Anotações História IV

Nicolau de Cusa:

Influenciado por Mestre Eckhart e pela tradição mística Platônica e Agostiniana.

Tem como problemáticas centrais: 1-O problema do conhecimento de Deus e do mundo 2- A natureza divina.

O que o torna Antigo e Moderno ao mesmo tempo? Nicolau de Cusa tem como centro de sua filosofia a unidade das coisas como síntese das diferenças(Copleston), sendo assim, sua própria filosofia é uma síntese de elementos medievais e modernos. É ambas as coisas porque faz aproximações modernas a temas medievais. Por exemplo, a coincidência dos opostos em Deus é exemplificada através da geometria. O conhecimento de Deus se dá por via negativa, como na tradição PlatônicoAgostiniana, mas o foco de Cusa é no processo de conhecer. O tema da infinitude e da finitude é tipicamente moderno e é central na sua filosofia.

Deus

Para o Cusano, Deus é a coincidência dos opostos. Todas as coisas possuem limites, determinações e propriedades dos mais variados tipos. Deus transcende todas as diferenças entre as coisas e as supera numa unidade que as abarca. Sendo assim, Deus é o máximo e o Mínimo, que coincidem em seu ser. A nossa razão apenas conhece discursivamente através de distinções e comparações, é impossível para nós conhecermos uma síntese absoluta, logo não temos conhecimento positivo de Deus. Mas essa aproximação negativa é matizada em suas obras finais em que Deus é chamado de Posse ipsum, é o poder supremo que se revela em todas as coisas. Tudo é signo de Deus, que é ao um só tempo transcendente e imanente. Em si mesmo Deus é incompreensível, mas ele mostra sua face de vários modos.