P. 1
Direitos individuais e coletivos em uma constituição Brasileira 1

Direitos individuais e coletivos em uma constituição Brasileira 1

|Views: 6|Likes:
Published by Sayonara Ferreira

More info:

Published by: Sayonara Ferreira on Sep 29, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/29/2013

pdf

text

original

Direitos individuais e coletivos em uma constituição Brasileira.

Introdução Analisar a valorização dos direitos individuais e coletivos na constituição Brasileira buscando a sua essência e real busca pelos direitos do homem. E mostrando como a humanidade aprende a viver em sociedade, mostrando que a participação do cidadão no poder de optar pela gestão e participar de assuntos relacionados a cidade, podendo assim participar da política, intervir na aplicação da lei no caso concreto. E que o direito e a forma que se diferencia do comum, para satisfazer a necessidade, ou seja que a sociedade humana pode constituir a justa posição do individuo. Desenvolvimento Os direitos Humanos já tem suas primeiros indícios na 1° constituição onde se refere ao seu (art 179), da constituição de 1824 que declara direito se individuais e garantias que, nos seus fundamentos permaneceu nas constituições posteriores. As primeiras constituições Brasileiras viveram sobre os diretos de 1° geração (direitos civis e políticos ) que tem uma ação negativa por parte do Estado. Na constituição Imperial tinha seu lado positivo no que dizia respeito a consagração dos principais direitos humanos e negativa por parte do próprio imperador, por ser um regime autoritário (resultante de um poder moderador). Os diretos tinham por base no (art 179) a liberdade, a segurança individual e a propriedade omitindo com tudo o quarto direito natural que é imprescritível, proclamado pelo (art 2° ) da declaração francesa O direito de resistência e opressão. Os princípios assegurados pela constituição de 1824 foram os seguintes : liberdade expressa do pensamento inclusive pela impressa, independente de censura, liberdade de convicção religiosa e de culto privado mas que fosse respeitado a religião do Estado, igualdade de todos perante a lei abolição dos açoites,tortura, marca de ferro quente e todas as demais penas cruéis , exigência da lei anterior e autoridade competente, para sentenciar alguém, direito de trabalho, instrução primaria gratuita, direito de petição e de queixa, inclusive o de promover a responsabilidade dos infratores da constituição. Já na constituição de 1891 teve uma inovação, sendo uma constituição republicana foi instituído sufrágio direto para eleição dos deputados, senadores, presidentes e vicepresidentes da republica, sendo exclusos os mendigos, analfabetos, os praças de pré, os religiosos sujeitos a voto de obediência e as mulheres. A primeira constituição republicana ampliou os direitos humanos, alem de manter as franquias já reconhecidas, no império separou a igreja do Estado e estabeleceu a plena liberdade religiosa, consagrou a liberdade de associação sem armas, assegurou a ampla defesa,aboliu a pena de galé, banimento judicial e morte, criou o habeas corpus. A partir de 1934 é verificada uma preocupação dos direitos sociais (direito de 2° geração ) na constituição Brasileira, ou seja uma atuação positiva do Estado. Segundo alguns autores esta constituição visa o bem comum como o bem maior. Instituiu a justiça eleitoral e o voto secreto, abrindo caminhos para o constitucionalismo Brasileiro para os direitos econômicos, sociais e culturais, institui normas de proteção ao trabalhador capaz de satisfazer às necessidades normais do trabalhador; repouso semanal e férias anuais remuneradas; proibição de diferença de salário para um mesmo

ou seja muitas garantias individuais que não afetava o regime em nad.168). sexo. pois em seu conteúdo descreveu a ausência de diferença de direitos e deveres entre os membros da sociedade. onde se observou que na anterior a de 1937. face aos direitos fundamentais que refletem metas sociopolíticas a serem atingidas pelos cidadãos em suas relações com o Estado. vedou a pena de caráter perpétuo. Foi em 1946 que os direitos humanos individuais foram restaurados e coletivos. certo e incontestável. face aos direitos fundamentais que refletem metas sociopolíticas a serem atingidas pelos cidadãos em suas relações com o Estado. consoante os fins e valores que informam o sistema de direitos e liberdades fundamentais que disciplinam. importa discutir as formas de acesso do cidadão à jurisdição constitucional. ou entre si. para defesa do direito. nem distinções. classe social. riqueza. Entre outras coisas: explicitou o princípio da igualdade perante a lei. as diversas manifestações da vida do Estado e da sociedade. A Constituição declarou o país em Estado de emergência (art. nacionalidade ou estado civil. ou entre si. No Estado Democrático de Direito. importa discutir as formas de acesso do cidadão à jurisdição constitucional. raça. as diversas manifestações da vida do Estado e da sociedade. A constituição de 1946 foi um avanço da democracia e da liberdade individual do cidadão. criação da Justiça do Trabalho. juridicamente. permissão de busca e apreensão em domicílio (art. pois a magistratura perdeu suas garantias no (art 177 ) Um tribunal de exceção. passou a ter competência para julgar os crimes contra a segurança do Estado e a estrutura das instituições (art. com: O aperfeiçoamento da justiça do trabalho que não teve alteração até a extinção dos juízes classistas na década de 90 e a instituição obrigatória e direta do trabalhador nos lucros . que foi a quinta da historia do Brasil. No Estado Democrático de Direito. criou a assistência judiciária para os necessitados. crença religiosa ou idéias políticas. vinculada ao Poder Executivo. consoante os fins e valores que informam o sistema de direitos e liberdades fundamentais que disciplinam. manteve o habeas-corpus. idéia de sociedade igualitária que começou a ser vislumbrada durante o período iluminista. com suspensão da liberdade de ir e vir. profissão própria ou dos país. não passou de pretensão. por intermédio de valores éticos e políticos de uma comunidade e normas do ordenamento jurídico. Promulgada em 18 de setembro e significou um retorno da democracia. Leis eventualmente declaradas contrárias à própria Constituição autoritária ainda assim podiam ser validadas pelo Presidente.trabalho. as mulheres foram brindadas com uma grande e merecida conquista: o direito ao voto. para proteção da liberdade pessoal. suspensão da liberdade de reunião. por motivo de idade. sexo. juridicamente. por intermédio de valores éticos e políticos de uma comunidade e normas do ordenamento jurídico. Já em 1937 não estiveram de pé os direitos humanos. o Tribunal de Segurança Nacional. por motivo de nascimento.186). multas ou custas. estatuindo que não haveria privilégios. Nesta Constituição.172).a acabou perdendo seu efeito perante a constituição. atendendo somente a interesses meramente políticos. censura da correspondência e de todas as comunicações orais e escritas. proibiu a prisão por dívidas. Dentro da mesma foi somado conquistas importantíssimas para seus direitos. ameaçado ou violado por ato manifestamente inconstitucional ou ilegal de qualquer autoridade. e instituiu o mandado da segurança.

A prisão só em flagrante delito ou por ordem escrita de autoridade competente e a garantia de defesa do acusado. instituição de assistência educacional. A liberdade de manifestação de pensamento.151) manteve todas as punições. classe social e nacionalidade. exercício de trabalho ou profissão. o repouso semanal remunerado... em que trabalhassem mais de 100 pessoas ensino primário para os servidores e respectivos filhos. inclusive analfabetos. a Constituição de 1967 inovou em alguns pontos. obrigatoriedade de manterem as empresas. reunião e associação. Criou a pena de suspensão dos direitos políticos. . para lhes assegurar condições de eficiência escolar. em favor dos alunos necessitados. Comparada com a Constituição de 1946. Separação dos três poderes. sem censura. a ser em espetáculo e diversões publicas A inviolabilidade do sigilo de correspondência A liberdade de consciência. declarada pelo Supremo Tribunal Federal. exclusões e marginalizações políticas decretadas sob a égide dos Atos Institucionais No que diz respeito aos direitos sociais. aprendizagem aos seus trabalhadores menores.        Referindo-se aos direitos sociais. sendo acrescidos de: gratuidade do ensino oficial ulterior ao primário para os que provassem falta ou insuficiência de recursos. sem distinção de sexo. obrigatoriedade de ministrarem as empresas.da empresas. a Constituição de 1967 apresenta graves retrocessos: Suprimiu a liberdade de publicação de livros e periódicos ao afirmar que não seriam tolerados os que fossem considerados (a juízo do Governo) como de propaganda de subversão da ordem. o reconhecimento de greve e a defesa do direito de voto para todos os cidadãos brasileiros. maiores de 18 anos. de crença e de exercício de cultos religiosos A inviolabilidade da casa como asilo do indivíduo .. estes ampliaram-se. em cooperação. para aquele que abrisasse dos direitos de manifestação do pensamento. Extinção da pena de morte. para atentar contra a ordem democrática ou praticar a corrupção (art. religião.  A igualdade de todos perante a lei: Busca idealizar uma realidade que não houvesse distinção jurídica entre classes sociais. completa igualdade de direitos.

os direitos sociais. nesta Constituição.SILVA. Manoel Gonçalves Filho. os direitos humanos ganham relevo extraordinário. exclusões e marginalizações políticas decretadas sob a égide dos Atos Institucionais. Direitos Humanos Fundamentais. a Constituição de 1967 não se harmonizou com a doutrina dos Direitos Humanos. Tamanha a vontade constitucional de priorizar os direitos e as garantias fundamentais que a Constituição. na Ordem Econômica. A atual já prevê ao menos um dos direitos de solidariedade. Entretanto. Assim pode-se analisar que está seria a única forma para que fosse realmente implantado os direitos humanos a todos os cidadãos e que ele pudesse exercer sua cidadania.Constituição Federal Brasileira de 1988. que caiu sobre o Brasil. compondo. objetivando limitações ao Poder. José Afonso do Curso de direito constitucional positivo 9 ed. acrescentavam a estas. jamais adotado no Brasil. em seu artigo 60. Tentou não se distanciar em demasia do texto constitucional de 1946. considerando-se a Carta de 1988 como o documento mais abrangente sobre os direitos humanos. deixou o direito de reunião a descoberto de garantias plenas. Carta de 1988 institucionaliza a instauração de um regime político democrático no Brasil.A Constituição de 1967 representou um esforço de redução do arbítrio contido nos Atos Institucionais que se seguiram à Revolução de 1964. fez recuo no campo dos direitos sociais. os declara cláusulas pétreas. assim. As demais. São Paulo: Malheiros Editores. introduzindo indiscutivelmente avanço na consolidação legislativa das garantias e direitos fundamentais e na proteção de setores vulneráveis da sociedade brasileira. Seu autoritarismo não se compara com o panorama de completo arbítrio criado pelo Ato Institucional no 5. manteve as punições. de modo a atender cada vez mais os desejos da população. Bibliografia . a partir de 1934. em 13 de dezembro de 1968. em que estes encontravam-se dispersos no âmbito da ordem econômica e social.FERREIRA. Conclusão Todas as Constituições brasileiras apresentaram Declarações de Direitos. que exigia uma evidencia de suas garantias e de seus direitos perante a constituição. o seu núcleo intocável. Esses direitos deu-se de maneira crescente.1[17] A partir dela. mesmo com todas essas ressalvas. 1993 . diferentemente do que ocorria nas Cartas anteriores. Os direitos sociais. . pelas seguintes razões: restringiu a liberdade de opinião e expressão. 1996 . São Paulo: Saraiva. estão inseridos no título dedicado aos direitos e garantias. parágrafo 4o. As duas primeiras contentaram-se com as liberdades públicas.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->