MEDICINA NATURAL

Musicoterapia Geoterapia Fisiognomonia

Dr. Márcio Bontempo

1 ¿

^ K U C O S NOVA
'

C

O

i

r

MEDICINA NATURAL
Musicoterapia Geoterapia Fisiognomonia
DR. MÁRCIO BONTEMPO

"""""

HOM

CULTUR4L

CÍRCULO DO OVRO

O poder da música as energias da terra, a linguagem da face.
ara os q u e c o n h e c e m a p e n a s os aspectos mais corriqueiros da m e d i c i n a natural, c o m o as ervas medicinais, a h o m e o p a t i a o u a acupuntura, este volume traz surpresas interessantes. E m primeiro lugar, u m a das m a i s suaves, eficazes e p o d e r o s a s maneiras de prevenir e tratar d o e n ç a s , através de u m m é t o d o repleto de prazer e e n c a n t a m e n t o : a musicoterapia, h o j e enriquecida e renovada pela experiência dos terapeutas m o d e r n o s . D e p o i s , o sistema m a i s simples, natural e singelo de tratamento, q u e e m p r e g a o recurso mais barato e a b u n d a n t e n o planeta — a terra. E por último, u m m é t o d o de diagnóstico cujas raízes se p e r d e m n a sabedoria milenar do Extremo Oriente — a f i s i o g n o m o n i a , ou a avaliação das condições do organismo pela simples observação do rosto. A s i n f o r m a ç õ e s teóricas e práticas sobre e s s a s três matérias c h e g a m ao leitor através de u m a visão h u m a n i s t a e da própria experiência do autor, f o r n e c e n d o e l e m e n t o s para u m a u t o c o n h e c i m e n t o cada vez mais p r o f u n d o e u m a sensibilidade s e m p r e m a i s aguda para perceber as p e s s o a s q u e estão p r ó x i m a s . Tanto a musicoterapia, c o m o a geoterapia e a fisiognomonia são ricas fontes técnicas para todos os interessados e m descobrir o gratificante m u n d o d a m e d i c i n a natural.

Musicoterapia
Para muitas culturas, o s o m é a força divina q u e se manifesta através das vibrações rítmicas.

ma das técnicas ligadas ao uso das leis naturais, a musicoterapia tem suas raízes na sabedoria cujas origens se perdem no tempo. O homem antigo desconhecia métodos organizados de "terapia dos sons", mas, na verdade, nem precisava deles, pois conhecia e vivenciava espontaneamente a influência dos sons sobre.

U

Os sons da natureza sempre fascinaram e influenciaram profundamente os seres humanos.

O terror provocado pelos trovões, a tranqüilidade gerada pelo ruído de uma chuva fina, o enlevo produzido pelo canto de um pássaro, o êxtase a que se é conduzido pelo som de uma flauta: todos esses sentimentos são fruto de efeitos inexplicáveis, mas que sempre atraíram e exerceram forte influência sobre o ser humano.

6

MUSICOTERAPIA

São muitas as referências e numerosos os escritos relacionados à aplicação da música e dos sons na medicina. Na região próxima a Kahum, no Egito, foi descoberto em 1889 um papiro de aproximadamente 4 500 anos que revelava a aplicação de um sistema de sons e de músicas, instrumentais ou vocais, para o tratamento de problemas emocionais e espirituais. Esse sistema incluía até mesmo indicações para algumas doenças físicas. A mitologia grega também é rica em informações sobre técnicas terapêuticas de caráter musical. Asclépio, ou Esculápio para os romanos, filho de Apolo e deus da medicina — do qual, acreditavam os gregos, descendia o próprio Hipócrates — tratava seus doentes fazendo-os ouvir cânticos considerados mágicos. Homero, por sua vez, famoso historiador que precedeu Platão, afirmava que a música foi uma dádiva divina para o homem: com ela, poderia alegrar a alma e assim apaziguar as perturbações de sua mente e de seu corpo. A música e o temperamento Os gregos antigos chegaram a desenvolver um sistema bem organizado de musicoterapia, baseado na influência de certos sons, ritmos e melodias sobre o psiquismo e o somatismo do ser humano. Esse poder que se atribuía ao som, ou à música, denominava-se ethos e dividia-se em quatro tipos baseados nas quatro formas de temperamento humano. São eles: • Etho frígio — que excita, gera coragem e mesmo furor; • Etho eólio — que gera sentimentos profundos e amor; • Etho lídio — que produz sentimentos de contrição, de arrependimento, de compaixão e de tristeza; • Etho dórico — que gera estados mais profundos, de recolhimento e de concentração.

Em todas as culturas antigas, sejam elas egípcia, persa, grega, indiana, chinesa, japonesa ou qualquer outra, existem importantes referências sobre terapia musical ou sobre a conexão entre música e transformações do estado de espírito. Entre os gregos, ainda, a flauta do semideus Pã ficou famosa não só por encantar as pessoas como também por que eliminava os maus sentimentos acumulados no organismo. O remédio da alma Platão revelou especial admiração pelo estudo dos efeitos da música sobre os seres humanos e, em particular, por seus efeitos terapêuticos. Afirmava que "a música é o remédio da alma" e que chega ao corpo por intermédio dela. Ainda segundo o filósofo, a alma pode ser condicionada pela música assim como o corpo pela ginástica.

Para os gregos, Pã foi o inventor da flauta, cujo som encantava os animais, os homens, as ninfas e até mesmo os deuses.

7

capazes de produzir resultados surpreendentes. por exemplo. Hoje. além de aplicar esse mesmo recurso em crises de ciática. alimento do amor Esse interesse pelos efeitos terapêuticos da música não se limita aos filósofos e aos médicos.horas. na abertura da peça Noite de Reis. São infinitas as citações em que a música aparece ligada a sentimentos. Shakespeare já havia colocado na voz do Duque de Orsino um pedido aos instrumentistas: "Se a música é o alimento do amor. Gandharva Veda: a influência dos sons puros Os 's médicos da antiga Índia talvez tenham sido os maiores conhecedores das técnicas musicais curativas. a música Gandharva agrupa as vibrações fundamentais que pulsam na natureza a cada momento. criando-se uma atmosfera de calma. estendeu seu uso a manifestações agudas de outras doenças nevrálgicas. a medicina natural. ou melodias improvisadas. aliás. segundo suas palavras. Não há como negar a influência dos sons na natureza anímica e mental do ser humano. há ragas específicas que devem ser ouvidas em determinadas. outro filósofo grego. têm sido cada vez mais aproveitados pela moderna musicoterapia. . ou "conhecimento dos tons musicais". cuja melodia encanta as próprias serpentes na índia desde os tempos mais remotos. que o som da flauta doce era capaz de curar crises de dor ciática. reúne técnicas de musicoterapia baseadas em ragas. A medicina ayurvédica dispõe até hoje de sons instrumentais. esses recursos. Antes dele.MUSICOTERAPIA Demócrito. e essa relação é mais intensa e está mais enraizada nas culturas do que se imagina. de cânticos e de montras (sons vocalizados ou interiorizados) capazes de ativar e de equilibrar os centros de força psíquica do homem. Desse modo. causadores de doenças. continuem tocando". promovendo a recuperação do organismo mesmo no caso de graves disfunções. o Gandharva Veda. pensamentos. o velho hábito de se pendurar sinos nas vacas — animais sagrados para os indianos — tem por objetivo afugentar os maus espíritos. afirmava com convicção que o som melodioso da flauta doce conseguia combater os efeitos da picada de serpentes venenosas. "representavam a fonte do pensamento e do sentimento puro". ganhou fama na Europa durante a Idade Média: acreditava-se. emoções. Segundo as teorias a seu respeito. como em todo o ambiente. Desse modo "purificam-se" as vibrações dos ambientes. à interiorização e mesmo ao convívio harmonioso. Ainda na índia. já os japoneses mantêm o hábito milenar de pendurar. nas portas e janelas. O escritor e pensador alemão Goethe costumava passar horas e horas ouvindo sinfonias que considerava inspiradoras e que. Música. Esse poder da flauta. como o confirmam registros da época. propícia à concentração. pois exercem influência não só sobre quem as ouve. Um dos ramos da literatura védica. então. de paz. instrumentos que produzem sons à passagem do vento.

aplicam suas técnicas como auxiliares no tratamento de doenças específicas. por exemplo. lar a auto-confiança em seus pacientes. clínicos norte-americanos divulgaram os efeitos benéficos de certas músicas no tratamento da crise asmática e da colite nervosa. nos alojamentos dos soldados no Vietnã. Mesmo as neuroses de guerra têm sido tratadas com música. porém. tanto nos pacientes como nos funcionários. estupro e traumatismo por acidentes. Lodernamente. a musicoterapia é largamente empregada no tratamento de diferentes anomalias psicofísicas como a esquizofrenia e em problemas tipicamente neurológicos. muitos profissionais ligados à psicoterapia vêm utilizando os sons para estimu- Bastante freqüentes na arte medieval e renascentista. em casos de neuroses. onde uma suave música ambiente gera tranqüilidade e confiança. De modo mais genérico. doce música U m recurso terapêutico q u e utiliza a magia dos s o n s para h a r m o n i z a r e curar o corpo e a alma. e existem relatos comoventes de crises de choro intenso provocadas pela audição de sinfonias de Beethoven. Clínicas e hospitais especializados em musicoterapia. choque provocado pela perda de parentes queridos. as figuras de anjos tocando instrumentos sugerem a relação da música com os poderes celestiais.MUSICOTERAPIA Música. 9 . O mesmo vem acontecendo em muitos hospitais. Inglaterra. Recentemente. Também exerce excelente influência no tratamento de neuroses e no autismo infantil. O Horton Hospital de Epson. através da música ambiental instalada em consultórios ou ambulatórios. como a afasia (perda total ou parcial da fala). obteve bons resultados ao incluir concertos musicais no tratamento de doentes mentais com profundas tensões nervosas. desenvolver a concentração e aliviar tensões. depressão.

Muito mais que um amontoado de recursos aparentemente mágicos. Um dos pioneiros no estudo da capacidade analgésica e anestésica da música. médicos pesquisadores descobriram que o som da harpa alivia os pacientes portadores de sintomas histéricos e que os solos de violino podem eliminar dores de cabeça e diminuir a enxaqueca. Utilizando apenas a musicoterapia. o psiquiatra inglês Robert Schauffer observou os seguintes efeitos dos instrumentos sobre o organismo: • Piano: combate a depressão e a melancolia. Gall. Existem ainda referências a cirurgias — inclusive do coração — e partos. Os instrumentos musicais e seu efeito 'aseado nos estudos da musicoterapia clássica. o Dr. a musicoterapia contemporânea representa a sistematização das influências da música e sua utilização terapêutica e preventiva. os animais e as " plantas. referindo-se ao imenso poder da música sobre a alma humana. um dentista de Cambridge. Flauta doce: combate nervosismo e ansiedade. localizou no cérebro humano áreas capazes de gerar bloqueios aos estímulos dolorosos provenientes das vias nervosas aferentes. Aumento da sensibilidade É incontestável a enorme influên. Violino: combate a sensação de insegurança. Metais de sopro: inspiram coragem e impulsividade. E.J fa cia da música e dos sons sobre os se. O escritor português Eça de Queiroz não deixou de ter razão ao afirmar que "são os hinos que fazem as revoluções". cujo único anestésico foi a musicoterapia. Massachusets. realizou centenas de obturações e outro tanto de extrações sem precisar recorrer a anestésicos. Violoncelo: incentiva a introspecção.MUSICOTERAPIA Efeito anestésico Na Universidade de Michigan (EUA). .'Sf res humanos. a sobriedade. A pessoa que aprende a tocar um instrumento em geral desenvolve maior sensibilidade e introspecção.

