Fisiologia da Visão

Prof. Roberto Sanchez Dornelles de Oliveira

IMPORTÂNCIA BIOLÓGIA O HOMEM É, ESSENCIALMENTE, UM ANIMAL VISUAL
INTERAGIMOS COM O MUNDO, MAIS PELO QUE VEMOS DO QUE PELO TATO, OLFATO, PALADAR,etc.

O SUCESSO DO PROCESSO VISUAL DEPENDE
1. QUE O INDIVÍDUO POSSA RECONHECER OS OBJETOS PELO SEU TAMANHO, FORMA, COR, TEXTURA, etc.

2.

QUE CONSIGA DETECTAR MOVIMENTO DOS OBJETOS

O

3.

TUDO ISSO COM GRAUS VARIADOS DE LUMINOSIDADE

A VISÃO É TÃO IMPORTANTE QUE CERCA DE 75% CÓRTEX CEREBRAL ESTÁ DEDICADA A ANÁLISE DO QUE VEMOS 1. LOBOS TEMPORAIS E PARIETAIS INTERPRETAÇÃO E MEMÓRIA VISUAL 3. COLÍCULO SUPERIOR REFLEXO FOTOMOTOR MOVIMENTOS DOS OLHOS (MANTER O FOCO) 4. LOBO OCCIPITAL: PERCEPÇÃO VISUAL 2. NÚCLEO SUPRAQUIASMÁTICO REGULAÇÃO DO RITMO CIRCADIANO (CICLO SONO-VIGÍLIA) .

UMA DAS ÁREAS CORTICAIS ENVOLVIDAS COM A VISÃO MUITO ESPECIAL PARA NÓS É O (GIRUS FUSIFORME) IMPORTANTE P/ O RECONHECIMENTO FACIAL (prosofenosia = cegueira para face) .

ANATOMIA DO OLHO QUANDO OLHAMOS NOS OLHOS DE ALGUÉM O QUE VISUALIZAMOS? A CÓRNEA A ESCLERA BASICAMENTE PUPILA ÍRIS .

ACOMODAÇÃO: CAPACIDADE DE PERMITIR VISUALIZAR OBJETOS TÃO LONGE QUANTO AS ESTRELAS QUANTO OBJETOS LOCALIZA DO PRÓXIMO DOS OLHOS. 3. SISTEMA ÓPTICO: QUE PERMITE A PROJEÇÃO ADEQUADA DA IMAGEM SOBRE A RETINA (ISTO DEPENDE DA REFRAÇÃO) 2. TRANSMISSÃO: DOS IMPULSOS DA RETINA ATÉ O CÓRTEX . FOTORRECEPÇÃO E TRANSDUÇÃO DO SINAL: CONES E BASTONTES 5.NO OLHO HUMANO PODEMOS DESTACAR SEIS FUNÇÕES FUNDAMENTAIS 1. CORÓIDE: RICAMENTE PIGMENTADA EVITA A REFLEXÃO DA LUZ 6. CONTROLE DA LUMINOSIDADE: REFLEXO FOTOMOTOR 4.

NOSSA VISÃO É BINOCULAR. Margarida de Mello . LOGO OS MOVIMENTOS COORDENADOS DOS OLHOS É FUNDAMENTAL PARA UMA VISÃO PERFEITA CLASSIFICAÇÃO DOS MOVIMENTOS OCULARES SACÁDICO POSICIONA OS OLHOS DE MODO A PROJETAR A IMAGEM DE INTERESSE SOBRE A FÓVEA OPTOCINÉTICO TAMBÉM UTILIZA INFORMAÇÕES VISUAIS E VESTÍBULO OCULAR PARA ESTABILIZAR A IMAGEM SOBRE A RETINA DURANTE OS MOVIMENTOS DA CABEÇA (IMPORTANTE PARA VISÃO BINOCULAR) VERGÊNCIA AJUSTA O ÂNGULO ENTRE OS EIXOS ANTERO-POSTERIOR DE AMBOS OS OLHOS EM FUNÇÃO DA DISTÂNCIA DE UMA IMAGEM Fisiologia – Aires.

OPERAÇÕES FÍSICAS ENFOQUE DALUZ 2. FENÔMENO ELÉTRICO TRANSMISSÃO DO SINAL 4. FENÔMENO COGNITIVO INTEGRAÇÃO E INTERPRETAÇÃO CÓRTEX VISUAL . FENÔMENO BIOQUÍMICAS TRANSDUÇÃO DO SINAL 3.O ATO DE VER É O RESULTADO DE 4 AÇÕES DISTINTAS: 1.

O QUE É LUZ? COMO PODE SER DESCRITA? A LUZ FAZ PARTE DAS RADIAÇÕES ELETROMAGNÉTICAS A VISÃO HUMANA PARA AS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS SE SITUA NA FAIXA DE 400 À 800nm Um nanómetro (ou nanômetro) é uma subunidade do metro. um milionésimo de milímetro . ou seja.0×10−9 metros. correspondente a 1.

DO PONTO DE VISTA BIOLÓGICO... A ENERGIA LUMINOSA (400 A 800 nm) É UTILIZADA. NA FOTOSSÍNTESE NA FOTOSSENSIBILIDADE VISÃO .

E PORQUE É DOTADO DE CÉLULAS FOTORRECEPTORAS ESPECIALIZADAS (OS CONES E BASTONETES) . OLHO É DOTADO DE ESTRUTURAS QUE FAZEM A REFRAÇÀO DA LUZ 2.A LUZ BRANCA É A MISTURA DE TODAS AS CORES QUE PODE SER DECOMPOSTA QUANDO ELA É REFRATADA HOMEM CONSEGUE DISTINGUIR AS CORES PORQUE: 1.

CORES PRIMÁRIAS E SECUNDÁRIAS .

ABSORÇÃO .

NOS CONES O COMPORTAMENTO NÃO É O MESMO EXISTEM 3 TIPOS DE CONES CADA UM RESPONDE MELHOR A UM DETERMINADO COMPRIMENTO DE ONDA AS CORES “PRIMÁRIAS” PARA OS CONES SÃO… Evidências experimentais mostraram que para que o olho humano tenha a sensação de branco. . não é necessário que todas as cores do arco-íris atinjam OS CONES.

.

ATENÇÃO: A DEFICIÊNCIA PARA ALGUM COMPRIMENTO DE ONDA PRODUZ O QUE CHAMAMOS DE DISCROMATOPSIA (DALTONISMO) UMA DOENÇA GENÉTICA LIGADA AO CROMOSSOMA X 42 2 51 .

6R F4 6 .

AS CORES podem ser divididas em .

O CONTEÚDO ENERGÉTICO DE UMA ONDA ELETROMAGNÉTICA É PROPORCIONAL A SUA FREQUÊNCIA QUANTO MAIOR A FREQUÊNCIA MAIS DELETÉRIA E OS RAIOS UV (QUE EMBORA NÃO SEJAM VISUALIZADOS) CONTRIBUEM PARA A FORMAÇÃO DA VITAMINA D O RAIO X É UM IMPORTANTE MEIO UTILIZADO PARA DIAGNÓSTICO ATRAVÉS DA IMAGEM .

000Km/seg A VELOCIDADE DA LUZ NOS PERMITE CALCULAR O ÍNDICE DE REFRAÇÃO . NO VÁCUO A VELOCIDADE DA LUZ É DE 300.PROPRIEDADES DA LUZ A LUZ SE PROPAGA EM LINHA RETA A VELOCIDADE DE PROPAGAÇÀO DA LUZ É VARIÁVEL E DEPENDE DA DENSIDADE DO MEIO.

000 200. MEIO V (Km/s) n EX.000 225.50 2.40 .: ÍNDICE DE REFRAÇÃO (n) NO VIDRO VÁCUO 300.000 125.33 1.000 - AR QUASE 300.ÍNDICE DE REFRAÇÃO Índice de refração é uma relação entre a velocidade da luz no VÁCUO (c) e a VELOCIDADE DA LUZ em um determinado meio.000 1 ÁGUA VIDRO DIAMANTE 1.

REFLEXÃO OU ABSORÇÃO REFLEXÃO REFRAÇÃO A ABSORÇÃO CONSISTE NA TRANSFERÊNCIA DA ENERGIA DA LUZ PARA UMA PARTÍCULA OU SUPERFÍCIE POR ISSO NOS AQUECEMOS QUANDO FICAMOS EXPOSTOS AO SOL .NO MEIO EM QUE VIVEMOS A LUZ AO ATRAVESSAR MEIOS TRANSPARENTES DIFERENTES PODE SEGUIR EM LINHA RETA SE INCIDIR PERPENDICULARMENTE OU SOFRER REFRAÇÃO.

.

ELEMENTOS ÓPTICOS DO OLHO .

COM ÍNDICES DE REFRAÇÃO DIFERENTES.38 HA = 1.40 HV = 1.34 . 33 cristalino = 1. DEVEM SER TRANSPARENTES E AVASCULARES Ar = 1 córnea = 1.TODAS AS ESTRURAS QUE COMPÕEM O APARELHO ÓPTICO DO OLHO.

The Refractive Power of a Lens quanto mais uma lente curvar os raios de luz maior será seu poder refrativo O PODER DE REFRAÇÃO Para estar todas as linhas paralelas a fonte está a mais de 6 metros O ÍNDICE DE REFRAÇÃO É CALCULADO DIVIDINDO-SE UM 1m PELA DISTÂNCIA FOCAL DA LENTE .É A CAPACIDADE DE UMA LENTE EM CURVAR A LUZ.

2mm aproximadamente .PODER DE REFRAÇÃO DA CÓRNEA Se o poder de refração do olho é de 58D então distância focal será de 1000/58 = 17.

26 D (~) AS ESTRUTURAS DE MAIOR PODER DIÓPTRICO DO OLHO.43 D 5 18mm CRISTALINO: 13 . RESPONSÁVEIS PELA CONVERGÊNCIA DOS RAIOS LUMINOSOS SÃO A CÓRNEA E O CRISTALINO Enquanto que nas lentes o poder de refração é único no cristalino é variável .O PODER ÓPTICO DO OLHO NORMAL RELAXADO É DE 58 – 63 DIOPTRIAS CÓRNEA : +/.

QUANTO MAIS APROXIMAMOS O OBJETO DO FOCO MAIOR ELE FICA NA RETINA (importante para o sentido de profundidade) .

.

SE O OBJETO É COLOCADO ENTRE O FOCO DO OBJETO E A LENTE TEREMOS A FORMAÇÃO DE IMAGEM VIRTUAL MAIOR QUE O OBJETO A DIREITA. SE O OBJETO É COLOCADO EXATAMENTE SOBRE O FOCO NÃO SE FORMA NEM UMA IMAGEM REAL NEM UMA IMAGEM VIRTUAL .

PODEMOS VISUALIZAR OBJETOS TÃO DISTANTES COMO AS ESTRELAS E TÃO PRÓXIMOS COMO A 25 cm. .ACOMODAÇÃO • ACOMODAÇÃO É O PROCESSO PELO PODEMOS VARIAR O PODER ÓPTICO DO OLHO PARA FOCALIZAR A IMAGEM SOBRE A RETINA ASSIM.

ACOMODAÇÃO COMO OS OBJETOS PODEM SITUAR-SE À DIFERENTES DISTÂNCIAS OS ELEMENTOS ÓPTICOS DO OLHO TÊM DE SER CAPAZES DE VARIAR SEU FOCO PARA FORMAR UMA IMAGEM CLARA SOBRE A RETINA ACOMODAÇÃO QUANDO A FONTE SE APROXIMA OU SE AFASTA DO OLHO REFLEXO VISUAL DE APROXIMAÇÃO .

Mecanismo da Acomadação Depende: do músculo ciliar Ligamentos suspensórios do Cristalino ( = zônula) relaxado contraido .

REFLEXO DA ACOMODAÇÃO VISUAL N. Oculomotor (III par) .

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES ÓPTICAS DA VISÃO .

até distâncias no infinito visual ( A IMAGEM SE FORMA SOBRE A RETINA) .EMETROPIA (OLHO NORMAL) As pessoas que tem visão considerada normal. têm a capacidade de acomodar objetos de distâncias de 25 cm em média. (emétropes).

ENTENDENDO O PROBLEMA DE CADA UM .1.

A HIPERMETROPIA E A PRESBIOPIA REPRESENTAM O MESMO PROBLEMA VISUAL MAS DE CAUSAS DIFERENTES A HIPERMETROPIA SE DEVE A UM GLOBO OCULAR CURTO E O PONTO FOCAL ENCONTRA-SE APÓS A RETINA CARACTERIZANDO ASSIM UM ERRO DE REFRAÇÃO JÁ A PRESBIOPIA SE DEVE A PERDA DE ELASTICIDADE DO CRISTALINO OU A UM MÚSCULO CILIAR FRACO ( A VISTA CANSADA) A CORREÇÃO DO PROBLEMA É IGUAL PARA OS DOIS CASOS AMBOS DEVEM USAR ÓCULOS COM LENTES CONVERGENTES .

.

PRINCIPAIS ERROS DE REFRAÇÃO: MIOPIA NESTE DEFEITO A IMAGEM SE FORMA A FRENTE DA RETINA E NÃO SOBRE ELA. O INDÍVÍDUO VÊ BEM DE PERTO E MAL A DISTÂNCIA .

.

ESTA IRREGULARIDADE DEIXA A IMAGEM FORA DE FOCO TANTO P/ PERTO QUANTO P/ LONGE CORREÇÃO É FEITA COM LENTES CILÍNDRICAS .PRINCIPAIS ERROS DE REFRAÇÃO: ASTIGMATISMO NESTE DEFEITO A CÓRNEA ESTÁ MAIS CURVADA NUM EIXO DO QUE NO OUTRO.

ADAPTAÇÃO REPRESENTA O MECANISMO ATRAVÉS DO QUAL O HOMEM CONSEGUE VER COM DIFERENTES GRAUS DE LUMINOSIDADE .

ALTA LUMINOSIDADE Visão fotópica Visão das cores FÓVEA (CONES) ALTA ACUIDADE .

BAIXA LUMINOSIDADE VISÃO ESCOTÓPICA DIMINUIDA CAPACIDADE DE PERCEPÇÃO DE CORES VISÃO PERIFÉRICA BASTONETES BAIXA ACUIDADE .

NA CLÍNICA O MECANISMO DE ADAPTAÇÃO REFLEXO (REFLEXO PUPILAR) É AVALIADO COM O USO PUPILAR DE UMA LANTERNA .

REFLEXO FOTOMOTOR E CONSENSUAL miose midríase .

tedmontgomery.html .MIOSE É CONTROLADA PELO PARASSIMPÁTICO Ver animação em: www.com/the_eye/reflex.

.

.

O CAMPO VISUAL É DETERMINADO POR CAMPIMETRIA OU PERIMETRIA CAMPO OBSTRUIDO PELA CRISTA ORBITAL NASAL TEMPORAL ÁREA DE VISÃO CLARA CAMPO OBSTRUIDO PELO NARIZ CAMPO OBSTRUIDO PELA BOCHECHA .

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES DO CAMPO VISUAL .

escuridão) é uma região do campo visual que apresenta perda total ou parcial da acuidade visual.ESCOTOMA Escotoma (do grego scotoma. NORMAL ESCOTOMA EM ANEL ESCOTOMA ABSOLUTO . rodeada de uma outra região em que a visão normal está preservada.

O ESCOTOMA PODE SER: POSITIVO: PERCEBIDO PELO PACIENTE NEGATIVO NÃO É PERCEBIDO PELO PACIENTE ESCOTOMA NEGATIVO ESTÁ ASSOCIADO AO PONTO CEGO DO OLHO) + .

Fluidos dos olhos HUMOR AQUOSO E HUMOR VÍTREO .

HIALURÔNICO.• Humor vítreo que ocupa a câmara posterior apresenta pouca fluidez REPRESENTA UM TECIDO CONJUNTIVO TRANSPARENTES COM AS PROPRIEDADES FÍSICA DE UM GEL (90% ÁGUA) E QUE CONSITE DE UMA DELICADA MALHA DE COLÁGENO E ÁC. .

Moscas Volantes .

SUPRE OS NUTRIENTES PARA A CÓRNEA E PARA O CRISTALINO .HUMOR AQUOSO 2. 4. LOCAL DE PRODUÇÃO: .PROCESSOS DO CORPO CILIAR 3. URÉIA. . PRESSÃO: 10 – 21 mmHg 5. GLUTATIÃO. PROPRIEDADES .É OPTICAMENTE CLARO PARA TRANSMISSAO DA LUZ 6.E LIVRE DE TODAS AS CÉLULAS SANGUÍNEAS E DE 99% DAS PROTEÍNAS DO PLASMA . CONTÉM CARBOHIDRATOS.EMBORA ISOTÔNICO EM RELAÇÀO AO PLASMA É RICO EM BICARBOTATO. VOLUME: 2-3 microlitros / min.

SITUADA NA JUNÇÃO DA CÓRNEA COM A ESCLERÓTICA E DAÍ PELO CANAL DE SCHLEMM ATÉ O SANGUE VENOSO .DRENA POR UMA MALHA FIBROSA .

Aline Moriyama (UNIFESP) .Dra.PERDA DA TRANSPARÊNCIA DO HUMOR AQUOSO Pode ocorrer pela presença de células inflamatórias (como no caso das uveítes) ou pela presença de sangue no humor aquoso (HIFEMA) Prof. Wallace Chamon .

3 mmHg CAUSA: GLAUCOMA (PIO > 21 mmHg) SINTOMA: PERDA DA VISÃO PERIFÉRICA (VISÃO EM TÚNEL) CEGUEIRA NOTURNA .AUMENTO DA PRESSÃO INTRAOCULAR PIO normal: VARIA DE 10 – 21.

Hemianopsia Perda parcial ou completa da visão em uma das metades do campo visual de um ou ambos olhos Quadrantanopsia (NUM DOS QUADRANTES DO CAMPO VISUAL) .

VISÃO NORMAL CEGUEIRA TOTAL OLHO DIREITO HEMIANOPSIA HETERÔNIMA BITEMPORAL HEMIANOPSIA NASAL DO OLHO DIREITO HEMIANOPSIA HOMÔNIMA ESQUERDA QUADRANTANOPSIA HOMÔNIMA SUPERIOR ESQUERDA HEMIANOPSIA HOMÔNIMA ESQUERDA .

LESÃO NA RADIAÇÃO ÓPTICA HEMIANOPSIA HOMÔNIMA ESQUERDA AMBOS OLHOS AFETADOS .

180o NORMAL 160o LESÃO DO NERVO ÓPTICO AMAUROSE DO OLHO DIREITO E OLHO ESQUERDO NORMAL .

CERATOCONE ABAULAMENTO DA CÓRNEA Tto.: NO INÍCIO ÓCULOS. NAS FORMAS MAIS GRAVES LENTES DE CONTATO RÍGIDAS OU TRANSPLANTE .

ALTERAÇÃO ÓPTICA DO CRISTALINO CATARATA .

TESTE DO OLHINHO Criança com Reflexo Vermelho normal. O tumor pode ter início em um ou em ambos os olhos. A parte interna da retina saudável é vermelha (veja ao lado). Geralmente. embora possa estender-se a outras zonas do crânio. Por este motivo a luz reflete esta cor Quando a cor vermelha não aparece é sugestivo de retinoblastoma. O retinoblastoma é um tumor maligno da retina desenvolvido a partir dos retinoblastos. . limita-se aos olhos.

REGIÃO COM MAIOR DENSIDADE DE RECEPTORES. QUANDO DESEJAMOS VER MELHOR UMA IMAGEM MOVEMOS OS OLHOS PROCURANDO PROJETAR OS DETALHES DE MAIOR INTERESSE SOBRE ELA. (É responsável pela acuidade visual) .

É SENTIDO PELO PACIENTE MAS NÃO PODE SER DETECTADO POR APARELHOS OU PELO EXAMINADOR SINTOMA PODE SER POR EXEMPLO DECORRENTE DE UM DESCOLAMENTO DE RETINA – FASE INICIAL HIPERTENSÃO INTRACRANIANA .METAMORFOPSIA (imagem distorcida) A METAMORFOPSIA É UM SINTOMA MUITO TIPICO E PRECOCE DA DEGENERAÇÃO MACULAR DISTÚRBIO VISUAL SUBJETIVO.

O exame é realizado com a cartela de Amsler colocada a 35cm de distância do olho

NORMAL

METAMORFOPSIA

• Paralaxe é a medida da aparente mudança de posição de um objeto em relação a um segundo plano mais distante, quando esse objeto é visto a partir de ângulos diferentes.

•Faça uma experiência. Levante um dedo e, com um olho fechado, alinhe seu dedo com um livro ou objetos sobre uma mesa. Feche o olho e abra o outro
• observe:

• o objeto parece mudar de lugar
• O fundo não parece sofrer esse "deslocamento". • O aparente movimento varia em função da distância entre o dedo e o olho. Quanto mais próximo, mais o dedo parecerá se mover.

Maurits Cornelis Escher
Nossos olhos são instrumentos maravilhosos mas, de vez em quando, se juntam ao nosso cérebro para nos enganar. Sabendo disso, não acredite piamente quando alguém lhe jurar que viu discos voadores, almas do outro mundo ou lobisomens. Mesmo se a pessoa for sincera e honesta é quase certo que tenha sido enganada por uma ilusão de ótica.

PARA TERMINAR ( ilusão de óptica) O QUE NO HOMEM PODE AUMENTAR ATÉ 4 VEZES DE TAMANHO QUANDO ESTIMULADO? A PUPILA .

.

QUADRANTANOPSIA 3. HEMIANOPSIA NASAL DO OLHO REDITO. HEMIANOPSIA HOMÔNIMA DEVIDO A LESÃO TOTAL NO TRATO ÓPTICO DIREITO. LESÃO MÉDIA QUIASMA ÓPTICO PRESERVA ÁREA NASAL DO CAMPO VISUAL HOMÔNIMA SUPERIOR ESQUERDA P/ ENVOLVIMENTO DAS RADIAÇOES ÓPTICAS SUPERIORES 6. 1.CAMPOS VISUAIS VISÃO CEGO 4. HEMIANOPSIA HETERÔNIMA TEMPORAL. LESÃO NA ÁREA PERIQUIASMAL DIREITA PRESERVA VISÃO TEMPORAL DO OLHO DIREITO 7. LESÃO TOTAL DO NERVO ÓPTICO PERDE VISÃO DO OLHO DIREITO NERVO ÓPTICO HOMÔNIMA INFERIOR ESQUERDA P/ ENVOLVIMENTO DAS RADIAÇOES ÓPTICAS INFERIORES 5. HEMIANOPSIA HOMÔNIMA DEVIDO A LESÃO TOTAL NAS RADIAÇÕES ÓPTICAS NO LOBO OCCIPITAL DIREITO . QUADRANTANOPSIA 2.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful