcialmente. A União. ou a evitar ou diferir o seu pagamento. B / 05. c) Estão corretas apenas as assertivas II e III. Dadas as assertivas abaixo. C / 09. de modo a reduzir o montante do imposto devido. c) Estão corretas apenas as assertivas II e III. O Código Tributário Nacional dispensa o crédito tributário de sujeição a concurso de credores ou a habilitação em falência. pois é uma das razões que deram origem a tal instrumento processual. abrangem-se no conceito de tributo. B / 03. IV. É pacífica na jurisprudência a admissibilidade da Ação Civil Pública para veicular pretensões que envolvam tributos. Mesmo antes da execução fiscal.

Assinale: a) se nenhuma afirmativa estiver correta. de forma regionalizada. tributária e creditícia. objetivos e metas da administração pública federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada. O princípio da uniformidade geográfica admite excepcionalmente que sejam concedidos incentivos fiscais destinados a promover o equilíbrio do desenvolvimento socioeconômico entre as diferentes regiões do país. b) O princípio da clareza ou transparência orçamentária prevê que o projeto de lei orçamentária será acompanhado de demonstrativo regionalizado do efeito. anistias. a) O princípio da exclusividade orçamentária determina que a lei orçamentária anual não conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa. advogada . extraídas do concurso para Juiz Federal Substituto da 4ª Região. 03. d) São pagos preferencialmente a quaisquer créditos habilitados em inventário ou arrolamento. b) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. b) Na falência. c) A lei que instituir o plano plurianual estabelecerá. independentemente do seu valor. os créditos tributários vencidos ou vincendos a cargo do de cujus ou de seu espólio. e) São pagos preferencialmente a quaisquer outros os créditos tributários vencidos ou vincendos. e) É vedada a abertura de crédito especial ou extraordinário sem prévia autorização legislativa e sem a indicação dos recursos correspondentes. assinale a afirmativa incorreta. 01. orientará a elaboração da lei orçamentária anual. não se incluindo nessa proibição a autorização para a abertura de créditos suplementares e a contratação de operações de crédito. A vedação que impede a União. as diretrizes. decorrente de isenções. Com base nos Princípios Constitucionais Tributários. 02. e) se todas as afirmativas estiverem corretas. disporá sobre as alterações na legislação tributária e estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. O princípio da irretroatividade tributária veda a cobrança de tributo no mesmo exercício financeiro em que tenha sido publicada a lei que o instituiu ou majorou. 25 . II. d) A lei de diretrizes orçamentárias compreenderá as metas e prioridades da administração pública federal. selecionadas por Alinne Soares Guerra. III. remissões. exigíveis no decurso do processo de inventário ou arrolamento. d) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. o crédito tributário prefere a qualquer outro. subsídios e benefícios de natureza financeira. seja qual for a natureza ou o tempo da constituição deste. analise as afirmativas a seguir: I. a cargo de pessoas jurídicas de direito privado em liquidação judicial ou voluntária. os Estados. ou a outros encargos do monte. o DF e os Municípios de exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça consagra o princípio da legalidade tributária. a) São extraconcursais os créditos tributários decorrentes de fatos geradores ocorridos no curso do processo de falência. ressalvados os créditos decorrentes de acidente de trabalho ou da legislação do trabalho. inventário ou arrolamento. assinale a afirmativa incorreta.Bauru/SP. Com base na Constituição Federal.Questões de Direito Tributário Notas: Questões de Direito Tributário. ainda que por antecipação de receita nos termos da lei. incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subseqüente. c) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. recuperação judicial. exigíveis no decurso da liquidação. Em relação às preferências do crédito tributário previstas no CTN. sobre as receitas e despesas. c) A cobrança judicial do crédito tributário não está sujeita a concurso de credores ou habilitação em falência.

em percentual superior ao índice oficial de correção monetária. sob a mesma ou outra razão social ou sob firma ou nome individual. imposto sobre grande fortuna e imposto de importação. c) A conversão do depósito judicial em renda não extingue o crédito tributário. bem como os juros de mora são afastados pela denúncia espontânea. independentemente se este prosseguir ou na exploração ou iniciar. assinale a afirmativa correta. exportação. se este prosseguir na exploração ou iniciar. d) O STF pacificou o entendimento de que medida provisória tem força de lei. após seis meses a contar da data da alienação. por qualquer título. indústria ou profissão. IPI e IOF por serem tributos extra fiscais. e continuar a respectiva exploração. admite-se em qualquer hipótese o seu uso em matéria tributária para instituir ou majorar os tributos previstos na Constituição Federal. nova atividade no mesmo ou em outro ramo de comércio. assinale a afirmativa correta. acrescido de juros e correção monetária. a) Segundo a Constituição Federal de 1988 é vedado o uso de medidas provisórias para instituir ou majorar impostos por violar o princípio da legalidade tributária. industrial ou profissional. d) Norma legal que altera prazo de recolhimento de obrigação tributária se sujeita ao princípio da anterioridade tributária. d) Segundo o CTN. indústria ou profissão.Questões de Direito Tributário 04. dentro de seis meses a contar da data da alienação. 26 . c) Os juros moratórios. indústria ou atividade. na repetição de indébito tributário. indústria ou profissão. 05.imposto de transmissão inter vivos de bens imóveis com base no valor venal do imóvel. e) É inconstitucional a lei que estabelece alíquotas progressivas para o ITBI . fundo de comércio ou estabelecimento comercial. como pressuposto de admissibilidade do recurso voluntário na esfera administrativa federal. 07. por isso. nova atividade no mesmo ou em outro ramo de comércio. já que as dívidas tributárias são daquele. salvo eventual multa fiscal. ainda que indeferida. se este prosseguir na exploração ou iniciar. como regra. de forma: a) integral se o alienante cessar a exploração do comércio. a) É inconstitucional a exigibilidade do arrolamento de bens no valor equivalente a 30% da exigência fiscal. prevista pelo Decreto 70. responderá pelos tributos. b) O mandado de segurança constitui ação adequada para a declaração do direito à compensação tributária. a) É defeso ao Município atualizar o IPTU. nova atividade no mesmo ou em outro ramo de comércio. Com base no processo tributário. mediante Decreto. e) Medida provisória não poderá instituir ou majorar o imposto de importação. b) integral. De acordo com o Código Tributário Nacional. a pessoa jurídica de direito privado que adquirir de outra. relativos ao fundo ou estabelecimento adquirido. hipótese em que o fisco pode exigir do contribuinte o total do crédito. não havendo responsabilidade do adquirente. Em relação às medidas provisórias em matéria tributária. por serem tributos reservados à lei complementar. e) Na hipótese de o contribuinte discutir o crédito tributário por meio de recurso administrativo ou mandado de segurança com pedido de medida liminar. com efeito de negativa.235/72. são devidos a partir do trânsito em julgado da sentença. Com base na jurisprudência sumulada pelo STF e pelo STJ. dentro de seis meses a contar da data da alienação. a responsabilidade pela infração tributária. só produzirá efeitos no exercício financeiro seguinte se houver sido convertida em lei até o último dia daquele em que foi editada. conforme procedência do pedido na ADI 1976/07. devidos até a data do ato. c) É vedado o uso de medida provisória para instituir empréstimos compulsórios. b) O processo de consulta deverá ser apresentado por escrito e poderá versar sobre dispositivos da legislação tributária aplicável a fato determinado ou a uma situação hipotética formulada pelo contribuinte que possa ensejar uma exigência fiscal futura. assinale a afirmativa incorreta. e) exclusiva do alienante. d) subsidiária com o alienante. desde que esta seja acompanhada de pagamento ou parcelamento do crédito tributário pelo sujeito passivo. b) Medida provisória que implique instituição ou majoração de impostos. a certidão de dívida ativa passa a ser positiva. 06. c) subsidiária com o alienante.

tomando conhecimento da atividade assim exercida pelo obrigado. nesses casos.. Considere as assertivas abaixo sobre tributos.. cisão ou extinção de pessoa jurídica. salvo se.. a) lançamento por homologação b) lançamento por declaração c) lançamento de ofício d) lançamento por arbitramento 03. assinale a afirmativa incorreta.. Com base na Constituição Federal de 1988. I .Bauru/SP. a) O ITR será progressivo e terá suas alíquotas fixadas de for-ma a desestimular a manutenção de propriedades improdutivas. Quais são corretas? a) Apenas I b) Apenas II c) Apenas III d) Apenas II e III 02. os impostos atribuídos aos Estados e aos Municípios. em função da essencialidade do produto. III .. compensando-se o que for devido em cada operação com o montante cobrado nas anteriores. os quais serão suprimidos. as taxas e as contribuições de melhoria. I . expressamente a homologa.. E Notas: Questões de Direito Tributário. Gabarito: 01.. d) Não incide ITBI sobre a transmissão de bens ou direitos incorporados ao patrimônio de pessoa jurídica em realização de capital.. 01.. nem sobre a transmissão de bens ou direitos decorrente de fusão. extraídas da prova para provimento do cargo de Juiz Substituto do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul. A / 07. 27 . a atividade preponderante do adquirente for a compra e venda desses bens ou direitos. e será não-cumulativo. B / 08. II . selecionadas por Alinne Soares Guerra. porém não pode ser calculada em função do capital das empresas. e) O IPI poderá ser seletivo. O . cumulativamente. b) A União poderá instituir na iminência ou no caso de guerra externa impostos extraordinários..Os tributos previstos na Constituição Federal são apenas os impostos. locação de bens imóveis ou arrendamento mercantil. compete ao Distrito Federal e aos Estados não divididos em Municípios instituir.Questões de Direito Tributário 08. 2008. D / 06.A exclusão do crédito tributário dispensa o cumprimento das obrigações acessórias. que ocorre quanto aos tributos cuja legislação atribua ao sujeito passivo o dever de antecipar o pagamento sem prévio exame da autoridade administrativa. compreendidos ou não em sua competência tributária. II . incorporação. Considere as assertivas abaixo sobre exclusão tributária. gradativamente. c) Em relação ao ICMS é facultado ao Senado Federal estabelecer alíquotas mínimas nas operações internas. A / 05.A taxa pode ter base de cálculo ou fato gerador idêntico aos que correspondem a imposto. a isenção não é extensiva às taxas e às contribuições de melhoria. E / 04. advogada .Segundo o Código Tributário Nacional. Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna da frase abaixo. mediante resolução de iniciativa de um terço e aprovada pela maioria absoluta de seus membros. C / 03. B / 02. opera-se pelo ato em que a referida autoridade.Salvo disposição de lei em contrário. cessadas as causas de sua criação.

Em relação à interpretação da legislação tributária. b) As regras sobre isenção são interpretadas extensivamente.Questões de Direito Tributário III . Pecuária e Abastecimento quanto às fiscalizações de estabelecimentos que acondicionam carnes bovinas destinadas à exportação. d) contribuição. pois visa remunerar um serviço público prestado ao contribuinte ou colocado à sua disposição. A norma constitucional que veda aos entes federativos a instituição de impostos sobre templos de qualquer culto representa a) anistia tributária. 07. c) é constitucional. pelo caráter compulsório da cobrança. b) não incidirão sobre a importação de produtos estrangeiros ou serviços. 08. 28 . Nessa hipótese. a) A analogia pode ser utilizada na ausência de disposição expressa. b) tarifa. c) Há viabilidade de ser exigido tributo não previsto expressamente em lei. Considere que a União institua uma lei visando definir o valor de serviços administrativos de órgão do Ministério da Agricultura. As contribuições sociais instituídas pela União a) não incidirão sobre as receitas decorrentes de exportação. b) é inconstitucional. b) remissão tributária. por decorrer da lei. 05. d) deve ser estipulada em valor proporcional ao oferecimento do respectivo serviço. c) imposto. assinale a assertiva correta. 09. pois busca ressarcir despesas com o oferecimento de serviço público específico e divisível. d) podem ser criadas por decreto. d) isenção tributária.A anistia pode ser concedida tanto em caráter geral como limitadamente às infrações da legislação relativa a determinado tributo. c) imunidade tributária. por decorrer de regime jurídico tributário. Assinale a opção correta quanto às limitações constitucionais ao poder de tributar. por corresponder a arrecadação de valores para atividade específica. 06. tendo por base a unidade de medida adotada. c) não poderão ter alíquota específica. o valor a ser pago pelos contribuintes constitui a) taxa. pois não atende aos requisitos estipulados na legislação brasileira. Quais são corretas? a) Apenas I b) Apenas II c) Apenas III d) Apenas II e III 04. A instituição de taxa de iluminação pública a) é constitucional. d) O emprego da eqüidade pode resultar na dispensa do pagamento de tributo devido.

a referida lei. b) Em maio de 2008.350. inválida. a) Determinado município da Federação. no valor de 550. No caso de imputação do pagamento. inexistindo disposição em contrário.Questões de Direito Tributário a) A lei que modifica o prazo para recolhimento da contribuição social deve obediência ao princípio da anterioridade tributária. 11. câmbio e seguro. independentemente de sua posterior revogação. Em cada uma das opções abaixo.00. ou relativas a títulos ou valores mobiliários (IOF). contribuição de melhoria. em virtude de não ter satisfeito determinadas obrigações acessórias na importação de bens de capital. com base na legislação aplicável. taxa de polícia. Nessa situação. a) Em casos de relevância e urgência.º de janeiro de 2008. confirmada a existência do fundamento legal da obrigação acessória. a referida instrução normativa deve entrar em vigor 30 dias após a sua publicação. b) A lei tributária meramente interpretativa não é retroativa. Irresignada. Acerca do empréstimo compulsório. a autoridade administrativa competente deverá extinguir os créditos tributários na seguinte ordem: a) ISS. foi publicada lei que tornou desnecessária a referida obrigação acessória. a referida atualização monetária. 13. sendo. taxa de polícia e ISS.00. assinale a opção correta. a guerra externa ou o investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional. é possível concluir que a referida atualização deveria ter sido feita por lei em sentido estrito. c) Constitui hipótese de instituição de imposto extraordinário a ocorrência de calamidade pública. Assinale a opção em que a assertiva está correta. b) Constitui uma das hipóteses de incidência do IOF a posse de um título mobiliário. no valor de R$ 2. b) ISS. Nessa situação. contribuição de melhoria e taxa de polícia. Antes do julgamento pelo órgão competente. d) contribuição de melhoria. em respeito ao princípio da anterioridade tributária. a) O IOF tem função predominantemente extrafiscal. portanto. Assinale a opção correta quanto ao imposto sobre operações de crédito. nos procedimentos de importação de bens de capital. d) São fatos geradores do empréstimo compulsório a calamidade pública. a Secretaria da Receita Federal do Brasil expediu instrução normativa dispondo sobre normas gerais de arrecadação de contribuições sociais de sua competência. foi publicada lei estadual fixando a base de cálculo do imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA). Considere que Gilson possua os seguintes débitos vencidos para com a fazenda pública municipal: imposto sobre serviços de qualquer natureza (ISS). o auto de infração deve ser considerado válido.00. passou a incidir eficazmente sobre fatos geradores ocorridos a partir de 1. no valor de R$ 800. taxa de polícia e contribuição de melhoria. d) O imposto sobre grandes fortunas deve ser instituído por lei complementar. seguida de uma assertiva a ser julgada com base nas normas gerais de direito tributário. c) O princípio tributário da vedação ao confisco é aplicável apenas aos impostos e às taxas. Nessa situação. 12. Alfa apresentou defesa escrita. 29 . é lícito à União instituir empréstimos compulsórios mediante medida provisória. d) A pessoa jurídica Alfa foi autuada pela autoridade competente. é apresentada uma situação hipotética. não sendo aplicável ao caso a lei posterior. c) As alíquotas do IOF somente podem ser modificadas por lei em sentido estrito. d) O lançamento do IOF deve ser sempre executado de ofício pela autoridade administrativa. expediu ato para a atualização do valor monetário da base de cálculo do ISS. ISS e contribuição de melhoria. pugnando pela revogação do auto de infração. 10. por intermédio do Poder Executivo. na forma como foi procedida. c) taxa de polícia. b) A importância arrecadada com a cobrança do empréstimo compulsório tem aplicação vinculada à despesa que ensejou sua instituição. Nessa situação. c) Em 15 de dezembro de 2007.

a autoridade competente para receber o pagamento deve determinar. Roberto será responsável subsidiário ao cumprimento da referida obrigação principal. não tendo Luciano domicílio eleito. Joaquim apresentou certidão negativa de débitos tributários relativos ao imóvel objeto do contrato. Nessa situação. a do IPTU. C / 02.Bauru/SP. D / 13. a fazenda municipal constatou a existência de débitos. 30 . passou a ser absolutamente incapaz de exercer os atos da vida civil. a autoridade administrativa competente pode efetivar o lançamento do tributo de ofício. A / 07. mediante processo regular. Entretanto. foi autuada por irregularidades apuradas no lançamento do imposto sobre circulação de mercadoria e prestação de serviços de transporte interestadual. acometido de acidente vascular cerebral. Em cada uma das opções abaixo. Sendo autônomo. a) O vencimento do crédito tributário. Ômega Indústria e Comércio Ltda. no curso do procedimento administrativo fiscal. assinale a opção correta. extraídas das provas da OAB dos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. havendo pagamento parcial dos tributos. que. Nessa situação. a imputação do débito de ISS e. posteriormente. essa nova norma deverá ser aplicada ao lançamento de ofício da autoridade administrativa competente. quando a legislação tributária não fixar o tempo do pagamento. Gabarito: 01. d) A concessão de moratória em caráter individual gera direito adquirido. d) Patrícia celebrou. seguida de uma assertiva a ser julgada com relação ao sujeito passivo tributário e à responsabilidade tributária. A / 06. ele presta serviços a diversas empresas: uma situada na região Sul. B / 05. Roberto intervier em algum ato que configure fato gerador de tributo devido pelo curatelado. C / 14. 15. no exercício da curatela. c) Se. se. é apresentada uma situação hipotética. em virtude da adoção. deve ser considerado seu domicílio tributário o lugar onde Luciano for encontrado. na nota fiscal. Nessa situação. Assinale a opção correta quanto às modalidades de suspensão e extinção do crédito tributário. 16. B / 16. intermunicipal e de comunicação (ICMS). c) A moratória. Assinale a opção em que a assertiva está correta. b) Roberto foi nomeado curador de seu pai. A / 09. c) Luciano é motorista de caminhão e não possui residência fixa. em virtude do não-recolhimento de imposto de renda. C / 08. D / 10. o espólio do de cujus responderá pelos respectivos débitos. anteriores à alienação do bem a Patrícia. B / 11. tendo sido esse fato consignado na própria escritura pública. A / 03. A / 12. Ambos os débitos estão vencidos e são de titularidade do mesmo sujeito ativo. de preços diferentes aos ajustados. Patrícia é responsável tributária pelo pagamento do referido crédito tributário. b) A autoridade lançadora deverá arbitrar. Tendo como referência a situação hipotética descrita acima. quando veio a falecer. A / 15. D / 04. na condição de responsável por sucessão. advogada . B Notas: Questões de Direito Tributário. deve ser estipulado em 10 dias após a notificação do lançamento. a) Em face da irregularidade apurada. em caráter geral. depois. não havendo qualquer responsabilidade dos sucessores no que se refere ao patrimônio pessoal deles. a) Pedro estava sendo executado por dívida tributária. o preço ou valor das mercadorias. outra na região Norte e outra na região Centro-Oeste do país. No ato da lavratura do instrumento. b) Considere a seguinte situação hipotética. por escritura pública. d) Não deve ser aplicada ao lançamento legislação posterior à ocorrência do fato gerador da obrigação que tenha instituído novos critérios de fiscalização. pode ser concedida pela União somente quanto aos tributos de sua competência. de imposto predial e territorial urbano (IPTU) relativo ao respectivo imóvel. com base na legislação vigente na data da autuação. em primeiro lugar.Questões de Direito Tributário 14. Nessa situação. for publicada lei estadual que outorgue ao crédito maiores garantias. Nessa situação. Onofre é profissional autônomo e possui débitos de ISS relativo a sua atividade profissional e de IPTU. desde que os documentos fiscais expedidos pelo sujeito passivo não mereçam fé. selecionadas por Alinne Soares Guerra. para o efeito de atribuir responsabilidade tributária a terceiros pelo pagamento do tributo em comento. contrato de compra e venda de imóvel pertencente a Joaquim.

03. advieram duas leis: uma que alterou a alíquota da multa para o correspondente a 10%. Na Secretaria da Fazenda. que alterou a alíquota para 15%. o percentual de multa que Osvaldo terá de pagar é igual a: a) 0%. no curso do processo. recebeu a notificação para pagamento do respectivo imposto. impugnou o lançamento e. c) 15%. 04. d) a União não pode criar impostos cumulativos. Entre as seguinte vedações. c) de ofício. mesmo tendo ocorrido o fato gerador do IPVA.000. relativamente ao IPVA. c) isenção. relatou o fato e. Nessa situação hipotética. b) a majoração de tributo sem lei que o estabeleça. e outra. para proceder à transferência da propriedade de seu veículo a Airton. d) anistia. Acerca do sistema tributário nacional. A situação hipotética acima configura caso de lançamento tributário: a) por declaração. c) a União não pode criar empréstimos compulsórios que tenham base de cálculo idêntica à dos impostos previstos na Constituição. O taxista João recebeu do fisco estadual uma correspondência na qual lhe foi informado que. por denúncia espontânea. não tem exceção expressa no texto constitucional: a) a instituição de tributo sem lei que o estabeleça. pode-se dizer que a citada lei estabeleceu uma: a) remissão. Wilson foi ao DETRAN. b) os estados só podem criar impostos que não tenham fato gerador ou base de cálculo idênticos aos dos impostos previstos na Constituição. Do conceito de competência residual deduz-se que: a) os estados não podem criar taxas que tenham base de cálculo idêntica à dos impostos. d) a cobrança de tributo novo em menos de 90 dias a partir da publicação da lei que o criou. no dia 17/12/2007. foi informado de que a transferência dependia da quitação do IPVA daquele ano. b) transação. e que ele deveria ir à Secretaria da Fazenda para providenciar o pagamento. declarou-se devedor dos R$ 10. 31 . que excluía o crédito tributário dos taxistas. d) por requerimento. 06. b) por homologação. c) a cobrança de tributo novo no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que o criou. Ainda no curso do processo. que foi notificado pelo fisco para o pagamento de um imposto de R$ 10.00 e multa de 20%.00 e requereu a exclusão da multa. Lá. d) 20%. 02. b) 10%. pela respectiva assembléia legislativa. uma vez que fora aprovada uma lei. Nessa situação. Osvaldo.Questões de Direito Tributário 01. posterior. 05. após assinar o requerimento da segunda via do documento de arrecadação do imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA).000. ele não precisaria pagar o tributo. assinale a opção incorreta.

por ato oneroso. alíquotas diversas de acordo com o uso do imóvel. b) Caso seja criado um território federal. 09. b) suspende a exigibilidade do crédito tributário. 32 . 08. b) Não se aplica a anistia às infrações cometidas anteriormente à vigência da lei. a lei municipal contraria o texto constitucional. c) concede remissão ao crédito tributário. Nessa situação hipotética e de acordo com as normas atinentes ao crédito tributário. sendo o comprador domiciliado em Goiânia GO e o vendedor. caberá à União instituir o IPVA sobre os veículos licenciados no referido território. a qualquer título. d) A lei concessiva da anistia abrange. promova o parcelamento do valor devido. a) Um município que institui lei estabelecendo alíquotas progressivas para o imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana (IPTU) em razão do valor do imóvel e. pois apenas a Constituição Federal pode dispor acerca da exclusão da incidência do ISS sobre a exportação de serviços. e à lei complementar. independentemente do motivo do retorno. em razão de condições que lhes são peculiares.MA. as infrações cometidas com dolo ou culpa pelas pessoas jurídicas beneficiadas. Nesse caso. assinale a opção correta. O imposto sobre produtos industrializados. Nesse caso. Suponha-se que determinada sociedade limitada. d) As contribuições de intervenção no domínio econômico instituídas pela União não incidirão sobre receitas decorrentes de exportação. também. não incide sobre: a) a importação de produtos industrializados. d) exclui o crédito tributário. 07. Nessa situação. o parcelamento: a) extingue o crédito tributário.Questões de Direito Tributário a) Fere preceito constitucional a instituição de taxa sobre serviços de engenharia prestados por particulares. será devido ao DF o imposto sobre transmissão inter vivos. c) Não se aplica a anistia a atos praticados com simulação pelas pessoas jurídicas beneficiadas. 10. tendo como parâmetro o uso do bem imóvel. b) Considere-se um ato de compra e venda de bem imóvel localizado no DF. estando em débito com a fazenda pública estadual em razão do não recolhimento do imposto sobre operações referentes à circulação de mercadorias relativo aos dois últimos anos. em Imperatriz . c) o retorno de mercadoria industrializada anteriormente exportada. veda o estabelecimento de alíquotas diversas para o IPTU. d) Considere-se que certo município edite lei excluindo o ISS sobre exportações de serviços para países da América Latina. fixar as alíquotas máximas. contraria dispositivo constitucional que. Assinale a opção correta no que se refere aos impostos de competência dos municípios. de bem imóvel. a) A anistia abrange as infrações administrativas e as contravenções penais cometidas pelas pessoas jurídicas beneficiadas. Considere-se que a União conceda anistia tributária abrangendo infrações cometidas por pessoas jurídicas domiciliadas em certa região brasileira. também. de competência da União. b) a arrematação de produtos industrializados apreendidos e levados a leilão. c) Compete à lei ordinária fixar as alíquotas mínimas do imposto sobre serviços de qualquer natureza (ISS). d) a exportação de produtos industrializados. c) Todos os impostos instituídos pela União têm caráter pessoal e são graduados segundo a capacidade econômica dos contribuintes.

O decurso do prazo de 5 (cinco) anos para a Fazenda Pública constituir o crédito tributário enseja a sua extinção por a) consignação b) decadência c) prescrição d) remissão e) transação 04. selecionadas por Alinne Soares Guerra. 33 . A / 04. b) abastecimento de água. 03. d) fato decorrente da legislação tributária. no todo ou em parte. 05. ela deve a) abster-se de distribuir mais do que 5% de seu patrimônio ou de suas rendas. C / 10. o Código Tributário Nacional (CTN) determina que o poder público promova e mantenha ali certos melhoramentos. C / 05. d) serviço de correios e telégrafos. c) serviço de coleta de lixo. positivas ou negativas. b) lei tributária que define infrações. C / 07. e) ato previsto em leis. B / 06.OAB/RJ. D Notas: Questões de Direito Tributário. para que uma instituição de educação sem fins lucrativos goze da imunidade tributária relativa ao pagamento de impostos sobre seu patrimônio. decretos ou normas complementares que versem. advogada . De acordo com o CTN. e) discricionário. extraídas do Exame da Ordem . C / 02. sob pena de responsabilidade pessoal. sobre tributos e relações jurídicas a eles pertinentes. Segundo a sistemática adotada pelo Código Tributário Nacional. c) por homologação. b) nomear apenas diretores brasileiros. d) sob condição suspensiva.Bauru/SP. d) manter escrituração de suas receitas e despesas em livros revestidos de formalidades que assegurem a exatidão das informações. c) aplicar ao menos 50% de seus recursos na manutenção dos seus objetivos institucionais. tratados ou convenções internacionais. c) situação definida em lei como necessária e suficiente à sua ocorrência. De acordo com o disposto no Código Tributário Nacional. o fato gerador da obrigação principal é definido como o(a): a) pagamento de tributo ou penalidade pecuniária. B / 09. B / 08. entre os quais figura o a) transporte público coletivo.Questões de Direito Tributário Gabarito: 01. nela previstas no interesse da arrecadação ou da fiscalização dos tributos. para fins de instituição e cobrança do IPTU. tendo por objeto as prestações. Para que determinada área seja considerada urbana. 01. D / 03. a modalidade de lançamento do crédito tributário que ocorre quanto aos tributos cuja legislação atribua ao sujeito passivo o dever de antecipar o pagamento sem prévio exame da autoridade administrativa é o lançamento a) imutável. ou lhe comina penalidades. b) por declaração. 02. renda ou serviços.

d) O despacho do juiz que deferir a petição inicial determinará o arresto dos bens da MN Consultoria e Serviços Ltda. decidiu que os impostos e contribuições da referida pessoa jurídica deveriam 34 . b) A obrigação tributária acessória é dependente da obrigação tributária principal. 2005.. A executada foi citada para pagar a dívida com juros e multa de mora e encargos indicados na certidão de dívida ativa ou para garantir a execução. d) A contribuição para o financiamento da seguridade social (COFINS) constitui tributo sujeito ao lançamento por declaração. principal e acessória. pela natureza de sua atividade. deve cumprir várias obrigações tributárias.Questões de Direito Tributário 06. d) prescrição e decadência. assinale a opção correta. as obrigações tributárias. é correto afirmar que se interpreta literalmente a legislação que disponha sobre a) dispensa do cumprimento de obrigações tributárias principais. do imposto sobre serviços de qualquer natureza (ISS). a) A MN Consultoria e Serviços Ltda. A Sol Agência de Viagem e Turismo Ltda. 10. c) extinção do crédito tributário. emitir nota fiscal. como a Nuporanga. pelo nãorecolhimento. assinale a opção correta acerca das normas atinentes à execução fiscal. c) O imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA) e a taxa de limpeza pública são tributos normalmente submetidos ao lançamento de ofício. recolher o imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias (ICMS) e. p. c) A certidão de dívida ativa poderá ser emendada até decisão proferida em recurso especial. d) A obrigação da Nuporanga de recolher o ICMS constitui obrigação tributária acessória.ª ed. 09. b) exclusão do crédito tributário. por depósito ou fiança. c) Segundo o CTN. a) A obrigação de empresas. Considerando a situação hipotética acima e as normas atinentes à obrigação tributária. pagar penalidades pecuniárias. tais como prestar declarações ao fisco. o sujeito passivo deve verificar a ocorrência do fato gerador. compete privativamente à autoridade administrativa constituir o crédito tributário pelo lançamento. atua no ramo de venda de produtos alimentícios e. A partir dessa informação. Um de seus sócios diretores. decorrem da lei em sentido estrito. Luciano Amaro. 07.. 08. na forma e prazos devidos. caso a dívida não seja paga. A fazenda pública municipal ajuizou execução fiscal contra a MN Consultoria e Serviços Ltda. cabendo ao sujeito ativo apenas conferir a apuração e o pagamento já realizados. b) A lei veda que a petição inicial e a certidão de dívida ativa constituam um único documento. a) A legislação aplicável ao lançamento será a vigente na data em que o mesmo for efetivado. não poderá apresentar reconvenção nos autos da execução fiscal proposta em seu desfavor. que é domiciliado no México. Tendo como referência inicial a situação hipotética acima. Segundo o que dispõe o CTN. Direito tributário brasileiro. calcular o montante do tributo devido e efetuar o pagamento. A partir do texto acima. nem garantida a execução. São Paulo: Saraiva. dedica-se exclusivamente a sua atividade-fim. Chama-se hermenêutica a ciência da interpretação. Interpretar a norma jurídica consiste em identificar o seu sentido e alcance. eventualmente. A Nuporanga Indústria e Comércio de Alimentos Ltda. 11. b) No lançamento por declaração. assinale a opção correta no que se refere a lançamento e suas modalidades. de pagar eventuais penalidades pecuniárias constitui obrigação tributária principal. A interpretação (ou exegese) é necessária para que se possa aplicar a lei às situações concretas que nela se subsumam. 205.

11. Em relação à legislação que instituiu o SuperSimples e a Super-Receita. e são extensivas aos Correios e à Infraero. b) Inclui-se. na forma da lei. A / 07. seja contribuinte do ISS. serão apurados.00. em cada ano-calendário. C / 08. A / 10. que instituiu o Simples Nacional. em atenção à relevância do ICMS e ISS no conjunto de impostos devidos pelas microempresas. mediante documento único de arrecadação. B / 05. assinale a opção correta de acordo com o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. assinale a alternativa correta. 01. inclusive no que tange à matéria tributária. renda e serviços uns dos outros. o Distrito Federal e os Municípios de instituírem impostos sobre patrimônio. Com base na Constituição da República Federativa de 1988 e suas atualizações e na jurisprudência do STF. conhecida como Super-Receita. está desobrigada de recolher o ISS quanto aos serviços iniciados no exterior do país.Simples Nacional. A propósito dessa situação hipotética e considerando a disciplina normativa do ISS. d) Os empregados da Bite Serviços de Informática Ltda. os Estados. advogada Bauru/SP. de vários tributos. As imunidades recíprocas vedam a União. preste serviços no Brasil e no exterior e. receita bruta igual ou inferior a R$ 240. como tal.Instituto Estadual do Ambiente e do Exame de Ordem . assinale a opção correta. devem recolher o ISS. entre eles o IPI e IOF.Mato Grosso do Sul. e disposição do art. selecionadas por Alinne Soares Guerra. mediante convênio. determinou a inclusão desses impostos no âmbito do Simples após expressa autorização dos Estados e dos Municípios respectivamente. inscritos em Dívida Ativa da União e cobrados judicialmente pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). C / 02. por considerar que a agência se enquadra nos requisitos legais de uma microempresa. B / 09. Suponha que a Bite Serviços de Informática Ltda. D / 11. c) O ISS não incide sobre a exportação dos serviços da Bite Serviços de Informática Ltda.Questões de Direito Tributário ser recolhidos pelo regime do Simples Nacional. Gabarito: 01. b) O Simples Nacional implica o recolhimento mensal. para países estrangeiros.457/07 instituiu a Secretaria da Receita Federal do Brasil. C Notas: Questões de Direito Tributário. a inscrição em dívida estadual e municipal e a cobrança judicial de tributos estaduais e municipais a que se refere essa lei. e) A Lei 11. extinguindo o INSS e transferindo para a AdvocaciaGeral da União a representação judicial e extrajudicial do novo órgão. 179 da Constituição da República. bem como seus diretores e sócios-gerentes. mediante documento único de arrecadação. c) A lei que instituiu o SuperSimples. b) São contribuintes do ISS a Bite Serviços de Informática Ltda. não pode recolher seus impostos e contribuições na forma do Simples Nacional por ter sócio domiciliado no exterior.000. D / 06. entre as contribuições recolhidas pelo sistema do Simples Nacional. B / 04. independentemente de seu objeto. c) A Sol Agência de Viagem e Turismo Ltda. d) Os créditos tributários oriundos da aplicação da lei complementar 123/06. a) O Simples Nacional implica o recolhimento trimestral de vários tributos. 02. e unificou a Secretaria da Receita Federal e a Secretaria da Receita Previdenciária. que pode delegar aos Estados e Municípios. d) Um dos requisitos para que uma pessoa jurídica possa se enquadrar na definição legal de microempresa é que a mesma aufira. 35 . a contribuição para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). a) A Bite Serviços de Informática Ltda. a) A pessoa jurídica. Considerando a situação hipotética apresentada. estará automaticamente submetida aos benefícios do Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte . extraídas das provas da Secretaria de Meio Ambiente do Rio de Janeiro . desde que enquadrada na condição de microempresa e de empresa de pequeno porte. C / 03. julgue as afirmativas a seguir: I.

É o chamado p p princípio do non olet. e) A compensação de créditos tributários pode ser deferida em ação cautelar ou por medida cautelar antecipatória. responsáveis. c) A adoção da teoria do "pentapartite" pelo STF implica a adoção de cinco modalidades de tributos previstos na Constituição Federal. 03. recurso de ofício ou por iniciativa de ofício da autoridade administrativa. reclamações e recursos administrativos são exemplos de suspensão da exigibilidade do crédito tributário. concessão de liminar em mandado de segurança. e não comporta o benefício de ordem. c) A "teoria dualista" do Direito Tributário determina a aplicação da legislação vigente à época do lançamento do tributo para a apuração do crédito tributário. a Súmula 418 do STF. ou terceiros.Questões de Direito Tributário II. contudo. a) Em conformidade com o CTN. b) A atividade administrativa do lançamento é obrigatória. Em conseqüência. conforme orientação dominante no STJ. periódicos e do papel destinado a sua impressão abrange os filmes e papéis fotográficos necessários à publicação de jornais e periódicos. bem como a natureza do seu objeto ou seus efeitos. c) Salvo disposição legal em contrário. 04. entidade sindicais dos trabalhadores. desde que o valor dos aluguéis seja aplicado nas respectivas atividades essenciais. instituições de ensino e entidades assistenciais sem fins lucrativos são imunes ao pagamento de IPTU de imóveis de sua titularidade. assinale a alternativa correta. admite a restituição do tributo pago indevidamente. a) A intervenção do Ministério Público nas execuções fiscais é desnecessária. Os partidos políticos. quando regularmente notificado o sujeito passivo. ainda que locados a terceiros. jornais. natureza e extensão dos efeitos do ato. será discricionária quando o CTN expressamente autorizar. o lançamento somente pode ser alterado por impugnação do próprio sujeito passivo. conversão do depósito em renda. tendo em vista que esse dispositivo do CTN não foi recepcionado pela Constituição Federal. em qualquer hipótese. tem amparo no Código Tributário Nacional e permite que a lei impute responsabilidade tributária a terceiros vinculados ao fato gerador da respectiva obrigação. Assinale: a) se nenhuma afirmativa estiver correta. sob pena de violação do princípio constitucional da isonomia tributária. Em matéria de lançamento e crédito tributário. b) A responsabilidade tributária por substituição "para frente". também denominada pela doutrina de substituição "progressiva". d) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 36 . III. A imunidade dos livros. assinale a afirmativa incorreta. 05. c) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. e sua arrecadação não está sujeita à exigência constitucional de prévia autorização orçamentária". que dispõe que "o empréstimo compulsório não é tributo. da efetividade. a responsabilidade por infração da legislação tributária independe da intenção do agente ou do responsável. parcelamento. consagrado pelo CTN. a) No Direito Tributário são solidariamente obrigadas as pessoas que tenham interesse comum na situação que constitua o fato gerador da obrigação principal e as pessoas expressamente designadas por lei. Assinale a afirmativa incorreta. d) A moratória. b) A decisão que reconhece que o contribuinte de jure não recuperou do contribuinte de facto o quantum respectivo. d) A conjuntura que exija a absorção temporária de poder aquisitivo não pode ensejar a cobrança de empréstimo compulsório pela União. b) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. e) se todas as afirmativas estiverem corretas. e) A isenção não pode ser restrita a determinada região do território da entidade tributante. d) A definição legal do fato gerador é interpretada abstraindo-se da validade jurídica dos atos efetivamente praticados pelos contribuintes. perdeu sua eficácia. Com base na jurisprudência do STF e do STJ.

Questões de Direito Tributário
e) A competência tributária residual é aquela concedida pela Constituição Federal à União e permite a instituição, mediante lei complementar, do chamado "imposto residual da União", desde que não-cumulativo e não tenha fato gerador ou base de cálculo próprios dos impostos discriminados na própria Constituição.

06. De acordo com a Constituição de 1988 e suas atualizações, analise as afirmativas abaixo e assinale a incorreta. a) O Poder Executivo pode, atendidas as condições e limites estabelecidos em lei, alterar por decreto as alíquotas do imposto de importação, de exportação, imposto sobre produtos industrializados (IPI) e imposto sobre operações de crédito, câmbio e seguro relativas a títulos ou valores mobiliários (IOF). b) A União poderá, como instrumento de atuação nas respectivas áreas, instituir contribuições sociais, de intervenção no domínio econômico e de interesse das categorias profissionais ou econômicas. c) Os impostos de importação e de exportação são exceções ao princípio constitucional da anterioridade tributária em razão de sua finalidade extrafiscal e podem ter suas alíquotas majoradas e cobradas de imediato. d) O IPTU e o IPVA podem ter sua alíquota e base de cálculo majoradas e cobradas de imediato, por força da Emenda Constitucional 42/03, que os excepcionou do princípio da anterioridade tributária, sendo irrelevante o exercício financeiro e a noventena. e) A atualização do valor monetário da base de cálculo do tributo não constitui majoração, conforme o disposto no CTN.

07. Com base no CTN, em relação à legislação tributária, assinale a afirmativa incorreta. a) O emprego da analogia não poderá resultar na exigência de tributo não previsto em lei. b) O emprego da eqüidade não poderá resultar na dispensa de pagamento de tributo devido. c) A lei tributária se aplica a ato ou fato pretérito, quando o ato não definitivamente julgado cominar penalidade menos severa que a prevista na lei ao tempo da sua prática ou reduzir o valor do tributo devido. d) Dentre as normas complementares das leis, dos tratados e convenções internacionais e dos decretos, encontram-se as práticas reiteradas observadas pelas autoridades administrativas. e) A lei tributária que define infrações ou lhe comina penalidades, em caso de dúvida quanto à natureza da penalidade aplicável ou a sua graduação, deve ser interpretada de maneira mais favorável ao acusado.

08. Em relação ao processo tributário, assinale a afirmativa incorreta. a) Segundo a doutrina majoritária, o contribuinte pode opor objeção de pré-executividade quando a execução fiscal violar preceitos de ordem pública, como, por exemplo, o pagamento do crédito realizado antes da execução. b) A importância do crédito tributário pode ser consignada judicialmente pelo sujeito passivo, como na hipótese de exigência por mais de uma pessoa jurídica de direito público, de tributo idêntico sobre o mesmo fato gerador. c) Julgado procedente o pedido formulado na ação de consignação, o pagamento se reputa efetuado e a importância consignada é convertida em renda. Se improcedente a consignação no todo ou em parte, o crédito pode ser cobrado com o acréscimo de juros de mora, sem prejuízo das penalidades cabíveis. d) Segundo a doutrina majoritária, o depósito preparatório do valor do débito, monetariamente corrigido e acrescido dos juros e multa de mora e demais encargos, não é pressuposto de admissibilidade da ação anulatória de débito fiscal; contudo, se efetuado o depósito do montante integral nesse caso, estará suspensa a exigibilidade do crédito por parte da Fazenda. e) Prescreve em cinco anos a ação anulatória da decisão administrativa que denegar a restituição de tributos pagos indevidamente.

09. Com base na Atividade Financeira do Estado, assinale a alternativa correta. a) É vedada, como regra, a vinculação da receita proveniente de impostos a órgão, fundo ou despesa, salvo hipóteses autorizadas pela Constituição Federal de 1988, como, por exemplo, para realização de atividades da administração tributária. b) A Lei Complementar 101/00, chamada de "Lei de Responsabilidade Fiscal", permite a concessão ou ampliação de incentivos fiscais de natureza tributária da qual decorra renúncia de receita. A lei exige, contudo, a observância de alguns requisitos; dentre eles, a apresentação de estimativa de impacto orçamentário-financeiro no exercício em que deva

37

Questões de Direito Tributário
iniciar sua vigência, e, no exercício seguinte, em observância ao disposto na lei de diretrizes orçamentárias e princípio da anterioridade tributária. c) O princípio da anualidade orçamentária, com a vigência da Constituição de 1988, foi substituído pelo princípio da anterioridade tributária e sofreu alteração pela Emenda Constitucional 42 de 2003. d) Os créditos extraordinários, especiais e suplementares são considerados créditos adicionais. O crédito especial é admitido para atender despesas imprevisíveis e urgentes, como as decorrentes de guerra, comoção interna ou calamidade pública e pode ser aberto por medida provisória, segundo a Constituição Federal. e) O Orçamento da União é pautado, especialmente, no plano plurianual, na lei de diretrizes orçamentárias e na lei orçamentária anual. Pela relevância da matéria, sua iniciativa é de competência reservada ao Poder Executivo e ao Congresso Nacional.

10. Com relação à Administração Tributária e às Garantias e Privilégios do crédito tributário, assinale a afirmativa incorreta. a) A certidão em que constar a existência de crédito não vencido, no curso de cobrança executiva em que tenha sido efetivada a penhora, ou cuja exigibilidade tenha sido suspensa, será considerada "positiva, com efeito, de negativa". b) A dívida regularmente inscrita goza de presunção de certeza e liquidez e tem o efeito de prova pré-constituída. Assim, com base na alteração introduzida no CTN pela Lei Complementar 118/05, presume-se fraudulenta a alienação ou oneração de bens ou rendas, ou seu começo, por sujeito passivo em débito para com a Fazenda Pública, por crédito tributário regularmente inscrito como dívida ativa. c) A penhora on-line, no Direito Tributário, encontra amparo no CTN e permite a decretação judicial da indisponibilidade dos bens e direitos do devedor, com a comunicação da decisão, preferencialmente por meio eletrônico, aos órgãos e entidades que promovem os registros de transferência de bens, a fim de que, no âmbito de suas atribuições, façam cumprir a ordem judicial. d) Segundo o CTN, os créditos tributários decorrentes de fatos geradores ocorridos no curso do processo de falência são considerados extraconcursais. e) A enumeração das garantias do crédito tributário pelo CTN é taxativa, pois não permite que outras garantias sejam previstas em lei.

Gabarito: 01. D / 02. E / 03. A / 04. E / 05. B / 06. D / 07. C / 08. E / 09. A / 10. E Notas: Questões de Direito Tributário, extraídas da prova do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, selecionadas por Alinne Soares Guerra, advogada - Bauru/SP.

01. Nos termos da Lei no 8.443, de 26 de junho de 1992, compete ao Tribunal de Contas da União: I - decidir sobre consulta que lhe seja formulada por autoridade competente, a respeito de dúvida suscitada na aplicação de dispositivos legais e regulamentares concernentes a matéria de sua competência; II - julgar as contas dos administradores e demais responsáveis por dinheiros, bens e valores públicos das unidades dos poderes da União; III - proceder à fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial das unidades dos poderes da União; IV - apreciar as contas prestadas anualmente pelo Presidente da República. Estão corretas as competências: a) II e III, apenas. b) I, II e III, apenas. c) I, III e IV, apenas. d) II, III e IV, apenas. e) I, II, III e IV.

38

Questões de Direito Tributário
02. De acordo com o Código Tributário Nacional, constitui modalidade de extinção do crédito tributário a(o): a) moratória. b) remissão. c) concessão de medida liminar em mandado de segurança. d) parcelamento. e) depósito do seu montante integral.

03. Assinale a alternativa correta quanto à competência tributária. a) O custeio do serviço de iluminação pública, conforme a Constituição Brasileira de 1988, poderá ser competência comum da União, dos Estados, da Distrito Federal ou dos Municípios. b) Ao Distrito Federal compete os impostos federais, estaduais e municipais. c) Aos Estados e ao Distrito Federal compete instituir impostos sobre a transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos. d) Aos Municípios compete instituir impostos sobre serviços de qualquer natureza, inclusive os compreendidos no art. 155, II da Constituição Brasileira de 1988.

04. Com relação às limitações da competência tributária, sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, exceto: a) exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça. b) cobrar tributos antes de decorridos sessenta dias da data em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou, desde que observado o disposto na alínea b , do art. 150, inciso III da CF/88. c) utilizar tributo com efeito de confisco. d) instituir impostos sobre templos de qualquer culto.

05. Assinale a alternativa correta. a) Aos impostos extraordinários, na iminência ou no caso de guerra externa, poderão ser instituídos pela União. b) Aos impostos sobre a propriedade territorial rural, compete à União, aos Estados e aos Municípios, de forma concorrente. c) Qualquer anistia relativa a impostos, só poderá ser concedida mediante lei do Congresso Nacional. d) Todas as alternativas anteriores estão certas.

06. É correto afirmar que a) vinte e cinco por cento do produto da arrecadação do imposto do Estado sobre o IPVA pertencem aos Municípios. b) vinte e cinco por cento do produto da arrecadação do imposto que a União instituir no exercício da competência que lhe é atribuída pelo art. 154, II da CF/88, pertencem aos Estados e ao Distrito Federal. c) é permitida a retenção aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios quando se tratar do Fundo de Participação, neles compreendidos adicionais e acréscimos relativos aos tributos. d) a União entregará, do produto da arrecadação do IPI, dez por cento aos Estados e ao Distrito Federal, proporcionalmente ao valor das respectivas exportações de produtos industrializados.

07. É correto afirmar que não se incluem na classificação como espécies tributárias a) os impostos, as taxas e os empréstimos compulsórios. b) as taxas e as contribuições sociais. c) os impostos e a contribuição de melhoria decorrente de obras públicas. d) o plano plurianual, as diretrizes orçamentárias e os orçamentos anuais.

39

Questões de Direito Tributário
08. Imposto é uma espécie de tributo: a) vinculado, instituído por lei, cujo fato gerador é atividade administrativa vinculada e cuja receita tem vinculação legalmente pré-determinada. b) não vinculado, instituído por lei, cujo fato gerador depende de atividade estatal especificamente relacionada ao contribuinte e cuja receita não tem vinculação legalmente pré-determinada. c) não vinculado, instituído por lei e cujo fato gerador é atividade administrativa vinculada. d) não vinculado, instituído por lei e cujo fato gerador independe de atividade estatal específica relacionada ao contribuinte. e) não vinculado, instituído por lei, cujo fato gerador independe de atividade estatal específica mas cuja receita tem vinculação legalmente pré-determinada.

09. Em relação às limitações constitucionais ao poder de tributar, assinale a alternativa incorreta. a) É vedado à União, Estados, Municípios e Distrito Federal cobrar tributos no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou. b) É vedado à União instituir isenção de tributo da competência estadual. c) É vedado à União, Estados, Municípios e Distrito Federal instituir impostos sobre patrimônio, renda e serviços uns dos outros, vedação estendida a todas as pessoas jurídicas da Administração Pública indireta. d) É vedado aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios estabelecer diferença tributária entre bens e serviços, de qualquer natureza, em razão de sua procedência ou destino. e) É vedado exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça.

10. As contribuições de intervenção no domínio econômico são espécies tributárias de competência a) exclusivamente federal e cuja instituição independe de lei complementar nos termos do art. 146, III, da CF, conforme entendimento do STF. b) federal e estadual e cuja instituição não está sujeita à lei complementar, conforme entendimento do STF. c) exclusivamente federal e cuja instituição depende de lei complementar nos termos do art. 146, III, da CF, conforme entendimento do STF. d) federal e estadual. e) federal, estadual e municipal.

11. Leia as alternativas abaixo e assinale a incorreta. a) A União poderá instituir, no exercício da competência residual, outros impostos, não cumulativos e mediante lei complementar. b) O imposto sobre produtos industrializados, porque extrafiscal, é exceção ao princípio da anterioridade e a lei que instituir aumento de base de cálculo ou alíquota entrará em vigor na data de sua publicação. c) O imposto territorial rural poderá ser fiscalizado e cobrado pelos Municípios que optarem, na forma da lei e desde que não haja previsão de redução ou outra forma de renúncia fiscal. d) As contribuições de intervenção no domínio econômico não incidirão sobre receitas decorrentes de exportação. e) A pessoa natural destinatária das operações de importação poderá ser equiparada a pessoa jurídica, na forma da lei.

12. São hipóteses de extinção do crédito tributário a) remissão e anistia. b) transação e remissão. c) imunidade.e isenção d) prescrição e anistia. e) decadência e isenção.

40

Leia as alternativas abaixo e assinale a incorreta. d) o menor de 16 anos não pode ser sujeito passivo apesar de equiparado a pessoa jurídica regularmente constituída. mediante lei complementar. e) não poderá ter alíquotas diferenciadas. combustíveis líquidos e gasosos dele derivados. b) está sujeita ao princípio da anterioridade e não pode ter alíquota reduzida e restabelecida por ato do Poder Executivo. A contribuição de intervenção no domínio econômico sobre combustíveis a) foi instituída. O ICMS a) não incidirá sobre o valor total da operação. e) o lançamento é ato administrativo facultativo da autoridade tributária e. c) A denúncia espontânea exclui a responsabilidade da infração. b) o lançamento é ato administrativo facultativo da autoridade tributária. quando efetivado. prepostos e empregados será pessoal em relação aos créditos correspondentes a obrigações tributárias resultantes de atos praticados com excesso de poderes. 17. a) o lançamento é ato administrativo da autoridade tributária competente para dar nascimento a obrigação tributária. c) incidirá sobre energia elétrica. 16. d) A responsabilidade tributária solidária não comporta benefício de ordem. dá nascimento à obrigação tributária. d) o lançamento é ato administrativo privativo da autoridade tributária cujo principal efeito é dar nascimento ao fato gerador da obrigação tributário. III. em total correspondência ao determinado no art. b) não incidirá sobre operações que destinem a outros Estados petróleo. 14. b) A responsabilidade dos mandatários. 15. § 4º e 146. c) o lançamento é ato administrativo privativo da autoridade tributária e competente para constituir o crédito tributário. quando mercadorias forem fornecidas com serviços não compreendidos na competência tributária dos Municípios. c) o menor de 16 anos pode ser sujeito passivo desde que seja equiparado a pessoa jurídica regularmente constituída. natureza e extensão dos seus efeitos. desde que efetuado o pagamento do tributo acrescido dos juros correspondentes. 41 . da CF. e) incidirá nas prestações de serviço de comunicação nas modalidades de radiodifusão sonora e de sons e imagens de recepção livre e gratuita. b) o menor de 16 anos pode ser sujeito passivo. a) A responsabilidade por infrações da legislação tributária sempre dependerá da intenção do agente ou do responsável e da efetividade. gás natural e seus derivados e derivados de petróleo. d) não incidirá sobre a entrada de bem ou mercadoria importados do exterior por pessoa física ou jurídica em qualquer hipótese. e) O espólio é pessoalmente responsável pelos tributos devidos pelo de cujus até a data da abertura da sucessão. c) deve ter todo o produto da arrecadação destinado ao pagamento de subsídios a preços ou transporte de álcool combustível. é correto afirmar que a) o menor de 16 anos não pode ser sujeito passivo. Assinale a alternativa correta à luz do Código Tributário Nacional. e) somente pode ser sujeito passivo o maior de 18 anos. Em relação à capacidade tributária passiva. 177. d) pode ter parte do produto arrecadado destinado ao financiamento de projetos ambientais relacionados com a indústria do petróleo e do gás.Questões de Direito Tributário 13. nos termos da lei civil. inclusive lubrificantes.

C / 04. A / 11. c) Essa prescrição pode ser decretada de ofício. e dos Correios. C / 10. d) imposto sobre a exportação e imposto sobre a importação. Gabarito: 01. c) a extinção da defesa administrativa. constata-se que a responsabilidade tributária de terceiros emerge: a) de sua capacidade contributiva. O domicílio tributário: a) pode ser eleito pelo contribuinte independentemente de previsão legal. A / 16. 01. d) de acréscimo de riqueza decorrente do ato ilícito cometido. A / 06. e) imposto sobre produtos industrializados e imposto sobre serviços. b) contribuições sociais destinadas à seguridade social e imposto sobre operações financeiras. e) pode ser eleito pelo contribuinte. D / 08. D / 09. B / 17. a) Esse tipo de prescrição não pode ser decretado de ofício. da prescrição intercorrente. A concomitância da tramitação de defesa administrativa e medida judicial em nome do contribuinte interessado enseja: a) o indeferimento da medida judicial. c) do fato de serem dirigentes de pessoas jurídicas. B / 14.. O princípio da anterioridade nonasegimal aplica-se aos seguintes tributos: a) contribuições sociais destinadas à seguridade social e imposto sobre a importação. c) deve ser estabelecido conforme critério da autoridade administrativa tributária. B / 03. C / 18. d) pode ser eleito pelo contribuinte. necessariamente. extraídas das provas para o cargo de advogado da Empresa de Pesquisas Energéticas. E / 02. de ofício. 19. 02. B / 12.administrativa e judicial . b) não pode ser eleito pelo contribuinte em nenhuma hipótese. na forma da legislação tributária. assinale a opção correta. D Notas: Questões de Direito Tributário. B / 05. desde que estejam caracterizados a omissão e o desinteresse da fazenda pública no processamento da execução fiscal.Questões de Direito Tributário 18. D / 07. selecionadas por Alinne Soares Guerra. 42 . em razão do processamento da defesa junto à instância administrativa. mas pode ser recusado pela autoridade administrativa. na forma da legislação tributária. por utilizar-se de duas vias de defesa . desde que a fazenda pública seja previamente ouvida sobre a matéria. sem apreciação de mérito. que trata da responsabilidade tributária pessoal de terceiros. por serem indisponíveis os interesses patrimoniais da fazenda pública. razão pela qual não pode ser recusado pela autoridade administrativa. Refap-SA. se a matéria discutida em ambas as instâncias for absolutamente idêntica. 03. B / 13. b) Tal prescrição não pode ser decretada de ofício. b) da prática comprovada de atos ilícitos. d) a aplicação da multa por litigância de má-fé ao interessado.Bauru/SP.para discussão da mesma matéria. D / 15. c) imposto sobre a importação e imposto sobre a renda. b) o sobrestamento da medida judicial até resolução da questão perante a instância administrativa. advogada . Da análise das disposições do Código Tributário Nacional. E / 19. Em relação à prescrição intercorrente ocorrida no curso da execução fiscal. d) É possível o reconhecimento.

Questões de Direito Tributário 04. De acordo com o que dispõe o Código Tributário Nacional. c) a seletividade e a generalidade. em razão da ausência de previsão no Código Tributário Nacional. receita ou faturamento e lucro. Constitui exceção ao princípio da anterioridade a) a instituição de contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública. b) a não-cumulatividade e a progressividade. provenientes de valores obtidos no mercado interno. a responsabilidade dos sucessores deve ser: a) excluída na alienação de ativos. 07. d) é verdadeira. 06. d) fixadas em regulamento. não incidindo sobre as receitas de exportação. desde que o devedor não tenha outros bens que possam satisfazer o pagamento total do débito. I. c) aplicada na recuperação judicial e na falência. c) é verdadeira. pois a fazenda pública pode pleitear a anulação da alienação do patrimônio efetuada desde a ocorrência do fato gerador que ensejou o débito. 05. Os princípios constitucionais que informam a cobrança do IPI são a) a não-cumulatividade e a seletividade. 08. na recuperação judicial e na falência. b) podem ter alíquotas ou bases de cálculo diferenciadas em razão da atividade econômica ou utilização intensiva de mão-de-obra. pois a fazenda pública não pode pleitear a anulação da alienação do patrimônio efetuada pelo devedor. As contribuições de intervenção no domínio econômico podem ser cobradas sobre bases de cálculo a) fixadas em regulamento. b) aplicada somente na recuperação judicial. d) a progressividade e a generalidade. apenas. inclusive sobre a importação de produtos ou serviços estrangeiros. c) fixadas em lei. b) não é verdadeira. 09. pois a fazenda pública pode pleitear a anulação da alienação do patrimônio efetuada a partir da inscrição do débito em dívida ativa. pois a fazenda pública não pode pleitear a anulação da alienação do patrimônio efetuada pelo devedor. na forma do artigo 195. inclusive sobre a importação e exportação de produtos ou serviços estrangeiros. na alienação de ativos. haja vista que a dívida ativa regularmente inscrita não traz a presunção de sua certeza e liquidez. inclusive sobre a importação e exportação de produtos ou serviços estrangeiros. d) podem ter alíquotas diferenciadas em função da diversidade da base de financiamento. 43 . provenientes de valores obtidos no mercado interno. a) devem ter alíquotas ou bases de cálculo idênticas. A alienação do patrimônio por parte do devedor com débitos perante a fazenda pública não pode ser anulada. b) fixadas em lei. e com alíquotas estabelecidas por ato do Poder Executivo. independentemente da atividade econômica ou utilização intensiva de mão-de-obra. alíquotas idênticas em função do princípio da igualdade. provenientes de valores obtidos no mercado interno. provenientes de valores obtidos no mercado interno. da Constituição Federal. da empresa e da entidade a ela equiparada. À luz do Código Tributário Nacional. somente no que se refere à recuperação judicial. inclusive sobre a importação e exportação de produtos ou serviços estrangeiros. c) devem ter. que trata da folha de salários. As contribuições sociais cobradas do empregador. a afirmativa acima: a) não é verdadeira. d) excluída.

com fundamento no princípio da legalidade e anterioridade. com o argumento de que seu fato gerador não constitui serviço específico e divisível. com base no princípio da anterioridade. c) prestações de serviço de comunicação nas modalidades de radiodifusão sonora e de sons e imagens de recepção livre e gratuita. III e IV estão erradas. e) I. d) Requerer.Sob pena de incorrer em inconstitucionalidade. II e IV estão corretas. assinale a alternativa correta: I . o parcelamento do valor do tributo. b) importação de bens por particulares ou sociedades desvinculadas ao comércio. conforme Resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente . tributo pertencente aos estados e Distrito Federal. II . B / 03.CONAMA. e) Requerer. a dispensa do pagamento de tributo. A taxa de licenciamento ambiental. D / 04. nos princípios da precaução e da supremacia do interesse público sobre o privado. II.Reflorestamento realizado na zona urbana com eucaliptos. segundo o Código Tributário de Timon. precipuamente. Considerando a insuficiência dos recursos previstos na lei orçamentária municipal para a realização de obras de pavimentação e que todos os recursos já estavam comprometidos com outras despesas. Quanto à ordem estatal brasileira. b) II e III estão corretas. a) I e III estão corretas. Gabarito: 01. poderão: a) Impugnar a cobrança do tributo. determinado prefeito municipal baixou decreto. O ICMS. III . 10. o licenciamento ambiental abrange os empreendimentos e atividades de impacto local.Reforma e restauração de imóveis na zona urbana. IV . c) Impugnar a cobrança do tributo. para o exterior. selecionadas por Alinne Soares Guerra. C / 02. de produtos nacionais ou nacionalizados. tão-somente. estando embasada. não incide sobre: a) a alienação de mercadorias entre contribuintes de estados diferentes. 02. Os contribuintes visados. c) I. de 1997.Questões de Direito Tributário b) a instituição de empréstimos compulsórios no caso de investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional.Empreendimentos de turismo e lazer. d) a prestação de serviços de transporte entre contribuintes e não-contribuintes de estados diferentes. 03. insatisfeitos com a criação de mais um tributo. A / 05. D / 10. C / 07. 44 . b) Impugnar a cobrança do tributo. 01. c) a instituição de contribuição de intervenção no domínio econômico. d) a instituição ou majoração do imposto sobre a exportação. tão-somente. instituindo uma taxa de pavimentação a ser cobrada a partir de agosto do mesmo ano. C Notas: Questões de Direito Tributário. d) II e IV estão corretas. publicado no dia 15 de maio de 1997. II . B / 09. A / 08. tem como fato gerador a realização de empreendimentos considerados efetivos ou potencialmente causadores de degradação ao meio ambiente. A / 06.A tributação ambiental representa uma das mais modernas técnicas de proteção do meio ambiente. advogada Bauru/SP. MA. é vedado ao Poder Legislativo Estadual propor e aprovar lei que condicione a concessão de licença ambiental à prévia autorização legislativa estadual. devendo ser cobrada em relação às seguintes atividades: I . extraídas da prova da OAB/SP.Construção de conjunto habitacional.

oriundo de transações inter vivos. pela União. na medida em que não tenha sido despedido por falta grave. IV. pela Administração. e) readmitido. será cobrado pelo município onde se localiza o imóvel em questão. 05. ainda que não tenha sido despedido por falta grave. de âmbito nacional ou regional. da ordem de classificação dos licitantes. Quanto à sua contratação pela Administração Pública.Questões de Direito Tributário III . b) despedido. desde que descontínuos. Distrito Federal e Municípios. 45 . o terceiro. III. e) o primeiro e o terceiro. à indenização pelos gastos que tenha tido para participar da licitação. recebido indenização legal ou se tenha aposentado espontaneamente. não haja recebido indenização legal nem se aposentado espontaneamente. serão computados os períodos. não serão computados os períodos. quando: a) readmitido. b) pela União. recebido indenização e não se tenha aposentado espontaneamente. III e IV. d) unicamente à estrita observância. c) os dois primeiros. recebido indenização legal ou se aposentado espontaneamente. Segundo a sua competência para a cobrança de impostos pode-se afirmar que: I.A competência para o licenciamento ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) é de caráter supletivo. 06. em que tiver trabalhado na empresa. ainda que não contínuos. c) Está incorreta apenas a assertiva III. O IPI é um imposto cobrado pelos Estados Membros da Federação. o segundo. IV . pelo Distrito Federal. d) despedido. ainda que tenha sido despedido por falta grave. Estados e Municípios. III e IV estão corretas. c) Apenas as assertivas I. a empresa vencedora de processo licitatório tem direito: a) caso a Administração não a contrate. Estados e Municípios.III e IV. e) caso não seja contratada. a impedir que a Administração realize novo processo licitatório com o mesmo objeto. em que tiver trabalhado na empresa. c) readmitido. pela União. contínuos ou não. Estados. desde que contínuos. II. em que tiver trabalhado na empresa. O ITBI. salvo se descontínuos. Estados e Distrito Federal.A revogação de licença ambiental regularmente concedida somente gera direito à indenização ao empreendedor quando o ato revocatório tem por base riscos ao meio ambiente decorrentes da própria atividade licenciada. o segundo. O IPVA é um imposto cobrado pelos Estados Membros da Federação. salvo se houver sido despedido por falta grave. pela União. d) o primeiro e o terceiro. Impostos. a) Está correta apenas a assertiva II. b) Estão corretas apenas as assertivas I e IV. O ICMS é um imposto cobrado pelos Estados Membros da Federação. b) à sua imediata contratação pela Administração. em que tiver trabalhado na empresa e ainda que não tenha sido despedido por falta grave. pelos Municípios. 04. Estados e Distrito Federal. competindo a esta entidade federal licenciar apenas as atividades e obras de que decorra significativo impacto ambiental. não serão computados os períodos. A alternativa correta é: a) Apenas a assertiva III está correta. e) Estão incorretas as assertivas I. pelo Distrito Federal. 07. taxas e contribuições de melhoria são tributos que podem ser instituídos: a) os dois primeiros. pela União. d) Estão incorretas apenas as assertivas I. serão computados os períodos. b) Apenas as assertivas I e IV estão INCORRETAS. II. serão computados os períodos. No tempo de serviço do empregado. em que tiver trabalhado na empresa. c) à imediata adjudicação do fornecimento de produtos ou da prestação de serviços. pelos Municípios. recebido indenização legal ou não se aposentado espontaneamente. o terceiro.

A alternativa correta é: a) Apenas a assertiva III está correta. advogada . 09. III e IV estão corretas c) Apenas as assertivas I e II estão incorretas. A concessão de garantias pelas entidades públicas depende da seguinte norma: a) medida provisória b) lei complementar c) decreto legislativo d) emenda constitucional Gabarito: 01. extraídas dos concursos para o cargo de advogado da Prefeitura de Timon/MA. Na espécie. E / 05. deixa de lavrar auto de infração fiscal ao constatar ocorrência de sonegação de imposto praticada por pessoa jurídica inativa. b) a remissão desonera todos os coobrigados da relação comercial. II. A Lei nº 8. Prefeitura de Vitória/ES e Prefeitura de Biguaçu/SC.Questões de Direito Tributário d) Apenas a assertiva III está INCORRETA. 10. B / 06. por negligência. c) a argüição de benefício de ordem prevalece sobre os demais. A / 10. A / 03. se decorrente de previsão contratual expressa. B / 09. 98). injustamente. tal conduta deve ser classificada como: a) prevaricação 46 . C / 02. 01. Dentre as competências exclusivas do Congresso Nacional podemos reconhecer: I. II. acordos ou atos internacionais que acarretem encargos ou compromissos gravosos ao patrimônio nacional. IV. B Notas: Questões de Direito Tributário. Resolver definitivamente sobre tratados. Sob o ponto de vista penal. C / 08. B / 04. por já haver encerrado definitivamente suas atividades. D / 07. provas do ano de 2007. d) Apenas a assertiva II está incorreta. Um dos efeitos resultantes da solidariedade tributária é: a) a interrupção da prescrição contra um dos obrigados favorece os demais. b) As assertivas I. Mudar temporariamente sua sede. Autorizar referendo e convocar plebiscito.666/93 define como crime "impedir injustamente. Fiscal de tributos municipal. 08. a inscrição de qualquer interessado nos respectivos registros cadastrais" (art. III. selecionadas por Alinne Soares Guerra. Escolher dois terços dos membros do Tribunal de Contas da União. d) a aplicação é imediata. significa elemento: a) objetivo b) normativo c) subjetivo d) presumido 02.Bauru/SP.

d) A União. é possível afirmar que: a) nosso ordenamento prevê dois tipos de tributos.320 de 17/03/64 atingem: a) A União. d) o princípio da anterioridade tributária impede a aplicação de lei tributária a fatos geradores ocorridos antes da vigência da lei. As normas gerais de Direito financeiro estatuídas pela Lei Federal 4. 05. e) com a isenção e a compensação. considerando apenas o poder executivo. nos Municípios. apenas. 04. Na Lei de Responsabilidade Fiscal há limites máximos para gastos com pessoal. e respectivas autarquias. 08. os Estados. 07. assinale a alternativa correta: a) não é aplicável ao IR e ao IPI. b) os impostos são a contraprestação pelos serviços prestados pela Administração Pública. Quanto à anterioridade tributária. A extinção do crédito tributário ocorre: a) com a isenção. b) cinqüenta e quatro por cento da receita corrente líquida. e) é aplicável ao IPI. a isenção e a transação. Assinale a alternativa correta: a) As medidas provisórias não podem criar tributos. os Estados e os Municípios. c) A União. b) com a imunidade e a transação. b) é aplicável ao IR e ao IPI. o Distrito Federal. c) não é possível instituir tributo com efeito de confisco. desde que seja cobrado somente no ano seguinte da sua criação. d) com a prescrição. c) com a compensação. d) cinqüenta e quatro por cento da receita bruta. c) é aplicável ao IR. c) As medidas provisórias têm força de lei complementar. 47 . O direito tributário preocupa-se com as regras para instituições de tributos. estes limites são de: a) sessenta por cento da receita bruta. c) sessenta por cento da receita corrente líquida. os Municípios. b) As medidas provisórias podem criar tributos desde que convertidas em lei até o final do exercício financeiro. a transação e a prescrição.Questões de Direito Tributário b) contravenção penal c) fato atípico d) condescendência criminosa 03. os impostos e as taxas. 06. acerca de tais regras. b) A União e os Estados. e) é possível instituir tributo através de decreto legislativo. d) não é aplicável ao IPI.

A Constituição Federal de 1988 consagrou o princípio da anualidade. ao Município. consagrando as principais garantias constitucionais do contribuinte contra o Fisco. II . mediante decreto. B / 02. provas do ano de 2007. Gabarito: 01.É admissível a apreensão de mercadorias. c) a Constituição Federal prevê possibilidades de retroatividade da lei tributária.Questões de Direito Tributário d) Os tributos só podem ser criados por lei ordinária. B / 04. C / 06. e) As medidas provisórias e as leis ordinárias podem criar tributos. ao Distrito Federal e aos Municípios cobrar tributos em relação a fatos geradores ocorridos antes do início da vigência da lei que os houver instituído ou aumentado.É defeso. importando que a Lei de Diretrizes Orçamentárias disponha sobre alterações na legislação tributária. base de cálculo e aumento de tributo por meio de decreto. extraídas dos concursos para o cargo de advogado da Prefeitura de Biguaçu/SC e para Cia de Águas de Joinville. c) a taxa e a contribuição de melhoria são tributos de natureza vinculada. Destaque-se que a expressão "limitações do poder de tributar" foi insculpida em sentido amplo pelo constituinte.É vedado à União. advogada . A) F V F V F B) F V V V F C) V F F V V D) F F F V V E) V F V F V 02. importando. C / 03. englobando o conjunto de preceitos constitucionais. B Notas: Questões de Direito Tributário. os quais veiculam vetores de observância obrigatória para a atividade impositiva do Estado. Assinale a alternativa correta: a) a contribuição de melhoria é um tributo que independe de fato gerador. d) as entidades federativas podem instituir impostos umas às outras. V . D / 05. D / 07. B / 09. Dentre as alternativas abaixo. b) o empréstimo compulsório pode ser instituído apenas em caso de guerra ou de iminência desta. sendo a lei formal e material a via adequada para esses fins. A Constituição Federal de 1988 dedicou uma seção inteira às limitações do poder de tributar do Estado. IV . de um lado. C / 08.Não é possível definir fato gerador. III . de modo que o tributo possa ser cobrado. em percentual superior ao índice oficial da correção monetária. assinalando a alternativa que contenha a seqüência correta: I . 01. Assinale a alternativa correta: a) a capacidade tributária é a aptidão para criar tributos. por outro lado. e) todos os tributos são graduados de acordo com a capacidade contributiva. d) o imposto extraordinário respeita apenas a anterioridade do exercício financeiro. selecionadas por Alinne Soares Guerra. assinale a incorreta: 48 . aos Estados.Bauru/SP. C / 10. 10. Julgue as seguintes assertivas. 09. atribuindo-lhes (V) verdadeiro ou (F) falso. atualizar o IPTU. toda e qualquer restrição imposta pelo ordenamento jurídico às entidades dotadas desse poder como. b) os impostos são graduados de acordo com a capacidade contributiva. e) não existem no ordenamento jurídico nacional imunidades para partidos políticos. como forma de se exigir o pagamento do tributo.

sendo irrelevantes para qualificá-la a denominação e demais características formais adotadas pela lei. juntamente com o quantum da valorização imobiliária. assinale a alternativa que contenha a seqüência de respostas corretas: I . B) A natureza jurídica específica do tributo é determinada pelo fato gerador da respectiva obrigação. Assinale a alternativa incorreta: A) O poder de instituição fiscal é privativo e indelegável. em relação à lei que as instituiu. imposto é o tributo. diferentemente daqueles. D) Só há que se falar em contribuição de melhoria com o pressuposto da valorização imobiliária. 04. mas não obriga o ente tributante a exercê-la. E) No âmbito da remuneração dos serviços públicos.Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir impostos sobre transmissão causa mortis e doações. sim. não. taxas. os impostos terão caráter pessoal e serão graduados segundo a capacidade econômica do contribuinte. a lei aplica-se a ato ou fato pretérito em qualquer caso. E) Sempre que possível. contribuições de melhoria. área e dimensões do imóvel. D) Segundo o Código Tributário Nacional. são compulsórias e têm sua cobrança condicionada à prévia autorização orçamentária. de taxa de conservação das redes de água e esgoto. a falta de cobrança do referido tributo decorre de: A) Isenção. de que outra pessoa de direito público se poderá aproveitar pela inércia do titular dela. o Supremo Tribunal Federal vem reconhecendo que existem na ordem jurídica brasileira. Essa taxa é constitucional? II . bem como a destinação legal da sua arrecadação. os rendimentos e as atividades econômicas do contribuinte.Um Município Brasileiro instituiu a taxa de serviços urbanos. O imposto sobre serviços de qualquer natureza é da competência dos Municípios. podendo-se afirmar que não se confundem. respeitados os direitos individuais e nos termos da lei. afigura-se a distinção entre taxas e os preços públicos. não havendo previsão na lista de determinado serviço. C) A competência tributária compreende dois poderes: o poder de instituição do tributo e o poder de cobrança do mesmo. conforme dispõe a Constituição Federal. C) Segundo o Código Tributário Nacional. restituíveis. de competência exclusiva da União. especialmente para conferir efetividade a esses objetivos. decorrente de obra pública. como base de cálculo. Diante das assertivas abaixo. quatro espécies tributárias: impostos. relativa ao contribuinte. utilizando. e tem função predominantemente fiscal. Assim. quando seja expressamente interpretativa. D) Imunidade. de quaisquer bens ou direitos? III . parafiscais e especiais. devendo o primeiro. 49 . não podendo a competência tributária ter natureza suplementar. depende sempre de lei complementar? A) Não. anteceder ao segundo. os elementos localização.Questões de Direito Tributário A) Em posição consolidada. identificar. e empréstimos compulsórios.Empréstimos compulsórios são tributos temporários. pela municipalidade. E) Remissão. B) Para o Supremo Tribunal Federal. 05. porque estas. Assim. o patrimônio. não. porque não se trata de obra pública e sim de serviço público. B) Não incidência. é legítima a cobrança. destacando-se que a Constituição Federal confere a competência tributária. não. prestados ou postos à disposição do contribuinte. Sua base é a diferença entre dois momentos: o anterior e o posterior à obra pública. não excluída a aplicação de penalidade à infração dos dispositivos interpretados. a competência fiscal não é res nullius. C) Anistia. cuja instituição. facultado à administração tributária. por força do princípio da legalidade. 03. cuja obrigação tem por fato gerador uma situação vinculada a uma atividade estatal específica. B) Não.

E) nenhuma. considera-se domicílio da pessoa jurídica de direito privado o de cada estabelecimento de acordo com a avaliação discricionária da Administração. o centro habitual de suas atividades. Se não houver opção pelo sujeito passivo. E) o ajuizamento de mandado de segurança com pedido de liminar.Questões de Direito Tributário C) Sim. D) I. B) I e III. B) a moratória. sim. E) nenhuma. C) contribuições de melhoria e impostos. de forma discricionária. Sobre o domicílio tributário. De acordo com o Código Tributário Nacional. não. sim. E) impostos e empréstimos compulsórios. 08. II. II. Com a Constituição de 1988. Assinale a alternativa que NÃO indica uma das hipóteses de suspensão da exigibilidade do crédito tributário: A) o parcelamento. poderá promover alterações no lançamento. São verdadeiras somente as afirmativas: A) I e II. analise as afirmativas a seguir: I. Se não houver opção pelo sujeito passivo. Sobre o lançamento tributário. C) o depósito de seu montante integral. São eles: A) empréstimos compulsórios e impostos da competência residual da União. estabeleceu-se que dois tributos devem ser criados ou aumentados necessariamente por intermédio de lei complementar. o lançamento reporta-se à data de ocorrência do fato gerador e rege-se pela lei então vigente. A Administração Pública. B) taxas e contribuições de melhoria. 07. III. 50 . sim. não. D) Sim. D) I. B) I e III. sendo esta desconhecida. D) as reclamações e os recursos nos termos das leis reguladoras do processo administrativo tributário. analise as afirmativas a seguir: I. Como regra. III. 09. II e III. A regra geral é no sentido de eleição do domicílio tributário pelo sujeito passivo. ainda que posteriormente revogada ou modificada. 06. a atividade administrativa de lançamento é vinculada e obrigatória. II e III. ou. E) Não. considera-se domicílio tributário da pessoa natural a sua residência habitual. C) II e III. sim. C) II e III. D) empréstimos compulsórios e taxas. São verdadeiras somente as afirmativas: A) I e II.

A constituição do crédito tributário relativo ao Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) é efetuada mediante: A) autolançamento B) lançamento ex officio C) lançamento por declaração D) lançamento indireto E) lançamento por homologação 11. a dação em pagamento e a compensação D) o pagamento antecipado e a homologação do lançamento. B) O rol das garantias atribuídas pelo Código Tributário Nacional ao crédito tributário não exclui outros expressamente previstos em lei. Entre os aspectos da hipótese de incidência abaixo relacionados. ao Distrito Federal e aos Municípios de criar preferência entre si.Questões de Direito Tributário 10. O princípio da anterioridade não se aplica ao A) ICMS B) Imposto sobre Operações Financeiras . 13. Assinale a opção incorreta. D) A natureza das garantias atribuídas ao crédito tributário não altera a natureza da correspondente obrigação tributária. C) A cobrança judicial do crédito tributário não é sujeita a habilitação em falência. A) Os créditos tributários decorrentes de fatos geradores ocorridos após a decretação da falência gozam de preferência absoluta. A) pessoal B) temporal C) espacial D) material E) subjetivo 15.IRPJ E) Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores . aos Estados. em função da natureza ou das características do tributo a que se refiram. O Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação .IPVA 51 . assinale aquele relativo à base de cálculo.IOF C) Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana . a decadência e a concessão de medida liminar em mandado de segurança 12.IPTU D) Imposto de Renda Pessoa Jurídica . a imunidade e o pagamento C) a coisa julgada. E) O concurso de preferência de que trata o Código Tributário Nacional é incompatível com a vedação constitucional à União. a transação e a decisão administrativa irreformável B) a prescrição.ICMS é tributo A) real B) direto C) cumulativo D) progressivo E) vinculado 14. a remição e transação E) a decisão judicial passada em julgado. São modalidades de extinção do crédito tributário previstas no Código Tributário Nacional (CTN): A) a conversão de depósito em renda.

renda ou serviços das instituições de educação e de assistência social.Assinale a opção correta: 52 . D / 04. bem como a remuneração e os proventos dos respectivos agentes públicos em níveis superiores aos que fixar para suas obrigações e para seus agentes. as diretrizes. c) A União pode instituir isenções de tributos da competência dos Estados. não sendo por isso extensiva aos equipamentos ou a outros insumos utilizados na impressão. (ESAF/AUDITOR FORTALEZA/CE/98) . a) A lei orçamentária anual não contém dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa. d) indicarem recursos provenientes da anulação de despesas. relatório resumido da execução orçamentária. conforme o caso. b) O poder executivo publica. A / 14. os Estados. sem fins lucrativos. mediante créditos adicionais. 03. (TJAM/ escrivão) O poder legislativo não pode aprovar emendas ao projeto de lei de diretrizes orçamentárias. (ESAF/AGU/98) . do Distrito Federal e dos Municípios. A / 10. advogada . extraídas das provas de diversos concursos. em decorrência de veto. B / 11. assinale a opção incorreta. não se incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos suplementares e contratação de operações de crédito. e) A União. 02. de forma regionalizada. nos termos da lei. E / 06. C / 03. desde que com a finalidade de estimular o comércio internacional e a integração entre os países. A / 07. a imunidade do papel destinado à impressão de livros.Assinale a opção correta: a) Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. e) criarem as receitas necessárias ao seu financiamento. a renda ou os serviços dos partidos políticos. B Notas: Questões de Direito Tributário. B / 02. ainda que por antecipação de receita. anistias. até trinta dias após o encerramento de cada bimestre. tributária e creditícia. remissões. decorrente de isenções. c) tiverem parecer favorável das comissões técnicas competentes. 04. o Distrito Federal e os Municípios podem instituir impostos sobre o patrimônio. desde que atendidos os requisitos fixados em lei complementar. A / 12. 01. (TJAM/ escrivão) Acerca das determinações constitucionais e da administração financeira e orçamentária do setor público. d) É vedada a instituição de qualquer tributo sobre os templos de qualquer culto. d) A lei que institui o PPA estabelece. selecionadas por Alinne Soares Guerra. senão quando: a) aprovadas por maioria absoluta dos congressistas. D / 15. sobre as receitas e despesas. E / 13. os objetivos e as metas da administração pública federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada. b) É lícito que a União tribute as rendas das obrigações da dívida pública dos Estados. jornais e periódicos é restrita ao papel ou ao material a ele assimilável. A / 08. com prévia e específica autorização legislativa.Bauru/SP. B / 05. do Distrito Federal ou dos Municípios.Questões de Direito Tributário Gabarito: 01. e) Os recursos que. emenda ou rejeição do projeto de lei orçamentária anual. ficarem sem despesas correspondentes podem ser utilizados. subsídios e benefícios de natureza financeira. b) compatíveis com a programação plurianual. bem como o patrimônio. c) O projeto de lei orçamentária deve ser acompanhado de demonstrativo regionalizado do efeito. E / 09.

mas há impostos que podem ter a sua alíquota alterada por ato do Poder Executivo. 08. pode a União. d) Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. evidenciando-se. as bases de cálculo e os fatos geradores dessas contribuições sociais devem ser definidos em lei complementar que estabelece normas gerais em matéria de legislação tributária. c) De acordo com a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. (CESPE/PROCURADOR/INSS/96): A Constituição Federal prevê a participação dos empregados no financiamento da Seguridade Social. posteriormente reeditada.Assinale a assertiva correta: a) Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. sobre o pro labore devido aos administradores. 5) Deve ser instituída por meio de lei complementar a contribuição social que tenha por base de cálculo os valores pagos a trabalhadores autônomos. 4) A União não pode instituir isenções de tributos da competência dos estados. o estado-membro está constitucionalmente autorizado a graduar diferentemente as alíquotas dos seus tributos. Se. e) A imunidade tributária dos entes públicos não se estende às autarquias e fundações mantidas pelo poder público. limitação a que um imposto federal incida sobre a renda de autarquias dos municípios. diversamente. 3) A União não pode instituir imposto sobre a renda dos municípios. os rendimentos da aplicação financeira realizada pelos Estados ou Municípios podem ser legitimamente tributados pela União. nessa hipótese. também. a adoção da progressividade do Imposto Predial e Territorial Urbano depende de exclusiva decisão legislativa do Município. 2) Os contribuintes. d) Em casos excepcionais. 4) A contribuição social que recai sobre a folha de salários prevista em lei ordinária incide. por meio de lei complementar. porém. b) O prazo de noventa dias para a cobrança de contribuição social instituída por medida provisória conta-se da data da publicação do referido ato normativo. (ESAF/PFN/98) . julgue os itens abaixo. a arrecadação for efetivada pela União. a respeito do financiamento da seguridade social. (CESPE/PROCURADOR/INSS/97): Julgue os itens seguintes.Questões de Direito Tributário a) A Constituição de 1988 eliminou o empréstimo compulsório e a contribuição de melhoria enquanto espécies tributárias. tratar-se de imposto. 1) Nenhum imposto pode ser exigido sem que lei o estabeleça. contribuição social instituída por medida provisória somente poderá ser cobrada 90 dias após a edição da primeira medida. instituir isenções de tributos estaduais ou municipais. (CESPE/FISCAL/INSS/98): A respeito do sistema tributário nacional. por meio de contribuições sociais incidentes sobre a folha de salários. Considerando os preceitos do texto constitucional e a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal acerca deles. pode instituir empréstimo compulsório. julgue os itens abaixo. 3) A contribuição social que incida sobre o lucro deve ser instituída por meio de lei complementar. em razão da região de procedência ou de destino dos bens. 07. haja vista tratar-se de idêntica base de cálculo e mesmo fato gerador do Imposto de Renda. b) O princípio da anterioridade consagrado na Constituição Federal confunde-se com a própria idéia de anualidade. jornais e periódicos e do papel destinado a sua impressão abrange inclusive as máquinas e equipamentos utilizados. 05. mediante lei complementar. a imunidade de impostos dos livros. 53 . e) Os partidos políticos gozam de ampla e irrestrita imunidade de tributos. 2) Somente a União. do Distrito Federal e dos municípios. o faturamento e o lucro. 06. restará descaracterizada a natureza jurídica de contribuição. 1) Essas contribuições devem ser arrecadadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). não há. 5) Visando proteger o nível de atividade econômica em seu território. c) Nos termos da Constituição Federal.

4) Ressalvada a instituição de contribuição social a ser exigida dos seu próprios servidores .mediante lei ordinária. no cálculo da aposentadoria previdenciária. bases de cálculo e sujeitos passivos das contribuições sociais sejam definidos na lei complementar que fixar as normas gerais em matéria tributária. 4) O texto constitucional impõe que os fatos geradores. em número de salários. 2) É auto-aplicável o dispositivo constitucional que assegura a correção monetária da média dos trinta e seis últimos salários de contribuição. (CESPE/PROCURADOR/INSS/97): Considerando as normas constitucionais a respeito dos benefícios previdenciários e do custeio da seguridade social. de sistemas de previdência e assistência social -. decorrentes de guerra externa ou de sua iminência. 3) A União deve entregar 22. 4) Em decorrência do princípio constitucional da imunidade recíproca. Ademais. Dessa forma. poderão ser criadas somente mediante lei complementar e desde que se destinem à expansão do sistema de seguridade e não simplesmente à sua manutenção. a entrega a um município da parcela que faz jus. acerca do sistema tributário nacional. os estados e os municípios. 4) A alíquota do imposto sobre produtos industrializados pode ser alterada por ato do Poder Executivo. em nenhuma outra hipótese. o produto da arrecadação dessa contribuição social integrará o montante a ser repartido. a contribuição incidente sobre o faturamento (COFINS). 09. a título de pro labore. o texto constitucional ordenou a perpetuação dessa vinculação. destinadas ao custeio da Seguridade Social. Todavia. 5) Se a União instituir nova fonte de custeio para a Seguridade Social. do Distrito Federal ou dos municípios. em benefícios destes. considerados no cálculo de algum benefício. não poderá ficar abaixo. do patamar da renda mensal inicial. 5) A União pode instituir.destinada ao custeio. entre os entes federativos. pela Previdência Social. 5) Contribuições novas. 54 . 2) Todos os salários-de-contribuição. 3) A Constituição excepcionou a aplicação dos princípios tributários da anterioridade e da irretroatividade para efeito da incidência de contribuições destinadas ao custeio da Seguridade Social. 1) Os empréstimos compulsórios destinados ao atendimento de despesas extraordinárias. não-previstas na Constituição Federal. entre as quais incluem-se a contribuição social sobre o lucro. 3) O ordenamento jurídico impõe aos empregadores diversas contribuições para o custeio da seguridade social. já que os Estados têm competência para instituir a exação no âmbito de cada uma dessas unidades federativas. 2) A contribuição para o PIS e a contribuição social incidente sobre os valores pagos.Questões de Direito Tributário 1) A participação dos trabalhadores no custeio da seguridade social deve vir disciplinada em lei complementar. para o efeito de garantir-se a irredutibilidade dos benefícios. 1) É assegurada a preservação do valor real dos benefícios.5% do produto da arrecadação do imposto sobre a renda e proventos de qualquer natureza ao Fundo de Participação dos Municípios. instituídas pela União. 1) As taxas e as contribuições sociais não podem ser instituídas com base de cálculo idêntica à de impostos já existentes. na lei complementar que fixa as normas gerais em matéria tributária.também no caso de guerra externa ou sua iminência . julgue os itens seguintes. (CESPE/PROCURADOR/INSS/97): Julgue os itens que se seguem.razão pela qual esta última exação é disciplinada em lei complementar. Todavia. proporcionalmente. julgue os itens seguintes. a fim de restabelecer o poder aquisitivo. que tinham na data da sua concessão. pode ser condicionada ao pagamento dos seus débitos para com o INSS. os impostos extraordinários podem ser instituídos pela União . aos diretores das empresas têm idêntica base de cálculo . devem ser instituídos mediante lei complementar. presentemente. oriunda desse Fundo. poderão instituir contribuição social. 5) Os partidos políticos e as entidades religiosas não estão obrigados ao recolhimento de contribuições sociais incidentes sobre as respectivas folhas de salário. acerca do custeio e dos benefícios da Seguridade Social. 3) O Atos das Disposições Constitucionais Transitórias ordenou a revisão do valor dos benefícios previdenciários. expresso em número de salários mínimos. qualquer aposentadoria paga. 2) O imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana não é regulado em única lei. os Estados e os Municípios não são sujeitos passivos das contribuições. devem ser corrigidos monetariamente. em número de salários mínimos. 11. 10. haja vista a Constituição ter recepcionado a contribuição para o Programa de Integração Social (PIS). (CESPE/PROCURADOR/INSS/96): Considerando o que dispõe o texto constitucional. isenções de tributos da competência dos estados. a contribuição incidente sobre a folha de salários e a contribuição para o PIS.

EEEEE / 10. 01. pode a União majorar imposto de sua competência. d) é vedado aos entes políticos. 4) A vedação constitucional de utilizar tributo com efeito de confisco dirige-se à União. e) Todos os itens estão errados. e a segunda no plano do exercício da competência. B / 05. Gabarito: 01. 3) No sistema constitucional vigente. efetiva ou potencial. A diferença básica entre imunidade e isenção está em que a primeira atua no plano da definição da competência. (CESPE/FISCAL/INSS/97): Julgue os itens a seguir. EEECE Notas: Questões de Direito Tributário. 2) O caráter não-cumulativo do imposto sobre produtos industrializados permite a compensação do que for devido com o montante cobrado a título de imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias. marque a opção correta. renda ou serviços.Bauru/SP. A Constituição. CECCE / 11. do Distrito Federal ou dos Municípios. relativos ao sistema tributário nacional: 1) O fato de as taxas serem cobradas pela utilização. A / 06. permanecem fora do alcance do poder de tributar.instituir impostos sobre patrimônio.União. aos estados. de serviços públicos específicos e divisíveis impõe que sejam graduadas segundo a capacidade econômica do usuário. b) Há apenas um item correto. IV. EECCE / 09. encontra limites na Constituição Federal e no Código Tributário Nacional. uma lei pode autorizar um regulamento a descrever fatos geradores de obrigações tributárias. 02. ao definir a competência. E / 02. d) Há três itens corretos. c) Há dois itens corretos. Distrito Federal e Municípios . a) Todos os itens estão corretos. B / 03. EEEEC / 08. advogada . Estados. 55 . uns dos outros. I. Entre as limitações constitucionais ao poder de tributar. selecionadas por Alinne Soares Guerra. mas por força da norma de imunidade. As imunidades podem ser definidas em função do objeto suscetível de ser tributado. Em relação às imunidades. avalie as afirmações abaixo e. assim entendido o poder que os entes políticos têm para instituir tributos. e) por meio de medida provisória. em geral. extraídas das provas de diversos concursos. As imunidades podem ser definidas em função de condições pessoais de quem venha a vincular-se às situações materiais que ensejariam a tributação.Questões de Direito Tributário 12. II. estariam dentro do campo da competência. 5) O princípio da não-utilização de tributo com efeito de confisco não se aplica às contribuições previdenciárias devidas pelo empregado ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). em seguida. ao Distrito Federal e aos municípios. CCEEE / 07. A / 04. não fosse a imunidade. ECEEC / 12. utilizar tributo com efeito de confisco. excepciona determinadas situações que. A competência tributária. c) é vedado à União conceder isenções de tributos da competência dos Estados. é incorreto afirmar que: a) é vedado à União cobrar tributos em relação a fatos geradores ocorridos antes da vigência da lei que os houver instituído ou aumentado. III. exceto para os produtos definidos em lei como integrantes da denominada "cesta básica". b) é vedado aos entes políticos .

só produzirão efeitos no exercício financeiro seguinte se forem convertidas em lei até o último dia daquele em que houver sido editada. alguns exemplos. é incorreto afirmar-se que: a) tem por objeto prestações positivas previstas na legislação tributária. eis que. e) realizar matrícula no cadastro de contribuintes. para o seu surgimento. c) quanto às pessoas naturais. ou. a sua residência habitual. c) a medida provisória paralisa temporariamente a eficácia da lei que versava sobre a matéria. cabendo ao Congresso Nacional. caso venha a ser rejeitada. c) objetiva dar meios à fiscalização tributária para a investigação e o controle do recolhimento de tributos. b) tal como a obrigação principal. gravados em fitas de videocassete. é correto afirmar-se que: a) este pode ser livremente eleito pelo sujeito passivo da obrigação tributária. entre outros. a ocorrência de fato gerador. e) caso instituam ou majorem tributo. Sobre a obrigação tributária acessória. 04. seu domicílio será aquele cuja escrituração contábil demonstre maior faturamento. 56 . por Decreto Legislativo. em sessenta dias. relativamente a penalidade pecuniária. supõe. e) o fornecimento de mercadorias com a simultânea prestação de serviços em bares. aquela que a autoridade administrativa assim eleger. c) na entrada de mercadoria importada do exterior. 05. será considerado como seu domicílio tributário aquele situado no Município de maior relevância econômica da entidade tributante. b) na hipótese de veto do projeto de lei de conversão por parte do Presidente da República. emitir nota fiscal e apresentar declarações ao Fisco constituem. restaura-se a eficácia da norma anterior. 06. na impossibilidade de aplicação dos critérios de identificação indicados pelo Código Tributário Nacional. Com relação às medidas provisórias em matéria tributária é errôneo afirmar-se que: a) o Supremo Tribunal Federal tem entendido que cabe ao chefe do Poder Executivo e ao Poder Legislativo a avaliação subjetiva das hipóteses de urgência que possam ensejar a edição de medida provisória. d) somente poderão ser instituídos ou majorados por medida provisória aqueles que não dependam de lei complementar. disciplinar. não tendo a autoridade administrativa o poder de recusá-lo. é incorreto afirmar-se que: a) não incide ICMS na importação de bens por pessoa física ou jurídica que não seja contribuinte do imposto. é ilegítima a cobrança do ICMS por ocasião do desembaraço aduaneiro. e) no caso de pessoa jurídica de direito privado que possua mais de um estabelecimento. as relações jurídicas decorrentes. Consoante decisões recentes dos Tribunais Superiores acerca do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços . Em relação ao domicílio tributário. d) é definido pelo lugar dos bens ou da ocorrência dos atos ou fatos que tenham dado origem à obrigação tributária. b) é legítima a incidência do ICMS na comercialização de exemplares de obras cinematográficas. b) relativamente às pessoas jurídicas de direito público. sendo esta incerta ou desconhecida. d) sua inobservância converte-se em obrigação principal. restaurantes e estabelecimentos similares constitui fato gerador do ICMS a incidir sobre o valor total da operação. a medida provisória deverá ser tida por rejeitada.ICMS. d) não constitui fato gerador do ICMS o simples deslocamento de mercadoria de um para outro estabelecimento comercial do mesmo contribuinte.Questões de Direito Tributário 03.

inclusive. c) a certidão negativa expedida com culpa. por parte da Fazenda Nacional e de seus servidores. marque a opção correta. não há que se falar em responsabilidade criminal. por despacho fundamentado da autoridade competente para concedê-la. no interesse da justiça. Avalie os itens abaixo e. c) a anistia somente pode ser concedida em caráter geral. nos casos de erro por parte do contribuinte. e realizar seu pagamento. o cumprimento das obrigações acessórias dependentes da obrigação principal cujo crédito seja excluído. 09. Em determinadas situações. c) o lançamento de ofício é aquele feito pela autoridade administrativa. não fixando a lei ou o regulamento prazo diverso para homologação. esta lei poderá ter efeitos futuros. por meio de certidão negativa. Sobre as modalidades de lançamento do crédito tributário. ou seu suprimento. 175 do Código Tributário Nacional. em quaisquer de suas modalidades. É vedada a divulgação. A Fazenda Pública da União poderá permutar informações com Estados estrangeiros no interesse da arrecadação e da fiscalização de tributos. na via administrativa. 57 . ou sob execução garantida por penhora. como para participar de processo licitatório promovido pela Administração Pública. III. 10. a isenção e a anistia excluem o crédito tributário. responsabiliza pessoalmente o servidor que a expedir. b) a isenção pode-se estender às taxas e às contribuições de melhoria. a que se submetem todos os servidores da administração tributária. De acordo com o art. I. b) será sempre expedida nos termos em que tenha sido solicitada pelo interessado. no prazo de 15 (quinze) dias da data de entrada do requerimento na repartição. submetê-lo ao prévio exame da autoridade administrativa. ou com a exigibilidade suspensa. II. como regra. em seguida. no entanto. comporta algumas exceções. pelo fornecimento de certidão que contenha erro contra a Fazenda Pública. que. pode ser iniciada mesmo após a extinção do direito da Fazenda Pública. caso haja previsão legal. 08. e) na hipótese do lançamento por homologação. seu prazo será de cinco anos. Por isso. em qualquer hipótese. nas situações e condições que especificar. dolo ou fraude. contados do fato gerador. e) a anistia. independentemente de previsão em tratados.Questões de Direito Tributário 07. que contenha erro contra a Fazenda Pública. podemos afirmar que: a) havendo permissão legal. a lei pode exigir que o contribuinte comprove estar em dia com os tributos e contribuições que deva recolher. d) caso o servidor seja responsabilizado pessoalmente. Entretanto. com base nas informações prestadas pelo contribuinte. Sobre esta. quando se tratar de prática de ato indispensável para evitar a caducidade de direito. abrange exclusivamente as infrações cometidas anteriormente à vigência da lei que a concede. podemos afirmar que: a) a exclusão do crédito tributário dispensa. d) a isenção pode ser revogada ou modificada. acordos ou convênios. podemos afirmar que: a) lançamento por homologação é feito quanto aos tributos cuja legislação atribua ao sujeito passivo o dever de calcular o tributo. Trata-se de regra contida no Código Tributário Nacional que consagra o sigilo fiscal. b) o lançamento por declaração é aquele feito em face da declaração prestada pelo próprio contribuinte ou por terceiro. de informação obtida em razão do ofício sobre a situação econômica ou financeira do sujeito passivo ou de terceiros e sobre a natureza e o estado de seus negócios ou atividades. Não é vedada a divulgação de informações relativas a representações fiscais para fins penais. d) a revisão do lançamento. A autoridade judiciária pode requisitar informações protegidas por sigilo. poderá ser dispensada a prova de quitação de tributos. pelo crédito e juros de mora acrescidos. e) tem os mesmos efeitos de certidão negativa documento firmado pela autoridade competente que indique a existência de crédito vincendo.

Bauru/SP.00 (um milhão de reais). a empresa X (mutuante) ajustou a concessão de um empréstimo à empresa "Y" (mutuária). no valor de R$ 1.00 ao ano. deverá considerar referidos valores como antecipação do imposto de renda devido na declaração. b) Há apenas um item correto. Haverá.000. e) Todos os itens estão errados. B / 08. A empresa "X". O aumento do IPI referido somente poderá ser efetivado para fatos geradores ocorridos a partir de 12 de março de 2007. D / 07. que o custo a ser incorrido para a cobrança dos referidos créditos tributários serão maiores que o próprio valor do crédito. Suponha que em 11 de dezembro de 2006 tenha sido editada uma lei aumentando a alíquota do IPI de determinado produto em 50%. A Fazenda Pública da União e as dos Estados. alínea "c". 03.Para o valor dos tributos o instituto que deverá ser utilizado é o da remissão previsto no artigo 156. C / 02.000. a) Todos os itens estão corretos. deve ser respeitado o prazo de 90 dias. A empresa "X". por sua vez. Como advogado da empresa "X" oriente-a no tocante à incidência do IR sobre os juros a serem pagos pela empresa "Y" na referida operação. d) Há três itens corretos. A / 06. C / 04. desde que haja expressa previsão legal. necessário para a concessão do perdão e qual(is) o(s) instituto(s) jurídico(s) que deverá(ão) ser utilizado(s) para tanto? Fundamente a resposta. Verificou. indústria com sede na cidade de São Paulo. Resposta .Área Tributária e Aduaneira. após pesquisa detalhada na composição de sua dívida ativa. Resposta . O instrumento legal para ambos os casos é a Lei. inciso II do CTN. Resposta . verificou que há grande número de contribuintes que devem valores muito pequenos ao Fisco. à alíquota de 15%. B / 09. extraídas do concurso para Técnico da Receita Federal . advogada .Tendo em vista o princípio da anterioridade nonagesimal previsto no artigo 150. C Notas: Questões de Direito Tributário. inciso III. selecionadas por Alinne Soares Guerra. com empresa coligada "Y". 58 . pretende sugerir ao Governador que encaminhe à Assembléia Legislativa projeto que preveja o perdão de tais créditos. no campo do Direito Tributário. A Procuradoria Geral do Estado "X". por prazo determinado de 2 (dois) anos.Questões de Direito Tributário IV. Para tanto. A empresa "X" deverá contabilizar os juros anualmente por competência e tributá-los a alíquota de 15%. pretende realizar uma operação de mútuo. 02. Pergunta-se: qual o instrumento normativo. A empresa "X" apura o imposto sobre a renda com base no lucro real. combinado com o § 1º do mesmo artigo.A empresa "Y" ao pagar os juros decorrentes do contrato de mútuo deverá reter o imposto sobre a renda na fonte. A / 03. ainda. inciso IV do CTN. do Distrito Federal e dos Municípios poderão permutar entre si informações sigilosas.000. E / 05. também. E / 10. Diante disso. Gabarito: 01. c) Há dois itens corretos. e juros anuais de 12% (doze por cento) a serem pagos no vencimento do contrato. um adicional de IR de 10% sobre o valor dos lucros que excederem o valor correspondente a R$ 240. para o valor das multas o instituto que deverá ser utilizado é o da anistia previsto o artigo 175. Com base nos princípios constitucionais tributários. a partir de que dia poderá ser exigido o aumento do referido tributo? Fundamente a resposta. indústria que atua no ramo automobilístico na cidade de Santo André. 01.

de 1966) "A responsabilidade é excluída pela denúncia espontânea da infração. Considerando que a empresa tem a intenção de pagar esse valor à vista. A empresa "X" foi autuada pelo Fisco Federal. acompanhada.PIS referente ao mês de maio. como é o caso das multas previstas para a CPMF. pode-se contestar a cobrança das multas excessivas. A empresa XPTO deixou. A aplicação da multa agravada deu-se. Portanto. sobre os débitos denunciados espontaneamente há apenas a incidência de juros moratórios. não há como alegar a decadência. Resposta . A legislação criadora da CPMF prevê hipóteses de aplicação de multas que podem chegar a 450%. no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contado da celebração do contrato. por estar configurado dolo na conduta do contribuinte. bem como sobre a existência de algum incentivo aplicável à operação por ela pretendida.172.Nos termos do artigo 39 da Lei nº 11.Por força do disposto no § 4º do artigo 150 do CTN.Questões de Direito Tributário 04. inciso I do referido diploma legal.CTN (Lei nº 5.SELIC. 05.000. PIS. Diante disso. de recolher a contribuição para o Programa de Integração Social . fica isento do imposto de renda o ganho auferido por pessoa física residente no País na venda de imóveis residenciais. de 2005. aplique o produto da venda na aquisição de imóveis residenciais localizados no País. Somente se derrubada a alegação de dolo na conduta da empresa é que se poderá dizer que ocorreu a decadência. mas. da Instrução Normativa SRF nº 84. desde que o alienante. se for o caso. 06. CSLL. correspondentes aos juros equivalentes à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia . elabore uma resposta à consulta do cliente sobre os encargos devidos no procedimento de denúncia espontânea. sob a forma de tributação definitiva. . à alíquota de quinze por cento. Maria é proprietária do imóvel onde reside. por omissão de receitas no ano base de 2001.000. também. Indique a sua orientação e a fundamentação legal. que está informado em sua Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física pelo valor histórico de R$ 100. assim como sobre o entendimento das autoridades fiscais federais acerca da extensão desse instituto. Maria o consulta sobre a alíquota do imposto de renda incidente sobre o ganho de capital a ser apurado. 59 . em janeiro de 2007. sendo lhe exigidos o IR. o ganho de capital sujeita-se à incidência do imposto de renda. quando o montante do tributo dependa de apuração". no caso concreto. COFINS e multa qualificada de 150%. Determinada empresa consulta-o acerca da constitucionalidade da aplicação dessa multa. A referida empresa procura-o e pede uma opinião legal acerca da aplicação do instituto da decadência ao caso concreto.818-0) já sufragou a tese no sentido de que se aplica às multas o princípio constitucional da vedação do confisco em matéria tributária previsto no artigo 150. por equívoco.00 (duzentos e cinqüenta mil reais) e aplicar o produto da venda na aquisição de um outro imóvel nesse valor. inciso IV da Constituição Federal. 07. Qual o fundamento a ser utilizado para contestar a multa em questão? Resposta .00 (cem mil reais). no entender do agente fiscal.Nos termos do artigo 138 do Código Tributário Nacional . da multa moratória. Ela pretende vender esse imóvel por R$ 250. Qual o seu posicionamento a respeito? Resposta .Nos termos do artigo 27. Resposta . tendo em vista o recebimento de auto de infração pelo não recolhimento da CPMF em operações de adiantamento de crédito (ACC).196. de 2001. havendo dolo na conduta do contribuinte aplicar-se-á o disposto no artigo 173. do pagamento do tributo devido e dos juros de mora. Dessa forma. A denúncia espontânea afasta a exigência não só da multa punitiva. Logo.O STF (RE 473. ou do depósito da importância arbitrada pela autoridade administrativa.

jornais. O art. considerando que a ABC Industrial e Comercial Ltda. previsto no artigo 150. de 24 de dezembro de 2003.833/2003.A CF. Na sua opinião. 11. 10. Resposta . Alegou o Fisco Federal que. por maioria. pessoa física ou jurídica residente ou domiciliada no Brasil.249/1995.Nos termos do artigo 1º do Ato Declaratório Interpretativo SRF nº 25.Deve ser alegada a imunidade a impostos dos livros. A empresa "X". 150 concede imunidade de impostos sobre patrimônio. apura esses tributos pelo regime do lucro real.º 9. 09. hustler e penthouse (revistas de entretenimento e fotos de homens e mulheres nus). ingressou com ação de repetição de indébito em relação ao PIS e à COFINS. sediada e constituída nos EUA. foi surpreendida pela cobrança. fica responsável pela retenção e recolhimento do imposto de renda incidente sobre o ganho de capital. 18 da Lei nº 9. do CTN. em períodos anteriores. Resposta . Imagine que você é consultado por um cliente. a inconstitucionalidade do parágrafo 1. apesar da importação de tais produtos ser permitida pela legislação em vigor. com base no art. realiza a venda de participação societária com ágio em empresa brasileira "Y" para a empresa "Z". em busca de informações quanto ao pagamento regular de salários aos dirigentes. especificamente playboy. 60 . a renda decorrente dessa operação pode ser tributada no Brasil? Justifique sua resposta. não constituindo qualquer espécie de prática ilícita. as referidas revistas não continham qualquer conteúdo intelectual ou cultural que justificasse o não pagamento de tributos na importação. de imposto de importação (II) e imposto sobre produtos industrializados (IPI) sobre a importação de revistas americanas.Questões de Direito Tributário 08. Minas Gerais. Os pagamentos realizados aos mencionados dirigentes da instituição de ensino. se. periódicos e o papel destinado a sua impressão. O Supremo Tribunal Federal . ou o procurador. quando o adquirente for residente ou domiciliado no exterior. o adquirente.COFINS. os valores restituídos a título de tributo pago indevidamente serão tributados pelo Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e pela Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). auferido por pessoa física ou jurídica residente ou domiciliada no exterior que alienar bens localizados no Brasil. razão pela qual o consulta acerca da tributação desses valores. Como advogado da empresa X. que foi julgada procedente.º da Lei n. art. alínea d da CF.O ganho de capital auferido por residente ou domiciliado no exterior será apurado e tributado de acordo com as regras aplicáveis aos residentes no País. por parte do Fisco Federal. importadora de revistas estrangeiras. periódicos que contenham fotos de modelos nus ou matérias de entretenimento também estão albergados pela imunidade tributária. 14. quais os argumentos que poderão ser utilizados em sua defesa? Fundamente.STF declarou. Elabore uma resposta ao cliente acerca da tributação ou não dos valores restituídos a título de PIS e COFINS pagos indevidamente pelo Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e pela Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). tiverem sido computados como despesas dedutíveis do lucro real e da base de cálculo da CSLL.º do artigo 3. presidente de instituição de educação sem fins lucrativos. conforme estabelece o art. comprovada a atividade administrativa e pedagógica ligada exclusivamente aos objetivos da entidade não configura infração ao disposto no art. 24 da Lei nº 10. O conteúdo do periódico não é motivo para restringir a imunidade. reitor e vice-reitor da universidade que mantém na Cidade de Ouro Preto. Nesse caso. Assim. sediada e constituída na Alemanha. A empresa X. renda e serviços das instituições de educação sem fins lucrativos. inciso VI. uma vez atendidos os requisitos legais. Resposta . Que orientação você daria ao cliente? Resposta . A empresa ABC Industrial e Comercial Ltda.718/98 que instituiu nova base de cálculo para a incidência da contribuição ao Programa de Integração Social PIS e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social . 14 do CTN fixou as condições para gozo da imunidade. recolhidos a maior.

c) é constitucional. Qual o tratamento tributário. Como advogado de Z. a empresa Z recebe a cobrança do imposto sobre a transmissão inter vivos de bens e direitos reais sobre imóveis (ITBI). relativa ao contribuinte. o artigo 145 da CF. Como advogado de alguns contribuintes.00 (trimestre) ou R$ 240. e a multa punitiva.000. 01. advogada . Suponha. A empresa Y. Sobre o que exceder tais valores há. que pleito poderia ser realizado perante os julgadores do processo administrativo para os fatos geradores objeto do lançamento? Fundamente. Seu sócio majoritário.O lucro na venda de imóveis deve compor a base de cálculo do IR sobre o lucro presumido. para fins de imposto de renda (IRPJ). 13. quais os argumentos contrários à cobrança da aludida taxa? Fundamente. que em fevereiro de 2007. pendente de julgamento na esfera administrativa. Após efetivar o mencionado aumento de capital.00 (mês). A empresa Z desenvolve. pelo não recolhimento de IPI em fevereiro de 2006. Como advogado do contribuinte autuado. dentre outras razões. Resposta .Bauru/SP. d) é inconstitucional. por determinar base de cálculo típica de imposto. pois a integralização de imóveis ao capital social de empresa que não exerce atividade imobiliária é imune. foi editada lei municipal instituindo taxa de conservação a ser cobrada dos proprietários de imóveis sediados na zona rural. por representar valorização da propriedade do contribuinte. de 75%. era 10%. ocorre a aprovação e criação da mencionada exação tributária. ainda. Com o objetivo de viabilizar financeiramente a conservação de estradas de rodagem. quais os argumentos em defesa de seu cliente? Fundamente. extraídas das provas da OAB/SP. 14. Após a construção do referido imóvel. o sócio majoritário decide aumentar o capital da empresa Z mediante integralização de capital com o citado imóvel. Resposta . ainda. A aludida taxa: a) é constitucional. Determinada unidade da federação decide enviar à Assembléia Legislativa projeto de lei para a criação de uma taxa de segurança das praças públicas. exclusivamente. Suponha que determinada empresa tenha recebido um auto de infração e imposição de multa.A taxa referida é inconstitucional. O serviço de proteção ou segurança das praças públicas é de caráter universal e indivisível. em nome próprio. portanto. Resposta . Ofende. A alíquota do imposto lançado. 15. Notas: Questões práticas de Direito Tributário.00 (ano). § 2º da CF. A base de cálculo será o valor da venda subtraído do custo de aquisição (valor contábil). uma vez que se refere a uma atuação estatal específica. uma nova loja no interior de São Paulo. Resposta . R$ 60.Questões de Direito Tributário 12. dentre outras razões. decide construir. 61 . tendo como base de cálculo o número de hectares de propriedade do contribuinte. tributada pelo lucro presumido. um adicional de 10%. atividade comercial na área de tapeçaria. à época dos fatos.000. Após votação apertada na referida casa legislativa.Pode ser pleiteada a redução da multa nos termos do artigo 106 do CTN. tendo em vista o desenvolvimento e crescimento das vendas durante o ano de 2007. selecionadas por Alinne Soares Guerra. tenha ocorrido alteração na legislação do IPI com a redução da alíquota do imposto para 5% e redução da multa para 50%.A cobrança do ITBI é inconstitucional. A alíquota do IR é de 15% sobre lucros até R$ 20. aliena seu imóvel fabril que consta de seu ativo permanente. por determinar base de cálculo típica de contribuição de melhoria. no caso de ocorrer lucro na venda do referido imóvel? Especificar a base de cálculo e alíquota incidente. b) é inconstitucional.000. nos termos do disposto no artigo 156.

b) do locatário e. Nesse caso. é correto afirmar que: a) o lançamento reporta-se à data da ocorrência do fato gerador da obrigação e rege-se pela lei então vigente. b) desde o momento da celebração do negócio. d) desde o momento em que o Fisco tiver conhecimento da celebração do negócio. o locatário e a empresa administradora do imóvel que o locatário assumiria todos os encargos tributários incidentes sobre o imóvel. c) liminar em ação cautelar. apura e recolhe o tributo devido. 04. decisão judicial definitiva. reclamações e recursos administrativos previstos em lei e moratória. salvo disposição de lei em contrário. sucessivamente. em qualquer fase processual. ficou pactuado entre o locador (proprietário do bem). do locatário ou da empresa administradora. o Município deve cobrar o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). b) o lançamento regularmente notificado ao sujeito passivo não pode ser alterado. ainda que posteriormente modificada ou revogada. d) do locador. c) do locador. compensação e moratória. conforme a conveniência do fisco. anistia e remissão. depósito do montante integral do crédito. fica impedido o fisco de efetuar novo lançamento para constituição do crédito tributário. pois as convenções particulares.Questões de Direito Tributário 02. No que respeita ao lançamento tributário. 06. a) pode ser sanada. 03. nos termos do Código Tributário Nacional: a) do locatário. em face do disposto no referido contrato. 62 . c) é insanável. ficando a empresa administradora responsável pela sua administração e fiel execução de todas as cláusulas contratuais que exigissem a sua interveniência. A nulidade de inscrição da dívida ativa. 05. em decorrência da responsabilidade subsidiária da segunda. desde que no prazo da impugnação dos embargos da execução fiscal. consignação em pagamento e parcelamento. b) moratória. depósito do montante integral do crédito. em razão de: a) consignação em pagamento. decorrente da omissão de dados que dela deveriam obrigatoriamente constar. b) pode ser sanada. até a prolação da decisão de primeiro grau. Em contrato de locação de imóvel. d) pode ser sanada. d) parcelamento. c) lançamento de ofício é a modalidade em que o contribuinte declara. não podem ser opostas ao fisco. d) havendo decisão administrativa definitiva que anule determinado lançamento fiscal por vício formal. salvo disposição expressa avençada entre as partes negociantes. relativas à responsabilidade pelo pagamento de tributos. para ulterior homologação pelo fisco. Ainda que constituído. que lhe transfere o encargo tributário. c) desde o momento da celebração do negócio. o crédito tributário pode ter sua exigibilidade suspensa. da empresa administradora. liminar em mandado de segurança. Quando o fato imponível (ou fato gerador) da obrigação tributária é um negócio jurídico sob a condição suspensiva. considera-se nascida a obrigação: a) desde o momento em que se verificar a condição. vez que há responsabilidade solidária entre eles. se o primeiro recusar-se a pagá-lo.

b) estão corretas apenas I e II. b) insuficiência de bens da pessoa jurídica. Determinado contribuinte teve contra si lavrado auto de infração. I. Antes que a defesa apresentada na esfera administrativa fosse julgada. cabe a responsabilização pessoal de sócios de pessoa jurídica por débitos tributários. 09. em face do princípio da isonomia. cobradas de seus servidores para o custeio. quando tal situação patrimonial comprovadamente inviabiliza o pagamento da dívida fiscal. 10. Há dever legal de conservação dos livros obrigatórios de escrituração comercial e fiscal. Nos termos previstos pelo Código Tributário Nacional. Por competência tributária residual entende-se: a) a faculdade de os Estados. Quanto às proposições. foi editada lei reduzindo a referida multa para 75% do valor do imposto devido. se restar configurado dolo ou simulação. c) a faculdade de os Estados. A restituição de tributos que comportem transferência do respectivo encargo financeiro somente será feita a quem provar haver assumido referido encargo ou. o Distrito Federal e os Municípios também instituírem taxas e contribuições de melhoria. d) a faculdade da União de instituir. desde que não-cumulativos e que tenham base de cálculo e fatos geradores diversos daqueles já discriminados pela Constituição Federal. com aplicação de multa de 100% sobre o valor do imposto devido. pode-se afirmar que: a) todas estão corretas. b) a faculdade da União de instituir. em face do princípio da irretroatividade. estar por este expressamente autorizado a recebê-la. c) 75%. independentemente de já ter ocorrido a prescrição dos créditos tributários decorrentes das operações a que se refiram. c) estão incorretas I e III. não bastando o mero inadimplemento do tributo devido. Em caso de revogação de moratória anteriormente concedida em caráter individual. em face do princípio da retroatividade benigna. 63 . bem como os comprovantes dos lançamentos neles efetuados.Questões de Direito Tributário 07. impostos não expressamente previstos em sua competência tributária. no caso de tê-lo transferido a terceiro. ainda que o sócio não mais fizesse parte do quadro societário da empresa à época da ocorrência dos fatos geradores do tributo cobrado. empréstimos compulsórios e. d) estão incorretas II e III. a multa devida é de: a) 100%. mediante lei complementar. III. contrato social ou estatutos. c) identificação de atos de gerência praticados com excesso de poderes ou infração à lei. b) 100%. mediante lei ordinária. em face do princípio da anterioridade. Considerando que o sujeito passivo efetivamente cometeu a infração que lhe foi imputada. pelo sujeito passivo das respectivas obrigações tributárias. contrato social ou estatutos. de sistema de previdência e de assistência social. mediante lei complementar. uma vez configurada a seguinte situação: a) inadimplemento sucessivo de tributos vencidos e não recolhidos no prazo legal pela pessoa jurídica. 08. d) 75%. o tempo decorrido entre a concessão e a revogação não se computa para efeito da prescrição do direito à cobrança do crédito. o Distrito Federal e os Municípios também instituírem taxas e contribuições sociais. Analise as proposições nos termos do Código Tributário Nacional. em benefício destes. impostos extraordinários. II. d) identificação de atos de gerência praticados com excesso de poderes ou infração à lei.

inclusive lubrificantes. b) se refere à hipótese de não incidência.A / 07 . contados da data do lançamento originalmente efetuado pelo Fisco. pode-se afirmar que: a) se trata efetivamente do instituto da Isenção.D / 08 . b) o auto de infração que constituiu o crédito tributário for impugnado pelo contribuinte. combustíveis líquidos e gasosos dele derivados. extraídas das provas da OAB/SP. que dispõe: "São isentas de contribuição para a seguridade social as entidades beneficentes de assistência social que atendam as exigências estabelecidas em lei". ou cujo valor nela se possa exprimir. d) a isenção ou não incidência.B / 02 .Bauru/SP. salvo determinação em contrário na legislação. advogada .C / 03 . c) decadencial de 05 (cinco) anos. implicará crédito para compensação com montante devido nas operações seguintes. ainda que as operações e as prestações se iniciem no exterior. d) o contribuinte tiver efetuado o depósito do montante integral dos débitos. c) poderá ser seletivo em função da essencialidade das mercadorias e dos serviços. 64 . 04. 195. constante do art. contados da data em que o lançamento fiscal foi anulado. b) prescricional de 05 (cinco) anos.C / 09 . em moeda. § 7. d) decadencial de 05 (cinco) anos.o.Questões de Direito Tributário Gabarito: 01 . a) que não constitua sanção de ato ilícito. 03. c) os débitos estiverem incluídos no parcelamento. é correto afirmar que é toda prestação pecuniária compulsória.A / 04 . nos termos das leis reguladoras do processo administrativo tributário. b) tem como fato gerador as operações relativas à circulação de mercadorias e às prestações de serviços de transportes interestadual e intermunicipal e de comunicação.C Notas: Questões de Direito Tributário. selecionadas por Alinne Soares Guerra. Com relação ao exato significado (inclusive em função do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal) do termo isenção. passa a correr prazo: a) decadencial de 05 (cinco) anos. contados da data que tornar definitiva a decisão que anulou o lançamento por vício formal. d) se refere à isenção condicionada. Não será expedida a certidão positiva de débitos com efeitos de negativa quando: a) os débitos forem objeto de execução fiscal na qual foi apresentada apenas exceção de pré-executividade. da Constituição Federal. 05.A / 06 . é incorreto afirmar que: a) não incidirá sobre operação que destine a outros Estados petróleo. c) se trata de Imunidade Constitucional. anulando o lançamento efetuado pelo Fisco por vício formal. A respeito do ICMS.D / 05 . 02. 01. Quando houver decisão administrativa. No que tange à definição de tributo.B / 10 . contados da data do fato gerador do tributo. instituída em lei e cobrada mediante atividade plenamente vinculada.

se for o caso. é correto afirmar que: a) podem ser instituídos ou aumentados no mesmo exercício financeiro em que foi publicada a lei que os instituiu ou aumentou. se for o caso. quando lhe comine penalidade menos severa que a prevista na lei vigente ao tempo da sua prática. c) que não constitua sanção de ato ilícito. pelo princípio constitucional da irretroatividade. para fazer frente a programas de erradicação da fome no país. quando o montante do tributo depender de apuração. 07. ou do depósito da importância arbitrada pela autoridade administrativa. mesmo que ingresse com denúncia espontânea da infração. 06. no exercício financeiro seguinte ao da publicação da lei que os aumentou ou instituiu. instituída em lei e cobrada mediante atividade plenamente vinculada. c) A nova lei que cominar penalidade menos severa a uma determinada infração do que a lei existente ao tempo de sua prática. os Estados. desde que ainda não previstos na Constituição Federal. poderá instituir impostos não previstos na Constituição Federal. d) Somente entrará em vigor no exercício financeiro seguinte ao da publicação. b) Somente a União. Assinale a alternativa correta. a nova lei não poderá ser aplicada. b) A lei aplica-se a ato ou fato pretérito. 09. podem ser aumentados e instituídos por decreto. instituído em lei e cobrada mediante atividade legislativa.Questões de Direito Tributário b) que constitua sanção de ato ilícito. 08. desde que sejam não-cumulativos e não tenham fato gerador ou base de cálculo próprios dos discriminados na Constituição Federal. mediante lei complementar. da multa punitiva e dos juros de mora. desde que acompanhada do pagamento do tributo devido. Assinale a alternativa correta. c) A União. mediante lei ordinária. do pagamento do tributo devido e dos juros de mora. desde que com vigência a partir do exercício financeiro seguinte ao de publicação do decreto que os aumentou ou instituiu. acompanhada. 65 . Sobre os Impostos de Importação e Exportação. comparada com a lei vigente ao tempo de sua prática. a responsabilidade do Contribuinte será excluída pela denúncia da infração. b) Jamais haverá exclusão da responsabilidade do contribuinte que praticou infração fiscal. b) só podem ser aumentados ou instituídos por força do princípio constitucional da anterioridade. c) A responsabilidade do contribuinte é excluída pela denúncia espontânea da infração. só pode ser aplicada 90 (noventa dias) após sua promulgação. acompanhada do pagamento do tributo devido e dos juros de mora. d) por serem tributos chamados "extra-fiscais". mediante lei complementar. c) só podem ser aumentados ou instituídos no prazo de 90 (noventa) dias contados da data da lei que os aumentou ou instituiu. a) Em casos excepcionais. poderão instituir tributos. a) Mesmo que a nova lei comine penalidade menos severa a uma determinada infração do que a lei existente ao tempo de sua prática. d) Mesmo com o início de qualquer procedimento administrativo fiscal. instituída em lei complementar e cobrada mediante atividade plenamente vinculada. a lei que cominar penalidade menos severa a uma determinada infração. Assinale a alternativa correta. a) A responsabilidade do contribuinte é excluída pela denúncia espontânea da infração. d) que não constitua sanção de ato ilícito. do pagamento do tributo devido e dos juros de mora. poderá determinar que parcela do ICMS de competência constitucional (dos Estados) seja recolhida a ela. como a lavratura do Termo de Início de Fiscalização. acompanhada.

selecionadas por Alinne Soares Guerra. a) O princípio da legalidade estabelece que é vedado à União. 01. B / 10. C / 02. poderá instituí-los (i) para atender a despesas extraordinárias. c) O não recolhimento da contribuição ao INSS pela empresa. B / 08. pois os fatos ilícitos não revelam a capacidade contributiva do sujeito passivo da obrigação tributária. 10. No que se refere aos empréstimos compulsórios. os Estados. poderão dispor que.Imposto Federal sobre a Propriedade Territorial Rural . mediante lei ordinária. estabelece que a) somente a pessoa capaz de direitos e deveres na ordem civil pode revestir-se da condição de contribuinte. assinale a alternativa INCORRETA. Assinale a alternativa correta. segundo o qual é vedado à União cobrar tributos no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou.implica crime de apropriação indébita e pode levar os Diretores a serem processados criminalmente. O chamado princípio da capacidade contributiva. 66 . de guerra externa ou sua iminência. C / 05. B Notas: Questões de Direito Tributário. A / 06. aos Estados. Gabarito: 01. b) a União.R. d) em relação aos empréstimos compulsórios. tanto no que se refere à folha de pagamento .quota patronal . poderá instituí-los (i) para atender a despesas de guerra externa ou sua iminência. C / 09. implica crime de apropriação indébita e pode levar os Diretores da empresa a serem processados criminalmente. do valor do I. é CORRETO afirmar que a) em caso de relevância e urgência. A / 07. a) O não recolhimento da contribuição devida pela empresa ao INSS e calculada sobre a folha de salários .T. D / 03. é dispensada a observância ao princípio da anterioridade.quota patronal .Questões de Direito Tributário d) Os Municípios. b) os tributos só podem ser cobrados sobre fatos lícitos. 02. d) sempre que possível. 03.devido sobre imóveis rurais existentes nos respectivos municípios. c) a União. os impostos serão graduados segundo a capacidade econômica do contribuinte. b) O não recolhimento de contribuição ao INSS. dos seus empregados. mediante lei complementar. mediante lei ordinária. retida mensalmente pela empresa. Sobre as limitações do poder de tributar. A / 04. ou (ii) no caso de investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional. c) todos os brasileiros maiores de 18 (dezoito) anos devem apresentar declaração de imposto de renda. previsto na Constituição Federal. o Presidente da República pode instituí-los mediante medidas provisórias.ou retida dos empregados. b) A União. o Distrito Federal e os Municípios não podem cobrar tributos em relação a fatos geradores ocorridos antes do início da vigência da lei que os houver instituído ou aumentado. decorrentes de calamidade pública. mesmo que não recolham a contribuição da empresa devida ao INSS sobre a sua folha de pagamento dos empregados . implica crime de apropriação indébita e pode levar os Diretores da empresa a serem processados criminalmente. ou (ii) no caso de investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional. d) Jamais os Diretores da empresa serão processados criminalmente. se a empresa não tiver recursos financeiros para pagar. extraídas da prova da OAB/SP. no caso de investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional. advogada Bauru/SP.como dos valores retidos dos empregados.quota patronal . ao Distrito Federal e aos Municípios exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça. 80% (oitenta por cento) sejam a eles recolhidos. .

04. propriedade de veículos automotores. os impostos municipais. de produtos nacionais ou nacionalizados. b) Compete à União instituir impostos sobre importação de produtos estrangeiros. c) os débitos estiverem incluídos no parcelamento. renda e proventos de qualquer natureza. em Território Federal. 07. sendo certo que tal imunidade não se estende às autarquias e às fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público. constante do art. os Estados. de produtos nacionais ou nacionalizados. instituir contribuições sociais. e transmissão causa mortis e doação. aos Estados. proibida qualquer distinção em razão de ocupação profissional ou função por eles exercida. b) o auto de infração que constituiu o crédito tributário for impugnado pelo contribuinte. o Distrito Federal e os Municípios não podem instituir impostos sobre patrimônio. para o exterior. assinale a alternativa CORRETA. produtos industrializados. renda ou serviços. títulos ou direitos. da Constituição Federal. que dispõe: "São isentas de contribuição para a 67 . contados da data em que o lançamento fiscal foi anulado. uns dos outros. outorga de isenção e eqüidade. b) prescricional de 05 (cinco) anos. dispensa do cumprimento de obrigações tributárias acessórias e princípios gerais de direito público.o. de quaisquer bens ou direitos.Questões de Direito Tributário c) O princípio da igualdade estabelece que é vedado à União. d) outorga de isenção. c) decadencial de 05 (cinco) anos. subsidiariamente. contados da data que tornar definitiva a decisão que anulou o lançamento por vício formal. se o Território não for dividido em Municípios. d) o contribuinte tiver efetuado o depósito do montante integral dos débitos 08. d) A União. Quando houver decisão administrativa. para o exterior. de intervenção no domínio econômico e de interesse das categorias profissionais ou econômicas. à União. Nos termos do Código Tributário Nacional . independentemente da denominação jurídica dos rendimentos. e serviços de qualquer natureza. renda e proventos de qualquer natureza. c) suspensão ou exclusão do crédito tributário. b) analogia. 06. outorga de isenção e dispensa do cumprimento de obrigações tributárias acessórias. 05.CTN . exportação. passa a correr prazo a) decadencial de 05 (cinco) anos. dispensa do cumprimento de obrigações tributárias acessórias e princípios gerais de direito tributário. a) Competem à União. ao Distrito Federal e aos Municípios instituir tratamento desigual entre contribuintes que se encontrem em situação equivalente. d) Compete à União instituir impostos sobre importação de produtos estrangeiros. cumulativamente. como instrumento de sua atuação nas respectivas áreas. d) decadencial de 05 (cinco) anos. § 7. os impostos estaduais e. Com relação ao exato significado (inclusive em função do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal) do termo isenção. nos termos das leis reguladoras do processo administrativo tributário. contados da data do fato gerador do tributo. c) Compete primeiramente aos Estados e. contados da data do lançamento originalmente efetuado pelo Fisco. anulando o lançamento efetuado pelo Fisco por vício formal. exportação. Sobre a competência tributária da União.interpreta-se literalmente a legislação tributária que disponha sobre a) suspensão ou exclusão do crédito tributário. 195. Não será expedida a certidão positiva de débitos com efeitos de negativa quando a) os débitos forem objeto de execução fiscal na qual foi apresentada apenas exceção de pré-executividade.

09. Assinale a alternativa correta. d) inexiste por ser um ramo do Direito Financeiro.quota patronal . c) O não recolhimento da contribuição ao INSS pela empresa. tanto no que se refere à folha de pagamento . 68 . Bauru/SP.A / 06 . Sobre os Impostos de Importação e Exportação.B / 03 . 10.C / 07 .01 . d) nenhuma das opções anteriores. a) O não recolhimento da contribuição devida pela empresa ao INSS e calculada sobre a folha de salários . retida mensalmente pela empresa. 01. c) didática e estrutural.A / 10 . advogada. b) dogmática e estrutural. dogmática e estrutural. implica crime de apropriação indébita e pode levar os Diretores da empresa a serem processados criminalmente.A / 08 .ou retida dos empregados. A autonomia do Direito Tributário é: a) didática. b) O não recolhimento de contribuição ao INSS. b) só podem ser aumentados ou instituídos por força do princípio constitucional da anterioridade. c) se trata de Imunidade Constitucional. no exercício financeiro seguinte ao da publicação da lei que os aumentou ou instituiu. Gabarito .implica crime de apropriação indébita e pode levar os Diretores a serem processados criminalmente. b) público. obrigacional e comum. pode-se afirmar que a) se trata efetivamente do instituto da Isenção. se a empresa não tiver recursos financeiros para pagar. O Direito Tributário é: a) público. b) se refere à hipótese de não incidência. d) por serem tributos chamados "extra-fiscais".como dos valores retidos dos empregados.D / 02 . desde que com vigência a partir do exercício financeiro seguinte ao de publicação do decreto que os aumentou ou instituiu. selecionadas por Vanessa Gonçalves Daniel.quota patronal .quota patronal . c) público. obrigacional e especial. extraídas das provas da OAB/SP. é correto afirmar que a) podem ser instituídos ou aumentados no mesmo exercício financeiro em que foi publicada a lei que os instituiu ou aumentou. podem ser aumentados e instituídos por decreto. 02. d) Jamais os Diretores da empresa serão processados criminalmente. c) só podem ser aumentados ou instituídos no prazo de 90 (noventa) dias contados da data da lei que os aumentou ou instituiu.Questões de Direito Tributário seguridade social as entidades beneficentes de assistência social que atendam as exigências estabelecidas em lei". mesmo que não recolham a contribuição da empresa devida ao INSS sobre a sua folha de pagamento dos empregados . dos seus empregados.B Notas: Questões de Direito Tributário. implica crime de apropriação indébita e pode levar os Diretores da empresa a serem processados criminalmente. d) se refere à isenção condicionada.C / 09 .A / 05 .D / 04 . real e comum.

porque. ao mesmo tempo. obtendo liminar. 151 do Código Tributário Nacional. b) R$ 27. automaticamente.00. constituído em 07/11/2003. deixou de pagar Imposto Predial dos exercícios de 2001. porque a escrituração fiscal do tributo em discussão só poderia ser suspensa se a liminar concedida tivesse sido precedida de depósito judicial do seu valor. d) R$ 45. também a obrigação de escrituração estava suspensa nos termos do art.00. como responsável. estará suspensa a obrigatoriedade de escrituração fiscal referente ao tributo em litígio. o Distrito Federal e os Municípios. 06.000.Questões de Direito Tributário 03. 04. porque a suspensão da exigibilidade do crédito tributário não dispensa o sujeito passivo da obrigação de prestações positivas ou negativas.000. autuou-a pela suspensão da escrituração referente ao tributo em litígio. Nesse ínterim. não se conformando com a exigência de determinado tributo.00 (dois mil reais). R$ 45.000. Estado de Minas Gerais. A Sapataria Almada.000. b) Lei Complementar. a concessão de liminar em Mandado de Segurança suspende a exigibilidade do crédito tributário. A imunidade que beneficia a União. inferior a R$ 2.000. como contribuinte. impetrou Mandado de Segurança. c) não. 151. a empresa alegou que. o Fisco. R$ 300. constituído em 31/12/2002. O projeto de lei a ser enviado à Câmara Municipal deverá ser de: a) remissão. aos contribuintes que ainda não o pagaram e. A defesa é procedente? a) Sim. c) recíproca.00 de Contribuição de Melhoria.00. b) sim.000. em diligência à sede da empresa. referente a 69 .00 de taxa. os Estados.00. b) anistia. Uma pessoa deve à União. c) Resolução do Senado. em face da liminar obtida. IV. constituída em 20/12/2001. das infrações referentes à legislação que o regula. porque. nos termos do art.00 de Imposto de Renda. c) remissão e anistia. chama-se: a) genérica. do Código Tributário Nacional.000. e. b) específica. constituída em 15/12/2003. Armando. c) R$ 80. no interesse da fiscalização ou da arrecadação do tributo em litígio. d) não.000. d) nenhuma das opções anteriores. pretende conceder perdão do Imposto Predial do exercício de 2002. d) objetiva e específica. suspensa a exigibilidade do crédito tributário em decorrência da concessão de liminar em Mandado de Segurança. 07. e R$ 27. O último crédito a ser imputado será: a) R$ 300. previstas na legislação tributária. d) remissão e isenção. R$ 80. 05. menor. Os conflitos sobre competência tributária entre Estados-membros e Municípios serão resolvidos por: a) Lei Delegada. pai de Josué. O prefeito de Baependi. impedindo que uma dessas pessoas de direito público interno lance imposto sobre as outras.00 de Imposto Territorial Rural. 08.000. Em sua defesa. 2002 e 2003.

d) apenas a III. b) um ato que cria. O lançamento tem natureza constitutiva porque constitui o crédito tributário. c) isenção. 11. para atender necessidades prementes deste. ao aplicar sanção ao infrator de lei tributária. portanto. embora o proprietário dos imóveis seja Josué e. diante de dúvida quanto à natureza da penalidade aplicável. sendo Josué menor. IV. c) eqüitativa. no caso do Imposto Predial. modifica ou extingue direitos. 70 . Analise as afirmações seguintes: I. pelo pagamento reclamado. porque a venda dos imóveis foi feita mediante autorização judicial. contribuinte é quem tenha relação pessoal e direta com a situação que constitua o respectivo fato gerador. c) somente a I e a II estão corretas. b) remição. Armando tem razão? a) Sim. com recursos financeiros do filho menor. quem detenha a propriedade de imóvel. por questão de política fiscal. b) sim. não cabendo a Armando a responsabilidade pelo fato de não ter o juiz determinado a reserva de bens de Josué que pudessem responder pelo tributo devido. A dispensa. está exigindo os impostos de Armando. d) as opções a e b estão corretas. II. pormenor que o torna responsável.Questões de Direito Tributário imóveis de propriedade do filho. a) Todas estão corretas. em decorrência de omissão. A autoridade fiscal. cabia a Armando pagar na época própria. o devedor. Agora. b) apenas uma está correta. portanto. a IV e a V estão corretas. também. III. a posse de bem imóvel. d) não. alega que o proprietário e. Armando detinha a posse dos imóveis deste e. d) imunidade tributária. 10. A prescrição do crédito tributário inicia-se com a ocorrência do fato gerador. é Josué. Estado de Minas Gerais. sendo. após verificar que os imóveis foram vendidos e que o menor não possui outros bens. O lançamento é: a) um ato constitutivo. que. obteve autorização judicial para vender os aludidos imóveis. c) não. o contribuinte do Imposto Predial. c) um ato declaratório. As multas. deverá interpretar a norma legal de forma: a) analógica. para se defender. 09. são tributos por serem prestações pecuniárias compulsórias. A prova de recolhimento indevido de tributo que comporta repercussão financeira é insuficiente para legitimar sua restituição. porque o contribuinte da obrigação tributária é a pessoa que tenha relação pessoal e direta com a situação que constitua o respectivo fato gerador. portanto. 12. Em 2004. já que não mais é possível exigi-lo do proprietário. b) benigna. o Município de Janaúba. porque. d) literal. de pagamento de tributo regularmente devido caracteriza: a) anistia. como o fato gerador do Imposto Predial é. os tributos que este devia. porque. V. Pessoa Jurídica de Direito Público pode ser sujeito passivo de obrigação tributária. quando moratórias.

I. c) o vigente no dia da ocorrência de fato gerador. IV. a isenção onerosa pode ser extinta a qualquer tempo. Dadas as assertivas abaixo.Bauru/SP. existem determinadas taxas que habitam o universo da parafiscalidade.02.11. B .03. incidentes sobre bases econômicas diversas daquelas constitucionalmente já previstas. d) Todas as assertivas estão incorretas. IV. o Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRRM) constitui Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE). C . B . as taxas. extraídas da prova para ingresso na carreira da Magistratura. a remição. III.06. A interdição do estabelecimento é considerada pela doutrina como um dos meios lícitos mais eficazes para forçar o adimplemento da obrigação tributária. é ato de resgate que pode ser realizado pelo particular em relação a bem penhorado em execução fiscal. III.05. Segundo o Supremo Tribunal Federal. selecionadas por Alinne Soares Guerra. assinalar a alternativa correta. Gabarito: 01. d) a média do câmbio entre os dias do lançamento e do pagamento do tributo. por seu turno. assinalar a alternativa correta. D . II. II.10. C . C Notas: Questões de Direito Tributário.12.09. Desde que obedecido o princípio da hierarquia das leis. C . b) Estão corretas apenas as assertivas III e IV. em face de sua índole contraprestacional. A lei complementar é exigível para instituição de novas contribuições de custeio da seguridade social. III. A . a) Está correta apenas a assertiva I. C . Quando o pagamento de um tributo depende da conversão de moeda estrangeira. As sociedades de economia mista estão albergadas pela imunidade tributária recíproca das entidades públicas concernente a patrimônio. 02. I. C .Questões de Direito Tributário 13. c) Estão corretas apenas as assertivas III e IV. independentemente da lei. Dadas as assertivas abaixo. Além das contribuições sociais. advogada . inclusive quanto à possibilidade de sua alteração a qualquer tempo. suprindo os Estados aquilo que não for objeto da legislação federal. C . A remissão é ato de autoridade administrativa dotada de expressa autorização legal. c) Estão corretas apenas as assertivas I. A . fazem-se automaticamente abranger pela isenção. o câmbio para a conversão é: a) o vigente no dia do lançamento. a) Estão corretas apenas as assertivas I e IV. 03. Dadas as assertivas abaixo. IV. II. II e IV. A . renda ou serviços uns dos outros.13.04. b) Está correta apenas a assertiva II. I. A legislação tributária oferece o mesmo tratamento aos tributos diretos e indiretos no que tange à repetição. Pacificou-se em doutrina que a "alíquota zero" guarda os mesmos fundamentos legais e produz os mesmos efeitos jurídicos da isenção. 71 . A redução de benefício fiscal a implicar aumento de tributos submete-se à observância do princípio da anterioridade. 01.07. A instituição das contribuições sociais é de competência concorrente. a) Estão corretas apenas as assertivas I e II. d) Todas as assertivas estão corretas.08. Na ausência de disposição legal em contrário. assinalar a alternativa correta. b) o vigente no dia do pagamento do tributo.

embora réu na ação de conhecimento. O estabelecimento de normas gerais em matéria de obrigação. 05. II. 06. Em ação consignatória. III. propor a aplicação da penalidade cabível. IV. c) Estão corretas apenas as assertivas II e IV. 07. c) Estão corretas apenas as assertivas I. lançamento. 72 . Discernem-se fato gerador e hipótese de incidência. b) Estão corretas apenas as assertivas I e III. O princípio da capacidade contributiva foi suprimido nas Constituições de 1967 e 1969. IV. o credor. a) Estão corretas apenas as assertivas I e III. calcular o montante do tributo devido.Questões de Direito Tributário b) Estão corretas apenas as assertivas II e III. II. assinalar a alternativa correta. nada refere sobre a contribuição de melhoria. identificar o sujeito passivo e. d) Todas as assertivas estão incorretas. em prazo determinado. ao elencar as espécies tributárias existentes. IV. crédito. assinalar a alternativa correta. Em nenhuma hipótese o crédito tributário sujeita-se a concurso de preferência. II. a) Está correta apenas a assertiva III. III. c) Estão corretas apenas as assertivas II. assinalar a alternativa correta. II e III. b) Estão corretas apenas as assertivas I. se for o caso. III e IV. I. d) Todas as assertivas estão corretas. alcançando situações de fato já ocorridas. O princípio constitucional segundo o qual "ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei" nenhuma relevância guarda em âmbito tributário. somente pode ser feito por lei complementar. assinalar a alternativa correta. I. contemplando apenas as contribuições sociais. O princípio da irretroatividade. A execução fiscal do crédito tributário sofre necessária atração pelo juízo universal de falência. emprestando concretude ao primeiro e natureza abstrata à segunda. A Constituição. III e IV. III e IV. b) Estão corretas apenas as assertivas II e IV. reconhecida a insuficiência do depósito. e não voltou a ser constitucionalmente contemplado na Lei Maior de 1988. determinar a matéria tributável. A conversão do depósito em renda constitui forma de extinção do crédito tributário. I. É competência privativa da autoridade administrativa realizar o procedimento tendente a verificar a ocorrência do fato gerador da obrigação correspondente. A anistia pode alcançar tanto infrações pretéritas quanto também aquelas posteriores à lei que a instituiu. prescrição e decadência. que a Constituição vigente adota. Dadas as assertivas abaixo. a) Estão corretas apenas as assertivas I e II. c) Estão corretas apenas as assertivas I. d) Todas as assertivas estão incorretas. uma vez que tributos podem ser criados por decretos emanados do Poder Executivo. Dadas as assertivas abaixo. Dadas as assertivas abaixo. pode valer-se da sentença judicial como título executivo em relação à diferença nela reconhecida. d) Todas as assertivas estão corretas. Dadas as assertivas abaixo. sem sequer necessidade de posterior homologação do Poder Legislativo. em âmbito tributário. 04. III. impede que se aumentem alíquotas do imposto de renda em pleno curso do exercício financeiro.

sempre da Administração. no entanto. 08. mas também nulidades outras cuja demonstração exija dilação probatória. a) Está correta apenas a assertiva IV. O pagamento de licença-prêmio e de férias não gozadas por necessidade de serviço não está sujeito ao imposto de renda. cedendo ante inequívoca prova em contrário. cientificado pessoalmente o devedor da realização da penhora. não impera o princípio da irrepristinabilidade. III e IV. ainda que não congruentes com o objetivo da lei. Sem que obtido o writ. II. d) Estão corretas apenas as assertivas II. Para responder às duas próximas questões. em que alegado tão-somente que as pessoas consideradas como empregados pelo fiscal previdenciário seriam trabalhadores autônomos. em execução fiscal. IV. IV. Em execução fiscal. b) Estão corretas apenas as assertivas II e III. Dadas as assertivas abaixo. c) Estão corretas apenas as assertivas II e IV. pois que o contribuinte guarda a seu favor presunção de inocência. Em razão de sua natureza evidentemente remuneratória. c) Estão corretas apenas as assertivas II. I. assinalar a alternativa correta. inicialmente. I. IV. intentou ela exceção de pré-executividade. II. por ser garantia constitucional. a Fazenda limitou-se a afirmar a presunção de liquidez e certeza do título. sem. Em face da desconstituição da pessoa jurídica. Ofereceu penhora em dinheiro. b) Estão corretas apenas as assertivas I e III. II. 09. mediante a utilização de atos lícitos. jamais atingindo fatos pretéritos. ainda. que. que equivocado o trabalho fiscal que deu gênese à cobrança. os valores recebidos a título de incentivo à demissão voluntária sofrem a incidência do imposto de renda. desde que confesse a falta perante o Fisco antes da existência de qualquer iniciativa da Administração a respeito. II e III. a) Estão corretas apenas as assertivas I e II. 73 . independentemente de haverem praticado atos com excesso de poder ou infração de lei. elusão ou evasão lícita é a subtração ao tributo de manifestações de capacidade contributiva originalmente sujeitas a ele. d) Todas as assertivas estão corretas. A presunção de liquidez e certeza inerente ao título fiscal é iuris tantum. Elisão. albergada expressamente em nosso Direito Tributário. b) Estão corretas apenas as assertivas III e IV. assinalar a alternativa correta. O ônus da prova é. III. A exceção de pré-executividade comporta não só matérias que podem ser contempladas ex officio pelo juiz. nos quais alega. a) Estão corretas apenas as assertivas I e IV. Em impugnação. III. protestar por qualquer meio de prova. O contribuinte pode afastar a responsabilidade por infração. Na legislação tributária. c) Estão corretas apenas as assertivas I. foi enfrentada por mandado de segurança.Questões de Direito Tributário I. mais uma vez sem sucesso. sem vínculo empregatício. considere o enunciado que segue: Determinada empresa houve contra si inscrição de dívida. A legislação tributária orienta-se para o futuro. opondo embargos. em que insistiu na recusa do nexo de emprego. O mandado de segurança. os sócios de uma empresa tornam-se responsáveis. III. III e IV. não poderia ser rejeitado de plano. o prazo para oposição de embargos inicia-se no dia seguinte àquele em que ocorrida a ciência. Dadas as assertivas abaixo. após ajuizada a execução fiscal.

I. O juiz deve converter a penhora em depósito para garantia da execução. O mandado de segurança constitui ação adequada para a declaração do direito à compensação tributária.Questões de Direito Tributário d) Todas as assertivas estão incorretas. A . taxa e tarifa são termos que guardam sinonímia. d) Todas as assertivas estão corretas. determinando audiência de instrução e julgamento. Assim como o juiz não pode. a) Está correta apenas a assertiva I. III. 10. 12. b) Está correta apenas a assertiva III. III e IV. I. também a autoridade administrativa enfrenta vedação absoluta de efetuar lançamento ex officio. A compensação de créditos tributários não pode ser deferida por medida liminar. I. a apresentação dos meios de prova a serem realizados na instrução é imprescindível para viabilizar o próprio instrumento processual. na execução fiscal.11. A .04.08. o juiz deve receber os embargos. c) Estão corretas apenas a assertivas II e III. B . IV. b) Está correta apenas a assertiva III. por iniciativa própria. Considerando a insuficiência dos recursos previstos na lei orçamentária municipal para a realização de obras de pavimentação e que todos os recursos já estavam comprometidos com outras despesas.Bauru/SP. No âmbito do Direito Tributário. A . a criação de tributos não deve levar em conta a capacidade contributiva do sujeito passivo. II. B Notas: Questões de Direito Tributário. a) Está correta apenas a assertiva III. a) Está correta apenas a assertiva I. dar gênese à ação. IV. b) Estão corretas apenas as assertivas II e IV. jamais pode constituir um marco inicial do prazo para oposição de embargos. assinalar a alternativa correta. No exemplo dado.03. 01. D . d) Estão corretas apenas as assertivas III e IV.06. Dadas as assertivas abaixo. B . extraídas das Provas para Magistratura Federal da 4ª Região. Há precedentes no Supremo Tribunal Federal no sentido de que o pedágio constitui taxa de serviço.05. A . selecionadas por Alinne Soares Guerra.02. 11. advogada . III. C . A . III. Dadas as assertivas abaixo. c) Estão corretas apenas as assertivas I. II. admite interpretação ampla à luz dos princípios constitucionalmente consagrados. A data do depósito. Enquanto a norma de isenção é de ser interpretada literalmente. c) Estão corretas apenas as assertivas II e IV. II.09. Constitui preço público a prestação pecuniária compulsória exigível de proprietários de imóveis particularmente beneficiados por obra pública. a teor de precedentes do Supremo Tribunal Federal. Tanto na exceção de pré-executividade quanto no mandado de segurança. a imunidade. Dadas as assertivas abaixo. d) Todas as assertivas estão incorretas. C .12. IV.07. determinado prefeito 74 . Gabarito: 01. B . Em face do princípio da igualdade.10. assinalar a alternativa correta. assinalar a alternativa correta.

tão-somente. entre as várias penas previstas em lei. b) Ainda que para solucionar situação manifestamente injusta. c) A faculdade de escolha do domicílio tributário não pode sofrer restrições impostas pela autoridade administrativa. d) Os pais são sempre responsáveis pelos tributos devidos por seus filhos menores. exportação. insatisfeitos com a criação de mais um tributo. publicado no dia 15 de maio de 1997. c) O imposto sobre grandes fortunas e os impostos pertencentes à competência residual da União serão instituídos mediante lei complementar. b) direto. 02. assinale a alternativa correta. temos a figura tributária que se denomina lançamento: a) de ofício. com o argumento de que seu fato gerador não constitui serviço específico e divisível. admite-se o emprego da analogia. c) por homologação. instituindo uma taxa de pavimentação. a) Os princípios do direito privado podem ser utilizados para se determinarem os efeitos tributários dos institutos. o parcelamento do valor do tributo. Quando a legislação atribuir ao sujeito passivo a obrigação de antecipar o pagamento do imposto. poderão ensejar casos de bitributação. ainda que configure unidade econômica ou profissional. b) No que concerne aos impostos sobre produtos industrializados. 75 .Questões de Direito Tributário municipal baixou decreto. 03. c) impugnar a cobrança do tributo. Relativamente aos impostos de competência da União. 04. aplica-se aquela que for menos favorável ao acusado. c) No caso de dispensa do cumprimento de obrigação tributária acessória. havendo dúvida sobre a pena cabível. Assinale a alternativa correta a respeito da interpretação e da integração da legislação tributária. d) Os impostos extraordinários. conceitos e formas do direito civil ou do direito comercial. com base no princípio da anterioridade. não é possível utilizar-se a eqüidade para dispensar o pagamento de tributo devido. de que tratam os artigos 153 e 154 da Constituição Federal. produtos industriais e propriedade territorial rural. d) Em matéria de infração à lei tributária. sem exame prévio da autoridade administrativa. b) impugnar a cobrança do tributo. Assinale a alternativa correta no que se refere ao sujeito passivo da obrigação tributária. b) Não poderá ser considerada como sujeito passivo a sociedade comercial irregular. a) Em se tratando de obrigação acessória. Qual é a ação judicial que visa à restituição de tributos pagos indevidamente? a) Ação Declaratória de inexistência de relação jurídica tributária b) Ação de Repetição de indébito tributário c) Mandado de Segurança d) Ação Civil Pública 06. com fundamento no princípio da legalidade e anterioridade. destes estão excluídos da denominada imunidade extravagante os produtos industrializados destinados ao exterior. Os contribuintes visados. a ser cobrada a partir de agosto do mesmo ano. podem ter as alíquotas alteradas pelo Poder Executivo os impostos sobre importação. poderão: a) impugnar a cobrança do tributo. d) requerer. a) Desde que observados os limites e as condições estabelecidos em lei. instituídos pela União na iminência ou no caso de guerra externa. o sujeito passivo pode ser tanto o contribuinte quanto uma pessoa que não tenha relação direta com o fato gerador da obrigação principal. 05.

76 . tendo-se em vista a regra da revogabilidade das isenções. A Lei Complementar de 04 de maio de 2000 estabeleceu normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal. 08. d) O imposto tem como fato gerador uma situação independente de qualquer atividade estatal específica relativa ao contribuinte. sendo permitido inclusive o bloqueio on line dos ativos financeiros do devedor. dividindo a respectiva receita com os Estados e com o Distrito Federal. é CORRETO afirmar que: a) não há prescrição intercorrente no processo executivo fiscal porque a prescrição extingue o direito de ação. 07. motivo pelo qual a jurisprudência já consagrou a inconstitucionalidade dos impostos classificados como progressivos. c) o juiz. de quaisquer bens. c) Cada governante. e não o processo. 11. exceto o governante do nível estadual. Assinale a alternativa correta. Assinale a alternativa CORRETA a) As instituições bancárias e financeiras não estão sujeitas ao recolhimento do ISSQN pelos serviços relacionados a contratos de arrendamento mercantil (leasing). a) Compete aos Municípios instituir imposto sobre transmissão causa mortis. deverá demonstrar que a renúncia de receita foi considerada na Lei Orçamentária Anual. b) Os impostos podem ser vinculados ou não vinculados. b) em todos os casos.Questões de Direito Tributário d) por declaração. no curso da execução fiscal. Vinculados são aqueles que têm por fato gerador uma situação independente de qualquer atividade estatal específica relativa ao contribuinte. b) Compete à União Federal instituir Imposto sobre Operações de Circulação de Mercadorias e Serviços. 10. intenta alienar bens que possui. a única afirmativa correta relativa à Lei de Responsabilidade Fiscal. d) A Lei de Responsabilidade Fiscal limita a relação entre receita total e gastos públicos com pessoal. c) Os Estados e o Distrito Federal poderão instituir. é correto afirmar que: a) em razão do princípio constitucional da uniformidade geográfica. c) A Constituição Federal veda expressamente a criação de impostos progressivos. pode decretar a indisponibilidade contra o devedor de crédito tributário que. impostos não cumulativos e que não tenham fato gerador ou base de cálculo própria daqueles discriminados na Constituição. b) O projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias é desvinculado da Lei de Responsabilidade Fiscal. a qualquer tempo. b) o termo inicial da interrupção do prazo prescricional qüinqüenal do crédito tributário conta-se a partir da citação pessoal feita ao devedor. que decorre do exercício do direito de ação. Em matéria de Processo Tributário. d) Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir imposto sobre doação de bens imóveis. uma vez que a disciplina fiscal introduzida pela Lei proporciona o fortalecimento da situação financeira dos entes da Federação. a) A obediência às novas regras da Lei de Responsabilidade Fiscal permite ao país um ajuste fiscal permanente. sem domicílio certo. d) pode ser deferida a compensação de créditos tributários em ação cautelar ou por medida liminar cautelar ou antecipatória. Quanto às isenções. Não vinculados são aqueles que têm por fato gerador uma atuação estatal específica relativa ao contribuinte. as isenções não podem ser restritas a determinada região ou território da entidade tributante. Identifique. 09. mediante lei complementar. as isenções podem ser revogadas ou modificadas por lei. nas opções abaixo.

C .10. o imposto de importação pago deve ser devolvido. b) a sociedade constituída pelo sócio remanescente que continuar a exploração da respectiva atividade é responsável pelos tributos devidos pela sociedade extinta. Gabarito: 01. e) É verdadeira a primeira assertiva.O decurso do prazo fixado em lei para as pessoas jurídicas apresentarem declaração de rendimentos constitui fato gerador de uma obrigação principal? III .06.A obrigação tributária que tenha por objeto uma sanção de natureza pecuniária. com o qual este comprove o preenchimento das condições e requisitos previstos em lei. advogada . as respostas corretas. acabou sendo devolvido. trazido para o País.08. As Resoluções do Senado Federal não interferem na legislação relativa a tributos propriamente federais. escolha a opção que contenha. sim e sim c) não. é CORRETO afirmar que: a) a pessoa natural que adquirir o fundo de comércio da pessoa jurídica extinta e continuar a respectiva exploração. D . selecionadas por Alinne Soares Guerra. não e não 03. mas que. sendo a responsabilidade integral do adquirente pelas dívidas tributárias que assumiu com a aquisição.Questões de Direito Tributário c) as isenções podem ser concedidas em caráter específico. I . não e sim b) sim.12.07. I . por não produzir o efeito desejado. B . 77 .02. respondem solidariamente com este nos atos praticados por terceiros os pais ou tutores respectivos. d) É falsa a primeira assertiva. No caso de extinção de pessoa jurídica de direito privado. D . são verdadeiras as duas últimas.03.11.No caso de menor que possua bens próprios. c) Todas as três assertivas são falsas. B Notas: Questões de Direito Tributário. 02. C . um tratado internacional não pode interferir em matéria tributária. indústria ou atividade. c) não existirá responsabilidade do alienante do estabelecimento se ele cessar a exploração do comércio. B . se este constituir nova sociedade para explorar nova atividade no mesmo ou em outro ramo de comércio.05. extraídas das provas para ingresso na carreira da Magistratura.Tendo havido a aquisição de um bem no exterior. d) decorrem de regra jurídica de categoria constitucional que impede a incidência da lei ordinária de tributação. analogia seria (ou é) técnica de integração e não de interpretação da legislação tributária. d) não haverá responsabilidade subsidiária pelos tributos do adquirente do fundo de comércio com o alienante. são falsas as demais. falsa a segunda e verdadeira a terceira. 12. Consoante o Código Tributário Nacional. não responde pelos tributos relativos ao fundo de comércio adquirido.Bauru/SP. por descumprimento de uma obrigação tributária acessória é também ela acessória? II .09. A . (ESAF/AFTN/98): Escolha a opção que considerar acertada. A . (ESAF/AFTN/98): Analisadas estas três perguntas. (ESAF/AFTN/98): Devido ao princípio da soberania nacional previsto já no primeiro artigo da Constituição. a) As três assertivas são verdadeiras. D . C . indústria ou profissão. b) É verdadeira a primeira assertiva.04. mas é falsa sua explicação. sob nova razão social. por insubsistência de seu fato gerador? a) sim. 01. A . sim e sim e) não. quando então se efetivam mediante despacho da autoridade administrativa em requerimento do interessado. na respectiva seqüência. não e sim d) não. independentemente de sua razão social.

Redenção. pessoalmente. além dos poderes que lhe foram conferidos. a) (2) (3) (4) b) (1) (4) (3) c) (1) (2) (5) d) (5) (4) (4) e) (2) (3) (5) 5. Prescrição. c) Liminar em mandado de segurança. por quem de direito. a denúncia espontânea da infração. afasta a responsabilidade pela multa.Pela multa tributária resultante de atos praticados com excesso de poderes pelo mandatário. III . aos termos abaixo referidos. Confusão. d) se comprove falsidade. não quitada. não a primeira. responde perante o fisco. II . (ESAF/AFTN/98): Assinale a opção que corresponda. na seqüência respectiva.Responsabilidade dos pais por obrigação tributária principal de filho menor por atos em que intervierem. e) Está correta apenas uma das três assertivas. praticado extra vires. e) quando se comprove que terceiro.Crédito referente a taxa de prestação de serviços. Anistia. (2) Modalidade de extinção do crédito tributário sem adimplemento. e) Pagamento no curso do processo. (1) Suspensão da exigibilidade do crédito tributário. em benefício do contribuinte. não a última. (3) Perdão da infração. erro ou omissão quanto a qualquer elemento definido em lei como sendo de declaração obrigatória. o procurador. agiu com simulação ou dolo. acompanhada do pagamento do tributo devido e dos juros de mora. em benefício do mandante. b) a declaração não seja prestada. a) As três assertivas são corretas. Remição. 04. (1) Sub-roga-se no adquirente (2) Sub-roga-se no alienante (3) Responsabilidade pessoal (4) Responsabilidade solidária (5) Responsabilidade do mandante I . 78 . Imposição de Penalidade.Segundo o Código Tributário Nacional. c) a legislação atribua ao sujeito passivo o dever de antecipar o pagamento sem prévio exame da autoridade administrativa. (ESAF/AFTN/98): Observadas as expressões numeradas de (1) a (5). (ESAF/AFTN/98): Diz-se lançamento por homologação aquele que se efetua quando: a) a lei determine que o lançamento seja efetivado e revisto pela autoridade administrativa por iniciativa própria. 06. c) São corretas as duas primeiras.Responsabilidade tributária decorrente de ato do procurador. III . Anistia. Homologação. b) Isenção. relativa a imóvel transferido.Questões de Direito Tributário II . b) As três são falsas. d) Reclamação. isto é. d) São corretas as duas últimas. no prazo e na forma da legislação tributária. verifique qual a seqüência de números referente aos itens (I) a (III). Remissão. a) Moratória. Pagamento.

quando se refere a infração sujeita a multa.ª . no período anterior à vigência dessa lei.A isenção e a anistia. de quem deva tributos somente à União. excluem o crédito tributário. não a primeira. impede a constituição do crédito tributário relativo à penalidade pecuniária. F. em dez prestações. conforme comprova com o recibo de pagamento da 10ª parcela. é convidado a opinar sobre a defesa apresentada por contribuintes.Se a lei que exigiu juros equivalentes à TRD não pode ter efeito retroativo. o tributo está absorvido na multa. F c) F. a anistia. não pode referir-se a tributo criado posteriormente à sua concessão. em caráter geral. 09. não podem ser exigidos juros de mora em percentual algum. salvo disposição legal em contrário. (ESAF/AFTN/98): Observe as seguintes proposições e verifique se cada uma delas é verdadeira (V) ou falsa (F).Segundo decorre a contrario sensu da letra do Código Tributário Nacional. em três processos.Afora os casos legalmente excetuados. V b) F.ª . F. assinale a opção que ofereça a seqüência correta. F e) F.A isenção pessoal. isoladamente considerada. em concorrência pública junto ao Estado. I . V 10. 1. não a última. o litígio processar-se-á à parte. V. nos termos do Código Tributário Nacional. rateando-se entre os trabalhadores o resíduo. (ESAF/AFTN/98): Suponha que você. 3. prosseguindo normalmente o processo de falência. segundo o Código Tributário Nacional. Em seguida. encontram-se os seguintes: I .Os créditos tributários devem ser pagos antes do referente a obrigações trabalhistas. porém reservam-se neste bens suficientes para o total pagamento do crédito tributário e os acréscimos legais. III .ª . 2. a competência e os poderes das autoridades administrativas em matéria de fiscalização da sua aplicação. pode ser admitida proposta.A multa é totalmente indevida porque o tributo que o fisco alega ter sido omitido. c) São corretas as duas primeiras. d) São corretas as duas últimas. II . (ESAF/AFTN/98): A legislação tributária que regular. V.Questões de Direito Tributário 07. Indique que argumento(s) deve(m) ser acolhido(s). F. Ora.Contestado o crédito tributário. se o patrimônio do devedor for insuficiente para o pagamento integral do direito destes. como Auditor-Fiscal. a) o segundo b) todos c) os dois primeiros d) os dois últimos e) nenhum 08. ou especificamente em função da natureza do tributo de que se tratar. na verdade foi integralmente pago pelo contribuinte. pois do contrário estará pagando 250% do valor do tributo omitido. II . a) As três assertivas são corretas. Entre os argumentos de defesa apresentados. III . aplica-se apenas: 79 . e) Está correta apenas uma das três assertivas. (ESAF/AFTN/98): Assinale a opção correta. a) V. V d) V. se a massa falida não puder garantir o crédito tributário na forma diferente. b) As três são falsas.A exigência feita no auto de infração contra ele lavrado inclui tributo e multa de 150%.

O princípio da anterioridade não se aplica ao: a) ICMS b) Imposto sobre Operações Financeiras .01. contribuintes ou não.08. exceto às que gozem de imunidade tributária. podem ter o poder de tributar. escolha. E . Em seguida.04. entre as opções abaixo.06. E .IPTU d) Imposto de Renda Pessoa Jurídica . a) pessoal b) temporal c) espacial d) material e) subjetivo 02. Gabarito .03. O Imposto sobre Importação de Produtos Estrangeiros a) sujeita-se. inclusive às imunes e às que gozem de isenção de caráter pessoal. por exemplo. contribuintes ou não. que sejam contribuintes do tributo a que se refira.IPVA 03. atendidas as condições e os limites estabelecidos em lei. 80 . b) pode ter suas alíquotas e bases de cálculo alteradas pelo Poder Executivo. Entre os aspectos da hipótese de incidência abaixo relacionados. assinale aquele relativo à base de cálculo. D . e) a pessoas em geral.02. A . ao princípio da estrita legalidade.Questões de Direito Tributário a) às pessoas naturais residentes e domiciliadas no País. b) às pessoas jurídicas.09.05. Marque com F a assertiva falsa. D . E 01.IRPJ e) Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores . exceto às que gozem de imunidade tributária ou de isenção de caráter pessoal. contribuintes ou não. ( ) Entidades não estatais. desde que a lei lho conceda.07. d) a pessoas em geral. D . c) tem fato gerador instantâneo d) não é abrangido pelo princípio da irretroatividade da lei tributária e) não admite a inclusão de animais vivos em seu campo de incidência 05.IOF c) Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana . e com V a verdadeira. Não é matéria de lei complementar a) o adequado tratamento tributário ao ato cooperativo praticado pelas sociedades cooperativas b) a definição de tributos e de suas espécies c) a instituição de empréstimo compulsório d) a disciplina do regime de compensação do ICMS e) a determinação de medidas para que os consumidores sejam esclarecidos acerca dos impostos que incidam sobre mercadorias e serviços 04. que sejam ou devam ser inscritas no cadastro de pessoas físicas. B . como o SENAI e o SENAC. C . c) a pessoas em geral.10. sem exceções. C . a que contém a seqüência correta. inscritas ou não no cadastro próprio.

( ) Os impostos são chamados de 'tributos não vinculados' porque sua cobrança independe de uma atividade estatal específica em relação ao contribuinte. ( ) O poder de expedir normas sobre tributos incumbe primariamente a quem tenha competência para instituí-los. V. as alíneas respectivas. F. F. x. sim. são tributos os impostos. a) V. ( ) Segundo o Código Tributário Nacional. 81 . e) estabelecer quando ocorrerá o vencimento dos impostos e taxas de sua competência 09. sim. não. para entidade estatal distinta ou para pessoa jurídica não estatal. as taxas e a contribuição de melhoria. F c) V. V. e) Não. preenchem corretamente. F e) F. b) regular as limitações constitucionais ao poder de tributar c) estabelecer normas gerais em matéria de legislação tributária d) em relação aos impostos discriminados na Constituição Federal. F. marque a opção que contém. em seguida. V b) V. na devida seqüência. ( ) Pode a lei estabelecer que. V b) V. 07. e na devida seqüência. F d) F. Marque. a) V. não. Observe. c) Não. o Distrito Federal e os Municípios. é um tributo? ( ) A contribuição social sobre o lucro é uma contribuição para a seguridade social? a) Sim. F. entre as opções abaixo. V 06.Questões de Direito Tributário ( ) A competência tributária pode ser transferida. A União prescinde de lei complementar para: a) dispor sobre conflitos de competência. d) Não. F d) F. F. V 08. e com explicação plausível. e. aos três quesitos acima. entre as cinco opções abaixo. a que responde corretamente. descumprida certa regra concernente ao controle dos rendimentos. V. não. escolha. aquela que contem a seqüência correta. em matéria tributária. F e) F. entre a União. Em seguida. sim. Marque com um V a afirmação (ou negação) verdadeira. sim. as lacunas abaixo. bases de cálculo e contribuintes. quais as que. V. b) Sim. ( ) A Constituição de 1988 não estabelece que o limite total da contribuição de melhoria seja o valor da despesa realizada pela obra pública que lhe deu causa. e com F a falsa. sim.contribuição para o financiamento da seguridade social -. F c) V. a alíquota do imposto de renda seria majorada em 20%? ( ) A COFINS . entre as alíneas w. não. V. os Estados. mediante lei. y e z. segundo o entendimento do Supremo Tribunal Federal. definir respectivos fatos geradores. à luz do Código Tributário Nacional. sim.

x. remida pelo foreiro mediante aquisição do domínio direto. a) No caso de solidariedade. w. w d) z. w. y e) z. y. b) Um menor de 12 anos de idade pode ter capacidade de ser sujeito passivo de uma obrigação tributária. nas operações internas. em atenção a que a regra geral é a tributação e exceções não se interpretam extensivamente: 1. y b) w. y e) v. As normas que dizem interpretar outras. o banqueiro que os tenha indisponíveis em razão de liquidação extrajudicial da instituição que dirigia e de que era controlador. mesmo que sua residência habitual seja em lugar diverso. mesmo sendo privado do poder de alienar seus bens. Alíquotas mínimas do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). em atenção ao princípio favorabilia amplianda x) interpretação extensiva. w. porque não tem caráter de inovação do sistema jurídico z) interpretação literal. w. são de ______________. a) w. z c) z. aplicáveis às operações e prestações. e) Extinta a enfiteuse. Indique a opção errada. x. x. As normas que tratam de isenção estão sujeitas a ______________. em atenção a que a regra geral não deve ser restringida pelo intérprete y) interpretação retroativa. podem ser estabelecidas por ___________. v d) v. x. 2. c) Tem capacidade tributária. x. v b) v. v) resolução do Senado Federal de iniciativa de um terço e aprovada pela maioria absoluta de seus membros w) lei ordinária x) lei complementar y) resolução do Senado Federal.Questões de Direito Tributário w) interpretação extensiva. que sua contribuição para o pagamento dessa dívida seja igualitária ou proporcional a sua participação no negócio que lhe deu nascimento. A resposta certa corresponde à seguinte seqüência: a) y. a responsabilidade pelos tributos incidentes sobre o imóvel será de quem lhe consolidou o domínio. da mesma fonte. entre as cinco alíneas abaixo. com qual de suas expressões se preenche corretamente cada uma das lacunas. aprovada pela maioria absoluta de seus membros. no caso de serem todos devedores originários. y 11. w. são estabelecidas por ___________. x. d) As pessoas físicas têm por domicílio tributário aquele que tiverem elegido. 3. entre as assertivas abaixo. interestaduais e de exportação. As normas gerais de direito tributário contidas no CTN podem ser alteradas ou revogadas mediante ___________. z. As normas que tratam de moratória estão sujeitas a ______________. Veja. x. 82 . um dos devedores pode exigir que a dívida tributária seja primeiro cobrada do devedor originário e. de iniciativa do Presidente da República ou de um terço dos Senadores. As alíquotas do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). w. x 10. y c) y. O Código Tributário Nacional (CTN) foi votado como ___________.

Assinale a opção correta. quando o valor tributário esteja expresso em moeda estrangeira. b) Salvo disposição de lei em contrário. Inexiste vedação constitucional à incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados. depende da existência do elemento subjetivo (dolo ou culpa). restringe-se aos créditos tributários definitivamente constituídos ou em curso de constituição à data dos atos nela referidos. a) A pessoa jurídica de direito privado que resultar de fusão. não se aplicando aos constituídos posteriormente aos mesmos atos. transformação ou incorporação de outra ou em outra é responsável por sucessão pelos tributos cujos fatos geradores ocorrerem a partir da data do ato. o crédito não integralmente pago no vencimento só é acrescido de juros de mora se a lei específica do imposto a previr. nem a quem seja desvinculado do fato gerador da respectiva obrigação. far-se-á no lançamento sua conversão em moeda nacional ao câmbio do dia do pagamento. b) Na liquidação de uma sociedade em nome coletivo. a pretexto de que o contribuinte não se opôs. pode ser aplicada: a) após decorridos noventa dias da publicação da lei b) a partir de 10 de janeiro do ano subseqüente ao da publicação da lei c) após decorridos noventa dias da publicação da medida provisória d) a partir de 10 de janeiro do ano subseqüente ao da publicação da medida provisória e) após decorridos noventa dias da sanção da lei 16. c) O lançamento efetuado pela fiscalização reporta-se à data da autuação e rege-se pela legislação nesta data vigente. nas operações relativas a: 83 . diz o Código Tributário Nacional. c) A responsabilidade do agente. exige mais do que a lei permite. mas esta é limitada à proporção de sua participação no capital social.Questões de Direito Tributário 12. se tais bens não foram atingidos por penhora e) os bens ou rendas absolutamente impenhoráveis também respondem pelo pagamento do crédito tributário. salvo disposição de lei em contrário. há responsabilidade dos sócios-gerentes pelas dívidas relativas a seus atos. Quanto às garantias do crédito tributário. majorado por medida provisória convertida em lei posteriormente. ainda que relativos a obrigações tributárias surgidas até a referida data. 13. depois de este ter sido citado em execução fiscal. independentemente de atuação da autoridade administrativa. do argumento de que os bens gravados por ônus real ou cláusula de inalienabilidade estão a salvo de execução fiscal d) o terceiro não pode ser prejudicado se adquirir bens do sujeito passivo de obrigação tributária. ou dele decorre. e) Em homenagem ao princípio da legalidade. d) O lançamento por homologação ocorre quanto aos tributos cuja legislação atribua ao sujeito passivo o dever de privativamente constituir o crédito tributário. são responsáveis exclusivas pelos tributos devidos até essa data. que: a) elas são excludentes de outras que pudessem ser previstas em lei. detendo o poder de lançar imposto. d) Segundo decorre do Código Tributário Nacional (CTN). transformadas ou incorporadas. por infrações. 14. ainda que em função da natureza ou das características do tributo respectivo b) a atribuição de novas garantias somente se aplica para o futuro. e as pessoas jurídicas de direito privado fusionadas. seja qual for a data da constituição do ônus ou da cláusula. a) Responde funcionalmente pelo ato quem. no CTN. Assinale a opção correta. ao fisco. ou do fato determinante da impenhorabilidade 15. e) O disposto na Seção da Responsabilidade dos Sucessores. Alíquota da contribuição sobre lucro líquido. a lei não pode atribuir de modo implícito a responsabilidade pelo crédito tributário a terceira pessoa. exceto quando se trate de atribuir responsabilidade tributária a terceiros c) entre elas se encontra a inoponibilidade.

84 . D . E . C .11. ou autistas. em qualquer hipótese. O esclarecimento do significado de uma lei tributária por outra posterior configura a chamada interpretação: a) ontológica b) científica c) integrada d) autêntica e) evolutiva 18. c) Não tributação pelo Imposto sobre transmissão inter vivos. C . c) em caso de relevância e urgência. cisão ou extinção de pessoa jurídica. ao Imposto sobre Operações Financeiras e às Taxas decorrentes do exercício do poder de polícia c) não se aplica ao Imposto sobre Produtos Industrializados. E . D . ao Imposto sobre Operações Financeiras. ao Imposto de Exportação d) se aplica aos empréstimos compulsórios. C . C 01.04.Questões de Direito Tributário a) derivados de petróleo b) cinescópios c) minerais do País d) combustíveis e) energia elétrica 17. por ato oneroso. a) Não tributação. severa ou profunda. d) é vedado tratar de matéria tributária por meio de medida provisória. Em relação à edição de medidas provisórias sobre matéria tributária.15. b) medida provisória que implique instituição ou majoração de impostos só produz efeitos.09.ITBI. ao Imposto de Importação.13. incorporação. B 17. no exercício financeiro seguinte se houver sido convertida em lei até o último dia daquele em que foi editada. A .14.03. B . assinale aquela que cuida de hipótese de isenção tributária e não de imunidade. mental.16. nem sobre a transmissão de bens ou direitos decorrente de fusão. pode-se dizer que: a) proíbe que se tributem fatos geradores que ocorreram antes do início da vigência da lei que houver instituído ou aumentado um tributo b) não se aplica ao Imposto de Importação. a qualquer título. 02. d) Não tributação pelo IPI dos automóveis de passageiros de fabricação nacional adquiridos por pessoas portadoras de deficiência física. o Presidente da República pode adotar medida provisória para instituir ou aumentar impostos. visual.08. ao Imposto de Exportação.02.10. do patrimônio.05. D . na transmissão de bens ou direitos incorporados ao patrimônio de pessoa jurídica em realização de capital. renda ou serviços das entidades sindicais dos trabalhadores. D . qualquer que seja o pressuposto da sua instituição e) se aplica às contribuições para seguridade social da mesma forma que às outras espécies tributárias Gabarito: 01. é correto afirmar que: a) o aumento da alíquota do imposto sobre a renda por meio de medida provisória produz efeitos no próprio exercício em que for editada a medida provisória. B . C . b) Não tributação pelo IPI dos produtos industrializados destinados ao exterior.07. por impostos.06. Das alternativas apresentadas. A .12. Quanto ao princípio da anterioridade. A . de bens imóveis e de direitos reais sobre imóveis .18. E .

câmbio e seguro. imposto sobre operações de crédito. à União legislar sobre direito tributário. aos Estados. c) Terão alíquotas máximas fixadas pelo Poder Judiciário. ao Distrito Federal e aos Municípios cobrar tributos em relação a fatos geradores ocorridos antes do início da vigência da lei que os houver instituído ou aumentado. d) a contribuição de melhoria é instituída para fazer face ao custo de obras públicas de que decorra valorização imobiliária. também chamada de capacidade tributária ativa. ou relativas a títulos ou valores mobiliários .IPI. Assinale a alternativa incorreta relativa às contribuições de intervenção no domínio econômico. sucessivamente. dentro de sua competência tributária residual. Assinale a alternativa correta. 06. aos Estados. e imposto extraordinário na iminência ou no caso de guerra externa. sendo que. b) imposto é o tributo cuja obrigação tem por fato gerador uma situação que depende de uma atividade estatal específica relativa ao contribuinte. títulos ou direitos. a) Não incidem sobre as receitas decorrentes de exportação. 85 . b) Podem incidir sobre a importação de produtos estrangeiros ou serviços. d) É de competência da União a instituição de imposto sobre propriedade de veículos automotores. efetiva ou potencial. de guerra externa ou sua iminência.IOF. ou a utilização. independentemente da denominação jurídica dos rendimentos. pode ser delegada nas hipóteses previstas em lei. nas hipóteses previstas em lei. o Código Tributário Nacional .CTN estabelece que a autoridade competente para aplicar a legislação tributária utilizará. c) as taxas têm como fato gerador o exercício regular do poder de polícia. mas tal vedação não se aplica ao empréstimo compulsório para atender a despesas extraordinárias. b) É vedado à União instituir isenção de tributos de sua competência. b) o princípio da irretroatividade veda à União. 05. exclusivamente. Na ausência de disposição expressa.Questões de Direito Tributário 03. prestado ao contribuinte ou posto à sua disposição. os princípios gerais de direito tributário e os princípios gerais de direito público. imposto sobre produtos industrializados . as decisões dos órgãos singulares ou coletivos de jurisdição administrativa e as súmulas do Supremo Tribunal Federal STF. ao Distrito Federal e aos Municípios instituir tratamento desigual entre contribuintes que se encontrem em situação equivalente. imposto de importação. a) Compete. de serviço público específico e divisível. d) a analogia. é correto afirmar que: a) a União. imposto de exportação. proibida qualquer distinção em razão de ocupação profissional ou função por eles exercida. c) pelo princípio da capacidade contributiva é vedada a adoção de alíquotas progressivas nos impostos de competência da União. O Código Tributário Nacional . decorrentes de calamidade pública. as práticas reiteradamente observadas pelas autoridades administrativas e a eqüidade. 04. c) as decisões dos órgãos singulares ou coletivos de jurisdição administrativa. b) a eqüidade.CTN prevê que: a) a competência tributária. d) o chamado princípio da igualdade ou da isonomia veda à União. seu limite total pode superar o montante da despesa realizada. No que se refere aos princípios gerais de tributação e às chamadas limitações do poder de tributar previstas na Constituição Federal. na ordem indicada: a) a analogia. os princípios gerais de direito tributário. c) Compete aos Municípios instituir e arrecadar os tributos de sua competência. 07. os princípios gerais de direito público e a eqüidade. pode instituir impostos não previstos na Constituição Federal e utilizá-los com efeito de confisco.

d) é devido com base na alíquota interestadual em relação às operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final localizado em outro Estado. d) Nas hipóteses em que houver a incidência da CIDE . devida pelas pessoas jurídicas signatárias de contratos que tenham por objeto serviços técnicos e de assistência administrativa e semelhantes a serem prestados por residentes ou domiciliados no exterior. em atenção ao princípio da anterioridade. 08. Assinale a alternativa incorreta acerca do Imposto sobre Produtos Industrializados . 09. é incorreto afirmar que: a) consiste na vedação à União. b) Não incide sobre produtos industrializados destinados ao exterior. d) taxa de licença de funcionamento.ICMS: a) não incide sobre operações de qualquer natureza de que decorra a transferência de propriedade de estabelecimento industrial. à renda e aos serviços. b) é extensiva às autarquias e às fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público. que fica sujeito ao Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza . assinale a alternativa correta. c) taxa de fiscalização de anúncios publicitários. 10. b) incide sobre operações relativas à circulação de mercadorias.IPI. no que se refere ao patrimônio. 86 .ISS. 12. uns dos outros. c) O aumento de sua alíquota somente pode ser cobrado a partir do exercício financeiro seguinte ao da publicação da lei prevendo tal aumento. Das taxas relacionadas. b) A alíquota da CIDE .CTN: a) taxa de controle e fiscalização de produtos químicos. bem assim pelas pessoas jurídicas que pagarem. b) taxa judiciária.Royalties é o beneficiário do rendimento residente ou domiciliado no exterior. c) Compete às secretarias da fazenda estaduais a administração e a fiscalização da CIDE . Sobre a Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico . a) É um tributo seletivo. creditarem. ao Distrito Federal e aos Municípios de instituir impostos sobre o patrimônio. relacionados com exploração de atividades econômicas regidas pelas normas aplicáveis a empreendimentos privados. entregarem.Royalties é de 10%.Royalties. VI. sendo a fonte pagadora no Brasil responsável pelo recolhimento dessa contribuição aos cofres públicos. a qualquer título. 11. empregarem ou remeterem royalties. aos Estados.Questões de Direito Tributário d) Podem ter incidência única. exceto o fornecimento de alimentação e bebidas em bares. Sobre a imunidade recíproca prevista no artigo 150. da Constituição Federal. c) é um imposto cumulativo. restaurantes e estabelecimentos similares. c) não se aplica ao patrimônio. conforme definido em lei. a) O contribuinte da CIDE . renda ou serviços. a. quando o destinatário não for contribuinte dele. mas que tal disposição não se aplica às sociedades de economia mista. em função da essencialidade do produto. vinculados a suas finalidades essenciais ou às delas decorrentes. comercial ou de outra espécie. d) estabelece que as empresas públicas não devem pagar imposto de renda sobre os lucros que apurarem. O imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação . ou em que haja contraprestação ou pagamento de preços ou tarifas pelo usuário. sendo vedada a compensação do ICMS devido em cada operação com o montante cobrado nas anteriores. não se enquadra nas disposições do artigo 78 do Código Tributário Nacional . a beneficiários residentes ou domiciliados no exterior CIDE Royalties). à renda e aos serviços.CIDE. nem exonera o promitente comprador da obrigação de pagar imposto relativamente ao bem imóvel.Royalties não será exigido o Imposto de Renda Retido na Fonte IRRF.

a qualquer título. b) integralmente. integralmente. 87 . entregues. a) Tributo não constitui sanção de ato ilícito. transmissão inter vivos. ou relativas a títulos ou valores mobiliários. definidos em lei complementar. câmbio e seguro. definidos em lei complementar. d) O produto da arrecadação do IRRF cabe. em qualquer hipótese. exceto os de garantia. serviços de qualquer natureza. industrial ou profissional. estão sujeitos à incidência do Imposto de Renda Retido na Fonte . devidos até à data do ato. b) operações de crédito. o Código Tributário Nacional . Compete aos Municípios instituir impostos sobre: a) propriedade predial e territorial urbana. em qualquer hipótese. e continuar a respectiva exploração. compensando-se o que for devido em cada operação com o montante cobrado nas anteriores. empregados ou remetidos. Sobre a responsabilidade dos sucessores. 15. definidos em lei complementar. Assinale a alternativa que não apresenta uma das características da definição de tributo prevista no Código Tributário Nacional . em moeda. ou cujo valor nela se possa exprimir. e de direitos reais sobre imóveis.CTN . c) subsidiariamente com o alienante. por natureza ou acessão física.IRRF. A legislação estabelece que os rendimentos da prestação de serviços pagos. a pessoa física ou jurídica residente no exterior. por qualquer título. b) Tributo pode ser instituído por decreto. que será descontado da remuneração. relativos ao fundo ou estabelecimento adquirido. serviços de qualquer natureza. ao Município em que está estabelecida a fonte pagadora do rendimento. primeiramente. d) subsidiariamente com o alienante. serviços de qualquer natureza. indústria ou atividade. não compreendidos na competência dos Estados e do Distrito Federal. sob a mesma ou outra razão social ou sob firma ou nome individual.IRPJ. independentemente da natureza dos serviços prestados. exceto os de garantia. se as partes tiverem firmado instrumento particular estabelecendo expressamente que a responsabilidade pelo pagamento dos tributos devidos até à data da aquisição do fundo de comércio ou estabelecimento comercial. assinale a alternativa correta. por natureza ou acessão física. c) propriedade predial e territorial urbana. fundo de comércio ou estabelecimento comercial. prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação. bem como cessão de direitos a sua aquisição. de quaisquer bens ou direitos. transmissão causa mortis e doação. por ato oneroso. mas a legislação permite à fonte pagadora assumir o ônus do imposto devido pelo beneficiário. a) O IRRF incide na alíquota de 25%. cabendo ao Fisco exigir. de quaisquer bens ou direitos. b) O recolhimento do IRRF gera um crédito tributário para a fonte pagadora situada no Brasil compensar com o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas .Questões de Direito Tributário d) É um tributo não-cumulativo. d) Tributo é uma prestação pecuniária compulsória. o adimplemento dos débitos tributários do contribuinte original. 13. a qualquer título. transmissão causa mortis e doação. e de direitos reais sobre imóveis. não compreendidos na competência dos Estados e do Distrito Federal. industrial ou profissional é do alienante.CTN. creditados. 14. por ato oneroso. Sobre essa previsão legal. bem como cessão de direitos a sua aquisição. transmissão inter vivos. c) Tributo é cobrado mediante atividade administrativa plenamente vinculada. pois fica caracterizada a sucessão tributária. se o alienante cessar a exploração do comércio. por fonte situada no Brasil. 16. hipótese em que deverá haver o reajustamento do respectivo rendimento bruto sobre o qual recairá o imposto. d) propriedade de veículos automotores. c) Compete à fonte pagadora reter o IRRF. responde pelos tributos. de bens imóveis. não compreendidos na competência dos Estados e do Distrito Federal.estabelece que a pessoa natural ou jurídica de direito privado que adquirir de outra. a) integralmente. de bens imóveis.

D . Gabarito: 01. no âmbito de suas respectivas atribuições. D Notas: Questões de Direito Tributário.16.06. selecionadas por Alinne Soares Guerra. A .10. advogada . São hipóteses de suspensão da exigibilidade do crédito tributário: a) a moratória e a transação. B 17. B . D . C . B . pelo Distrito Federal ou pelos Municípios. D . c) as reclamações e os recursos.15. C . b) A competência tributária é indelegável. tendo como limite total a despesa realizada.02. B . como limite individual.13.11. salvo atribuição das funções de arrecadar ou fiscalizar tributos. d) a concessão de medida liminar em mandado de segurança e o parcelamento. o acréscimo de valor que da obra resultar para cada imóvel beneficiado. c) A imunidade de impostos sobre o patrimônio. pelos Estados.03. nos termos das leis reguladoras do processo tributário administrativo. está subordinada à observância dos seguintes requisitos por essas entidades (I) não distribuírem qualquer parcela de seu patrimônio ou de suas rendas. extraídas das provas da OAB/SP. das entidades sindicais dos trabalhadores. (II) aplicarem integralmente.Questões de Direito Tributário 17. D .Bauru/SP.04.14. e. 18. das instituições de educação e de assistência social. C .07. C . a) As taxas somente podem ser cobradas pela utilização efetiva de um serviço público específico e divisível e não por sua utilização potencial. 88 . no País.08. Assinale a alternativa incorreta. d) A contribuição de melhoria cobrada pela União.18. e o pagamento. C . a qualquer título. a renda ou serviços dos partidos políticos. b) o depósito do seu montante integral e a remissão. (III) manterem escrituração de suas receitas e despesas em livros revestidos de formalidades capazes de assegurar sua exatidão. A .05. A .12. sem fins lucrativos. é instituída para fazer face ao custo de obras públicas de que decorra valorização imobiliária. C . inclusive suas fundações.09. os seus recursos na manutenção dos seus objetivos institucionais.