Através de complexos mecanismos. que se traduz como repouso da célula. desarmônicos. hoje tão prejudicado pelo barulho. já que é uma das técnicas capazes de restabelecer a paz e a harmonia interior do ser humano. s e g u n d o a qualidade harmônica do som. Após pouco mais de uma hora de exposição a sons intensos. o som pode beneficiar ou agredir o organismo. Diante disso. O ouvido h u m a n o está preparado para resistir a ruídos de alta intensidade apenas durante curtos períodos. o efeito oposto ocorre com sons estridentes. embora funcionem como estimulantes. pelos sons agressivos. a música melodiosa. Ritmos perturbadores Músicas de ritmo muito marcado. que determinam hiperestimulação das células nervosas e stress neuronial. de aproximadamente 100 decibéis. exercem efeito dispersivo sobre o sistema nervoso. produz efeitos positivos ou negativos. pela música dissonante ouvida em volume excessivamente alto. LS ondas sonoras são captadas pelo pavilhão auricular e chegam ao conduto auditivo e ao tímpano. os neurônios atingem um estado de harmonia. O deslocamento das vibrações sonoras no líquido cerebrospinal e nas cavidades de ressonância do cérebro determina um tipo de massagem s ô n i c a q u e . Esses impulsos viajam até o cérebro pelo nervo ótico e ali são interpretados por células nervosas altamente diferenciadas. terna e serena. conforme sua qualidade. onde são convertidas em impulsos nervosos. ou dissonantes. ouvidos em volume excessivamente alto. intensidade e quantidade. 11 . como o rock. é fácil imaginar os danos provocados pela vida numa cidade grande ou em locais com freqüentes ruídos fortes. então. como o samba. que "entendem" tais estímulos como som. constantes e desagradáveis. determina efeito analgésico ou anestésico. o sistema nervoso necessita de cerca de 40 horas para se recuperar completamente dessa espécie de "trauma". As fibras nervosas convertem o som captado em estímulo nervoso propriamente dito. Assim. Sons agressivos. o s estímulos s o n o r o s p r o d u z e m efeitos positivos o u negativos n o ser h u m a n o . O encadeamento de estímulos produz. cujas vibrações atingem o ouvido médio. No caso da dor. benéficos ou não ao sistema psicobioenergético. muito fortes. efeitos específicos no organismo. podem sobrecarregar o sistema nervoso e provocar tensão. A musicoterapia se torna cada vez mais necessária.MUSICOTERAPIA O poder da música S e g u n d o s u a qualidade. impedindo a concentração e o relaxamento.

o córtex cerebral. • redução da capacidade de concentração. • aumento de sudorese. • desequilíbrios nas reações neuro-psíquicas e orgânicas. portanto. todo o aparelho gastrintestinal. O médico polonês Andrzes Janicki. Segundo essas pesquisas. especialista em musicoterapia. anti-neurótico 2. o ruído das fábricas foi responsável por 1 1 % dos acidentes de trabalho. o plexo solar. • aumento do consumo de oxigênio. • perda temporária ou redução da capacidade auditiva (quando acima de 65 decibéis). equilibrador do sistema car diocirculatório 8. • dificuldade de percepção das cores. regulador psicossomático 6. o excesso e a freqüência de ruídos podem provocar desordens psicoorgânicas como: • úlceras e distúrbios gerais do estômago: • elevação da pressão arterial. Os benefícios da música Segundo os especialistas. em 1982. a influência da música atinge diversos órgãos e sistemas do corpo humano: o cérebro. o cerebelo. no sistema nervoso autônomo (simpático e parassimpático). vertigens e espasmos ou cólicas. • redução do campo e da acuidade visual. Tais influências se revelam diretamente nos seguintes aspectos: ritmo cardíaco pressão arterial secreção do suco gástrico tonicidade muscular equilíbrio térmico metabolismo geral volume do sangue redução do impacto dos estímulos sensoriais funcionamento das glândulas sudoríparas redução da sugestionabilidade e do medo. equilibrador do metabolismo profundo. anti-distônico 3. nas funções de nu12 merosos órgãos internos. • tendência a cãibras. como o hipotálamo. na pressão sanguínea). analgésico e/ou anestésico 7. a música harmônica pode provocar. • maior tendência a neuroses. Para os estudiosos. os pulmões. • redução do tempo de sono normal. • redução da capacidade intelectual. o tálamo. na função psíquica e na memória. • perturbações circulatórias do feto na gravidez. o sangue e o sistema circulatório (com ação vasoconstritora e vasodilatadora. nos seres humanos. Segundo o neuropsiquiatra francês facques Baoudoresque. a hipófise. os músculos e o sistema imunológico. a pele e as mucosas. o excesso de barulho foi a causa de um terço dos casos de depressão nervosa entre trabalhadores franceses e uma em cinco internações psiquiátricas deveu-se a esse mesmo motivo. sonífero e tranqüilizante 5. anti-stress 4.MUSICOTERAPIA Estudos realizados pela Academia Francesa de Medicina apontam o ruído forte como responsável por grande parte das depressões nervosas e de muitas enfermidades orgânicas. concluiu também positivamente a respeito da influência da música no sistema nervoso central. no sistema endócrino. oito tipos de efeito 1. . agindo. com suas estruturas especializadas. • agravamento de doenças cardíacas. após realizar muitas experiências nesse campo.

Com base na experiência do Centro de Pesquisas e Aplicações Psicomusicais. de Schubert Rêverie. de Toselli Hino ao Sol. 13 . Em ambos os casos. de Schumann Canção da índia. da ópera Fausto. um dos países pioneiros nos estudos de musicoterapia. de Schubert Largo. passando pela audição individual ou grupai. foi criado um Centro de Pesquisas e Aplicações Psicomusicais. de RimskyKorsakov Suite em Ré Maior. de (parte final). Efeito tonificante Abertura da Aída. à fisioterapia e à medicina psicossomática.. * a musicoterapia ativa. em que o paciente passa a tocar um instrumento. de Albinoni Korsakov Daphnis et Chloé.--. o efeito de determinadas músicas sobre pacientes com doenças nervosas foi dividido em quatro grandes grupos: Efeito de tranqüilidade profunda Ave Maria. a bioenergética. Na França. a meditação.JH| til. 111 illiiíl Wh" A música pode ser usada de diversas formas como tratamento: desde a simples música ambiental constante.Beethoven kovsky Réquiem. . a musicoterapia também tem sido associada a várias formas oficias de tratamento. Opus 48. de Liszt As Criaturas de Prometeu. segundo suas necessidades terapêuticas.MUSICOTERAPIA Técnicas terapêuticas de aplicação da música A s experiências do Centro d e Pesquisas e Aplicações Psicomusicais fizeram da França u m dos países pioneiros n o e m p r e g o da musicoterapia.*:?::• W. a reflexologia.:'. de Rimsky. de Verdi Sinfonia N? 5.. Bach Serenata.. em que o paciente apenas ouve a música específica para seu tratamento. de Dvorak A Grande Marcha. do Xerxes. de Faure Fantasia e Fuga em Sol Menor. cujos terapeutas sistematizaram a terapia musical em dois grandes grupos: * a musicoterapia passiva. de Gounod. a alimentação natural. Efeito de exaltação e estimulação Efeito relaxante Serenata. em particular à psiquiatria. a aromaterapia. de Tchai. a ioga. de O Lago dos Cisnes. de Ravel Sonho de Amor. de Wagner Judeus.Adagio. do Tannhauser. de Bach. Atualmente. de Haendel. associada a tratamentos clínicos ou a outras técnicas como a cromoterapia. em grupo ou isoladamente. a música ou o conjunto de peças musicais utilizadas no tratamento são escolhidas após entrevistas que definem os diagnósticos e as técnicas mais adequadas. a ginástica e a dança. ou então no ambiente dos centros de terapia.

Ilustração: K i k a 14 . c o m resultados comprovados.MUSICOTERAPIA Musicoterapia: como utilizar As obras de compositores clássicos v ê m s e n d o estudadas e aplicadas h á longo t e m p o pelos musicoterapeutas. Siga atentamente as instruções e deixe a música fazer o resto.

Devem ser ouvidas com freqüência. de Rimsky-Korsakov. essas músicas devem ser continuamente tocadas no quarto do paciente. de Beethoven. de \erdi. • Trio em Dó Menor. de Tchaikovsky. debilitantes. escolha a que deu melhores resultados e escute-a diariamente.MUSICOTERAPIA Para combater a ansiedade: • Barcarola (dos Contos Musicais). • Guilherme Tell (Abertura). de Offenbach. de Liszt. em Lá Bemol. Opus 48. Para combater a depressão e o medo excessivo: • Sonho de Amor. no carro. • Marcha da Festa. no local de trabalho. ou então continuadamente na residência. de Borodin. de Liszt. • Sonho de uma Noite de Verão. O ideal é uma sessão diária de meia hora pela manhã. de Schubert. • Marcha Rakruzky. 15 Recomendadas àqueles que perderam pessoas queridas e nos estados de inconformismo. • Dança Polovetsiana. de Bach. • Sonata ao Luar. repita no decorrer do dia. de Liszt. • Valsa N? 15. nas quais ocorre profunda redução da vitalidade. Inicialmente. de Schumann. • Movimentos Musicais N? 3. da ópera Aída. É recomendável usar fones de ouvido. de Chopin. Andante cantabile. em ambiente silencioso. • Marcha Fúnebre para uma Marionete. • Noturno. ouça as peças — uma a cada dia — e identifique aquela que produz maior impacto no plano dos sentimentos. sempre em volume suave. Escutea então diariamente. antes de dormir. em ambiente tranqüilo. as peças musicais acima têm sido aplicadas com bons resultados em certos tipos de esquizofrenia e no retardamento mental. durante meia hora. de Bach. No início. de Mendelssohn. Para produzir harmonia. • Serenata. As peças acima são particularmente recomendadas no tratamento de doenças crônicas. de Tchaikovsky. de Chopin. do Tannhauser. de Chopin. segundo movimento. de Rossini. de Beethoven (primeiros movimentos). no mínimo durante uma hora todos os dias. de Wagner. Depois de ouvir todas as peças indicadas. • Canção Noturna. tensão e nervosismo: • Canção da Primavera. • Sonata ao Luar. se necessário. Para combater insónia. anemias e depressões com acometimento físico pronunciado e em casos terminais de câncer. • Marcha Triunfal. • Os 4 Improvisos. equilíbrio emocional e mental: • Consolação N? 3. Primeiro Quarteto Para Cordas em Ré. Para estimular a energia vital: • Marcha Eslava. de Gounod. • Canção Sem Palavras. • Noturno. • Ária para a Quarta Corda. de Brahms. de Schubert. • Chacona. de Mendelssohn. • Sonho de Amor. os efeitos são leves: é preciso um pouco de . de Berlioz. Em casos de fraqueza profunda. ao levantar.

como música de fundo. escolha outra música do grupo. Para casos de debilidade muscular. • Carmen. de Wagner (abertura). Para obter efeito analgésico e anestésico em cirurgias. • Dança Húngara N? 5. de Beethoven. para piano. • Marcha da ópera Aída. • Dança dos Marinheiros Russos. • Abertura 1812. Makler: • Estrela Noturna e Murmúrio no Bosque. 15 Para favorecer à interiorização e à meditação: • Concerto N? 2 para piano. de Grieg. • Valquírias. de Wagner (Prelúdio do terceiro ato). de Sansão e Dalila. mesmo dormindo. estas peças musicais geram bem-estar e contribuem para o nascimento de crianças mais tranqüilas. de Grieg (primeiro movimento). • Sonata Opus 56. desequilíbrios nervosos e doenças debilitantes dos músculos em geral: • Danças Eslavas. de Bizet (parte final). obesidade com prostração. de Brahms. o efeito terapêutico pode diminuir com o tempo. Estas peças devem ser ouvidas freqüentemente pelas pessoas que tendem à negatividade e ao pessimismo. Em casos mais acentuados. Conforme sua sensibilidade. Para pessoas de caráter pessimista: • Abertura do Guilherme Tell. • Pavana. Sara K. de Smetana. • Bolero. • Lohengrin. • Bacanal. Se isso acontecer. de Rachmaninov (último movimento). de Haydn. Ouvidas alternadamente. • Concerto Tríplice. • As Quatro Estações. de Wagner (abertura). durante a gravidez e nos dias que precedem o parto. de Rossini (parte final). • Concerto para Violino. a própria pesssoa vai descobrir qual delas é a mais indicada. de Brahms. durante todo o dia e também à noite. de Tchaikovsky. • Dança dos Comediantes de A Noiva Vendida. de Verdi. • Dança de Anitre. de Strauss. • Valsa da ópera Eugène Onéguine. segundo a experiência da Dra. • Concerto N? 1 para piano. Opus 87 B. Prepare-se bem para a prática da meditação ouvindo qualquer uma das peças acima durante cerca de 10 minutos. de Tchaikovsky (primeiro movimento). de Wagner. de Sibelius. de Tchaikovsky. de Debussy. Recomenda-se ouvir as peças continuamente. de Glière. de Ravel. Durante a gravidez e para facilitar o parto: • Concerto para Violino. de Brahms. • Concerto em Lá Menor. de Dvorak. apatia.MUSICOTERAPIA paciência e persistência para notar progressos. . de Vivaldi. de Tchaikovsky. da Suite Peer Gynt. • Concerto para Violino. por períodos. • Mestres Cantores. sensação de fraqueza. • Dança Húngara N? 5.

BMW 976. Também já se comprovou que. • Largo do Concerto em Dó Maior para Clavicordio. Como música de fundo. a preocupação exagerada com pequenas coisas. • Estudo Opus 10. de Bach. ao acordar. antes de iniciar o trabalho. . hospitais. (primeiros movimentos). de Tchaikovsky. Devem ser ouvidas algumas horas antes e durante a cirurgia. • Canção da Estrela da Tarde. Os resultados têm se revelado notáveis. Para melhorar e estimular a memória: • Concerto em Dó Maior para Bandolim. BMW 988. na falta de estímulo sexual.MUSICOTERAPIA • Clair de Lune. Faça sessões de uma hora. • Clair de Lune. 17 Para acalmar ambientes tumultuados: • Sonho. (Noturno). de Wagner. como nos casos de úlceras gástricas e duodenais. bancos. Também produzem resultados satisfatórios nos casos de doenças orgânicas psicossomáticas decorrentes do stress. salas de espera. de Debussy. de Borodin. fábricas. de Grieg. de Schumann. aplicadas em casas comerciais de grande porte. Corda e Clavicordio. de Wagner. N? 3. com impotência ou frigidez. • Morte do Amor. de Debussy. estas peças podem ser tocadas seguidamente em escritorios. Escute uma peça por dia. da Suite Peer Gynt. de Beethoven. além de criarem uma atmosfera harmoniosa entre os funcionários. ouça cada uma das peças durante uma semana. e na enurese infantil. Para combater o stress e doenças correlatas: • Traumergi. de Ravel. Todas as manhãs. do Tannhauser. soluços e outros distúrbios de origem nervosa. faça uma sessão de meia hora. colites. o cansaço por excesso de trabalho ou de preocupações. de preferência pela manhã. as explosões de irascibilidade em crianças rebeldes e mimadas. de Vivaldi. de Debussy. desde que associadas a tratamentos médicos. levam os clientes a realizarem suas compras com maior tranqüilidade. de Rachmaninov. Confort Zone e Starborn Suite. • Tema de Amor da Abertura de Romeu e Julieta. lares tumultuados. etc. • Spectrum Suite. a tensão nervosa. a impulsividade. • Sonata ao Luar. • Noturno para Cordas. de Grieg. de Stephen Halpern. alternando-as. • Dia de Esponsales en Troldhausen. • Largo do Concerto em Fá Menor. • Variação N? 18 sobre um tema de Paganini. São muito eficazes contra o stress. • Melancolia Matinal. Eficazes também nas crises histéricas. de Chopin. de Bach. de Tristão e Isolda. • Pavana para uma Infanta Defunta.

inundando seu cérebro e todas as suas células. suave e melodiosa criava um ambiente de serenidade. basta não dar nenhuma atenção aos pensamentos que tiver: deixe que eles venham. inclusive a cura de vários casos considerados difíceis. Imagine que ela o invade. sempre pelo nariz. obteve resultados excelentes. Para isso. produzindo harmonia e equilíbrio. Continue respirando suavemente. com excelentes resultados. • No tratamento da loucura com fúria: Coro dos Peregrinos. fá a música leve. por exemplo. em ritmo lento. de Smetana. faça um pequeno exercício de relaxamento: estique-se e tensione todos os músculos. isolado. Schauffer começou a estabelecer variações musicais. Opsiquiatra inglês Robert Schauffer aplicou técnicas de musicoterapia em manicômios para doentes mentais graves. Utilizando apenas a música e evitando as drogas psiquiátricas. Como fazer uma sessão individual LJscolha um lugar calmo. como se fosse uma luz. polcas e mazurcas. O Dr. que a música inunda todo o seu corpo. enquanto respira suave e profundamente. cujas pulsações distribuem essa "luz sonora" por todo o organismo. • No combate ao alcoolismo: obras de Bach. de Wagner. a utilizar sistematicamente uma série de peças de música erudita. de Wagner. ainda sem música. • Esgotamento físico: O Rio Moldava. Ao perceber que os doentes reagiam de diversas maneiras às músicas habitualmente tocadas em seu consultório. como o samba ou o jazz. observando e acompanhando os efeitos dessas mudanças nos pacientes. então. integrando-se a ele. Deite-se confortavelmente e. Imagine ainda que. obras de Beethoven. Deixe-o na penumbra. • No combate à inveja:Prelúdio dos Mestres Cantores. regulando a circulação sanguínea e equilibrando o metabolismo. depois. inspirando e exalando sempre pelo nariz. onde você pode se garantir de que não será perturbado nem interrompido. Faça isso algumas vezes. de Wagner. favorecendo a digestão. Continue deitado. coloque a música que escolheu. Procure manter sua mente livre de tensão. o melhor medicamento A música na cura das doenças mentais: u m a experiência q u e deu certo. solte-os. do Tannhauser. • Depressão com manias: A Cavalgada das Valquírias. • No combate à preguiça: valsas. feche os olhos e deixe que a melodia o envolva. em volume moderado. que a música desarmônica e dissonante produzia agitação e despertava sentimentos negativos como medo e ódio. de preferência sem ruídos. • Insónia: obras de Chopin. mas não se ocupe deles. Estabeleça um tempo mínimo de 20 minutos para essas sessões diárias de musicoterapia. ela penetra no tórax. • Esgotamento nervoso: Prelúdio do Carnaval. Mantendo essa disposição mental. Notou. geravam em certos pacientes um estado de agitação ou de dispersão mental. peças de Grieg. Imagine. • Tristeza: concertos de Dvorak. 18 . Observou também que os tons graves provocavam depressão e que músicas de ritmo bem marcado. chega aos pulmões e depois ao coração. Schauffer começou.MUSICOTERAPIA Música. suavemente. o que se refletirá em profunda sensação de bem-estar. As indicações abaixo baseiam-se nas observações e conclusões desse trabalho. percorrendo a medula espinhal e espalhando-se pelo peito. então. e acabou por desenvolver uma bem sucedida técnica de musicoterapia. de Dvorak.

porém. E Beethoven. Beethoven é também considerado o mais profundo.MUSICOTERAPIA A obra sublime de Beethoven Q u a s e dois séculos depois de ter sido criada. inatingível para muitos. abrangente e essencial daquilo que é superior. m dos maiores mestres da música de todos os tempos. E foi através de sua obra que ele procurou transmitir um pouco desse mistério incomensurável a que seu espírito extremamente sensível teve acesso: esse sutil mundo superior. conse- . a m ú s i c a imortal deste grande artista alemão continua c h e g a n d o até n ó s c o m a m e s m a força que arrebatou seus c o n t e m p o r â n e o s . presas sobretudo à simbologia limitada dos valores materiais. pois viveu em estreita conexão com aquele plano mais insondável da vida. tão distante das consciências menos refinadas. volta19 Ur das apenas para os aspectos superficiais da vida e condicionadas pela cultura massificante. sua linguagem pode alcançar a dimensão mais profunda. tangenciando a natureza ilimitada da universalidade cósmica. incompreensível para alguns. sublime. A música é uma forma direta de comunicação: ela fala de coração para coração. Ao mesmo tempo. o mais misterioso. como poucos.

é necessário cultivar outros sentidos. cujos atributos são inacessíveis à razão. Assim. a intuição ou qualquer outro nome que se queira dar aos elementos da sensibilidade humana que ultrapassam a mente discriminativa. racional e o âmbito dos sentimentos inferiores. para penetrar o universo beethoveniano. a percepção superior.MUSICOTERAPIA guiu plasmar em sua criação cintilações desse plano. como a paixão egoísta. 20 . como o discernimento. Porque a música desse grande mestre só pode ser alcançada quando se transcende o universo conceituai ou intelectual a que o homem comum está preso. desse mundo mágico. analítica. pleno de êxtase. quando se ultrapassa aquilo que equivocadamente foi estabelecido como o limite dos sentidos do ser humano.

• Terceira Sinfonia: contribui para equilibrar o sistema nervoso. a Décima Sinfonia teria sido reservada apenas para alguns discípulos especiais das escolas iniciáticas. o n maior aprofundamento no inconsciente e encoraja o caminho da espiritualidade. que Beethoven teria composto mais uma sinfonia que nunca publicou. • Quarta Sinfonia: transmite forte carga de sentimentos altruístas. ódio. poder de decisão. A "Décima Sinfonia": acredita-se. combate a tensão. o egoísmo. tem o dom de gerar profundas mudanças na vida de seus ouvintes. pode promover profundas transformações em mentes passivas. conseqüentemente. ajuda a eliminar sentimentos negativos como o P a r t ÍA . levando o ouvinte a pensar em seu processo dialético e na própria vida. gerando reações inusitadas e sentimentos estranhos em pessoas menos preparadas para o contato com as esferas mais sutis da realidade.MUSICOTERAPIA As sinfonias de Beethoven A música dos grandes mestres sempre foi um importante instru- mento utilizado nas escolas iniciáticas para elevar a capacidade de percepção. • Primeira Sinfonia: estimula a motivação e a auto-confiança. Assim. • Sétima Sinfonia: propícia a auto-análise e. • Oitava Sinfonia: eleva o discernimento. uma síntese dos efeitos das principais sinfonias de Beethoven. • Sexta Sinfonia: desperta a criatividade. a inveja. • Quinta Sinfonia: estimula a reflexão existencial. através de um diálogo sutil que constantemente se renova. amplia o autoconhecimento. o desejo de vingança e a luxúria. abrindo os campos da consciência a formas superiores de ser e de perceber. Tal decisão seria devida ao caráter insólito e aos efeitos excessivamente intensos e profundos que sua audição poderia provocar. nos' meios esotéricos. em particular. estimula a esperança. e a música de Beethoven. • Segunda Sinfonia: gera grande força de vontade. permite . o pessimismo. o ciúme. A seguir. a incerteza e o desânimo. particularmente no plano artístico. Em musicoterapia não é diferente. • Nona Sinfonia: induz à devoção mística e permite o contato com estados mais refinados de consciência. a autoconfiança e a busca de novos caminhos.

quase indefiníveis. enfim. E a música de Beethoven é capaz disso. tornando-o mais sensível e perceptivo. 22 Se as doenças. em superar a identificação com esses valores que nos aprisionam. que transforma o ouvinte.MUSICOTERAPIA Em contato com a essência universal Quando alguém ouve uma peça de Beethoven e se identifica com ela. que na verdade perpetua a dor e o sofrimento. amplia-se o contato com a universalidade. particularmente a de Beethoven: promover o contato com a essência universal. Ao nos despertar para a sutileza de um mundo sem palavras. pelos descaminhos marcados por desejos equivocados. Este é o poder da música clássica. porém sutis. retardando a evolução individual e mesmo coletiva. não ocorre de imediato nenhuma identificação. pela busca ansiosa promovida pelo egoísmo. Quando existe essa identificação. sentindo-se tomado por sentimentos intensos. no entanto. que tolhem nossa verdadeira liberdade de ser. a solução está em transcender. Não é sem razão que muitos. tensões e neuroses são basicamente causadas pelas pressões da vida superficial. por temer o desconhecido. . o simples ato de ouvir e a atenção interessada podem produzir um efeito próximo da magia: abre-se o campo da percepção à medida que o contato se torna mais freqüente. pode-se inferir que nessa pessoa há um aspecto cultivado da alma que ultrapassa os limites comuns do plano mais grosseiro da vida. ela nos permite o mergulho no absoluto. mas repleto de significados eternos. pelos condicionamentos aos falsos valores ditados por uma sociedade massificante. preferem o contato aparentemente seguro com a superficialidade. se.

. muita gen..também são úteis para mascarar neira o ser humano processa o ruídos perturbadores ou para essom em sua mente —. mas ciência que investiga de que ma. pelo compositor Stephen Halpern. na Califórnia. por exemplo. integrando sons tão variados como mantras indianos. Essa nova tendência musical reúne passado e futuro. atuando de forma a expandir a consciência do ouvinte. integradora do mundo e do ser humano. espiritual e cultural do planeta se expressa através de uma visão holística. um riacho correndo sobre as pedras.MUSICOTERAPIA Os sons da natureza A música do futuro não é música: desde os anos 70 vêm sendo mundo. instrumentos japoneses e sons acústicos produzidos por sintetizadores. é ideal para acordar de manhã.timular a interação e a conversa. bem específica utilização psicolóAs fitas podem ser ouvidas cogica. dade. Segundo a psicoacústica — mo um "fundoambiental". Básicos para o equilíbrio com as condições psicológicas: do homem desde que o mundo é uma fita com cantos de pássaros. Engloba a preocupação com o meio ambiente. o respeito pela natureza. movimento "New Age" ou Nova Era ganha cada vez mais adeptos no mundo inteiro. O executivo que chega em casa tenso e esgotado já pode pegar no sono ao embalo do suave marulhar das ondas numa praia deserta. como Debussy. O termo "new age music" foi criado na década de 70. uma tempestade de neve nas montanhas. percussão africana. Os efeitos que ela produz são em geral relaxantes e inspiradores. mas não funciona à noite. te sofre uma carência de sons da Devem ser escolhidas de acordo natureza. Suave e harmônica. Ravel e Satie. Esse renascimento filosófico. Também incorpora influências de impressionistas do início do século. a música da Nova Era trabalha com grandes extensões melódicas. as terapias alternativas de auto-ajuda e sobretudo a expansão da consciência humana e o A música do terceiro milênio a passagem para um nível espiritual mais elevado. uma noite no campo. E isso gera uma necessitas cassetes com sons ambientais. os sons naturais não são mais ouvidos por quem vive nas produzidas nos Estados Unidos fi. uma "saudade" subconsdestinadas a uma importante e ciente.cidades. um dos mais respeitados estudiosos dos efeitos do som e da música nos seres humanos. 23 . Entre outros bést-sellers do som natural destacam-se o vento nas árvores. a chuva leve numa floresta de pinheiros.

sozinha ou associada a outros elementos. médico grego considerado o "Pai da Medicina". 131-c. nossa água. grande admirador dos efeitos curativos da terra. . fere também os filhos da terra". C ) . Está presente nos mais antigos tratados de cura popular e constitui uma técnica bastante difundida entre curandeiros e médicos famosos.) e.23-79 d. Nas palavras do chefe índio Seattle. Encontramos essa prática mencionada na obra de médicos célebres como Avicena (980-1037). 460-c. além de cientistas e filósofos como Plínio (c. Hipócrates (c. Averrois (1126-98) e Galeno (c. 377 a.C). Hoje raramente encontramos uma clínica naturalista que não utilize a argila. C omo ciência do uso da terra. da nação Sioux. freqüentemente utilizava a argila em seus tratamentos e ensinava seus discípulos como usá-la de ma24 neira adequada.Geoterapia A cura pela terra É da terra que retiramos nosso alimento. nossa energia vital. "tudo quanto fere a terra. mais recentemente. a geoterapia é sem dúvida uma das mais importantes técnicas terapêuticas da medicina natural. o Mahatma Gandhi. Aristóteles (384-322 a. C. 201).

à beira da morte. durante muitas horas. eminente filósofo árabe da Idade Média. os metais. os animais percebem a capacidade que a argila Averróis.GEOTERAPIA Usos e costumes antigos Os antigos egípcios utilizavam a argila como um dos componentes no embalsamamento das múmias e para a preservação de alimentos de origem animal. a terra é a matriz que concebe as fontes. os vietnamitas e os coreanos empregaram o banho de argila para tratar queimaduras sérias. Nada mais natural. ovos e alimentos de procedência animal. que eram colocados de corpo inteiro. Durante os ataques que sofreram dos Estados Unidos. a nossa água — dela depende a nossa vida. dentro de um buraco cavado na terra. . em contato com a terra. Ainda hoje no Japão a argila é utilizada para conservar. Por instinto. do que utilizá-la como remédio. inclusive as provocadas por napalm. O homem e a terra Universalmente. na posição vertical. freqüentemente observamos cenas em que animais selvagens se untam de lama ou permanecem muito tempo mergulhados no lodo úmido. compôs várias obras sobre medicina. às vezes por vários anos. Apenas a cabeça era deixada para o lado de fora. os minerais. Da terra retiramos o nosso alimento. astronomia e filosofia. e o doente permanecia assim. Na América. Em filmes documentários. alguns grupos indígenas tinham por tradição "enterrar" seus doentes. Mesmo o nosso cão doméstico não dispensa seus "banhos de lama" sempre que tem oportunidade. Esse tipo de tratamento era aplicado aos doentes terminais. então.

passa o dia imerso na água lodosa dos rios africanos. um dos maiores mamíferos terrestres. .GEOTERAPIA O hipopótamo.

o feldspato e a mica. em quantidades diferentes segundo o terreno. porém. Antes de mais nada. No Egito antigo. o que equivale a dizer que ele deve estar sempre em harmonia com as leis da natureza. Existe um outro motivo muito mais importante para que a terra constitua um agente terapêutico: a energia que ela contém. o cálcio. varia muito de um lugar para o outro. 27 . A composição química e geológica da argila.GEOTERAPIA possui de manter seus corpos mais sadios e de livrá-los de energias malsãs. Não podemos esquecer que a terra possui tudo o que necessitamos: sua utilização como medicamento é a mais natural das medicinas. no entanto. mumente encontrados. Mas o que mais oscila em termos de quantidade são os componentes químicos. a sflica. a existência de uma determinada composição química e geológica que. o ferro. o magnésio e o titânio são os mais co- A tartaruga é um dos animais que costuma enterrar seus ovos. A saúde e o bem-estar só podem existir quando o homem vive em harmonia com a terra em que habita. Por que a terra cura Existem vários fatores que explicam o poder curativo da terra. Todas as terras e argilas. não basta para explicar suas qualidades curativas. a argila era usada como um dos componentes da técnica do embalsamamento. o potássio. logicamente. possuem três componentes geológicos fundamentais: o quartzo. o alumínio.

hoje infelizmente alterada pelos inevitáveis poluentes. pelas formações geológicas. Por fim.GEOTERAPIA A energia telúrica Na verdade a argila não contém apenas um tipo de energia. sem nenhuma umidade. Quando recebemos corretamente as energias magnéticas. mas três principais nela condensados. possuem efeitos diferentes. os raios solares impregnam camadas superficiais do solo com energia calorífica e energia radiante. determinada pelo próprio campo magnético vibratório do planeta. do sul para o norte. Outro tipo de energia é a telúrico-magnética. idade do solo. de acordo com a região de onde provêm. Isso se deve a algum fator ainda desconhecido pela ciência oficial. Essa energia intrínseca é uma energia estrutural derivada da própria terra e de seus componentes — e não é fácil especificar sua natureza. a terra possui sua própria energia. perfazendo o chamado espectro magnético do planeta. que deixa a terra impregnada de uma força surpreendente. que é determinada pela região. podemos fazer uma analogia com as águas minerais. Para ilustrar o que acabamos de afirmar. Mesmo a argila seca. tendo a mesma composição química. Caso contrário. contém essa energia. já que o retorno se faz pelo eixo central. idade das camadas. Como se sabe. mantemos a nossa própria energia em harmonia. que ativam os cristais e os elementos desencadeando um processo dinâmico e vitalizador capaz de beneficiar o corpo humano. estaremos nos sujeitando a certas turbulências e alterações energéticas desnecessárias e às vezes até nocivas. mas sem dúvida relacionado à energia vital de cada região. 28 . clima e resíduos vulcânicos. se recebermos essa energia lateralmente ou se ela entrar pelos pés. As energias telúrico-magnéticas da Terra têm um sentido norte-sul na superfície e um sentido inverso no centro. que. pelo tipo de solo.

a Terra simboliza a mãe. O costume de enterrar os mortos evoca essa idéia de devolver os filhos às entranhas da mãe. Os primitivos artistas imaginaram Gaia. como uma mulher de formas pronunciadas e seios enormes. a mãe-Terra.GEOTERAPIA O simbolismo dà Terra Em muitas culturas e religiões. fonte de todos os seres e protetora contra as forças de destruição. o caráter maternal da deusa é indicado pelas crianças que a acompanham. Os romanos conceberam a mãe-Terra como uma altiva mulher de traços serenos. 22 . índice de fertilidade. Neste relevo.

pois absorve o calor da região doente. como é o caso da radiação proveniente das explosões nucleares que se precipita da atmosfera sobre o planeta. ao mesmo tempo que fornece energia de boa qualidade.C. sabemos que a argila tem a capacidade de absorver energias estranhas ao organismo. Assim.GEOTERAPIA Como a terra cura E m contato c o m o corpo doente. que funciona como uma espécie de "mataborrão" energético. o homem começou a cultivar a terra para tirar dela seu alimento. graças à observação de que objetos contaminados por radiatividade. pois torna o organismo mais saudável e dinâmico. Ação vitalizante: esse efeito é mais claro no uso interno da argila. ao entrarem em contato com a lama. como em geral é recomendado. Isso se deve à passagem das energias malsãs do doente para a compressa. C o n h e ç a os principais efeitos obtidos c o m a utilização desse tipo de terapêutica.000 a. temperatura ocorre graças ao efeito dissipador de calor produzido pela compressa de argila fria. uma compressa fria de argila alivia a região em que foi aplicada e torna-se quente. a argila é capaz de absorver a energia perniciosa acumulada na área doente e transmitir sua energia de elevada qualidade vital. Nos casos dê tumores malignos. Ação anti-radiativa: a capacidade antiradiativa da argila foi recentemente descoberta. o aquecimento da compressa é intenso. a terra p r o d u z certas alterações q u e p r o m o v e m a cura. A ação neste caso é do tipo "homeopático". Embora não seja uma propriedade aceita por todos os cientistas. Equilíbrio térmico: o equilíbrio de Cerca de 9. Esse efeito é bem conhecido na hidroterapia. que fornece a sua carga energética ao organismo mesmo quando ingerida em pequena quantidade. Troca de energia com a área afetada: quando aplicada externamente ou quando ingerida. perdem a radiação em pouco tempo. 30 .

a terapia pela terra t e m indicações b e m precisas para muitos males. o aparelho digestivo comanda praticamente o corpo todo. catarro pulmonar. a desnutrição. Ela desodoriza as fezes e desintoxica os intestinos. 31 Essas propriedades da argila quando usada externamente permitem que ela seja empregada numa infinidade de doenças e alterações orgânicas. desintoxicante e purificador do aparelho digestivo. magnésio e outros elementos. da artrite. enxaqueca. inclusive em algumas áreas do Nordeste brasileiro. mau hálito. . amíg- No I Ching o hexagrama K'UN. estomatite (aftas). Em certas regiões do planeta. existe o costume de fornecer às crianças um tipo de água de argila para beber. para a medicina natural. rinite. e a argila é usada como fonte de cálcio. diarréias. dentes e ossos fracos. digestão lenta. A argila é usada internamente contra úlceras gástricas e duodenais. varizes. dores musculares. O Receptivo. não apenas do aparelho digestivo mas de todo o organismo. colesterol elevado. gases intestinais. Tem como imagem a terra. sinusite. artrose. dalas inflamadas. Em geral. se compõe de seis linhas abertas. ácido úrico. a argila é útil no combate a numerosas moléstias. o raquitismo e os distúrbios de crescimento. Uso interno • antiinflamatório • cicatrizante • adsorvente (combate os gases intestinais) • desintoxicante • anticatarral (combate o catarro intestinal) • vermífugo • normalizador da digestão e da excreção • antidiarréico e obstipante (prende os intestinos) • analgésico (combate as cólicas) Uso externo antiinflamatório anti-séptico absorvente anti-reumático antiinfeccioso analgésico antitraumático cicatrizante antitumoral desobstruente antitóxico emoliente regulador orgânico torúficador estimulante vitalizante refrescante Por seu efeito normalizador. adenóides. suavizante. É bom lembrar que. a fim de combater as cáries dentárias. e seu atributo é a devoção. gastrites. como: reumatismo. Também é útil no tratamento do reumatismo crônico. artrite. eliminando substâncias nocivas do tubo intestinal e do sangue. o poder maleável e receptivo da energia Yin. cólicas intestinais. celulite. vermes de todos os tipos. irritações da mucosa digestiva. colite ulcerativa. isso ocorre em locais onde impera a desnutrição.GEOTERAPIA Efeitos medicinais específicos Tanto interna c o m o externamente. A l g u n s d e s s e s efeitos já e r a m c o n h e c i d o s por povos antigos e fazem parte da tradição popular.

cistos. tosse. tuberculose pulmonar e articular. de linho ou algodão. gripes e resfriados. presbiopsia (distúrbio visual da velhice). Espalhe a massa de argila sobre um tecido bem limpo. a argila tem efeitos locais e gerais. furunculose. enfisema. hipermetropia. distúrbios menstruais. dos Santos 32 . endometrite (inflamação da mucosa do útero). diarréias. A espessura da massa sobre o pano deve variar de 1 a 6 cm. vômitos. cólica renal. para formar um cataplasma. infecções urinárias. corrimentos vaginais. asma brônquica. fibromas. Não use tecidos sintéticos ou plástico: eles diminuem os efeitos da argila. e bem fina para o rosto. fluxo e refluxo das águas que acontece em todo o nosso planeta. é capaz de eliminar mais da metade dos problemas mencionados acima. tensão nervosa. por exemplo. pneumonia. O efeito lunar mais evidente são as marés. às vezes até eliminando-os. contusões fechadas. estes últimos devem-se à sua ação reflexa. tumores malignos e benignos. dores e inflamações oculares. sinusite. A cabeça. O tamanho varia segundo a extensão da área a ser coberta. incontinência urinária. enxaqueca. dor ciática. torcicolo. cálculo biliar. palpitação. catarro. stress. pressão baixa. pressão alta. taquicardia. a pélvis e os membros recebem compressas de cerca de 3 cm de espessura. gastrite. arteriosclerose. gota. má digestão. dores de cabeça. vesícula preguiçosa. leucemia. dores de dentes e nevralgias. Uma compressa fria de argila aplicada sobre o abdome durante cerca de 2 horas por dia. Em geral se usa uma compressa bem grossa para o tórax e o abdome. prisão de ventre. amigdalites. febres de qualquer tipo. eczema. gases. inflamações da próstata. rinite.GEOTERAPIA cãibras. mastites (inflamações da mama). obesidade. astigmatismo. glaucoma. Ilustrações: Dilvacy M. esterilidade. hepatite aguda e crônica. angina do peito. Como se percebe. miopia. inchaços. hemorróidas. otite. de acordo com o local da aplicação. lumbago. distúrbios da tireóide. A Lua também exerce influência sobre a Terra.

Para aplicar a compressa de argila. Em geral se utilizam compressas frias. Forre a cama com um plástico para evitar que a água que emana da compressa manche a roupa de cama. porém. convém que o paciente esteja deitado. 32 . dores e inflamações localizadas. Cubra a compressa com um pedaço de plástico para manter a umidade. prepare uma compressa com uma camada mais grossa no centro (veja desenho) e coloque exatamente sobre a área mais afetada. tumores. em que ela deve permanecer no doente por 12 ou até 24 horas. As aplicações de argila sem pano obedecem aos mesmos critérios. A massa não deve desmanchar nem soltar água — deve ser sensível à pressão dos dedos e manter a forma. A compressa também pode ser confeccionada com um quadrado de argila. use uma colher de pau para obter uma mistura uniforme. misture a argila em pó com água pura (não serve a água tratada das torneiras comuns) até obter uma consistência pastosa. etc. No caso de doenças bem localizadas. O tempo de aplicação da compressa varia segundo o caso. como no desenho. basta aquecer em banho-maria a massa de água e argila antes de preparar a compressa. Para melhores resultados. Se quiser. Retire os pedacinhos de pedra e de argila que não se dissolverem. mas para "puxar" uma área com abscesso ou trazer à superfície uma infecção. a aplicação deve ser feita diretamente sobre a pele do doente. é mais indicada a compressa quente. mas são menos utilizadas devido à dificuldade de removê-las após o uso. Coloque o quadrado de argila sobre o pano e cubra com outro pedaço de tecido antes de dobrar as pontas soltas para fechar a compressa. Esse tipo de compressa garante o tratamento da parte afetada e promove a dissipação do processo inflamatório em torno da lesão. Nesse caso. É especialmente indicado para furúnculos.GEOTERAPIA Preparando a argila Num recipiente de vidro ou madeira. mas em geral é de 2 horas. Evite o contato da argila com qualquer tipo de metal. Há certas ocasiões. abscessos.

é eficaz contra as infecções urinárias e renais. colite. da gota. A compressa de argila fria elimina esses problemas. do excesso de ácido úrico. em jejum. Veja os d e s e n h o s e siga c u i d a d o s a m e n t e as instruções para obter os m e l h o r e s resultados. dos Santos . e alimentando-se 2 horas após a aplicação. no mínimo. artrite. É indicado também no tratamento auxiliar do diabetes. em cinta Nesse caso a compressa circunda toda a região abdominal e as costas. como a hepatite crônica e a cirrose. azia. doenças do pâncreas. por mais de 60 dias. Para esse tratamento a compressa deve ser grande. laticínios. diariamente durante 2 horas. carnes. Compressa fria abdominal completa. como o câncer em todas as suas formas. Mesmo na hepatite aguda é um recurso valioso. Tem poderoso efeito no combate às doenças crônicas do fígado. além de produzir efeitos contra o lumbago e a ciática. o tratamento é útil contra doenças crônicas e degenerativas. no entanto.GEOTERAPIA Alguns usos específicos S ã o muitos os benefícios d o tratamento c o m a argila. gorduras. vômitos. obtêm melhores resultados aplicando a compressa pela manhã. ovos. enxaquecas e cólicas intestinais. arteriosclerose e diversos distúrbios metabólicos. como uma cinta grossa. com 5 cm de espessura. O estômago deve estar vazio (aplicar com uma distância mínima de 4 horas da última refeição). frituras. É indicado para a má digestão. que sofre com a má digestão. Compressa abdominal fria Seu principal efeito é a restauração do equilíbrio térmico devido à dissipação do excesso de calor acumulado na área abdominal. A alimentação excessivamente rica em carboidratos (açúcares). enjôos. aplicada e m c o m p r e s s a s frias o u quentes. a falta de enzimas digestivas. Nos casos crônicos. Tem as mesmas indicações que a compressa abdominal simples. cistite e rins fracos. artrose. Devido à sua ampla ação é recomendada contra a psoríase e o eczema. incontinência noturna da urina. do reumatismo. principalmente quando o problema é acompanhado de inchaços e retenção de 34 Compressa abdominal Ilustrações: Dilvacy M. temperos fortes e aditivos produz a dilatação do intestino. retenção de líquidos. conservas. mas. irritações e inflamações crônicas. renovada a cada aplicação. de preferência antes de dormir. diarréias crônicas.Certas pessoas. fermentações. Assim. por atingir também os rins e a parte inferior da coluna. Em casos agudos. gases. favorecendo não só a região dos intestinos como todo o organismo. a compressa deve ser aplicada de 3 em 3 horas. Muito eficiente na obesidade.

do coração. palpitações. Nos casos crônicos. do timo. quando está extremamente debilitado. ainda. tuberculose pulmonar. nódulos benignos e câncer de mama em qualquer estágio. angina do peito. catarro pulmonar. Nos casos agudos. em jejum. nos brônquios e na traqueia. no caso de herpes-zoster e em todas as situações em que o contato do tórax com o frio é contra-indicado. pode ser um pouco mais fina (aproximadamente 4 cm. dificuldades respiratórias. Também é eficiente nos '¿5 Compressa torácica casos de torcicolo e nevralgia intercostal. derrame pleural. taquicardia. repetindo-o por 6 vezes. Não deve ser aplicada quando o doente está sensível ao frio local. Deve ser lembrada como tratamento no combate à pressão alta de qualquer natureza. como preventivo do enfarte do miocárdio. a compressa deve ser grossa e permanecer sobre o local por cerca de 1 hora por dia até que o problema desapareça. crise aguda de asma brônquica. A cinta abdominal deve ser aplicada pela manhã. enfisema. tabagismo (para desintoxicar os órgãos torácicos). Também atua nos casos de dores torácicas. quando existem feridas abertas no tórax (exceção para o câncer externo) ou. Compressa torácica fria Tem efeito poderoso nas doenças dos pulmões. sempre com um intervalo de 30 dias entre um e outro.) e permanecer por 2 horas diárias. dos vasos (artérias e veias) torácicos. infecções das mamas (mastite). de tumores nos pulmões. podendo ser repetido após um intervalo de um mês. .GEOTERAPIA Compressa abdominal em cinta água com elevação de pressão arterial. O tempo de tratamento não deve ser inferior a 30 dias nem superior a 60. durante 3 horas. produção insuficiente de leite. Faça o tratamento pelo tempo mínimo de 3 semanas. da coluna vertebral e das glândulas mamárias. É particularmente notável no tratamento da pneumonia aguda e crônica.

dentro do nariz. cólicas menstruais. áreas externas muito infec- cionadas. da bexiga. próstata. por 21 dias seguidos. suspenda imediatamente o tratamento. • Guarde o pó da argila em saco de pano. Não pode ser usada nos casos de doenças venéreas.GEOTERAPIA Compressa pélvica menstrual. hemorróidas. em fístulas. de cerca de 4 cm. Compressa pélvica fria Esta é uma compressa de formato triangular. mesmo quando elevada. pedaços maiores que não desmancham. não há contraindicação. ovários. insetos etc. Também pode ser usada com cuidado em casos de furúnculos e abscessos na região. Em geral é aplicada antes de dormir. • Utilize água mineral de boa procedência no preparo da massa de argila. minhocas. Indicada para as cólicas menstruais (às quais a compressa fria não trouxe alívio) e para processos infecciosos. o mais agreste possível. que deve ser colocada sobre a região pélvica e ajustada na região do períneo. O doente deve estar deitado. 36 . Indicada nos casos de fibroma. sífilis. • Retire da argila corpos estranhos: pedras. fissuras. mas em geral uma única aplicação é suficiente. nesse caso. sem roupas. Não use compressas frias quando o doente não estiver em condições de suportar o frio local. • Tome muito cuidado ao aplicar compressas quentes. micoses. de forma a atingir a área do cóccix. mas seu tempo de aplicação não deve ultrapassar 10 minutos. funcionando como analgésico. cistos. • Não aplique a compressa em feridas abertas. em local seco e arejado. feridas abertas. A compressa pélvica é útil contra todos os tipos de câncer e de tumor do baixo ventre. A temperatura precisa ser um pouco abaixo da que o doente pode suportar. corrimentos vaginais. alterações do ciclo • Escolha a argila em local despoluído. O contato com os órgãos genitais precisa ser feito com muita cautela para não provocar queimaduras. dentro da vagina. hemorrágicas. na mucosa da boca. útero. pólipos do períneo e dores em geral nessa região. hemorragias. Deve ser aplicada no máximo durante 3 dias. reto. Compressa pélvica quente É confeccionada e colocada da mesma maneira que a compressa fria. A única exceção é o caso da compressa fria abdominal para o tratamento da febre. especialmente quando se tratar de crianças pequenas. e quando sua aplicação determina uma piora do caso. 30 minutos. de espessura. queimaduras e bolhas • • Se o doente piorar. frieiras.

deve ser quase líquida e quente (o máximo que se conseguir suportar). nesse último caso. otite. Nos casos agudos. O emprego mais notável. . resfriados. a aplicação deve ser repetida por 6 meses. É preciso manter a compressa bem colada ao couro cabeludo. até que desapareçam os sintomas. evitando-se qualquer tipo de friagem em seguida. Nos casos agudos. Pode ser feita por vários dias consecutivos. a compressa não precisa ser muito grossa. O tempo ideal é de 20 minutos. nesse caso. em geral basta uma única aplicação. dores articulares nos pés e pernas. apenas de uns 3 cm. dê um intervalo de uma semana antes de recomeçar. Para os casos crônicos. Antes de colocar a compressa. no entanto.GEOTERAPIA Compressa de cabeça ou capacete frio Esta compressa deve ser moldada de modo a formar um capacete da testa até a nuca. é indicada nos casos de amigdalite aguda e em todos os problemas de tireóide. Sua aplicação tranquiliza o sistema n e r v o s o . colocada num recipiente não metálico em que os pés possam ser mergulhados. desde que não estejam ligadas à pressão alta. É muito eficaz nas crises de dor de cabeça. reumatismo dos membros inferiores e amigdalite. rinofaringite e nevralgia do trigêmeo. o tempo de aplicação não deve superar 1 hora. que cobre todo o pescoço. durante 30 dias seguidos. é no tratamento de tumores benignos e malignos intracranianos. sempre com intervalo de 10 dias entre uma e outra. Também é útil na sinusite. durante 3 dias ou mais. aconselha-se a molhar os cabelos com água fria. A compressa deve ser feita diariamente. em especial o hipotireoidismo. É muito útil nos casos de gripes. o hipertireoidismo e as inflamações tireoidianas. por cerca de 30 minutos. cobrindo as orelhas. 3 7 Compressa fria para o pescoço Esta compressa. Nesse caso. Aplicação de argila nos pés A pasta de argila. pode ser aplicada simultaneamente à compressa fria de argila no pescoço. Nos casos crônicos. Aplicação nos pés Compressa de cabeç. depois. a aplicação deve ser de 2 horas diárias durante várias semanas.

Aliás. deve misturar à argila um pouco de óleo de mamona e. Devem ser preparadas em grande quantidade. pois absorve energias perniciosas. 38 . pois exige uma grande quantidade de argila. Antes de aplicá-la. as pílulas são bolinhas feitas da mesma Cápsulas Uma forma mais prática de preparar a argila para uso interno é acondicioná-la em cápsulas transparentes. massa de argila já descrita. mas infelizmente não é um tratamento fácil de ser colocado em prática. a argila nunca deve ser utilizada mais de uma vez. uma hora antes da ingestão de qualquer alimento. coloque uma colher de café bem cheia de argila fina para 1 copo de água mineral pura. vendidas em casas de material médico e farmacêutico. acúmulos de gordura. em vez da água para dissolver o pó. em camada fina. permanecendo assim por cerca de 20 minutos. Coloque o pó na água e misture bem. A prática do tanque de barro é utilizada apenas por clínicas especializadas em geoterapia. seque a pele e aguarde 30 minutos.GEOTERAPIA Máscara fria de argila Trata-se de uma aplicação que dispensa o pano de linho. pois é feita diretamente na pele do rosto. Beba a água lentamente. mas em geral é de 5 a 10 bolinhas em cada refeição. pele oleosa e rugas. toxinas e magnetismo de má qualidade do corpo doente. Pílulas de argila Utilizadas sobretudo na Europa. A quantidade a ser ingerida varia de caso para caso. Outras aplicações Tanque de barro O doente é imerso até o pescoço num tanque cheio de uma lama muito fina e fria. Em geral a dose é de 3 cápsulas na hora das refeições. A sensação de leveza provocada por esse método é indescritível. Deixe a mistura em repouso por algumas horas. lave o rosto com sabonete neutro. cravos. É excelente no combate da acne. A máscara deve ser aplicada 3 vezes por semana durante vários meses. Água de argila Para prepará-la. no Brasil existem algumas. espinhas. usar chá de camomila bem forte. O ideal é tomar a água de argila pela manhã. até que o pó assente no fundo do copo. que nem mesmo pode ser reaproveitada. Quem possui a pele seca. sardas e sinusite. evitando que o pó volte a se misturar à água. em jejum. deixadas ao sol para secar e depois guardadas para serem usadas conforme a indicação. com uma colher que não seja de metal.

de preferência de uma profundidade de cerca de 1 metro. para obtê-la. ainda não existe um comércio de argila que possa ser considerado seguro. Mas a argila comum. é encontrada nos cerrados e caatingas. é largamente usada no interior do Brasil por curandeiros e caboclos. também pode ser utilizada e possui ação medicinal intensa. Assim. Deve sei retirada de um local despoluído. A melhor de todas é conhecida pelo nome de "tabatinga". e passando-a na peneira de modo a obter um pó bem fininho. cor de tijolo. tem uma con- sistência tal que cede à pressão dos dedos e mantém a forma quando é moldada. de várias cores e diferentes densi- dades. Excelente para o tratamento do reumatismo. No Brasil.GEOTERAPIA Escolha a argila adequada J _i m diversas partes do mundo os entrepostos naturalistas fornecem argila em pó para a confecção de compressas ou de comprimidos. Esse pó se conserva por muito tempo sem perder suas propriedades 39 . com especificações na embalagem a respeito de sua procedência. é necessário retirá-la da natureza. esfarelando-a com as mãos. e depois colocada ao sol para secar completamente. contudo. A argila de boa qualidade parece úmida ou "gordurosa". Em seguida é necessário transformá-la em pó. De tonalidade cinza-arroxeada. Existem numerosos tipos de argila.

Para facilitar o estudo e compreender melhor sua aplicação. inchaços e mesmo na forma natural de uma determinada área. aparelho ou funções biológicas mais importantes.Fisiognomonia N i n g u é m j a m a i s viu diretamente o próprio rosto. dilatações. q u e r q u e i r a m o s o u não. muito utilizada pelos médicos orientais. sinais. q u e só é possível c o n h e c e r através do espelho. isiognomonia é a técnica de conhecer e diagnosticar as condições de saúde de uma pessoa pela observação de sinais e formas da face e outras partes do corpo. rugas. Ciência antiga. ele é n o s s a parte mais reveladora. 10 12 12 11 4j . M a s . cada uma delas correspondente a um órgão interno. constitui hoje um importante recurso de diagnóstico da medicina natural e se baseia na análise de manchas. linguagem silenciosa que n o s d e s v e n d a para os outros. F marcas. a fisiognomonia divide a face em áreas.

ao consumo de alimentos carregados em sal ou ainda por uma predisposição orgânica herdada podem surgir bolsas dilatadas e inchadas nesse local. Esta área. que pode ser relativa ou absoluta. como cerveja.FlSIOGNOMONlA As áreas ou regiões da face Área 1 Região infra-orbitária ou abaixo da pálpebra inferior. vinho. terminando com possíveis manchas escurecidas: são sinais de falência da função renal. refrigerantes e mesmo água (principalmente durante as refeições). além da capacidade de tolerância do organismo. O local pode também apresentar-se escuro. devido à ingestão de líquidos em excesso. de envelhecimento precoce e de saúde abalada. na qual os rins têm atuação preponderante. ocorrendo grandes edemas na região em casos de insuficiência renal. Quando há ingestão excessiva de líquidos ou sais. 41 . com o comprometimento de todo o organismo. corresponde aos rins e à bexiga. os rins podem "cansar-se". ou seja. sais. em seguida para edemas maiores. tornar-se desgastados e doentes. toxinas do sangue e elementos metabólicos em geral. Essa região é ligada ao metabolismo hidreletroKtico. aguda ou crônica.' Em clínica médica. ou homolateral). Nos organismos cansados. a princípio leves. encovado. este sinal é indicativo de má função renal. apontando um estado de deficiência energética geral devido ao desgaste acentuado das funções renais. acúmulo de líquidos e rins sobrecarregados. mas a toda a função orgânica de excreção de água. não é relativa apenas aos rins (na medicina oriental cada rim corresponde à região infra-orbitária do mesmo lado. passando depois a moderados. com rugas ou sulcos bem marcados. no entanto. representam sinais de desgaste. De qualquer modo. O resultado será o surgimento de dilatações ou inchaços na Área 1. o cálcio e o potássio). reflete as condições da distribuição de água e sais minerais (mais propriamente o sódio. indicando más condições da função de excreção. A interrupção das causas desses problemas torna-se fundamental para impedir a continuidade da ação patológica e para que haja o restabelecimento da saúde — a medicina natural ensina que não existem remédios capazes de substituir o tratamento pelo retorno aos hábitos parcimoniosos e à harmonia Bolsas e inchaços na região abaixo da pálpebra inferior podem indicar acúmulo de líquidos e rins sobrecarregados.

Produtos como o álcool (principalmente vinho de má qualidade e os destilados mais fortes). e t c ) . carnes condicionadas. têm ação irritativa sobre o fígado. molhos e temperos. dietas. que isso ocorra deliberadamente). molho inglês. pimentas. corresponde à vesícula biliar e ao fígado Essa área pode apresentar-se inchada e vermelha. Área 3 É a região da testa. contribuindo para o surgimento de sinais na Área 2. excesso de alimentos gordurosos. os sinais anormais da Área 1 podem desaparecer..FISIOGNOMONIA com as leis naturais. É a região situada entre as sobrancelhas. salame. preocupações constantes. morta- . há um tempo considerável. ingestão prolongada de medicamentos. e t c . mas certamente estarão presentes quando tais órgãos forem agredidos por fatores externos capazes de prejudicarem a sua função natural. conservas. vísceras. pode também — o que é mais comum — apresentar rugas ou sulcos. dentro de um quadro de predisposição herdada. Essa condição fermentativa é provocada por alimentos como o pão branco. pontos terapêuticos. Área 2 Rugas ou sulcos entre as sobrancelhas apontam para disfunções do fígado ou da vesícula biliar. linhas e rugas nessa área (independentemente de se franzir a testa) geralmente são sinais provocados por excesso de trab a l h o mental. remédios homeopáticos. Para isso podem ser usados diversos recursos naturais. vinagre artificial. indica desgaste orgânico generalizado. Em muitos casos. como ervas. o que indica de imediato congestão do fígado. No caso de doenças agudas ou crônicas do fígado e da vesícula biliar. presunto. que contribuem para o tratamento de problemas semelhantes. é claro. esses sinais podem ou não surgir. Situações assim geralmente são provocadas por hábitos perniciosos. e pela presença nos intestinos de toxinas derivadas das carnes embutidas — salsichas. bam a função do fígado e/ou da vesícula. ingestão habitual de alimentos fermentativos irritantes e pela presença anormal de líquidos no intestino delgado. desde que se estabeleça uma terapêutica eficaz. existe uma disfunção do fígado ou sua sobrecarga. de substâncias que agridem ou pertur42 Sulcos profundos. frituras. entre outros. como o alcoolismo. rasos ou profundos. onde tanto o fígado quanto a vesícula biliar caracterizam-se como "órgãos de choque" (mais fracos). condimentos fortes (mostarda. semelhantes aos que se formam quando se franze o cenho (sem. Neste caso. devido à presença. o açúcar branco.

etc. sentimento ou "força" que a move. Área 4 Região das sobrancelhas ou dos supercüios. depende sobretudo da sensibilidade do ***** ( \ 1 As marcas. Os problemas relativos a esses órgãos são detectados pela observação da forma e da posição das sobrancelhas. no seu temperamento. na sua busca. um "acento" ou uma qualidade ao olhar e à expressão de uma pessoa.FlSIOGNOMONlA divíduo em sua relação com a vida. em geral uma redução de sua função. assim. Ao bom observador. Sobrancelhas finas e fracas. por exemplo. . De modo geral. retas ou angulares. denotando sinal de cansaço. neste caso. as sobrancelhas emprestam uma característica forte ao semblante. Significa dizer que cada pessoa mostra em suas sobrancelhas o tipo de emoção. indica uma qualidade da função supra-renal. existe hereditariamente uma disfunção das glândulas supra-renais. Sobrancelhas grossas e cheias refletem maior resistência e adaptabilidade às tensões cotidianas. nas suas reações. flatulência e diarréias nervosas. são seres mais sensíveis e delicados. que se transforma numa condição característica do in- A forma das sobrancelhas está relacionada com a função das glândulas supra-renais. significam fragilidade frente aos conflitos ou às situações difíceis. assim como as mulheres em geral. como colites fermentativas. linhas e rugas na região da testa são comuns em pessoas tensas e nervosas. dela e frios em geral. elas apontam exatamente o principal elemento psicomental que "impulsiona" o indivíduo na sua vida. são pessoas capazes de suportar mais facilmente os reveses ou embates estressantes. determinando uma qualificação especial ao tipo de emoção. estado de espírito ou aspecto do indivíduo. As marcas fisiognomônicas da Área 3 dificilmente desaparecem. corresponde às glândulas supra-renais. O diagnóstico. Quando se apresentam caídas sobre os olhos. Convém notar também que pessoas irritadiças e muito tensas desenvolvem problemas intestinais com mais facilidade. se grossas ou finas. As sobrancelhas dão. A forma das sobrancelhas. o que torna a pessoa pouco resistente a situações de stress.

por exemplo). esses sinais revelam produção exagerada de hormônios devido a uma vida sexual abusiva. Quando presentes nos homens. das supra-renais ou da hipófise. na sua porção externa.FISIOGNOMONIA observador. pontos esbranquiçados. contudo. inchaços. à função gástrica e às primeiras partes do intestino. o duodeno e o jejuno imediato. mas sempre vinculada a atividade sexual intensa ou à presença de quantidades excessivas de hormônios no organismo. Como o mundo psicomental e bioenergético de cada pessoa influencia profundamente sua saúde. com conseqüente desgaste funcional e envelhecimento prematuro. • aftas na mucosa: fermentação no estômago e no intestino. Regiões laterais de cada olho. esse excesso pode ser causado por hiperatividade dos ovários. já que são marcas estruturais profundas. afetivas ou emocionais típicas da estrutura mental. vermelhidão e outros. O sinal mais característico desta área são as rugas conhecidas popularmente como pés-de-galinha e seu significado é o envelhecimento precoce do organismo motivado 4Â Os sinais anormais mais comuns dessa área são rachaduras. bem como os determinantes de certa condições orgânicas ou somáticas. corresponde ao metabolismo dos hormônios sexuais. A correlação entre os sinais dessa área e os distúrbios internos é a seguinte: • inchaço e vermelhidão: estômago inflamado. sulcos. Os sinais da Área 4 não se modificam. protuberâncias. mau estado geral do estômago e do duodeno. por desgaste bioenergético ligado a perturbações hormonais. • rachaduras: fermentação antiga. • palidez: estômago produzindo pouca secreção digestiva ou anemia. . • pontos esbranquiçados: estômago fraco. neste caso. pelo conhecimento do tipo de sobrancelhas podem-se localizar causas psicológicas. o que exige muita experiência para obter uma técnica cada vez mais aperfeiçoada de diagnóstico. indicando diversos problemas ligados aos órgãos citados. corresponde ao estômago. para ampliar o conhecimento geral sobre a saúde de uma pessoa e indicam providências ou caminhos adequados para tratamentos. servem. casos contínuos podem denunciar a presença de tumor ou úlcera gástrica antiga. Área 5 As rugas no canto externo dos olhos podem indicar excesso de hormônios no organismo Área 6 Região do lábio superior. ou então pela ingestão contínua e prolongada de hormônios sintéticos (anticoncepcionais. dos testículos. A origem é variada. palidez. aftas.

relaciona-se possibilidades de úlceras gástricas e duodenais recorrentes (que surgem e desaparecem deixando cicatrizes internas). isto resulta de má herança. mas. voltados para o intestino delgado terminal (íleo). flatulência e cólicas. • herpes freqüente: baixa resistência imunológica devido a alimentação de baixa qualidade. • lábio superior naturalmente grosso: estômago dilatado e vísceras digestivas desproporcionais. intestino preso. o seu intestino grosso é mais dilatado ou de calibre maior que o normal.FlSIOGNOMONlA Área 7 O lábio superior pode apresentar vários sinais anormais que costumam desaparecer quando os órgãos correspondentes são tratados adequadamente. Quando um indivíduo apresenta este sinal. presentes em crianças e adultos em casos de hereditariedade de estômago deficiente. A região pode também exibir sulcos. Os maus sinais da Área 7 são mais comumente determinados por O lábio inferior muito grosso em geral indica problemas nos intestinos 4£ . • lábio superior ressecado e sem vida: distúrbios nervosos refletindo no estômago. cólon descendente. cólon ascendente. ressecamentos. Muitos sinais aqui apontados costumam desaparecer assim que os órgãos correspondentes à área voltam às condições normais. neste caso. a tendência é que se manifestem problemas nos intestinos. úlceras nervosas. em geral acúmulo de resíduos. inflamações. Afirma a medicina oriental que quando uma pessoa tem. ou seja. doenças gástricas psicossomáticas. • sulcos e inchaço: estômago hiperativo produzindo acidez excessiva. de abusos alimentares dos parentes de gerações anteriores. rachaduras. e t c . bolsas. com o intestino grosso. aftas. Região do lábio inferior. desde o nascimento. cólon transverso. inchaços. cujos significados aproximam-se daqueles relativos à Área 6. vermelhidão. herpes. o lábio inferior muito espesso. sigmóide e reto. legado de antepassados carnívoros ou vorazes.

mortiça ou pálida (em pessoas de pele clara). venosos e linfáticos da pele. com ou sem a proeminência dos ossos: significa saúde global deficiente devido à má circulação periférica. fermentações. Região da ponta do nariz. Área 8 As maçãs do rosto se relacionam com o estado geral de saúde do organismo. rica em carne animal. ou aveludada e suave naquelas da raça negra. com pequenas veias dilatadas: esta é uma situação anormal. Mesmo sem conhecer profundamente a ciência da fisiognomonia. O ideal é que. massas. molhos e toxinas alimentares variadas. Um mau sinal é quando a área apresenta cor acinzentada. provenientes de uma alimentação com produtos industrializados. Alguns dos sinais dessa área podem desaparecer à medida que a patologia correspondente é eliminada. Este sinal acompanha as doenças debilitantes e se fará presente toda a vez que a energia vital estiver alterada. açúcar branco. do córtex cerebral e do envoltório de órgãos. indica a saúde geral do organismo e em particular as condições da microcirculação corporal. o que desenvolve um tipo de carência conhecida na medicina natural como "anemia de extremidades" — daí a face mostrar-se pálida e sem vida. gases. { K~ \) \ * uj 8 Sr V 1 Área 9 Região das maçãs do rosto. além dos problemas da condição anterior. o indivíduo apresenta uma dilatação perigosa de grandes vasos internos. com a conseqüente oxigenação dos tecidos reduzida. corresponde ao coração e ao sistema cardiovascular. 4:C .FlSIOGNOMONlA dilatações. as células não recebem a quantidade suficiente de oxigênio e nutrientes. nas pessoas de tez branca ou amarela. onde. e t c . A circulação periférica é constituída por pequenos vasos arteriais. a região se mostre levemente rosada. a sabedoria popular costuma apontar a face rosada como um sinal de saúde. acúmulos de resíduos e putrefações. podem existir problemas de circulação. quando há vermelhidão ou inchaço. doenças Em geral. degenerativas. a ponta do nariz não apresenta sinais. quando prejudicada por vasoconstrição. Pode ocorrer também vermelhidão na área. tabagismo.

entre outros. Em fisiognomonia. a medicina comum ainda desconhece as valiosas informações da fisiognomonia. exposição a poluentes atmosféricos. pode mostrar-se excessivamente vermelha. conhecido também pela clínica médica tradicional. Embora diversos sinais faciais façam parte da propedêutica médica. é o "batimento das asas do nariz": um movimento contínuo das abas do nariz que ocorre em certos casos de insuficiência ventilatória pulmonar. Significam dilatações da árvore respiratória. dilatada ou levemente inchada. Área 11 Região do queixo e abaixo do lábio inferior. Surge muitas vezes em casos de angina pectoris. Estas doenças. inchaços e descamações. a presença também de pequenas veias e vasos dilatados na ponta do nariz é um sinal que exige cuidados e atenção para com as condições circulatórias cardíacas da pessoa nos casos de tabagismo. 47 . além de irritações brônquicas e alveolares. mas certas condições funcionais ou características hereditárias podem influir no aspecto da região.FíSIOGNOMONlA Normalmente esta área não apresenta sinais. em certas pessoas e dependendo das condições da circulação cardíaca. corresponde aos órgãos sexuais. inflamações do tecido bronquiolar e/ou pulmonar. podem estar presentes independentemente de qualquer sinal visível na Área 10. mas. os pulmões. Área 10 A região das asas do nariz fornece sinais importantes relativos ao estado dos pulmões. Um importante sinal. aterosclerose coronariana e dilatação do coração. Esta área não costuma apresentar propriamente sinais relativos a alterações desses órgãos. aos rins e ao sistema nervoso autônomo. A forma do queixo revela o tipo de temperamento e indica como a pessoa se relaciona com a vida. É o "nariz de palhaço". no entanto. representa Aqui as alteraões mais comuns são pequenos vasos dilatados. do sistema hormonal e do Região das asas do nariz. conhecido sinal dos estudiosos da medicina tradicional chinesa. pré-enfarte. Tais condições se referem à influência do aparelho genital. como nas bronquectasias e enfisemas.

líquidos em demasia. ingestão de medicamentos ou drogas. os membros e as três cavidades principais. que trata exclusivamente da colocação de agulhas na orelha. O que está ocorrendo é os bebes já nascerem com o lóbulo pequeno e muitas vezes colado à pele do rosto.FlSIOGNOMONlA sistema nervoso simpático e parassimpático na personalidade. Bode também ser um sinal derivado de uma situação semelhante. o que evidencia boa constituição geral orgânica e energética herdada. que vive essa situação privilegiada. temperamento e qualidade bioenergética do indivíduo. mas herdada. larga. atrevidos ou tímidos. exageros 40 Se observarmos bem o pavilhão auricular. A forma e os sinais apresentados pela orelha oferecem valiosas informações sobre a constituição e a saúde de uma pessoa. O ideal é que essa região seja grande. Sulcos profundos entre as asas do nariz e a boca podem derivar de uma condição não adquirida. etc). Existe até um ramo da acupuntura. principalmente nos dias atuais. não está relacionada especificamente com nenhum órgão. afilados ou largos. Assim. indicando uma situação oposta à mencionada. sexuais. Área 13 Região do pavilhão da orelha. mas com todo o organismo. em direção aos bordos da boca. tal a quantidade de pontos que correspondem a diversos órgãos internos e a importantes funções. Quando apresenta sulcos profundos e precoces. não é sem razão que este diagnóstico é um dos mais respeitados pela medicina oriental. sulcos centrais ou furinhos charmosos apontam para uma determinada influência desses órgãos no conjunto biopsicomental das pessoas. Um dos sinais principais do diagnóstico pela orelha é o do formato. onde o lóbulo ocupa a posição que seria a da cabeça. desgaste intelectual. A leitura do queixo realizada pela medicina oriental mostra principalmente o tipo de impulso ou de relação com a vida. vida noturna intensa. posição e condições do lóbulo. destacada da pele da face e não apresente sinais. abusos alimentares. inchaços e dilatações. estando o restante da orelha relacionado com o tronco. porém não adquirida. Traduz a condição geral do metabolismo e da saúde energética. mas herdada. sinal positivo. denominado auriculoacupuntura. irritação do fígado e outros. revela excelente saúde. . Região dos sulcos descendentes laterais às asas do nariz. sobrecarga digestiva. segundo a ilustração da página ao lado. com riscos. duros ou suaves. é uma das áreas mais importantes do diagnóstico fisiognomônico. indica excesso de trabalho orgânico (alcoolismo. notaremos que ele se assemelha a um feto humano invertido. Infelizmente é rara a pessoa. queixos retraídos ou proeminentes.

No diagnóstico auricular da fisiognomonia. mas não penetrante. Os mais comuns são pontos vermelhos. também não devem existir sulcos normais deprimidos ou malformados. descamações. pressionando levemente as regiões na busca de pontos doloridos. desenvolveu um sistema de diagnóstico que relaciona as regiões da orelha com a anatomia do feto. especialista em auriculoterapia. segundo o mapa auricular já mencionado. que. psicomental e energética de um indivíduo. que também utiliza o diagnóstico pela orelha.FISIOGNOMONIA A teoria do feto administra. dores. Para um bom diagnóstico. ao hipotálamo. existem numerosos sinais que denotam más condições de saúde relativas à posição e ao órgão a que esses sinais estão ligados. descamações ou pontos doloridos e cujo aspecto geral indique boa formação e vigor. com um estilete bem fino. de lóbulo proeminente. a técnica preconizada pelos mestres é a de pesquisar as várias regiões da orelha. Na ciência da auriculoacupuntura. <9 A presença deste sinal bastante comum indica a herança de uma constituição orgânica não tão saudável e a predisposição a desequilíbrios e problemas de saúde. O > . etc. e as curvas devem ser bem delineadas e harmônicas. Os estudiosos da medicina natural apontam como causa dessa condição o afastamento do homem atual da relação harmônica com as leis naturais. com seus inevitáveis reflexos genéticos. sem manchas. . por sua vez. toda a vida metabólica. A região do lóbulo está ligada à parte profunda do sistema nervoso central. o que cria um processo contínuo de degradação biológica. Localizada uma área assim. tem-se como ideal uma orelha bem formada. em função de uma estrutura bioenergética frágil. a diversas estruturas sutis e em particular ao comando central do sistema glandular (glândula pineal). o médico francês Paul Nogier. manchas. CO . através do mecanismo fantástico do fèed back. o No /?naZ dos anos 50. sabe-se que há algo errado com o órgão correspondente. primeiro pela simples observação do aspecto e depois.

orelhas. maçãs do rosto. a fisiognomonia avalia a personalidade e o temperamento pela observação das linhas e da forma do rosto. O b s e r v e a forma e as características do seu para c o n h e c e r os traços básicos do caráter e da personalidade. Se o detalhe mais marcante é um nariz pronunciado. olhos. Para "ler" um rosto é necessário considerá-lo como um todo. Isso porque harmonia e equilíbrio são noções fundamentais para a metodologia chinesa. boca. sobrancelhas. queixo) que chamam 50 mais atenção. ele se harmoniza com o aspecto geral do rosto. nariz. por exemplo.FlSIOGNOMONlA O formato do rosto C a d a tipo de rosto revela alguns indícios bastante precisos. estaremos diante da primeira indicação positiva do caráter. apesar de grande. Se. ele é o único elemento destoante. Tradicionalmente. é possível que indique alguma característica negativa da personalidade. . ^ e é verdade que os olhos são o espelho da alma. nem sempre se pode afirmar que um belo rosto é o reflexo de um bom caráter. repare como ele se combina com o restante das feições. Se. Preste atenção no formato e compare-o com os desenhos da página ao lado. Observe as partes (testa. ao contrário.

(F. nas mulheres disposição para comandar e se realizar profissionalmente. Enndício de temperamento brilhante e sensual. queixo quadrado. queixo pontiagudo e lábios geralmente finos. de inteligência e ambição. inteligência e capacidade de autocontrole. Probabilidade de longa vida e calma interior. Pode indicar pouca generosidade e certa dose de egocentrismo. (Henrique VIII) Fronte larga. Denota intensa atividade cerebral. Nos homens indica força física e competitividade. com testa ampla e maçãs pouco acentuadas. resistência às enfermidades e autoconfiança. Rosto das grandes sedutoras. Indício de criatividade. maçãs pronunciadas. Indica equilíbrio e astúcia. lábios carnudos. (Xá da Pérsia) Testa mais estreita que os maxilares. perserverança. Roosevelt) 51 . (Elisabete da Áustria) Testa. Boca e nariz geralmente pequenos. tendência para atividades artísticas e sucesso. energia e capacidade de recuperação. (Mao Tsé-Tung) Rosto alto e estreito. maçã e maxilares proeminentes. (fean-Paul Belmondo) Fronte ampla. sem ser necessariamente gordo.FlSIOGNOMONlA Estrutura óssea robusta. Pode indicar uma certa tendência à preguiça. Sinais de alguma inconstância e intransigência. D. Denota força de caráter.

e faça as comparações. vá até o espelho e cubra uma delas com uma folha de papel. Por estar imune às emoções. uma com o lado direito coberto e outra com o esquerdo. o do coração.FISIOGNOMONIA A face oculta de todos nós Para a fisiognomonia. Melhor ainda é fazer esse exame por meio de duas fotos idênticas. aquilo que adquirimos por meio da experiência e da maturidade psicológica. o que preferimos que os outros vejam. o lado e s q u e r d o do rosto exprime todas as e m o ç õ e s q u e a p e s s o a sentiu ao longo de sua vida. reflete nosso grau de inteligência e poder de autocontrole. Se não. depois a outra. ou seja. registra os aspectos hereditários e instintivos de nossa personalidade. O lado esquerdo. este lado tende a mostrar-se menos marcado que o esquerdo: é o mais "favorável". por sua vez. A metade direita. essa desigualdade é normal e existe em todos os rostos porque cada uma metades evidencia aspectos diferen- tes da nossa personalidade. . Vcocê já deve ter percebido que as duas faces do rosto têm diferenças notáveis entre si. Segundo a fisiognomonia.

.

sombrios. cabelos e mãos. reconhece-se uma antiga verdade.FlSIOGNOMONlA Outras áreas de diagnóstico fisiognomônico É através do olhar q u e m a n i f e s t a m o s n o s s o estado de espírito e c o m u n i c a m o s n o s s a s s e n s a ç õ e s mais íntimas. E é exatamente isso. os olhos são também o espelho do cor- 54 . temos a imediata impressão de que suas condições de saúde não são boas ou que algo não vai bem. que nos proporciona a maior quantidade de informações reveladoras das condições gerais de saúde. Mas os olhos permitem ainda mais. o olhar da deusa infunde uma serena e luminosa vitalidade. de Botticceli. Os olhos exprimem o estado emocional. e t c . língua. elementos capazes de revelar dados valiosos sobre as condições de saúde de uma pessoa. escurecidos ou "sujos". o estado de espírito e até a natureza mais íntima da alma e da mente. manchados. sem brilho. Ai Os olhos Quanto à questão do diagnóstico. Excetuando as doenças oculares. mais do que qualquer outra. viço. tristes. Ao observarmos pessoas com olhos mortiços. também se consegue obter diagnósticos seguros pela observação dos olhos. ou demasiadamente brilhantes. Linda no campo de ação da fisiognomonia. abordamos agora este assunto. parados. "aéreos" ou divagantes. tímidas ou com algo a esconder evitarem o olhar direto prolongado). Esse procedimento poNo Nascimento de Vênus. nada consegue ser ocultado ao contato com os olhos (daí as pessoas não muito sinceras. observando os demais sinais que os olhos nos podem fornecer para melhor conhecermos o organismo humano. avermelhados. injetados. dentes. Quando se diz que "os olhos são o espelho da alma". podemos afirmar com certeza que os olhos são a parte do corpo. as m ã o s e até m e s m o as u n h a s f o r n e c e m sinais sobre o organismo e a personalidade. Ao lado do estudo da iridologia. a ciência que permite realizar diagnósticos por meio dos sinais da íris — a parte pigmentar interna dos olhos —. Para o bom e sensível observador. de ser chamado de "diagnóstico da alma" e representa um dos mais importantes auxiliares no campo da medicina integral e da psicologia de vanguarda. revelando sentimentos e pensamentos superficiais ou profundos. M a s a b o c a . A medicina natural aplica regularmente a técnica de observar os olhos e buscar assim saber mais sobre o paciente.

Olhos grandes. com sobrancelhas alongadas até as têmporas. olhos expressivos. força de vontade. olhares de artistas conhecidos revelam muito sobre o caráter e o temperamento de cada um. a belíssima atriz que ocupou durante anos lugar de destaque nas . indicam interesse pelas atividades novas e apaixonantes. carne animal ou outros elementos que tornam o sangue mais viscoso e carregado. Pertencem a Walter Chiari e indicam tendência à dispersão. seja devido aos alimentos qualitativamente inferiores. resultado de erros de alimentação. revelam caráter romântico e sonhador. vivos. isso significa que há excesso de toxinas no sangue. fivago. A conjuntiva é por muitos considerada um pequeno painel onde se pode avaliar a situação do sangue e de outros humores do organismo. Quando a conjuntiva — a parte branca dos olhos — se apresenta densa. ternos. amor ao sucesso e uma energia incansável. ao desregramento. bem distanciados. que se tornou famoso na interpretação do Dr. com dietas ricas em gorduras. Alegria. 1 . a Audrey Hepburn. Revela ambição. claros e comunicativos. Seu olhar marcante não esconde o caráter decidido e perseverante. Ao contrário. cordialidade e simpatia pertencem. mostra um olhar limpo. por direito. Este é um exemplo de olhos muito grandes. seja pelo efeito de drogas e medicamentos. mais fortes serão os sinais da parte branca dos olhos. quando uma pessoa está em boas condições de saúde. Gregory Peck é chamado de "o tenebroso" de Hollywood. manchada ou como se estivesse suja. Nas fotos abaixo.FlSIOGNOMONlA po. com a conjuntiva muito branca. Os olhos de Ava Gardner. Olhares famosos Todos os tipos de olhos transmitem uma linguagem própria. crônicas mundiais. Mítico e magnético é o olhar de Joan Crawford. Comunicação e sensualidade são as características do olhar de Omar Sharif. Quanto mais intoxicado e denso estiver o sangue.

sinal do sampaku em si mesma ou O sampaku pode ser interpreta. Apenas para comparar. A pessoa sampaku máximo que se pode conseguir é po de olhar conhecido popularmen.regressão satisfatória do sinal — de assumir várias proporções. Trata-se de um sinal ao tamanho do sinal verificado. que resultamquanto mais acentuado. uma faixa fato. Quando a saúde. um olho sampaku gera uma de ser pesquisado pela observação técnica de diagnóstico da medicina impressão exatamente inversa. como na ilustração: sampaku é entendido como um ti. de difícil definição. e somando esse fato ao que já sabemos sobre o sampaku.criado por sucessivas gerações culcam a degeneração de mecanismos tivadoras de hábitos em desalinho delicados. nos olhos cia às doenças nervosas e ao stress. mais árduo de uma pequena e quase impercep. destá sujeita a várias alterações em seu de que o organismo do paciente reste por "peixe morto".tabeleça o equilíbrio e a harmonia. infelizmente. Na medida em que a íris abaixo da pálpebra (não sampaku) dá a idéia de boa saúde e de exuberân- o. proporcionalmente mais comum no nosso mundo moabaixo da íris. Isto é obtido somente por meio de de uma pessoa normal.nóstico. basta olhar-se num espeferior.lógica central. a íris tange a borda da pálpebra inferior. como resulta. o conferindo ao seu portador um ti.fluido energético vital.costuma ter reflexos limitados e es. não samNo Extremo Oriente. até algumas bem largas. É difícil haver uma atualmente muito comum e que po. o sinal do técnicas naturais que atinjam os paku.geral profunda do organismo e do horizontal perfeita.nexões vitais muito íntimas e su.cia (à semelhança de um sol nas. sem que haja conoriental: é o sampaku. sa que significa aproximadamente leis naturais. a íris. sol poente. Quanto maior a faixa Quando uma pessoa constatar o "três partes brancas". ou seja. não deve se alarmar. sob a pálpebra inferior. significa má condição desde que a íris esteja na posição situada entre a íris e a pálpebra in.uma característica constitucional.tis. Sampaku é uma palavra japone. De direta dos olhos. Como o sampaku é tível faixa.centros vitais abalados e que sejam po de "morte em vida" e resulta capazes de recuperar aquilo que foi de heranças negativas que provo. como nos recém-nascidos. O sinal polacionado com os olhos provém da cente).do de desequilíbrios e violações às lho com as pálpebras abertas. des.FISIOGNOMONIA Olho sampaku: sinal de alerta utro importante sinal re. coberta. refere-se a branca sob a íris. co.derno. estado global. com a íris voltada para cima. o sinal do sampaku. além de perturbações do com a ordem universal.em outra. as características hereditárias e a constituição de uma pessoa são excelentes. pois uma maior visualização da porção da conjuntiva que normalmente fica do como uma situação em que a isso. Considerando que os olhos de uma pessoa morta perdem a expressão e se apresentam quase completamente brancos. pior a condição. conforme mostra a foto. Para o autodiagpadrão bwenergético. é um fato por depessoa perdeu.uma ligeira redução do sinal. chega a mostrar-se como que "mergulhada" na pálpebra inferior. saúde ou da sua constituição bio. qual um tração dos músculos palpebrais e branca pronunciada da conjuntiva.numa perturbação generalizada da o tratamento. 55 . podemos concluir que a posição da íris é fundamental para conhecer a estrutura de saúde de um indivíduo. como menor resistên.

indica fermentação no estômago. o estômago e os intestinos. esbranquiçada representa fermentação intestinal com sobrecarga do fígado. a gengiva deve ser rosada e bem delineada. mas emocional. brilhantes. Se mostra placas brancas ou amareladas. Língua grossa. manchas ou sulcos. Quando ela se apresenta sulcada nas extremidades. conhecida como biocibernética bucal. para a medicina natural. com comprometimento do sangue e carências expressivas de minerais. e se mostra viva e natural. assim. com exagerada produção de secreções ácidas. que estuda a relação dos dentes com a saúde. sua língua é limpa. bem posicionados e saudáveis indicam boa constituição genética. admite que distúrbios físicos. a língua está diretamente relacionada com o aparelho digestivo. bordos marcados pelos dentes ou fortes riscos circulares (língua geográfica) denota má condição geral. proteínas animais ou infecção em outras partes do corpo. significa que há resíduos alimentares retidos ou mesmo putrefação intestinal. Região de reflexo orgânico por excelência. mais especificamente com o fígado. Boa saúde e boa constituição genética são apontadas pelos dentes quando estes não apresentam cáries. esses sinais também podem surgir quando ocorre intensa assimilação de toxinas através dos intestinos. Dentes brancos. Distribuição irregular e posicionamento anômalo dos dentes indicam más condições constitucionais herdadas. 57 . são bem formados.FlSIOGNOMONlA A língua Se para a medicina tradicional a língua é uma área rica em informações diagnosticas. Língua demasiadamente avermelhada ou com aspecto que lembra uma framboesa bem madura aponta para a presença de excesso de açúcares. alvos e bem posicionados. sem depressões. por sua vez ligada a um aspecto da personalidade. o que se consegue por meio de aparelhos especiais. Quando uma pessoa tem boa saúde. ela revela muito mais do que se pode imaginar. Ela informa que cada dente corresponde a um órgão e a uma função específica. sem sangramentos ou manchas. não apenas física. emocionais e até comportamentais podem ser corrigidos pelo posicionamento ideal dos dentes. Língua com sulcos profundos no sentido longitudinal. Existe uma ciência. No Brasil existem numerosos profissionais da área da odontologia especializados n o assunto. Os dentes A fisiognomonia entende que os dentes são também outra importante fonte de informações das condições gerais do organismo. marcas.

inteligência e dinamismo. Ângulos da boca voltados para cima denotam natureza extrovertida. com perda de fios. fortes. candura. Os cabelos As condições de saúde de um organismo podem ser ainda avaliadas pela observação dos cabelos. obstinação e eterno estado de insatisfação revelam pessoas que apresentam os cantos da boca voltados para baixo. jovial e muito simpática. Adotando hábitos mais naturais. em alguns casos. ainda que caridosa. possível. O lábio inferior saliente caracteriza pessoas ciumentas. E de pessoas que naturalmente cativam a confiança do próximo. Lábios em forma de coração confirmam o fascínio e o sucesso nos relacionamentos com o sexo oposto. A boca tem muito a ver com o lado afetivo: os lábios carnudos de Omella Muti transmitem toda a sensualidade da atriz. Ceticismo. Lábio superior quase ausente e em linha reta revela pessoas dotadas de excepcional habilidade para cálculos. Uma pessoa com boa saúde possui cabelos brilhantes. como marcas da recuperação do estado de saúde. Lábios finos indicam racionalidade e espírito crítico. viçosos.FISIOGNOMONIA Sensibilidade. maliciosas. etc. 58 . quebradiços. possessivas e sobretudo autoritárias. o estômago. já uma pessoa doente ou em más condições vitais apresenta cabelos opacos. A boca aberta é própria de pessoas divertidas. muitos destes sinais desaparecem. que leva a vida o mais descomplicadamente. boa fé. paixão e nobreza de sentimentos são alguns dos atributos de quem possui lábios grossos e carnudos. bem implantados. caspa. descamações. Neste caso. firmes. E. O lábio superior saliente denota bondade e timidez. A boca entreaberta indica ingenuidade. seborréia. gosto pela mentira. gordurosos ou secos demais. com o fígado. isso significa que algo não vai bem no organismo dessa pessoa principalmente quanto à função circulatória digestiva e excretora. os intestinos e a qualidade do sangue em total desequilíbrio.

Muitas vezes atribuímos alguns desses sinais a doenças e a problemas locais. sistemas e funções orgânicas. suaves. sinais de envelhecimento dos tecidos. manchas. Em caso de doenças ou más condições de saúde. aparelhos. espinhas. verrugas. engrossamento das juntas. irritações. SEXUALIDADE INTESTINO GROSSO CONTROLE DO AQUECIMENTO CORPORAL CORAÇÃO E INTESTINO DELGADO PULMÃO 59 . mas firmes.FISIOGNOMONIA Mãos e dedos Também faz parte da fisiognomonia o conhecimento que permite avaliar órgãos e sistemas pela observação das mãos e da forma dos dedos. como uma espécie de resposta à distância. desalinhos. inflamações. pruridos e dores freqüentes. descamações. vesículas aquosas. películas. ressecamentos. Esta técnica consiste na visualização direta: uma saúde normal é representada por mãos e dedos com formas harmoniosas. mas na verdade eles são resultado de alterações internas de órgãos e de sistemas. surgem traços irregulares. A ilustração mostra a relação das mãos e dos dedos com órgãos.

Observa-se que hoje as rugas surgem mais precocemente e em maior quantidade. as rugas representam sinais de envelhecimento e de degeneração do organismo. Á questão das cirurgias plásticas Embora proporcionem tempora. guerreiros. etc. Como a civilização moderna desenvolveu um modelo de vida agressivo e distante dos padrões naturais. como conseqüência dos excessos e do intenso desgaste do homem moderno. Vários fatores determinam esse estado: morte prematura das células de renovação. ressecamento. então as cirurgias plásas cirurgias plásticas para embele. as gia cósmica nos tecidos. mesmo assim. distúrbios do sistema de controle de água e sais minerais. plásticas repetidas da face interfeSe o envelhecimento que produz rem na boa distribuição bioenergética e modificam a personalidade. etc. conforme se pode verificar em pinturas. como sinais comuns em pessoas submetidas a grandes tensões.FlSIOGNOMONlA As rugas Para a medicina natural e oriental. Também é fácil estabelecer um paralelo entre as rugas e pessoas Rugas precoces famosas de vida sedentária. flacidez muscular. imperadores. so contra o organismo.mas insuperáveis. esculturas e antigos relatos médicos. desequilíbrio hormonal. ocasionando probleponsáveis pela distribuição da ener. desidratação da pele. em quantidades moderadas. Segundo dizem.energética derivada de disfunções riamente um resultado satisfatório.ticas para simples embelezamento zamento e rejuvenescimento não são apenas mascaram a real situação do recomendáveis por mutilarem os paciente. e são as rugas sinais inexoráveis desse processo. envelhece-se precocemente. generais. alterações metabólicas. Não raro. deposição anormal de gorduras e minerais. preminúsculos canais acupunturais — judicam sobremaneira o metabolisou meridianos microscópicos — res. antigamente as pessoas só apresentavam rugas em idade muito avançada e. as rugas resulta da má perfusão r SC . como políticos. glutonas refletem as tensões e e beberronas que têm lugar na históo desgaste da vida ria. Hipócrates fez interessantes observações acerca das rugas. como resultado do contínuo abumoderna. perda da elasticidade das fibras da pele.mo energético. orgânicas. reis. Quando freqüentes.

Saliências verticais indicam intestinos fracos. Unhas de extremidades e laterais quadradas indicam mau funcionamento renal. Unhas convexas apontam problemas crônicos de oxigenação arterial nos tecidos. Unhas retas ao invés de arredondadas revelam um sistema linfático fraco. Unhas pequenas e retraídas indicam excesso de estimulação sensorial e má nutrição. Unhas em forma de leque indicam tendência a problemas do fígado. As figuras abaixo ilustram parte dessa técnica.FISIOGNOMONIA Diagnóstico pelas unhas Muito usado no passado pelos médicos de formação hipocrática. com tendência às viroses. Unhas largai. Unhas longas apontam para problemas respiratórios. Saliências horizontais revelam carência de cálcio. Saliências podem indicar a presença de vermes. falta de energia vital. . Extremidades levantadas também podem indicar vermes. má circulação e excesso de acidez no sangue. e curtas mostram a possibilidades de problemas psíquicos e nervosos. Unhas muito curtas podem significar problemas cardíacos e alterações nervosas. Unhas estreitas mostram fraqueza da constituição geral. Unha triangular pode ser sinal de distúrbios relativos ao sistema nervoso. este método é de grande valia na descoberta de doenças e alterações orgânicas.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful