FLEXIBILIZAÇÃO DA PRODUÇÃO E DOS PROCESSOS PRODUTIVOS

As mudanças na produção industrial começaram a surgir com base no sistema da empresa japonesa Toyota, e ficou conhecido como modelo toyotista. Nele era possível diminuir custos sem diminuir a qualidade, agilizar o tempo de produção e ampliar a quantidade de produtos. A chegada de novas tecnologias possibilitou a flexibilização da produção, adequando o produto as necessidades propostas. Algumas Características:       O modelo permitia fabricar produtos adequados para certa demanda, e segundo a necessidade do consumidor.” Produto customizado” Os materiais chegam na hora da montagem, deixando de lado o estoque e permitindo produzir a quantidade certa para cada demanda. Cortes no estoque significam menos vagas de emprego, o que reduz o custo e aumenta a produção. Máquinas de fácil personalização geram produção variada e se adaptam facilmente a novas tecnologias e mudanças. Os operários passaram a ser multifuncionais e se adequavam a qualquer atividade proposta e usar qualquer máquina. Para isso a empresa envolviam a reengenharia que cobrava dos funcionários melhor qualificação e demitia os menos qualificados, valorizando o trabalho em equipe e a cooperação. Os funcionários seriam responsáveis pela qualidade da produção, mesmo sem interferir nela, mexendo apenas com a administração.

Com todas essas mudanças, diminuía-se as vagas na área produtiva e aumentavam-se as vagas na área administrativa.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful