P. 1
I e II Unid MAT Coord

I e II Unid MAT Coord

|Views: 4|Likes:

More info:

Published by: Bárbara Gabriele Santos Frota on Sep 11, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/25/2014

pdf

text

original

LIGA DE ENSINO DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE

CURSO DIREITOPROFESSOR Ana Eleonora de Carvalho FreirePERÍODO/TURMA 5º ANO - MATDISCIPLINA DIREITO CIVIL VIII (RESPONSABILIDADE CIVIL)AVALIAÇÃO I UnidadeDATA 27/09/2012

1.

Julgue os itens a seguir em certo (c) ou errado (e), explicando o erro quando ocorrer. (4,0)

I) A Responsabilidade Jurídica contempla as esferas moral, civil, criminal, administrativa e tributária. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ II) O princípio da Socialidade encontra-se diretamente ligado com as disposições do Código acerca da Responsabilidade Objetiva. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ III) Para a doutrina majoritária, a culpa, enquanto pressuposto geral da responsabilidade civil, é bem mais abrangente, uma vez que mesmo levíssima, pode ensejar a obrigação de indenizar. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ IV) O abuso de direito, que é uma das fontes de obrigações, caracteriza-se não pela incidência da violação formal a direito, mas pela extrapolação dos limites impostos pelo ordenamento jurídico para o seu exercício. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ V) Nos últimos tempos, vem-se consolidando a chamada teoria do risco, que, sem afastar a aplicação da teoria da culpa, promove melhor cobertura a danos nos casos em que a teoria clássica da responsabilidade civil se revela insuficiente. Assim, a teoria do risco tem como um dos pressupostos o exercício de atividade perigosa por parte do agente. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ VI) Para o reconhecimento da responsabilidade civil, exige-se a plena capacidade de discernimento da pessoa a quem se imputa a prática do ato danoso. Quem não pode entender o caráter ilícito de sua conduta não incorre em culpa e não pode ser responsabilizado civilmente. Portanto, pelos absolutamente incapazes respondem subsidiariamente os seus representantes legais. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________

por exemplo. pelo Parque da Cidade. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ QUESTÕES PRÁTICAS – Instruções: as questões seguintes deverão ser respondidas no espaço tracejado destinado a esse fim. dano moral e dano . no caso de colisão de veículos. um animal (cão de reconhecida ferocidade) sem coleira. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ IX) A concorrência de culpas do agente causador do dano e da vítima por acidente de trânsito. desde que exista uma relação jurídica entre o causador do dano e o responsável pela indenização. devendo cada parte suportar os prejuízos sofridos. bem como a resposta deverá ser na forma de um texto dissertativo.VII) Se o condutor de um veículo invadir a pista contrária para não colidir com outro que intercepta sua trajetória e assim colidir com veículo que transite corretamente na outra pista. ao conduzir. Nacib ajuizou ação de indenização em face de Tonico. ao fundamento de que sofrera danos com a atitude imprudente e negligente de Lupicínia. subsistirá o dever de reparar os prejuízos que causou. 2. além das despesas de hospital. filha do réu (menor impúbere). produzindo-lhe danos na perna e na estética da coxa esquerda. entretanto. espetáculos de que não pôde participar como modelo. qualquer dessas causas pode ser considerada suficiente para demonstrar o nexo de causalidade e imputar ao seu autor o dever de indenizar. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ X) Quando inúmeras causas sucessivas contribuem para a produção do efeito danoso. a responsabilidade é objetiva. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ VIII) A responsabilidade civil por ato de terceiro permite estender a obrigação de reparar o dano a pessoa diversa daquela que praticou a conduta danosa. o mencionado condutor não praticará ato ilícito. considerando os ditames legais e jurisprudenciais aplicáveis a cada caso. Nessa hipótese. sem as devidas cautelas. o pleito indenizatório. com coerência e coesão. Não deverá ser ultrapassada nenhuma das bordas. o que culminou com o ataque que sofreu o autor. Daí. no qual incluiu. acarreta a compensação dos danos. nessa situação.

Discorra sobre o referido caso hipotético. provocação do animal pela vítima. e.estético. à luz do posicionamento do STJ. reforçou.0) 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 3. exclusiva do autor. . e eventual procedência das alegações do réu. Discorra sobre o referido caso hipotético. Max. foi atingido por pesado objeto de metal que fora arremessado do prédio. prima facie. (3. pela cicatriz que o local há de ostentar. argumentando a falta de disponibilidade patrimonial para arcar com uma eventual indenização. Citado. procedência do pedido do autor. Tonico se defendeu alegando. o que lhe causou lesões na cabeça e no ombro e danificou os óculos por ele usados para correção visual. em atitude irresponsável. ao transitar pela calçada próxima a um edifício residencial. considerando os seguintes aspectos: legitimidade do réu para ser demandado.

Analise a afirmativa abaixo e responda se é verdadeira ou falsa. Fabian adquiriu em uma loja um aparelho de telefonia celular de determinada marca. mas. quem deveria responder (direta e/ou indiretamente) e em qual modalidade. O aparelho recebido em substituição ao anterior. também apresentou um problema e foi levado à assistência técnica autorizada.” 01 02 03 04 05 02. Justifique com fundamento no CDC. que pretendeu cobrar pelos reparos.0) “Não têm a proteção do CDC as vítimas do evento. Fabian retornou à loja onde havia adquirido o celular danificado e efetuou a troca do aparelho. ainda dentro do prazo de garantia.considerando os seguintes aspectos: legitimidade de Max para pleitear indenização pelos danos sofridos. tempos depois. (1. informada de que o . pois não participam diretamente da circulação jurídica do bem ou de seu uso. o qual apresentou problema logo no segundo dia de uso.MATDISCIPLINA DIREITO CIVIL VIII (RESPONSABILIDADE CIVIL)AVALIAÇÃO II UnidadeDATA 27/09/2012 01.0) 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 LIGA DE ENSINO DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE CURSO DIREITOPROFESSOR Ana Eleonora de Carvalho FreirePERÍODO/TURMA 5º ANO . (3.

em momento algum. restou comprovada a ausência de culpa do cirurgião. que se recusou a solucionar o problema. Fundamente sua resposta. em decorrência. (2. por meio da assistência técnica autorizada.bem estava na garantia. o paciente fora alertado que esse fato poderia ocorrer.0) 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 . No entanto. Analise a situação hipotética apresentada com fulcro nas disposições legais acerca da responsabilidade civil nas relações de consumo. deixou-o impotente sexual. Analise a situação hipotética apresentada com fulcro nas disposições legais acerca da responsabilidade civil nas relações de consumo. novamente. se dirigiu à loja. alegando que este deveria procurar o fabricante. Sarmento foi submetido a uma cirurgia de próstata. Durante o trâmite processual. emitiu um laudo comprovando o comprometimento da placa do referido aparelho celular. que. Fundamente sua resposta. Fabian.0) 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 03. (2.

19 20 .

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->