P. 1
Coordenacao Nervosa e Hormonal

Coordenacao Nervosa e Hormonal

|Views: 21|Likes:
Published by Maria Carmona

More info:

Published by: Maria Carmona on Aug 19, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/07/2013

pdf

text

original

Departamento de Ciências Exatas e da Natureza e Tecnologias

Ensino Secundário | Biologia e Geologia 10º Ano
COLÉGIO LUSO-FRANCÊS Amial - Porto

Ficha Informativa – Coordenação Nervosa e Hormonal | Ano Letivo 2012/2013 Regulação nos Seres Vivos – Coordenação Nervosa e Hormonal Mensagem Nervosa Mensagem Hormonal

 

Transmissão do impulso nervoso ao longo do neurónio – natureza elétrica; Transmissão do impulso nervoso de um neurónio para o outro/células efetoras – natureza química (intervenção de neurotransmissores);  Mensagem de natureza química;  As hormonas atuam em células-alvo que se localizam a grandes distâncias do local de produção;  As células-alvo apresentam recetores específicos para as hormonas;  As hormonas circulam na corrente sanguínea, após serem lançadas na mesma pelas glândulas endócrinas;  A mensagem é transmitida de forma mais lenta mas a resposta tem uma duração maior;  Assegura a manutenção da homeostasia através de retroação/feedback negativo.

 

Transmissão do influxo nervoso/mensagem nervosa – eletroquímica; Em certas circunstâncias a transmissão do impulso elétrico pode ocorrer sob a forma elétrica – sinapse elétrica (implica a ligação física entre neurónios);

Os

neurotransmissores específicos das

atuam membranas

em das

células células

contíguas/próximas (após serem exocitados ligam-se a recetores   efetoras/neurónio pós-sináptico); A mensagem é transmitida de forma rápida mas a resposta tem uma menor duração; Assegura a manutenção da homeostasia através de retroação/feedback negativo.

CONSTITUIÇÃO NEURÓNIO
Neurónio – unidade básica do sistema nervoso; converte estímulos em impulsos nervosos.

Dendrites

recebem

informações

nervosas do ambiente ou de outro neurónio. Corpo Celular – integra e trata as informações, emitindo mensagens. Axónio – transmite as mensagens, em regra, a outro neurónio ou a um órgão efetor.

Prof.ª Salomé Cruz

Coordenação Nervosa e Hormonal

Página 1

4. Transmissão do Mensagem Nervosa entre Neurónios – Sinapse Eletroquímica 1. ocorre uma despolarização da membrana e o seu potencial elétrico é alterado. Alteração da permeabilidade da membrana do neurónio pós-sináptico.Transmissão do Impulso nervoso Despolarização Potencial de Repouso Potencial de Ação Repolarização Impulso Nervoso 1. Ocorreu a repolarização da membrana. 2. ficando de novo negativo. Repolarização (potencial de repouso): o potencial da membrana volta a alterar-se. 6. 5. Chegada do potencial de ação à arborização terminal. uma vez que há uma diferença de potencial elétrico entre o interior e o exterior da membrana do neurónio – potencial de repouso da membrana (distribuição assimétrica de cargas elétricas. atingindo de novo o seu potencial de repouso. Prof. cargas negativas internamente e cargas positivas externamente).ª Salomé Cruz Coordenação Nervosa e Hormonal Página 2 . Os neurotransmissores difundem-se na fenda sináptica e ligam-se aos recetores das células pós-sinápticas. 2. Fusão das vesículas contendo os neurotransmissores. Conversão da mensagem elétrica em química. Despolarização da membrana terminal do axónio. 3. 3. originando uma despolarização deste. A membrana encontra-se polarizada. Potencial de repouso: Quando o neurónio não se encontra estimulado. Despolarização (potencial de ação): quando o neurónio é estimulado.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->