ANALISE DE OBRA Fazenda da Borba / Aníbal Mattos.

Universidade Federal de Minas Gerais

Aníbal Mattos Fazenda da Borba, 1921. Óleo s/ tela, 105 x 162 cm. Museu Mineiro, Belo Horizonte/ MG.

A obra
A obra retrata um casario de fazenda, envolta a algumas arvores e arbustos que cumprem uma função de enquadrar a visão do observador em relação ao objeto principal da pintura.

marcados pela presença do quintal e das casas da fazenda. que no caso da imagem é a presença de tons terroso. permitindo que o olhar percorra o espaço representado com fluidez. Proporcionando uma melhor apreciação estética dos motivos ali representados.Observando bem os elementos retratados podemos notar a divisão de planos. nas arvores. facilitando a compreensão da intenção do artista em tais recursos. O centro da obra é marcado por um caminho de terra. que aparentam estar em primeiro plano. Promovendo também a sensação de profundidade apoiada na presença do verde das arvores. que com linhas sinuosas conduz o observador até porta das casas. sendo a azul em oposição aos tons terrosos predominantes no restante da composição. . Este efeito acontece pelo contraste das cores ali representadas. O uso das cores traz consigo a união de elementos representados com os mesmos tons. em contraponto pelo vazio do céu. no chão. nas folhagens e no casario.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful