You are on page 1of 9

TEOLOGIA - NOTURNO

ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

ANÁLISE DO FILME “SHINE - BRILHANTE”
Uma breve sinópse do filme e alguns comentários.

Que filme maravilhoso! Gostei de assisti-lo e pude ao final compreender porque ganhou tantos prêmios tendo sido o principal, o oscar de melhor ator.

A história do filme é sobre um jovem talentoso na música (Shine - Brilhante foi baseado na vida do pianista David Helfgott) que enfrenta um pai dominador e seus próprios problemas psicológicos consequentes. Eu não diria que ele buscava a perfeição na música, mas que a música era quem falava por lmeio de seu corpo e mente ainda que problemática. Dirigido por Scott Hicks (Neve sobre os cedros) e com Geoffrey Rush e Armin Mueller-Stahl no elenco.

A sinópse do filme foi descrita no sítio da internet “adorocinema”como “Desconhecido chega em um bar em uma noite de muita chuva, logo demonstrando ser extremamente excêntrico e estar totalmente perdido. Assim, a dona do estabelecimento o leva para casa e neste momento é descortinado um flashback da vida do desconhecido, que desde criança já dava indícios de ser um brilhante pianista.” 1

Transtornos de personalidade – uma pequena introdução ao assunto

Ao falarmos de transtornos de personalidade, primeiramente devemos entender o que é personalidade e assim para os fins desta pequena atividade, entenderemos que personalidade é: “Personalidade é definida pela totalidade dos traços emocionais e de

1

http://www.adorocinema.com/filmes/shine/shine.asp

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 1 de 9

TEOLOGIA - NOTURNO
ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

comportamento de um indivíduo (caráter). Pode-se dizer que é o "jeitão" de ser da pessoa, o modo de sentir as emoções ou o "jeitão" de agir.” 2

Definido o que é personalidade, vejamos agora os transtornos e para isso, vamos nos aproveitar novamente do material da ABCSAÚDE que foi redigido pela Dra. Alice Sibile Koch E pela Dra. Dayane Diomário da Rosa.

“Um transtorno de personalidade aparece quando esses traços são muito inflexíveis e malajustados, ou seja, prejudicam a adaptação do indivíduo às situações que enfrenta, causando a ele próprio, ou mais comumente aos que lhe estão próximos, sofrimento e incomodação. Geralmente esses indivíduos são pouco motivados para tratamento, uma vez que os traços de caráter pouco geram sofrimento para si mesmos, mas perturbam suas relações com outras pessoas, fazendo com que amigos e familiares aconselhem o tratamento. Geralmente aparecem no início da idade adulta e são cronificantes (permanecem pela vida toda) se não tratados. As causas destes transtornos geralmente são múltiplas, mas relacionadas com as vivências infantis e as da adolescência do indivíduo. O tratamento desses transtornos é bastante difícil e igualmente demorado, pois em se tratando de mudanças de caráter, o indivíduo terá de mudar o seu próprio "jeito de ser" para que o tratamento seja efetivo.”

No quadro a seguir, as mesmas autoras falam dos principais tipos desses transtornos e isso nos ajudará a fazer a correlação com o filme que pretendemos fazer em seguida.

Transtorno de Personalidade Paranóide: Indivíduos desconfiados, que se sentem enganados pelos outros, com dúvidas a respeito da lealdade dos outros, interpretando ações ou observações dos outros como ameaçadoras. São rancorosos e percebem ataques a seu caráter ou reputação, muitas vezes ciumentos e com desconfianças infundadas sobre a fidelidade dos seus parceiros e amigos. Transtorno de Personalidade Esquizóide: Indivíduos distanciados das relações sociais, que não desejam ou não gostam de relacionamentos
2

http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?422

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 2 de 9

TEOLOGIA - NOTURNO
ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

íntimos, realizando atividades solitárias, de preferência. Pouco ou nenhum interesse em relações sexuais com outra pessoa, e pouco ou nenhum prazer em suas atividades. Não têm amigos íntimos ou confidentes, não se importam com elogios ou críticas, sendo frios emocionalmente e distantes. Transtorno de Personalidade Esquizotípica: Indivíduos excêntricos e estranhos, que têm crenças bizarras, com experiências de ilusões e pensamento e discurso extravagante. Falta de amigos e muita ansiedade no convívio social. Transtorno de Personalidade Borderline: Indivíduos instáveis em suas emoções e muito impulsivos, com esforços incríveis para evitar abandono (até tentativas de suicídio). Têm rompantes de raiva inadequada. As pessoas a sua volta são consideradas ótimas, mas frente a recusas tornam-se péssimas rapidamente, sendo desconsideradas as qualidades anteriormente valorizadas. Costumam apresentar uma hiper reatividade afetiva, em que as situações boas são ótimas ou excelentes, e as ruins ou desfavoráveis são péssimas ou catastróficas. Transtorno de Personalidade Narcisista: Indivíduos que se julgam grandiosos, com necessidade de admiração e que desprezam os outros, acreditando serem especiais e explorando os outros em suas relações sociais, tornando-se arrogantes. Gostam de falar de si mesmos, ressaltando sempre suas qualidades e por vezes contando vantagens de situações. Não se importam com o sofrimento que causam nas outras pessoas e muitas vezes precisam rebaixar e humilhar os outros para que se sintam melhor. Transtorno de Personalidade Anti-social: Indivíduos que desrespeitam e violam os direitos dos outros, não se conformando com normas. Mentirosos, enganadores e impulsivos, sempre procurando obter vantagens sobre os outros. São irritados, irresponsáveis e com total ausência de remorsos, mesmo que digam que têm, mais uma vez tentando levar vantagens. Podem estabelecer relacionamentos afetivos superficiais, mas não são capazes de manter vínculos mais profundos e duradouros. Transtorno de Personalidade Histriônica: Indivíduos facilmente emocionáveis, sempre em busca de atenção, sentindo-se mal quando não são o centro das atenções. São sedutores, com mudanças rápidas das emoções. Tentam impressionar aos outros, fazendo uso de dramatizações, e tendem a interpretar os relacionamentos como mais íntimos do que realmente são. Transtorno de Personalidade Obsessivo-Compulsiva: Indivíduos preocupados com organização, perfeccionismo e controle, sempre atento a detalhes, listas, regras, ordem e horários. Dedicação excessiva ao trabalho, dão pouca importância ao lazer. Teimosos, não jogam nada fora ("pão-duro") e não conseguem deixar tarefas para outras pessoas. Transtorno de Personalidade Esquiva: Indivíduos tímidos (exageradamente), muito sensíveis a críticas, evitando atividades sociais ou relacionamentos com outros, reservados e preocupados com críticas e rejeição. Geralmente não se envolvem em novas atividades, vendo a si mesmos como inadequados ou sem atrativos e capacidades.

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 3 de 9

TEOLOGIA - NOTURNO
ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

Transtorno de Personalidade Dependente: Indivíduos que têm necessidade de serem cuidados, submissos, sempre com medo de separações. Têm dificuldades para tomar decisões, necessitam que os outros assumam a responsabilidade de seus atos, não discordam, não iniciam projetos. Sentem-se muito mal quando sozinhos, evitando isso a todo custo.

Correlação do filme SHINE – Brilhante com a teoria.

O filme começa com um desconhecido que chega em um bar em uma noite de muita chuva, logo demonstrando ser extremamente excêntrico (fala demais, muito repetitivo, sem senso de ridículo e, na sua boca, um cigarro apagado) e estar totalmente perdido.

Comentário:

Isso

caracteriza

um

indivíduo

com

Transtorno

de

Personalidade

Esquizotípica: Indivíduos excêntricos e estranhos, que têm crenças bizarras, com experiências de ilusões e pensamento e discurso extravagante. Falta de amigos e muita ansiedade no convívio social.

O desconhecido é acolhido pela dona do estabelecimento que revelando uma característica incomum entre os seres humanos normais (o amor) que logo querem descartar o próximo sem ao menos conhecerem a sua história e se são pessoas que poderiam estar precisando de ajuda, ou não, como foi o caso daquele excêntrico senhor.

Comentário: A atitude dessa senhora que acolheu o desconhecido merece um destaque muito especial. Oxalá as pessoas pudessem ser como ela, uma pessoa normal, mas de grande coração.

O filme tem sequência com a dona do estabelecimento o conduzindo para sua casa e neste momento é descortinado um flashback da vida do desconhecido, que desde criança já dava indícios de ser um brilhante pianista.

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 4 de 9

TEOLOGIA - NOTURNO
ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

A infância de David:

Uma criança normal! Sim, era uma criança normal que gostava de brincar, mas que já tinha sobre si o peso de um pai que conduzia a família de forma muito rígida. Todos na casa tinham muito medo do pai e quando ele pedia silêncio ou quando ele falava mais alto, todos se retraiam com medo de retaliações. O episódio em que o menino se destaca em um concurso musical de forma excepcional foi criticado pelo pai que insistia que o menino tinha ido mal e que precisava melhorar. O pai era perfeccionista e viciado na música, mas não tocava nada.

A adolescência de David – o auge da crise:

Apesar de todas as coisas, o jovem David começou a se destacar ainda mais por causa de seu dom e com ele conquistou uma oportunidade impar de estudar e se aperfeiçoar na América, nos Estados Unidos. Enquanto a idéia permaneceu sem consequências, o pai dava o maior apoio e gostava do destaque de seu filho, mas não por causa do filho, mas porque queria ser o centro das atenções. Ele invejava o filho.

Quando David de fato conquistou seu lugar ao sol e tudo iria se encaminhar para uma vida bem sucedida, longe do pai, este “pirou”, surtou e treslocadamente agiu impedindo que seu filho fosse mundo afora conquistar o seu sucesso. Isso fez com que o menino surtasse, entrasse em “parafuso” e perdesse o seu referencial.

Aquilo feriu gravemente o coração e a mente daquele jovem que fez com que nascesse dentro dele sentimentos desagradáveis, principalmente contra o seu pai que, sem sabedoria, ainda exigia do filho amor, compreensão, carinho e respeito. A situação então daquele jovem que já era problemática devido a sua infância se agravou profundamente fazendo com que o jovem se tornasse doente e com transtornos de personalidade que o dificultavam no relacionamento com outras pessoas.

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 5 de 9

TEOLOGIA - NOTURNO
ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

David adulto – contrariedades, desgostos e a fuga de David (tentativa de ainda realizar os seus sonhos)

Sob a influência de outras pessoas e já adulto, David resolveu se libertar do jugo do pai buscando seu sucesso mundo afora. Fez diversas apresentações, estudou em escolas com grandes mestres da música, participou de concursos, colecionou medalhas, respeito e adimiração, mas sua mente já estava afetada e isso fez com que ele tivesse, depois de uma apresentação de uma peça musical dificílima, mas conduzida com grande maestria, um surto psicótico que o levou à insanidade, perdendo então todo o seu referencial como pessoa e o tornando inapto para o convívio social.

Foi internado em um hospital psiquiátrico e a sua situação somente se agravou. Recebeu visitas de familiares, mas já não os reconhecia. David estava alienado! Tudo poderia ter terminado ali mesmo, mas um piano em seu caminho fez com que ele se despertasse novamente, pois a sua alma ansiava pela música.

Ainda assim, a música falava por seus poros e sendo maior do que ele o incitava e acabou escapando do hospital indo parar no bar onde o filme começou e lá começou a fazer apresentações musicais que despertaram em todos grande espanto.

O casamento de David:

David ainda que inapto para o convívio social despertou em uma jovem senhora a paixão que culminou em seu casamento. Parecia haver por trás daquela mente problemática e de personalidade transtornada uma pessoa que como pessoa amava e gostava de ser amada. Foi isso que atraiu aquela senhora que no manto do casamento tratou daquela pessoa brilhante, diferente e cheia de amor e talento.

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 6 de 9

TEOLOGIA - NOTURNO
ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

Análise geral de David:

Brilhante! Como teria sido o desenvolvimento desse jovem se não tivessem ocorrido as fatalidades que ele enfrentou? Ou teriam essas fatalidades feito com que o jovem tivesse uma fuga na música e nela potencializasse todo o seu ser tornando-o excepcional? Em suas atitudes, vemos o reflexo da internalização de seu pai, pois até as constantes repetições vinham dele. Até um certo ponto, vemos uma pessoa que poderia ser tratada e ajudada, mas a partir de outro momento, vemos uma pessoa que já não poderia mais ser restaurada para o convívio e ser tratada como pessoa normal. A doença mental atingiu um ponto que a cura seria impossível, pois os danos foram muito grandes e de forte impacto.

A família de David – pai, mãe e irmãs:

O pai valoriza muito a idéia da família, mas seu conceito de família estava muito distorcido e egoísta. Ele não respeitava a opinião de ninguém, mas somente se interessava por si mesmo e pela aparência das coisas. Para ele família tinha de se manter unida, sofrer unida e isso não é um problema, mas uma virtude, porém essa sua valorização da idéia visava mantê-lo líder e dominando tudo e a todos, ninguém poderia se sobressair. O caso repercutiu de forma mais grave no menino devido sua genialidade musical, mas qualquer um da família poderia ter sido vítima de sua ignorância e trasntorno. Ninguém poderia se

sobressair porque isso poderia por em risco, no seu modo de pensar, a unidade da família. Ele via nos quadros de seus ancestrais modelos de homens e mulheres que ele tinha de, no mínimo, imitá-los. Queria demonstrar e aparentar força, energia, superioridade e capacidade de vencer tudo e a todos. Era alguém que se caracterizaria como alguém com Transtorno de Personalidade Obsessivo-Compulsiva.

A mãe era toda submissa e temia e tremia diante da idéia de ao menos confrontá-lo. Não pode fazer nada em defesa de seus filhos e de si própria. Ficou calada, sofreu calada e

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 7 de 9

TEOLOGIA - NOTURNO
ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

alienada. A mãe eu qualificaria como alguém que tinha Transtorno de Personalidade Dependente.

As suas irmãs também tiveram seus problemas e isso as afetou sobremodo, mas conseguira se superar devido a ausência de uma crise mais intensa o que não ocorreu com o jovem talentoso que viu seu mundo ruir da noite para o dia por causa de caprichos de seu pai que o impediu de dar vazão aos seus sonhos de superação, pois o menino conhecia a sua potencialidade.

Conclusão:

O filme é altamente recomendado para todos e nos faz refletir da seriedade dos transtornos mentais. Nossa mente quando entra em crise ou é bombardeada de dia e de noite com estímulos e instruções erradas pode ocasionar problemas graves que podem se tornar irreverssíveis.

Eu não senti ódio ou raiva do pai de David que foi o “monstro” do filme, mas muita pena, pois este era outro transtornado, doente e carente. Os valores do pai de David estavam todos distorcidos e sua demonstração de amor toda equivocada e egoísta. O que ou quem o transformou naquele pai mau, ingrato e amante de si mesmo?

Outro ensinamento do filme e da pessoa de David é o seu talento musical que parece permacer intocável pelos problemas decorrentes. Enquanto como pessoa a sua personalidade é desestruturada ao longo dos tempos por causa dos problemas, o seu talento parece permanecer inalterado e até melhorado. A música tinha o poder de transformar David e todos os que a sua volta tinha o prazer de ve-lo tocar.

Finalizando a análise do filme, ainda cito novamente as autoras Dra. Alice Sibile Koch e Dra. Dayane Diomário da Rosa que recomendam nos casos de transtornos a psicoterapia.

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 8 de 9

TEOLOGIA - NOTURNO
ACONSELHAMENTO CRISTÃO
PROF. ROSÂNGELA – Atividade

“O tratamento desses transtornos baseia-se na Psicoterapia (de orientação analítica ou comportamental na maioria dos casos) e Psicanálise. Algumas vezes deve-se também tratar outros transtornos que se desenvolvem juntamente com esses, e na maioria das vezes, por causa desses. Aparece comumente depressão e ansiedade associados a esses transtornos. A procura pelo atendimento é geralmente estimulada pelos amigos e familiares, que são muito mais incomodados pelo transtorno que o próprio indivíduo. Não se pode esquecer que muitas dessas características fazem parte dos traços normais de muitos indivíduos, e somente quando esses traços são muito rígidos e não adaptativos é que constituem um transtorno.“

Aluno: Daniel Deusdete Araújo Barreto

Página 9 de 9