Nota explicativa

Este grupo propôs-se, como trabalho final da disciplina de Metodologia de Projecto, integrada na Pós-Graduação em Gestão da Formação, elaborar um “guia” sobre o portefólio destinado às escolas profissionais.

Logo na primeira reunião de trabalho chegamos à conclusão de que havíamos sido, no mínimo, ingénuos. Um guia pressupõe abranger todos os aspectos relativos a algo e explicar como este algo funciona. Os nossos conhecimentos sobre portefólio, como será possível constatar no trabalho que se segue, estão longe de ter a profundidade suficiente para assumir a forma de um “guia”. Será, se tanto, um primeiro esboço.

Sendo o campo do portefólio tão vasto, optamos por nos centrar num caso prático, a área de Portefólio Reflexivo de Aprendizagem dos cursos de Educação e Formação de Adultos (nos Açores cursos do Programa Reactivar), por considerarmos que esta componente curricular reúne os aspectos mais importantes de um portefólio.

Para concretizarmos a tarefa a que nos propusemos, elegemos como estratégia a criação de uma escola fictícia – a Escola Profissional Liberdade -, que se depara com o desafio de ter de implementar cursos do Programa Reactivar e, por conseguinte, introduzir a metodologia de PRA. Assim, colocamo-nos no papel de membros do Conselho Pedagógico da Escola, nomeados para redigir orientações sobre o PRA destinadas aos formadores.

Consideramos que o resultado dos nossos esforços ficou aquém dos nossos objectivos, já que, na nossa opinião, o “guia” que daí resultou ainda não é o suficiente para explicar como se pode implementar a metodologia de portefólio. Muito provavelmente o portefólio é como as demais tarefas das nossas vidas: só se aprende a fazer fazendo.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful