002 Abr 11 PINTURA A ÓLEO

A pintura a óleo é uma técnica artística que podes utilizar. Vais necessitar de tintas de óleo, pincéis, espátulas ou outros recursos, telas de tecido, ou superfícies de madeira ou de outro material. Vais ver que a pintura a óleo é muito versátil. A palete cromática de tintas de óleo abrange cerca de 114 cores disponíveis. Tens ainda a hipótese de as poderes conjugar harmoniosamente, nunca perdendo a qualidade cromática da pintura. Existe ainda no mercado uma larga variedade de médios que podem alterar certas características das tintas de óleo. A consistência, a textura, o lustro/brilho e uma taxa de secura/fixação, são alguns dos factores que podem ser alterados. As tintas de óleo são uma mistura de pigmentos pulverizados e óleo de linhaça. É uma massa espessa, da consistência da manteiga, e já vem pronta para a usar, embalada em tubos ou em pequenas latas. Dissolve-se com óleo de linhaça ou terebintina (solvente) para torná-la mais diluída e fácil de espalhar. O óleo acrescenta brilho à tinta enquanto que o solvente tende a torná-la opaca. Acrescentando o óleo de linhaça a pintura demorará mais tempo a secar. Mas essa é uma grande vantagem da pintura a óleo, pois a secagem lenta da tinta permite ao pintor alterar e corrigir o seu trabalho. Para pintares a óleo aconselhamos-te a adquirires um cavalete para pousares a tela. Desta forma poderás proteger o teu trabalho, uma vez que ele

Por exemplo. se o suporte for de formato 24 x 32.5 cm. . Os óleos podem ser aplicados puros. lápis (HB ou B). mas também te facilita o processo criativo (melhor aproveitamento da luz e da cor). podes aperfeiçoar a forma da camada anterior e criar uma superfície rica em cor e textura. Ou podem ser diluídos até se obter uma consistência semelhante à das aguarelas. Amarelo azo claro (268). pano de algodão. borracha e uma paleta para misturar e fazer as cores desejadas. Passo 1 Desenhe ligeiramente.demora muito a secar. com un lápiz HB. Suporte: papel ou tela de pintura a óleo Van Gogh de 18 x 24 cm ou 24 x 32 cm. para produzir uma intensa superfície de pinceladas. Recipiente com água. ou serem aplicados com um pequeno pedaço de pano de forma a produzirem apenas uma mancha suave. régua. Técnica de Pintura a Óleo passo a passo Material necessario 6 cores a óleo solúvel a água Van Gogh: Branco de titânio (105). Verde permanente escuro (619) e Preto marfim (701). os 20 quadrados do exemplo (indicados com linhas azuis) sobre o suporte para pintura a óleo Van Gogh. num suporte de formato 18 x 24 cm desenhe quadrados de 4 x 4 cm.5 x 5. Pinceis planos e redondos. assim ficará uma margem á volta do quadro que servirá para colocar num passepartur. Vermelho naftol claro (398). faça quadrados de 5. Se deixares secar uma camada para depois aplicares outra por cima. Azul cobalto ftalo (514).

Agora necessita diferentes tons de verde claro para a erva do primeiro plano. junte mais amarelo e para os mais escuros mais azul. Como cor de base. um pouco de Verde permanente escuro (619) e um pouco de Vermelho naftol claro (398). . um pouco de verde (602) e um pouco de vermelho (338). para conseguir as diferentes nuances: mais amarelo (201) ou um pouco de verde (602). Use as mesmas cores para as árvores do caminho. Junte. Misture um pouco de branco (105) a todas as nuances e pinte seguindo o exemplo as árvores do fundo. Quando tiver o desenho sobre o suporte. mas com menos verde e mais branco. Para os tons mais claros. apague as linhas da quadrícula. Passo 2 Componha diversas nuances de verde misturando Azul cobalto ftalo (514) com Amarelo azo claro (268) em diferentes proporções.Agora calque com um lápis suavemente sobre o suporte o exemplo. misture Amarelo azo claro (268) com igual quantidade de branco (105).

Para o caminho. juntando mais branco . componha uma tonalidade quente arenosa á base de muito branco (105) e Amarelo azo claro (268) com um pouco de Vermelho naftol claro (398) e um pouco de Azul cobalto ftalo (514). vá juntando mais branco (105) e um pouco de amarelo (201). Para a sombra do primeiro plano. junte branco (105) e um pouco de Azul cobalto ftalo (514) e Vermelho naftol claro (398). Misture Verde permanente escuro (619) com pouco Preto marfim (701) para os pontos escuros do primeiro plano e os tons escuros das orlas do caminho. Pinte a parte escura dos arvoredos com uma mistura de Verde permanente escuro (619).Passo 3 Faça um azul claro para o céu misturando muito branco (105) com Azul cobalto ftalo (514) e um pouco de Vermelho naftol claro (398). branco (105) e um pouco de Vermelho naftol claro (398) e Verde permanente escuro (619). A seguir vá descendendo. Faça a parte clara das árvores e arbustos situados á volta do caminho com mistura de Amarelo azo claro (268). Atenção: não misture por completo as cores do céu numa paleta para que se faça um efeito de céu nubloso. Não esqueça os espaços abertos entre as folhas e debaixo das árvores. um pouco de branco (105) e um pouco de Vermelho naftol claro (398) e os pontos mais escuros com uma mistura de Preto marfim (701) e Amarelo azo claro (268).

(105) para as partes mais claras nas árvores e arbustos situados no primeiro plano. Misture Azul cobalto ftalo (514) e um pouco de Preto marfim (701) com água (com óleo tradicional substitua por terebentina . Misture Amarelo azo claro (268) e Preto marfim (701) para os tons escuros da folhagem dos arboredos pequenos da direita e alterne com frios acentos escuros á base de Azul cobalto ftalo (514) misturado com Preto marfim (701). Para as sombras mais escuras junte um pouco Preto marfim (701). mas com algo mais de branco (105). branco (105) e um pouco de Vermelho naftol claro (398) para pintar as cores amarelas e junte um pouco de Verde permanente escuro (619) para o verde claro. Componha um castanho escuro á base de amarelo (201). Limpe os utensílios. Para isso. use as mesmas cores que no passo 2. Passo 4 Suavize agora. Misture Amarelo azo claro (268). Vermelho naftol claro(398) e Preto marfim (701) para os troncos das árvores e alguma outra rama. Deixe secar o quadro um par de dias até que a pintura não esteja mordente. um pouco as cores das árvores do fundo e dar mais forma á folhagem.

junte um pouco mais de água e pinte nítidamente com um píncel redondo as ervas do ángulo inferior direito. Junte um pouco de Vermelho naftol claro (398) e algo de água e pinte de forma transparente com o píncel redondo os tronquinhos claros do fundo do bosque. Junte a esta cor alternativamente Verde permanente escuro (619) ou branco (105) para a vegetação das lindes do caminho. Passo 5 Misture Amarelo azo claro (268) e branco (105) com um pouco de Verde permanente escuro (619) e outro de Vermelho naftol claro (398) para aclarar a relva. Misture Amarelo azo claro (268) com Preto marfim (701).ou óleo de linho) para fazer uma cor transparente e pinte ligeiramente as sombras do caminho e a erva. Pinte com castanho escuro (ver passo 4) algumas das ramas que se vê entre a folhagem. Componha um beije claro á base de Amarelo azo claro (268). . muito branco (105) um pouco de Vermelho naftol claro (398) e pinte a luz do caminho (não sobre as sombras) e os troncos das árvores. Misture Azul cobalto ftalo (514) e Preto marfim (701) e pinte as silhuetas dos troncos pretos do fundo.

Vermelho naftol claro (398) e branco (105). Já nao há necessidade de usar Terebentina ou White spirit. alguns espaços de luz no fundo (á esquerda) e na folhagem. Faça mais viva a vegetação situada á volta do caminho com algo de Amarelo azo claro (268).Por último. faça com branco (105) e um pouco de Azul cobalto ftalo (514). ÓLEO VAN GOGH H2OIL carta de cores folheto H2Oil é um óleo com umas propiedades muito especiais: a pintura misturase com água e o tempo de secagem é muito curto. respeituosa com o meio ambiente. junte outros detalhes.    Óleo para diluir com água com as mesmas propiedades que o óleo tradicional Nao precisa utilizar white spirit nem terebentina Rápido processo de secagem . Se desejar. O resultado final é como aquele do óleo tradicional. até. o que faz do H2Oil uma pintura muito fácil de usar sendo.

envolve uma preferência pessoal e da tua disponibilidade financeira. o guache e a aguarela. É também possível trabalhares com pastéis e carvão. .Van Gogh H2Oil 20ml H2Oil 150ml Van Gogh H2Oil 40ml Van Gogh QUAL A TECNICA ? A escolha dos materiais e da técnica adequada está directamente ligada ao resultado final desejado para o trabalho. a tinta acrílica. embora estes materiais sejam mais apropriados para o desenho. a escolha é mais demorada e. É possível também usar o papel (embora seja muito pouco adequado à maior parte das tintas). Quanto aos materiais. e eventualmente para a tinta acrílica. O suporte mais comum é a tela (normalmente uma superfície de madeira coberta por algum tipo de tecido). Os materiais mais comuns são: a tinta a óleo. O papel é o suporte comum para a aguarela e o guache. normalmente.

exposições e galerias de arte. Claro que poderemos satisfazer o seu pedido. Octávio Silva. visto que as referências e as quantidades estão já registadas. na hora de criar.1xAnaranjado Azo 276 20ml e o2x Negro Marfil 701 tambem 20ml. Se assim o desejar envie sua morada postal. gostaria de questiona-lo se não teria disponibilidade para vende-las com envio à cobrança uma vez que não consigo deslocar-me a Guimarães com facilidade. (por email). publicado por Livraria Orpheu às 22:41 link do post | Pedidos e Encomendas 3 comentários: Preciso de umas tintas van gogh H2OIL. Obrigado. como se se tratasse da sua própria assinatura. que na arte tudo é válido. . no entanto devo informar que só comercializamos Óleo Van Gogh H2Oil de 40ml. Deixo o meu contacto email caso seja do seu interesse. Terás certamente muito que ver e aprender.Cada artista desenvolve um estilo pessoal.com octavio silva a 12 de Fevereiro de 2008 às 11:14 link do comentário | responder | discussão Sr. As referencias das tintas são 1xCarmin 318 20ml. as quais espero à mais de dois meses que me cheguem. octavionfsilva@gmail. Isto só se consegue depois de muito trabalho e experiência. Mas não te esqueças. O ideal é que visites museus. observando os métodos e estilos de outros artistas para depois tentares pô-los em prática.

é essencial que a foto seja de boa qualidade. sobrancelhas e orelhas. Uma forma fácil de elegermos correctamente as cores a utilizar. Para pintar um rosto. Ainda com a mesma cor. Queria só deixar a nota de que não se pode juntar água às tintas à base de óleo. óleo e pincéis apropriados. Livraria Orpheu a 12 de Fevereiro de 2008 às 23:53 link do comentário | responder | início da discussão Boa tarde. porém o inverso já não é possível. para além de ter uma tonalidade muito própria. Outro factor importante. não é de todo um salto sem rede. 2008 Como Pintar um Rosto. tendo por base uma fotografia. No final quando esfumarmos todo o rosto. nem se aplica cor. É um desafio estimulante que apenas tem de seguir umas quantas regras básicas. Os jogos de luz e sombra são extremamente importantes. Recordem que há sempre tempo para pôr mais escuro numa outra queima. Na boca. as linhas dos olhos. começamos por aplicar uma camada bem leve da cor. A água de que fala no tutorial pode ser substituida por terebentina ou óleo de linho. é ainda influenciado pelas cores do meio envolvente. definimos o nariz. retiram-se as luzes e voltamos a esfumar. queimarmos uma paleta-modelo com cada uma das cores devidamente identificada com a sua referência. em porcelana Executar um retrato. Temos que observar atentamente que cada rosto. sendo óbvio que a água não se dissolve com substâncias gordurosas. . É importante. usamos um rosa claro. sobretudo num rosto de criança que esses pormenores não fiquem demasiado fortes. boas tintas. Nos locais de luz mais intensa. porque criam a ilusão da 3ª dimensão. Para este retracto.“1ª Base de Pele Clara”. Jorge Martins. depois de passar as linhas principais para a porcelana. LC a 4 de Outubro de 2009 às 17:06 link do comentário | responder 13 Julho.Obrigado pela sua visita. por exemplo. pois perderia a toda a sua naturalidade. é antes do trabalho. “a rede”/a garantia para o nosso salto perfeito são. mas com o pincel ligeiramente mais carregado. essas partes ficam com tonalidades bem claras e subtis.

aplicamos em toda a íris um castanho claro. o nosso trabalho queimado. sempre muito leve e observando a direcção das mesmas. temos que aplicar o tom mais claro que observamos na foto. nariz. pálpebras e pescoço. usando um pincel bem fininho ou a caneta de canetar. . Com ele também fazemos as pestanas. que define todas as minudências. Na segunda fase. Passamos depois a desenhar a menina do olho com negro e de imediato retiram-se a luzes. Para executar a íris. vamos obter o efeito tridimensional ou dar-lhe a “alma”. Se é loiro. Ou seja se os olhos são castanho escuros. retocamos os pormenores das orelhas. Damos uma tonalidade quase imperceptível de azul turquesa no globo ocular. Observamos de novo a foto. juntando um pouco de negro ao “Rich Brown”. Reforçamos os lábios apenas com a “1ª Base de Pele Clara” e retiram-se as luzes. aplica-se um pouquinho da cor “maças do Rosto” esfumando sempre. a paleta-modelo das cores e identificamos qual a tonalidade a aplicar. pinta-se toda a base com tons de amarelo limão e esfuma-se. Assim consegui uma cor intermédia adequada à tonalidade desta pequenita e apliquei por todo o rosto. O cabelo segue um pouco o mesmo princípio. Queima 1 Executada esta parte. Passamos para os olhos e aplicamos a cor castanha escura em toda a íris. eu escolhi a cor “1ª Base de Pele Clara” misturada com a “1ª base de pele Escura”. usando a cor ocre. Retiram-se de novo as luzes deixando perceber-se num ponto e noutro também o castanho claro. Com um pincel meio aberto e com um castanho claro fazem-se. queimamos a 780º C. Com a cor “Sombra de rugas” muito suavemente. bem ao de leve. inclusive sobre as luzes. Completam-se os olhos com a linha das pestanas. Seguindo para a maças do rosto. Para este caso. as sobrancelhas e logo de seguida pelo mesmo processo o cabelo.Passamos agora aos olhos.

Por vezes quando estamos a trabalhar durante 3 horas seguidas. mantendo os mesmos 780º C. passam-nos despercebidas correcções importantes. A terceira e ultima fase destina-se a dar. E assim termina o nosso rostinho. aquilo que eu costumo chamar . Queimamos à 750º C. o sombreado da testa e do nariz. Vai queimar ? Não ! Eu deixo para o dia seguinte.o toque mágico. os fios de cabelo e claro. como por ex.Queima 2. No dia seguinte. saltam-nos todas as falhas. terminar o fundo que elegemos para o nosso trabalho. com todos os nossos sentidos apuradinhos. Aqueles pequenos detalhes que dão realce. já descansados. uma maça de rosto com mais cor. olhamos para o trabalho com uma maior capacidade de crítica e aí sim. . Temos a nossa menina pronta para a 2ª queima.

Queima Final Trabalho executado por Noémia Travassos As tintas e o óleo que utilizei. num rosto de 10 ou 15 cm para começar. É uma experiência envolvente que vão querer repetir e divirtam-se ! . Experimentem. através do e-mail mencionado no meu perfil. são composições minhas que comercializo e estão disponíveis para venda.