GAB CAP 1, pg37 1- Oikos =casa / logos = estudo Estudo do ambiente e das interações entre os seres vivos e entre

os seres vivos e o ambiente. Favorável: estimulam a discussão; Contrário: não se baseiam em estudos próprios confiáveis, nem sempre apresentam propostas viáveis. 1- a) comunidade b) ecossistema 2- a)CO2 retém a radiação infra-vermelha que retornaria a camadas superiores da atmosfera; b) elevação dos oceanos, mudanças na distribuição dos animais e vegetais, alteração no regime de chuvas. 3- A) são ambientes clímax, a matéria orgânica é rapidamente ciclada. B) porqe destroem a matéria orgânica presente no solo e os decompositores (fungos e bactérias) responsáveis pela ciclagem de nutrientes. 4- A) caatinga, nordeste do Brasil; b) acúmulo de água no caule, folhas convertidas em espinhos, camada espessa de cera impermeabilizando as folhas 5- Ver questão 5 6- Fitoplâncton: organismos atuam como produtores; Decompositores, ciclagem da matéria 7- Não, apesar de a ausência de luz impedir a fotossíntese, poderiam seres quimioautotróficos, que sintetizariam carboidratos na ausência de luz. 8- Fitoplâncton e Zooplâncton. Ambos se concentram nas regiões onde há mais luz. CAP 1 – Banco de Questões 1 segunda e quinta corretas, 2d, 3a, 4b, 5c, 6b, 7 b/e/f, 8e, 9 primeira e segunda, 10a, 11a, 12b, 13a, 14b, 15b, 16a, 17b, 18 b/c/d/f, 19c, 20d, 21a, 22e. GAB CAP 2, pg53 1- a)Absorvem parte da precipitação (raízes) e liberam água durante o processo de respiração celular, pelos estômatos, localizados nas folhas. b) Parte escorre pleo solo, parte penetra no solo e parte cai diretamente nos corpos d‟água. 2- A) 14: Queima de combustíveis fósseis, que gera CO2 liberado para a atmosfera. b) CO2 e CH4 são gases importantes no processo de agravamento do efeito estufa. O aumento desses gases leva ao aumento da temperatura do planeta. 3- a) nitrogênio b) presença de bactérias c) proteínas e ácidos nucléicos. 4- A) bactérias do gênero Rhizobium b) porque essas bactérias aumentam a concentração de N disponível para os vegetais 5- Os resultados corroboram a hipótese porque demonstram que é importante que haja a liberação de nitratos, o que influenciou diretamente no crescimento bacteriano. 6- A) amonificação: conversão de uréia em amônia e conversão de amônia em nitrito e nitrato (nitrificação) ou em nitrogênio (desnitrificação). B) proteínas e ácidos nucléicos. 7- A) decomposição b) curva 2, porque mostra grande variação que reflete a ação de decompositores, presentes no solo sem pesticidas. 8- X- N2: Rhizobium gera amônia a partir de N2; Y-CO2, fixado da atmosfera pelos vegetais e imobilizado na forma de carboidratos. 9- A) I e II b) II (produzido menos consumido) c) representa a quantidade total de matéria orgânica gerada pelos produtores d) herbivoria e decomposição 10- A) o fitoplâncton é autótrofo e o zooplâncton é heterótrofo b) porque imobiliza o CO2 atmosférico na forma de carboidratos 11- A) 9 cadeias, que devem envolver 4 organismos b) pode, dependendo da cadeia de que participa. C) os decompositores que promovem a ciclagem da matéria orgânica 12- A) CO2: algas – moluscos- peixes e decompositores b) as algas do fitoplâncton fixam o CO2 (fotossíntese) e o liberam (respiração). 13- As leguminosas associam-se a bactérias do gênero Rhizobium, formando o RIZÓBIO, que fixa o nitrogênio atmosférico. CAP 2 – Banco de Questões pg 9-18 1 B, 2D, 3A, 4C, 5E, 6B, 7C, 8C, 9C,10A, 11D, 12C, 13D, 14C, 15B, 16C, 17C, 18A, 19D, 20D, 21D, 22A, 23C, 24A, 25B, 26C, 27A, 28E, 29C, 30C, 31(14), 32E, 33E, 34D, 35B, 36(13), 37 A E E, 38B E D, 39B, 40D, 41B, 42D, 43B, 44 (1, 2 E 5), 45(1 E 4), 46 (A, D E E), 47E, 48B GAB CAP 3, pg67-70 1- A e D porque apresentam como principal recurso alimentar os mosquitos culicídeos. Há, com isso, grande sobreposição de nicho ecológico e acentuada competição quando em simpatria. 2- Inquilinismo e mutualismo, respectivamente.

1

A)plantas – Gafanhotos – Passarinhos – Gaviões b) irá diminuir. C) CO2 absorvido pelas plantas – carboidrato para os gafanhotos. 6. Mesmo os que se alimentam na mesma região usam recursos diferentes c) 3 é predadora e 4 herbívora. micro-habitats diferentes.A) fixação do N2 atmosférico ou do N proveniente da matéria orgânica em decomposição b) queimadas: eliminam os micro-organismos fixadores de N. borboleta e pacu: competição inter-específica 9. 16B. o que diminui os danos. reflorestamento. 15. 2: 1 E 4. 37 B/C/D. 48A GAB CAP 4. 20E. III. Pecuária (leva ao aumento da liberação de C) 7. A redução dos C2 provoca o aumento da população dos C1. 24E. B) catástrofes naturais. Mudança na matriz energética. o que influi em vários seres vivos.10A. 34A. B) o aumento da temperatura levará ao nascimento exclusivamente de fêmeas. 4 E 5. II. 38: 3 E 5. B-Decompositores.Efeito estufa. A) competição intra-específica por luz e herbivoria b) predação de frutos com dispersão de sementes pelos animais.produtor.A)favorece o desenvolvimento dos ovos. desmatamento e alagamento de áreas proporcionando a liberação de metano. Peixe. que pode declinar. presença de minerais no solo b) PE caatinga. 17C. 12. 33E.A) Efeito estufa. umidade. 5: 3. 2 .As leguminosas fazem associação com bactérias capazes de fixa nitrogênio atmosférico. PA floresta amazônica. 35:29.I. C) desmatamento (reduz a captação de C). 7A. 10.Quando atacadas por pulgões as folhas atraem mais predadores. 11:ACDF. Conseqüência: aumento da temperatura global. 36D. 12A.Lesma e alga: predação (herbivoria) .aumento da liberação de carbono por meio da quima de combustíveis fósseis. Gimnospermas e Angiospermas. GO cerrado e RS campos. 14D.A) Competição e H. parte eliminado na respiração. 4C. aumentando a fertilidade do solo. 9C. Causa: aumento da liberação de C. 46C.sobrevivência e 2 possibilidade de encontrar plantas jovens.A) Utilização de combustíveis fósseis. 22:4. na distribuição das chuvas e das geleiras. criação de estações de tratamento de efluentes. 5. épocas de vida ou reprodução diferentes. CAP 3 – Banco de Questões pg 19-28 1 B.Na área 1 ocorreu a morte em decorrência do pesticida. 11. ventrosa b) são fitófagos. 5. 23A. gerando fêmeas. D) convertem a amônia dos dejetos e o N2 atmosférico em N absorvível pelas plantas. 3D. 32B. Quando o efeito terminou a população voltou a crescer porque os indivíduos mais resistentes voltaram a se reproduzir. Podem extinguir spp ou alterar drasticamente um ambiente.1. com isso aumenta a população de gafanhotos. 13A. 7. 18B. 27B. 42A. o que levará à extinção da espécie. a quantidade de recursos é suficiente para as duas spp. servindo de alimento para várias outras espécies. Liberação de compostos sulfurados na atmosfera. 26A. 41C. 21:1. 44E.a) A-Carnívoros. Chuva ácida.redução da emissõ de gases acentuadores do efeito estufa até 2012. 2. C-Herbívoros e D-Predadores b) A população de D aumente e a de D se extingua. 25B. Conseqüência: comprometimento de construções. B) inversão térmica: causa ou agrava problemas respiratórios 6. parte armazenado. 28A. que são depositados no ambiente. 8.Porque o esforço para descascar e comer as sementes requer energia do pardal 4. 30B.A) a relação encontrada por vários pesquisadores é que o aumento da concentração de C atmosférico leva ao aumento da temperatura. pg89-92 1.3. A predação de passarinhos vai aumentar. 45(0/2/3). 15C. 9. 3. que consomem mais plantas. 40B/C/D. 31B. dispersão de estruturas reprodutivas aderidas à pelagem. 47D. B) Porque leva ao aumento generalizado da temperatura. 13.A) X-consumidor primário e Y. 6TODAS C. Monoculturas: esgotam alguns nutrientes. 39:4. mas podem usar vcegetais diferentes em suas dietas (sobreposição parcial de nichos).A vegetação incorpora carbono na forma de CO2.A) luminosidade. 19A.A) normal em B. cuja população diminui.A) competição inter-específica b) apresentam órgãos reprodutores evidentes e sementes. 43B. aumentando também a pressão sobre os produtores.A) no fundo b) não. 14.Manutenção das matas ciliares. Na área 2 ocorre uma relação inter-específica (predação) em que a praga serve como alimento e tem sua população constantemente controlada. ulvae é melhor competidora que H. Ambas ações preservam a qualidade da água e permitem o desenvolvimento normal de várias formas de vida. 8. Ocorre o impedimento da dissipação de poluentes. tais como erupções vulcânicas e tsunamis. B) Fotossíntese. 29E. O mesmo acontece os outros dois níveis tróficos. B) Podem extinguir os nativos ao aumentar a competição por recursos ou pode interferir na teia alimentar.O plâncton faz parte dos níveis tróficos basais. 8D. Excesso de fertilizantes: eutrofização 4. IV.

A) recolonização por parte de spp que servem de alimento para o guará e recomposição do habitat. 6e. 23d.10 a/b/d. H2. CAP 4 – Banco de Questões pg 29-40 1e. GAB CAP 6.1: nutrientes. 11. mais luz e mais oxigênio dissolvido. 41b. 12.10e.A) 1 mitocôndrias. 52a/b/c. 17b. radiação UV e descargas elétricas. 4d. os chamados coacervados e) moléculas orgânicas isoladas do meio. CAP 5 – Banco de Questões pg 29-40 1e.I. 26e. 15a/b/c. pg112-113 1. 49b. 4. portanto teriam que ser organismos heterótrofos fermentadores.a) CH4.NH3. que carregou sedimentos para o rio.eutrofização. B) Fotossíntese. 5 (1/2/4).Impede o estabelecimento de organismos aeróbios 13. 56a. 34c. 55d. 15b. 31d. 32e. B) material genético próprio. 9 (1/4). NH3 e H2 b) temperaturas elevadas. são seres anaeróbios (fermentadores) capazes de suportar temperaturas elevadas decorrentes da grande concentração de CO2 na atmosfera. 45c. G2: aumento da temperatura atmosférica. que liberaram O2 na atmosfera.menor concentração de matéria orgânica. 43e. 2b. Entretanto. 38c. 7b.A) presença de matéria orgânica no ambiente aquático b) O CO2 liberado pelo metabolismo dos fermentadores c) A complexidade do aparato molecular e celular para a realização da fotossíntese 6. 27d. C) Ele é consumido pelos heterótrofos aeróbios. Pasteur demonstrou que a contaminação dos caldos de cultura provinha do ambiente. III. Pode afetar a pecuária. CH4. 48a. 21d. 13e.A) G1: popularização dos automóveis/aumento populacional humano.A) decomposição. material genético composto por 1 molécula curta de DNA b) a bactéria obtém abrigo e a célula hospedeira maior eficiência energética. levando ao derretimento de geleiras.A) Presença de autótrofos. 2 vegetais.Destruindo micro-organismos fixadores de N. 18b. 19c. 35a. 25e. B.Poderiam se alimentar de compostos orgânicos simples e não havia O2 na atmosfera. 14. CH4 e H2 b) Radiação UV e descargas elétricas c) aminoácidos que adquiriram capacidade de replicação d) aqueceu aminoácidos e obteve microesferas. 7 (1/2/4/5). Além disso competem por recursos com spp nativas e podem eventualmente predá-las. 18Todas V.A) capacidade de autoduplicação. 53 a.10. 50d. pouca luz e pouco oxigênio dissolvido. Abiogênese: vida surge a partir de matéria inanimada.A) cloroplastos e mitocôndrias b) Cloroplasto: fotossíntese Mitocôndria: respiração. 40b. 17d. capacidade de se autoduplicar e membrana dupla 7. 3c. seres procariontes e anaeróbios. para o surgimento das primeiras formas de vida temos que recorrer aos experimentos iniciados por Miller. 6b. 44d. 12e. 15. 2: produtividade primária.Não possuindo predadores passam a se reproduzir intensamente. 13. 42b. 16c. 5d. 11a. B) A retirada da cobertura vegetal (desmatamento) aumento a erosão. 28e. 3b. 46c. 5. 36a.Biogênese: vida surge a partir de vida. GAB CAP 5.A. 17. 12. importante atividade econômica da região. 39c. 8d. 9. 29b. C) cloroplastos em células vegetais 8. exceto a 4. 37d. 2d. 30b. B) Porque sua reprodução e dispersão são facilmente perturbados por desequilíbrios ambientais. vapor d‟água.A) NH3. 8a. 10. 3: biomassa de peixes e 4: oxigênio dissolvido. 24c. 14b/c. 13Todas. que buscam a explicação para o surgimento da primeira forma de vida. 9e. O aumento da erosão reduz a percolação de água e leva ao comprometimento dos lençóis freáticos. 51a. 12b. Com a redução da calha do rio o mesmo não foi capaz de conter a água da chuva e transbordou.a) As substância inorgânicas presentes na atmosfera primitiva poderiam dar origem a substâncias orgânicas complexas? B) Aminoácidos c) foi produto do metabolismo dos autótrofos 2. b) presença de carioteca indica protistas. cianofíceas e abundância de organismos bentônicos. 54d. 16. na forma de micro-organismos. 3 DNA e 4 fotossíntese. 20a.A) as plantas nutrem-se do esgoto. realizada por bactérias e fungos. descargas elétricas e radiação ultra-violeta c) moléculas orgânicas simples d) a partir de moléculas orgânicas presentes no ambiente aquático e) acredita-se que tenha sido a fermentação 3.A) condições atmosféricas semelhantes à da Terra. 19a. 47b. 33 (2/3). inclusive com presença de H2O. 22d. D) Se houver. 14b.Eutrofização II. 11:Todas. B) crescimento acentuado de algas aumenta a produção de oxigênio. provocando o assoreamento. 4e. 16a. pg133-136 3 .São os estromatólitos. 11.

a) A elevada concentração de açúcar torna o meio interno hipotônico em relação ao meio externo. 27a. como ocorre no exemplo do caranguejo 2. sua concentração intracelular tenderia a diminuir. 13c. A saída de substâncias do meio intra para o meio extracelular também pode ocorrer dessa forma. que é um precursor da vitamina A b) estrutura de membranas celulares e controle hormonal.A) constituição da membrana plasmática.A) as soluções eram hipotônicas porque observa-se redução no volume das células. B) o processo de conservação de carnes pela adição de sal. 14-1/2. Já nas bomba de sódio e potássio ocorre gasto de energia para que íons sódio sejam bombeados para dentro da célula e íons potássio sejam bombeados para fora da célula. Com o aumento da temperatura houve desnaturação da enzima. 15b. mas não afeta seu valor nutricional uma vez que os aminoácidos permanecem inalterados. como glicogênio e gorduras. que perdeu assim sua função 16. enquanto ocorre o contrário com o íon potássio. de modo que ocorre perda de água dos microrganismos para o meio. indicando que as concentrações intra e extracelular se igualaram. 32b/d/e.a) A panela de ferro. Isso indica que ocorre um transporte contra o gradiente de concentração.A elevada concentração de sais nos olhos do tubarão faz com que haja entrada de água. B)o vegetal consegue assim energia. uma vez que a parede celular é relativamente rígida. C) tecido adiposo e sementes.A) enzima b) sua presença aumentou a velocidade da reação. o que caracteriza o fenômeno de permeabilidade seletiva. 8b. menor quantidade de carboidratos e lipídeos b) 500gramas 17.. Sem água eles não conseguem realizar reações metabólicas e não sobrevivem. B) o organismo deixa de usar carboidratos como forma de energia e passa a degradas gorduras e proteínas 13. o que indica gasto energético.1. 7d.A) ingerir vegetais vermelhos. 36e. pele ressecada e queda de cabelos K. caso contrário sua variação acompanharia exatamente a do meio e seria representada no gráfico por uma reta. 33b/f. 8. Assim. 14. o que provoca o turgor dos olhos.Na difusão facilitada da glicose uma proteína transportadora liga-se a esse carboidrato e o “carrega” para dentro da célula. 18c. 2-3/4.Correto. 22b. 4e. 34d.Porque o calor destrói a enzima que faria a conversão do açúcar em amido. 6c. CAP 6 – Banco de Questões pg 45-51 1-2/4. 28c. agindo como catalisador. 21d. 30c/d/e.A) X= bicamada lipídica e Y= proteína. 4. 5e.A) P=Carboidrados. 5. 25a. pg154-156 1.Fontes de energia 11. 31b/d. 3c. GAB CAP 7.dificuldades visuais. porque libera íons ferro durante o cozimento que entram como constituintes da hemoglobina B) I. A parede celular das células vegetais as tornam mais resistentes ao rompimento. 11d.A) glicogênio e amido B) músculos e sementes C) 12. mas aumenta após a incubação. 4. 29b.A) celulose b) indústria têxtil 15. enquanto a concentração extracelular tenderia a aumentar. B) Em A. 26e.A) Mesma resposta da questão 1. 19b. precursor de hormônios sexuais B) alimentação e produ‟~ao endógena.a) Raquitismo b) vitamina D c) lipossolúvel d) conversão da pró-vitamina D em vitamina D 3. 35c. 2. água e enzimas necessárias a todas as reações metabólicas durante o processo de germinação. 4 . indicativo de ocorrência de osmose. como observamos na carne-seca e no bacalhau. 7. 12d. 3.presença de cálcio. 20d. porque contém fibras que auxiliam na formação do bolo fecal.A) B12 b) D c) A d) C 10. item a. 9b. B) as proteínas contidas na bicamada lipídica permitem a passagem de algumas substâncias. alaranjados ou amarelos.O caranguejo 1 é capaz de regular sua pressão osmótica.A) aporte calórico insuficiente impede a formação de reservas de energia.A) escorbuto. Q=água e Z=fibras.A) alteração da conformação espacial b) altera sua função.dificuldade de coagulação sanguínea 9. pelo fígado 7. 24c.A) A.10c. B)o soluto A aravessou a membrana. ou “mal das gengivas”. solvente universal e participa de inúmeras reações metabólicas. componente dos ossos e dentes e responsável pela coagulação sanguínea 2. 6.A) I.a) Tranporte ativo: A concentração de X no interior da célula é menor. 16b. 18. porque são ricos em beta-caroteno. porque o volume celular foi restaurado. provocado pela carência de vitamina C b) adição de frutos cítricos na alimentação 8. 17b.Porque é polar. Isso não ocorre por causa do transporte ativo. b) Sim. 6. O íon sódio é bombeado ativamente do interior para o exterior da célula. 5. 23b.

35b. 11c. 13c. 3-1. 44a. 31e. Além disso a membrana dupla reforça a idéia de que foram fagocitadas em algum momento da história da vida. 12e. enquanto o REL controla a liberação de íons de cálcio. por outro lado.A) RER e complexo de golgi são abundantes em células que têm papel secretor. tornando-se mais volumosa e produzindo as rugas visíveis nas palmas das mãos e nas plantas dos pés. 42c. 10. 5d. 3= DNA e RNA e 4+ fotossíntese. B= complexo de golgi e C= retículo endoplasmático rugoso. sendo lançada por exocitose na cavidade do canal glandular. que armazena enzimas digestivas. 43b. 7a. 33e.A) o tubo 2 continha solução hipotônica. por isso o volume da célula aumento até que ela estourasse. 36a. 26 d. 18d.4 B Hipotônica 0. 14. 28e. Com mais sódio no meio extracelular.6 As células de Elodea não estouraram porque células vegetais apresentam parede celular.São formados por RNAr e proteína. 7:1/2/3/5. de onde são eliminadas pelas vesículas. composição da membrana plasmática. 34a. sendo capazes de se duplicar. 16a. CAP 8 – Banco de Questões pg 52-57 1-d. enquanto a administração de açúcar fornece a glicose necessária para a ocorrência do transporte ativo dos íons sódio para o meio extracelular. 11a. B) Há uma relação de mutualismo.A) digestão intra-celular B)Fagocitose. 17a. mas envolve partículas líquidas.9. pg172-173 1. transportado para o complexo de golgi em vesículas de transporte. 25a. 9b. 30a. 38d. 14-a. Em solução isotônica a célula mantém seu aspecto normal porque a quantidade de água que entra na célula é idêntica à quantidade de água que sai da célula.A) o complexo de golgi é responsável pela produção dos lisossomos. Ocorre aumento do volume celular (turgescência). sendo essenciais para a síntese proteica. 23d. 6:2/3. 21d. 6.A) 1= mitocôndrias. B) respiração celular e fotossíntese. 8. 39a/d. 20d. 7. 29c. 23e. 3.A)1: 4. As células musculares apresentam grande quantidade de retículos endoplasmáticos lisos.Estariam alterados a respiração celular (mitocôndria) e a síntese proteica (RER). uma célula vegetal ganha água por meio de osmose. 4c.10d. É semelhante à pinocitose. 4. 40b/c/d. b) Ambos contém ribossomos. 15a. 5 . o que contribui para a reciclagem do material celular. 10. 2: duas 3: nenhuma. DNA e RNA. devido à entrada excessiva de água. 27c. importantes no processo de contração muscular.O RER produz e acumula em seu interior o hormônio.8 D Hipertônica 0. porém não há rompimento da célula porque a parede celular é resistente. 2-d. 5 todas exceto 5. 21c. O gráfico não deveria mostrar o volume da célula constante. as duas da carioteca e as duas da mitocôndria. 22d. 18d. 12. As estruturas que não estão sendo utilizadas pela célula são por ele degradadas.Em solução hipotônica. mas é capaz de se hidratar. B) A= grânulos de secreção. fornece os íons sódio. 19b. 14-b. 3-d. precursor de hormônios esteroidais.) CAP 7 – Banco de Questões pg 52-57 1-d.Não há pergunta (?!) 11. 13d. ela perde água. B)porque são as mitocôndrias que produzem energia para a célula. 37e. 13A Isotônica 0. No complexo de golgi a proteína é modificada e enviada para a membrana plasmática dentro de grânulos de secreção. 2= vegetal. B) na célula secretora as estruturas estão envolvidas no processo de secreção celular. 17c. que é capaz de resistir à pressão exercida pelo citoplasma túrgido. uma vez que ambas as espécies se beneficiam da interação. 32a. 4e. 20d. 8c. 24e. 12d. 24b/c/e GAB CAP 8. C) síntese de saís biliares. 6b.10c. uma vez que não se observa nenhuma alteração de volume (a célula não aumenta nem diminui. 9e. uma vez que após a lise celular o volume simplesmente deixa de existir. Sendo essas atividades funções vitais para a célula. O RER secreta proteínas que passam pelo complexo de golgi. Quando colocada em solução hipertônica. Verifica-se então um descolamento da membrana plasmática da parede celular.a) A organela é o lisossomo. 16c. 2-d. B) No tubo 1 a solução é isotônica em relação à célula. o que acelera o processo de hidratação. 8b.A) revestindo o aparelho respiratório e auxiliando na remoção de partículas que se aderem ao muco. 41d. A queratina impermeabiliza nosso corpo. 2. 9. o funcionamento de todas as outras organelas estaria também alterado. No caso da célula muscular as mitocôndrias são responsáveis pela liberação de energia para a célula. 5. ocorre saída de água por osmose. 15d.O surfista 2 está correto.2 C Hipertônica 0. 19b.A) A administração de sal (cloreto de sódio). 22e.

B) anáfase. 3C. liberando também íons H+. 13. 24. 8. 15.A) síntese protéica. RNAm e peptídeos d) a transcrição acontece no núcleo em eucariotos. 18. 22. atividade que requer energia para sua realização. porque se comportou de forma inversa à curva do gás carbônico. 13E. 5B. portanto dependem do DNA. porque sua concentração aumentou durante a atividade física e diminuiu depois da atividade física. Não havia levedura viva no tubo 5. produzindo ácido láctico. 22C.O monóxido de carbono combina-se com a hemoglobina. 7AB 8D. porque estava presente em concentração reduzida mas após a atividade anaeróbia sua concentração aumentou. ácido láctico = curva 3. Está em anáfase 2. C) em 8. 18.A) 3 e 4 núcleo visível. A+T=42% (21%A e 21%T). 14E.A) porque a duplicação de DNA é semi-conservativa b) X. B= metáfase 2 e C=metáfase 1. produção de iogurtes (fermentação láctica) e produção de vinagre (fermentação acética). 21C. 18B. 27B. 24C/D/E. cromossomos desespiralizados. Presença da enzima ATP sintase na mitocôndria e no citosol porque nos três processos há formação de ATP. por isso não ocorreu fermentação e a solução continuou básica. B) no início da divisão é 2X. 20. 19. migram para os pólos da célula.A) rotas 1 e 2 b) Bactérias e fungos. Um atleta amador deve aumentar gradativamente a intensidade ou a duração do exercício visando aumentar a quantidade de oxigênio disponível para a produção de energia de forma aeróbia. pg 221-223 21. que produz menos CO2 e menos etanol. 10. glicólise no citosol.A) a solução do tubo 3 é mais ácida por causa da liberação do CO2 e álcool etílico pelos levedos que fazem fermentação. B) é o centrômero. 2B/C/E.A) Organelas responsáveis pela digestão intra-celular.S. ciclo de Krebs na matriz mitocondrial. A glicólise origina piruvato que é convertido em ácido láctico com a utilização dos íons H+ liberados na glicólise e transportados pelo NADH. não há pareamento.A) ao final da divisão o volume é menor porque ele aumenta com a síntese de substâncias durante a intérfase. 11E.O ácido láctico é produzido quando não há oxigênio suficiente para a produção de energia a partir da glicose. Une as cromátides irmãs e ligase às fibras do fuso durante a anáfase. 4A/B/C.a) G+C= 58% (29%G e 29%C). Celulose. 26.Meiose.A) quando durante atividade física intensa não há oxigênio suficiente para degradar a glicose o tecido muscular dos mamíferos realiza fermentação láctica. B) citoplasma c) DNA. Manter a forma da célula e protegê-la.A produção de lactato aumenta durante exercícios muito intensos (vide 6-a) 9.A) maior consumo de glicose na fermentação b)como menos energia é liberada na fermentação.Glicólise e síntese de ácidos graxos.Permitir a passagem de substâncias de forma seletiva. pg 196-198 14. reduzindo sua capacidade de transporte de oxigênio e gás carbônico. 23E. B) A bactéria realiza fermentação láctica. B) ao fim de cada divisão o volume celular diminui e o número de células aumenta. 15A. 12. 19.A) cadeia respiratória nas cristas mitocondriais. B) enzimas são proteínas. 26C.A) oxigênio = curva 2. e gás carbônico = 1. B) Produção de bebidas (fermentação alcoólica) . 9C. 14. b) ácidos nucléicos e proteínas c) o dobro (72 cromátides) 16.A) 3‟T A C G C A 5‟ B) A U G C G U – RNAm 23. 19B. pão e iogurte. 17E.10B/E/F. 11. 12C. separação total das células.A) 18 (metade do número diplóide). CAP 10 – Banco de Questões pg 71-79 6 . O DNA que continha N14 e N15 origina moléculas com densidade intermediária e moléculas com nucleotídeos N14 na mesma proporção. 25A/D/F. 6B. 15. CAP 9 – Banco de Questões pg 65-70 1E. o que ainda não ocorreu. por conterem enzimas.GAB CAP 9. 16D. 17. 20. carlsbergensis.b) Porque RNA é fita simples.A) X em todas. que é herdável. para produzir quantidades semelhantes de energia a partir de fermentação utiliza-se maior quantidade de glicose. 16. 28C/D GAB CAP 10. 20A. 25. 2n=6.a) A= metáfase da mitose.A) um ovócito 2 (óvulo) e 3 corpúsculos polares b)10 cromossomos (são haplóides) c) espermatozóides são móveis e têm corpo diferenciado em cabeça e cauda.a) Fermentação alcoólica b) a glicose é degradada em gás carbônico e álcool.A mitocôndria tem participação imprescindível no tranporte ativo. b) não havia glicose disponível para o levedo no tubo 4. 17.

porque resultou num aminoácido diferente. porque se as mulheres são gêmeas monozogóticas apresentam o mesmo genótipo. 29A/D/F. 6A. 25B. 12C. 40 A/B/C/D.1A. Manx P: Manx X Manx F1: 2:1 Manx. que representa sua estrutura primária. Se fosse heterozigota resultaria em metade lisas e metade rugosas. respectivamente. 8D.A mutação pontual determinou o surgimento de um stop códon. 20C. 5A/C/E. 27 A/C.a) Falso. 27B. C) pelo número. 13B. 6D. serina. B) Aa X aa: 50% normais e 50% galactosêmicos 23. 24E. 4 E. 19E. Cruzar a planta com uma homozigota recessiva. 21D. tipo e sequência de aminoácidos. 26A.A) porque os aminoácidos são codificados por trincas de nucleotídeos b) Porque é possível criar 3 trincas diferentes com esse conjunto de nucleotídeos 9.10C. e não 3:1 a) alelo letal em homozigose b) Bb X Bb = ¼ BB (letal). S o cruzamento entre dois mochos (caract. 23A. B) Radiação UV e infecções virais. 22A. 7C. reorganizando as trincas. B) Verdadeiro. 16C. 7 .1/6 15. 16D. B. 17E..A)RNA polimerase b) UAC c) watsonecrick d) sowatson 6. 4. 3C. GAB CAP 11. que induzem a célula a sofrer mutações. 14C. Vaca I AA. 25D.Componente genético. Casal de olhos azuis é recessivo.O DNA do feto é uma recombinação dos DNA‟s paterno e materno. 19. 3.A) Os corrimãos são formados por grupos fosfato unidos a desoxirriboses e os degraus são as bases nitrogenadas unidas por ligações do tipo ponte de hidrogênio. 7A. A) Gg e GG são normais e gg é galactosêmico. prolina c) metionina. uma vez que o material genético da parturiente não foi transmitido para seus óvulos. 22B. 26B. 11. mas que codifica o mesmo aminoácido. 9B. 15C. 5. 11C. 2E. 17. 8D. Ll: lisos.A) Porque o genótipo do indivíduo não é afetado pela metamorfose b) Porque durante a metamorfose diferentes genes são ativados ou inativados 20. 33 A. 21. triptofano. 11A. pg 240-242 1.A) AUG AGU UGG CCU G b) serina. Da tradução participam RNAmm ribossomos. Na supressão mudou totalmente a leitura. B) RNAm a partir da transcrição do DNA.Molécula 1. 13B.Sem cauda é heterozigoto. 15B. 28B/D/E/F. Realizar cruzamento-teste. 18B.Porque o códon resultante determinou o mesmo aminoácido. glicina. GAB CAP 12.II Aa X aa = 50% Aa e 50% aa III O pai e as duas irmãs IV Condicionado por um único gene. RNAr e RNAt. pg 264-266 14. 2E. 14D. 19A. Recessiva) significa que ambos são heterozigotos. D e E.A) o câncer decorre do descontrole dos mecanismos de divisão celular.A) o mesmo. 23B. 39 C/D/E. 12. 20D.A) LL. 24C. que pode ser provocado por fatores mutagênicos.10A. 34 B/C/D/E. B) o mesmo que haveria entre a criança e sua tia. 35C. Se o cruzamento resultar em 100% sementes lisas saberemos que a planta em questão é homozigota dominante. que encerrou prematuramente a síntese da proteína em questão. 30A .A) Correspondência entre códons e aminoácidos b) porque são 64 combinações e apenas 20 aminoácidos. 4E. 31E. B) Ll X Ll: A proporção fenotípica é de 3 lisas para 1 rugosa (3:1) 18. 36D. 10. sem interferência do sexo e com o heterozigoto afetado. 38 C/D. 2.Galactosemia é autossômica recessiva. 9D.O gene é transcrito em RNAm. 21D. 17NENHUMA V. 32 A/B/C. 2/4 Bb Manx. 3D.Porque o código genético é repetitivo e provavelmente a mutação levou a um códon diferentes. porque mesmo fora do ambiente de origem as plantas mantiveram o mesmo padrão de produtividade. 12B. que determina por sua vez a seqüência de aminoácidos na proteína b) porque altera a estutura primária da proteína c) quando codifica o mesmo códon 13. Vaca II aa e Vaca III Aa b) O touro é heterozigoto. 22. 8. que determina a seqüência de aminoácidos na proteína. Dominante) resultou em um fihote chifrudo (caract. CAP 11 – Banco de Questões pg 80-85 1B. Pode gerar filhos de olhos castanhos (heterozigotos) e conseqüentemente netos de olhos azuis (homozigotos recessivos). 5C. 18D. ¼ bb Normais 16. 7. ll: rugosas.A) o gene determina o RNAm.Touro I: Aa. 37E.

9.A) Porque só nasceram plantas heterozigotas e essas características são recessivas.a) 2 células aB e 2 células Ab. contidos nos cromossomos.. 4 a. 15a.10b.Sim. 7B. nos melanócitos b) a quantidade de melanina c) herança quantitativa 3. 13e.A) 3 pares de genes b) Cada dominante contribui com 25g. 24b/c/d.150 indivíduos. 11C. O gato é XXY. 16A. 12b. 8a.24.A) 100% triplo-heterozigotos b) 50% c) linkage com crossing-over d) Os loci B e G 4.a) cruzando os descendentes heterozigotos de F1 entre si. 22B. GAB CAP 15. ¼ rr. ½ Rr. 14.A) Bbee B) 50%Be e 50% be c) BbEe d) bbEe 4. 12B. B) 25% AB.A) porque há filhos normais de pais afetados b) porque aparece em proporções semelhantes entre homens e mulheres c) a mulher é aa.ii b) porque cada indivíduo carrega apenas 2 alelos. 6. porque heraram o DNA mitocondrial da mae. 21E. 8.B) ¼ c) aumentar a variabilidade genética e manter o número de cromossomos constante d) 9/16 vermelhas.Caso 2.A) autossômica recessiva b) Aa x aa.Interação gênica. CAP 13 – Banco de Questões pg 90-94 1Todas.A) na derme.BbAa. 9B. 3B. 7c/e. se houver crossing-over. que por sua vez localizam-se no núcleo das células. 25b/d GAB CAP 14. 6e. 15A. 18a. 7. b) porque o alelo localiza-se no X. 23A. As proporções fenotípicas são de ¾ lisas e ¼ rugosas.A) ONM b) Provavelmente estão muito próximos no cromossomo. 8e. 14a. Assim fica impossível estimar a freqüência de recombinação. 12c. Tem que ser duplo heterozigoto para ter filhotes albinos e marrons. B) 2 netos e 1 bisneto. 11e.A) A e C. 4 e. 4 C. 3. ao passo que tipo AB não possui nenhuma aglutinina. 11todasc. 22a.Os “fatores hereditários” a que Mendel se referia na verdade são os genes. 2. B não é compatível porque todos os filhos seriam afetados 13. 9c. situados nos cromossomos. 2.10C.A) 2 netas e 2 bisnetos do segundo casamento. aB e ab c)Porque não sabemos a distância entre os genes. 17c. 19e. 3a/b/c. com homem AA todos afetados.A) zero. 10. 29c. 17B.10d. 22a/b. B) tipo O não possui aglutinogênios. 20E. 19D. 24c. 25a/d/e. C) RR x rr = ¼ RR. CAP 12 – Banco de Questões pg 86-89 1D.No grupo II há filhos afetados de pais afetados. 15a. 5D. 3b/d/e. 30b.a) 1 cromossomo e 1 molécula de DNA b) AB. 8B. 25%Ab e 25%aB 14. 50% porque a mulher é heterozigota 12. 23A/E/F GAB CAP 13. pg 327-329 8 . 100%. 21e. 2D. 16b. pg 306-308 1.A) reação do tipo antígeno-anticorpo.A) 25% (40 indivíduos) de cada fenótipo B) os genes para cor das flores e forma das sementes estão no mesmo cromossomo.1/32 12. Em compensação haverá também a possibilidade de produzir gametas com ambos os genes deletérios. pg 285 1. 6e.A) localizam-se em cromossomos diferentes b) localizam-se no mesmo cromossomo 8. 11. 5a. B) são os genes. 16a. porque apesar de apresentar 4 tipos de fenótipos eles não ocorrem nas proporções esperadas pela segunda lei de Mendel. 25% ab. 13e. Com homem Aa 50% normais e 50% afetados. 23A..É uma mutação numérica nos cromossomos. CAP 14 – Banco de Questões pg 95-101 1c. João herdou do pai o cromossomo Y. 7b.A) dominância incompleta b) prófase I (meiose) 11. 15. 17b. 21c. 7.A) não é possível porque a herança é ligada ao sexo e ele não é afetado b) filhas afetadas. obtendo-se as proporções mendelianas b) 1/16 (duplo homozigoto recessivo) 13. nem nas proporções esperadas para linkage com crossing-over. Ab. 6A. herança quantitativa e crossing-over 10. 9. 14C. 6. exceto c. 27 a/b.A) Pleiotropia b) Restringir a ingestão de fenilalanina 5. 9e. 20b. 5a/c/e. 25. o que não aconteceria se fosse herança ligada ao sexo. 3/16 rosas e 4/16 brancas 5. 20d. Filhos afetados 0. 26c/f.A) + + IaIb / . 18e. 2c. 19a. 2c. 18C. 31 ª. 14c. 13C. 28c.

32 a/c. 8a. B) acumulam-se nas cadeias alimentares porque não são biodegradáveis. 16)a) os insetos mutantes resistentes apresentam uma vantagem em relação aos não-resistentes e são selecionados constituindo proporção cada vez maior da população. 24b.A transgenia consiste justamente na transferência de genes de um organismo para outro. 22d. 18a. CAP 16 – Banco de Questões pg 110-121 9 . 15) Reduz a variabilidade genética reduzindo também a capacidade de resposta a modificações ambientais. A de Watson está errada porque o que ele e Crick fizeram foi propor um modelo para a molécula de Dna. 6. o que impede o processo de especiação. que ocorre quando mutações independentes conduzem ao mesmo fenótipo.Poderia tranqüilizar os ambientalistas porque o gene não seria transmitido. 16b. magnirostris. Além disso não se multiplica‟ra por não ter o segmento genômico responsável pela sua replicação (segmento X) 9. B) como os núcleos das células tronco homólogas são os mesmos há menor possibilidade de rejeição.Não. 3a/c/e. ausência de migrações. 3) a) em ambas as popluações f(A)=0. 28e. 35b. o que aumentaria a população da espécie de bicos menores. B) Darwin não conhecia os estudos de Medel. B) o vírus depende de proteínas animais para se ligar e iniciar o processo de infecção.convergência adaptativa. dentre eles o malation. 15c.45. 4. 2a. 23 A. 26d. Sobre Watson os comentários estão corretos. uma vez que surgem a partir da divisão de um único zigoto ou embrião.48 e f(aa) = 0. GAB CAP 16. 2.10d. porque pressupõe que o meio provoca as mutações. incapazes de produzir frutos. 3. 10) Evolução convergente.A) zero. cruzamentos ao acado. 27 b. B) porque havendo menos moléculas normais de RNAm a qua ntidade da enzima sintetizada é menor.55 e f(a)=0. 5d. B) o genoma sim e constituirá metade do material genético de Dolly. com 160 indivíduos homozigotos. b) população 1. 19c. na presença de malária. 11e.36.A) Como as fitas de RNAm produzidas são exatamente complementares elas se ligam entre si formando um “RNA de fita dupla” ou RNA híbrido. 29e. 14a/d. O figo-da-índia originário do Brasil comportou-se na Austrália como espécie invasora rapidamente se tornando praga. 6a. 17e. fenômeno que ocorre quando uma caracterísitica surge de forma independente em várias espécies. 4) a) taxas de natalidade e de mortalidade idênticas. 21e.A) porque são elas que produzem as células sanguíneas b) o do esquema IV porque será capaz de infectar as células para ter a enzima transcriptase reveersa. B) uma população em evolução não apresenta freqüências gênicas constantes 5) f(AA)= 0. 25c. 12)a)fossilização b) a compreensão dos fósseis nos permite inferir as relações evolutivas entre as diferentes espécies. 34c. Sem essas proteínas não há infecção.A) porque as células tronco embrionárias carregam mitocôndrias (e DNA mitocondrial) próprios. b) dosagem de fenilalanina e dosagem de metabólitos tóxicos de fenilalanina 7. 7) Porque continua ocorrendo intercâmbio de material genético. 14) O antibiótico penicilina selecionou mutantes capazes de produzir a enzima pelicinilase que se tornaram cada vez mais freqüentes.16 6) Lamarckista. 8. 13)a) passaria a se alimentar de sementes grandes e se sobressairiam em relação aos outros indivíduos que não possuem bicos grandes. Apenas o núcleo do espermatozóide penetra no ovócito. B) As hemácias falciformes não são parasitadas pelo Plasmodium. 2. B) pode nos dar pistas sobre a origem evolutiva e o grau de parentesco entre diferentes espécies. 5. 33 d/e/f. porque gêmeos univitelinos apresentam o mesmo genoma. CAP 15 – Banco de Questões pg 102-109 1d.A) evita os efeitos dos genes sobre a produção de enzimas uma vez que a reação fica impedida.Darwin: mutações ocorrem ao acaso e são selecionadas pelo meio. 13a. 7a. representa vantagem adaptativa. 20a. 4 a. 301/3/4. 31 a/d/e/f. portanto os heterozigotos adquirem uma forma mais branda de malária.1. 9c. 17) a de Darwin está correta. 12b. 9)a) trata-se de espécies diferentes. II. que provavelmente haviam sido slecionados por contato prévio com os inseticidas. 8) A região B era agrícola porque nela foram observados indivíduos resistentes ao malation. B)Como eram espécies diferentes seu intercruamento produziu híbridos estéreis. O pólen do vegetal contém apenas o DNA das células que o formaram. f(Aa) = 0. 11)a) I-Lamarckismo: as espécies respondem a variações no ambiente. B) seleção natural c) competição inter-específica d) a população residente estaria em menor número devido à competição com G. pg 351-354 1-a) tenderá a se fixar na população uma vez que em heterozigose.A) Organismos que carregam em seu genoma parte do genoma de outros organismos.

B. 4 E. 15-D. 46E. portanto nunca produziram anticorpos contra eles. Se o contato de humanos com animais silvestres contaminados ocorrer pode haver transmissão da doença. 24D. 41E. 16C. 18B.C. 8B. c) fadiga. em que o DNA origina o RNA c) Insetos. 44C. 43A. 51A/C/E. 12A. 19B. 4) a) O agente etiológico é a Ricketsia ricketsii. 59D. 33 D. denominada trasncriptase reversa. 7-C. 30C. 4 B. 26B. 62D. supressão imune. 54A/C/E. 47B. 25B/D/E. animais e vegetais são eucariontes. 25B. 19B.1C. pg 409-410 1-a) Por mutação um ou alguns indivíduos adquirem a capacidade de resistência ao antimicrobiano ao qual estão expostos.D. portanto o pus contém partículas virais atenuadas capazes de sensibilizar o organismo de outro possível hospedeiro. 23C. 39E. 60A. pg 392-394 1-a) o agente isolado é um vírus. 8) a) câncer de colo de útero. 26B. 15C. 13A. Na superfície da pele as condições são de aerobiose. 3)Não. 45E. prática comum apenas entre os animais domésticos. 53A/C/F. 55A/B/E. 32 C. nos demais utilização de preservativos em todas as relações sexuais e exames ginecológicos periódicos durante toda a vida. 48D. redução de aglomerações. 6B. 16-C. que produz RNA a partir de DNA. que contiua a replicar o material genético viral. tornando os aidéticos incapazes de debelar infecções que para indivíduos imunocompetentes seriam relativamente brandas. 12-C. 9-A. pertimindo inclusive sua incorporação ao material genético do hospedeiro B) os retrovirus produzem uma enzina.a) a replicação viral divide-se em ciclos lítico e lisogênico. e nesses seres a respiração ocorre nas mitocôndrias e os ácidos nucleicos estão contidos no núcleo. 64E. 5-E. 24A. 52A/B/E. 2D. 20A . 11-E. Esse tipo de ciclo é realizado por vírus mais brandos. porque o homem também é susceptível à infecção. 29E. 17C. 7D. 28C. sendo muito mais susceptíveis a essas doenças. 20D. 21B. 63D. 22B. o que indica ausência de programas de controle de natalidade. 10 B. B) Bactérias são capazes de se reproduzir sexuadamente (por conjugação) ou assexuadamente por divisão binária (cissiparidade). não de anaerobiose. 9C. 14-B. 37E. 3-1/2/3. Protozoários. 50D. D) o isolamento geográfico dessas populações fez com que elas nunca tivessem contato com tais agentes patogênicos. 31 A. 22D. Essa resistência é transferida aos descendentes durante o processo de reprodução. que são posteriormente liberadas após a lise da bactéria hospedeira. 27C. portanto só sobrevive na ausência de oxigênio. 40C. síntese. 11C. B) em países desenvolvidos a vacina. mas a base muito mais larga que o ápice indica uma natalidade muito grande. 42B.E. 8. 5) A raiva pode ser combatida com vacina. ventilação adequada dos ambientes e distribuição de máscaras. 3. 18-C. GAB CAP 19. 17-D. D) Ver questão 3 CAP 18 – Banco de Questões pg 125-130 1-A 2-D. Além disso por serem seres simples o processo reprodutivo é rápido. 10) porque a AIDS atava diretamente o sistema imune. A FAVOR: podem apresentar metabolismo e são capazes de se reproduzir. 56A. Quem já está com os antígenos no corpo responde melhor ao soro que à vacina. 35TODAS. 23A. Medidas de controle incluem o controle populacional periódico de carrapatos em animais domésticos e evitar adentrar em matas durante o período de seca (quando há a reprodução dos 10 . 4) a) Fase 1 B) baixa contagem de linfócitos T4.D. ou carrapato-estrela. 6. varíola. nematóides. Esse ciclo é realizado pelos vírus mais agressivos. 49E. 34E. cristalizando-se.a) Porque Clostridium tetani é uma bactéria anaeróbia. GAB CAP 18. Já no ciclo lítico ocorre replicação das partículas virais. poliomielite.10A. 6) a) sarampo. Na cissiparidade não há necessidade de mais de um indivíduo. 13C. Esse processo é inverso ao processo da tradução. 5-1/3/5. 14B. 2. além de atuar também como fonte de infecção. 7) a) a semelhança entre o material genético do vírus e do hospedeiro. No ciclo lisogênico o vírus incorpora seu material celular ao da bactéria hospedeira. 21C. 61A/D/E/F. 9) a) vírus B) é acelular C) o pus contém particulas virais que foram atacadas por células do sistema imune do hospedeiro. 38C. A dengue é uma doença viral transmitida por um artrópode b) a principal fonte de contaminação são gotículas de saliva de pessoas contaminadas dispersas pelo ar. sementes ou difusão mecânica por equimpamentos agrícolas contaminados. montagem e liberação das novas partículas virais 3)CONTRA: os vírus são acelulares e suspendem totalmente seu metabolismo. 11)a) utilização de preservativo masculino e feminino b)não. infecções oportunistas e edema dos linfonodos. B) adsorção. rubéola e caxumba b) a expectativa de vida permite concluir que trata-se de um país desenvolvido. uma riquétzia (parasita intra-celular obrigatório) e o vetor é o Amblyoma cajenense. 36-E. 2. fungos. ao passo que o soro contém já os anticorpos prontos. 27 C. 58C. Medidas importantes de contenção da epidemia incluem isolamento dos doentes. 57A. C) a vacina estimula o organismo a produzir anticorpos contra determinado antgeno.

19B/E. 3. 8. algas e plantas. B) na região IV são favorecidas as doenças de veiculação hídrica. c) A região II apresenta maior extensão de área rural próxima a regiões silvestres devido ao número de casos de doença de Chagas. D) Doença de Chagas. 7) a) a forma de contágio mais comum é pelas fezes do barbeiro contaminado. Os indivíduos Z e Y são n. 2-1/3/5. pg 436-437 1-a) Sim porque pode ocorrer transmissão da mãe para o feto durante a gestação ou a amamentação. 7-C. a elevada concentração de açúcares inviabiliza a sobrevivência dos parasitos. Os cães são o reservatório do agente etiológico e pode haver transmissão para o ser humano por se tratar de uma zoonose. 15-C. Plasmodium falciparum: picada pelo Anopheles contaminado. 14-B. combate ao vetor. 8)A) Ciclo haplôntico. 3)a) hepatite A – vírus. 4) a) Mais comumente pelas fezes contaminadas do triatomíneo. como cólera e hepatite A. 13C. 11) a) Intestino delgado. B)Na musculatura do coração (miocárdio). c e e. 14: Trichomonas vaginalis: Relações sexuais. 12-D. B) Ingestão de cistos do parasita presentes em água contaminada e em verduras mal lavadas. leite materno e outros. 10) As bactérias autotróficas aprsentam célula procariótica. 10 E. portanto possui 24 cromossomos.C. 6. Estruturas haplóides são a. B) Tratamento dos doentes e controle do vetor. cólera (contato com água ou alimentos contaminados com fezes). tais como expansão da zona rural e urbana sobre as florestas e construção de casas sem cuidados sanitários que evitem a presença do inseto. cólera – bactéria e Doença de Chagas – protozoário. com 12 cromossomos. 15) Intestino delgado b) Ingestão de cistos do parasita presentes em água contaminada e verduras mal lavadas. 18-A. 13C. uso de sanitários. 8. célula II = esporo n. CAP 20– Banco de Questões pg 135-138 1-TODAS EXCETO 5. 2. C) assexuada por bipartição.D.carrapatos) sem roupas adequadas. A malária é transmitida apenas pela picada do vetor não por secreções de pacientes doentes. 16-B. 11-C. 16-A/B/C/E. 12)a) Trypanossoma cruzi. 5) a) Significa eu foram obtidas as sequências de bases nitrogenadas de cada um dos protozoários B) Pela picada do vetor (fêmea do Anopheles) C) Contato com água contaminada com cercárias (“lagoas da coceira”) 6) Os garimpeiros estavam parasitados e migraram para uma área onde existia o vetor. B) gameta: c e esporo: e. roupas de banho e toalhas contaminadas. 9) a) cél I = zigoto 2n. C) assexuada por bipartição 16)a) Filho Mastigophora (classificação que não é mais utilizada) b) a doença é transmitida pela fêmea do mosquito palha contaminadas. 13)a) HIV: leucócitos. B) campanhas de reaproveitamento de resíduos ou coleta seletiva. roupas íntimas. E) controlar o vetor. 20E. C) Lesões cardíacas. 21D. controle rigoroso em bancos de sangue e exames pré-natais. 4 D. b. não construir casas de pau-a-pique e fazer controle de qualidade do sangue presente nos bancos de sangue. Estrutura diplóide: d. 17-C. Há também bactérias que fazem quimiossíntese. os garimpeiros acabaram agindo como reservatório da doença. Além disso inspecionar atentamente todo o corpo após frequentar esse tipo de ambiente também é importante para se eliminar carrapatos eventualmente presentes no corpo. B) fatores que favorecem o contato do triatomíneo com humanos. 17-B. As algas verdes unicelulares apresentam célula eucariótica e os pigmentos ficam contidos nos plastos.a) Não. uso de utensílios contaminados com sangue ou secreções do paciente. Não há núcleo e os pigmentos fotossintetizantes são dispostos em lamelas no citoplasma. 14-E. 10 C. 15-D. 6) Não há pergunta após o enunciado 7) a) a receita B. b) o indivíduo X é 2n. 9-A. 4 A. coleta seletiva e reciclagem. 5-C. 3. 5) a) destinação correta do lixo aos aterros sanitários. a meiose ocorre na passagem de d para e. As bactérias autótrofas realizam fotossíntese bateriana. 12-FFFV. 9-C. 11-A. CAP 19 – Banco de Questões pg 131-134 1-A 2-C.B. B) Além de esses alimentos envolverem fervura do caldo de cana. Bactérias decompositoras contaminaram a mistura promovendo o azedamento. além dos que estão saindo de b. mas se um desses animais tiver sido moído junto com o caldo de cana o parasita poderia ter entrado no hospedeiro pela mucosa da boca. 6. com meiose zigótica.B. 7-D. 11 . 5-B. Plasmodium: picada da fêmea do Anopheles contaminada.VVFFFV. Plasmodium: hemácias b) HIV: relação sexual desprotegida com portador do vírus. O iogurte natural entrou na receita porque contém as bactérias responsáveis pela fermentação do leite e sua conversão em iogurte B) As bactérias que produziriam o iogurte foram mortas pelo calor. 18A GAB CAP 20. B) Construção de casas de alvenaria. diferente da realizada pelas cianobactérias. célula III = gameta n.C. C) Leptospirose (contato com urina de ratos contaminados). Assim.

raízes fasciculadas. 8)A) as características de uma flor permitem que ela seja polinizada por uma ampla gama de agentes polinizadores. 7) a) flores coloridas atraem aves e insetos que atuam como polinizadores. que leva os núcleos espermáticos para a fecundação do óvulo. visto que musgos e samambaias não produzem grãos de pólen. 30 d. 22 a.3 e 4 B) O tipo de inervação das folhas e o número de elementos florais. floema.. Já a água é necessária em todas as etapas do processo. 5) a) mono: 2. B) Pteridófitas produzem esporos que germinam. raiz axial ou pivotante. 8. B) Preservação e dispersão das espécies. B) A linha traçada deve indicar o aumento no volume de água na semente. feixes vasculares organizados em torno de um cilindro central. A presença de um polinizador possibilita a ocorrência de fecundação cruzada. 6. permitindo assim a fecundação cruzada. B) amido (carboidrato). As proteínas são necessárias porque fornecem o nitrogênio necessário para a síntese das bases nitrogenadas que irão compor o material genético do vegetal. b) o surgimento das flores e dos frutos. ou zoocoria. CAP 22– Banco de Questões pg 146-150 12 . pg 466-467 1-Porque houve crescimento secundário. Ao germinarem. que é o crescimento em espessura.O fruto verdadeiro é produto do desenvolvimento do ovário após a fecundação. porque as araucárias produzem os pinhões e estes contém tecido de reserva haplóide. B) O endosperma é Aaa 2. encontrando-a nos carboidratos e lipídeos. B) As árvores floríferas são as angiospermas. em maior concentração. 23 a. originado da reunião do segundo núcleo espermático com os núcleos polares. II polinização da flor pela mamangava (entomofilia). P=carboidrato e Z=fibras.núcleos espermáticos são os gamestas masculinos. responsável pela maior variabilidade genética dos vegetais. Os gametas femininos são os núcleos polares e a oosfera. apenas pinheiros e ipês. 37 e. bem como raiz. 10 b. 11) a) o grão de milho é o fruto seco. com uma única semente ligada à parede do fruto. 24 e. como os morcegos. 29 c. 16-c. 19c. di: 1.GAB CAP 21. que é resultante do desenvolvimento do gameta feminino. B) a semente precisa de reserva energética para germinar.a) A presença de gametas masculinos que precisam da água para se locomover (anterozóides) B) Briófitas são avasculares. 26 d. B) o vento. porque as sementes das gimnospermas e angiospermas são o resultado do desenvolvimento dos óvulos fecundados. pteridófitas são vasculares. 6)a) A curva 1 representa a variação de massa do embrião e a curva 2 à variação de massa do endosperma. 35 a.b. que conduz a seiva elaborada. À medida em que o embrião se desenvolve consome as reservas que estavam no endosperma. 36 e. 9-c. 9) a) Passagem de algas verdes ancestrais para as briófitas: gametângios envoltos por uma camada protetora de células estéreis: retenção do zigoto e dos estágios iniciais do desenvolviemnto de estruturas de fixação ao solo e de absorção de água e sais minerais presentes entre as partículas do solo. 28 c. GAB CAP 22. 2.1. enquanto o caju corresponde ao pedúnculo floral (a semente é a castanha de caju). xilema. B) floema. 18-d. caule e folhas. 27 e. C)monocot. 3=morcego (quiropterofilia) e 4=abelha (entomofilia).: embrião com um só cotilédone. 2-b. não apenas o amido presente no grão de milho. V polinização da flor por um morcego. 7-e.e. o que resulta na semente ao final do desenvolvimento. ou quiropterofilia. Dicot. Apenas as gimnospermas e angiospermas produzem sementes.1/2/5. 3. 12-e. 32 Soma = 40. 13e. 14-e. 25 d. ou anemocoria. 20d. 4) a) Não. 9) a) diferenciação celular b) tecido meristemático c) condução da seiva bruta d) III (estômato) e VIII (célula parenquimática) e) VII (célula do esclerênquima) f) oxalato de cálcio 10) a) I disseminação de semente pelo ar. CAP 21– Banco de Questões pg 139-145 1-d 5. 11-a. 5-e. 6)a) Q=água. as coníferas gimnospermas e os musgos são briófitas. III Defecação da semente por animais IV Disseminação do fruto e das sementes por animais. Passagem de briófitas ancestrais para as pteridófitas: surgimento dos tecidos de sustentação e dos vasos condutores de seiva. C) 2:xilema d) 5:epiderme 3)a) C B) A c) B d) D 4) a) São frutos e sua importância reside no fato de facilitarem a dispersão de sementes ao serem ingeridos por animais.: embrião com dois cotilédones. 21e. 15-b. 34 b/c/d. 8)A) O tomate corresponde ao ovário desenvolvido após a fecundação. 4. B) Raiz e caule 1. As samambaias são pteridófitas. os grãos de pólen formam tubos polínicos. 2. feixes vasculares desorganizados no caule. B) Quando germina o grão de pólen origina o tubo polínico. 31 a. formando protalos. 5) a) Sim. pg 466-467 1-a) 1-angiospermas. pois é necessário que ocorra a embebição da semente para sua germinação.a) raiz e caule 2. B) Não. 3)a) 1= beija-flor (ornitofilia). Nas castanheiras o endosperma é triplóide. C) Dieta balanceada pressupõe a presença de diversos tipos de nutrientes. 7) a) tecidos meristemáticos: felogênio e câmbio. que vão de insetos a mamíferos. 2=vento (anemofilia). 17-d. 33 a.

Os fungos são eucariontes. uni ou pluricelulares e heterótrofos.Célula a célula pelos plasmodesmos. aclorofilados. 3.as auxinas.A) 1. 2-a. 39e.A) Presença de parede celular. B) Porque alguns fungos produzem toxinas que combatem bactérias ou outros fungos. 50 b. 6) 1.b.A) Depende da digestão enzimática da sacarose pela sacarase. disponibilidade de locais para nidificação. armazenam glicogênio e apresentam quitina. síntese de cutícula espessa e substituição de folhas por espinhos. 7) a) ovário b) quando a semente é produzida esses hormônios são liberados e fazem com que o ovário se desenvolva. 5-1/2/3. 22 B.1-A . 5-B. B) Porque a raiz deixa de receber a seiva elaborada.C. 27 B/C/E. 19d. Para uma planta de dia longo florescer deve ser submetida a um período de escuro inferior ao fotoperíodo crítico. unicelulares e podem constituir colônias. D) Porque se não há folhas não há produção de seiva elaborada. A transpiração é importante porque propiciou a absorção pelas raízes e a condução pelo xilema.D. 7-1/3/4. interrompido pelo corte. 10 B. Se essa região for removida atrapalha-se o crescimento em altura e se favorece o crescimento dos ramos laterais.Os protozoários são eucariontes. 16-A. III) Essa área corresponde à zona pilífera. 14-Soma 29. e nem todos os vegetais vivem em regiões com abundância de água.São heterótrofos. C) 1xilema. 5. 41 d. 3. 34b. principalmente o AIA. que faz com que a água no estado líquido seja capaz de evaporar nas folhas. 49 a/b/c.A) O mofo são fungos. 15-E.As bactérias são procariontes. 25 d. 7-D.câmbio da casca (felogênio). 4. processo fundamental para o desenvolvimento do vegetal uma vez que proporciona a absorção de água e o transporte da seiva bruta. 46 a/d/e. 26 c. 2-1/3/4. 3)a) A floração depende do período de escuro ao qual a planta está submetida. 19A.A. que são bastante resistentes e podem ser dispersados pelo vento.1/2/3. B. 4. 6. DNA ou RNA e eventualmente envelope lipoprotéico Rhizobium são bactérias que podem se associar a raízes de leguminosas auxiliando na fixação de nitrogênio e Penicillium é um fungo. 48b/c. C) Porque esse ramo não tem mais que dividir a seiva elaborada com o restante do vegetal.a. um processo assexuado.III. 10 a. B) O crescimento em altura é determinado pelas células meristemáticas presentes na extremidade apical (gema apical). 40e. 37e. B) gás carbônico. 13 . C) porque a tranpiração excessiva leva a perda de água. 9) a) O espessamento é causado pelo acúmulo de seiva elaborada. B) fechamento dos estômatos. 18-C. 10) I)A.condução de seiva bruta. 29 c. 11-D. 35c. 27 b. 28 b. 3. A pulverização do ovário sem que tenha havido fecundação também provoca o desenvolvimento do frutos. induz a floração e pode agir como herbicida. 3. etc. respectivamente.dominância apical. 13C. C) germinação de sementes. C) Pigmentos fotossintetizantes e amido como reserva energética. 24 c. organismos eucariontes pertencentes ao reino Fungi.a) tubo 3 B) letra c 2. 44 c. D) Aumenta a oferta de alimento para os animais. B)Os fungos são capazes de produzir esporos reprodutivos. 43 b. 2. 11)a) Absorção da radiação solar. 31d. 8. 12-E. 23 D. D) O modo mais fácil e rápido de reprodução bacteriana é a divisão binária. 20 –1/3. 2. 4) a) Aumento dos ramos laterais e retardo no desenvolvimento do crescimento em altura. abrigo contra predadores. 4. não ocorre a transpiração.a) ponto de compensação fótico. 2. 20C. 9-B. 6. B) O pigmento é o fitocromo. unicelulares heterótrofos. 22 b. A quantidade de oxigênio desprendida é igual à de gás carbônico B) Tubo 2. 2. 3. 4. 6. Assim. 3. presente em alguns animais. 14-E. 5) a) A vaselina impede a saída de água. retirando-se as gemas apicais. pg 508-510 1-a) Fototropismo positivo B) auxina c) produzido na gema apical. A espécie P. 30 a. 47 c/e. região onde a absorção é maior. 15-Soma 23. estimula o enraizamento e o desenvolvimento do ovário. unicelulares e heterótrofos. 42 c. GAB CAP 24. 23 b. porque faria com que a planta vivesse abaixo do ponto de compensação fótico. 32b. pg524-525 1.1/2. 8)A) estômato e pelos absorventes.a) A solução de anilina vermelha foi transportada até as flores pelo xilema. C) São eucariontes. CAP 23– Banco de Questões pg 151-160 1-c . 3. 9-b. notatum era utilizada na produção da penicilina. B) São procariontes e pertencem ao reino monera. alimentando-se de matéria orgânica.Os vírus são acelulares formados por cápsula proteica.b. 45 d. 28 E. 21b. 26 B. incapaz de prosseguir pelo floema. 18d. 24 D. 36a. D) inibe as gemas laterais (dominância apical). 16-b.passa pelos espaços intercelulares até atingir a endoderme. II) Antes de chegar ao xilema a água absorvida pela via B passa obrigatoriamente pelas células da endoderme. um antibiótico. 2. 17-E. 25 E. 30 C GAB CAP 23. 33b. 29 A/B.O experimento permite concluir que as plantas de dias curtos precisam ser submetidas a períodos de escuro superiores ao fotoperíodo crítico. originando o fruto.A)Os fungos são heterótrofos por absorção. 13a. 17-c. 11-b. 12-c. 21A. 38 d. B) 1do ápice do caule. 8. obtendo assim condições de crescer mais.

A) Pode ocorrer fermentação láctica em céulas musculares quando o aporte de oxigênio é reduzido. completando sua formação na organogênese.A) Os fungos e as bactérias participam da decomposição de matéria orgânica estando envolvidas na ciclagem de nutrientes. porque têm elevada disponibilidade de água. 12C.Os peixes apresentam respiração branquial. 4A. Os animais terrestres. 6A. é muito tóxica. 10D. acrossomo e flagelo. 7. D) A amônia. 6. 3. Isso faz com que os condrícties não necessitem ingerir água. contido no núcleo. delimitando duas imagens especulares.A) O DNA. 4. B) Nos insetos o oxigênio é levado diretamente para as células. espermátides e espermatozóides nos testículos. por isso todos os fragmentos podem se regenerar. 8C.Existe relação entre o ambiente em que um grupo animal vive e a excreta nitrogenada que ele elimina. vinho.7. 2C. apenas a lombriga tem sistema digestório completo.A osmolaridade do sangue do tubarão é menor que a água do mar. B) Lisossomos c) entre os apresentados. D) Surge durante a gastrulação. 5E. 3. por isso excretam amônia. formados por tecido epitelial. pg 545-546 1. C) Proteção do embrião contra dessecação e contra choques mecânicos. Anelídeos – Bilateral. B) o sistema excretor e os rins. o que faria com que este perdesse água para o meio. Na simetria radial existe mais de um plano. embora haja algumas espécies que apresentam respiração pulmonar. apresentam simetria radial. que necessitam de quantidades respectivamente decrescentes de água.A) As brânquias são projeções externas do tegumento. 2.A) Em protozoários e poríferos a digestão é exclusivamente intracelular. As traquéias são invaginações altamente ramificadas da parede do corpo. terrestres e voadoras. um composto menos tóxico e menos solúvel em água que a amônia. sem a necessidade da presença de pigmentos respiratórios do sangue. 11C.Os axolotles neotênicos são aquáticos. B) As toxinas produzidas pelos fungos permanecem nas sementes mesmo após eles terem sido eliminados. 13 A/B/E. 6. Além disso. 5. A galinha excreta ácido úrico. A uréia sanguínea faz com que o sangue eleve sua concentração osmótica tornando-a praticamente idêntica à do meio. iogurte e outros alimentos. CAP 24 – Banco de Questões 1 B. uma membrana extra-embrionária. B) Na simetria bilateral apenas um plano atravessa o corpo do indivíduo. celomados 2. B) Ovócitos II e óvulos. quando apresentam simetria.A) Simetria radial: água-viva e coral. Já os animais terrestres podem eliminar uréia ou ácido úrico. produzem uréia. por sua vez. que produz menos gás carbônico e menos álcool.No Brasil são utilizadas cêpas de S.A)Cnidário – radial. o que a permite economizar água. C) Os insetos convertem a amônia em ácido úrico. 9. 3. portanto. 9 E. acelomados. 4E. necessitando de menor quantidade de água. O macaco. pulmonar e cutânea. situadas próximas aos locais onde ocorrem as trocas gasosas. pg 545-546 1. contém as informações necessárias para a regeneração. 4. e conseqüentemente mais de duas imagens especulares. A acetabulária é uma alga unicelular com núcleo basal. 5B. carlsbergensis. convertem a amônia em uréia ou ácido úrico. que contém líquido amniótico. Animais que excretam amônia devem ter grande disponibilidade de água no ambiente. Delimita a cavidade amniótica. 8D. excreta uréia. C) Assemelham-se às plantas pela presença de parede celular e aos animais por serem heterótrofos e apresentarem quitina e glicogênio. 9 1/2/3. além de ser altamente solúvel em água. 5.A) O âmnio envolve completamente o embrião. Espermatócitos II. com elevada irrigação sanguínea e capacidade de hematose. conforme o fazem os osteícties. B) Produção de pão. 6A. B) Todas as células da planária são nucleadas. Platelmintos – Bilateral. 3 A. Nos seres citados ocorre apenas no paramécio. o adulto não. por osmose. 2B. 3 E. cuja disponibilidade de água é menor. Esponjas. C) Os espermatozóides possuem núcleo haplóide. 3.A) Poríferos e cnidários b) Artrópodes e cordados apresentam espécies aquáticas. 14 . 8. Pseudocelomado. O fragmento que se regenerou foi o que apresentava núcleo. nos ovários. Os óvulos também são haplóides e possuem vitelo. dependendo do estágio de desenvolvimento. por sua vez. B) A partir dos répteis. C) Porque a larva apresenta simetria bilateral. É. Os anfíbios apresentam respiração branquial. 10C GAB CAP 26. capazes de absorver oxigênio da água porque são ricas em capilares sanguíneos.A)O ácido úrico se origina do metabolismo das proteínas. cerveja. 7 D. 7 B. A partir dos répteis todos apresentam respiração pulmonar. 14D GAB CAP 25.A) Gênero. podendo ser tóxicas para o ser humano. por não ser tóxico pode se acumular no ovo durante o desenvolvimento embrionário. Animais aquáticos podem eliminar amônia. 3. CAP 25 – Banco de Questões 1 C. Os pulmões são sacos. Os terrestres.

15 .No processo de muda o caranguejo troca o exoesqueleto de quitina e cresce enquanto o novo exoesqueleto ainda não foi secretado e não se enrijeceu. 5c. 6A.A) Se as espécies introduzidas ocuparem o mesmo nicho das nativas podem extingui-las por competição interespecífica.Os peixes são amoniotélicos. classe Trematoda. 1 ou 2 pares de asas. b) Presença das valvas na concha e ausência de rádula. caranguejo e lagosta são crustáceos. C) Esses organismos são filtradores. 18 a. B) São aracnídeos porque apresentam 4 pares de pernas.7. 16 c. Doença de Chagas: o inseto triatomíneo contamina o hospedeiro vertebrado com um protozoário. 6. bem como os demais moluscos.A) Os ovos são eliminados nas fezes do hospedeiro contaminado. 5. 3 Todas. 10b. uma vez que os diferentes estádios de desenvolvimento não competem entre si. 17 d. formiga. 5.Camarão. Se as mãos não forem corretamente lavadas esses ovos podem ser transmitidos a outras pessoas ou a alimentos. por isso podem acumular toxinas e microrganismos patogênicos. 23 c. B) O hospedeiro definitivo é o ser humano e o intermediário é o caramujo do gênero Biomphalaria. Uma das principais forma de se adquirir essa doença é a penetração de larvas dos parasitas na pele dos pés das pessoas que andam descalças em solo contaminado. o T. 15 a. combate ao transmissor. Por ser muito tóxica e altamente solúvel em água a amônia requer grande quantidade de água para a excreção. caso venha a ser usado como inseticida. 26 d. um ectoparasita do filo Anellida. pg 586-587 1. 3. abelha. besouro. ou pedipalpos. solium. Os bivalves apresentam corpo mole e manto. endoparasita do filo Nematoda e Taenia saginata.A)Porque a febre é transmitida pelo carrapato. 7. o que pode reduzir a competição. 22 e. 7 d. que se contamina com a ingestão do sangue de animais hospedeiros contaminados. 9 a. A leishmaniose ocorre quando o inseto flebótomo inocula no ser humano formas infectantes de protozoários do gênero Leishmania. poupando esse recurso tão escasso no ambiente mencionado. 21 e. 13 e.A) O exoesqueleto quitinoso confere proteção contra predação e minimiza a perda de água. do gênero Plasmodium. o desenvolvimento indireto possibilita a ocupação de diferentes nichos ecológicos ao longo da vida. B) A medida II. 2 1/2/3.A)Em vermes observa-se simetria bilateral. 12 d. B) O saneamento básico é importante para as duas. As exsúvias são os exoesqueletos liberados durante a muda. Ascaris lumbricoides. cruz. 10C GAB CAP 27. CAP 27 – Banco de Questões pg 170-173 1 c. 9 E. 20 a. além de busca mais eficaz de novas fontes de alimento. Se a tênia tivesse se quebrado ao ser eliminada seria esperado que no interior do corpo do hospedeiro ainda houvesse proglótides com ovos e o hospedeiro continuaria infectado. B) 3 pares de patas. A infestação ocorre se os ovos forem ingeridos. 3. C) Desenvolvimento embrionário. Duas das novidades evolutivas são o surgimento das regiões anterior e posterior e dorsal e ventral do corpo. tratamento dos doentes e evitar nadar em lagoas desconhecidas ou que comprovadamente apresentem os parasitos. 4e. Outras medidas profiláticas para a esquistossomose dizem respeito ao tratamento dos doentes e a eliminação dos vetores. sendo portanto mais seletivo e menos agressivo ao ambiente. 19 d. C) saneamento básico. excretam amônia. 2. CAP 26 – Banco de Questões 1 1/3. 24 e. O corpo é dividido em proglótides (segmentos) hermafroditas e nos indivíduos sexualmente maduros pode haver autofecundação. porque esses insetos também passam pelo processo de muda. 4. porque requer pouca quantidade de água. 3 B. B) sim. grilo e mosca são insetos e aranha e escorpião são aracnídeos.A) Medidas I e IV porque a ascaridíase é transmitida por alimentos ou água contaminados com ovos do parasita. não apresentam antenas e apresentam quelíceras.A) I.A) Filo Playhelminthes. 6d. II – pseudoceloma. 4. B) Ausência de tecidos verdadeiros. 2.A) Não. B) exoesqueleto de quitina. provocando a cisticercose. como é o caso da capivara. B) Hirudo medicinalis. GAB CAP 28. 25 a/b/d.T.A) Febre maculosa. 4D. causada por uma riquétsia e transmitida ao ser humano pelo carrapato-estrela. No caso da Taenia é importante a fiscalização de abatedouros e frigoríficos. pg 586-587 1.tecidos verdadeiros e gastrulação.A) o brasinosterol inibirá a muda dos artrópodes. excreta nitrogenada típica dos répteis. 5E. 7 B. B) Malária. endoparasita do filo dos Platyhelminthes. as asas permitem deslocamento rápido e fuga de predadores. 7. Um lagarto de deserto elimina ácido úrico. 11b. o. 2 c. A fêma do Anopheles transmite um protozoário. A abertura por onde a cigarra é que é confundida com um „estouro‟. apêndices articulados e ocorrência de ecdise. ou seja. 8a. 8C. 6. 14 e.

Presença de notocorda. GAB CAP 30. 6. 4) a) segmentação (mórula e blástula). 14 b. CAP 29 – Banco de Questões pg 178-183 1 c. pg 632 1. cracas e caranguejos: arthropoda. 8 1/4/5. endóstilo e cauda musculosa pós-anal.Pertencem ao filo Choradata e apresentam como caracterísiticas comuns: notocorda. ocorrendo então vantagem evolutiva dos mandibulados sobre os agnatos. 10. 21 b.A representa o crescimento dos artópodes (intermudas) e B os outros animais. C) Chorophyta. pelo menos na fase embrionária e sistema nervoso dorsal. 9 a/c/d/f. 9 a. 6) São os ovários que produzem estrogênio. 22 c/d. Rhodophyta e Phaeophyta. pelo menos na fase embrionária e sistema nervoso dorsal. o exoesqueleto de quitina está presetne em todos os artrópodes. 22 b/c/d/f. sem anexos e úmida. 12 e. 2. Nos protostômios tal estrutura dá origem à boca. 3 d. 24 a/d. 14 a. 15 a. 11e. 16 a. 8 b. Da mãe para o feto álcool e nicotina. 15 c. 12 b. 11c. 18 c/e.A) agnatos (feiticeiras e lampreias) b) ocupação de novos nichos ecológicos. 20 a. Os embriões não apresentam âmnio. facilitou a obtenção de alimentos e a defesa. 13 d.b) o mais afetado seria o pirarucu. cracas e mexilhões. porque ingeriria petróleo na tentativa de ingerir ar. 19 a/b/f.A) Na árvore I o animal A é apresentado como sendo mais proximamente aparentado do animal B. 21 d/f.A) bexiga natatória. 16 b. ocorrendo então vantagem evolutiva dos mandibulados sobre os agnatos. 4a. entre os moluscos o que verifica-se na maioria é a presença de um exoesqueleto calcáreo.b) a mandíbula permitiu a exploração de novos nichos ecológicos. ao contrário dos artrópodes. 11. que atua também no controle da flutuação do animal. 17 e. 5b. que possuem carbonato de cálcio e espongina. endóstilo e cauda musculosa pós-anal. 2. pelo menos na fase embrionária e sistema nervoso dorsal. 23 a/b/c/d. 7 a. que possuem esqueleto calcáreo. 14 a. animais que se deslocam: gastrópodes. A fecundação é externa. pg 632 1. Origina-se durante a organogênese. com exoesqueleto quitinoso e corais verdadeiros. facilitou a obtenção de alimentos e a defesa. 17 a/c/e. 19 e. 26b. 24 a. já que tem respiração cutânea. 20 b.Os anfíbios possuem pele lisa. CAP 30 – Banco de Questões pg 184-189 1 a. Na ausência de estrogênio a incidência de câncer de mama é menor. uma minhaca. na água e produzem ovos gelatinosos sem casca. que implica na vulnerabilidade do animal nesse período. 7 a. 25 a.A) esponjas: porífera.Invertebrados que apresentam endoesqueleto: esponjas.8. 16 . Nesse grupo o blastóporo dá origem ao ânus. com exoesqueleto calcáreo. 5) Porque a testosterona é liberada na correntes sanguínea e independe dos vasos deferentes. 10b. B) as vantagens são proteção e impermeabilização. B) mobilidade – animais fixos: esponjas. b) o animal B.A) notocorda. a partir de uma evaginação do teto do arquêntero. 23 c. gastrulação e organogênese. 9 a. B) durante a gastrulação formando os 3 folhetos embrionários (endoderma. sistema nervoso dorsal. 16 a/b/c. 18 e. 7. ouriços e estrelas do mar: echinodermata. B) produção hormonal (HCG) e manutenção do embrião no útero. 6c. 3 a.Pertencem ao filo Choradata e apresentam como caracterísiticas comuns: notocorda. gastrópodes e mexilhões: mollusca. B) cai a concentração de gonadotrofina coriônica (HCG) após a expulsão da placenta. depois de os 3 folhetos embrionários terem se diferenciado na gastrulação. 4d. É derivada da mesoderme. GAB CAP 31. 4 3.b) a mandíbula permitiu a exploração de novos nichos ecológicos. 3) a inibição dos hormônios LH e FSH acarreta inibição da ovulação. 13 a. mesoderma e ectoderma) C) os humanos são deuterostômios. 7 a. 25 FVVVF. 5. 20 VFVVV. 5a. 6a. endóstilo e cauda musculosa pós-anal. 17 d. A desvantagem é a limitação do crescimento do animal ao período intermudas. 2. 11a. CAP 28 – Banco de Questões pg 174-177 1 1/2.a) do feto para a mãe: CO2 e excretas nitrogenadas. 18 a. 2 2/4. equinodermos. 8d. 10 a/c/d/e. 12 b. pg 677-678 1-a) hormônio b(progesterona) que tem como função manter o endométrio desenvolvido. 10 e. 2 1/4. 3. 6FVFV. não suportando ambientes muito secos. endóstilo e cauda musculosa pós-anal. 2 d. Por isso necessita de umidade. B) Chondrichtyes. 9. fendas faríngeas e cauda pós anal musculosa. 13 c. 19 a. 21 c. aprsenta menor adaptação à respiração no ambiente terrestre. 3 todas. 4. 15 a/b/d. caranguejos e estrelas do mar. A notocorda dos cefalocordados se estende até a região cefálica. 5b. que se destaca e forma a notocorda. ouriços. pelo menos na fase embrionária e sistema nervoso dorsal.A) notocorda. Invertebrados com exoesqueleto: artrópodes.A) não. GAB CAP 29.

17C. 14C. 37 A/C/E. 8) a) antígenos atenuados ou fração desses antígenos que estimulam o organismo a produzir anticorpos contra eles. 16a. mesoderme e endoderme b) ossos: mesoderma. Esse equilíbrio se mantém graças à bomba de sódio e potássio. 21a. antimicrobianos mais eficazes e aumento da expectativa de vida. o que o torna predisposto a hemorragias. 2-1/2/4. 24B. poruqe teriam aumentada a sua capacidade de transporte de O2 e CO2. uma vez que são fornecidos anticorpos. 6) a) ectoderme. 42-1/2/4 GAB CAP 33.a) De soro. 3)O paciente X teve a cirurgia suspensa em decorrência do baixo número de plaquetas. 9) a) o maratonista e o ciclista. célula epitelial: mantém o tecido epitelial unido. sendo capaz de atingir a região onde se localizam os melanócitos.. 17d. células que produzem melanina B) Adipócitos. 31 Todas. 22B. 27 c/d. A pleura tem origem endodérmica e o epitélio da bexiga origina-se do mesoderma. porque produziu mais hemácias em resposta ao ar rarefeito. CAP 32 – Banco de Questões pg 196 1-E. 8-1/2/3. célula caliciforme: produção de muco. 20b. O aumento da cobertura vacinal nos anos anteriores reduziu os casos em 1997. OBS.7) a) o espermatozóide requer grande produção de energia para o batimento dos flagelos. 28b/d/f. Sustentação e armazenamento de lipídeos. 25e. 12d. 4) a) Doenças contagiosas tentem a provocar menor mortalidade. originam-se do ectoderma. não necessitando do prazo de produção destes pelo próprio organismo. 40D. 18B. ao contrário das degenerativas. 11A. 13b. 21D. 30D. 2. As células de memória aceleram a produção de anticorpos pelos linfócitos. 31 A. 10) Neurônio: presença de dendritos que conduzem o estímulo nervoso. 7) Sim. com maior poder de circulação. 38C. Quando a célula é estimulada ocorre entrada de Na+ e saída de K=. Quanto mais glicogênio armazenado no músculo mais rápida é a disponibilização de reservas. 32 A/B/E. 11)a) Porque macrófagos e linfócitos são células do sistema imunitário b) macrófagos fagocitam e digerem partículas estranhas. Espera-se que em 1998 o número de casos seja próximo de zero. B) o glicogênio muscular é uma reserva energética de rápida mobilização. 8a/b/d/e. 19A/C. 5) Em repouoso o neurônio apresenta-se polarizado (positivo fora e negativo dentro). porque teriam sua massa muscular aumentada. bem como as glândulas sebáceas. os linfócitos produzem anticorpos. B)Sim. 7a/d/e/f. B) ação das células de memória. 28C. 3-B. permitindo que o músculo seja mais eficiente. A epiderme. 33B/C. 20 A/B/C/E. 39 B/C/E. 17 . B) melhores condições sanitárias. 26d. As células nervosas são dotadas de prolongamentos e liberam neurotransmissores. espermatozóide: flagelo para locomoção. 7) a) ativa: produção de anticorpos / passiva: anticorpos recebidos (soro). Célula muscular: actina e miosina que proporcionam a contração muscular. 22e. 34 C/E. 23b. 18a. pg 727-733 1-Pouco eficazes. 3-2/3/5. 2b/e.: Cabe ressaltar que todas as substâncias utilizadas como doping acarretam prejuízos ao organismo. 24d. o que aumenta sua capacidade de trabalho. 8) Proteção. que por sua vez “empacota” essas proteínas em vesículas membranosas. 3)a) são fagocitados por macrófagos b) produção de imunoglobulinas ou anticorpos.Tecido nervoso. porque apresentaram resposta semelhante à apresentada pelo grupo que recebeu apenas placebo. portanto o suposto benefício inicial será bem menor que os efeitos colaterais. 7-2/3/4.10a. encéfalo: ectoderma e pulmão: endoderma. 9d. células que armazenam gordura. pg 708-709 1-a) A radiação UVA porque é a que apresenta maior de poder de penetração na pele. substâncias químicas que atuam na condução do estímulo nervoso. 29B. 6A. 11e. 6d. 4 A.10E. 5) a) é eficiente porque reduz a circulação de vírus na população b) porque são doenças veiculadas por alimentos. 14b. 19b. no qual a criança recebeu anticorpos produzidos pelo coelho b) vacinas (1) e soros (2). 4) a) a maior irrigação sanguínea favorece o transporte de gases respiratórios e o aporte energético. B) O halterofilista e o goleiro. permanecendo apenas as mitocôndrias maternas. 36 A. 13B. 27 A. por linfócitos. 9) a) indivíduo 3. 15c. 6) a) fragmento 2. B) as mitocôndrias do espermatozóide se desintegram no citoplasma do ovócito 2. 16B. As vesículas armazenam e secretam essas substâncias fundindo-se à membrana plasmática (exocitose) b) preenchimento. GAB CAP 32. que atuam como isolante térmico. 5-A. 41D. 29c. revestimento e impermeabilização. 9-1/4. 23C. provovcando a despolarização e a condução do estímulo nervoso. 30a. 25A. 12A. 15D. 5-e. 26A. 2. CAP 31 – Banco de Questões pg 190-195 1-1/2/3/4. 4 a. B) IAA: Vacina anti-rábica / IPN: ingestão de colostro e leite materno. 12)a RER: síntese de proteínas e transporte delas até o Complexo de Golgi. que intensificam a resposta dos linfócitos T. 35 B/D.

a) A redução da concentração de oxigênio estimula o organismo a produzir mais hemácias nas condições de ar rarefeito em grandes altitudes. por ação da amilase pancreática. 32 A. seiva é acelular. 52e. plaquetas são responsáveis pela coagulação e leucócitos são células de defesa. B) hemácias: transportam oxigênio e gás carbônico.1/4/5. dipeptidase e carboxipeptidase.a) orelha externa: pavilhão auditivo e canal auditivo. bigorna e estribo. 29b.Porque reduz os níveis plasmáticos de insulina. 31 C.a) produzida no fígado.Classe A: amilase salivar ou amilase pancreática. 30. 28. Quanto mais bile for eliminada associada às fibras ingeridas na alimentação mais colesterol será degradado. em II a presença de HCl estimulou a liberação de bicarbonato para reduzir a acidez. 3. armazenada e liberada pela vesícula biliar e absorvida no intestino delgado.Porque o sangue do VE está oxigenado. porque o aumento da concentração de CO2 faz com que o bulbo estimule o diafragma a se contrair. perdendo assim sua função. 12)a) diminuição da saturação da oxiemoglobina. 25a. 59-1. 57b. 11)aumento do número de hemácias. AD. 47c. enzima que produz nucleotídeos a partir da digestão de ácidos nucléicos. 22. 18. 24d. 33b. pâncreas (6) síntese e liberação de lipase pancreática. uma vez que provém dos pulmões. 46e. produzida no fígado.2/3. 27. 11-1/2/3. 21c. 45e.é degradado no intestino. 22d. 50b. cava. 40c. sacarase. dupla incompleta (anfíbios) e dupla completa (aves e mamíferos) b) 1: artéria (sai do coração) e 2 veia (chega ao coração). 34 D. 49e. artérias pulmonares e pulmões. B) a bile é formada a partir de metabólitos do colesterol. Ao retornar à altitude original a maior quantidade de hemácias faz com que a eficiência respiratória seja maior.a) septo muscular separando totalmente os ventrículos b) aves e répteis crocodilianos. 2.o sangue sai do coração a uma pressão de 120 mm Hg e retorna a uma pressão de 80mm Hg. 54d/F. AE. há dois tipos de seiva e apenas um tipo de sangue. 18d. A digestão de II acontece praticamente só no estômago. 19. aumento da eficiência respiratória e do rendimento dos atletas. 20. 4 E. II HCl.a) pâncreas b) aumento da taxa de glicose (diabetes) c) carboidratos 16-a) pepsina.a) bile. martelo. 7-1/2/4. 39 E. pelas proteases. A maltase é secretada no intestino delgado. Proteínas: pepsina. aumento a concentração de glicose no jejuno e em seguida no íleo. sendo então absorvida. CAP 33 – Banco de Questões pg 204 1-D. que degrada amido. produzindo maltose. 41a. amilase pancreática. 55a/D/F. 48a. As células lesadas por excesso de ruído localizam-se na 18 . B) contém nuclease. 31. 58b. VE.a) ação de enzimas proteolíticas b) pouco ou nenhum efeito porque as enzimas seriam desnaturadas pela ação do calor.I. 13. tripsina e quimiotripsina.10-3.a) vesícula biliar (5) armazena e llibera a bile. 56d. 13c.10) a) sangue contém células. 25. ativado em pH baixo após a liberação do HCl pelo estômago. 20a . fazendo com que o ar penetre nos pulmões. pg 756-758 1-a) termorregulação b) a maior umidade do ambiente dificulta a evaporação do suor dificultando a perda de calor do organismo para o ambiente. 19b. orelha média: tímpano. sua concentração começa a cair. B) lípase pancreática. 24. que por sua vez é degradada pela maltase. e terminou no duodeno após a ação da amilase pancreática. 36 A. 23c. na presença de alimento.Não. sáculo. 5-A. fazendo com que a síntese de reservas energéticas a partir dos alimentos ingeridos seja menor. aumentando a disponibilidade de oxigênio para os tecidos. B) carboidratos: amilase salivar. B) mitocôndria c) aumento na concentração de hemácias leva ao aumento da eficiência respiratória. 60c GAB CAP 34. 14b. 27 B.a) I milho. V. 21-a) glicose: sua concentração crescente indica degradação de maltose produzida a partir do amigo. 35-1. 12-2/4/5. 28d. responsáveis pela hematose. 15b. 8-1/2/5. B) Em I. Ao ser absorvida. 38b. 30b. 37 E. Classe C: lactase e Classe D: lípase pancreática. 14. 42-C. por causa da presença de gordura. 23. 15. Intestino delgado (7) produz lípase intestinal. 44c. B) mais ou menos 10% c) respiração celular d) aumento da disponibilidade de oxigênio para os tecidos. O estômago excreta o pepsinogênio. terminando no duodeno e no intestino. orelha interna: cóclea. C) veias pulmonares. 17. 9-2/3.a) simples (peixes). Classe B: tripsina ou quimiotripsina e peptidases. 26.filé de frango e II. 6. 26a. Em I a presença de gordura estimulou o pâncreas a produzir enzimas pancreáticas. produzida no intestino delgado. A digestão de I começou na boca por ação da amilase salivar.Porque há redução da superfície dos alvéolos. que foi digerido na boca. utrículo e canais semicirculares. Artéria aorta. lactase e maltase.a) CO b) porque se liga à hemoglobina com maior afinidade que o CO2 e o O2. 32.batata frita. 17a. porém. produzida no fígado (4). 16a. VD. O fígado produz a bile. 51b. B) A: cegueira noturna e K dificuldade de coagulação sanguínea 29. 2-D. 53c. 43-E. grande circulação. que emulsiona as gorduras facilitando a ação das lípases.

N. C) a função exócrina do pâncreas é produzir suco pancreático e a função endócrina é produzir insulina e glucagon. 31 B/C/D/E/G. 29A. 33C. 42-E. 30A. A orelha média amplifica a vibração do tímpano. produzidos em menor quantidade quando ocorre o bócio. 11-5. 39 E. 52D. modificação da arcada dentária e padrão de dentição onívora.Postura bípede: permitiu aos hominídeos manter as mãos livres para o desenvolvimento da habilidade de manipualação de utensílios. espera-se que maior variabilidade genética seja encontrada em populações mais antigas. por causa da elevada absorção de íons sódio. 16-1/2/3/4. 3.Parassimpático e Y=S. 13. 37 E. conduzindo-a até a orelha interna. 4) a) pela sinapase. cuja secreção é regulada pelo TSH produzido pela hipófise e calcitonina. 46E. 3)a) o maratonista. 11)o ADH tem sua produção estimulada no hipotálamo quando há grande concentração osmótica no plasma sanguíneo. 13A.E. que é conduzido até o tímpano. 14. salmão X. Aumento da massa encefálica. 20C . 12-1/3/4/5. 5-D 19 . B) ocorre redução do metabolismo basal acarretando sintomas semelhantes aos encontrado no hipotireoidismo. 47D. 35-C.b) II antenas. B) atua nos TCD‟s e nos Ductos Coletores tornando os mais permeáveis à água. IV físico e V químico. 50C.a) I estímulo físico. B) a orelha interna capta o som. com consequente aumento da capacidade intelectual. 24B.B. CAP 34 – Banco de Questões pg 204 1-A 2-B. 9-2/4. o ADH promove reabsorção de água nos TCD‟s. 8. Essa pequena concentração de T3 e T4 estimula o hipotálamo e a adenohipófise a secretarem mais TSH (S).a) ponto 2= água do mar. que permitiu a exploração de um maior número de recursos alimentares. aumentando a freqüência cardíaca e liberando adrenalina e noradrenalina.A. 12)a) De Y para X B) ação de neurotransmissores c) os neurotransmissores são secretados apenas pelo axônio. 4 B. 49D.10-A. C) a tireóide precisa de iodo para a síntese de T3 e T4. 48A. X tem taxa de absorção intestinal elevada por causa da ingestão de água salgada para evitar que perca água para o meio externo hipertônico. 3) O número de mutações é diretamente proporcional à quantidade de tempo. poderia acelerar o crscimento tumoral b) T3 e T4.cóclea. Simpático. Em Y o peixe não ingere água porque o meio hipotônico levaria a uma hiper-hidratação. a causa é carência de iodo. 32 B/D/E. que tiveram mais tempo para acumular mutações. 19E. que estimulará a tireóide a produzir T3 e T4 normalizando suas concentrações. 8) Q= T3 e T4. ponto 1= água doce. III físico. 5-A. 3. 9) a) não. Em Y ocorre o oposto porque o animal precisa manter o sódio no organismo. 28D. IV e V podem ser associados a captura de presas. 6) a) o aumento do metabolismo. X apresenta elevada excreção branquial. relaxando os brônquios. por isso a transmissão do impulso nervoso se dá apenas em um sentido. que a transforma em impulsos nervosos que são conduzidos até o cérebro pelo nervo auditivo. pg 770 1-a) O ser humano e o chimpanzé são bastante próximos evolutivamente b) O cavalo é menos aparentado do homem e do chimpanzé do que esses últimos entre si. região de contato fisiológico entre um axônio e um neurônio B) taquicardia (aumento da freqüência cardíaca) causada pela liberação de adrenalina pelas glândulas adrenais. modificações no aparelho fonador. Estuda-se o DNA mitocondrial nessas situações porque trata-se de uma molécula menor e que não sofre recombinação. 23B. salmão Y. porque seria beneficiado pelo aumento de massa muscular.2/4/5. 25B.b) o halterofilista. o ciclista e o goleiro. regulada pela concentração de cálcio no sangue. 40A. que terão sua capacidade respiratória aumentada graças à maior quantidade de hemácias.A. 14-FVVVF. 38D. 7-C. 22A. 18-2/3/4/5. que permitiram o maior desenvolvimento da linguagem. provocado pelo hipertireoidismo. Se não houverem receptores ou se o hormônio não for complementar ao receptor não há ligação. IV fosseta loreal.N. 26C. 53C GAB CAP 35. B) o SNA Simpático prepara o corpo para situações de ação ou emergência. B)a quebra do glicogênio fornece energia. 15-1/3. III linha lateral. 6. 10) a) curva 2. 34 D. C) adição de iodo ao sal de cozinha. 21E. 2. 7) a) X= e S. 5) a) existem receptores nas membranas das células-alvo que se ligam aos hormônios. desidratando-se. 45A. 27 B. CAP 35 – Banco de Questões pg 228 1-A/C/D 2-E. necessária em uma situação de perigo. II químico. 4 E. O ADH age nos TCD‟s e Tubos Coletores reabsorvendo água. 43-D. 51C. 41B. 36 A. 44B.C. portanto. 173/4/5.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful