You are on page 1of 51

EMPREENDEDORISMO

Manual do Curso Serviço de Restaurante na Raia Histórica
P R O GR A MA O P ER A CIO N A L D A R E G IÃ O CE N T RO M e d id a 2.8 – D e s en v olv i m en t o dos Re c u rs o s H u ma n os

Associação de Desenvolvimento Raia Histórica

Empreendedorismo
Serviço de Restaurante na Raia Histórica

EMPREENDEDORISMO
Manual do Curso Serviço de Restaurante na Raia Histórica
COORDENADOR: PAULO GARCIA AUTORES: ANA FIGUEIREDO / SUSANA MIEIRO DESIGN E PAGINAÇÃO: LOPESGARCIA, CONSULTORES, LDA. IMPRESSÃO E ACABAMENTO: IMPRESSÕES E SOLUÇÕES, LDA
C

LOPESGARCIA, CONSULTORES, LDA. 2004

2

Empreendedorismo
Serviço de Restaurante na Raia Histórica

EMPREENDEDORISMO
Manual do Curso Serviço de Restaurante na Raia Histórica

1. INTRODUÇÃO 2. EMPREGABILIDADE 3. EMPREENDEDORISMO 4. CONCLUSÕES 5. ANEXOS CENTROS DE FORMALIDADES DE EMPRESAS - CFE INCUBADORAS NACIONAIS NINHOS DE EMPRESAS INCENTIVOS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1.

DRUCKER,

PETER

F.

INOVAÇÃO

E

ESPÍRITO

EMPREENDEDOR

-

ENTREPRENEURSHIP - PRÁTICA E PRINCÍPIOS : SÃO PAULO: EDITORA PIONEIRA, 1985. 2. GIBBONS, BARRY. IF YOU WANT TO MAKE GOD REALLY LAUGH, SHOW HIM YOUR BUSINESS PLAN — THE 101 UNIVERSAL LAWS OF BUSINESS. NEW YORK: AMACOM, 1999. 3. LEITE, EMANUEL. F. O FENÓMENO DO EMPREENDEDORISMO CRIANDO

RIQUEZAS. RECIFE: BAGAÇO, 3ª EDIÇÃO. 2002, 557 P. 4 MCCLELLAND D C THE ACHIEVING SOCIETY NEW YORK: D VAN NOSTRAND

3

Empreendedorismo
Serviço de Restaurante na Raia Histórica

1 INTRODUÇÃO

O presente manual tem como objectivo apresentar a importância dos conceitos da Empregabilidade e Empreendedorismo, nos dias de hoje.

Com efeito, a empregabilidade está a tornar-se num dos maiores desafios da actualidade, pois a globalização da economia, os ventos da competitividade e os intensos programas de produtividade e de qualidade estão a alterar profundamente o perfil profissional dos empregados. Quem não se ajuste a esse perfil está destinado a perder o emprego para outra pessoa mais adequada às novas solicitações e expectativas — uma verdadeira selecção natural das espécies profissionais. É o novo conceito de empregabilidade que está a surgir.

É contexto que surge, muitas vezes, o conceito EMPREENDEDORISMO, pois esta tem sido a solução encontrada por muitos desempregados para ultrapassarem a sua condição face ao emprego. Por outro lado, o empreendedorismo acaba por promover e oferecer vantagens comparativas àqueles que se apresentam no mercado empresarial com ideias criativas, inovadoras e funcionais.

4

Empreendedorismo
Serviço de Restaurante na Raia Histórica

2 EMPREGABILIDADE

O conceito de emprego alterou-se, pois hoje em dia já não vale a pena as empresas investirem nos chamados “funcionários da casa”, que ficavam vários anos no mesmo serviço. Tal deve-se ao facto de o mercado estar cheio de pessoas mais aptas a desempenhar o mesmo papel, que apresentam uma maior e melhor preparação face aos “funcionários da casa”, que estão dentro da empresa. E porquê? As pessoas dentro da empresa acreditam que se estão empregados, então não precisam de se preparar mais, ou se desenvolverem na profissão. Isso torna-os profissionais estagnados no tempo. Actualmente, os profissionais investem mais na sua carreira, estando a trabalhar ou não. Assim, vão desenvolvendo as suas qualificações individuais. Desta forma, o melhor investimento que um profissional pode fazer é investir nele mesmo. Mas não se pode ter só boas qualificações, também é necessário saber mostrá-las eficientemente, (de que vale ser bom em alguma coisa e não contar a ninguém?).

Em busca da Empregabilidade

A mutação que actualmente ocorre no mundo do trabalho é permanentemente assegurada pela rápida transformação dos mercados e das organizações. Esta transformação gera um efeito de revoluções múltiplas e cadenciadas pelo ritmo frenético de actualização dos processos, das tecnologias, das práticas. Um ritmo de mudança imposto e imperativo. Se as mudanças registadas se constituem como desafios para as organizações dos nossos dias, o mesmo se aplica aos profissionais de hoje, porque as empresas não subsistem sem estes. E se pretendemos organizações competitivas, temos de contar, necessariamente, com o desempenho de profissionais competitivos, que forneçam aos negócios um valor acrescentado efectivo, tangível, ou financeiramente mensurável. A imperatividade de um ambiente social e organizacional caracterizado pelo constante desenvolvimento tecnológico – suficiente para fazer pôr em causa e redefinir radicalmente o conceito de trabalho – cria nas pessoas a necessidade de mudarem acentuadamente as suas competências, caso não pretendam ver-se afastados de todo deste processo transformacional. Assim como estes desafios são colocados às empresas, também as pessoas vêem como fundamental e crítico, para a sua manutenção no mercado de trabalho, uma constante readaptação do seu capital à ordem instaurada. Quando nos referimos a empregabilidade, devemos centrar-nos no elemento de transformabilidade de competências, uma vez que são os processos de progressivo desenvolvimento individual de competências, no médio/ longo prazo, o

5

antes de mais.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica garante da empregabilidade de um profissional. Noção de Empregabilidade Empregabilidade é a capacidade de um indivíduo encontrar ou manter um emprego num contexto sócioeconómico determinado. embora actue também sobre a procura de qualificações. pelo que a intervenção pública a favor da empregabilidade diz respeito sobretudo ao reforço das qualificações. Pode-se então dizer que assegurar a empregabilidade é. Esta definição releva a adequação das competências às exigências do mercado de trabalho. 6 . agir positivamente sobre a transformabilidade das competências individuais.

7 . uma segunda língua constitui um elemento imprescindível de trabalho. Aprender a ter a visão típica de um accionista ou investidor à procura de investimentos que tragam retorno e manter uma reserva financeira adequada. E a língua portuguesa representa um mercado restrito. Eis as estratégias que o podem ajudar a tomar conta do seu próprio futuro. Trata-se de mais um prérequisito indispensável para entrar na aldeia global. se possível. dominar outros idiomas. Nunca investir todo o património num só negócio. não fazendo da vida um único e isolado investimento. Numa economia global. ■ Diversificar as actividades Procurar manter sempre uma outra actividade rentável fora do trabalho. Na grande parte das empresas. mas sim mantê-lo. ■ Aprender a comunicar melhor Procurar melhorar a maneira de comunicar e. o executivo precisa de estabelecer contactos com pessoas ou entidades de outros países. A dificuldade de relacionamento provocada pelo desconhecimento de uma língua estrangeira pode criar grandes obstáculos. Se o perfil não se adequa às novas solicitações do mercado será vítima da selecção natural das espécies profissionais.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Como vencer a corrida para o emprego O mais difícil já não é encontrar um emprego.

Uma boa agenda pode representar uma 8 . A qualificação e actualização devem representar uma preocupação permanente do executivo que pretende conquistar e manter elevada a sua empregabilidade. dos computadores e tecnologias de informação principalmente. sobretudo. vaidade ou prepotência. Um bom marketing pessoal não pode ser confundido com arrogância. a interpretação cuidadosa dos textos é essencial. Verificar potenciais nichos onde possa ampliar as suas actividades e ocupar novos mercados. aos superiores. Saber tirar proveito das tecnologias modernas. concorrentes e. Orientar o discurso para o alvo desejado.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Reciclar-se constantemente Procurar manter uma constante e contínua actualização profissional. A constante leitura de livros e revistas especializadas e. ■ Criar uma rede de contactos Cultivar amizades é um importante investimento. principalmente. E no mundo dos negócios está a tornar-se uma necessidade vital para quem quer sobreviver num mercado em constante mutação. ■ Saber gerir a sua carreira Identificar novos mercados. ■ Fazer Marketing Pessoal Demonstrar as façanhas profissionais aos clientes.

burocrático e voltado para o cargo. É importante salientar. crescem. onde os órgãos cedem lugar a equipas de trabalho que nascem. A sua mobilidade é avaliada consoante a sua facilidade em adaptar-se a mudanças. o empregado terá de se comportar de maneira diferente. Deve-se não só saber montar uma rede de relações como também saber cultivá-la eficazmente. pelo que é necessário que o profissional consiga fazer uma auto-avaliação das suas competências. empregabilidade significa também ter capacidade de manter o próprio emprego. permitir melhorá-las. para que no caso de não se adequarem ao que lhe é exigido. e como já vimos atrás. As fronteiras geográficas para os negócios e carreiras estão a desaparecer. elas apoiam-se com vigor num sistema orgânico flexível. A multifuncionalidade é a sua facilidade de acumular funções distintas e trabalhos diferentes. uma vez que os assuntos e as pessoas serão também diferentes. ■ Saber interagir Como as empresas já não têm estruturas rígidas e burocráticas. Avaliação Pessoal Para ter um conhecimento de si mesmo mais aprofundado tente responder às seguintes questões. Um profissional deve começar por fazer uma avaliação pessoal das suas competências. nem departamentos fixos e eternos. com o objectivo de fazer o seu balanço pessoal e profissional: ■ O que sei fazer? ■ O que não sei fazer? ■ O que gosto de fazer? ■ O que não gosto de fazer? 9 . Conquistar um Emprego De seguida iremos fazer uma breve abordagem sobre técnicas de procura de emprego. Em cada uma destas equipas. Não se deve ficar enclausurado dentro de uma sala. ■ Trabalhar como um fornecedor Abandonar o antigo comportamento formal. A rede de relações representa uma importante fonte de informação e actualização sobre tendências e mercados. desenvolvem e desaparecem de acordo com as necessidades da empresa. e a partir daí procurar o que considere que se adequa às suas competências.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ferramenta poderosa para enfrentar turbulências no emprego. A mobilidade e a multifuncionalidade são dois aspectos que valorizam qualquer currículo nos dias de hoje.

Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Em que aspectos poderei melhorar? ■ A que tipos de emprego me posso candidatar? ■ Estarei disposto a mudar o local de residência ou percorrer grandes distâncias? ■ Será que necessito de uma formação profissional/complementar que me ajude a dar resposta às necessidades do mercado? 10 .

■ Autarquias. ■ Univas (Unidades de Inserção na Vida Activa). ■ Rádios locais e Televisão. ■ Clubes de Emprego. ■ As ofertas de emprego podem ainda ser publicitadas através dos seguintes meios: ■ Agências privadas de colocação. Juntas de Freguesias. ■ Agências de trabalho temporário.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica No caso de ter dificuldade em responder a estas perguntas poderá recorrer a um serviço de Orientação Profissional. 11 . Paróquias. ■ Vitrines existentes nas entradas dos supermercados e hipermercados destinados à afixação de anúncios. Semanários. ■ Jornais diários. ■ Diário da República (nos concursos públicos). ■ Instituto Português da Juventude. A maioria dos postos de trabalho são publicitados nos: ■ Sites de emprego na Internet. ■ Instituições de Solidariedade Social. Meios de divulgação das ofertas de emprego Diariamente surgem novas oportunidades de emprego. Jornais Regionais. Estes serviços são prestados por empresas ou psicólogos especializados. ■ No Centro de Emprego.

mas se tiver uma caligrafia bonita não perde em enviá-la manuscrita (utilize uma folha pautada por baixo para se orientar). Quando elaborar o seu currículo deve ter em conta os seguintes aspectos: ■ Forma de Apresentação. Curriculum Vitae. Esta norma tem vindo a cair em desuso. ■ Certifique-se de que não contem erros nem rasuras.caso seja num jornal é necessário mencionar o nome do jornal e data em que o emprego foi anunciado. da sua formação. ■ Utilize frases curtas e claras. ■ Referência ao Curriculum Vitae. ■ Escreva-a preferencialmente à mão. Curriculum Vitae É o primeiro conhecimento que o empregador tem de si e que poderá ou não despertar o interesse para um contacto pessoal. ■ A carta de apresentação deve fazer sempre menção a quatro aspectos essenciais: ■ Coloque os seus elementos de identificação no canto superior esquerdo da folha (nome. ■ O que deve conter. ■ Referência ao local onde viu o anúncio . referência ou número que acompanha o anúncio e a função a que se candidata. da sua experiência profissional e de outras actividades. morada e telefone). 12 . O currículo é um resumo dos seus dados pessoais. de formato A4. ■ Terminar agradecendo a atenção dispensada. Cuidados a ter com a apresentação da carta: ■ Escreva-a numa folha branca e lisa.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Carta de apresentação Sempre que se candidatar a um emprego deverá elaborar uma carta de apresentação que vai acompanhar o Curriculum Vitae.

Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Como deve organizá-lo. 13 .

Estágios curriculares. Clara e sem erros nem rasuras. Tanto quanto possível não deve ultrapassar 2 ou 3 páginas. tarefas desenvolvidas e local de realização. numa folha A4 de cor. evitando que este tenha mais de cinco linhas. se for uma instituição com prestígio. Transmita uma ideia por parágrafo.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Forma de Apresentação: Deve ser preferencialmente escrito em computador. Carteira profissional (se possuir) Carta de condução 14 . média final (se relevante). O que deve conter um Curriculum Vitae? Identificação Nome Morada Telefone Data de nascimento Numero do Bilhete de Identidade Estado Civil Situação Militar (se relevante) Formação escolar Nível de escolaridade que possui Data em que terminou Média (se for favorável) Formação profissional Acções de formação e cursos profissionais que frequentou. Utilize a primeira pessoa. Deixe espaço suficiente entre as linhas bem como nas margens. nos quais tenha obtido diploma ou certificado. com respectivas datas e duração. e a escola/centro de formação. “Realizei…”). sua duração. prefira verbos de acção (por exemplo: “Produzi…”. utilizando apenas a frente da folha. Utilize palavras simples e frases curtas.

Tempo de duração das funções. De seguida. indicando. apresentamos primeiro um exemplo de um “Currículo Cronológico”. No “Currículo Funcional”. 15 . Estágios profissionais. sempre que achar relevante. tarefas desenvolvidas e local de realização. entre eles: o “Currículo Cronológico” e o “Currículo Funcional”.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Experiência profissional Identificação das funções desempenhadas e descrição das tarefas subjacentes mais significativas. onde desempenhou as suas funções. Identificação das empresas/instituições. Este tipo de currículo é mais aconselhado a pessoas que desempenharam actividades muito diversificadas ou para tornar despercebidos períodos de inactividade profissional. incluindo actividades de tempos livres. Como organizar um Currículo Existem vários tipos de currículo. a experiência profissional é organizada por blocos de actividades ou funções semelhantes. No “Currículo Cronológico” a experiência profissional é organizada da mais antiga para a mais recente ou vice-versa. o grau de responsabilidade. Experiência complementar Mencionar todas as experiências de trabalho desenvolvidas em voluntariado. Este tipo de currículo é mais aconselhado a pessoas cujas actividades mais recentes são as mais importantes para a função a que se candidata. Outros conhecimentos Referir os conhecimentos adquiridos ao nível da informática e das línguas ou outros relevantes para a função a que se candidata. sua duração. e depois um exemplo de um “Currículo Funcional”.

Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Curriculum cronológico 16 .

Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Curriculum Funcional 17 .

cartazes publicitários. ou seja. Esta norma tem vindo a cair em desuso. dado que muitos dos postos de trabalho não são publicitados. associações empresariais e sindicatos.e utilize frases curtas e claras. mas se tiver uma caligrafia bonita não perde em enviá-la manuscrita (utilize uma folha pautada por baixo para se orientar). Dirija-a ao Director dos Recursos Humanos. Despeça-se atenciosamente procurando convencer o empregador a conceder-lhe uma entrevista. Antes de escrever a sua carta de candidatura espontânea deverá: Seleccionar e anotar as empresas que vão ao encontro dos seus interesses. Conseguir obter uma entrevista. nas pequenas/médias empresas e nas empresas de recrutamento e selecção. Definir com clareza aquilo que pode. ao Director da empresa. Expressar o seu interesse e motivação face ao posto de trabalho e à empresa. Exponha o motivo que o/a leva a candidatar-se a um posto de trabalho naquela empresa. 18 . Conteúdos da carta de candidatura: Coloque os seus elementos de identificação no canto superior esquerdo da folha. Realce em que medida a sua formação e experiência podem constituir uma mais valia para a empresa. A carta de candidatura espontânea tem como objectivos: Suscitar o interesse da entidade empregadora. Estas duas técnicas não devem ser esquecidas no seu planeamento de procura de emprego. podendo fazê-lo através da criação do seu próprio anúncio de emprego ou enviando uma carta de candidatura espontânea ou colocando o seu currículo num dos diversos sites de emprego. Escreva-a preferencialmente à mão. Termine de uma forma atenciosa e assine. Chamar a atenção para o currículo. revistas da especialidade. Indique no canto inferior esquerdo: Anexo – Currículo. não são do conhecimento público. Informar-se sobre a empresa a que se candidata. jornais. de formato A4. Certifique-se que não tem erros nem rasuras. Cuidados a ter com a apresentação da carta: Escreva-a numa folha branca e lisa.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Candidatura Espontânea A candidatura espontânea é uma forma de apresentar-se e de oferecer os seus serviços. Para o efeito consulte as páginas amarelas. nas grandes empresas. quer e sabe fazer.

Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica 19 .

Destacar a sua qualificação profissional ou o tipo de trabalho que procura. Quando redigir o seu anúncio de emprego deve estar atento aos seguintes aspectos: O anúncio deve ser de leitura fácil. nalguns casos. Provas de dinâmica de Grupo Entrevista (s) A ordem destas fases pode variar e. isto é. Processo de Selecção De uma forma geral. pois chama mais a atenção. um de raciocínio verbal. As Provas Psicológicas aplicadas variam consoante a função a que se candidata. recolha e analise outros anúncios de oferta de emprego. Publicá-lo tanto quanto possível na horizontal. Deve ser objectivo. A informação deve ser concisa. Resolução de Casos Práticos. Publique-o ao fim-de-semana.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica O Anúncio de emprego Antes de criar o seu anúncio. algumas delas podem até não se realizar. Ser apelativo. devem ser ressaltados os aspectos mais importantes para o posto de trabalho que pretende. raciocínio numérico e raciocínio abstracto. em dias alternados ou seguidos. Prova de Conhecimentos. um processo de selecção subdivide-se por várias fases: Análise Curricular Resolução de diferentes provas: Provas Psicológicas. 20 . mas normalmente incluem um teste de personalidade.

Não interrompe o outro enquanto este fala. Tenta perceber as emoções que estão por trás do ponto de vista do outro.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Provas de Dinâmica de Grupo O objectivo das provas de grupo é avaliar a atitude do sujeito no seu relacionamento e interacção com os diferentes elementos do mesmo. Não abdica dos seus pontos de vista enquanto não estiver seguro de que está errado. dentro do tempo determinado para esta etapa da prova. constituem-se os grupos pedindo que cheguem a acordo no grupo relativamente à solução final. As ideias são a nova moeda do mundo empresarial. É-lhe dado um determinado exercício e é-lhe pedido que o resolva individualmente dentro do intervalo de tempo concedido para tal. Esta é a única alternativa que pode fazer a pessoa se arrepender para o resto da vida. 21 . será mesmo a alternativa profissional para muitos indivíduos neste século. Quem tem uma ideia. ou arranja muitas desculpas para não o fazer. nomeadamente: Argumenta os seus pontos de vista de uma forma clara. 3 EMPREENDEDORISMO O fenómeno do Empreendedorismo alastra-se por todo o mundo. depara-se com duas opções: ou faz o que é necessário para o colocar em prática. um sonho. Não manifesta acordo ou desacordo logo que o outro inicia a defesa dos seus argumentos. e consequentemente um comportamento assertivo. O que é um comportamento assertivo? É aquele em que o sujeito defende os seus direitos sem passar por cima dos direitos dos outros. e que respeita as técnicas de escuta activa. Olha os outros nos olhos. Dá espaço ao outro para argumentar os seus pontos de vista. Esteja atento à sua atitude no grupo Pretendem-se seleccionar através deste exercício indivíduos com um estilo de comunicação assertivo. a um ritmo alucinante. Em seguida.

Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica O empreendedor. não chegar a tentar é sofrer a perda incalculável do que poderia ter conseguido”. sabe que “tentar e falhar é no mínimo aprender. 22 . criador de empresas.

de ser optimista e corajoso. o ter sucesso na vida e a definição de objectivos alcançáveis a longo prazo. Procuram controlar as suas vidas. 23 . ■ Restrições legais.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Os Empreendedores Características Psicológicas: ■ Têm elevadas necessidades de realização pessoal. Gostam de construir os seus próprios trilhos de vida ■ Toleram o risco. ■ Necessidade de patentes. monopólios. mesmo que seja a primeira vez que tomam uma decisão desse tipo. ■ O empreendedor necessita de possuir autoconfiança. ■ Apreciam muito o respeito próprio. distracções. mesmo que muitas vezes contra as objecções ou reservas dos outros. a liberdade. ou seja. os empreendedores que assumem riscos moderados normalmente obtêm maior retorno dos investimentos. de ser o condutor da sua própria vida. de forma a não ficarem à mercê da “sorte” ou do “azar”. ■ Falta de conhecimento do negócio. ■ Toleram a ambiguidade. ■ Estigma social. em que a preocupação é o bom desempenho profissional. no sentido em que aceitam tomar decisões sem a totalidade da informação. ■ Pressão do tempo. Principais Barreiras aos Empreendedores ■ Falta de um conceito de “viabilidade “ de negócio. ■ Falta de capital inicial. ■ Falta de familiaridade com o mercado. do que aqueles que ou por um lado não assumem qualquer risco ou por outro lado assumem riscos muito grandes. mesmo estando em causa as suas próprias vidas ■ Têm geralmente um comportamento em que procuram fazer sempre o máximo no menor tempo possível. ■ Proteccionismo. o sentido do dever cumprido e um estilo de vida aliciante. ■ Falta de motivação. ■ Falta de competências técnicas.

precisa também de investir em inovação. captar clientes. Ele jamais pode ser deixado de lado. 24 . como podemos sintetizar na figura 01. Do mesmo modo. inovação e “empreendedorismo”. Figura 1: Vencer desafios Como é que os profissionais ou as organizações podem aumentar seus rendimentos. que uma empresa precisa do departamento jurídico e contabilístico. E a resposta é simples: é preciso investir na inovação. divulgar os seus produtos e serviços se não dispõem de comportamento empreendedor. Ver Figuras 02 e 03. Não se pode é desvalorizar ou desmerecer o papel que este instrumento. A corrente do “empreendedorismo” sintetiza o elo existente entre a criatividade. do espírito empreendedor? Um produto ou serviço não caminha sem a inovação.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Incubação de Empresas O desenvolvimento do espírito empreendedor é o factor crucial para o surgimento de empreendimentos inovadores sintonizados com o atendimento dos desejos e necessidades dos clientes. reconhecido como responsável pelo sucesso ou insucesso de um empreendimento.

acreditar e lutar por ela. mas decididamente sobre como criar e gerir uma organização. Figura 3. Da ideia à realidade Algumas etapas para criar uma empresa Não basta sentir uma oportunidade. o futuro empreendedor deve concentrar-se em manter a visão do negócio. A alma da nova empresa nasce nesta altura. ■ Principal Objectivo – na primeira etapa. simplesmente. Pesquisas mostram que as fontes são tão variadas como as actividades da mente humana. a ideia para um negócio acabará como um sonho desfeito. Uma coisa é certa: continuam a surgir mentes criativas com imensas sugestões frescas. mais tarde. Se não acreditar o suficiente na sua visão. deixaram o seu emprego e criaram uma nova empresa dentro do mesmo negócio. que geneticamente está marcada e interpreta a ideia geradora. não apenas sobre a tecnicidade da ideia. ■ ETAPA 1: Ter a Ideia Eis uma questão que as pessoas colocam frequentemente: ”Onde é que eu encontro uma boa ideia?”. Tal completa apenas a componente motivação. 25 . convertê-la numa ideia. são fornecidas várias ideias em revistas que além de proporcionarem uma leitura fascinante. Para se poder ser coerente e consistente torna-se fundamental um certo saber. De seguida são apresentadas algumas etapas para a criação de uma empresa. mas operacionalmente tem regras. Mensalmente. possuem artigos que são provocadores e podem estimular o empreendedor a procurar uma ideia para um negócio. na formação da cultura da empresa e proporciona uma vantagem sustentável. Hobbies e experiências vividas estão no topo da categoria dos mais citados. Esta visão vai tornar-se especialmente importante. Outros fundadores.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Figura 2: Corrente do empreendedorismo A transformação de uma ideia em realidade é sintetizada na figura seguinte. desafios e complexidades próprias.

É chegada a altura de partilhar os seus planos com alguns amigos de confiança. os futuros empresários partilham os seus planos. com variados papéis. estarão envolvidas neste processo enquanto o mesmo se desenrola. No entanto.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Tempo Requerido – Detectámos que a primeira fase toma forma durante cerca de um ano. ■ Participantes Comuns – Nesta segunda etapa. precisam também de falar com alguém ligado ao mundo do capital de risco. 26 . Esta solidão não vai durar. pelo contrário. ■ Principal Objectivo – O principal objectivo desta fase deve ser solidificar o sonho. num contexto familiar. por vezes mais. quais os seus objectivos e o que o faz sentirse realizado. Os psicólogos dizem que esta é uma fase muito delicada visto ser baseada numa enorme busca interior. até que elas sejam descartadas ou. ■ Maiores Custos – O maior custo nesta etapa é o tempo do fundador. O empreendedor contempla sozinho todas as alternativas. ideias que se formam rapidamente também podem vir a ter sucesso. Aqueles que decidem continuar e passar para a fase dois terão já construído a preciosa visão da futura empresa. Em segundo lugar. Em primeiro lugar. Esta é a altura de começar a adicionar à sua visão aquilo a que todas as grandes empresas se propõem. A frequência das reuniões varia muito. com um ou dois amigos de confiança. ■ Tempo Requerido – A fase dois geralmente demora cerca de duas a seis semanas. Esta primeira etapa corresponde a uma decisão profunda. Auto-conhecimento – o futuro empresário ficará a saber melhor quem é. Resultados e Retorno do Investimento ■ Diversão – no mínimo há o gozo de sonhar. ■ Participantes Comuns – Este primeiro passo corresponde a uma etapa solitária. dando-lhes uma perspectiva mais realista dos factores que contribuem para o sucesso da criação de uma empresa. ■ Imaginação – a sua criatividade terá sido estimulada. Muitas outras pessoas. Envolve uma actividade privada que requer um esforço intenso. ■ Ajuda Necessária – A ajuda essencial nesta etapa é na área das emoções. ■ ETAPA 2: Reunião na mesa da cozinha A 2ª etapa é o primeiro teste de fundo. Tempo dispendido em pensamentos úteis é o maior requisito para ter sucesso nesta etapa. Inquiridos revelam que a maioria desses encontros tinham lugar à volta da mesa da cozinha. sendo para isso necessário dedicar-lhe muito tempo. estruturadas de modo a serem discutidas em segredo com um amigo de confiança. que os ajude a orientar-se. que lhes mostre o tipo de pensamento que é necessário para pôr a equipa de fundadores concentrada no capital de risco.

Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Ajuda Necessária – Este estádio requer ajuda para manter a confidencialidade e para obter bons julgamentos. o empreendedor de sucesso deve tentar conseguir compromissos firmes das pessoas – chave. por outra pessoa que também esteja a pensar criar uma empresa ou. ■ ETAPA 3: Conseguir o compromisso da equipa Esta é uma fase delicada na vida do empreendedor. Alguns advogados trabalham por breves períodos. sem cobrar honorários. O problema é que quando a pressão aumenta a equipa desiste. pelo actual patrão. É melhor ver um amigo a desistir logo no início do que vê-lo abandonar o projecto posteriormente. É aqui que se começam a distinguir aqueles que agem daqueles que sonham. até. até à conclusão da fase três. 27 . por exemplo. Geralmente. É importante que pergunte ao seu advogado de que forma é que ele se vai cobrar. É mais perigoso ainda se a ideia for “roubada”. se ele ainda não estiver preparado para deixar o emprego. que consiste em deixar o actual emprego. a segunda etapa requer tempo e. antes mesmo que a empresa esteja fundada. Trabalhar no papel poderá ainda ser contraproducente neste estádio. O director que não tenha obtido compromissos firmes por parte da equipa tem grandes possibilidades de ver a empresa extinguir-se. ■ Principais Riscos – O principal risco é a quebra do sigilo. É difícil enfrentar negociações árduas e longas esperas. ■ Tempo Requerido – Constata-se que os empreendedores gastam cerca de um a dois meses a conseguir um compromisso por parte da equipa. Resultados e Retornos do Investimento Quando a fase dois está concluída. sem que possa fazer seja o que for para o impedir. não encontrámos ninguém que tivesse usado documentos que não fossem devidamente fechados. mais um participante. dada a intensa necessidade de manter a confidencialidade das ideias. A única maneira de ter confidencialidade é através da confiança do pessoal e da disciplina. os fundadores terão já determinado os respectivos riscos e recompensas. ■ Maior Custos – Tal como na fase anterior. a um ritmo alucinante. Desistências de última hora podem acabar com as negociações de capitais de risco. O certo é que os chefes executivos de sucesso preferem não passar à fase quatro. Nesta fase. ■ Principal Objectivo – Na terceira etapa. O sentido de realidade é crucial. É perigoso que um patrão descubra que um dos seus empregados vai formar uma nova empresa. isto é feito com a fase dois – as conversas na mesa da cozinha. pelo menos. quando for vital manter a equipa intacta. Os directores lutam para conservar os bons funcionários.

principalmente na sua participação ao lado do empreendedor. O empreendedor tem que confrontar as pessoas e fazer com que elas se comprometam ou desistam. o empreendedor tem uma equipa comprometida e entusiasmada para liderar. para levantar a empresa. quando a fase de angariação de capital estiver a correr bem. ■ Actividade Principal – Nesta fase. e todos partilham a mesma visão da empresa. o trabalho está concentrado na equipa fundadora da empresa. Eles são utilizados por todos os directores de empresas de sucesso. já que essa equipa vai ser apresentada aos investidores de capitais de risco como sendo competente. num momento crítico. durante o seu processo de formação. ■ Consultores. A lista inclui: ■ Empreendedores. ■ Maiores Custos – O maior custo da terceira etapa são os nervos. que a equipa é constituída por pessoas que estão apenas meio comprometidas com o projecto. A maioria das pessoas faz uma estimativa muito baixa do tempo necessário para completar esta etapa. quando o chefe executivo disser “é agora”. qualificada e com grandes capacidades.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Participantes Comuns – Na terceira fase. 28 . descartam-se ideias e discutem-se estratégias. Pode acabar com uma empresa. É também essa mesma equipa que vai partilhar a maior parte dos lucros e que vai estar directamente envolvida nas apresentações e negociações. ■ Tempo Necessário – Os empresários dizem que demoraram bastante mais tempo do que o previsto a preparar o plano de negócios. Resultados e Retorno do Investimento Decisões definitivas e apertos de mãos firmes são os melhores resultados da terceira fase. o objectivo é escrever um plano de negócios bem concebido. uns tempos depois. ETAPA 4: Criar o Plano de Negócios É aqui que as ideias dos empreendedores são passadas para o papel através da elaboração do plano de negócios. ■ Participantes Comuns – Agora torna-se necessário um grande número de intervenientes. o empreendedor tem de contar com a equipa. competitivo e lucrativo. ■ Principais Riscos – O maior risco é não cumprir esta etapa e descobrir posteriormente. Esta etapa existe para reforçar a opinião da equipa central. ■ Ajuda Necessária – Todos os membros da equipa vão ter que se ajudar mutuamente. O plano deve mostrar como é que a equipa planeia transformar as suas ideias num negócio sustentável. A insegurança por parte dos co-fundadores é perigosa. para assim preparar um bom plano de negócios. Agora. Tomam-se decisões importantes. A partir de agora.

principalmente em relação ao marketing e às finanças. ■ Participantes Comuns – Geralmente. ■ Principais Riscos – O risco número um é produzir um plano de negócios que não seja suficientemente válido e que todo o trabalho pareça ter sido inútil. O risco desta situação é que ninguém sabe muito bem o que vai acontecer. vai-se transmitindo a notícia de que alguém está a formar uma empresa e precisa de pessoas capazes. quando e por quanto? ■ Actividade Principal – Aqui. cópias e materiais diversos. mesmo. Há também. É chegada a altura de constituir o resto da equipa. os empreendedores usam todos os meios concebíveis para atrair quadros superiores. nunca é demais trabalhar para conseguir uma vantagem competitiva.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Advogados. segue em frente. mas que mesmo assim. Geralmente costuma ser de dois a nove meses. vendas e. As grandes empresas de contabilidade têm pessoas de negócios muito bem 29 . Um dos métodos mais utilizados consiste no passe de palavra. Resultados e Retornos do Investimento A medalha de ouro é um plano de negócios inspirado na visão do empreendedor. ■ ETAPA 5: Constituir a equipa de direcção Nesta etapa há já um plano de negócios em que os empreendedores têm confiança. ■ Tempo Necessário – Este estádio requer um período de tempo muito extenso. Os conhecimentos através de amigos chegados podem ser muito úteis. por exemplo. E os entendidos afirmam que quaisquer que sejam as capacidades da equipa. uma série de projectos que revelam qual o pessoal necessário para accionar a empresa. prestando particular atenção aos directores chave. deverá começar a fazer contas. ■ Empresas de Contabilidade Certificadas. ■ Ajuda Necessária – A maior ajuda de que os empreendedores vão precisar incide na formação da estratégia. são muito cautelosas ao evitar recrutar alguém que trabalhe para clientes seus. Quem. Caso contrário. O risco número dois é elaborar um plano que não tenha viabilidade para ser financiado. De amigo para amigo. contabilidade. a chave para o sucesso é entender o que é realmente o talento vital. Só assim se consegue a equipa de talentosos líderes que terão que satisfazer os rigorosos critérios dos investidores de capitais de risco. costumam ser extremamente úteis ao indicar candidatos para o marketing. As firmas de contabilidade. O grupo irá precisar de um computador pessoal e de um software especial próprio para planear uma nova actividade. Outros custos a ser considerados são os trabalhos de secretariado. que seja fundamentado numa vantagem competitiva sustentável. ■ Maiores Custos – Os custos manter-se-ão baixos se o empresário conseguir convencer os colaboradores acima mencionados a trabalhar gratuitamente por mais uns tempos. No entanto. Outro método é através dos colaboradores.

comprometa os seus princípios. ■ Ajuda Necessária – Apoio para fazer juízos sábios será o que mais vai precisar nesta fase. 30 . para assim conseguir um elemento desejado. Se uma empresa líder apoiar o projecto. ■ ETAPA 6: Conseguir o capital inicial Os fundadores da empresa precisam de ter uma estratégia para atrair os investidores. ■ Actividade Principal – Aqui. o objectivo é conseguir um compromisso firme por parte de uma sociedade de capital de risco forte e segura. E. Este método é apenas utilizado quando já há capital suficiente. outros investidores seguirão o exemplo. bónus. Outro meio passa pelo uso dos media. que deve ser preparado antes do recrutamento de pessoal: Ordenados. os candidatos têm tendência a dizer “não”. O mais eficaz é conseguir uma reunião com o editor de negócios do jornal local e dar-lhe o exclusivo da história do empreendedor que abandona o seu emprego numa famosa empresa para começar o seu próprio negócio. Este dilema é o lamento mais comum dos empresários nesta fase. Um outro método será a requisição dos serviços de uma empresa. quando os empreendedores precisam de um director geral muito forte. ■ Sem dinheiro. sem acordo – Se a empresa ainda não estiver fundada. ■ Maiores Riscos – Aqui estão alguns riscos que podemos enumerar: ■ Compromisso – Nunca. em circunstância alguma. através de uma empresa ainda em formação. Os empresários devem lembrar-se que elementos de primeira classe atraem elementos de primeira classe. Devem decidir qual as empresas de capital de risco a contactar e como conseguir uma grandiosa vantagem em relação a todas as outras propostas que se amontoam em cima das secretárias das mesmas. especialmente. Entretanto voltam para o emprego e contam ao patrão que tiveram conhecimento de uma ideia brilhante. incluindo a dos investidores de capitais de risco. ■ Fuga de Informação – Ouvem-se histórias terríveis sobre candidatos que recorrem a um emprego e depois recusam o lugar. tudo isto deve estar escrito em termos de fórmulas e números de fracções. Distracção. o director geral deverá ter conseguido reunir o talento fundamental ao sucesso do projecto. Este tipo de artigos atrai muita atenção. Todos os elementos deverão estar comprometidos a juntar-se à empresa em diferentes datas préestabelecidas. acções de cada um dos sócios. uma vez que nem sempre tal cargo é pretendido pelos fundadores. Será necessário um plano de compensação completo. por exemplo através de anúncios.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica relacionados. Resultados e retorno do Investimento No final desta etapa.

comprometida em apoiar a empresa. Um compromisso firme sobre as percentagens da empresa. ■Os consultores do empreendedor. Resultados e Retorno do Investimento Até ao fim desta fase os empreendedores devem conseguir quatro objectivos: Uma empresa de capital de risco líder. nestes três aspectos: Saber quem devem contactar. ■ Ajuda Necessária – Os empreendedores irão precisar de ajuda e em especial. ■ Maiores Custos – Os maiores custos nesta fase são o tempo. Praticar as apresentações. Os executivos terão que apreender as perguntas e respostas dos investidores de capitais de risco. quer tenha ou não abandonado já o seu emprego.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Tempo Necessário – De acordo com pesquisas realizadas. sempre que possível ■ A equipa empreendedora. ■ Participantes Comuns – Há três categorias de participantes: ■Investidores de capitais de risco e seus consultores tecnológicos e de mercado. Pode-se contar de dois a doze meses. stress e custos monetários. em média nove. aumento do capital e negociação de preços. esta etapa demora muito tempo. Uma data estabelecida para o depósito de capital. Avaliação. A negociação de um preço justo. 31 .

■ Actividade Principal – Nesta etapa. ■ Participantes Comuns – Os intervenientes mais frequentes desta fase são: ■ Advogado ■ Banco Comercial ■ Empreendedores ■ Investidores de capitais de risco ■ Ajuda Necessária – Os empreendedores vão precisar de boas capacidades de negociação. tratar de todos os documentos e organizar o local. ■ Actividade Principal – Encontrar um local de trabalho adequado. Resultados e Retorno do Investimento Conseguir que o dinheiro seja depositado no banco e. Os empreendedores não devem descansar enquanto o depósito não for efectuado. ■ ETAPA 8: Encontrar um local Agora que já existe dinheiro no Banco. o dinheiro estará finalmente disponível o que possibilitará o início das funções da empresa. demora cerca de um mês ou dois. ■ Maiores Custos – a maior despesa será com os serviços legais. mas o dinheiro ainda não foi depositado. Quando esta fase estiver determinada. é altura de investir e encontrar um local de trabalho. ■ Desistência por parte dos investidores. ■ Tempo Necessário – Geralmente. ■ Tempo Necessário – Deve-se contar com um e. acontece quando tudo está pronto. que não seja a mesa da cozinha. é que os empreendedores devem celebrar. há um e um só objectivo: ver o capital depositado no banco. 32 . ■ Creeping close. só depois de se terem certificado da quantia. dois meses para que os advogados. onde os fundos possam ser depositados. por vezes. É necessário tempo para encontrar o lugar mais apropriado. a empresa em formação e a sociedade de capital de risco terminem definitivamente as suas negociações. ■ Principais Riscos – Podem ser os seguintes: ■ Não conseguir o capital.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ ETAPA 7: Empresa Constituída e Capital no Banco Esta é a fase em que os empreendedores devem seleccionar um advogado para fechar negócio com as fontes de capital e constituir a empresa. Devem escolher um banco comercial. tácticas de mercado inteligentes e uma estratégia capaz.

pode ser muito útil. ■ Tempo Necessário – Geralmente. 33 . ■ Actividade Principal – Contratar todo o pessoal necessário e preparar o início da produção. ■ Ajuda Necessária – Um agente imobiliário. ■ Ajuda Necessária – A melhor ajuda é definitivamente uma experiência anterior em formação de empresas. pelo desenvolvimento das tecnologias e pela organização de contactos com a imprensa. o primeiro produto leva cerca de seis a dezoito meses até ficar pronto para o cliente. Além disso. competição excessiva e falta de empregados competentes. assim como com os vizinhos do local de trabalho. pela orientação da indústria. O pagamento do agente imobiliário fica a cargo da empresa. ■ Maiores Custos – Salários. ele deverá ser responsável pela administração da empresa. Um empreendedor inteligente deve considerar todos estes valores ao elaborar o plano de trabalho. pelo controlo dos fornecimentos de serviços e mercadorias. tratar do assunto directamente pode trazer alguns benefícios. material informático. ■ ETAPA 9: Começar Com um espaço próprio. Resultados e Retorno do Investimento A empresa tem agora um local de trabalho. mobiliário. No entanto. experiente acerca das necessidades de uma empresa em processo de formação. ■ Compromisso de aluguer muito prolongado. ■ Imagem errada. telefones. ■ Tamanho inadequado. voice mail. mercado insuficiente. ■ Renda mensal exageradamente alta. ■ Maiores Riscos – Falhas no cumprimento dos prazos acordados. ■ Maiores Custos – O maior custo vai ser o tempo que o executivo vai perder a procurar o local adequado. Existem vários factores que podem tornar o novo local de trabalho um mau investimento: ■ Má localização. os restantes investidores e todos os novos empregados.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Participantes Comuns – A personagem principal nesta etapa é o agente imobiliário. ■ Participantes Comuns – Nesta altura. o director geral deverá motivar o grupo de direcção da empresa. local esse que deverá conseguir atrair novos funcionários e impressionar os clientes. ■ Principais Riscos – O principal risco é escolher um mau local. etc. a empresa prepara-se agora para começar a trabalhar oficialmente. mas já está incluído no pagamento mensal do aluguer. serviços de segurança.

Uma empresa com coração e uma empresa com grandes movimentações de capital.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Resultado e Retornos do Investimento O resultado final é uma empresa com funcionários entusiasmados e determinados a transformar a visão do empreendedor numa realidade comercial. 34 .

Em pouco tempo. ■ Tempo Necessário – O lançamento do novo produto. o empreendedor e a sua equipa já construíram o suporte da empresa e estão a dar o seu máximo para cumprir os prazos acordados. geralmente. ■ Actividade Principal – Nesta 11ª etapa.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ ETAPA 10: Nova obtenção de capital As ilusões quanto ao arranque da empresa são breves. a actividade mais importante é a concentração. Os níveis de stress também sobem nesta etapa. A segunda prioridade é descobrir clientes e para isso são necessários bons produtos. O capital está a ser consumido rapidamente e o primeiro produto está prestes a ser testado. ■ Tempo Necessário – Cerca de 25% do tempo do director geral e 20% do tempo dos seus colaboradores mais directos vai ser passado a angariar capital. Agora. É um erro distrair-se com outros produtos. esforço e dinheiro. Percentagem da empresa. Consultores experientes podem economizar tempo. pertencente aos sócios. o mais importante é descobrir uma oportunidade de mercado e seguir o plano de negócios. os empreendedores apercebem-se que não é possível terminar o produto e lançá-lo no mercado com o dinheiro que resta no banco. ■ Maiores Custos – O tempo é o maior custo. Para a obtenção de fundos deve contar-se apenas com o director-geral. ■ Ajuda Necessária – O empreendedor vai precisar da ajuda da empresa de capital de risco. ■ ETAPA 11: Lançamento do primeiro produto Nesta altura. a firma de relações públicas e toda a empresa. a um preço significativamente mais alto do que na primeira fase de obtenção de capital. Resultados e Retorno do Investimento Capital suficiente no banco. falta de concentração da direcção e falência. ■ Participantes Comuns – Os participantes mais activos nesta fase são os clientes. ■ Principais Riscos – Ficar sem capital. demora cerca de um a dois anos. ■ Actividade Principal – Aqui. ■ Participantes Comuns – Cada etapa relacionada com questões financeiras será vigiada pela companhia de capital de risco líder. O director geral e a sua equipa chave também estão intimamente envolvidos nesta etapa. 35 . Isto ao longo de cerca de um a quatro anos. tecnologias ou novos segmentos de mercado. o objectivo é conseguir capital e uma preciosa independência em relação às entidades financeiras exteriores.

E os media.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ Ajuda Necessária – Aqui é necessária toda a perspicácia e sabedoria para posicionar a empresa e o seu primeiro produto. O chefe financeiro da empresa estará envolvido nesta fase de obtenção de capital. ■ Maiores Custos – O maior custo. ■ Principais Riscos – O principal risco consiste na possibilidade do empréstimo ter de ser pago na pior altura. nesta fase. ■ Desempenho inferior ao previsto. eles nunca acabam. ■ Participantes Comuns – Nesta altura. ou seja. O director geral será alvo de admiração. provém das etapas já passadas pela empresa. ■ Não cumprimento dos prazos. quando a empresa está à espera de receber as liquidações dos seus clientes e tem falta de dinheiro para efectuar os pagamentos. mas de facto. Este funcionará como um suplemento dos primeiros capitais obtidos. de acordo com o plano do empreendedor. ■ Principais Riscos – Eis os principais riscos: ■ Falta de concentração. ■ Tempo Necessário – O director geral vai estar continuamente envolvido na obtenção de capital coerente. Resultados e Retornos do Investimento 36 . a empresa deve concentrar-se no seguinte: não se tornar dependente das entidades financeiras exteriores. ■ Fraca aceitação de mercado. representativos da indústria estarão anciosos para ouvir a sua história. além dos empréstimos. ■ Ajuda Necessária – A maior ajuda. Serão necessários conhecimentos acerca das operações bancárias e uma certa experiência. o director do banco comercial irá visitar a empresa pela primeira vez. Resultados e Retornos do Investimento Os primeiros frutos do trabalho do empreendedor serão o lançamento do primeiro produto e uma empresa entusiasmada e confiante no seu trabalho. ■ Maiores Custos – Os maiores custos são relativos ao marketing e outras despesas necessárias para manter a produção em andamento. ■ Actividade Principal – Durante esta fase. ■ Defesa das grandes empresas. ■ ETAPA 12: Assegurar a liquidez da tesouraria O empreendedor pode pensar que os dias de angariação de capital terminam. será o tempo do director geral.

o objectivo principal é a flexibilidade financeira. 37 . Aqui.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica O teste de sucesso à 13ª etapa consiste em saber quanto dinheiro extra é que a empresa possui no banco.

Os Erros que Matam as Jovens Empresas A análise de um grupo de empresas premiadas em concursos de criatividade levou à identificação de erros que podem ser fatais para as empresas. ajudando-o a aumentar o volume das mesmas. ou tarde demais. ■ Ajuda Necessária – O empreendedor vai precisar da ajuda de especialistas em investimento financeiro. ■ Maiores Custos – A fase inicial de apresentação ao público é a mais dispendiosa de todas. Agora o director geral vai ter que lidar directamente com empresas de investimento que quererão ouvir a sua história. ■ Vender poucas acções. Esta etapa requer muito tempo do pessoal encarregue da parte financeira da empresa. ■ Os investidores aumentam o seu capital de 5 a 200 vezes ou até mais. advogados. Apresentar-se em público cedo demais. assim como da direcção da mesma. analisadores financeiros e seus advogados. Cada especialista terá direito a uma parte do capital amealhado. ou nunca mais. No entanto. etc. Resultados e Retornos do Investimento As apresentações ao público com sucesso têm os seguintes efeitos: ■ Uma imagem de sucesso na indústria da alta tecnologia. recebendo em troca um bom ordenado. Finalmente. ■ Celebrar. ■ Principais Riscos – O maior risco é perder a oportunidade. ■ Tempo Necessário – As empresas geralmente demoram cerca de três a cinco anos até chegar a este ponto. ■ Os empregados aumentam a sua produtividade. ■ Os empreendedores tornam-se multimilionários (no Papel). o empreendedor vai ter que saber lidar com todo o público em geral. ■ Actividade Principal – Aqui estão as prioridades: ■ Converter as acções em capital. a média de tempo tem vindo a diminuir significativamente nos últimos anos. O que também pode acontecer é ter que retirar a oferta do mercado e apresentá-la mais tarde. pode ser muito perigoso. Isto dá mais credibilidade ao pessoal de vendas.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica ■ ETAPA 13: Oferta inicial ao Público Finalmente chegou o dia: os empreendedores decidiram dirigir-se ao público. É também um risco vender as acções a um preço muito baixo ou muito alto. Vejamos então: 1-Subestima-se a concorrência 38 ... ■ Participantes Comuns – Estes são os investidores.

Os testes de marketing foram favoráveis. artesanal. Demorou certo tempo para compreender os mecanismos de mercado. Exemplo: a “Sensor” defrontou-se com um problema deste tipo com a industrialização do seu captador de pressão hidráulica e perdeu dois anos. muitas vezes. no centro do circuito de distribuição. Um industrial importante propõe-lhe as suas próprias instalações e abria falência pouco depois. Um arranque mal programado e os capitais próprios agonizam com a empresa. por falta de experiência na actividade em causa. Exemplo: Uma empresa cobiçava o mercado de cereais em barra.Subestima-se a rentabilidade previsível. Felizmente os seus capitais permitiram-lhe sobreviver. Mas cerca de 80% dos pontos de venda (cafés. 39 . 2-Calcula-se mal o mercado Exemplo: Uma determinada empresa quis converter os consumidores de mel vendido em bisnaga. Inc lançou os primeiros distribuidores automáticos de discos laser. Exemplo: Determinada empresa comercializava enguias fumadas.) da região. Exemplo: a Disc. O estudo de mercado. Exemplo: Dada empresa escolheu produzir uma cerveja.Investe-se de maneira prematura É melhor não investir muito depressa. a partir de 1992. de pressão. Teria sido necessário produzir quinze para se tornarem rentáveis. 5. 6. A empresa está actualmente em liquidação judicial. Mas as suas cinco primeiras máquinas de fabrico não produziam mais do que nove conjuntos diariamente. bares. 4. mesmo que o desenvolvimento comercial esteja assegurado. mas os russos e os norte-americanos inundaram repentinamente o mercado e reduziram bastante os preços.Avaliam-se mal os prazos Os promotores de projectos subestimam sistematicamente os prazos de comercialização ou de entrada no mercado. 3-Conhecem-se mal os circuitos de distribuição As barreiras à entrada situam-se. mas as vendas não corresponderam às expectativas. feito muito precipitadamente mostrava que existia um sector a explorar. etc.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Muitas vezes os criadores negligenciam a capacidade de reacção dos seus concorrentes. 7-Negligencia-se o conhecimento do sector Exemplo: A “Séduire” concebeu uma linha de lingerie para grávidas. tinham um contracto de exclusividade com as grandes marcas nacionais.

É preciso manter a coesão. Mas com um grande diferencial: o poder de escolha. portanto o sujeito/verbo da acção. o Município recusou tal concessão.Não se equacionam devidamente os obstáculos jurídicos Os problemas jurídicos ou administrativos podem destruir uma empresa. Em 1990. Mas o Senhor Frelang recusou introduzir um gestor profissional. mas obstinado. Essa nova empresa. 4 CONCLUSÕES Falar sobre o empreendedorismo. Exemplo: A “Pilot” do senhor Frelang abriu a primeira escola privada para pilotos comerciais. Os empreendedores e empreendedoras têm agora o poder de escolha. dá a sensação de estarmos realmente num caminho sem volta. Vencido. uma equipa. Para que nasça o instrumento do empreendedorismo. 9. Mais tarde. Le Lloux teve a ideia de vender espaços publicitários nos talões dos parques de estacionamento.Personaliza-se demasiado A pluralidade de competências assegura melhor o funcionamento da empresa. com sucesso. percebemos que o homem e a mulher não estão escravos. Sob este formato de trabalho.Os sócios entram em litígio. antes de mais. despreocupada com uma série de elementos que hoje fazem parte do dia a dia desde ser. é necessário que antes exista uma viagem de volta ao centro deste sujeito/verbo. na sociedade. na política e. definidas. a Saltix. não são peças de “jogo de cartas já marcadas”. mas também filosóficas como: “o que me faz sentir realizado (a)? Qual/quais a (s) minhas habilidades? Em que área do trabalho eu me identifico mais?” e. do ponto de vista financeiro. Ora. um guia para mudar de emprego ou actividade. tendo-se equipado com simuladores de voo e com um aparelho Falcon 10. como a qualidade de vida. irremediavelmente perdido. Ele origina uma reviravolta no entendimento de homens e mulheres do ponto de vista humano. principalmente: “o que eu 40 . conquistar o mercado parisiense. pois sem esta o projecto estará. em regra. o que foi fatal. abandonou o projecto e iniciou de seguida o lançamento de uma outra empresa noutro sector de actividade. Mas era indispensável. para se implantar. 10. Mr. suas intervenções na economia. É preciso olhar para dentro de si e responder a questões que antes eram ditadas por uma economia sob o regime capitalista e.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica 8. ou pura e simplesmente zangam-se Um projecto é. Esta forma de encarar o trabalho promove mais do que benefícios palpáveis. principalmente. portanto. publicou. graves problemas pessoais obrigaram-no a afastar-se da empresa.ao olharem para dentro de si e ao procurarem respostas para questões não só de natureza prática.

firmar parcerias. criar estratégias para possibilitar esta interacção. captar clientes e.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica quero do/com o futuro? O que é que estou a semear?”. 41 . finalmente. Perceber um nicho de mercado. ter o produto final em mãos. interagir com ele.

cfe. Os seis primeiros CFE funcionam nas seguintes moradas: CFE Lisboa I Av.pt CFE Lisboa II Rua da Junqueira nº 39-39a 1300-342 Lisboa tel: 213615400 Número azul: 808213213 Fax: 213615423 CFE Porto EXPONOR.iapmei. alteração ou extinção de empresas ou actos afins. 86 1070-065 Lisboa tel: 217232300 Número azul: 808213213 Fax: 217232323 E-mail: cfelisboa1@iapmei.CFE São centros de atendimento e de prestação de informações aos utentes que têm por finalidade facilitar os processos de constituição.pt CFE Coimbra Complexo Tecnológico de Coimbra 42 .Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica 5 ANEXOS ■ Centros de formalidades de Empresas . Feira internacional do Porto Portaria C 4450-617 Leça da palmeira Tel: 229994000 Número azul: 808213213 Fax: 229994023 www. Columbano Bordalo Pinheiro.

iapmei.cfe. 379 2900-464 Setúbal tel: 265547300 Número azul: 808 213213 Fax: 265547333 Www.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Rua Coronel Veiga Simão 3020-256 Coimbra Tel: 239499700 Número azul: 808 213213 Fax: 239899717 Extensão da Covilhã do CFE de Coimbra Núcleo do IAPMEI Av.pt CFE Setúbal Avenida Luísa Todi.pt CFE Loulé Edifício Nera Zona industrial de Loulé 43 . Francisco Pires Gonçalves 4710-911 Braga tel: 253 202900 Número azul: 808213213 Fax: 253202923 E-mail: pinto.iapmei.cfe. lote B – 2º Dto 6200-113 Covilhã Tel: 275330557/8 Fax: 275330559 Www.carta@iapmei. Frei Heitor Pinto.pt CFE Braga Edifício da Associação Industrial do Minho Av. Dr.

Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica 8100-285 Loulé Tel: 289420600 Número azul: 808213213 Fax: 289420623 E-mail: cfl. todos os dias úteis. o empreendedor deve agendar a primeira visita.pt Nota: Antes de iniciar um processo nos CFE. pelos seguintes telefones: 44 .loule@iapmei. A marcação pode ser efectuada.

Núcleo Central 100. Pavilhão I 3810-193 Aveiro tel: 234380300 Fax: 234380319 45 .pt CINTEC – Associação centro de incubação de empresas do parque tecnológico da Mutela Parque tecnológico da Mutela Av. 2780-920 Oeiras tel: 214226931 fax: 214226901 Email: taguspark@tp. Aliança Povo MFA.pt Instituto Pedro Nunes Quinta da Nora.taguspark.ipn.pt Incubadora de empresas da Universidade de Aveiro Campus Universitário.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica CFE Lisboa: 21723 2339 entre as 16h e 17h30m CFE Setúbal: 265547300 entres as 9h e as 18h CFE Coimbra: 239499721 entre as 9h e as 18h CFE Porto: 229994006 entre as 16h e as 17h 30m CFE Braga: 253202900 entre as 16h e as 17h30m CFE Loulé: 289 420600 entre as 16h e as 17h30m CFE Coimbra: 275330557 entre as 9h e as 18h ■ Incubadoras Nacionais Tagus Park – Parque de ciência e tecnologia Parque de ciência e tecnologia.pt Website : www. 3030-199 Coimbra Tel: 239700900 fax: 239700912 Email: ana@iapmei.pt Website: www. 2804-537 Almada Tel: 212735500/39 fax: 212748383 E-mail: ptma@clix.

nº 46 r/c 4470-169 Maia tel: 229436390 Centro de incubação e desenvolvimento Lispolis – Pólo tecnológico de Lisboa Estrada paço do Lumiar. SGPS Tecnologias de informação.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Centro de incubação de empresas da Maia Travessa das Cruzes do Monte.pt Madan Park – parque de ciência e tecnologia Almada/Setúbal Quinta da torre.deltaper. Rua Prior Crato.com Website : www.com 46 . nº 67— 1º Dto. Monte da Caparica 2825-114 Caparica tel: 212948527 fax: 212957786 AITEC Programa Empresário Digital Av. 1º 1000-138 Lisboa tel: 213100164 Fax: 213526314 Email: info@aitec. 23.telepac. LDA.pt Deltaper. 1350 Lisboa Tel: 213930548 Email: pmaduro@deltaper. Duque D´Avila. 44 Lote 1 1600-546 Lisboa tel: 217101100 fax: 217101103 Email: lispolis@mail.

4780 Santo Tirso tel: 252809609 fax: 252809600 CACE de Mirandela Zona industrial de Mirandela -Zona Norte 5370 Mirandela tel: 278201400 fax: 278201401 CACE do Alto Alentejo Rua Luís Mira Amaral. Gaspar Rebelo.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica SogistFIPP -º Sociedade gestora de incubadoras sectoriais.seia.436 Seia tel: 238 310600 fax: 238311171 Email: cace. Fundação do Instituto Politécnico do Porto R.dec@iefp.pt CACEAVE – Região do Vale Ave Rua novas empresas. 10 – Zona industrial 7300-058 Portalegre tel/fax: 245301890 e-mail: cace-alentejo. António Bernardino de Almeida. de Dr. Apartado 2004 6270.dra@iefp. 537 4200-072 Porto tel: 228302554 fax: 228302556 E-mail: idt@ipp.pt Website: http://www.Centros de apoio à criação de empresas CACE da Beira Interior Rua Dr.pt ■ CACEs.sogist.pt CACE do Algarve 47 .

188 8100-911 Loulé tel: 289401010 fax: 289401015 e-mail: cace.pt CACE de Setúbal Rua António José Baptista. Apt.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Zona industrial de Loulé.loule@mail. nº88 2910-397 Setúbal tel: 265550417 fax: 265238155 48 .iefp.

4100 Porto Tel: 226170579 Fax: 226177662 Email: net@net. 3500-618 Viseu Tel: 232470200 fax: 232470201 Email: bicviseu@mail.pt Website: www.sa.fjuventude.pt Website: www.telepac.fjuventude. Luísa Todi.pt NIT – negócios. 375 2901-876 Setúbal Tel: 265535242 fax: 265535356 Email: ceiset@ip.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Ninhos de empresas Ninho de empresas do Porto Rua das flores.pt Ninho de empresas de Faro Edifício Ninhos de empresas Estrada da Penha.pt CEIM – Centro de Empresas e Inovação da Madeira 49 . 842. 69.pt BICs – Business Inovation Centers NET – Novas empresas tecnologias Rua de Salazares.telepac. inovação e tecnologias (BIC Viseu) Parque industrial de Coimbrões Edifício Expo Beiras. 4050-265 Porto Tel: 223393530 fax: 223393544 Email: fjuventudelisboa@mail.pt CEISET – centro de empresas e de inovação de Setúbal Av.telepac. 8000-489 Faro fax: 289802709 Email: fjuventudelisboa@mail.

det. 65.Huelva) Avenida Dr.bic-ah. do Conselheiro Joaquim Pessoa. SA (BIC de Santarém) Rua conde da ribeira Grande Lote 2.com Website. Apartado 500 7002-506 Évora tel: 266 709 115 fax: 266 771117 ■ INCENTIVOS PRIME – Programa de Incentivos à Modernização da Economia 50 .com DET – desenvolvimento empresarial e tecnológico. Zona industrial. 9000 Funchal Tel: 291723000 fax: 2917250030 Email: ceiset@ip.pt CIEBI – Centro de inovação empresarial da Beira interior R. parque industrial tecnológico de Évora. Bernardino da Silva.pt NER – Associação Empresarial Rua Circular Norte.pt Website : www. nº 5 6200-367 Covilhã Tel: 275319150 fax: 275324750 Email: ciebi. 281 2001-904 Santarém tel: 243350300 fax: 243350309 Email : geral@tagugas. 2ºDto 8700-301 Olhão Tel: 289707920 fax: 2897081121 Email: geral@bic-ah. www.pt CPINAL – Centro promotor de inovação e negócios do Algarve (BIC Algarve. Apt.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Madeira Tecnopólo Caminho da Penteada.bic@mailnetvisao.

Turismo. tendo sido instituído pela publicação da Resolução do Conselho de Ministros n. As candidaturas podem ser apresentadas ao gabinete de gestão do POE ou junto ao IAPMEI.SIME (Sistema de incentivos a inovação empresarial): Apoio a projectos de investimento de dimensão total superior a 150.000.000 euros nos restantes casos. de 8 de Agosto.º 101/2003.000 euros no caso de projectos apenas constituídos por investimentos não directamente produtivos.000 euros para projectos não directamente produtivos e 600. Construção. na sequência da aprovação formal pela Comissão Europeia a 14 de Maio de 2003. Transportes. Energia. 51 . sendo este limite reduzido para 50. Tem como principais beneficiários as PME e grandes empresas.000 euros. Para empresas não PME: 200. até 2006. Comércio e Serviços. Os projectos são apreciados em diversas fases de candidatura a ter lugar todos os anos até 2006. Em cada fase de selecção cada promotor apenas poderá apresentar um projecto. destinados aos sectores da Indústria.Empreendedorismo Serviço de Restaurante na Raia Histórica Integra um conjunto de instrumentos de política económica de médio prazo. 2.000 euros e 150. Medidas de apoio directo as empresas: 1-SIPIE (sistema de incentivo às pequenas iniciativas empresariais) Apoio a projectos de investimento que visem a criação ou desenvolvimento de micro ou pequenas empresas com um montante de investimento compreendido entre 15.