Instituto de Comunicação e Artes

PORTO, Amanda TAVARES, Leandro

ANÁLISE CRÍTICA DA MÍDIA Crítica sobre o programa 98 futebol clube

Belo Horizonte 1º sem./2013

Análise Crítica- Rádio: Surgimento, veiculação no Brasil e o programa 98Futebol clube
Depois da invenção do telégrafo, do dínamo e do microfone, graças ao físico e inventor Guglielmo Marconi, foi criado o primeiro aparelho de rádio do mundo. O que era uma simples caixa de madeira se tornou um equipamento para transmissão e recepção de sinais através do espaço, revolucionando assim a história da comunicação (online¹) Afirma-se que em 1906, foi realizada a primeira transmissão a longa distância de voz humana no rádio. Após este acontecimento, o rádio descobre sua vocação de prestação de serviços de socorro e faz a adoção do sinal SOS; a voz do italiano Enrico Caruso é transmitida a 20km de terra firme direto a alto mar para uma tripulação de um navio; surge a wriless de Londres Society de Londres (que se tornou Radio Society da Grã Bretanha); surgem transmissões internacionais de programas diários de notícias e enfim primeiros rádios a pilha com fones de ouvido. (Online²) Com o tempo, o sistema só foi se modernizando e enfim chega ao Brasil a primeira transmissão de palavra falada, sem fios, através de ondas eletromagnéticas. A partir disto começaram a ser veiculadas as primeiras estações com seus programas diversificados, dentre eles as radionovelas e os programas humorísticos e de auditório que marcaram os anos dourados do rádio. Em geral, pode-se afirmar que o rádio foi parte integrante na vida dos brasileiros, o mesmo criou modas, inventou estilos e cumpriu um importante papel social tanto na vida privada quanto na vida pública. Acredita-se que cada ouvinte era tocado de forma particular por mensagens que eram recebidas simultaneamente por massas. O rádio revolucionou a relação dos indivíduos com o modo de viver, quase tudo que era veiculado nos programas fazia parte do repertório dos discursos do dia-a-dia. A partir dos anos 60 os programas que eram sucessos passaram a ser transmitidos, em grande parte, na televisão. Desta forma, novos modelos de programação foram aderidos, como por exemplo, os de notícia, informação e entretenimento. (Online³) Dentre os programas de entretenimento de rádio na atualidade, destaca-se o 98 Futebol Clube. Como é referido no próprio site da rádio 98fm, este é um “programa que fala de tudo, até de futebol! O 98 Futebol Clube é um noticiário esportivo diferenciado. Humor caricato com os comentaristas mais debochados do rádio”. O programa composto por 07 apresentadores são eles Padreco, Abracadabras, Miltão, Gilbert, Igor Assunção, Natália de Sá e Bauxita. (online4)
1 http://historia-da-comunicacao.blogspot.com.br/2012/03/o-surgimento-do-radio.html 2 http://www.s2audio.com.br/radio-history.html 3 http://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=YA8-KcfrFfkC&oi=fnd&pg=PA5&dq=r %C3%A1dio+como+surgiu&ots=mKTGkP_Bq-&sig=b0B1ptKCIAnC2_cuAzkm82_FmhA#v=onepage&q=r %C3%A1dio%20como%20surgiu&f=false 4 http://98fm.com.br

O 98 Futebol Clube, que tem o seu público alvo os jovens e fãs do futebol, está sempre presente nas redes sociais fazendo uma ampla interação com o seu público. Lendo comentários feitos no facebook e no twitter em tempo real, e nas sextas-feiras sorteando sempre um ouvinte para ser o “oitavo elemento” do programa ajudando nos comentários. Sabe-se que o tema principal das informações é a rotina dos clubes mineiros. O programa faz transmissões de jogos do Atlético Mineiro, América e do Cruzeiro sempre com toque de comédia, saindo da normalidade dos outros programas que narram partidas de futebol e com esse diferencial consegue fazer com que os ouvintes possam ficar mais tranquilos durante uma partida de futebol tensa. Informar sobre a preparação das equipes para os próximos jogos, as possíveis contratações, entrevista com jogadores, técnicos e dirigentes também fazem parte das principais fontes de notícias. Fatos curiosos ou “bizarros” também são critérios muito utilizados para escolher o que vai virar notícia no programa. Como é um programa baseado em comédia, sempre tentando brincar com os torcedores e seus respectivos times, às vezes a notícia pode ter um tom de ironia. Ticiana Martins e Erotilde Silva afirmam que:
Uma piada ou um chiste, por exemplo, para ser bem-sucedida e provocar o riso e a graça, necessitam da brevidade, do caráter imediato da surpresa e do espanto que causam ao ouvinte. Ao mesmo tempo em que uma piada é cuidadosamente elaborada, sua transmissão deve seguir os mesmos cuidados, sob pena de pôr em risco o efeito cômico. (MARTINS e SILVA apud KLÖCKNER e PRATA, 2009:311)

Por ser um programa humorístico, o mesmo passa credibilidade? Pode-se acreditar que os ouvintes sentem segurança nas informações que são passadas diariamente? Sendo ou não um programa de confiança, os ouvintes buscam outras fontes de noticiários esportivos? Com base nos questionamentos do parágrafo anterior, foi realizada uma pesquisa com um grupo de cinco alunos do 3º período de publicidade e propaganda (LBA) do Centro Universitário UNA, em Belo Horizonte. As perguntas utilizadas no questionamento foram: “1- Por ser um programa humorístico, o mesmo passa credibilidade? 2- Pode-se acreditar que os ouvintes sentem segurança nas informações que são passadas diariamente? 3- Sendo ou não um programa de confiança, os ouvintes buscam outras fontes de noticiários esportivos?” As respostas do aluno Jonathan Castro, foi: “1- Passa credibilidade sim, pois mesmo sendo um programa humorístico, eles tem a seriedade na hora de apurar e divulgar os fatos. 2- Sim, porque como foi dito acima, o programa não solta informações sem antes apurá-las. 3- Sim, hoje em dia existem várias fontes de noticiários esportivos. Eu por exemplo, escuto bastante a rádio Itatiaia.” Já o aluno Caíque Tinoco, respondeu que: “1- O 98 futebol clube passa sim credibilidade, já que é um programa informativo, além de humorístico. Sendo assim, eles tem seriedade na hora de passar a informação. 2-Sim, as fontes são confiáveis e muita das vezes as reportagens são feitas pelos profissionais que compõe o programa. 3-Sim, a credibilidade de um programa não impede que outras fontes sejam consultadas. Seja por costume, confiança ou por praticidade (horário, local, fácil acesso, etc)”. Desta forma, todos os entrevistados afirmam que o programa passa credibilidade sim, pois mesmo sendo um programa humorístico, ele tem a seriedade na hora de apurar e divulgar os

fatos. Os alunos sabem que as informações são captadas de fontes seguras, como twitter e até mesmo reportagens realizadas pelos profissionais que compõem o programa. Assim, a confiança no programa é maior, mas mesmo assim eles buscam outras fontes de informações, seja por costume ou praticidade. As autoras citadas anteriormente Ticiana Martins e Erotilde Silva, afirmam também que:
Alguns artifícios da linguagem podem estar inseridos no rádio, como o uso de expressões regionais, metáforas e comparações, ditos populares, exageros, bordões repetitivos, perguntas, exclamações, ordens e frases engenhosas. Esse leque de artifícios encaixa-se muito bem aos programas humorísticos. Sendo assim, o humor, o chiste, a paródia, o grotesco ou qualquer outra manifestação de comicidade nutre-se desses aspectos da linguagem. (MARTINS e SILVA apud KLÖCKNER e PRATA, 2009: 316)

Contudo, o rádio que era uma simples caixa de madeira e se tornou um equipamento para transmissão e recepção de sinais através do espaço, é uma ferramenta essencial na comunicação. Com seus diversos tipos de programas destacou-se o 98 futebol clube, programa de informação futebolística e entretenimento, que foi analisado na presente crítica e com base nos resultados apurados na pesquisa, pode-se concluir que o mesmo é um programa de confiança, pois, apesar de humorístico, apura as informações com segurança e as passa com credibilidade.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful