Some Times Às vezes, Leah não acredita. Não acredita mais no amor.

No antigo poder – agora perdido – que ele costumava ter sobre as pessoas. Cercada pelo imprint dos outros lobos, era difícil acreditar. Leah apenas via a adoração, a devoção, a prisão. Não era natural. Não era amor. Às vezes, Leah não acredita. Não acredita que o mundo pode ser um lugar melhor, com pessoas que se importam umas com as outras. Sem toda aquela falsidade que agora já vinha impregnada na raça humana. Era difícil acreditar, conhecendo jovens tão mesquinhos, cujo único objetivo na vida era ter dinheiro. Às vezes Leah não acredita. Não acredita que possa existir perdão. Afinal, ela perdoara Sam. É verdade, havia demorado um pouco, mas ela perdoara. Perdoara Emily, também. Então por que os outros não conseguiam perdoá-la? Às vezes, só o que Leah consegue fazer é não acreditar. Então ela olha para o rosto de Jacob. E acredita. XxX Às vezes, Leah não vê razão para continuar. Sendo a única mulher-lobo do mundo, sem poder gerar um filho, com seu organismo parado para sempre no tempo, Leah não vê uma razão. Às vezes, simplesmente Leah não vê razão para continuar. Quando lembra de quantas pessoas ela decepcionou, quantas pessoas ela machucou, quantas pessoas tiveram que sofrer ou tiveram que engolir desaforos por causa de seu egoísmo, Leah não vê um razão. Às vezes, só o que Leah consegue fazer é não ver razão. Então ela olha para o rosto de Jacob. E encontra sua razão. XxX Às vezes, Leah acha que está sozinha. Quando lembra do que passou, da dor que sentiu quando viu Sam partir, do vazio que ele deixou e que ela tentou cobrir com seus insultos, com seu descaso, com seu sarcasmo. Lembra do sofrimento, do sentimento de traição, e acha que está sozinha. Às vezes, Leah apenas acha que está sozinha. Quando lembra de seu pai, que morreu no momento em que Leah mais precisava dele. Seu pai, que a ajudara quando ela precisara, que a levara para pescar, que a ensinara a cozinhar e a falar palavrão; seu pai, que fora levado embora desse mundo. Quando lembra dele, Leah acha que está sozinha. Às vezes, só o que Leah consegue fazer é achar que está sozinha. Então ela olha para o rosto de Jacob. E vê que não está.
Fim

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful