SAMBAQUI, UM MISTÉRIO À BEIRA MAR

Um documentário de Paulo Markun FICHA TÉCNICA
Formato: documentário jornalístico de 60 minutos Produção: Revanche Produções Ltda Direção: Paulo Markun Trilha sonora: Maestro Nelson Ayres Fotografia: José Roberto Edição e computação gráfica: Zig! Filmes Mapas e desenhos: Maurício Muniz Consultoria arqueológica: dr. Marco Auréliio Nadal De Masi, Ph.D ( Stanford University) Produção: Tatiana Cobbett Pesquisa: Kátia Juncks Locações: Litoral catarinense: Tubarão, Laguna, Florianópolis, Joinville, ilha do Campeche.

ARGUMENTO
Espalhadas pelo litoral dos quatro continentes, estranhas montanhas que podem ser confundidas com dunas à primeira vista pela maioria das pessoas chamam a atenção e desafiam arqueólogos e pesquisadores. Formadas por camadas e mais camadas de conchas, elas são resultado da ação do homem durante milhares de anos. As maiores, da altura de um prédio de doze andares, são conhecidas como sambaquis – justamente montanhas de conchas, em guarani - e ficam no litoral de Santa Catarina. Nesses sambaquis os cientistas encontraram centenas de sepultamentos, muitas ossadas adornadas com colares de dentes de tubarão, restos de fogueiras, ossos de diversos animais, objetos cerâmicos e os zoólitos, pequenas esculturas de pedra em forma de animais e que parecem ter sido usadas em rituais. Nas

Florianópolis e Joinville. especulação imobiliária ou simples ignorância. sem contar as vinhetas de abertura e passagem de blocos. O material captado em Beta digital será editado em equipamento não-linear e complementado pelos desenhos e computação gráfica. antes da chegada dos portugueses. o dr. . há 500 anos.proximidades. o documentário utilizará o talento de um artista plástico capaz de materializar cenas. Programadas para dez dias. as filmagens incluirão as escavações desenvolvidas em Florianópolis. que chegou ao Brasil há pelo menos cinco mil anos e aqui viveu até ser assimilado ou expulso pelos guaranis. formado na Stanford University. Tanto assim que um dos maiores de todos. O rigor científico será garantido pelo trabalho do diretor do Laboratório de Arqueologia da Unisul. foi quase inteiramente transformado em cal para pintura com a autorização do Departamento Nacional de Recursos Minerais. além de depoimentos de antigos moradores de Tubarão que trabalharam na usina de cal movida pelas conchas e tesouros arqueológicos do sambaqui da Carniça. registrando e valorizando o trabalho de nossos arqueólogos. Um dos maiores desafios atuais da arqueologia brasileira é justamente desvendar os mistérios do sambaqui e do povo que os construiu. Até os anos 70. investigando e preservando esses sítios pré-históricos. de modo a conscientizar o grande público. os sambaquis eram encarados apenas como matéria prima para a indústria do calcáreo. Marco Aurélio Nadal De Masi. pesquisas no laboratório da Unisul em Tubarão. inscrições simbólicas feitas nas rochas dos costões ou de ilhas que devem ter sido produzidas pelo mesmo povo de pescadores. sambaquis em Laguna. E o documentário proposto pretende ajudar nessa tarefa. Tubarão. mapas e personagens e os recursos da computação gráfica. a partir da trilha sonora idealizada pelo maestro Nelson Ayres. Para transformar essa história fascinante em imagens. inscrições rupestres no Costão do Santinho e na ilha do Campeche. O orçamento prevê pelo menos quatro minutos de animação. para que impeça sua destruição pela indústria do calcáreo. zoólitos e ossadas do Museu do Sambaqui de Joinville e do Museu do Homem do Sambaqui do Colégio Catarinense. o da Carniça.