You are on page 1of 1

Aula prática 1 CARACTERIZAÇÃO DE PROTEÍNAS POR MEIO DE REAÇÕES DE PRECIPITAÇÃO Objetivos • • Verificar experimentalmente a precipitação de proteínas com e sem

desnaturação Relacionar as observações práticas com a teoria de propriedades gerais. Estrutura e isolamento de proteínas

I. INSTRUÇÕES PARA O PREPARO DA AULA 1. Materiais - 3 tubos de ensaio - 1 pipeta 1 mL - 1 pipeta 2 mL - 4 pipetas 5 mL - 1 béquer 50 mL - 1 bastão de vidro - 1 pipeta Pasteur 2. Reativos - Solução de proteínas a 10% (disponibilizar em frasquinhos, 1 para cada equipe) - Álcool etílico absoluto (disponibilizar em frasquinhos, 1 para cada equipe) - Clara de ovo “in natura” - Cloreto de sódio 1 mol/L (disponibilizar em frasquinhos, 1 para cada equipe) - Solução saturada de sulfato de amônio 76,6g% p/v (disponibilizar em frasquinhos, 1 para cada equipe) 3. Preparo dos reativos 1. Solução de proteínas: prepara um solução de clara de ovo a 10% v/v em solução salina (NaCl 0,9g/mL) ou tampão fosfato 10 mol/L pH 7,0. 2. Solução saturada de sulfato de amônio: pesar 76,6 g de sulfato de amônio em 100 mL de água. II. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL A. Reação com solventes orgânicos Tubo 1: 1 mL de proteínas a 10% + 3 mL de álcool etílico. Anotar o resultado. A. Efeito da adição de sais Tubo 2 (béquer 50 mL): 3 mL de clara “in natura” + 2 a 3 mL de água destilada. Agitar com o bastão de vidro até a formação de um precipitado esbranquiçado. Dissolver com o auxílio de um bastão adicionar Nacl 1 mol/L gota a gota até o precipitado redissolver. Tubo 3: 2 ml da solução anterior + 4 mL da solução saturada de sulfato de amônio. Observar. Adicionar 4 a 6 mL de água destilada e observar o efeito.