You are on page 1of 253

Manual do Proprietário

Obrigado, e parabéns por sua escolha do Roland JUNO-G.

201a
Antes de usar este aparelho leia as seções: “Uso seguro do aparelho” e
“Notas importantes” (p. 2; p. 4). Estas seções tem informações importantes
sobre o uso seguro do aparelho. Além destas seções, leia este manual por
completo para conhecer os recursos do equipamento. Após a leitura o
manual deve ser deixado em local de fácil acesso para consultas.

Convenções usadas neste manual


Botões e controles são indicados entre chaves [ ]; como em [REC]
Páginas a serem consultadas são indicada na forma (p. **).

São usados os seguintes símbolos.

Indica nota importante; precisa ser lido.

Lembrete sobre função ou recurso; leia para aprofundar o conhecimento.

Dica útil; leia para conhecer estratégias.

VER:
Indica itens que podem ser consultados; leia se necessário.

Termos que podem ser explicados; leia se necessário.

985
* As explicações neste manual trazem ilustrações sobre o que aparece no display em casos típicos. No entanto, se o aparelho tiver
atualização da versão do sistema, novos sons, etc, a imagem pode não ser exatamente igual ao que aparece na ilustração deste manual.

202
Copyright © 2006 ROLAND CORPORATION
Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser
reproduzida de nenhuma forma sem autorização expressa da ROLAND
CORPORATION.
Uso seguro do aparelho

AVISO AVISO
001 006
• Antes de usar este aparelho, leia as instruções abaixo, e • No uso da estante (KS-12) recomendada pela Roland,
este Manual do Proprietário por completo. verifique se a mesma está em um local plano e estável.
Não use em um local em que a mesma possa tombar, ou
.......................................................................................................... com um apoio insuficiente. Mesmo que não seja usado
002d
• Não abra ou faça alterações no aparelho ou seu esta estante, este aparelho deve ficar em locais planos e
adaptador AC. (Exceto para instalações indicadas no estáveis para não tombar ou cair.
manual; veja p. 174, p. 176.) ..........................................................................................................
008c
• Use somente o adaptador AC fornecido. Conecte apenas
.......................................................................................................... em tomadas nas especificações descritas no adaptador
003
• Não abra ou tente reparar o aparelho, ou trocar peças, AC. Outros adaptadores AC, com diferença de voltagem
exceto quando indicado pelo manual. Procure o Serviço ou polaridade podem levar a dano, mal funcionamento
Autorizado Roland, ou um Distribuidor Autorizado e choque elétrico.
Roland, veja a lista no final do manual.
..........................................................................................................
008e
.......................................................................................................... • Use apenas o cabo de força conectado. Este cabo não
004
• Não use ou guarde em locais: deve ser usado em outros equipamentos.
• Sujeito a extremos de temperatura (sol direto, em um
carro fechado, próximo a um aquecedor, sobre um ..........................................................................................................
009
equipamento que aquece); ou • Não dobre ou torça o cabo de força, não coloque objetos
• Molhado (banheiros, lavanderias); ou sobre o mesmo. Isto danifica o cabo de força, levando a
• Úmido; ou curto circuitos internos. Cabos danificados levam a risco
de fogo e choque elétrico!
• Exposto à chuva; ou
..........................................................................................................
• Exposto à poeiras; ou 010
• Sujeito a vibrações. • Este aparelho, só, ou combinado com amplificação e alto
.......................................................................................................... falantes, fones de ouvido, etc, pode produzir volumes
005 sonoros que levam à perda de audição. Não use por
• Este este aparelho apenas com a estante recomendada tempo prolongado em volume alto, ou desconfortável.
(KS-12) pela Roland. Se perceber alguma alteração na sua audição, inter-
rompa o uso e procure um médico especialista.

2
AVISO CUIDADO
011 101b
• Não permita que qualquer objeto (material inflamável, • Este aparelho e seu adaptador AC deve ser posicionado
pinos, moedas); ou líquidos (água, refrigerantes, etc.) em situação que permita uma boa ventilação.
penetrem no aparelho. Ao instalar a placa de expansão
(SRX) ou memória (DIMM), tenha atenção especial para ..........................................................................................................
evitar este tipo de acidente. 101c
• Este aparelho (JUNO-G) deve ser usado apenas com a
.......................................................................................................... estante Roland (KS-12). O uso com outras estantes pode
012b levar a instabilidade, com risco de ferimentos, além de
• Desligue imediatamente, e retire o adaptador AC da danos ao equipamento.
tomada depois procure o Serviço Autorizado Roland,
..........................................................................................................
ou um Distribuidor Autorizado Roland, nos seguintes 102c
casos: • Sempre segure no corpo do adaptador AC para desco-
• Se o adaptador AC, o cabo de força ou o plug ficar nectar da tomada. Nunca tracione pelo cabo.
danificado; ou
• Se perceber fumaça ou cheiro estranho; ou ..........................................................................................................
103b
• Na entrada de objetos ou líquidos, ou se espirrar • Em intervalos regulares, desconecte o adaptador AC da
líquidos no aparelho; ou tomada e limpe os terminais para evitar o acumulo de
• Se o aparelho ficar exposto à chuva (ou ficar úmido poeiras. Desconecte da tomada também quando o
por qualquer causa); ou aparelho for ficar sem uso por algum tempo. O acumulo
de poeiras pode levar a mal contato, levando a aqueci-
• Se o aparelho não funcionar como esperado ou
mento e produção de fogo.
mostrar alterações no funcionamento.
..........................................................................................................
013 ..........................................................................................................
• Em casas com crianças, um adulto deve supervisionar o 104
uso, para que estas regras de segurança sejam obser- • Evite que os cabos fiquem embaraçados. Todos os cabos
vadas no uso deste equipamento. devem ficar longe de passagens e longe do alcance de
crianças.
..........................................................................................................
014 ..........................................................................................................
• Proteja este aparelho de impactos. 106
• Nunca suba sobre este aparelho, nem coloque objetos
(Nunca deixe cair!)
pesados sobre o mesmo.
..........................................................................................................
015 ..........................................................................................................
• Não ligue este aparelho em uma tomada ou extensão 107c
• Nunca toque no adaptador AC ou nos plugs com as
que já esteja alimentando diversos outros equipamentos.
mãos úmidas ou molhadas, ao fazer ou desfazer
A carga total dos equipamentos não pode ultrapassar a
conexões.
especificação da tomada ou da extensão. Carga
excessiva leva a aquecimento, podendo derreter cabos, e ..........................................................................................................
108b
produzir fogo e choque elétrico. • Antes de mover este aparelho, desconecte o adaptador
AC e todos os cabos de conexões com equipamentos
externos.
..........................................................................................................
016 ..........................................................................................................
• Sempre que alterar o local de uso do equipamento, 109b
verifique a especificação da instalação elétrica. Se tiver • Antes de limpar o aparelho, desligue a força e desco-
qualquer dúvida, consulte o Serviço Autorizado Roland, necte o adaptador AC da tomada (p. 15).
ou um Distribuidor Autorizado Roland.
..........................................................................................................
.......................................................................................................... 110b
022b • Quando houver a possibilidade de raios na sua área,
• Sempre desligue o aparelho e desconecte o adaptador desconecte o adaptador AC da tomada.
AC antes da instalação de placa de expansão ou
memória (SRX; p. 174, DIMM; p. 176). ..........................................................................................................
.......................................................................................................... 115a
023 • Instale apenas placas de expansão e memória (SRX,
• NUNCA reproduza um disco CD-ROM em um equipa- DIMM) indicadas. Retire apenas os parafusos indicados
mento de áudio. O som resultante pode causar surdez (p. 174, p. 176).
permanente, além de danificar o sistema de alto falantes ..........................................................................................................
e outros componentes. 118a
• Caso retire parafusos de terminais ou da tampa do
cartão, deixe longe do alcance de crianças, para não
haver chances que sejam engolidos.

3
Notas importantes
291a
Além dos itens vistos em “Uso seguro do aparelho” na página 2–3, leia e observe estes cuidados:

Alimentação Reparos e dados


301 452
• Não use este aparelho no mesmo circuito elétrico em que estejam • Lembre-se que os dados da memória deste equipamento podem
conectados aparelhos com motores, ou com inversores (refrigera- ser perdidos em virtude de uso incorreto ou mal funcionamento.
dores, máquinas de lavar, micro-ondas, ar condicionado, etc). Dados importantes devem ter cópia de segurança em cartão de
Dependendo de como estes aparelhos são usados, a alimentação memória, e anotados em papel se possível. Quando o aparelho
pode produzir ruídos no áudio. Se não for possível separar a vai para reparos são observados todos os cuidados para evitar a
instalação, use um filtro de linha entre este aparelho e a tomada. perda de memória, mas em muitos casos a memória já está
302 perdida, especialmente quando os circuitos de memória
• O adaptador AC aquece após uso prolongado. Isto é normal e não estiverem envolvidos com o problema. A Roland não assume
é deve preocupar. qualquer responsabilidade quanto a perda de dados.
307
• Antes de conectar em outros equipamentos, coloque os volumes
no mínimo e desligue todos os equipamentos, evitando mal
funcionamento e danos em alto falantes e outros componentes. Cuidados adicionais
551
• Lembre-se que o conteúdo da memória pode ser perdido por mal
Posicionamento funcionamento ou uso incorreto. Para se proteger contra a perda
de dados importantes, faça cópias de segurança dos dados da
351
• O uso próximo de um amplificador de potência, ou outros memória deste aparelho em cartões de memória.
552
equipamentos com grandes transformadores, pode induzir • Infelizmente, mesmo com a cópia de segurança, os dados podem
ruídos. Para reduzir o problema, mude a orientação dos ser perdidos se o cartão de memória também tiver problemas. A
aparelhos. De preferência, afaste a fonte de interferência. Roland Corporation não assume qualquer responsabilidade
352a
• Este aparelho pode interferir com a recepção de rádio e TV e não quanto a perda de dados.
553
deve ser usado próximo a estes receptores. • Seja cuidadoso ao acionar botões e controles deste equipamento, e
352b
• Aparelhos de comunicação sem fio, como telefones celulares, ao fazer e desfazer conexões. O uso sem cuidado leva a
podem produzir ruídos no áudio. Isto ocorre ao receber problemas, e reduz a vida útil.
554
chamadas ou durante a conversação. Para evitar o problema, • Nunca bata ou aplique pressão sobre o display.
desligue o aparelho de comunicação sem fio, ou deixe afastado. 556
354a • Ao conectar/desconectar cabos, segure pelos conectores, nunca
• Não exponha diretamente ao sol, não coloque próximo a um tracione o cabo. Assim você evita curto circuitos no cabos.
aparelho que irradia calor, não deixe em um carro fechado, ou em 558a
outras situações de extremos de temperatura. O calor excessivo • Para não incomodar vizinhos, toque em volume adequado. Se
pode deformar e descolorir este aparelho. preferir, use fones de ouvido. Especialmente à noite, esta é uma
355b forma de proteger aqueles que estão ao seu redor.
• Se este aparelho for transportado entre dois ambientes com 559a
diferença de temperatura e ou umidade, gotas de condensação • Se precisar transportar este aparelho, use a embalagem original
podem se formar no interior deste aparelho. Danos e mal funcio- completa, ou uma embalagem equivalente.
namento podem decorrer do uso nestas condições. Aguarde 561
• Use apenas o pedal de expressão recomendado (EV-5; vendido
algumas horas antes de usar o aparelho, para que as gotas de
separadamente). Conectando outro pedal de expressão, existe
condensação evaporem, evitando este risco.
358 risco de dano e/ou mal funcionamento.
• Não permita que objetos fiquem sobre o teclado. Isto pode levar a 562
• Use cabos Roland para as conexões. Se usar cabos de outros fabri-
mal funcionamento, como teclas que deixam de produzir som.
360 cantes, veja o cuidado a seguir:
• Materiais como borracha, vinil, e outros podem descolorir a super- • Alguns cabos usam resistores. Não use cabos com resistores.
fície deste equipamento. Coloque um pano na superfície deste Estes cabos deixam o som muito baixo ou inaudível. Para
aparelho para evitar este contato. Cuidado para que estes objetos informações das especificações de cada cabo, consulte o fabri-
não escorreguem. cante do cabo.
566b
• A sensibilidade do controle D Beam varia com a iluminação. Se
Manutenção não estiver funcionando como esperado, ajuste de acordo com a
iluminação.
401a
• Para a limpeza diária, use um pano limpo, seco e macio, ou um pano
levemente umedecido com água, e bem torcido. Para remover
manchas, use um detergente suave e não abrasivo. Em seguida seque Antes de usar cartões
completamente com um pano limpo, seco e macio.
402
• Nunca use benzina, thinner, álcool, ou qualquer tipo de solvente,
Uso de cartões de memória (p. 178)
evitando o risco de descolorir ou deformar o equipamento. 704
• Insira o cartão com cuidado até o fim—até encaixar na posição.
705
• Nunca toque os terminais do cartão de memória. Evite que os
terminais fiquem sujos.
707
• O slot aceita cartões CompactFlash. Cartões Microdrive não são
compatíveis.

4
Notas importantes

708 220
• Cartões CompactFlash e SmartMedia (3.3 V) são produtos de * Todos os nomes de produtos mencionados neste
precisão. Maneje com cuidado: documento são de propriedade de seus respectivos
• Para evitar danos por eletricidade estática, descarregue a proprietários.
eletricidade do seu corpo antes de tocar no cartão. 230

• Não toque nem permite que metais entrem em contato com o


* SmartMedia é marca de Toshiba Corp.
234
cartão.
• Nunca dobre, deixe cair ou aplique choques ou vibração no * CompactFlash e são marcas de SanDisk Corpo-
cartão. ration e licenciado pela associação CompactFlash.
• Não deixe ao sol, não deixe em um carro fechado, ou outras 235
situações de extremo de temperatura (temperatura para * Roland Corporation tem licença para uso das marcas e
armazenamento: -25 a 85˚ C).
logotipos CompactFlash™ e CF ( ).
• Não permita que o cartão fique úmido.
• Nunca desmonte ou modifique o cartão.

Manejo de discos CD-ROMs


801
• Não toque ou risque a superfície inferior (brilhante). Discos sujos
ou danificados não são lidos corretamente. Mantenha o disco
limpo usando produtos comerciais específicos.

Direito autoral - Copyright


851
• A gravação, distribuição, venda, empréstimo, aluguel, execução,
difusão ou semelhante de material em to ou em parte do qual
você não seja detentor do copyright é proibido por lei.
853
• Não use este equipamento em formas que possam desrespeitar o
direito autoral de terceiros. A Roland não assume responsabili-
dades quanto a infrações do direito autoral de terceiros possibili-
tados pelo uso deste equipamento.

5
Sumário
Uso seguro do aparelho.........................................................................2
Notas importantes ..................................................................................4
Sumário....................................................................................................6
Recursos principais..............................................................................10
Descrição do painel ..............................................................................11
Painel frontal ............................................................................................................................................. 11
Painel traseiro............................................................................................................................................ 13

Preparação ............................................................................................14
Conexões.................................................................................................................................................... 14
Ligando/desligando o aparelho ............................................................................................................ 15
Ajuste do contraste do display (LCD Contrast).................................................................................. 15
Escutando músicas demo ........................................................................................................................ 15

Vários recursos para tocar ..................................................................16


Vista geral do JUNO-G .........................................................................17
Como o JUNO-G está organizado.......................................................................................................... 17
Sobre a memória ....................................................................................................................................... 19
Sobre os efeitos internos .......................................................................................................................... 20
O gravador................................................................................................................................................. 20
Gravação de tracks de áudio................................................................................................................... 22

Procedimentos básicos no JUNO-G ...................................................23


Escolha do modo no gerador de som ................................................................................................... 23
Sobre os botões de função ....................................................................................................................... 23
Movendo o cursor .................................................................................................................................... 24
Escolha de opções..................................................................................................................................... 24
Escrita de nome......................................................................................................................................... 24

Tocando no modo Patch ......................................................................25


Sobre a tela PATCH PLAY...................................................................................................................... 25
Escolha de patches na tela principal...................................................................................................... 26
Uso de botões “Category Group” indicando Patches ......................................................................... 26
Escolha de patches em uma lista............................................................................................................ 27
Escuta do Patch ou Rhythm Set (Phrase Preview) .............................................................................. 28
Transposição do teclado em oitavas (Octave Shift)............................................................................. 28
Transposição do teclado em semitons (Transpose) ............................................................................. 29
Escolha os tones que produzem som (Tone On/Off) ......................................................................... 29
Tocando instrumentos de percussão ..................................................................................................... 29
Ajuste do balanço de volume entre o teclado e padrões de ritmo .................................................... 29

Criando um patch .................................................................................30


Como fazer ajustes no patch ................................................................................................................... 30
Registro dos patches criados (Write) ..................................................................................................... 32
Funções de parâmetros de Patch............................................................................................................ 34

Criação de set de ritmo (Rhythm Set).................................................49


Como fazer ajustar sets de ritmo............................................................................................................ 49
Registro dos sets de ritmo criados (Write)........................................................................................... 51
Funções de parâmetros de “Rhythm Set”............................................................................................. 52

6
Tocando no modo Performance..........................................................58
Para ver a tela PERFORM PLAY............................................................................................................ 58
Para ver a tela PART MIXER .................................................................................................................. 58
Funções na tela PERFORMANCE PLAY/MIXER............................................................................... 58
Escolha a Performance............................................................................................................................. 59
Uso da tela PLAY ..................................................................................................................................... 60
Combinando sons para tocar em camadas (Layer) ............................................................................. 60
Tocando diferentes sons em diferentes áreas do teclado (Split)........................................................ 61
Uso da tela MIXER ................................................................................................................................... 62

Criação de Performances.....................................................................63
Ajuste de Parâmetros de cada parte ...................................................................................................... 63
Alterando ajustes de patch endereçado a uma parte .......................................................................... 63
Registro das performance criadas (Write) ............................................................................................ 63
Funções de parâmetros de cada parte (parâmetros Performance).................................................... 64
Ajustes MIDI ............................................................................................................................................. 67
Ajustes de D Beam.................................................................................................................................... 68

Modificando o som em tempo real......................................................69


Controle D Beam ...................................................................................................................................... 69
Pedal de controle (Control Pedal) .......................................................................................................... 72

Tocando arpejos (Arpeggios) ..............................................................73


Sobre os arpejos ........................................................................................................................................ 73
Tocando Arpejos....................................................................................................................................... 73
Ajustes do arpejo ...................................................................................................................................... 74
Criando estilos de arpejo (Arpeggio Style Edit) .................................................................................. 75
Registro dos estilos criados (Write) ....................................................................................................... 76

Uso da função de memória de acordes ..............................................77


Sobre a memória de acordes ................................................................................................................... 77
Tocando com a função de memória de acordes................................................................................... 77
Crie formas de acorde pessoais .............................................................................................................. 78
Registro da forma de acorde que você criar (Write) ........................................................................... 78

Tocando ritmos .....................................................................................79


Sobre padrões de ritmo............................................................................................................................ 79
Uso de grupos de ritmo
(Rhythm Groups)...................................................................................................................................... 79
Tocando ritmos ......................................................................................................................................... 79
Ajustes de padrões de ritmo (Rhythm Pattern) ................................................................................... 80
Criação de padrão de ritmo (Rhythm Pattern Edit) ............................................................................ 81
Registro do padrão criado (Write) ......................................................................................................... 81
Criação de um grupo de ritmos (Rhythm Group Edit) ...................................................................... 82
Registro do grupo de ritmo criado (Write)........................................................................................... 82

Criando listas de Patches, Performances, ou Songs de uso frequente


(Live Setting) .........................................................................................83
Recuperando os sons................................................................................................................................ 83
Registro do som ........................................................................................................................................ 83
Registro de música ................................................................................................................................... 83
Eliminando um registro........................................................................................................................... 83
Eliminando todos os registros de um banco ........................................................................................ 83

Reprodução de músicas (Song) ..........................................................84


Carregar e tocar músicas (Load Play).................................................................................................... 84
Tocando tracks MIDI imediatamente (Quick Play)............................................................................. 84
Várias formas de reprodução ................................................................................................................. 85

Gravando uma música (Track MIDI)....................................................87


Antes de gravar os tracks MIDI.............................................................................................................. 87

7
Gravando o que é tocado (Realtime Recording) .................................................................................. 88
Indicando os dados um a um (Step Recording)................................................................................... 92

Edição de música (MIDI Track) ............................................................94


Carregando a música a editar................................................................................................................. 94
Edição de dados em um trecho indicado (Track Edit)........................................................................ 97
Edição de dados individualmente (Micro Edit)................................................................................... 99
Escrevendo o nome da música (Song Name) ..................................................................................... 103

Gravando uma música (Audio Track) ...............................................104


Antes da gravação de áudio pelo conector AUDIO INPUT ............................................................ 104
Regravando o Track de áudio (SOLO/RE-SAMPLING)................................................................. 105
Combinando diversos tracks de áudio em um (AUDIO MERGE) ................................................. 106

Edição de música (Audio Track) .......................................................108


Itens da tela AUDIO TRACK................................................................................................................ 108
Edição tracks de áudio (tela AUDIO TRACK) ................................................................................... 108
Itens da tela AUDIO MIXER................................................................................................................. 111
Controle de tracks de áudio (tela AUDIO MIXER) ........................................................................... 111

Registro/carregamento de música (Save/Load)...............................113


Registro da música (Save) ..................................................................................................................... 113
Registro da música em arquivo SMF (Save as SMF) ......................................................................... 114
Carregamento de música (Load).......................................................................................................... 115

Edição de frase de áudio (Sample) ...................................................117


Lista de amostras (Sample List)............................................................................................................ 117
Edição de amostras (Sample Edit) ....................................................................................................... 119
Registro da amostra (Write).................................................................................................................. 124

Acrescentando efeitos .......................................................................125


Ligando/desligando efeitos.................................................................................................................. 125
Para fazer ajustes em efeitos ................................................................................................................ 125
Aplicando efeitos no modo Patch ........................................................................................................ 126
Aplicando efeitos no modo Performance ........................................................................................... 127
Ajustes de múlti-efeitos (MFX1–3)....................................................................................................... 129
Controle de ajustes de múlti-efeitos (MFX Control) ......................................................................... 129
Escolha a estrutura de múlti-efeitos (MFX Structure)....................................................................... 130
Parâmetros de múlti-efeitos .................................................................................................................. 131
Fazendo ajustes em chorus ................................................................................................................... 154
Ajustes de Reverb ................................................................................................................................... 155
Efeito de masterização (Mastering) ..................................................................................................... 156

Ajustes comuns a todos os modos (Função System) ....................157


Como fazer ajustes “System”................................................................................................................ 157
Registro das alterações de ajustes do sistema (System Write) ......................................................... 157
Informações do sistema ......................................................................................................................... 157
Funções de parâmetros do sistema ...................................................................................................... 158

Funções de controle de dados/


Recuperando ajustes de fábrica (Factory Reset) ............................164
Cópia de segurança de dados User (User Backup) ........................................................................... 164
Retorno de dados User do backup (User Restore) ............................................................................ 164
Ajustes de fábrica (Factory Reset) ........................................................................................................ 164
Inicialização de cartão de memória (Card Format) ........................................................................... 164

Funções relacionadas a arquivos (File Utility).................................165


Procedimento básico .............................................................................................................................. 165
Cópia de arquivo (Copy)....................................................................................................................... 166
Eliminando um arquivo (Delete) ......................................................................................................... 166
Deslocamento do arquivo (Move)........................................................................................................ 166
Inicializando o cartão de memória (Card Format) ............................................................................ 166

8
Conexão ao computador por USB ....................................................167
Sobre as funções USB ............................................................................................................................. 167
Escolha o modo do USB......................................................................................................................... 167
Transferência de arquivos de/para o computador (Storage Mode) ............................................... 167
Comunicação MIDI com o computador (MIDI Mode) ..................................................................... 169

Uso do programa JUNO-G Editor/Librarian .....................................170


Instalando o JUNO-G Editor/Librarian no computador ................................................................. 170
Fazendo as conexões .............................................................................................................................. 170
Sobre o modo PC .................................................................................................................................... 170
Necessidades do sistema no uso do JUNO-G Editor/Librarian ..................................................... 170

Sobre o V-LINK....................................................................................172
O que é o V-LINK? ................................................................................................................................. 172
Exemplo de conexão .............................................................................................................................. 172
Ligando/desligando V-LINK .............................................................................................................. 172
Ajustes do V-LINK (V-LINK SETUP)................................................................................................. 173

Instalação de placas de expansão ....................................................174


Cuidados na instalação de placas de expansão ................................................................................. 174
Como instalar placas de expansão ....................................................................................................... 174
Verificando a instalação de placas de expansão ................................................................................ 175

Expansão da memória........................................................................176
Cuidados na instalação de memória.................................................................................................... 176
Como fazer a instalação......................................................................................................................... 176
Verificando se a instalação está correta............................................................................................... 177

Uso de cartão de memória .................................................................178


Antes de usar um cartão de memória.................................................................................................. 178
Registro de dados no cartão.................................................................................................................. 178
Instalando o protetor PC Card ............................................................................................................. 178

Solução de problemas........................................................................179
Mensagens de erro .............................................................................186
Lista de Performances .......................................................................187
Lista de Patches..................................................................................188
Lista de sets de ritmo .........................................................................193
Lista de formas de onda.....................................................................202
Lista de estilos de arpejo ...................................................................205
Lista de grupos de ritmo ....................................................................206
Lista de padrões de ritmo ..................................................................207
Sobre o MIDI ........................................................................................209
Implementação MIDI ...........................................................................210
Tabela de implementação MIDI..........................................................241
Especificações ....................................................................................243
Índice....................................................................................................244

9
Recursos principais
O JUNO-G é um sintetizador de alta qualidade, com sons e Funcionalidade e versatilidade no controle do
funcionalidade profissional. Possui a última palavra em gerador de
som, ampla variedade de efeitos e um gravador de áudio, tudo isto
som
combinado em um instrumento de uso fácil. Os recursos listados Além do controle D Beam, o JUNO-G tem diversos outros controles,
abaixo fazem o JUNO-G uma excelente opção para qualquer estilo como botões de modificação do som, conector para pedal pedal com
musical, em diversas aplicações, por exemplo, para composição e reconhecimento de acionamento intermediário. O JUNO-G permite
arranjo. controle completo do som no palco.

Última palavra em gerador de som, com 128 Recursos de interfaces externas


vozes de polifonia O conector USB permite transferência de dados e comunicação USB-
MIDI, e o uso pode ser escolhido. E o slot para cartão permite o uso
O JUNO-G tem 128 vozes de polifonia, o padrão para a nova época.
de cartão SmartMedia ou CompactFlash com o uso de um adaptador
Você pode tocar sons em camada, e gravar diversos tracks usando o
comercial. O cartão pode armazenar até 1 GB de dados (no uso de
gravador interno.
CompactFlash).

Permite o uso de placas de expansão Acompanha o programa “JUNO-G Editor/


Além dos diversos patches selecionados, de alta qualidade que estão
na memória do JUNO-G, pode-se instalar placas de expansão com
Librarian”
mais formas de onda. Dependendo de suas necessidades e estilo O programa editor/librarian permite programar e administrar os
musical, você pode escolher placas de expansão profissionais, da sons do JUNO-G na tela ampla de um computador.
coleção Roland SRX.
Funcionalidade V-LINK
Gravador de áudio estéreo V-LINK é um sistema para sincronismo de música com imagem de
O gravador interno tem track de áudio (estéreo) e tracks MIDI (16 vídeo, que permite ampliar os recursos para uso ao vivo.
partes). Isto permite que você crie músicas com áudio, gravando por Usando o JUNO-G conectado a um equipamento de vídeo V-LINK
exemplo um cantor ou guitarrista, junto com o que é produzido pelo (Edirol motion dive.tokyo Performance, DV-7PR, PR-50, ou V-4),
gerador de som interno. você poderá controlar imagens usando os mesmos procedimentos
Os tracks MIDI permitem gravar em alta resolução usando até 16 que usa para tocar músicas no JUNO-G.
partes (MIDI), usando recursos como gravação em loop, de forma a
poder gravar sem interromper o pensamento criativo. Compatibilidade General MIDI/GM2
O track de áudio tem 4 MB de memória (grava 23,5 segundos de O JUNO-G é compatível com General MIDI/GM2, e permite a
gravação estéreo). Você pode acrescentar memória DIMM (até 512 reprodução de músicas com os logotipos de General MIDI/GM2
MB) aumentando o tempo máximo de gravação para 51 minutos (músicas General MIDI).
(estéreo). Além do áudio gravado no JUNO-G, você pode importar
arquivos de áudio (formato WAV ou AIFF) de um computador, para
uso no track de áudio.

Função de ajustes para uso ao vivo (Live


Setting)
A função “Live Setting” permite memorizar e recuperar ajustes ao
vivo, garantindo que sua apresentação não tenha interrupções.

Função “Sample Patch”


Esta função permite usar frases de áudio dos tracks de áudio para
que sejam tocadas no teclado, como se fossem patches ou sets de
ritmo.

Efeitos completos, incluindo masterização


O JUNO-G tem três processadores de múlti efeitos (78 tipos de
efeitos), mais processadores independentes de chorus e reverb.
Existe também um efeito de masterização, que permite fazer o
acabamento das produções, fazendo com que o som do CD-master a
ser produzido tenha impacto e qualidade de áudio.

10
Descrição do painel

Painel frontal
fig.Front

1 3 4 8 9
2 5 6 7

10

[TRANSPOSE]
1 D BEAM Mantendo pressionado [TRANSPOSE] e pressionando [+] [-], você
Liga/desliga a função D Beam. Você controla o som, ou aplica sobe ou desce a afinação do teclado, em passos de semitons (p. 29).
efeitos, com movimentos da mão (p. 69).
OCTAVE [UP] [DOWN]
[SOLO SYNTH] Transposição da afinação do teclado em passos de uma oitava (p.
Toque o JUNO-G como um sintetizador monofônico (p. 70). 28).

[ACTIVE EXPRESS]
Toque o JUNO-G com expressão ativa (p. 71). 4 EDIT

[ASSIGNABLE] [PATCH]
Você pode endereçar parâmetros e funções para o D Beam e Para edições de patches (p. 30).
modificar o som em tempo real (p. 71).
[EFFECTS]
* Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione um botão correspondente Permite fazer ajustes (edições) em efeitos (p. 125).
para ver a tela de ajustes do D BEAM.
[MENU]
2 Abre telas de MENU. O menu apresentado vai depender do modo
em que você estiver.
Botão VOLUME
[SONG]
Ajuste o volume geral das saídas OUTPUT A (MIX) e PHONES (p.
Pressione este botão para edição de música ou tracks MIDI. Este
15).
botão é acionado para alternar entre as telas “Song Edit” e a tela
[V-LINK] “Song List” (p. 84, p. 87, p. 94).
Liga/ desliga a função V-LINK (p. 172).
[AUDIO]
Pressione este botão para ver a tela de ajustes de V-LINK.
Este botão abre a tela “Sample Edit.” E este botão é acionado para se
alternar entre as telas “Sample Edit” e “Sample List” (p. 117).
3 MODE
[WRITE]
[PATCH] Permite fazer registro dos ajustes na memória interna ou em cartão
Ativa o modo Patch (p. 25). de memória (p. 32, p. 51, p. 63, p. 76, p. 78, p. 124).

[PERFORM]
Veja a tela Play do modo Performance (p. 58).
5
[LIVE SETTING] [ARPEGGIO]
Veja a tela LIVE SETTING (p. 83). Liga/desliga a função “ARPEGGIO.” A tela de ajustes de arpejos é
apresentada quando o arpejo é ligado (p. 73).
[USB]
[CHORD MEMORY]
Veja a tela de escolha da função USB (p. 167).
Liga/desliga a função CHORD MEMORY. A tela de ajustes da
[PART MIXER] função de memória de acordes é apresentada ao ligar a função (p.
Veja a tela Mixer do modo Performance (p. 58). 77).

[AUDITION]
Mantenha pressionado este botão para escutar o som corrente (p. 28).
6
Display
O display apresenta informações sobre os procedimentos.

11
Descrição do painel

[RHYTHM PATTERN] [STOP]


Este botão abre a tela de reproduções de padrões de ritmo (Rhythm Interrompe reprodução ou gravação de música.
Pattern) (p. 79).
[PLAY]
[PART SELECT/TONE SW/SEL] Ativa reprodução ou gravação de música.
Ao pressionar este botão para que acenda, os botões de categoria * Estando parado, mantenha pressionado [SHIFT] e Pressione [PLAY]
podem: selecionar parte, ou ligar/desligar, tones, ou selecionar para atualização do MIDI (MIDI Update, p. 86).
tones.
[REC]
[RHYTHM]–[BASS] Apresenta a tela de espera de gravação (p. 88, p. 92, p. 105).
Botões de categorias e grupos (apenas no modo Patch). Pressione este botão durante a gravação de um track MIDI, e a
Botões de funções função de ensaio (Rehearsal) é ativada (p. 92).
([F1 (KBD/ORG)]–[F6 (VOCAL/PAD)])
Esta linha de seis botões abaixo do display é usada para diversos 9 SOUND MODIFY
procedimentos durante edições, e outros controles. As funções Gire estes botões para ajustar o timbre do som, ou editar parâmetros
destes botões serão indicadas na tela que estiver apresentada (p. 23). em tempo real.
Pressionando o botão da esquerda dos botões 1–4 a iluminação
7 muda, alterando a função dos botões 1–4 (p. 30).
* No modo “performance,” este botão fica sem função.
Dial VALUE
Usado para alterar valores. Mantenha pressionado [SHIFT] ao girar
Os botões CUTOFF e RESONANCE são dedicados para os controles
o dial VALUE, e o valor muda em passos maiores (p. 24).
de “Cutoff Frequency” e “Resonance” (p. 30).
[DEC], [INC]
Estes botões também são para modificar valores. Mantenha 10
pressionado um e pressione o outro para acelerar a mudança;
pressione um destes botões enquanto pressiona [SHIFT], e o passo Alavanca Pitch Bend/Modulation
da mudança fica maior (p. 24). Esta alavanca permite controlar a afinação, ou aplicar vibrato ao som
(p. 16).
[ ], [ ], [ ], [ ]
Move o cursor para cima, para baixo, esquerda ou direita (p. 24).

[SHIFT]
Este botão é usado com outros botões para permitir diversas funções.

[EXIT]
Volta para a tela anterior, ou fecha a janela corrente. Em alguns
casos, o procedimento em andamento é cancelado.

[ENTER]
Use este botão para confirmar um procedimento.

8 SONG RECORDER
[AUDIO TRACK]
Este botão leva para a tela “Audio Track” (p. 104, p. 108).

[TEMPO]
Permite fazer ajustes de andamento (BPM) (p. 73, p. 79, p. 85, p. 88).

[LOOP]
Liga/desliga a função Loop Play. A tela de ajustes do “loop” é
apresentada quando a função é ligada (p. 86, p. 95).

Controle deslizante AUDIO IN


Ajusta a intensidade do sinal recebido em AUDIO INPUT. Mantenha
pressionado [SHIFT] ao mover o controle, e a tela Input Setting é
apresentada (p. 104).

Controles deslizantes TRACK A1–A4


Estes controles ajustam os volumes de cada track de áudio (estéreo).

[BWD], [FWD]
Move a posição da música para compasso anterior ou seguinte (p.
85).
* Com a reprodução parada, mantenha pressionado [STOP] e pressione
[BWD] para voltar ao começo da música. Pressionado durante a
reprodução, você volta ao começo da música e a música é interrompida.

12
Descrição do painel

Painel traseiro
fig.Rear

1 2 3 4 5

Conectores AUDIO INPUT (L (MONO)/MIC, R)


1 Para entrada de sinal de áudio estéreo (L/R) a partir de aparelho
externo. Para entrada de sinal mono, faça a conexão apenas em
Botão LCD CONTRAST
L(MONO). Para conexão de microfone, use o conector L.
Ajusta o contraste do display do painel superior. 926a

* Se o cabo de conexão tem resistor, o volume que chega em AUDIO


Conector USB
INPUT fica baixo. Use cabos sem resistores, como os cabos Roland
Permite usar um cabo USB conectando o JUNO-G a um computador PCS.
(p. 167, p. 170).
Conectores OUTPUT A (MIX) (L (MONO)/1, R/2)
2 Estas são saídas de sinal de áudio para conexão em amplificador ou
mixer estéreo. Para saída mono, use apenas o conector L (p. 14).
Slot PC CARD * Você pode usar estes outputs com sinais independentes.
A cartão de memória pode ser inserido aqui (p. 178).
930 Conectores OUTPUT B (L/3, R/4)
* Nunca insira ou retire o cartão de memória com o aparelho ligado para Conectores para saída de sinal para amplificador ou mixer em
não corromper os dados do cartão da memória ou do aparelho. estéreo.
931
* Você pode usar estes outputs com sinais independentes.
* Insira o cartão com cuidado até o fim—até encaixar na posição.
Conector PHONES
3 Para conexão de fone de ouvido (vendido separadamente) (p. 14).

Conectores MIDI (OUT, IN) 5


Estes conectores permite conexões com aparelhos MIDI externos,
com o uso de cabos MIDI, para recepção e transmissão de dados Trava do cabo de força
MIDI. Prenda aqui o cabo do adaptador AC (p. 14).
Conector CONTROL PEDAL Conector DC IN
Conecte um pedal de expressão opcional (EV-5, etc.) aqui. Você Conecte aqui o plug do adaptador AC (p. 14).
escolhe a função do pedal, e pode modificar o som ou realizar outros Use apenas o adaptador AC Roland fornecido.
controles com o uso do pedal. Você também pode usar um pedal de
contato opcional (DP etc.) para sustentação do som (p. 16). Chave POWER ON
925
Pressione para ligar/desligar o aparelho (p. 15).
* Use apenas o pedal de expressão recomendado (EV-5; vendido
separadamente). Conectando outro pedal de expressão, existe risco de Terminal de aterramento
dano e/ou mal funcionamento. 927
Dependendo de sua montagem e condições de uso, pode ocorrer
Conector HOLD PEDAL uma sensação de desconforto ao tocar as partes metálicas deste
Um pedal de contato opcional (DP etc.) pode ser conectado aqui aparelho ou de um microfone conectado. Isto acontece quando
para uso como pedal hold (p. 16). Ação de meio pedal também é cargas elétricas infinitesimais estão presentes, e não oferece qualquer
recebida. Se for conectado um pedal de expressão (DP-8/10), você risco. Caso você conecte um aterramento, este efeito desaparece, mas
pode usar o pedal com um controle mais fino nos sons de piano. pode ocorrer um ruído discreto, dependendo das condições da
instalação. Se tiver dúvidas sobre esta questão procure o Serviço
4 Autorizado Roland, ou um Distribuidor Autorizado Roland.

Locais INCORRETOS para conexão de aterramento:


Botão AUDIO INPUT LEVEL • Canos de água (pode causar eletrocussão)
Este botão ajusta o volume do som que chega em AUDIO INPUT.
• Canos de gás (pode causar fogo e explosão)
Use este botão para reduzir o sinal se o ajuste no controle AUDIO IN
do painel não foi suficiente para evitar distorção, ou se o ajuste • Linhas telefônicas ou de para-raios (risco no caso de raios)
máximo do controle do painel não foi suficiente para produzir um
sinal com a intensidade desejada (p. 104).

13
Preparação

Conexões
Como o JUNO-G não tem amplificação ou alto falantes, é preciso conectar a um equipamento de áudio, como um amplificador de teclado, um
sistema de monitoração, um aparelho de som, ou fones de ouvido, para se ouvir o som.
Para aproveitar os recursos do JUNO-G, use amplificação estéreo. Se o seu sistema for mono, faça as conexões no OUTPUT A (MIX) L (MONO) do
JUNO-G.
* O JUNO-G é fornecido sem os cabos de áudio, que precisam ser providenciados.
921

Para evitar mal funcionamento ou danos em alto falantes e outros componentes, reduza os volumes ao mínimo e desligue todos os aparelhos
antes de fazer conexões.
fig.Conecte.e

Tomada

Adaptador C

Fone de ouvido

Mixer etc. Monitor


(amplificado)

Amplificador
924

Para evitar desconexão acidental da alimentação, e evitar forçar o plug do adaptador AC, prenda o cabo na trava, como mostra a figura.

14
Preparação

Ligando/desligando o aparelho Ajuste do contraste do display


941 (LCD Contrast)
* Depois de fazer as conexões (p. 14), ligue os aparelhos na ordem
indicada. Usando outra ordem, existe risco de dano em alto falantes e O que é visto no display pode ser afetado pelo ângulo de visão ou
outros componentes. iluminação, e a imagem pode variar com o uso prolongado. Este
ajuste, feito com o botão LCD CONTRAST do painel traseiro permite
1. Antes de ligar o JUNO-G verifique duas coisas: ajustar a qualidade da imagem.
• Todos os aparelhos estão corretamente conectados?
• O controle de volume do JUNO-G e demais aparelhos estão no
ajuste mínimo? Escutando músicas demo
2. Ligue a chave POWER do painel traseiro do JUNO-G. As músicas interna mostram os recursos e sons e efeitos do JUNO-G
942

* Um circuito de proteção atrasa o funcionamento por alguns segundos, 1. Pressione EDIT [MENU] abrindo a janela “Top Menu.”
depois o aparelho funciona normalmente. fig.TopMenu

* Para funcionamento correto da alavanca pitch bend, não toque a


alavanca enquanto o JUNO-G estiver ligando.

2. Pressione [ ][ ] indicando “7. Demo Play.”


Deixe solto! fig.DemoPlay

3. Ligue o aparelho de áudio externo.

4. Enquanto toca o teclado, aumente lentamente o volume do


JUNO-G e do sistema de amplificação.
fig.Volume

3. Pressione [ENTER].
A tela DEMO MENU é apresentada.

4. Gire o dial VALUE ou use [INC] [DEC] indicando uma


música.

5. Pressione [ENTER] para ativar a reprodução.


A reprodução é interrompida ao final da música.
Caso você pressione [F6 (PLAY ALL)], todas as músicas tocam
sucessivamente, começando da primeira.
* Pressione [EXIT] ou [STOP] para interromper a música demo.

Para desligar 6. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.

1. Antes de desligar, considere duas questões:


Para nomes das músicas e informações de copyright, veja o
• O controle de volume do JUNO-G e demais aparelhos estão no
display do JUNO-G.
ajuste mínimo?
981a
• Foi feito o registro de sons ou edições do JUNO-G? * Todos os direitos reservados. Uso para propósitos que não a escuta
pessoal e privada é uma violação da lei.
2. Desligue os aparelhos de áudio conectados. 982
* Dados destas músicas não são transmitidos no MIDI OUT.
3. Desligue a chave POWER do JUNO-G.

Na reprodução de músicas demo, qualquer edição patch ou


performance é perdida, caso não tenha sido registrada na
memória.

15
Vários recursos para tocar
Velocity Pedal “Hold”
A informação de “velocity”—a intensidade do golpe nas teclas— Se um pedal de contato opcional (DP) estiver conectado em PEDAL
pode alterar o volume ou timbre do som. HOLD, pressione o pedal para a sustentação das notas que
estiverem tocando, mesmo após soltar as teclas.
Alavanca Pitch Bend/Modulation
fig.HolPdl

Enquanto se toca o teclado, mova a alavanca para a esquerda


reduzindo a afinação, ou para a direita subindo a afinação (pitch
bend). Aplique vibrato afastando a alavanca de você (modulation).
Você pode mover para os lados e afastar ao mesmo tempo, aplicando
os dois efeitos.
fig.Bender.e

Pitch Bend Modulation Pedal “Control”


Se um pedal de expressão opcional ou pedal de contato (EV-5, DP)
Octave Shift - Mudança de oitava estiver conectado em PEDAL CONTROL, você pode usar o pedal
Você pode mudar a afinação do teclado em passos de oitavas até +/- para controle do volume ou outras funções.
fig.CtrlPdl

3 oitavas.
• Na seção MODE, use OCTAVE [DOWN] [UP] para ajustar a
mudança da afinação em oitavas.
• Se quiser voltar para a afinação original, pressione ambos os
botões ao mesmo tempo.

d
Transpose Rolan

Você pode transpor a afinação do teclado em passos de semitons,


entre G–F# (-5– +6 semitons).
• Mantenha pressionado MODE [TRANSPOSE] e use [-] [+] para
ajustar a transposição. VER:
• Se quiser voltar para a afinação original, mantenha pressionado Para detalhes de ajuste de pedais, veja Ajustes do pedal de
[TRANSPOSE] e pressione ambos os botões ao mesmo tempo. controle (Control Pedal) (p. 72).
925

Os ajustes de Octave Shift e Transpose são conservados quando


você indica outro patches ou performances. Use apenas o pedal de expressão recomendado ou pedal de
contato (EV-5, DP; vendido separadamente). Conectando outro
pedal de expressão, existe risco de dano e/ou mal
funcionamento.

16
Vista geral do JUNO-G

Como o JUNO-G está organizado Classificação de tipos de som do JUNO-G


No uso do JUNO-G, você vai encontrar diferentes categorias para
Estrutura básica tocar ao trabalhar com sons. Veja abaixo a explicação de cada
categoria sonora.
De forma geral, o JUNO-G pode ser dividido na seção de controle,
no gerador de som e no gravador de músicas.
fig.BasicStruct.e
Tones
Input de audio
No JUNO-G, os tones são a menor unidade de som. O tone não pode
ser tocado diretamente. O patch é a unidade de som que pode ser
tocada, e o tone é o bloco sonoro na construção do patch.
Sample Track do fig.Tone.e

gravador
de audio
Gravador Tone LFO 1 LFO 2
Playback
Track audio Sample
Resample
Gerador de
Track MIDI
som

Gravar Tocar
WG TVF TVA

Controlador (teclado, alavanca pitch bend, etc.)


Envelope Envelope Envelope
Pitch TVF TVA
Controlador
Esta seção contém o teclado, a alavanca pitch bend/modulation, sinal de audio sinal de controle
botões e controles do painel, e o controle D Beam. Inclui ainda pedais
que sejam conectados ao painel traseiro. As informações do que é Tones são formados por cinco componentes:
tocado, quando é tocado, acionamento de pedais, etc, é convertido
em mensagens MIDI e mandado para o gerador de som, gravador e/ WG (Gerador de forma de ondas —Wave Generator)
ou aparelhos MIDI externos. Escolha uma forma de onda PCM como base do som, e ajuste como a
afinação do som varia.
Gerador de som O JUNO-G tem 1267 formas de onda. Todos os patches internos do
A seção do gerador de som recebe mensagens MIDI do controlador, JUNO-G são combinações de tones criados com estas formas de
do gravador e/ou de aparelho MIDI externo, gerando o som de onda.
acordo com as mensagens MIDI recebidas. Este som sai pelos * São usados quatro geradores de onda em cada tone de ritmo (som de
conectores Output, e para o fone de ouvido. instrumento de percussão).

Gravador TVF (Time Variant Filter)


O gravador contém os tracks MIDI que grava o que acontece no Ajuste como o espectro de freqüências do som varia.
controlador e mensagens MIDI recebidas de aparelhos externos, e o
track de áudio, que grava som, e permite disparar frases prontas TVA (Time Variant Amplifier)
(samples). Os dados MIDI do gravador são mandados para o Ajuste as variações do volume e sua posição no estéreo.
gerador de som na reprodução. As mensagens MIDI gravadas em
tracks MIDI podem ser mandadas para o conector MIDI OUT para Envelope
controle de aparelhos MIDI externos. O envelope (ou envoltória) determina a variação do som ao longo do
tempo. São quatro envelopes: um para afinação (Pitch), um para o
Track de gravação de áudio filtro do timbre (TVF), e um para volume (TVA). Por exemplo: para
O track de áudio permite a captura de sons de um CD player ou de ajuste do ataque ou decaimento do som é usado o envelope TVA.
um microfone conectado ao input. A gravação é chamada também
de amostra, ou sample. Esta amostra pode ser usada da mesma LFO (oscilador de baixa freqüência)
forma que uma forma de onda do gerador de som. Você também Use o LFO para criar variações cíclicas (modulação) do som. O
pode gravar sons do gerador interno para usar como amostra. JUNO-G tem dois LFOs. Você pode usar o LFO para aplicar um
O JUNO-G pode carregar arquivos WAV ou AIFF a partir de um efeito em WG (afinação), TVF (filtro), ou TVA (volume). Aplicando o
computador, pela conexão USB. LFO em WG (afinação), é produzido o vibrato. Aplicando o LFO no
TVF (timbre), é produzido o efeito Wha. Aplicando o LFO no TVA
(volume), é produzido o tremolo.
* LFO não está presente para tones de ritmo (som de instrumento de
percussão).

17
Vista geral do JUNO-G

Patches Use a tela MIXER se quiser fazer “mixagem” e ajustar pan e volume
em cada uma das 16 partes, individualmente. Como o gerador de
Patches são as configurações sonoras que são tocadas. Cada patch
som do JUNO-G pode controlar ao mesmo tempo o som de diversos
combina até quatro tones. A escolha de como estes tones são
instrumentos, ele é chamado de gerador de som multi timbral.
combinados é feita no parâmetro “Structure Type” (p. 35). fig.Performance.e

fig.Patch.e

Patch Performance
LAYER/SPLIT
MIXER
Tone 4 Parte 16
Tone 3
Tone 2
Tone 1 LFO 1 LFO 2

Parte 1

Patch/
Rhythm Set
WG TVF TVA

Pitch TVF TVA


Envelope Envelope Envelope
Parte
No JUNO-G, uma “parte” é um local para o qual você escolhe um
patch ou set de ritmo. No modo patch, você pode usar patches ou
Rhythm Sets (sets de ritmo) sets de ritmo para serem tocados no teclado. No modo perfomance,
Os sets de ritmo são conjuntos de som de instrumento de percussão. são usadas 16 partes, e você escolhe o patch ou set de ritmo a ser
Como instrumentos de percussão não costumam tocar melodias, não usado em cada parte.
é necessário que ele ocupe a escala do teclado, mas é importante ter
uma grande variedade de instrumentos para serem usados ao
mesmo tempo. Por isso, cada tecla (número de nota) do set de ritmo
produz som de instrumentos diferentes.
fig.RhythmSet.e

Set de ritmo

nota 98 (D7)
nota 97 (C#7)

nota 36 (C2)
nota 35 (B1)
Tone de ritmo (som de percussivo)
WG TVF TVA

Pitch TVF TVA


Envelope Envelope Envelope

Cada som de percussão (tone de percussão) tem quatro elementos.


(Para detalhes, veja a explicação de “Tones.”)
• WG (Wave Generator): 1–4
• TVF (Time Variant Filter)
• TVA (Time Variant Amplifier)
• Envelope

Performances
A “performance” agrupa a opção de patches e sets de ritmo em cada
uma das 16 partes que podem ser usadas simultaneamente.
A Performance do JUNO-G é controlada em duas telas; a tela Play e
a tela Part Mixer (p. 58).
Use a tela PLAY para tocar dois ou mais patches ao mesmo tempo
(Layer) ou tocar diferentes patches em áreas separadas do teclado
(Split).

18
Vista geral do JUNO-G

Sobre a polifonia simultânea Sobre a memória


O JUNO-G pode produzir 128 vozes ao mesmo tempo. Nos Ajustes de patch e performance ficam registrados na memória. Este
parágrafos a seguir vamos discutir o que isto significa, e o que aparelho tem três tipos de memória: temporária, programável e
acontece quando mais de 128 sons são solicitados ao mesmo tempo permanente.
fig.04-006.e

do JUNO-G.
JUNO-G
Preset (PRST)
Calculando o número de vozes em uso Rhythm Set System
O JUNO-G toca até 128 vozes simultâneas. Estas polifonia não é o 36

número de patches que pode ser tocado (é o número de formas de Performance


64
onda), e por isso o número de notas que pode ser produzido varia User (USER)
Preset F (PR-F)
com o número de tones usados nos patches, e o número de formas
Preset E (PR-E)
de onda usado nos tones. Veja como calcular o número de vozes Patch
Preset D (PR-D) 256
usadas no patch que é tocado.
(Número de patches tocados) x (Número de tones usado no Preset C (PR-C) Rhythm Set
GM (GM2)
patch tocado) x (Número de formas de onda usados no tones) Preset B (PR-B) 32
Patch
Por exemplo, um patch que usa quatro tones, e que cada tone usa Preset A (PR-A) 256
Performance
duas formas de onda, usa oito vozes para cada nota. Ao tocar no Patch Rhythm Set 64
128 9
modo Performance, o número de sons de cada parte deve ser
considerado para saber o número de vozes usados em todas as
Select Select * 1 Select Write
partes.

Prioridade no modo patch


Quando mais de 128 vozes são solicitadas para o gerador de som do
JUNO-G, as notas que já estiverem tocando são interrompidas para
as novas notas tocarem. As notas com menor prioridade são
Select Write Select
desligadas primeiro. A ordem da prioridade é escolhida no ajuste de
“Patch Priority” (p. 34).
A opção em “Patch Priority” pode ser de última nota (“LAST”) ou de
nota mais intensa (“LOUDEST”). Na opção “LAST” quando se CARD Slot
EXP Slot
ultrapassa o limite de 128, a nota que está tocando a mais tempo é Patch
interrompida. Na opção “LOUDEST” a nota de menor volume é Patch 256

desligada. Normalmente é usada a opção “LAST.” Rhythm Set


Rhythm Set 32
Performance
Prioridade no modo performance 64

Como no modo performance é para usado para tocar diversos


patches, é importante escolher as partes que tem prioridade. Para
isso é usado o ajuste de “Voice Reserve” (p. 66). Quando a nota de
um patch precisa ser desligada para novas notas tocarem, o ajuste de
Patch Priority é usado, dentro do patch (p. 34).
Memória temporária
Voice Reserve
A função de reserva de vozes do JUNO-G permite determinar o Área temporária
número mínimo de vozes que fica garantido em cada parte. Por Esta é a área que conserva os dados do patch ou performance
exemplo ajustando Voice Reserve em “10” na parte 16, esta parte vai escolhido no painel.
sempre ser capaz de produzir 10 notas, mesmo que mais que 128 O som produzido pelo gerador de som usa as informações desta
notas sejam solicitadas do gerador de som. Ao fazer ajustes em Voice área. Ao editar um patch ou performance, você não altera o dado
Reserve, considere o número de tones usado no patch da parte (p. armazenado, mas a cópia deste dado que fica nesta área temporária.
66).
Os ajustes feitos nesta memória são temporário, e são perdidos
Não se pode fazer ajustes de Voice Reserve que resulte em uma soma quando você desliga o aparelho ou escolhe outro patch/
total superior a 64 vozes para todas as partes. performance. Se quiser conservar os ajustes, faça o registro (write)
em uma memória programável.

19
Vista geral do JUNO-G

Reverb
Memória programável (Rewritable) Reverb simula espaços acústicos, como salas ou teatros. São
oferecidas cinco opções, escolha o mais adequado em cada caso.

Memória do sistema (System)


Efeito de masterização
A memória do sistema armazena ajustes do funcionamento do
Este é um efeito compressor (limiter) estéreo, aplicado na saída final
JUNO-G.
(output) do JUNO-G. Tem ajustes independentes para agudos
médios e graves. Separando agudos médios e graves, comprime o
Memória User som que ultrapassa o valor indicador, produzindo um volume
A memória user armazena patches, performances, samples, e consistente.
performance do usuário.

Cartão de memória Funcionamento do efeitos em cada modo


Você pode usar um cartão de memória para armazenar patches,
performances, samples, e performance, da mesma forma que a No modo Patch
memória user. Múlti-efeitos podem ser usados individualmente em cada patch e
rhythm set. Chorus e reverb são compartilhados entre patches e
rhythm sets; o mesmo efeito é usado em todos os tone. Ajuste a
Memória permanente intensidade do sinal mandado para cada efeito (Send Level) para
controle do efeito aplicado em cada tone.
Memória preset
fig.FXinPatch

Patch
Dados da memória preset não podem ser reprogramados. Mas estes
dados podem ser passados para a área temporária, modificados e TONE Multi efeito
guardados na memória programável (exceto GM2).
Chorus

Placas de expansão (SRX Series) Reverb

O JUNO-G pode usar placas de expansão (SRX; vendido


separadamente). Placas de expansão contém dados de formas de
* Em cada parte, você endereça um Patch ou Rhythm Set.
onda, patches e rhythm sets que usam estas formas de onda, que
podem ser copiadas para a área temporária e tocadas.
No modo Performance
Os múlti-efeitos, chorus e reverb são ajustados individualmente em
Sobre os efeitos internos cada performance. A intensidade de cada efeito é ajustada em cada
parte.
Tipo de efeitos No uso de efeitos no modo Performance, o ajuste de efeitos para o
patch ou rhythm set de cada parte é ignorado, e é usado o ajuste da
O JUNO-G tem unidades de efeito internas, e você pode ajustar de performance. Por isso o efeito de alguns patch ou rhythm set muda
forma independente o ajuste de cada unidade. entre o modo Patch e o modo Performance. Mas você pode fazer com
que o ajuste do patch ou rhythm set de uma parte seja usado em toda
Múlti-efeitos a performance. Além disso, no uso de múlti-efeitos na performance,
Os múlti-efeitos são efeito múltiplos que permite alterar o som. Com você pode usar 3 múlti-efeitos, dependendo do tipo de efeito.
78 tipos de efeitos que podem ser simples, como Distortion, Flanger,
e outros, ou podem ser combinações de efeitos em série ou paralelo.
Você encontra os efeitos chorus e reverb nas opções de múlti-efeitos, fig.FXinPfm.e

e são efeitos de chorus e reverb diferentes dos efeitos dedicados. No


Performance/Multitimbre
modo Performance, podem ser usados três multi efeitos
simultaneamente; serão indicados como MFX1, MFX2, e MFX3. No Parte 1

modo patch você pode usar MFX1 e MFX2. Patch


Parte16

Chorus TONE Multi-efeito

Chorus distribui o som no espaço. Escolha se o efeito será de chorus Chorus


ou delay.
Reverb

20
Vista geral do JUNO-G

O gravador O que é um Track?


O gravador registra o que é feito na seção de controle, e pode gravar Cada seção da música que armazena informações musicais é
(sampler) áudio no track de áudio. Isto permite criar uma música, ou chamada de track.
“song.” Na reprodução, os dados vão para o gerador de som, e a
música é recriada.
Tracks MIDI 1–16
Os tracks MIDI gravam o que é tocado no teclado e outros controles,
O que é uma “Song” (música)? como mensagens MIDI. Na reprodução os tracks MIDI mandam
estas mensagens para o gerador de som, o som é produzido. Estes
No JUNO-G, o conjunto de informações sonoras que pode ser tracks MIDI tocam o instrumento no lugar do músico.
reproduzida é chamada de “Song”. Inclui os dados dos tracks MIDI Quando se usa o MIDI não é o som que é gravado, mas as instruções
(canais MIDI 1–16), o track tempo, o track beat, e tracks de áudio 1–4. para que o som seja produzido. Isto traz muitas vantagens. A
fig.Song.e_71

qualidade de som é sempre excelente, por ser de primeira geração,


Song
não importa quantas vezes foi reproduzida. É possível mudar o
Tracks MIDI (.SVQ) andamento sem qualquer efeito sobre a afinação ou qualidade do
1
som; permite edição detalhada, etc.
16 Os tracks MIDI gravam até 16 canais MIDI. No modo Performance,
as 16 partes do gerador de som correspondem aos 16 canais MIDI.
Track Tempo
Sample No modo patch, o teclado é gravado no canal MIDI 1 e o padrão de
USER
ritmo é gravado no canal MIDI 10 (ajuste padrão).
Track Beat
U2000

U0002 Tracks de áudio 1–4


U0001
Tracks AUDIO (.SVA)
1
Tracks de áudio conservam as amostras de áudio capturadas, ou
2 amostras importadas do computador.
3 CARD
4 C7000
Mesmo que você altere o andamento ao longo da música, é possível
Setup Mixer manter o sincronismo com a função “time-stretch. A reprodução
Evento sample C0002
C0001 pode começar no meio de uma amostra.
Tracks de áudio não gravam apenas a amostra, eles tem informações
que indicam a amostra a ser tocada, por exemplo: tocar amostra
USER (ou CARD) nº ‘x’ neste ponto.” (Isto é chamado de “sample
event.”) Isto significa que se você apaga uma amostra do track de
áudio, a amostra deixa de ser tocada, mas a amostra é conservada.
Até 256 eventos podem ser usados em cada track de áudio.
* Cada track de áudio reproduz uma única amostra por vez. Se houver
sobreposição de amostras no track de áudio, a amostra que vem por
último tem prioridade.

Track Tempo
O track Tempo armazena informações de mudança de andamento ao
longo da música. Se a música tem o mesmo andamento do começo
ao fim, este track pode ser ignorado.
Ao começar uma gravação no JUNO-G, o ajuste de andamento fica
registrado no começo do track Tempo. Se a música for reproduzida
desde o começo, será sempre tocada neste andamento inicial.
O andamento da reprodução é determinado pela informação do
track Tempo. Para modificar o andamento da reprodução, faça a
alteração neste track.

Track Beat
O Track beat registra mudanças na fórmula de compasso usada na
música. Ajuste a informação deste track antes de gravar uma nova
música, e nos pontos da música em que precisar de mudanças de
fórmula de compasso.

21
Vista geral do JUNO-G

Locais de registro de músicas Gravação de tracks de áudio


Gravações de tracks de áudio permitem o registro de sons captados
Área Temporária por microfone ou o uso de dados de áudio digital. O áudio pode ser
A música fica na Área Temporária temporariamente. É uma tocado como um patch (sample patch), ou usado como forma de
música Temporária. onda para um patch ou drum set. Você pode importar arquivos
O que está área temporária é perdido se o aparelho é desligado, ou WAV/AIFF.
se outra música é carregada. Para conservar a música, faça o registro
na memória user ou em cartão de memória. Samples (amostras)
O “sample” é a forma de onda (som) produzido na gravação do
Cartão de memória/Memória User track de áudio do JUNO-G. Além da forma de onda, existe
Para conservar a música que está na área temporária após uma parâmetros como pontos de início, início do loop e fim do loop (start
gravação ou edição, é preciso criar um arquivo da música em cartão point, loop start, e loop end). O JUNO-G pode ter 9.000 samples
de memória ou na memória user. Em cada um você guarda até 256 (User: 2000, Cartão: 7000).
fig.Sample.e

músicas.
O cartão e a memória podem ter dois tipos de arquivo. O símbolo de Sample (amostra)
três letras entre parênteses () identifica a extensão do arquivo. Lista Sample
0001 User Sample
0002
Arquivos de música (Song File) (.SVQ,.SVA) Captura acrescentado
As músicas criadas no JUNO-G são registradas em dois tipos de Som
Foma do onda
arquivos; arquivos com extensão “.SVQ” e com extensão “.SVA”. (Sample) 2000
Arquivos SVQ tem dados de tracks MIDI. Arquivos SVA tem dados
de tracks de áudio (sample events).

Standard MIDI File (.MID) Onde são armazenados os “samples”


Arquivos SMF são arquivos de um formato que pode ser usado em As amostras (samples) são gravadas na área temporária. Estes dados
outros equipamentos e programas de computador. Os arquivos do são perdidos quando o aparelho é desligado. Para conservar as
JUNO-G podem ser registrados neste formato. Isto permite a amostras, crie arquivos das amostras na memória user ou em um
reprodução de músicas comerciais (GM) que é compatível com o cartão de memória.
sistema GM/GM2.
fig.SongFile.e * Você não registra dados na memória preset.
fig.SampleMemory.e

Memória User

Arquivo de música
ad
Lo
SMF Write
Banco Preset Wr
ite
Write Load
Banco User
Write
JUNO-G ite
Banco Card Wr

Cartão
Load/Write JUNO-G
Arquivo de música

SMF

22
Procedimentos básicos no JUNO-G
diferentes visões da mesma performance. Por exemplo, use a

Escolha do modo no gerador de tela PERFORMANCE PLAY para ajuste da divisão do teclado, e
use a tela PART MIXER para ajuste efeitos ou balanço de
som volume dos patches de cada parte.

O JUNO-G tem dois modos no gerador de som: modo Patch e modo


Performance. Escolha o modo mais adequado para cada uso do
Sobre os botões de função
JUNO-G. Use o procedimento a seguir para indicar o modo:
Os seis botões [KBD/ORG]–[VOCAL/PAD] abaixo do display
executam funções indicadas na tela. Veja a parte inferior da tela para
Modo Patch informações sobre a ação destes botões.
fig.FButtons

Modo usado para tocar um único som (patch/rhythm set) no


teclado. O teclado e o gerador de som ficam conectados por um
único canal MIDI.

Indicando o modo Patch


1. Pressione MODE [PATCH].
fig.PatchPlay

Janelas
As telas pequenas que aparecem temporariamente sobre a tela
normal é chamada de janela. Diversas janelas podem aparecer,
de acordo com a situação. Algumas mostram listas, outras
permitem ajuste, e outras solicitam confirmação de
procedimentos.
fig.Tempo

Modo Performance
Permite usar diversos sons (patches e rhythm sets).

Tela PERFORMANCE PLAY Pressione [EXIT] fechando a janela. Algumas janelas fecham
automaticamente quando um procedimento é realizado.
Use esta tela para tocar mais de um som (patches/rhythm sets) ao
mesmo tempo. Você toca patches sobrepostos (Layer) ou divide o
teclado em várias regiões (Split).

1. Pressione MODE [PERFORM].


fig.PatchPlay

Tela MIXER
Use esta tela para a mixagem dos sons, ajustando volume e posição
no estéreo em cada uma das 16 partes.

1. Pressione MODE [PART MIXER].


fig.PatchPlay

A tela PERFORMANCE PLAY e PART MIXER permitem

23
Procedimentos básicos no JUNO-G

• Caso você pressione [INC] ou [DEC] enquanto pressiona

Movendo o cursor [SHIFT], os passos de mudança serão maiores.

Cada tela ou janela pode ter diversos parâmetros e itens que podem
Com o cursor no valor do parâmetro, pressione [ENTER] para
ser selecionados. Para alterar o ajuste de um parâmetro, leve o cursor
ver a janela de ajuste do valor. Use [ ] [ ] indicando o valor,
até o valor do parâmetro. Para indicar um item, leve o cursor até o
depois pressione [ENTER] confirmando o ajuste.
item. Depois de selecionado com o cursor, o valor do parâmetro ou
o item selecionado fica em destaque.
fig.CursorScreen

Cursor
Escrita de nome
No JUNO-G, você pode escrever nomes para cada patch, rhythm set,
performance, Song e Sample. O procedimento é sempre o mesmo.
fig.PatchName

Mova o cursor com [ ], [ ], [ ] e [ ] (botões de cursor).


[ ]: move o cursor para cima.
[ ]: move o cursor para baixo.
[ ]: move o cursor para a esquerda.
[ ]: move o cursor para a direita.
• Se você mantiver pressionado um botão do cursor e pressionar 1. Pressione [ ] [ ] movendo o cursor para a posição em que
o botão de cursor da direção oposta, o cursor se move mais deseja escrever um caracter.
rápido na direção do primeiro botão acionado.
2. Gire o dial VALUE, ou pressione [INC] [DEC] para escolher
• Ao pressionar [ENTER], o valor do parâmetro selecionado pelo um caracter.
cursor aparece em uma lista. Isto permite que você veja quais • [F2 (TYPE)]:Escolha o tipo de caracter. Cada vez que se
são as opções. pressiona este botão, você alterna o tipo de
caracter: maiúsculas (A), minúsculas (a), ou

Escolha de opções números e símbolos (0).


• [F3 (DELETE)]:Elimina o caracter na posição do cursor.
Para mudar o valor, use o dial VALUE ou os botões [INC] [DEC]. • [F4 (INSERT)]:Insere um caracter na posição do cursor.
fig.VALUE

• [ ] ou [ ]: Move o cursor.
• [ ], [ ]: Alterna entre maiúsculas e minúsculas.
* Para descartar o que escreveu, pressione [F5 (CANCEL)].

Caracteres/Símbolos disponíveis
espaço, A–Z, a–z, 0–9,! “# $% & ` () * +, -. /:; < = >? @ [\] ^ _ `
{|}
Em cada tela do JUNO-G, você pode usar o botões de cursor
movendo o área em destaque no display e ajustando os valores.

Na tela de escrita de nomes, pressione [MENU] e selecione “1.


Dial VALUE Undo” para voltar para o nome anterior à mudança. Em
[MENU] você pode selecionar “2. To Upper” ou pressionar [ ]
Gire o dial VALUE no sentido horário para aumentar o valor, e no para mudar o caracter do cursor para maiúsculas. Em [MENU]
sentido anti-horário para reduzir o valor. você pode indicar “3. To Lower” ou pressionar [ ] para mudar
• Mantenha pressionado [SHIFT] ao girar VALUE para mudanças o caracter do cursor para minúscula. Em [MENU] selecione “4.
mais rápidas. Delete All” para apagar todos os caracteres.

[INC] e [DEC] Nomes de arquivos de música não podem ter minúsculas ou


alguns símbolos (“* +,. /:; < = >? [\] |).
Pressionando [INC] aumenta o valor, e [DEC] reduz.
• Mantenha pressionado o botão para variação contínua.
• Para aumento rápido do valor, mantenha pressionado [INC] e
pressione [DEC]. Para redução rápida, mantenha pressionado
[DEC] e pressione [INC].

24
Tocando no modo Patch
O modo patch permite tocar um som (patch/rhythm set) no teclado. PR-A–F (Preset A–F), PRST (Preset)
Grupo interno do JUNO-G que não pode ser alterado. Estes patches

Sobre a tela PATCH PLAY podem ser copiados para a memória temporária, modificado, e
registrado na memória User. Os grupos A–F tem 128 patches prontos
cada grupo, no total de 768 patches.
Pressione MODE [PATCH]. Você ativa o modo patch, e a tela
PATCH PLAY é apresentada.
fig.PatchPlay
GM (General MIDI 2)
Este é o grupo interno de patches compatível com General MIDI 2,
uma especificação que permite a reprodução de músicas em
diferentes aparelhos de qualquer fabricante. Estes patches não
podem ser substituídos ou editados. O JUNO-G tem 256 patches
preset.

CARD (Cartão de memória)


Este grupo é de patches armazenados em cartão de memória
Funções na tela PATCH PLAY inserido no painel traseiro, que pode ser alterado, você pode usar
fig.PatchFunc este grupo para armazenar seus patches.
1 2 3
4
5 6 7
USAM (User Sample)
Você pode usar uma amostra (sample) da memória user como um
patch (função Sample Patch), e tocar a amostra como um patch
9
convencional.

8 * Se não houver amostras na memória, será indicado “Empty.”


1. Indica o modo do gerador de som. * Como amostras estéreo usam números de sample adjacentes, você
2. Indica múlti-efeitos (MFX), chorus (CHO), reverb (REV), e indica o número do canal esquerdo (L) (número inferior) do estéreo o
mastering (MASTER) (condição ON ou OFF). patch. (Indicando o número da direita (R), “---” é apresentado, e o som
3. Indica o nome da música corrente, e compasso corrente. não é tocado.
4. Indica fórmula de compasso e andamento.
CSAM (Card Sample)
5. Indica/escolhe o grupo, número, e nome do patch selecionado.
Você pode usar amostras do cartão como patch (função Sample
6. Indica valores de oitava e transposição.
Patch), e tocar como um patch convencional.
7. Indica o grupo de categoria do patch.
* Se não houver amostras na memória, será indicado “Empty.”
8. Posição dos cinco controles SONG RECORDER
9. Ajustes de SOUND MODIFY * Como amostras estéreo usam números de sample adjacentes, indique
apenas o canal L da amostra (número inferior) para tocar o patch
estéreo. (Se for indicado o canal R, “---” aparece para este canal, e o
Grupo do Patch/Rhythm Set som não pode ser tocado.

O JUNO-G tem diversos grupos de patches, incluindo o grupo User EXP (Placas de expansão instaladas no slot EXP)
e os grupos Preset A–F e GM, cada um com128 patches (256 nos Grupos de patches de placas de expansão instaladas em slots EXP,
grupos GM e USER). Este número pode ser aumentado com a que não podem ser alterados. Chamados para a memória
instalação de placas de expansão (SRX; vendido separadamente), temporária, podem ser editados depois registrados na memória user
ampliando os patches disponíveis. Também existem patches ou em cartão. O número de patches varia de acordo com as placas de
“sample” (USAM, CSAM) para uso de samples como patches. expansão instaladas.
* Patches EXP apenas podem ser selecionados com as placas de expansão
USER
(SRX; vendido separadamente) instaladas no slot.
Este é o grupo interno do JUNO-G que pode ter a programação
alterada. Os patches que você cria podem ser armazenados neste
grupo. O JUNO-G tem 256 patches e 32 rhythm sets USER.

25
Tocando no modo Patch

São estas as categorias:

Escolha de patches na tela principal Categoria


--- Nenhum
Tipo de som
Nenhum
PNO AC.Piano Acoustic Piano
1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY. EP EL.Piano Electric Piano
KEY Keyboards Other Keyboards (Clav, Harpsichord etc.)
2. Para mudar o patch ou set de ritmo, leve o cursor até a BEL Bell Bell, Bell Pad
posição indicada abaixo e use o dial VALUE ou [INC] [DEC] MLT Mallet Mallet
fazendo sua escolha. ORG Organ Electric e Church Organ
fig.PatchPlay

ACD Accordion Accordion


HRM Harmonica Harmonica, Blues Harp
AGT AC.Guitar Acoustic Guitar
EGT EL.Guitar Electric Guitar
DGT Dist.Guitar Distortion Guitar
BS Bass Acoustic & Electric Bass
SBS Synth Bass Synth Bass
STR Strings Strings
3. Indique o grupo do patch (rhythm set), leve o cursor até a ORC Orchestra Orchestra Ensemble
posição indicada abaixo e use o dial VALUE ou [INC] [DEC] HIT Hit&Stab Orchestra Hit, Hit
para esta escolha. WND Wind Winds (Oboe, Clarinet etc.)
fig.PatchPlay
FLT Flute Flute, Piccolo
BRS AC.Brass Acoustic Brass
SBR Synth Brass Synth Brass
SAX Sax Sax
PLK Plucked Plucked (Harp etc.)
ETH Ethnic Other Ethnic
FRT Fretted Fretted Inst (Mandolin etc.)
BPD Bright Pad Bright Pad Synth
4. Pressione [ ][ ] movendo o cursor até o número do SPD Soft Pad Soft Pad Synth
patch. VOX Vox Vox, Choir
HLD Hard Lead Hard Synth Lead
5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando um patch (ou SLD Soft Lead Soft Synth Lead
set de ritmo). TEK Techno Synth Techno Synth
PLS Pulsating Pulsating Synth
FX Synth FX Synth FX (Noise etc.)
Escolha de patches por categoria SYN Other Synth Poly Synth
PRC Percussion Percussion
O JUNO-G permite fazer a escolha do patch por categoria, para que SFX Sound FX Sound FX
você encontre sons rapidamente. São 38 categorias. BTS Beat&Groove Beat e Groove
DRM Drums Drum Set
1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY. CMB Combination Outros patches com Split e Layer

2. Leve o cursor até a posição indicada abaixo, e use o dial

fig.PatchPlay
VALUE ou [INC] [DEC] indicando uma categoria. Uso de botões “Category Group”
indicando Patches
Você pode usar os botões “category group” para localizar patches.
As 38 categorias e sets de ritmo estão organizadas em 10 grupos
endereçados para estes botões.

1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY.


3. Pressione [ ] movendo o cursor um espaço para a
esquerda, e use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para “travar o 2. Com [TONE SW/SEL] apagado, pressione um dos botões
cadeado.” [RHYTHM]–[BASS] (categorias) indicando a categoria do
* Se você não travar ( ) a categoria (ícone ) você não pode fazer a patch desejado.
fig.PatchPlay

indicação de patches por categoria.

4. Use [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor até o grupo/número


do patch, e use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando um
patch.
* Se não travar no passo 3, você percorre o nº de patches pela ordem.

3. Use [ ] [ ] indicando a categoria.

26
Tocando no modo Patch

4. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando o


patch/rhythm set.
Escolha de patches em uma lista
5. Pressione [ENTER] para confirmar a escolha.
Grupo Categoria Você pode ver uma lista de patches e fazer a escolha na lista.
PIANO PNO AC.Piano
EP EL.Piano
1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY.
ORG/KBD KEY Keyboards
2. Pressione [ENTER].
BEL Bell
MLT Mallet A tela PATCH LIST é apresentada.
fig.PatchPlay

ORG Organ
ACD Accordion
HRM Harmonica
GUITAR AGT AC.Guitar
EGT EL.Guitar
DGT Dist.Guitar
BASS BS Bass
SBS Synth Bass
ORCH STR Strings 3. Indique o patch, pressione [F5 (PATCH)].
ORC Orchestra Indique um rhythm set, pressione [F6 (RHYTHM)].
HIT Hit&Stab Caso você pressione [F6 (RHYTHM)], a tela RHYTHM LIST é
BRASS WND Wind apresentada.
FLT Flute
BRS AC.Brass 4. Pressione [F1 (UP)] [F2 (DOWN)] indicando um grupo.
SBR Synth Brass
SAX Sax 5. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando um
SYNTH HLD Hard Lead patch/rhythm set.
SLD Soft Lead
TEK Techno Synth 6. Pressione [ENTER] para confirmar a escolha.
PLS Pulsating
FX Synth FX
SYN Other Synth Escolha de patches por categoria
VOCAL/PAD BPD Bright Pad
SPD Soft Pad 1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY.
VOX Vox
WORLD PLK Plucked 2. Pressione [ENTER].
ETH Ethnic A tela PATCH LIST é apresentada.
FRT Fretted
PRC Percussion 3. Pressione [F4 (CATEG)].
SFX Sound FX A tela CATEGORY é apresentada.
BTS Beat&Groove
DRM Drums
CMB Combination
RHYTHM RHYTHM SET

4. Pressione [F1 (UP)] [F2 (DOWN)] indicando uma categoria.

5. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando um


patch.

6. Pressione [ENTER] para confirmar a escolha.

27
Tocando no modo Patch

Escolha de patches/Rhythm Sets favoritos Escuta do Patch ou Rhythm Set


(Favorite Patch) (Phrase Preview)
No modo patch, você pode agrupar os sons que preferir ou usar com
Esta função permite escutar o som de um patch com frases de acordo
mais freqüências (patches ou sets de ritmo) em um único lugar,
com a categoria do patch.
registrando como patches favoritos. Com esta função, você pode
encontrar patches das áreas Preset/User/Card e de placas de 1. Na tela PATCH PLAY, PATCH LIST, RHYTHM LIST,
expansão. Registre até 64 sons (8 sons x 8 bancos) como favoritos. FAVORITE PATCH, ou CATEGORY, mantenha pressionado
MODE [AUDITION].
Registro de Patch/Rhythm Set em favoritos O patch (rhythm set) selecionado na tela é tocado.

1. Na tela PATCH PLAY, escolha o patch (ou rhythm set) que 2. A reprodução da frase é interrompida quando você tira o
deseja registrar. dedo do botão [AUDITION].

VER:
2. Pressione [ENTER] para ver a tela PATCH LIST.
Você pode usar o parâmetro “Preview Mode” para mudar a
3. Pressione [F3 (FAVORIT)]. forma como o “Phrase Preview” toca os sons. (p. 158)
A tela FAVORITE PATCH é apresentada.

Transposição do teclado em
oitavas (Octave Shift)
A função Octave Shift permite a transposição da afinação do teclado
em passos de uma oitava (-3– +3 oitavas).
Por exemplo, para tocar a parte de contrabaixo mais fácil com a mão
4. Pressione [ ] [ ] indicando o banco (bank). direita, transponha o teclado 1 ou 2 oitavas para baixo.

5. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ] [ ] indicando o * O ajuste Octave Shift atua apenas nas partes do teclado.
número de favorito dentro do banco.
1. Na tela PATCH PLAY, pressione OCTAVE [-] ou [+]
6. Pressione [F2 (REGIST)] para confirmar o registro. indicando o valor da transposição (-3– +3).
O botão acende com este ajuste.
7. Pressione [F3 (LIST)] voltando para a tela PATCH LIST. • Cada vez que se pressiona OCTAVE [+], a transposição muda
na ordem +1, +2, e +3. Cada vez que se pressiona OCTAVE [-], a
Mantenha pressionado MODE [AUDITION] ou [F5 transposição muda na ordem -1, -2, e -3.
(PREVIEW)] para escutar o patch ou rhythm set. • [UP] acende nas opções +1, +2, ou +3; [DOWN] acende nas
opções -1, -2, ou -3.
Cancelando o registro do patch • Pressione os dois botões juntos voltando o ajuste para 0.
Pressionando [F1 (REMOVE)] você cancela o registro do patch (ou
rhythm set) da tela FAVORITE PATCH.

Escolha entre Patch/Rhythm Set favoritos


1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY.

2. Pressione [ENTER] para ver a tela PATCH LIST.


Existe um único ajuste Octave Shift (Setup) em todo o JUNO-G.
3. Pressione [F1 (FAVORIT)].
Este ajuste é conservado mesmo que você escolha outro patch
A tela FAVORITE PATCH é apresentada.
ou performance.
4. para mudar o banco, use o dial VALUE ou [ ] [ ].

5. Pressione [INC] [DEC] ou [ ][ ] indicando o patch.

6. Pressione [F6 (SELECT)] ou [ENTER] para confirmar a


escolha.

28
Tocando no modo Patch

Transposição do teclado em Ajuste do balanço de volume entre


semitons (Transpose) o teclado e padrões de ritmo
A função Transpose varia a afinação do teclado em passos de 1. Na tela PATCH PLAY, mantenha pressionado [SHIFT] e
semitons. pressione [F4 (LEVEL)].
Esta função é útil para tocar instrumentos transpositores, como A janela PART LEVEL aparece.
trompete ou clarinete seguindo a partitura original.

1. Na tela PATCH PLAY, mantenha pressionado


[TRANSPOSE] e pressione [-] ou [+] ajustando a
transposição (G–F#: -5–+6 semitons).
• [TRANSPOSE] acende nas opções diferentes de C.
• Mantenha pressionado [TRANSPOSE] e pressione ambos os
botões ao mesmo tempo para voltar o ajuste para a opção C. 2. Pressione [F4 (KBD)] (keyboard) ou [F5 (PTN)] (padrão de
ritmo) indicando a parte.

Existe um único ajuste de transpose (Setup) em todo o JUNO-G. 3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para ajustar o volume.
A alteração é conservada mesmo que você mude de patch ou
performance. 4. Pressione [F6 (CLOSE)] fechando a janela.

Escolha os tones que produzem som


(Tone On/Off)
Como o patch é uma combinação de até quatro tones, você pode
desligar tones indesejados, para tocar o som de um tone específico.

1. Na tela PATCH PLAY, pressione [TONE SW/SEL] de forma


que acenda.

2. Use SWITCH [1]–[4] para ligar/desligar cada tone.


Acendendo o botão, o tone é ligado.

Se quiser só o som de um ou dois tones no patch, desligue os


demais e registre o patch. Isto economiza vozes da polifonia do
JUNO-G.

3. Pressione [TONE SW/SEL] novamente de forma que a


iluminação apague.

Tocando instrumentos de percussão


No modo patch, você toca sons de instrumentos de percussão ao
escolher um “rhythm set.” Neste caso, cada tecla tem um som
diferente, e você pode tocar muitos instrumentos de percussão.

29
Criando um patch
Com o JUNO-G, você pode controlar diversos ajustes. Cada item que Ajustando o brilho do som e acrescentando outras
pode ser ajustado é chamado parâmetro. Ao mudar o valor de um qualidades (CUTOFF/RESONANCE)
parâmetro, você faz uma Edição. Este procedimento explica os O gerador de som do JUNO-G tem um filtro que pode reforçar ou cortar
procedimentos usados na criação de patches, e as funções dos parâmetros regiões de freqüência do som. O botão CUTOFF determina a freqüência
de patches. (cutoff frequency) em que o filtro começa a modificar o som, e o botão
RESSONANCE reforça as freqüências em torno do cutoff, criando um
Quatro dicas para edição de Patches som característico.
Escolha um patch similar ao som que deseja criar (p. 26)
É muito difícil chegar no som desejado partindo de um 5. Gire o botão CUTOFF ou RESSONANCE.
patch muito diferente, e editando ao acaso. Inicie com um
Girando o botão para a direita você aumenta o valor.
patch próximo ao desejado e altere os parâmetros
necessários. FREQ: Freqüência em que o filtro começa a atuar no espectro
Escolha os tones que produzem som (p. 29) da forma de onda
Como o patch é uma combinação de até 4 tones, escute RESO: Enfatiza freqüências em torno do cutoff, criando som
cada tone antes de começar a edição. Depois, escolha os característico
tones a serem usados. É importante desligar os tones sem
uso para economizar vozes, conservando polifonia. * Valores muito alto produzem realimentação, distorcendo o som.
Veja a opção em Structure (p. 35)
O parâmetro “Structure” determina como os quatro tones Edição da forma da variação do volume
são combinados. Antes de escolher novos tones, entenda O volume varia continuamente desde que a tecla é tocada até depois da
como um tone afeta e é afetado pelos demais. tecla ser solta.
Desligue os efeitos (p. 125)
Ouvindo o patch com os efeitos desligados, você percebe 6. Pressione o botão de seleção SOUND MODIFY, de forma
com muito mais clareza as alterações que realiza. Na que AMP ENV acenda.
verdade, muitas vezes basta alterar o ajuste de efeito para
produzir o som desejado. Tente isto, também. 7. Gire os botões ATTACK, DECAY, SUSTAIN, e RELEASE.
Girando o botão para a direita você aumenta o valor.
A: Attack Time: Tempo entre acionamento da tecla e produção
de máximo de volume.
Como fazer ajustes no patch D: Delay Time: Tempo de queda a partir do máximo de volume
até a sustentação.

Uso dos botões na edição do som S: Sustain level: Volume de sustentação do som enquanto a
tecla fica acionada.
Você pode usar s seis botões SOUND MODIFY para edição do som em R: Release Time: Tempo para desaparecimento do som depois
tempo real. de solta a tecla.

1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY. * Caso você pressione o botão SOUND MODIFY deixando todos os
indicadores apagados, girar os botões não produz qualquer alteração.
2. Escolha o patch a ser editado (p. 26).
Edição da variação do brilho do som
O timbre também varia ao longo da duração do som.
Você não pode indicar patches do grupo GM2.
8. Pressione o botão de seleção SOUND MODIFY, de forma
Escolha o tone a ser editado que FILTER ENV acenda.
3. Na tela PATCH PLAY, pressione [TONE SW/SEL] de forma
9. Gire os botões ATTACK, DECAY, SUSTAIN, e RELEASE.
que acenda.
Girando o botão para a direita você aumenta o valor.
4. Pressione SELECT[1]–[4] indicando o tone (s) que deseja * Caso você pressione o botão SOUND MODIFY deixando todos os
editar. indicadores apagados, girar os botões não produz qualquer alteração.
Na área SOUND MODIFY 1–4 da parte inferior da tela, uma
marca (✔) é acrescentada ao nº de tone selecionado. Aplicando vibrato, wah, ou tremolo (LFO)
O LFO, iniciais de “low frequency oscillator” (oscilador de baixa
fig.PatchPlay

freqüência) faz com que o som varie periodicamente. O efeito Vibrato


acontece quando o LFO varia a afinação. O efeito Wah é quando o LFO
varia a freqüência de cutoff. O efeito Tremolo é a variação do volume
pelo LFO.

10. Pressione o botão de seleção SOUND MODIFY, de forma


* Você pode acionar vários botões indicando diversos tones. que LFO acenda.
* Ligando/desligando TONE SWITCH você pode fazer a edição ouvindo
apenas o tone modificado.
11. Gire os botões ATTACK, DECAY, SUSTAIN, e RELEASE.
RATE: LFO RATE: Velocidade do LFO 1

30
Criando um patch

PIT: LFO Pitch Depth: Intensidade de LFO 1 sobre a afinação de


WG
Se você desligar o aparelho ou escolher outro som enquanto o
FLT: LFO TVF Depth: Intensidade de LFO 1 sobre a freqüência display indica “*,” a edição realizada é descartada.
de cutoff do TVF
AMP: LFO TVA Depth: Intensidade de LFO 1 sobre volume
Ver e editar todos os parâmetros (PRO
VER:

Para detalhes destes parâmetros, veja Modulação dos sons/


EDIT)
saída dos sons (output) (p. 46).
VER:
* Caso você pressione o botão SOUND MODIFY deixando todos os
Para detalhes dos parâmetros, veja p. 34 e seguintes.
indicadores apagados, girar os botões não produz qualquer alteração.
1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY.

Edição em uma tela gráfica (Zoom Edit) 2. Escolha o patch a ser editado (p. 26).

Os parâmetros mais importantes e comuns na edição de som podem ser


editados em oito telas gráficas. Você não pode indicar patches do grupo GM2.
Parâmetro pági- Parâmetro pági-
na na 3. Pressione EDIT [PATCH] para que acenda.
PITCH ENVELOPE p. 40 PATCH EDIT p. 35
TVF PARÂMETRO p. 40 LFO 1/2 p. 46 4. Pressione [F6 (PRO EDIT)].
TVF ENVELOPE p. 41 STEP LFO p. 47
TVA ENVELOPE p. 43 5. Use [F2 (GRP ↑)] [F3 (GRP ↓)] para mudar o grupo do
parâmetro.
* Pressionando [F1 (GRP LIST)] aparece a janela Patch Pro Edit Menu.
1
Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] [ ] [ ] indicando o grupo do
parâmetro, e pressione [ENTER].
2
3 6. Use [ ][ ] indicando a parâmetro.
* Uma marca (✔) é acrescentada ao número do tone na parte superior
1. Display gráfico direita da tela.
2. Mova o cursor e use o dial VALUE ou [INC] [DEC]
3. Corresponde aos botões SOUND MODIFY 1--4.

1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY.

2. Escolha o patch a ser editado (p. 26).

Você não pode indicar patches do grupo GM2. 7. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o valor.
Parâmetros com a indicação 1–4 também são editados nos
3. Pressione EDIT [PATCH] para que acenda. botões SOUND MODIFY 1–4.

4. Use [F1]–[F4] indicando a tela do parâmetro. 8. Repita os passos 5–7 ajustando cada parâmetro.
* Pressionando [F5 (PÁGINA)] você muda as telas [F1]–[F4].
9. Pressione [WRITE] para registro das alterações (p. 32).
5. Use [ ][ ] [ ] [ ] indicando a parâmetro. Se não quiser fazer o registro, pressione [EXIT] para voltar
para a tela PATCH PLAY.
* Alguns parâmetros são independentes em cada tone. Para indicar o
tone a ser editado, pressione [TONE SW/SEL] para que acenda, e Se você voltar para a tela PACTH PLAY sem fazer o registro,
pressione um dos botões SELECT [1]–[4]. um “*” aparece na esquerda do nome do item editado.

6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o valor.


Se você desligar o aparelho ou escolher outro som enquanto o
Parâmetros com a indicação 1–4 também são editados nos
display indica “*,” a edição realizada é descartada.
botões SOUND MODIFY 1–4.

7. Repita os passos 4–6 ajustando cada parâmetro.

8. Pressione [WRITE] para registro das alterações (p. 32).


Se não quiser fazer o registro, pressione [EXIT] para voltar Uso de botões SOUND MODIFY para
para a tela PATCH PLAY. modificar valores
Se você voltar para a tela PACTH PLAY sem fazer o registro,
um “*” aparece na esquerda do nome do item editado. Se aparece um número para o nome do parâmetro (1, 2, 3, 4), você pode

31
Criando um patch

usar os botões SOUND MODIFY 1–4 no ajuste do o valor.


* Pressione o botão SOUND MODIFY deixando todos os indicadores A função “Compare”
apagados. Se qualquer indicador estiver aceso, a função do botão muda. Nos procedimentos Patch Tone Copy e Patch Save, você pode usar a
Por exemplo, na tela TVF ENVELOPE ZOOM, os botões correspondem função Compare.
aos seguintes parâmetros. Se quiser tocar o som da origem da cópia, ou o patch do destino de
um registro, pressione [F4 (COMPR)] para marcar (✔). Agora você
Botão 1 A (Time 1)
pode tocar o patch de origem da cópia ou o patch destino do registro
Botão 2 D (Time 3)
no teclado.
Botão 3 S (Level 3)
Botão 4 R (Time 4) * O patch tocado com a função Compare pode ficar um pouco
diferente do que o patch tocado normalmente.

Inicialização dos ajustes do patch


Registro dos patches criados
“Inicialização” é o retorno de todos os ajustes do som selecionado para
ajustes padrão (Write)
to é o retorno de todos os ajustes do som selecionado para ajustes padrão.
As alterações feitas no som são temporárias, e são perdidas se você
* A inicialização afeta só o som selecionado; sons armazenados na
desligar o aparelho ou escolher outro som. Para conservar o novo som,
memória user não são afetados. Para recuperar todos os ajustes do
faça o registro no grupo USER interno (memória user) ou grupo CARD
JUNO-G para os valores de fábrica, use o Factory Reset (p. 164).
(cartão de memória).

1. Com EDIT [PATCH] aceso, mantenha pressionado [SHIFT] e Ao editar um patch, um “*” aparece na tela PATCH PLAY.
pressione [F5 (INIT)].
Uma mensagem solicita confirmação. Ao fazer este procedimento, os dados anteriores do destino do
registro são eliminados.
2. Pressione [F6 (EXEC)].
A inicialização é realizada. 1. Edit o patch.
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
2. Pressione EDIT [WRITE].
A tela WRITE MENU é apresentada.
Cópia de ajustes de Patch (Tone)
Este procedimento copia os ajustes de qualquer patch para o patch
corrente.

1. Com EDIT [PATCH] aceso, mantenha pressionado [SHIFT] e


pressione [F6 (TONE COPY)].
Aparece a janela Patch Tone Copy.
3. Pressione [F2 (PAT/RHY)].
* Ou use [ ] [ ] indicando “Patch/Rhythm,” depois pressione
[ENTER].
A tela PATCH NAME é apresentada.

2. Pressione [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor, e use o dial


VALUE ou [INC] [DEC] indicando a origem da cópia em
“Source.” Indique grupo, número, e tone.
* Pressionando [F4 (COMPR)] para marcar (✔), você marca o patch de
origem (função Compare). 4. Escreva um nome para o patch.

VER:
3. Pressione [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor, e escolha o
Sobre escrita de nomes, veja p. 24.
tone de destino da cópia, em “Destination”
5. Ao terminar a escrita do nome, pressione [F6 (WRITE)].
4. Pressione [F6 (EXEC)].
Uma tela aparece, para escolha do destino do registro do patch.
Uma mensagem solicita confirmação.
6. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] e [F1 (USER)] [F2
5. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar a cópia.
(CARD)] indicando o destino.
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
* Pressionando [F4 (COMPR)] para marcar (✔), você marca o patch de
destino do registro (função Compare).

32
Criando um patch

7. Pressione [F6 (WRITE)]. Dicas no uso de forma de onda de instrumento


Uma mensagem solicita confirmação. acústico
8. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar o registro. Com diversos instrumentos acústicos, como piano e sax, variações
extremas de timbre ocorrem nos primeiros instantes de cada nota. O
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
ataque inicial define muitas das características do instrumento. Nestas
formas de onda, é melhor conservar esta parte complexa do ataque da
Nunca desligue o JUNO-G durante registro de dados. forma que estão, e usar o envelope apenas na modificação do trecho de
decaimento ou sustentação.
Formas de onda one-shot e Loop
fig.06-006.e

Volume
As formas de onda internas do JUNO-G se dividem em dois grupos. Parte em loop
Tone da
One-shot: forma de onda
Formas de onda com decaimento curto. Esta forma de onda tem gravado
o decaimento do som. Tempo
O JUNO-G tem diversas destas formas de onda com elementos de outros
sons. Inclusive o ataque do martelo no som de piano, e ruídos de traste de Envelope
do TVF
guitarra.
* Não se pode usar o envelope para modificar uma forma de onda one-
shot para que se torne um som sustentado, ou maior que o original.
Loop:
Tone
Estas formas de onda tem decaimento longo ou sons sustentados. Formas resultante
de onda loop repetem o trecho do som no trecho em que o volume é
estável.
As formas de onda do JUNO-G incluem componentes de outros sons,
como os sons sustentados de piano e metais.
O diagrama abaixo mostra exemplo de um som (órgão elétrico) que
combina as duas formas de onda.
fig.06-005.e

TVA ENV da forma de onda TVA ENV do clique TVA ENV


Organ loop (sustentado) da tecla (ataque) resultante
Volume

+ =

Tempo
Fim de nota Fim de nota

33
Criando um patch

Funções de parâmetros de Patch


Ajustes comuns em todo o Patch

GENERAL
Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Descrição
Patch Category Veja p. 26. Tipo (categoria) do patch
Patch Level 0–127 Volume do patch
Patch Pan L64–0–63R Posição esquerda/direita do patch
Patch Priority LAST, LOUDEST O que acontece quando a polifonia máxima é ultrapassada (128 vozes)
LAST: Ultima nota tocada tem prioridade (Notas desligadas em ordem, começando na mais antiga.)
LOUDEST: Nota de maior intensidade tem prioridade (notas desligadas começando nas de menos volume.)
Octave Shift -3– +3 Afinação do som do patch (em unidades de oitava)
Patch Coarse Tune ★ -48– +48 Afinação do som do patch (em semitons, +/- 4 oitavas)
Patch Fine Tune -50– +50 Afinação do som do patch (passos de centésimos; 1/100 do semitom)
Stretch Tune Depth OFF, 1–3 Afinação expandida (sistema usado em afinação de pianos em que os graves ficam mais graves e os agudos mais agu-
dos do que na afinação igual)
OFF: Temperamento igual
1–3: Valores maiores produzem maior variação da afinação em graves e agudos.
Analog Feel 0–127 Intensidade da modulação 1/f (simula uma modulação natural, que ocorre no som de riachos, ou vento em folhas)
* simula a instabilidade da afinação de um sintetizado analógico, por modulação “1/f.”
Stretched Tuning (afinação estendida)
fig.06-011.e

desvio a partir do temperamento igual


Valor

OFF OFF

Graves Agudos

34
Criando um patch

Escolha como o tone é tocado (Structure)


Parâmetro Opções Explicação
Struct 1 & 2, 3 & 4 TYPE 01–TYPE 10 Determina como tone 1 e 2, ou tone 3 e 4 são conectados.
(Structure Type) Veja as 10 opções de “Type” disponíveis.

TYPE 1 TYPE 2

TONE 1 (3) WG TVF TVA TONE 1 (3) WG TVA TVF

TONE 2 (4) WG TVF TVA TONE 2 (4) WG TVF TVA

Neste tipo, tones 1 e 2 (ou 3 e 4) são independentes. Use para preservar sons PCM Este tipo agrupa dois filtros, intensificando as características do filtro. O TVA do
ou combinar os sons dos diversos tones, apenas por sobreposição. tone 1 (ou 3) controla o balanço de volume entre os dois tones.

TYPE 3 TYPE 4

TONE 1 (3) WG TVA TVF TONE 1 (3) WG TVA TVF


B B
TONE 2 (4) WG TVF TVA TONE 2 (4) WG TVF TVA

Este tipo mistura os sons de tone 1 (3) e tone 2 (4), aplica um filtro, depois aplica Este tipo aplica um booster para distorcer a forma de onda, depois combina dois
um booster para distorcer a forma de onda. filtros. O TVA do tone 1 (ou 3) controla o balanço de volume entre os dois tones
e ajusta a intensidade do booster.

TYPE 5 TYPE 6

TONE 1 (3) WG TVA TVF TONE 1 (3) WG TVA TVF


R R
TONE 2 (4) WG TVF TVA TONE 2 (4) WG TVF TVA

Este tipo usa modulação em anel criando novos harmônicos, e combina dois fil- Este tipo usa modulação em anel criando novos harmônicos, e mistura o som do
tros. O TVA do tone 1 (3) controla o balanço de volume dos dois tones, ajustando tone 2 (4) e sobrepondo os dois filtros. Como o som da modulação em anel pode
a intensidade da modulação em anel. ser mixado com o tone 2 (4), o TVA do tone 1 (3) pode ajustar a intensidade de
som de modulação em anel.

TYPE 7 TYPE 8

TONE 1 (3) WG TVF TVA TONE 1 (3) WG TVF TVA


R R
TONE 2 (4) WG TVF TVA TONE 2 (4) WG TVF TVA

Este tipo aplica um filtro to tone 1 (3) e e modula em anel os tone 2 (4) criando Este tipo manda a resultante da filtragem do tone 1 (3) e tone 2 (4) através da
novos harmônicos. modulação em anel, e depois mistura os sons do tone 2 (4) e aplica um filtro ao
resultado.

TYPE 9 TYPE 10

TONE 1 (3) WG TVF TVA TONE 1 (3) WG TVF TVA


R R
TONE 2 (4) WG TVF TVA TONE 2 (4) WG TVF TVA

Este tipo passo o som filtrado de cada tone através da modulação em anel crian- Este tipo passo o som filtrado de cada tone através da modulação em anel crian-
do novos harmônicos. O TVA do tone 1 (3) controla o balanço de volume dos do novos harmônicos, e mistura os sons do tone 2 (4). Como o som da modulação
dois tones, ajustando a intensidade da modulação em anel. em anel pode ser mixado com o tone 2 (4), o TVA do tone 1 (3) pode ajustar a in-
tensidade de som de modulação em anel.
* Indicando TYPE 2–10 e desligando um dos tones do par, o outro tone toca como se fosse TYPE 1, independente do ajuste no display.
* Se você limitar a extensão de produção do tone no teclado (Keyboard Range, p. 37) ou limitar a extensão da intensidade de acionamento do tone (Velocity
Range, p. 38), as regiões em que o tone não produz som funcionam como se o tone estivesse desligado. Quer dizer, usando as opções TYPE 2–10 o tone que
fica sozinho toca como se fosse tone da opção TYPE 1.

35
Criando um patch

Parâmetro Opções Explicação


Booster 1&2, 3&4 0, +6, +12, +18 Nas opções de “Structure Type” TYPE 3 ou TYPE 4, você ajusta a intensidade do booster. O booster aumenta a intensidade
(Booster Gain) do sinal de input para distorcer o som. Cria um efeito de distorção semelhante ao usado em guitarras. Ajustes mais altos pro-
duzem mais distorção.

Booster
fig.Boost1.e

O Booster é usado para distorção do sinal. Intensidade de Booster (level)

fig.Boost2.e

Além do uso para criar distorção, você pode usar a forma de onda (WG1) de um
Use WG1 como LFO Ajuste o output do WG1
dos tones como se fosse um LFO que modula outra forma de onda (WG2) para
cima ou para baixo criando efeito semelhante ao de PWM (pulse width
modulation). Este parâmetro funciona melhor quando usado junto com o
WG1 TVA
parâmetro Wave Gain (p. 38).

Booster
WG2

WG2

Acrescentando WG1

Modulação em anel — Ring Modulator


fig.RingMod

A modulação em anel multiplica o tone de uma forma de onda pelo outro,


gerando diversos harmônicos novos, não presente nas formas de onda originais.
Exceto se o original for uma forma senoidal, serão gerados harmônicos
dissonantes. A diferença de afinação entre as duas formas de onda muda a
estrutura harmônica, e o som resultante é um som metálico, sem afinação. Esta
função é normalmente usada para criar sons metálicos, como sinos.

MODIFY
Estes valores são somados ao valor de do parâmetro em cada tone.
Parâmetro Opções Descrição
Cutoff Offset -63– +63 Freqüência de cutoff (p. 40)
Resonance Offset -63– +63 Resonance (p. 40)
Attack Time Offset -63– +63 F-Env Time 1, A-Env Time 1 (p. 41, p. 43)
Release Time Offset -63– +63 F-Env Time 4, A-Env Time 4 (p. 41, p. 43)
Velocity Sens Offset -63– +63 Cutoff V-Sens, Level V-Sens (p. 41, p. 42)

36
Criando um patch

PORTAMENTO
Portamento é o efeito da transição suave da afinação entre duas notas tocadas consecutivamente.
Parâmetro Opções Explicação
Portamento Switch OFF, ON Escolha se o portamento é aplicado (ON) ou não (OFF).
Portamento Mode NORMAL, LEGATO NORMAL: Portamento sempre é aplicado.
LEGATO: Portamento aplicado apenas entre notas tocadas em legato.
Portamento Type RATE, TIME RATE: A duração varia com a distância entre as duas afinações.
TIME: A duração é constante, independente da distância das afinações.
Portamento Start PITCH, NOTE PITCH: Começa um novo portamento quando outra tecla é pressionada durante um portamento.
NOTE: Portamento começa onde o movimento anterior deveria terminar.
Portamento Time 0–127 Ajuste a duração do efeito de portamento.
fig.PortaStart.e

Portamento Start: PITCH Portamento Start: NOTE

C5 C5

D4 D4
C4 C4

Tempo Tempo
toque D4 toque D4
toque C5 toque C5
toque C4 toque C4

CONTROL
Parâmetro Opções Explicação
Mono/Poly MONO, POLY MONO: Apenas a última nota tocada produz som. Ajuste usado para sons de instrumento solo como sax ou
flauta.
POLY: Permite tocar notas simultâneas.
Legato Switch OFF, ON ON: Pressionando uma tecla quando a anterior ainda estiver pressionada, o som da nova afinação toca em le-
gato. Usado para simular legato de violão, por exemplo.
* Legato Switch é válido quando Mono/Poly estiver na opção “MONO.”
Legato Retrigger OFF, ON OFF: Se uma tecla fica acionada e outra é acionada, o som da nova afinação fica sem ataque, e apenas a afinação
muda. Use a opção “OFF” para tocar frases de sopro ou corda ou para o uso de modulação com som de sinte-
tizador monofônico.
ON: Normalmente é usada a opção “ON.”
* Legato Retrigger é válido quando Mono/Poly está na opção “MONO” e Legato Switch está na opção “ON.”
Pitch Bend Range Up 0– +48 Valor de variação da afinação em semitons quando a alavanca pitch bend é levada até o extremo direito.
Pitch Bend Range Down -48–0 Valor de variação da afinação em semitons quando a alavanca pitch bend é levada até o extremo esquerdo.

KEY RANGE
Você pode usar o número da nota para controle de como cada Tone é tocado.
fig.TMT-K.e

O tone toca no grave O tone toca


Volume (level)
no agudo

Key Fade Lower Key Fade Upper


Key Range Lower Key Range Upper

Parâmetro Opções Explicação


Key Fade Lower 0–127 Determina o que acontece com o volume do tone se o tone é tocado em nota mais grave que Key Range Lower.
Se não quiser o som do tone, indique a opção “0.”
Key Range Lower C - –(Upper) Determina a nota mais grave que produz som em cada tone.
Key Range Upper (Lower)–G9 Determina a nota mais aguda que produz som em cada tone.
Key Fade Upper 0–127 Determina o que acontece com o volume do tone ao tocar nota mais aguda que Key Range Upper.
Se não quiser o som do tone, indique a opção “0.”

37
Criando um patch

VELOCITY RANGE
Você pode usar a intensidade do toque na tecla para controle de como cada Tone é tocado.
fig.TMT-V.e

O tone toca com toque suave O tone toca com toque


Volume intenso

Velocity

Velo Fade Lower Velo Fade Upper


Velo Range Lower Velo Range Upper

Parâmetro Opções Explicação


Tone Mix Velo Con- OFF, ON, Escolha se outro tone é tocado (ON) ou não (OFF) dependendo da intensidade do toque na tecla (velocity).
trol RANDOM, RANDOM: Os tones do patch tocam aleatoriamente, independente do valor de velocity.
CYCLE CYCLE: Os tones do patch tocam consecutivamente, independente do valor de velocity.
Control Switch OFF, ON Use Matrix Control (p. 44) para ativar (ON), ou desativar (OFF) os sons dos diversos tones.
Velo Fade Lower 0–127 Determina o que acontece com o volume do tone se o tone é tocado com velocity inferior a Velo Range Lower.
Se não quiser o som do tone, indique a opção “0.”
Velo Range Lower 1–(Upper) Indique o menor valor de velocity que faz o tone produzir som.
Velo Range Upper (Lower)–127 Indique o maior valor de velocity que faz o tone produzir som.
Velo Fade Upper 0–127 Determina o que acontece com o volume do tone quando o tone é tocado com velocity superior que Velo Range Upper.
Se não quiser o som do tone, indique a opção “0.”

No uso de Matrix Control para tocar diferentes tones, ajuste o valor inferior (Lower) e superior (Upper) para a mensagem MIDI a ser usada.

Em vez de usar Velocity, você pode substituir tones com Matrix Control. No entanto, o valor de velocity e Matrix Control não podem ser
usados ao mesmo tempo para determinar o tone tocado. No uso de Matrix Control para mudança de tones, ajuste “Tone Mix Velo Control”
na opção “OFF.”

Modificação de forma de onda/afinação/envelope de afinação

WAVE PARAMETER
Parâmetro Opções Explicação
Wave Group INT, EXP, Grupo da forma de onda usada de base no tone
SAMP INT: Forma de onda interna
EXP: Forma de onda de placas de expansão (SRX) instalada em slot EXP
SAMP: Forma de onda Sample
Wave Bank PRST, USER, Wave Group nas opções SAMP: PRST, USER, CARD
CARD Wave Group nas opções MSAM: USER, CARD
Wave No. L (Mono) ----, 1–1267 Forma de onda básica do tone (O limite superior depende do grupo.)
Wave No. R No modo monaural, apenas o lado esquerdo (L) é indicado. Em estéreo, o lado direito (R) também é indicado.
Para indicar um par esquerdo/direito de forma de ondas, escolha o esquerdo (L), depois mantenha pressionado
[SHIFT] e pressione [F4 (ESTÉREO)] para marcar (✔); o lado (R) (Wave) também fica indicado.
Wave Gain -6, 0, +6, +12 Ganho (amplificação) da forma de onda
O valor varia em passos de 6 dB (decibéis)—um aumento de 6 dB dobra o ganho da forma de onda.
* Se deseja usar o Booster para distorcer o som da forma de onda, indique o valor máximo (p. 36).
Wave Tempo Sync OFF, ON Para sincronizar uma frase em loop (Phrase Loop) ao andamento, use a opção “ON.”
* Válido no uso de placa de expansão especial instalada, para forma de onda com indicação de andamento (BPM) selecionada no
tone.
Selecionando forma de onda de placa de expansão no tone, e ativando o parâmetro Wave Tempo Sync (ON) os ajustes
de afinação e ajustes FXM são ignorados.
• Selecionando uma amostra para o tone, ajuste primeiro o BPM da amostra.
• Selecionando uma amostra para o tone, Wave Tempo Sync usa o dobro do número de vozes normais.
• Estando na opção “ON,” ajuste Tone Delay Time (p. 45) na opção “0.”

38
Criando um patch

Phrase Loop Realtime Time Stretch


Phrase loop é a reprodução repetida de uma frase da música (em Nos grupos de forma de onda “SAMP” ou “MSAM,” com Wave
geral usando uma amostra). Uma técnica de uso de Phrase Loops é a Tempo Sync na opção “ON,” você pode variar o andamento da
inserção de frase de uma música existente, por exemplo de “dance,” reprodução da forma de onda sem alterar a afinação.
com a criação da nova música usando esta frase como motivo. Isto é
chamado de “Break Beats.”

Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
FXM Switch OFF, ON Escolha se FXM será usado (ON) ou não (OFF).
FXM Color 1–4 Como o FXM faz a modulação de freqüência
Valores maiores produzem som mais granulado, ajustes mais baixos produzem som mais metálico.
FXM Depth ★ 0–16 Intensidade da modulação produzida pelo FXM

FXM
FXM (Frequency Cross Modulation) usa a forma de onda indicada
para modular a freqüência da forma de onda corrente, produzindo
harmônicos complexos. Útil para criar efeitos sonoros e sons
dramáticos.

WAVE PITCH
Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
Tone Coarse Tune ★ -48– +48 Afinação do som do tone (em semitons, +/-4 oitavas)
Tone Fine Tune ★ -50– +50 Afinação do som do tone (passos de centésimos; 1/100 do semitom)
Rand Pitch Depth 0–1200 Variação aleatória da afinação do tone a cada tecla acionada (passos de centésimos)
Se não quiser variação aleatória da afinação, indique a opção “0.”
Pitch Keyfollow -200– +200 Variação da afinação ao tocar tecla oitava acima
Se quiser a mudança convencional de afinação no teclado, indique a opção “+100.” Se quiser que a afinação suba duas
oitavas, indique a opção “+200.”
P-Env V-Sens -63– +63 Ação da intensidade do toque no teclado sobre a intensidade do envelope de afinação.
Se quiser que o envelope de afinação seja mais intenso em notas tocadas forte, indique valor positivo (+).
P-Env T1 V-Sens -63– +63 Permite que a intensidade do toque no teclado afete o T1 do envelope de afinação.
Se quiser que T1 acelere em notas tocadas com força, indique valor positivo (+).
P-Env T4 V-Sens -63– +63 Use este parâmetro para que a velocidade de tecla solta afete o T4 do envelope de afinação.
Se quiser que T4 acelere em notas soltas rápido, indique valor positivo (+).
P-Env Time KF -100– +100 Use este ajuste para que os tempos do envelope de afinação (T2–T4) sejam afetados pela posição da tecla.
(Time Keyfollow) Baseado nos tempos do envelope de afinação para a tecla C4, valores positivos (+) fazem com que notas acima de C4
sejam progressivamente mais curtas.

Pitch Keyfollow Tempo Time Keyfollow


+200 -100
+100

+50 -50

0 0

-50 +50

-200 -100 +100


C1 C2 C3 C4 C5 C6 C7 Tecla C1 C2 C3 C4 C5 C6 C7 Tecla

39
Criando um patch

WAVE PITCH ENV


Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
P-Env Depth -12– +12 Intensidade do envelope de afinação
Valores maiores fazem o envelope de afinação produzir maiores mudanças. Valores negativos (-) invertem a forma
do envelope.
P-Env Time 1–4 ★ 0–127 Tempos do envelope de afinação (T1–T4)
Valores maiores resultam em intervalos de tempos mais longos entre os pontos.
P-Env Level 0–4 -63– +63 Alturas do envelope de afinação (L0–L4)
Indique a afinação a cada ponto, em relação ao que foi ajustado em Coarse Tune ou Fine Tune.

Pitch Envelope
T1 T2 T3 T4

Altura L0
Tempo
L1 L3
Note on Note off
(tecla acionada) L2 (tecla solta) L4

Ajuste do brilho do som com o filtro (TVF/ envelope TVF)


O filtro corta ou reforça uma região de freqüências, mudando o brilho, espessura e outras qualidades do som.

TVF PARÂMETRO
Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
Filter Type OFF, LPF, Tipo de filtro
BPF, HPF, OFF: Não usa filtro.
PKG, LPF: Low Pass Filter. Reduz o volume das freqüências acima do cutoff deixando o som suave, reduzindo o brilho do
LPF2, som.
LPF3 BPF: Band Pass Filter. Preserva apenas as freqüências em torno do cutoff, eliminando as demais. Produz sons caracte-
rísticos.
HPF: High Pass Filter. Elimina freqüências abaixo do cutoff. Usado para efeitos percussivos, enfatizando agudos.
PKG: Peaking Filter. Enfatiza freqüências em torno do cutoff. Use para criar efeitos tipo wah-wah, usando o LFO no
controle cíclico do cutoff.
LPF2: Low Pass Filter 2. Corte das freqüências acima de cutoff, com metade da intensidade encontrada em LPF. Usado
na simulação de instrumentos acústicos, como o piano.
LPF3: Low Pass Filter 3. Corte das freqüências acima de cutoff, com sensibilidade variando com o ajuste do cutoff.
Também usado para simular instrumentos acústicos, mas com resposta diferente que o LPF2, mesmo com ajustes iguais
no envelope TVF.
* Na opção “LPF2” ou “LPF3,” o ajuste do parâmetro ressonance é ignorado.
Cutoff Frequency ★ 0–127 Freqüência em que o filtro começa a atuar no espectro da forma de onda.
Resonance ★ 0–127 Enfatiza freqüências em torno do cutoff, criando som característico
* Valores muito alto produzem realimentação, distorcendo o som.
Cutoff Keyfollow -200– +200 Use este parâmetro se quiser que a freqüência de cutoff varie com a tecla acionada.
Em relação à freqüência de cutoff da tecla C4 (Dó central), valores positivos (+) fazem a freqüência de cutoff subir para
notas mais agudas que C4, e ajustes negativos (-) fazem a freqüência de cutoff cair para notas mais agudas que C4. Va-
lores maiores produzem variação maior.

40
Criando um patch

Resonance Cutoff frequency Cutoff Keyfollow


(oitava)
LPF BPF HPF PKG
Intensidade +200
+100
Alto
+2
+50
Cutoff
+1
Valor ajustado

o 0

-1
-50
-2

-200 -100
C1 C2 C3 C4 C5 C6 C7 tecla

Baixo

Parâmetro Opções Explicação


Cutoff V-Curve FIX, 1–7 Curva que determina como a intensidade do toque no teclado (velocity) afeta a freqüência de cutoff
Indique a opção “FIX” se não quiser que a freqüência de cutoff seja afetada pela intensidade do toque.

1 2 3 4 5 6 7
Cutoff V-Sens -63– +63 Use este parâmetro para alterar a freqüência do cutoff pela intensidade do toque. Se quiser que notas tocadas forte subam
a freqüência de cutoff, indique a opção valores positivos (+).
Resonance V-Sens -63– +63 Permite que a intensidade do toque varie o valor de Ressonance.
Se quiser que notas tocadas forte tenham mais efeito Ressonance, indique a opção com valores positivos (+).
F-Env V-Curve FIX, 1–7 Curva que determina como a intensidade do toque no teclado (velocity) afeta o envelope TVF
Indique a opção “FIX” se não quiser que o envelope TVF seja afetado pela intensidade do toque.

1 2 3 4 5 6 7
F-Env V-Sens -63– +63 Ajuste como a intensidade do toque afeta a intensidade do envelope TVF.
Valores positivos (+) fazem o envelope TVF produzir mais efeito nas notas tocadas forte, e ajustes negativos (-) fazem
o efeito ser menor.
F-Env T1 V-Sens -63– +63 Permite que a intensidade do toque no teclado afete o T1do envelope TVF.
Se quiser que T1 acelere em notas tocadas com força, indique valor positivo (+).
F-Env T4 V-Sens -63– +63 Use este parâmetro para que a velocidade de tecla solta afete o T4 do envelope TVF.
Se quiser que T4 acelere em notas soltas rápido, indique valor positivo (+).

TVF ENVELOPE
Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
F-Env Depth -63– +63 Intensidade do envelope TVF
Valores maiores fazem o envelope TVF produzir variação maior. Valores negativos (-) invertem a forma do envelope.
F-Env Time KF -100– +100 Use este ajuste se quiser que os tempos do envelope TVF (T2–T4) sejam afetados pela posição da tecla.
(Time Keyfollow) Baseado nos tempos do envelope TVF da tecla C4 (Dó central), valores positivos (+) fazem com que notas acima de C4
sejam progressivamente mais curtas.
F-Env Time 1–4 ★ 0–127 Tempos do envelope TVF (T1–T4)
Ajustes maiores aumentam o tempo para atingir o próximo ponto de cutoff do envelope.
F-Env Level 0–4 0–127 Altura dos pontos do envelope TVF (L0–L4)
Ajuste como a freqüência de cutoff varia a cada ponto, em relação ao ajuste de Cutoff Frequency.

41
Criando um patch

TVF Envelope Tempo Time Keyfollow


-100
T1 T2 T3 T4

-50

Cutoff
0
Frequency L0 Tempo
L1 L2 L3 L4
Tecla acionada Tecla solta +50

+100
C1 C2 C3 C4 C5 C6 C7 Tecla

Ajuste do volume (TVA/envelope TVA)

Parâmetros de TVA
Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
Tone Level ★ 0–127 Volume do tone.
Ajuste usado para controle do balanço de volume entre os tones.
Level V-Curve FIX, 1–7 Curva que determina como a intensidade do toque no teclado (velocity) afeta o volume
Indique a opção “FIX” se não quiser que volume do tone seja afetada pela intensidade do toque.

1 2 3 4 5 6 7
Level V-Sens -63– +63 Ajuste para determinar como o volume do tone varia com a intensidade do toque.
Indique valor positivo (+) para mais volume ao tocar forte; para menos volume ao tocar forte, valor negativo.
Bias Bias faz o volume variar com a posição da tecla. Permite variar o volume pela afinação, como ocorre em instrumentos acústicos.
Bias Level -100– +100 Ângulo da variação de volume que vai ocorrer na direção escolhida em “Bias Direction”
Valores maiores produzem variação maior. Valor negativo (-) inverte a direção da mudança.
Bias Position C - –G9 Tecla a partir da qual o volume é modificado
Bias Direction LWR, UPR, Direção da variação que começa na tecla de Bias Position
L&U, ALL LWR: O volume é modificado nas teclas abaixo de Bias Point.
UPR: O volume é modificado nas teclas acima de Bias Point.
L&U: O volume varia simetricamente para a direta e esquerda de Bias Point.
ALL: O volume varia linearmente, com Bias Point no centro.

LWR UPR L&U ALL


Level + Level + + + – +
Level Level
0 0 0 0 0
0
– Key – Key – – Key + – Key
C-1 Bias Position G9 C-1 Bias Position G9 C-1 Bias Position G9 C-1 Bias Position G9

Parâmetro Opções Explicação


Tone Pan ★ L64–0–63R Posição esquerda/direita do tone
Pan Keyfollow -100– +100 Use este parâmetro se quiser que a posição da tecla afete o pan.
Valores positivos (+) faz teclas acima de C4 (Dó central) serem desviadas para a direita, e ajustes negativos (-) faz
teclas acima de C4 (Dó central) desviarem para a esquerda. Valores maiores produzem variação maior.

42
Criando um patch

Pan Pan Keyfollow

R +100

+50

o 0

-50

L -100
Tecla
C1 C2 C3 C4 C5 C6 C7

Parâmetro Opções Explicação


Random Pan Depth 0–63 Use este parâmetro para variar aleatoriamente a posição no estéreo a cada vez que se pressiona uma tecla.
Valores maiores produzem maior variação.
Alter Pan Depth L63–0–63R Este ajuste faz o pan alternar entre esquerda e direita a cada tecla acionada.
Valores maiores produzem maior variação. “L” ou “R” revertem a posição inicial entre esquerda ou direita. Por exem-
plo ajuste dois tones em “L” e “R” respectivamente, o pan dos dois tones ficam opostos no pan, invertendo de posição
a cada tecla acionada.
* Com o parâmetro Type nas opções “2”–”10” em Structure, se os ajustes dos parâmetros Pan KF, Rnd Pan Depth, Alter Pan
Depth for usado e a saída de som dos tones 1 e 2 ficam unidos no tone 2, e a saída dos tones 3 e 4 são unidos no tone 4. Por isso,
tone 1 segue o ajuste do tone 2, e tone 3 segue o ajuste do tone 4 (p. 35).

TVA ENVELOPE
Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
A-Env T1 V-Sens -63– +63 Permite que a intensidade do toque no teclado afete o T1 do envelope TVA.
Se quiser que Time 1 acelere em notas tocadas com força, indique valor positivo (+). Se quiser desacelerar, va-
lor negativo.
A-Env T4 V-Sens -63– +63 Use este parâmetro para que a velocidade de tecla solta afete o T4 do envelope TVA.
Se quiser que T4 acelere em notas soltas rápido, indique valor positivo (+). Se quiser desacelerar, use valor ne-
gativo.
A-Env Time KF -100– +100 Use este ajuste se quiser que os tempos do envelope TVA (T2–T4) sejam afetados pela posição da tecla. Baseado
(Time Keyfollow) nos tempos do envelope TVA da tecla C4 (Dó central), valores positivos (+) fazem com que notas acima de C4
sejam progressivamente mais curtas, e ajustes negativos (-) produzem tempos progressivamente mais longos. Va-
lores maiores produzem variação maior.
A-Env Time 1–4 ★ 0–127 Tempos do envelope TVA (T1–T4)
Valores maiores aumentam o intervalo entre os pontos de volume do envelope.
A-Env Level 1–3 0–127 Pontos de volume do envelope TVA (L1–L3)
Ajuste como o volume varia a cada ponto, em relação ao ajuste Tone Level.

TVA Envelope Tempo Time Keyfollow


T1 T2 T3 T4 -100

-50

0
Volume
Tempo
L1 L2 L3
Tecla acionada tecla solta +50

+100
C1 C2 C3 C4 C5 C6 C7 Tecla

43
Criando um patch

Ajustes de “Matrix Control”/ajustes diversos

MATRIX CTRL1–4
A função que permite usar mensagens MIDI para alterações em tempo real em parâmetros de tone é chamada Matrix Control. Até 4 “Matrix Controls”
podem ser usados em um único patch.
Para usar o Matrix Control, escolha qual mensagem MIDI (parâmetro CTRL Source) será usado para controlar qual parâmetro (parâmetro CTRL
Destination), a intensidade (parâmetro CTRL Sens), e o tone no qual o efeito é aplicado (parâmetro CTRL Switch).
Parâmetro Opções Explicação
CTRL 1–4 Source OFF, CC01–31, 33–95, Mensagem MIDI usada para mudar o parâmetro do tone com Matrix Control
PITCH BEND, OFF: Matrix control não é usado.
AFTERTOUCH, CC01–31, 33–95: Controle de número 1–31, 33–95
SYS CTRL1–4, PITCH BEND: Pitch Bend AFTERTOUCH: Aftertouch
VELOCITY,
SYS CTRL1–4: mensagens MIDI usadas como controle comum em matrix control
KEY FOLLOW, TEMPO,
LFO1, LFO2, PITCH VELOCITY: Intensidade do toque na tecla KEY FOLLOW: Posição da tecla, com C4 como 0
ENV, TVF ENV, TVA TEMPO: Andamento ajustado (andamento do gravador) ou andamento de seqüênciador MIDI externo.
ENV LFO1: LFO 1 LFO2: LFO 2
PITCH ENV: Envelope de afinação TVF ENV: Envelope TVF TVA ENV: Envelope TVA

Velocity e Key follow são ligadas a mensagens de nota.

Apesar de não existir mensagens MIDI para LFO 1 até envelope TVA, estes podem ser usados como Matrix Control. Neste caso, você altera
ajustes do tone em tempo real tocando os patches.
• Se quiser usar os controles comuns em todo o JUNO-G, indique “SYS CTRL1”–”SYS CTRL4.” As mensagens MIDI usadas em System Control
1–4 são indicadas nos parâmetros “System Ctrl 1–4 Source” (p. 159).

Existem parâmetros para permitir ou não que Pitch Bend, controle nº 11 (Expression) e controle nº 64 (Hold 1) sejam recebidos (p. 45).
Estando na opção “ON,” e recebendo a mensagem MIDI, para controle de parâmetros, o Pitch Bend, Expression, e Hold 1 mudam ao mesmo
tempo. Se quiser controlar apenas o parâmetro indicado, indique a opção “OFF.”
• Existem parâmetros para escolher se mensagens MIDI são recebidas em cada canal da performance (p. 67). Quando um patch com ajustes de
Matrix Control é endereçado para uma parte, verifique se as mensagens MIDI usadas em Matrix Control são recebidas. Se o JUNO-G estiver
ajustado para não receber a mensagem MIDI, o Matrix Control não vai funcionar.
Parâmetro Opções Explicação
CTRL 1–4 OFF, PITCH, CUTOFF, RE- Parâmetro de tone a ser controlado por Matrix Control
Destination 1– SONANCE, LEVEL, PAN, Até 4 parâmetros podem ser indicados em cada Matrix Control, e controlados simultaneamente.
4 OUTPUT LEVEL, CHORUS * Neste manual, parâmetros que podem ser controlados com Matrix Control estão marcados com “★.”
SEND,
REVERB SEND,
LFO1/2 PITCH DEPTH,
LFO1/2 TVF DEPTH,
LFO1/2 TVA DEPTH,
LFO1/2 PAN DEPTH,
LFO1/2 RATE,
PCH ENV A-TIME,
PCH ENV D-TIME,
PCH ENV R-TIME,
TVF ENV A-TIME,
TVF ENV D-TIME,
TVF ENV R-TIME,
TVA ENV A-TIME,
TVA ENV D-TIME,
TVA ENV R-TIME, TMT,
FXM DEPTH, MFX CTRL1–
4, TIME

Parâmetro Opções Explicação


CTRL 1–4 Sens 1–4 -63– +63 Intensidade do efeito de Matrix Control
Para modificar o parâmetro na direção positiva (+)—mais alto, mais para a direita, mais rápido etc.—em relação ao
ajuste corrente, indique valor positivo (+). Para modificar o parâmetro na direção negativa (-)—mais baixo, esquer-
da, mais lento etc.—em relação ao ajuste corrente, indique valor negativo (-). Seja positivo ou negativo, valores mai-
ores produzem maior mudança. Indique a opção “0” se não quiser aplicar o efeito.
CTRL 1–4 Switch 1–4 OFF, ON, Tone no qual o efeito é aplicado no uso de Matrix Control
REVS OFF: O efeito não é aplicado.
ON: O efeito é aplicado.
REVS: O efeito é aplicado em reverso.

44
Criando um patch

MISC
Tone Delay
Produz o atraso entre tecla acionada (ou solta), e o início da produção do som. Você pode deslocar o instante de início do som de cada tone. Isto é diferente
do efeito Delay nos efeitos internos, porque o efeito delay afeta a afinação e timbre, e aqui, você pode produzir arpejos usando uma única tecla.
Você pode sincronizar o intervalo do “tone delay” com o andamento do gravador.
* Se não quiser usar o Tone Delay, ajuste Delay Mode na opção “NORM” e Delay Time na opção “0.”
• Com Structure nas opções “2”–”10,” o output de tones 1 e 2 é combinado no tone 2, e o output de tones 3 e 4 é combinado no tone 4. Por isso,
tone 1 segue o ajuste do tone 2, e tone 3 segue o ajuste do tone 4 (p. 35).
Parâmetro Opções Explicação
Tone Delay Mode NORM, Tipos de atraso em Tone Delay
HOLD, NORM: O tone começa a tocar após o tempo indicado em Delay Time.
OFFN, HOLD: AO tone começa a tocar após o tempo indicado em Delay Time, mas se a tecla é solta antes do tempo indicado em
OFFD Delay Time, o tone não é tocado.
OFFN: Em vez de começar a tocar quando tecla é acionada, o tone começa a tocar depois de decorrido o tempo indicado
em Delay Time após a tecla ser solta. Use para simular ruídos de trasteado em guitarra, e outros ruídos.
OFFD: Em vez de começar a tocar quando tecla é acionada, o tone começa a tocar depois de decorrido o tempo indicado
em Delay Time após a tecla ser solta. No entanto, as mudanças do envelope TVA começam ao acionar a tecla, e em muitos
casos apenas a parte do release do envelope é tocado.
* Se uma forma de onda com decaimento é usada (som que desaparece mesmo sem a tecla ser solta), as opções “OFFN” e “OFFD” podem
fazer com que o som não seja produzido.
Tone Delay Time 0-127, Fi- Tempo entre tecla acionada (ou com Delay Mode na opção “OFFN” ou “OFFD,” tempo desde de tecla solta) até a produção
gura de do som do tone
ritmo Tone Delay Time determina o pulso no sincronismo para a produção do som (Patch Tempo) pelo andamento do gravador,
quando se indica figura rítmica.
fig.ToneDly1.e

Tone Delay Mode: NORM Tone Delay Mode: HOLD Tone Delay Mode: OFFN Tone Delay Mode: OFFD
Delay time
Sem Tone Delay

Delay time Acionada Solta


sem som
Delay time Delay time Solta
Acionada

Tecla acionada Tecla solta Acionada Solta

Parâmetro Opções Explicação


Tone Env Mode NSUS, Selecionando forma de onda loop (p. 33) o som continua enquanto a tecla fica acionada. Se quiser que um decaimento man-
SUST tendo a tecla pressionada, indique a opção “NSUS.”
* Com uso de forma de onda one-shot (p. 33) a sustentação não acontece, mesmo se estiver na opção “SUST.”
Rx Bender OFF, ON Em cada tone, escolha se a mensagem MIDI Pitch Bend é recebida (ON), ou não (OFF).
Rx Expression OFF, ON Em cada tone, escolha se a mensagem MIDI Expression é recebida (ON), ou não (OFF).
Rx Hold-1 OFF, ON Em cada tone, escolha se a mensagem MIDI Hold-1 é recebida (ON), ou não (OFF).
* Com “NSUS” indicado no parâmetro Env Mode, este ajuste fica sem efeito.
Rx Pan Mode CONT, K- Em cada tone, escolha como a mensagem de pan é recebida.
ON CONT: Ao receber a mensagem de pan, a posição do tone no estéreo é alterada.
K-ON: O pan do tone é alterado apenas na próxima nota tocada. Recebendo a mensagem durante a sustentação de uma
nota, o pan não muda, até que uma nova tecla seja acionada.
* O canal não pode ser ajustado para não receber mensagem de pan.
Redamper Sw OFF, ON Ajuste, em cada tone, a sustentação ou não do som ao receber mensagem Hold 1 após a tecla ser solta, e antes do decaimento
para o silêncio.
Se quiser a sustentação do som, indique a opção “ON.” Para usar esta função, ajuste Rx Hold-1 também em “ON.” Esta
função é para ser usada em sons de piano.

45
Criando um patch

Modulação dos sons/saída dos sons (output)


Um LFO (Low Frequency Oscillator) permite variar ciclicamente o som. Cada tone tem dois LFOs (LFO1/LFO2), que podem ser usados para variação cíclica
da afinação, timbre (cutoff) e volume, para produzir os efeitos de vibrato, wah e tremolo. Os dois LFOs tem os mesmos parâmetros e basta uma explicação.

LFO 1–2
Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
Wave Form SIN, Forma de onda do LFO
TRI, SA- SIN: Onda senoidal
WU, SA- TRI: Onda triangular
WD, SQR, SAWU: Onda dente de serra
RND, BD-
SAWD: Onda dente de serra (polaridade negativa)
U, BD-D,
TRP, S&H, SQR: Onda quadrada
CHS, RND: Onda randômica
VSIN, BD-U: Após o ataque da forma de onda do LFO, ela se desenvolve de forma padrão, a onda continua sem mais alterações.
STEP BD-D: Após o decaimento do LFO na forma padrão, a onda continua sem mais alterações.
TRP: Onda trapezoidal
S&H: Onda “Sample & Hold” (uma vez por ciclo, o valor de LFO varia)
CHS: Onda caos
VSIN: Onda senoidal modificada. A amplitude da onda senoidal varia randomicamente a cada ciclo.
STEP: Forma de onda gerada pelos dados de LFO Step 1–16. Produz modulação por passos com padrão fixo, como um mo-
dulador por passos.
* Indicando a opção “BD-U” ou “BD-D,” o parâmetro Key Trigger deve estar na opção “ON.” Se estiver “OFF,” o ajuste fica sem efeito.
Rate ★ 0–127, Velocidade de modulação do LFO
figura LFO Rate pode ser ajustado com o ritmo do gravador.
rítmica * Este ajuste é ignorado quando “Waveform” estiver na opção “CHAOS.”
Rate Detune 0–127 Variação fina do ajuste do ciclo do LFO (Rate) a cada tecla acionada.
Valores maiores produzem maior mudança. Parâmetro inválido quando Rate está na opção “figura rítmica.”
Offset -100– +100 Sobe ou desce a forma de onda do LFO em relação ao ajuste do central (afinação ou cutoff).
Valores positivos (+) fazem a modulação acontecer do valor central para cima. Ajustes negativos (-) movem a forma de onda
para a modulação acontecer do valor central para baixo.
Delay Time 0–127 Intervalo antes da aplicação do LFO (ou uso do efeito) após tecla acionada (ou solta)
Para som de violino, sopros, e outros, em vez de ter um vibrato imediato ao tocar o som, é melhor ter um intervalo, e depois
o intervalo aparece gradualmente.
Delay Time KF -100– +100 Ajuste o valor de Delay Time proporcionalmente à posição da tecla, a partir da relação com a tecla C4 (Dó central).
(Time Keyfo- Para reduzir o tempo em notas mais agudas, indique valor positivo; para aumentar o intervalo, indique valor negativo. Valo-
llow) res maiores produzem variação maior. Se não quiser que o intervalo varie com a altura da tecla, indique a opção “0.”
fig.T-KF.e

Tempo Time Keyfollow


-100

-50

+50

+100
C1 C2 C3 C4 C5 C6 C7 Tecla

Parâmetros com a indicação “★” podem ser controlados com mensagens MIDI específicas
(Matrix Control, p. 44)
Parâmetro Opções Explicação
Fade Mode ON <, ON >, Como o LFO é aplicado
OFF <, OFF >
Fade Time 0–127 Tempo para que a amplitude do LFO chegue ao máximo (mínimo)
Key Trigger OFF, ON Escolha se o ciclo do LFO é sincronizado com tecla acionada (ON) ou não (OFF).
Pitch Depth ★ -63– +63 Intensidade da ação do LFO sobre afinação
TVF Depth ★ -63– +63 Intensidade da ação do LFO sobre a freqüência de cutoff
TVA Depth ★ -63– +63 Intensidade da ação do LFO sobre o volume
Pan Depth ★ -63– +63 Intensidade da ação do LFO sobre o pan

46
Criando um patch

Parâmetro Opções Explicação


Ajustes positivos (+) e negativos (-) em “Depth” produzem mudanças diferentes na afinação e volume. Por exemplo, use um valor positivo (+)
em um tone, e em outro tone use o mesmo valor, mas negativo (-), e a fase de modulação será oposta entre os tones. Isto permite alternar entre
dois tones, ou combinar o ajuste de Pan para a variação cíclica da posição do som.
* Com Structure nas opções “2” a “10,” o output de tones 1 e 2 é combinado no tone 2, e o output de tones 3 e 4 é combinado no tone 4. Isto também acontece
nos ajustes de Pan Depth. Por isso, tone 1 segue o ajuste do tone 2, e tone 3 segue o ajuste do tone 4 (p. 35).

Como aplicar o LFO


● Aplicando o LFO gradually após tecla acionada
Delay
Mais
Time Fade Time
Pitch Fade Mode: ON <
Cutoff Frequency Depth Delay Time: Intervalo de tempo entre tecla acionada e início do LFO
Level Fade Time: Tempo para que a amplitude do LFO chegue ao máximo após decorrido De-
Pan tecla acionda lay Time

Menos

● Aplicando o LFO imediatamente ao pressionar a tecla, e depois reduzir gradualmente o efeito


mais
Delay Time Fade Time
Pitch Fade Mode: ON >
Cutoff Frequency Depth Delay Time: Tempo de permanência do LFO após a tecla ser tocada
Level Fade Time: Tempo para a amplitude de LFO chegar ao mínimo após decorrido Delay
Pan tecla Time
acionada
menos

● Aplicando o LFO gradualmente após tecla solta


Delay
mais
Time Fade Time
Pitch Fade Mode: OFF <
Cutoff Frequency Depth Delay Time: Intervalo entre tecla solta e início do LFO
Level Fade Time: Tempo para que a amplitude do LFO chegue ao máximo após decorrido De-
Pan lay Time
tecla Tecla
acionada solta
menos

● Aplicando o LFO entre tecla acionada e solta, e reduz gradualmente após a tecla solta
Delay
mais
Time Fade Time
Pitch Fade Mode: OFF >
Cutoff Frequency Depth
Delay Time: Tempo de duração do LFO após a tecla ser solta
Level
Pan Fade Time: Tempo para a amplitude de LFO chegar ao mínimo após decorrido Delay
Time
menos Tecla Tecla solta
acionada

STEP
Parâmetro Opções Explicação
Step Type TYP1, TYP2 Quando o LFO é desenhado pelos dados de LFO Step 1–16, escolha se a variação é abrupta a cada passo ou se a conexão é
linear.
TYP1: mudança por degraus
TYP2: variação linear
Step 1–16 -36– +36 Indique valores de Step LFO.
Com LFO Pitch Depth na opção +63, cada passo de +1 corresponde e uma afinação de +50 centésimos.

47
Criando um patch

OUTPUT
Parâmetro Op- Explicação
ções
Patch Out Assign MFX, Ajustes como é a saída (output) do som direto do patch.
A, B, 1– MFX: Output em estéreo, através de múlti-efeitos. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som que passa através de múlti-efei-
4, tos.
TONE A, B: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) ou OUTPUT B em estéreo, sem passar por múlti-efeitos.
1–4: Output (saída) para INDIVIDUAL 1–4 em mono, sem passar por múlti-efeitos.
TONE: Output de acordo com o ajuste de cada tone.
* Se fizer ajustes que o som é mandado em separado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2, mas não conectar nada em INDIVIDUAL 2,
o som é roteado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2 é misturado e tem saída em INDIVIDUAL 1.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
Tone Out Assign MFX, Escolha como é a saída do som direto de cada tone.
A, B, 1– MFX: Output em estéreo, através de múlti-efeitos. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som que passa através de múlti-efei-
4 tos.
A, B: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) ou OUTPUT B em estéreo, sem passar por múlti-efeitos.
1–4: Output (saída) para INDIVIDUAL 1–4 em mono, sem passar por múlti-efeitos.
* Com Patch Out Assign em opção diferente de “TONE,” este ajuste é ignorado.
* Com Structure Type nas opções Type “2”–”10,” o output de tones 1 e 2 é combinado no tone 2, e o output de tones 3 e 4 é combinado no
tone 4. Por isso, tone 1 segue o ajuste do tone 2, e tone 3 segue o ajuste do tone 4 (p. 35).
* Se fizer ajustes que o som é mandado em separado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2, mas não conectar nada em INDIVIDUAL 2,
o som é roteado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2 é misturado e tem saída em INDIVIDUAL 1.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
* Ajustando Tone Out Assign na opção “MFX,” ajuste MFX Output Assign (p. 126) indicando a saída do som que passa pelo múlti-efeitos.
* Sons vão para chorus e reverb sempre em mono.
* O output do sinal após passar por chorus é indicado em Chorus Output Select e Chorus Output Assign (p. 127).
* O output do sinal após passar por reverb é indicado em Reverb Output Assign parâmetro (p. 127).
Tone Out Level 0–127 Volume do sinal mandado para o output indicado em Tone Output Assign
Send Level (Output = MFX)
Tone Chorus Send 0–127 Volume do sinal mandado para chorus em cada tone se o tone estiver sendo mandado pelo MFX
Tone Reverb Send 0–127 Volume do sinal mandado para reverb em cada tone se o tone estiver sendo mandado pelo MFX
Send Level (Output = non MFX)
Tone Chorus Send 0–127 Volume do sinal mandado para chorus em cada tone se o tone não for mandado através de MFX
Tone Reverb Send 0–127 Volume do sinal mandado para reverb em cada tone se o tone não for mandado através de MFX

Ajuste de efeitos no patch (Effects/MFX/MFX Control/Chorus/Reverb)


Para detalhes de ajustes de efeitos, veja as páginas indicadas abaixo.
• Para fazer ajustes em efeitos (p. 125)
• Ajustes de múlti-efeitos (MFX1–3) (p. 129)
• Fazendo ajustes em chorus (p. 154)
• Ajustes de Reverb (p. 155)

48
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)
Com o JUNO-G, você pode controlar diversos ajustes. Cada item que 7. Pressione o botão de seleção SOUND MODIFY, de forma
pode ser ajustado é chamado parâmetro. Ao mudar o valor de um que AMP ENV acenda.
parâmetro, você faz uma Edição. Este procedimento explica os
procedimentos usados na criação dos sets de estilo, e as funções dos
8. Gire os botões ATTACK, DECAY, SUSTAIN, e RELEASE.
Girando o botão para a direita você aumenta o valor.
parâmetros de sets de ritmo.
A: Attack Time: Tempo entre acionamento da tecla e produção
de máximo de volume.
Como fazer ajustar sets de ritmo D: Delay Time: Tempo de queda a partir do máximo de volume
até a sustentação.
Uso de botões para edição do som S: Sustain level: Volume de sustentação do som enquanto a
tecla fica acionada
Você pode usar os seis botões SOUND MODIFY para editar o som R: Release Time: Tempo para desaparecimento do som depois
em tempo real. de solta a tecla.
* Caso você pressione o botão SOUND MODIFY deixando todos os
Quando o som tem uma duração breve, pode ser difícil perceber indicadores apagados, girar os botões não produz qualquer alteração.
o efeito ao girar o botão.
Edição para ajuste do brilho (brightness) do timbre
1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY. O timbre varia entre o momento que a tecla é acionada e é solta.

2. Escolha o set de ritmo que deseja editar (p. 26). 9. Pressione o botão de seleção SOUND MODIFY, de forma
que FILTER ENV acenda.
Você não pode indicar patches do grupo GM2.
10. Gire os botões ATTACK, DECAY, SUSTAIN, e RELEASE.
Girando o botão para a direita você aumenta o valor.
3. Pressione uma tecla para indicar a tecla (A0–C8) a ser
controlada pelos botões SOUND MODIFY. * Quando você pressione o botão SOUND MODIFY deixando todos os
indicadores apagados, girar os botões não produz qualquer alteração.
Escolha o tone a ser editado
4. Na tela PATCH PLAY, pressione [TONE SW/SEL] de forma Edição em uma tela gráfica (Zoom Edit)
que acenda.
Os parâmetros importantes mais usados para edição, podem ser
5. Pressione SELECT[1]–[4] indicando o tone (s) que deseja
vistos graficamente em cinco telas.
editar.
Parâmetro página
Na área SOUND MODIFY 1–4 da parte inferior da tela, uma
PITCH ENVELOPE ZOOM p. 54
marca (✔) é acrescentada ao nº de tone selecionado.
TVF PARÂMETRO ZOOM p. 55
* Você pode acionar vários botões indicando diversos tones. TVF ENVELOPE ZOOM p. 55
TVA ENVELOPE ZOOM p. 56
* Ligando/desligando TONE SWITCH você pode fazer a edição ouvindo
apenas o tone a ser modificado.
1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY.

Ajustando o brilho do som e acrescentando outras 2. Escolha o set de ritmo que deseja editar (p. 26).
qualidades (CUTOFF/RESONANCE)
O gerador de som do JUNO-G tem um filtro que pode reforçar ou
Você não pode indicar patches do grupo GM2.
cortar regiões de freqüência do som. O botão CUTOFF determina a
freqüência (cutoff frequency) em que o filtro começa a modificar o 3. Pressione EDIT [PATCH] para que acenda.
som, e o botão RESSONANCE reforça as freqüências em torno do
cutoff, criando um som característico. 4. Pressione a tecla para que fique indicada (A0–C8) para
edição.
6. Gire o botão CUTOFF ou RESSONANCE.
Girando o botão para a direita você aumenta o valor.
5. Use [F1]–[F4] indicando a tela do parâmetro.

FREQ: Freqüência em que o filtro começa a atuar no espectro 6. Use [ ][ ] [ ] [ ] indicando um parâmetro.
da forma de onda
* Alguns parâmetros são independentes em cada tone. Para indicar o
RESO: Enfatiza freqüências em torno do cutoff, criando som tone a ser editado, pressione [TONE SW/SEL] para que acenda, e
característico pressione um dos botões SELECT [1]–[4].
* Valores muito alto produzem realimentação, distorcendo o som.
7. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o valor.
Parâmetros com a indicação 1–4 também são editados nos
Edição da forma da variação do volume
botões SOUND MODIFY 1–4.
O volume varia continuamente desde que a tecla é tocada até depois
da tecla ser solta. 8. Repita os passos 4–6 ajustando cada parâmetro.

49
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)

9. Pressione [WRITE] para registro das alterações (p. 51). Se aparece um número para o nome do parâmetro (1, 2, 3, 4), você
Se não quiser fazer o registro, pressione [EXIT] para voltar pode usar botões SOUND MODIFY 1–4 ajustando o valor.
para a tela PATCH PLAY.
* Pressione o botão SOUND MODIFY deixando todos os indicadores
Se você voltar para a tela PACTH PLAY sem fazer o registro, apagados. Se qualquer indicador estiver aceso, a função do botão muda.
um “*” aparece na esquerda do nome do item editado. Por exemplo, na tela TVF ENVELOPE ZOOM, os botões ficam com
os seguintes parâmetros.
Se você desligar o aparelho ou escolher outro som enquanto o Botão 1 A (Time 1)
display indica “*,” a edição realizada é descartada. Botão 2 D (Time 3)
Botão 3 S (Level 3)
Botão 4 R (Time 4)
Ver e editar todos os parâmetros (PRO
EDIT) Inicialização dos ajustes de “Rhythm Set”
VER: “Inicialização” o retorno de todos os ajustes do som selecionado
Para detalhes dos parâmetros, veja p. 52 e seguintes. para ajustes padrão.
* A Inicialização afeta apenas o som corrente; sons armazenados na
1. Pressione MODE [PATCH] para ver a tela PATCH PLAY.
memória user não são afetados. Para colocar todos os ajustes do
2. Escolha o set de ritmo que deseja editar (p. 26). JUNO-G nos valores de fábrica, use o Factory Reset (p. 164).

1. Com EDIT [PATCH] aceso, mantenha pressionado [SHIFT] e


Você não pode indicar patches do grupo GM2. pressione [F5 (INIT)].
Uma mensagem solicita confirmação.
3. Pressione EDIT [PATCH] para que acenda.
2. Pressione [F6 (EXEC)].
4. Pressione [F6 (PRO EDIT)].
A inicialização é realizada.
5. Pressione a tecla para que fique indicada (A0–C8) para * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
edição.

6. Use [F2 (GRP ↑)][F3 (GRP ↓)] para mudar o grupo do Cópia de ajustes de tone de ritmo
parâmetro.
* Pressionando [F1 (GRP LIST)] aparece a janela Patch Pro Edit Menu. Este procedimento copia ajustes de qualquer set de ritmo para o set
Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] [ ] [ ] indicando o grupo do corrente.
parâmetro, e pressione [ENTER].
1. Com EDIT [PATCH] aceso, mantenha pressionado [SHIFT] e
pressione [F6 (TONE COPY)].
7. Use [ ][ ] indicando a parâmetro.
A janela Rhythm Tone Copy aparece.
* Uma marca (✔) é acrescentada ao número do tone na parte superior
direita da tela.

8. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o valor.


Parâmetros com a indicação 1–4 também são editados nos
botões SOUND MODIFY 1–4.

9. Repita os passos 5–7 ajustando cada parâmetro.


2. Pressione [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor, e use o dial
10. Pressione [WRITE] para registro das alterações (p. 51). VALUE ou [INC] [DEC] indicando grupo número e tone de
Se não quiser fazer o registro, pressione [EXIT] para voltar “Source (origem da cópia).”
para a tela PATCH PLAY.
* Pressionando [F4 (COMPR)] para marcar (✔), e você marca a
Se você voltar para a tela PACTH PLAY sem fazer o registro, origem da cópia (função Compare).
um “*” aparece na esquerda do nome do item editado.
3. Pressione [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor, e escolha o
tone de destino da cópia, ou “Destination.”
Se você desligar o aparelho ou escolher outro som enquanto o
display indica “*,” a edição realizada é descartada. 4. Pressione [F6 (EXEC)].
Uma mensagem solicita confirmação.

5. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar a cópia.


Uso de botões SOUND MODIFY para * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
mudar o valor

50
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)

A função Compare Nunca desligue o JUNO-G durante registro de dados.


Nos procedimentos de cópia e ajustes de tones de ritmo, você
pode usar o função Compare. Formas de onda one-shot e Loop
Se quiser que tocar o set de destino ou origem da cópia,
As formas de onda internas do JUNO-G se dividem em dois grupos.
pressione [F4 (COMPR)] para marcar (✔). Você poderá tocar o
set de origem ou destino no teclado. One-shot:
* O set de ritmo escutado com a função Compare pode ficar um o Formas de onda com decaimento curto. Esta forma de onda tem
som pouco diferente do que apresenta normalmente. gravado o decaimento do som.
O JUNO-G tem diversas destas formas de onda com elementos de
outros sons. Inclusive o ataque do martelo no som de piano, e ruídos
de traste de guitarra.
Registro dos sets de ritmo criados * Não se pode usar o envelope para modificar uma forma de onda one-
(Write) shot para que se torne um som sustentado, ou maior que o original.
Loop:
As alterações feitas no som são temporárias, e são perdidas se você Estas formas de onda tem decaimento longo ou sons sustentados.
desligar o aparelho ou escolher outro som. Para conservar o novo Formas de onda loop repetem o trecho do som no trecho em que o
som, faça o registro no grupo USER interno (memória user) ou grupo volume é estável.
CARD (cartão de memória). As formas de onda do JUNO-G incluem componentes de outros
Ao editar um set de ritmo, um “*” aparece na tela PATCH PLAY. sons, como os sons sustentados de piano e sopro de metais, por
exemplo.

Ao fazer este procedimento, os dados anteriores do destino do O diagrama abaixo mostra exemplo de um som (órgão elétrico) que
registro são eliminados. combina as duas formas de onda.
fig.Waveform1.e

TVA ENV da forma de onda TVA ENV do clique TVA ENV


1. Faça a edição do set de ritmo. Organ loop (sustentado) da tecla (ataque) resultante
Volume
2. Pressione EDIT [WRITE].
A tela WRITE MENU é apresentada.
+ =
3. Pressione [F2 (PAT/RHY)].
* Ou use [ ] [ ] indicando “Patch/Rhythm,” depois pressione Tempo
Fim de nota Fim de nota
[ENTER].
A tela RHYTHM SET NAME é apresentada.

4. Escreva um nome para o set de ritmo.

VER:

Sobre escrita de nomes, veja p. 24.

5. Ao terminar a escrita do nome, pressione [F6 (WRITE)].


Uma tela aparece, para escolha do destino do registro do patch.

6. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] e [F1 (USER)] [F2


(CARD)] indicando o destino.
* Pressionando [F4 (COMPR)] para marcar (✔), você marca o set de
ritmo de destino do registro (função Compare).

7. Pressione [F6 (WRITE)].


Uma mensagem solicita confirmação.

8. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar o registro.


* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

51
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)

Dicas no uso de forma de onda de instrumento acústico


Em sons de instrumentos acústicos, como piano e sax, o timbre tem uma variação muito grande nos primeiros momentos. Este ataque define
muitas das características do instrumento. Nestas formas de onda, é melhor conservar esta variação complexa, e usar o envelope apenas no
controle do decaimento do som.
fig.waveform2.e

Volume
Parte em loop
Tone da
forma de onda

Tempo

Envelope
do TVF

Tone
resultante

Funções de parâmetros de “Rhythm Set”


Ajustes comuns em todo o “Rhythm Set”

GENERAL
Parâmetro Opções Descrição
Rhythm Level 0–127 Volume do set de ritmo
Rhythm Tone Você escreve um nome com até 12 caracteres para o tone de ritmo.
Name Pressione [ ] [ ] movendo o cursor, e use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando os caracteres.

CONTROL
Parâmetro Opções Explicação
Assign Type MULTI, SIN- Ajuste como o som é tocado quando a mesma tecla é acionada mais de uma vez.
GLE MULTI: Camadas de som da mesma tecla. Mesmo em sons sustentados, como pratos, os sons são sobrepostos, sem
interromper o som anterior.
SINGLE: O som de cada tecla tem apenas uma versão. Sons com sustentação longa, são interrompidos para tocarem
novamente.
Mute Group OFF, 1–31 Em uma bateria de verdade, o chimbau aberto nunca toca junto com o chimbau fechado. Para reproduzir esta situação,
use o número de “Mute Group.”
A função Mute Group permite agrupar tones de ritmo que não devem produzir som ao mesmo tempo. Até 31 grupos
de Mute podem ser usados. Os tones de ritmo de que não pertencem a qualquer grupo são ajustados com a opção
“OFF.”
Tone Env Mode NO-SUS, SUS- Selecionando uma forma de onda loop (p. 51) o som continua enquanto a tecla fica acionada. Se quiser que um decaimento
TAIN mantendo a tecla pressionada, indique a opção “NO-SUS.”
* Com uso de forma de onda one-shot (p. 51) a sustentação não acontece, mesmo se estiver na opção “SUSTAIN.”
Tone Pitch Bend 0–48 Variação da afinação em semitons (4 oitavas) que vai ocorrer quando a alavanca Pitch Bend e movimentada
Range A variação que acontece ao mover a alavanca neste ajuste é a mesma para ambos os lados (esquerda ou direita).
One Shot Mode OFF, ON ON: O som toca até o fim da forma de onda (ou fim do envelope, o que ocorrer primeiro).
Com Wave Group (p. 53) na opção SAMP, o ajuste loop é forçado para ONE SHOT.
Aftertouch Time -63– +63 Com Wave Group na opção SAMP e Wave Tempo Sync na opção ON, o aftertouch controla o ajuste de “time stretching/
Ctrl Sens shrinking” produzido pelo “Time Stretch.”
Se o Time Stretch não estiver sendo aplicado, nada acontece. Indique “+” para o tempo de stretch/shrink ficar mais
curto, e indique “-” para o tempo ficar mais longo.

RECEIVE
Parâmetro Opções Explicação
Tone Receive OFF, ON Em cada tone de ritmo, escolha se a mensagem MIDI Expression é recebida (ON), ou não (OFF).
Expression
Tone Receive OFF, ON Em cada tone de ritmo, escolha se a mensagem MIDI Hold-1 é recebida (ON), ou não (OFF).
Hold-1 * Com “NO-SUS” indicado no parâmetro Env Mode, este ajuste fica sem efeito.

52
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)

Parâmetro Opções Explicação


Tone Receive CONTINUOUS, Em cada tone de ritmo, escolha como a mensagem de pan é recebida.
Pan Mode KEY-ON CONTINUOUS: Ao receber a mensagem de pan, a posição do tone no estéreo é alterada.
KEY-ON: O pan do tone é alterada apenas na próxima nota tocada. Recebendo a mensagem durante a sustentação de
uma nota, o pan não muda, até que uma nova tecla seja acionada.
* O canal não pode ser ajustado para não receber mensagem de pan.

Modificando formas de onda /afinação/envelope de afinação

WAVE (forma de onda)


Parâmetro Opções Explicação
Wave Group INT, EXP, Grupos com formas de onda usadas em tones de ritmo
SAMP INT: Forma de onda interna
EXP: Formas de onda de placas de expansão (SRX) instalada em slot EXP
SAMP: Forma de onda Sample
Wave Bank PRST, USER, Wave Group nas opções SAMP: PRST, USER, CARD
CARD Wave Group nas opções MSAM: USER, CARD
Wave No. L (Mono) ----, 1–1267 Nº de formas de onda para tone de ritmo (O limite superior depende do grupo.)
Wave No. R No modo mono, apenas o lado esquerdo (L) é indicado. Em estéreo, o lado direito (R) também é indicado.
Se quiser indicar partes esquerdo/direito de forma de onda, escolha o esquerdo (L), depois mantenha pressionado
[SHIFT] e pressione [F4 (ESTÉREO)] para marcar (✔); e o direito (R) é confirmado (Wave).
Wave Gain -6, 0, +6, +12 Ganho (amplificação) da forma de onda
O valor varia em passos de 6 dB (decibel) —um aumento de 6 dB dobra o ganho da forma de onda.
Wave Tempo Sync OFF, ON Para sincronizar a Phrase Loop ao andamento, indique a opção “ON.”
* Válido no uso de placa de expansão especial instalada, para forma de onda com indicação de andamento (BPM) indicada em
tone sample.
Selecionando forma de onda de placa de expansão no tone, e ativando Wave Tempo Sync (“ON”) os ajustes de afinação
e FXM são ignorados.
• Selecionando uma amostra para o tone, ajuste primeiro o BPM do sample.
• Selecionando uma amostra para o tone, Wave Tempo Sync usa o dobro do número de vozes normais.

Phrase Loop Realtime Time Stretch


Phrase loop são frases tiradas de uma música (em geral usando Nos grupos de forma de onda “SAMP” ou “MSAM,” quando o
um sampler). O uso destas frases existentes em um certo gênero parâmetro Wave Tempo Sync é ligado (“ON”), você pode variar
musical serve de base para outra música, usando a frase inicial a velocidade da reprodução da onda sem alterar a afinação.
como motivo, na técnica chamada de “Break Beats.”

Parâmetro Opções Explicação


FXM Switch OFF, ON Escolha se o FXM é usado (ON) ou não (OFF).
FXM Color 1–4 Ajuste como o FXM faz a modulação de freqüência
Valores maiores produzem som mais granulado, ajustes mais baixos produzem som mais metálico.
FXM Depth 0–16 Intensidade da modulação produzida pelo FXM

FXM
FXM (Frequency Cross Modulation) usa a forma de onda
indicada para modular a freqüência da forma de onda corrente,
produzindo harmônicos complexos. Útil para criar efeitos
sonoros e sons dramáticos.

WAVE PITCH
Parâmetro Opções Explicação
Tone Coarse Tune 0 (C -)– Afinação do som do tone de ritmo.
127 (G9) O ajuste grosso da afinação do tone de ritmo vai depender também do ajuste em Wave Coarse Tune (p. 54).
Tone Fine Tune -50– +50 Afinação do som do tone de ritmo (passos de centésimos; 1/100 do semitom)
O ajuste fino da afinação também depende do ajuste em Wave Fine Tune (p. 54).
Tone Random Pitch 0–1200 Variação aleatória da afinação do tone a cada tecla acionada (passos de centésimos)
Depth Se não quiser variação aleatória da afinação, indique a opção “0.”

53
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)

WAVE PITCH ENV


Parâmetro Opções Explicação
P-Env Depth -12– +12 Intensidade do envelope de afinação
Valores maiores fazem o envelope de afinação produzir maiores mudanças. Valores negativos (-) invertem a forma do en-
velope.
P-Env V-Sens -63– +63 Ação da intensidade do toque no teclado sobre a intensidade do envelope de afinação.
Se quiser que o envelope de afinação seja mais intenso em notas tocadas forte, indique valor positivo (+).
P-Env T1 V-Sens -63– +63 Permite que a intensidade do toque no teclado afete o T1 do envelope de afinação.
Se quiser que T1 acelere em notas tocadas com força, indique valor positivo (+).
P-Env T4 V-Sens -63– +63 Use este parâmetro para que a velocidade de tecla solta afete o T4 do envelope de afinação.
Se quiser que T4 acelere em notas soltas rápido, indique valor positivo (+).
P-Env Time 1–4 0–127 Tempos do envelope de afinação (T1–T4)
Valores maiores resultam em intervalos de tempos mais longos entre os pontos.
P-Env Level 0–4 -63– +63 Alturas do envelope de afinação (L0–L4)
Indique a afinação a cada ponto, em relação ao que foi ajustado em Coarse Tune ou Fine Tune.

Pitch Envelope
T1 T2 T3 T4

Altura L0
Tempo
L1 L3
Note on Note off
(tecla acionada) L2 (tecla solta) L4

WAVE MIX

WAVE MIX LV/PN


Parâmetro Opções Descrição
Wave Level 0–127 Volume da forma de onda
Wave Pan L64–0–63R Posição esquerda/direita da forma de onda
Wave Rnd Pan Sw OFF, ON Use este ajuste para variar o pan randomicamente, a cada tecla acionada (ON); ou não (OFF).
* A faixa de variação é indicada em “Random Pan Depth” (p. 56).
Wave Alter Pan Sw OFF, ON, REVS Este ajuste determina se vai ser usada a alternância da posição do som entre esquerda e direita a cada tecla acionada.
Indique a opção “ON” para alternar de acordo com o ajuste em Alternate Pan Depth (p. 56), ou em “REVS” para
alternação do pan em reverso do ajustado.

WAVE MIX TUNE


Parâmetro Opções Explicação
Wave Coarse Tune -48– +48 Afinação do som da forma de onda (em semitons, +/-4 oitavas)
Wave Fine Tune -50– +50 Afinação do som da forma de onda (passos de centésimos; 1/100 do semitom)

VELOCITY RANGE
Você pode usar a intensidade do toque na tecla para controle de como cada forma de onda é tocada.
fig.TMT-V.e

som ao tocar leve som ao tocar forte


Level

Velocity

Velo Fade Lower Velo Fade Upper


Velo Range Lower Velo Range Upper

Parâmetro Opções Explicação


Velocity Control OFF, ON, RAN Escolha se toca outra forma de onda (ON) ou não (OFF) dependendo da intensidade do toque na tecla (velocity).
RAN: A forma de onda do tone toca randomicamente, independente do valor de velocity.
Velo Fade Lower 0–127 Escolha o que acontece com o som da forma de onda quando velocity estiver abaixo de Velo Range Lower.
Se não quiser que a forma de onda produza som, indique a opção “0.”
Velo Range Lower 1–UPPER Indique o menor valor de velocity em que a forma de onda produz som.
Velo Range Upper LOWER–127 Indique o maior valor de velocity em que a forma de onda produz som.
Velo Fade Upper 0–127 Escolha o que acontece quando o tone de ritmo é tocado com velocity superior a Velo Range Upper.
Se não quiser que a forma de onda produza som, indique a opção “0.”

54
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)

Ajuste do brilho do som com o filtro (TVF/ envelope TVF)


O filtro corta ou reforça uma região de freqüências, mudando o brilho, espessura e outras qualidades do som.

TVF PARÂMETRO
Parâmetro Opções Explicação
Filter Type OFF, LPF, Tipo de filtro
BPF, HPF, OFF: Não usa filtro.
PKG, LPF: Low Pass Filter. Reduz o volume das freqüências acima do cutoff deixando o som suave, reduzindo o brilho do
LPF2, som.
LPF3 BPF: Band Pass Filter. Preserva apenas as freqüências em torno do cutoff, eliminando as demais. Produz sons caracte-
rísticos.
HPF: High Pass Filter. Elimina freqüências abaixo do cutoff. Usado para efeitos percussivos, enfatizando agudos.
PKG: Peaking Filter. Enfatiza freqüências em torno do cutoff. Use para criar efeitos tipo wah-wah, usando o LFO no
controle cíclico do cutoff.
LPF2: Low Pass Filter 2. Corte das freqüências acima de cutoff, com metade da intensidade encontrada em LPF. Usado
na simulação de instrumentos acústicos, como o piano.
LPF3: Low Pass Filter 3. Corte das freqüências acima de cutoff, com sensibilidade variando com o ajuste do cutoff.
Também usado para simular instrumentos acústicos, mas com resposta diferente que o LPF2, mesmo com ajustes iguais
no envelope TVF.
* Na opção “LPF2” ou “LPF3,” o ajuste do parâmetro ressonance é ignorado.
Cutoff Frequency 0–127 Freqüência em que o filtro começa a atuar no espectro da forma de onda
Resonance 0–127 Enfatiza freqüências em torno do cutoff, criando som característico.
* Valores muito alto produzem realimentação, distorcendo o som.

Resonance
LPF BPF HPF PKG
Intensidade
Alto

Cutoff
Valor ajustado

Baixo

Parâmetro Opções Explicação


Cutoff V-Curve FIX, 1–7 Curva que determina como a intensidade do toque no teclado (velocity) afeta a freqüência de cutoff
Indique a opção “FIX” se não quiser que a freqüência de cutoff seja afetada pela intensidade do toque.

1 2 3 4 5 6 7
Cutoff V-Sens -63– +63 Use este parâmetro para alterar a freqüência do cutoff pela intensidade do toque. Se quiser que notas tocadas forte subam
a freqüência de cutoff, indique a opção valores positivos (+).
Resonance V-Sens -63– +63 Permite que a intensidade do toque varie o valor de Ressonance.
Se quiser que notas tocadas forte tenham mais efeito Ressonance, indique a opção com valores positivos (+).

TVF ENVELOPE
Parâmetro Opções Explicação
F-Env Depth -63– +63 Intensidade do envelope TVF
Valores maiores no envelope TVF produz maior mudança. Valores negativos (-) invertem a forma do envelope.
F-Env V-Curve FIX, 1–7 Curva que determina como a intensidade do toque no teclado (velocity) afeta o envelope TVF
Indique a opção “FIX” se não quiser que o envelope TVF seja afetada pela intensidade do toque.

1 2 3 4 5 6 7
F-Env V-Sens -63– +63 Ajuste como a intensidade do toque afeta a intensidade do envelope TVF.
Valores positivos (+) fazem o envelope TVF produzir mais efeito nas notas tocadas forte, e ajustes negativos (-) fazem
o efeito ser menor.

55
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)

Parâmetro Opções Explicação


F-Env T1 V-Sens -63– +63 Permite que a intensidade do toque no teclado afete o T1 do envelope TVF.
Se quiser que T1 acelere em notas tocadas com força, indique valor positivo (+).
F-Env T4 V-Sens -63– +63 Use este parâmetro para que a velocidade de tecla solta afete o T4 do envelope TVF.
Se quiser que T4 acelere em notas soltas rápido, indique valor positivo (+).
F-Env Time 1–4 0–127 Tempos do envelope TVF (T1–T4)
Ajustes maiores aumentam o tempo para atingir o próximo ponto de cutoff do envelope.
F-Env Level 0–4 0–127 Altura dos pontos do envelope TVF (L0–L4)
Ajuste como a freqüência de cutoff varia a cada ponto, em relação ao valor de Cutoff Frequency.

TVF Envelope

T1 T2 T3 T4

Cutoff
Frequency L0 Tempo
L1 L2 L3 L4
Tecla acionada Tecla solta

Ajuste do volume (TVA/envelope TVA)

TVA
Parâmetro Opções Explicação
Tone Level 0–127 Volume do tone
Ajuste usado para controle do balanço de volume entre os tones.
Level V-Curve FIX, 1–7 Curva que determina como a intensidade do toque no teclado (velocity) afeta o volume
Indique a opção “FIX” se não quiser que volume do tone seja afetada pela intensidade do toque.

1 2 3 4 5 6 7
Level V-Sens -63– +63 Ajuste para determinar como o volume do tone varia com a intensidade do toque.
Indique valor positivo (+) para mais volume ao tocar forte; para menos volume ao tocar forte, valor negativo.
Tone Pan L64–0–63R Posição esquerda/direita do tone
Random Pan Depth 0–63 Use este parâmetro para variar aleatoriamente a posição no estéreo a cada vez que se pressiona uma tecla.
Valores maiores produzem maior variação.
Alternate Pan Depth L63–0–63R Este ajuste faz o pan alternar entre esquerda e direita a cada tecla acionada.
Valores maiores produzem maior variação. “L” ou “R” revertem a posição inicial entre esquerda ou direita. Por exem-
plo ajustando dois tones em “L” e “R” respectivamente, o pan fica oposto, alternando entre os tones.

TVA ENVELOPE
Parâmetro Opções Explicação
A-Env T1 V-Sens -63– +63 Permite que a intensidade do toque no teclado afete o T1 do envelope TVA.
Se quiser que Time 1 acelere em notas tocadas com força, indique valor positivo (+). Se quiser desacelerar, va-
lor negativo.
A-Env T4 V-Sens -63– +63 Use este parâmetro para que a velocidade de tecla solta afete o T4 do envelope TVA.
Se quiser que T4 acelere em notas soltas rápido, indique valor positivo (+). Se quiser desacelerar, valor nega-
tivo.
A-Env Time 1–4 0–127 tempos do envelope TVA (T1–T4)
Valores maiores aumentam o intervalo entre os pontos de volume.
A-Env Level 1–3 0–127 volumes do envelope TVA (L1–L3)
Ajuste como o volume varia a cada ponto, em relação ao ajuste Tone Level.

TVA Envelope
T1 T2 T3 T4

Volume
Tempo
L1 L2 L3
Tecla acionada tecla solta

56
Criação de set de ritmo (Rhythm Set)

Output Settings (OUTPUT)


Parâmetro Op- Explicação
ções
Rhythm Out Assign MFX, Escolha como o som direto do set de ritmo vai para a saída de áudio (output).
A, B, 1– MFX: Output em estéreo, através de múlti-efeitos. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som que passa através de múlti-
4, efeitos.
TONE A, B: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) ou OUTPUT B em estéreo, sem passar por múlti-efeitos.
1–4: Output (saída) para INDIVIDUAL 1–4 em mono, sem passar por múlti-efeitos.
TONE: Output de acordo com o ajuste de cada tone de ritmo.
* Se fizer ajustes que o som é mandado em separado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2, mas não conectar nada em INDIVIDUAL
2, som é roteado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2 é misturado e tem saída em INDIVIDUAL 1.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
Tone Out Assign MFX, Escolha como o som direito de cada tone de ritmo vai para o output.
A, B, 1– MFX: Output em estéreo, através de múlti-efeitos. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som que passa através de múlti-
4 efeitos.
A, B: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) ou OUTPUT B em estéreo, sem passar por múlti-efeitos.
1–4: Output (saída) para INDIVIDUAL 1–4 em mono, sem passar por múlti-efeitos.
* Com Rhythm Out Assign em opção diferente de “TONE,” este ajuste é ignorado.
* Se fizer ajustes que o som é mandado em separado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2, mas não conectar nada em INDIVIDUAL
2, o som é roteado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2 é misturado e tem saída em INDIVIDUAL 1.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
* Ajustando Tone Out Assign na opção “MFX,” ajuste MFX Output Assign (p. 126) indicando o output do som que passa por múlti-
efeitos.
* Sons vão para chorus e reverb sempre em mono.
* O output do sinal após passar por chorus é indicado em Chorus Output Select e Chorus Output Assign (p. 127).
* O output do sinal após passar por reverb é indicado em Reverb Output Assign (p. 127).
Tone Out Level 0–127 Volume do sinal mandado para o output indicado em Tone Output Assign
Send Level (Output = MFX)
Tone Chorus Send 0–127 Volume do sinal mandado para chorus em cada tone de ritmo se o tone estiver sendo mandado pelo MFX
Tone Reverb Send 0–127 Volume do sinal mandado para reverb em cada tone de ritmo se o tone estiver sendo mandado pelo MFX
Send Level (Output = non MFX)
Tone Chorus Send 0–127 Volume do sinal mandado para chorus em cada tone de ritmo se o tone não for mandado através de MFX
Tone Reverb Send 0–127 Volume do sinal mandado para reverb em cada tone de ritmo se o tone não for mandado através de MFX

Ajuste de efeitos no patch (Effects/MFX/MFX Control/Chorus/Reverb)


Para detalhes de ajustes de efeitos, veja as páginas indicadas abaixo.
• Para fazer ajustes em efeitos (p. 125)
• Ajustes de múlti-efeitos (MFX1–3) (p. 129)
• Fazendo ajustes em chorus (p. 154)
• Ajustes de Reverb (p. 155)

57
Tocando no modo Performance
Cada “performance” tem ajuste para cada parte individual, como o
patch ou set de ritmo de cada parte, e ajustes de volume e pan.
No modo performance você tem duas tela principais: tela PLAY e a
Funções na tela PERFORMANCE
tela MIXER. PLAY/MIXER
Use a tela PLAY para combinar diversos sons (paches e sets de
ritmo) criando sons complexos. Isto permite que você toque os Tela PLAY
patches em camadas (layer) ou tocar diferentes patches em
diferentes áreas do teclado (split). 1 3 4
2 5
Use a tela MIXER para fazer mixagens de sons, ajustando volume e 6 7
pan em cada uma das 16 partes.
Ao tocar o teclado, você ouve a parte corrente e partes com keyboard 9
8
switch na opção “ON.”
Além dos ajustes de cada parte, os seguintes ajustes ficam
10
registrados em cada performance.
1. Indica o modo corrente do gerador de som.
• Ajustes de controles, como o D Beam
• Ajustes de arpejo e memória de acordes 2. Indica a parte corrente (use [ ] [ ]).

• Número do grupo de ritmo 3. Indica múlti-efeitos (MFX1, 2, 3), chorus (CHO), reverb (REV), e
mastering (MASTER) está ligados (on) ou desligados (off).
4. Indica o nome da música corrente, e compasso corrente.
As alterações feitas no som são temporárias, e são perdidas se
5. Indica fórmula de compasso e andamento.
você desligar o aparelho ou escolher outro som. Para conservar o
6. Indica grupo, número e nome da performance
novo som, faça o registro no grupo USER interno (memória user)
7. Valor da transposição de oitava, e as condições de arpeggio,
ou grupo CARD (cartão de memória).
arpeggio hold, chord memory, rhythm play/stop
8. Posição dos cinco controles deslizantes SONG RECORDER
Ao editar os ajustes da Performance, um “*” aparece na tela 9. Faixa em que se pode tocar o teclado ou o set de ritmo.
PERFORMANCE PLAY. 10. Salte para a tela de edição para ver a função

Tela MIXER
Para ver a tela PERFORM PLAY
1 4
3
2 5
1. Pressione MODE [PERFORM]. 6 7
Você entra no modo Performance, e a tela PERFORM PLAY é
apresentada.
8

9
1. Indica o modo corrente do gerador de som.
2. Indica a parte corrente.
3. Indica se múlti-efeitos (MFX1, 2, 3), chorus (CHO), reverb (REV), e
mastering (MASTER) está ligados (on) ou desligados (off).

Para ver a tela PART MIXER 4. Indica o nome da música corrente, e compasso corrente.
5. Indica fórmula de compasso e andamento.
6. Indica patch ou padrão de ritmo
1. Pressione MODE [PART MIXER].
7. Grupo, número e nome do patch ou padrão de ritmo
Você entra no modo Performance, e a tela PERFORM MIXER é
apresentada. 8. Volume de cada parte (LEVEL), posição no estéreo (PAN), reverb
(REVERB), chorus (CHORUS), resonance (RESO), cutoff frequency
(FREQ), Pitch Coarse (KEY), keyboard switch (KBD), padrão de
ritmo, parte que toca o ritmo (RHY), parte que toca arpeggio (ARP),
e ajustes de output (OUT)
* Use botão de função para mudar de tela.
9. Salte para a tela de edição para ver a função

58
Tocando no modo Performance

5. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando a

Escolha a Performance performance.


6. Pressione [F6 (SELECT)] ou [ENTER] confirmando a
O JUNO-G tem três grupos de performance: User, Preset e Cartão de escolha.
memória.

USER Escolha de Performances favoritas


Grupo interno do JUNO-G que pode ser alterado. Performances que
Você pode agrupar as performances mais usadas em um único local,
você cria podem ser registrados neste grupo. O JUNO-G tem 64
performances neste grupo. chamado “Favorite Performance.” Usando esta função você localiza
as performances mais rapidamente.
PRST (Preset)
Grupo interno do JUNO-G que não pode ser alterado. Você pode 1. Pressione MODE [PERFORM] para ver a tela
alterar a programação da performance na área temporária, depois PERFORMANCE PLAY.
registrar a nova programação na memória user. O JUNO-G tem 64
2. Leve o cursor até o grupo ou nº da performance.
performances preset.
3. Pressione [ENTER] depois pressione [F1 (FAVORIT)].
CARD (Cartão de memória) A tela FAVORITE PERFORMANCE é apresentada.
Grupo de programações do cartão de memória, quando o cartão
estiver no slot do painel traseiro. Este grupo pode ser alterado, você
pode usar este grupo para registro de suas programações.

1. Pressione [PERFORM].

2. Pressione [ ] [ ] movendo o cursor até o grupo de


performance.
fig.PfmSelect.e

Grupo da Performance 4. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando o nº


da performance.
Para mudança de bancos, pressione [ ] [ ].

5. Pressione [F6 (SELECT)] ou [ENTER] confirmando a


escolha.

Registro de uma performance em “Favorite


3. Use o dial VALUE, ou [INC] [DEC] indicando um grupo de Performance”
performance.
Você registra até 64 Performances (8 números x 8 bancos) em
4. Pressione [ ] [ ] movendo o cursor até o nº da “Favorite Performance.”
performance.
1. Escolha a Performance que deseja registrar.
5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o nº da
performance. 2. Vá para a tela FAVORITE PERFORMANCE.

3. Pressione [ ] [ ] indicando o banco para registro da


Indicando a Performances em uma lista Performance.
4. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando o
Você pode ver uma lista de performances e indicar sua escolha na número para o registro.
lista.
5. Pressione [F3 (REGIST)] para confirmar o registro.
1. Pressione MODE [PERFORM] para ver a tela PERFORMANCE * Para cancelar, pressione [EXIT].
PLAY.
2. Leve o cursor até o grupo ou nº da performance. Pressionando [F2 (REMOVE)] você cancela o registro de
3. Pressione [ENTER]. Performance que estiver selecionado na tela FAVORITE
A tela PERFORMANCE LIST é apresentada. PERFORM.

4. Para mudar o grupo de performance, pressione [ ] [ ].

59
Tocando no modo Performance

Uso da tela PLAY Combinando sons para tocar em


camadas (Layer)
Escolha de uma parte
No modo Performance você pode tocar os sons de todas as partes
A partes selecionada é chamada de “parte corrente.” que estiverem com “Keyboard Switch” ligado (on), e todas as partes
conectadas. Combinando as partes você pode produzir sons densos e
1. A partir da tela PERFORMANCE PLAY, use [ ][ ] indicando a
complexos.
parte. fig.Layer.e

Parte 1 Parte 2 Parte 15 Parte 16


(Rx ch.1) (Rx ch.2) (Rx ch.15) (Rx ch.16)
Ou escolha a parte pressionando [PART SELECT] para que
acenda, e pressione um dos botões PART SELECT [1]–[8].
* Para indicar partes 9–16, pressione [9-16] para que acenda, depois
pressione PART SELECT [9]–[16].

Escolha o som para a parte Keyboard Switch:


On

Veja como indicar o patch da parte corrente.


1 (Tx ch.1)
1. Escolha a parte em que deseja escolher o patch. 2 (Tx ch.2)
2. Pressione [F1 (PAT LIST)].
A tela PATCH LIST é apresentada. 15 (Tx ch.15)
16(Tx ch.16)
• Caso você pressione [F3 (FAVORIT)], a tela FAVORITE PATCH (p.
28) aparece.
• Caso você pressione [F4 (CATEG)], você escolhe o patch por
categoria (p. 27). 1. Pressione MODE [PERFORM] para ver a tela PERFORMANCE
• Caso você pressione [F5 (PATCH)], a tela PATCH LIST (p. 27) PLAY.
aparece.
2. Pressione [F2 (KBD SW)].
• Caso você pressione [F6 (RHYTHM)], a tela RHYTHM LIST é A janela “Keyboard Switch” aparece.
apresentada.

3. Use [F1 (UP)] [F2 (DOWN)] indicando uma categoria ou


banco.
4. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando um
patch.
5. Pressione [ENTER] confirmando o patch.
3. Pressione [ ] [ ] indicando a parte que deseja tocar.

4. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando “ON.”


Ao tocar o teclado, você ouve a parte corrente e partes com
keyboard switch na opção “ON.”

Pressione [PART SELECT] para que acenda, depois pressione


PART SELECT [1]–[8] para ligar/desligar a parte selecionada.
* Para controle das partes 9–16, pressione [9-16] para que acenda,
depois pressione PART SELECT [9]–[16].

5. Repita os passos 3–4 para ligar “Keyboard Switch” em


todas as partes conectadas ao que você deseja tocar.
6. Pressione [F6 (CLOSE)] voltando para a tela
PERFORMANCE PLAY.

60
Tocando no modo Performance

Sobre o ajuste de “keyboard switch” Tocando diferentes sons em


Use o ajuste keyboard para tocar diversos sons em camadas
(Layer) ou indicar diferentes partes em diferentes regiões do diferentes áreas do teclado (Split)
teclado (Split). Desligue todos os ajustes “keyboard switch” que
não estiverem em uso, quando quiser editar sons, etc. No modo Performance, você pode dividir o teclado e tocar diferentes
patches em cada área (“split”). A extensão (range) das notas tocadas
em cada parte é ajustado individualmente, e o teclado pode ser
dividido em até 16 regiões. Por exemplo, você pode tocar cordas no
grave, piano no agudo, e ambos os sons nos médios.
fig.Split.e

Parte 1: Cordas
Parte 1 + Parte 2: Part 2: Piano
Cordas + Piano)

Ao tocar em split você pode usar também o modo layer. Se


você mudar a extensão do teclado tocado em layer você cria o
split.

1. Pressione MODE [PERFORM] para ver a tela


PERFORMANCE PLAY.
2. Pressione [F4 (KEYRANG)].
A tela Key Range janela aparece.

3. Pressione [ ][ ] indicando a parte que deseja tocar.

4. Pressione [F3 (KBDSW)]–[F5 (UPPER)] ou [ ] [ ] indicando


o parâmetro.
5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o ajuste.
Parâmetro Opções Explicação
KbdSW OFF, ON Escolha se a parte toca ou não.
Lower C - –Upper Limite inferior do controle da parte
Upper Lower–G9 Limite superior do controle da parte

A barra que aparece com a figura do teclado indica a extensão


em que o teclado toca a parte.

6. Ao terminar, pressione [F6 (CLOSE)] voltando para a tela


PERFORMANCE PLAY, e comece a tocar.

Indicando trechos com sobreposição, você pode combinar o som


de duas partes ou mais no mesmo trecho do teclado.

61
Tocando no modo Performance

Uso da tela MIXER Edição de ajustes da parte


Na tela PART MIXER você ajusta parâmetros de cada parte.
Escolha uma parte
1. Pressione MODE [PART MIXER] para ver a tela PART MIXER.
A parte selecionada é chamada de “parte corrente.”
2. Pressione [F1 (LVL&PAN)]–[F4 (KEY/OUT)] indicando a
1. Na tela PART MIXER, pressione [ ] movendo o cursor até função.
o número da parte. 3. Use [ ] [ ] [ ] [ ] indicando o parâmetro e a parte que
deseja editar.
4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o ajuste.
Parâmetro Explicação
(botões de função)
[F1 (LVL&PAN)] Volume da parte (Level, p. 64) e pan (posição
esquerda/direita) (Pan, p. 64)
[F2 (CHO&REV)] Intensidade de sinal mandado de cada parte
2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando a parte. para o chorus (Chorus, p. 65) e reverb (Re-
verb, p. 65)
[F3 (FILTER)] Valores de CUTOFF e RESONANCE para a
parte
Ou escolha a parte pressionando [PART SELECT] para que
[F4 (KEY/OUT)] KEY Afinação da parte (semitons, +/-4
acenda, e pressionando PART SELECT [1]–[8]. oitavas) (Coarse, p. 65)
* Para indicar as partes 9–16, pressione [9-16] para que acenda, depois KBD Keyboard Switch (p. 61)
RHY Rhythm Part
pressione PART SELECT [9]–[16].
ARP Arpeggio Part (p. 74)
OUT Output Assign (Asgn, p. 65)

Escolha o som para a parte


Escolha o patch endereçado para cada parte. Desligando o som de uma parte (Mute)
1. Escolha a parte a ser ajustada. Quando estiver tocando com uma música, você pode desligar (mute)
o som da parte que não deseja escutar. Isto permite que você
2. Pressione [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor até o nº ou
desligue a parte de melodia, para usar a música como um karaoke,
grupo do patch.
ou praticar a parte da melodia, tocando o teclado.

1. Pressione MODE [PART MIXER] para ver a tela PART MIXER.

2. Pressione [F6 (MUTE)].


A janela Part Mute aparece.

3. Pressione [ ] [ ] indicando a parte que deseja deixar sem


som (mute).
3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando um patch.
4. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando “ON.”
Indicando set de ritmo (Rhythm Set) Partes com este ajuste na opção “ON” não produzem som.

1. Escolha uma parte.


Pressione [PART SELECT] para que acenda, depois pressione
2. Pressione [ ][ ] [ ] [ ] movendo o cursor até a posição
PART SELECT [1]–[8] para ligar/desligar a parte selecionada.
abaixo.
* Para controle das partes 9–16, pressione [9-16] para que acenda,
depois pressione PART SELECT [9]–[16].

5. Pressione [F6 (CLOSE)] para voltar à tela anterior.

Este ajuste pode ser armazenado na performance.


* Part Mute não desliga a recepção MIDI (MIDI receive switch); em vez
3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando “RHY.” disso, ajusta o volume no mínimo para produzir o silêncio. As
O set de ritmo fica selecionado. mensagens MIDI continuam a ser recebidas.

62
Criação de Performances
Com o JUNO-G, você pode controlar diversos ajustes. Cada item que criar um som a partir do zero.
pode ser ajustado é chamado parâmetro. Ao mudar o valor de um Sound Control:Inicializa os seguintes parâmetros das partes:
parâmetro, você faz uma Edição. Este procedimento explica os Cutoff Offset, Resonance Offset,
Attack Time Offset, Release Time Offset,
procedimentos usados na criação das Performances, e as funções dos
Decay Time Offset, Vibrato Rate,
parâmetros de Performance. Vibrato Depth, Vibrato Delay
5. Pressione [F6 (SELECT)].
Ajuste de Parâmetros de cada Uma mensagem solicita confirmação.

parte 6. Pressione [F6 (EXEC)].


A inicialização é realizada.
No modo Performance você pode ver os ajustes de partes em uma * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
lista, na tela “PART VIEW”. Nesta tela, você vê os ajustes de oito
partes por vez. Pode ver por exemplo o patch usado em cada parte, o
ajuste de pan e volume. Você também pode alterar os ajustes nesta Alterando ajustes de patch
tela, e fazer ajustes detalhados que não podem ser feitos nas telas endereçado a uma parte
PERFORMANCE PLAY, ou PART MIXER.

1. Vá para a tela PERFORMANCE PLAY ou PART MIXER. No uso de patches (ou rhythm sets) no modo Performance, alguns
ajustes, como ajustes de efeitos, são determinados nos ajustes da
2. Pressione [F5 (PARTVIEW)].
Performance. Se você quiser fazer a edição de um patch (rhythm set)
A tela PART VIEW é apresentada.
enquanto ouve como o som fica na Performance, use este
procedimento:

1. Certifique-se que MODE [PERFORM] está aceso.

2. Pressione EDIT [PATCH].


O patch (rhythm set) da parte corrente aparece na tela PATCH
EDIT.

3. Pressione [ ][ ] indicando a parte. 3. O procedimento agora deve ser o mesmo usado para
edição no modo Patch (p. 30, p. 49).
4. Pressione [F1]–[F6], e/ou [ ] [ ] indicando o parâmetro.
O nome do parâmetro na posição do cursor aparece na linha
superior da tela PART VIEW. Após editar o patch, pressione EDIT [WRITE] para registro do
patch.
5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o valor.

6. Depois de fazer os ajustes, pressione [EXIT] para voltar à


tela anterior. Registro das performance criadas
Caso você volte para a tela anterior sem fazer o registro, um “*”
aparece na esquerda do grupo da performance.
(Write)
As alterações feitas no som são temporárias, e são perdidas se você
Se você desligar o aparelho ou escolher outro som enquanto o desligar o aparelho ou escolher outro som. Para conservar o novo
display indica “*,” a edição realizada é descartada. som, faça o registro no grupo USER interno (memória user) ou grupo
CARD (cartão de memória).
Ao editar os ajustes da a Performance, um “*” aparece na tela
Inicialização de ajustes da Performance PERFORMANCE PLAY.

“Inicialização” é o retorno de todos os ajustes do som selecionado


para ajustes padrão. Ao fazer este procedimento, os dados anteriores do destino do
* A Inicialização afeta apenas o som corrente; sons armazenados na registro são eliminados.
memória user não são afetados. Para recuperar todos os ajustes do 1. Faça a edição da performance.
JUNO-G para os valores de fábrica, use o Factory Reset (p. 164).
2. Pressione [WRITE].
1. Pressione MODE [PERFORM] para ver a tela A tela WRITE MENU é apresentada.
PERFORMANCE PLAY.
2. Escolha a Performance que deseja inicializar (p. 59).

3. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F6 (INIT)].


A tela Performance Initialize aparece.

4. Pressione [ ][ ] indicando o tipo de inicialização.


Default: Volta os ajustes correntes da área temporária para os
valores padrão. Use esta opção quando quiser 3. Pressione [F1 (PERF)].

63
Criação de Performances

* Ou use [ ] [ ] indicando “Performance,” depois pressione


[ENTER].
A tela PERFORMANCE NAME é apresentada.
Funções de parâmetros de cada
4. Escreva um nome para a performance. parte (parâmetros Performance)
VER:

Sobre escrita de nomes, veja Escrita de nome (p. 24). [F5 (PART VIEW)]
5. Ao terminar a escrita do nome, pressione [F6 (WRITE)]. [F1 (PATCH)]
Uma tela aparece, para escolha do destino do registro do
Parâmetro Opções Explicação
performance. Type Patch, Escolha o patch (Patch) ou rhythm set (Rhythm)
Rhythm de cada uma das partes.
6. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ] [ ] e [F1 (USER)] [F2
Group USER, Escolha o grupo de pertencimento do patch. (*
(CARD)] indicando o destino do registro. PR-A–F, Com Type na opção Patch)
GM, USER: User
7. Pressione [F6 (WRITE)]. CARD, PR-A–F: Preset A–F
Uma mensagem solicita confirmação. USAM,
GM: General MIDI (GM2)
CSAM,
EXP CARD: Card
8. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar o registro. USAM: User Sample
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. CSAM: Card Sample
EXP: Placas de expansão
USER, Escolha o grupo de pertencimento do set de rit-
PRST, mo. (* Com Type na opção Rhythm)
Nunca desligue o JUNO-G durante registro de dados. GM, USER: User
CARD, PRST: Preset
EXP
Quando alterar ajustes de Patch ou Rhythm GM: General MIDI (GM2)
CARD: Card
Set usado em parte da performance EXP: Placas de expansão
Quando você edita parâmetros de patch ou rhythm usados em Number 001–**** Indique o número do patch ou rhythm.

partes da performance e tenta fazer o registro da performance sem * Quando o cursor estiver nos parâmetros Type, Group, ou Number,
primeiro registrar a mudança do patch ou rhythm set, a seguinte pressione [ENTER] se quiser abrir a tela PATCH LIST e escolher o
mensagem aparece. patch na lista (p. 27).

[F2 (LVL PAN)]


Parâmetro Opções Explicação
Level 0–127 Volume de cada parte
Permite ajustar o balanço de volume
entre as partes.
Pan L64–0–63R Posição esquerda/direita de cada parte
Kbd OFF, ON Escolha, em cada parte, se os controles do
Nestes casos, faça primeiro o registro das programações de patches e (✔) teclado ficam conectados ao gerador de
rhythm sets, e depois faça o registro da performance. som, ou não.
Solo OFF, ON Com a marcação “✔” apenas esta parte
(✔) produz som; ativando o “solo” da parte.
Mute OFF, ON Com a marcação (✔) a parte deixa de pro-
(✔) duzir som.
Use, por exemplo, para desligar a me-
lodia no uso com karaoke, ou para to-
car uma parte em aparelho externo.
* O parâmetro Mute Switch não desliga a
parte, mas ajusta o volume no mínimo. As
mensagens MIDI continuam a ser recebi-
das.

64
Criação de Performances

[F3 (PITCH)]
Parâmetro Opções Explicação
Octave -3– +3 Afinação do som da parte (unidades de oitavas)
* Quando um rhythm set é endereçado para uma parte, você não modifica este parâmetro.
Coarse -48– +48 Afinação do som da parte (em semitons, +/-4 oitavas)
Fine -50– +50 Afinação do som da parte (passos de centésimos; 1/100 do semitom)
Bend 0–24, PAT Variação da afinação em semitons (até 2 oitavas) que vai ocorrer quando a alavanca pitch bend e movimentada.
A variação que acontece ao mover a alavanca é de igual extensão para a esquerda ou direita.
Se quiser usar o ajuste Pitch Bend Range do patch indicado na parte (p. 37), indique a opção “PAT.”

Coarse Tune e Octave Shift


Os parâmetros Coarse Tune e Fine Tune, junto com o parâmetro na opção “+12,” a afinação sobre uma oitava. Com Octave Shift na
Octave Shift, fazem as mesmas alterações no som, que é o controle opção “+1,” é como se você tocasse uma tecla oitava acima. Em
da afinação. Por exemplo, tocando a nota C4 (dó central) com outras palavras, use Coarse Tune para mudar a afinação, e use
Coarse Tune no ajuste “+12,” é tocada a afinação C5 (uma oitava Octave Shift para deslocar o teclado, por exemplo, quando o
acima de C4). Se C4 (dó central) é tocado com Octave Shift na número de teclas for insuficiente.
opção “+1,” o som produzido é C5 (uma oitava acima de C4).
Mas internamente, estes ajustes tem diferença.Com Coarse Tune

[F4 (OUTPUT)]
Parâmetro Opções Explicação
Asgn MFX 1–3, A, Indique em cada parte como o som direto tem output.
B, 1–4, PAT MFX 1–3: Output em estéreo, através de múlti-efeitos. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som que passa através de múlti-
1–3 efeitos. Escolha qual múlti-efeitos (1–3) será usado.
A, B: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) ou OUTPUT B em estéreo, sem passar por múlti-efeitos.
1–4: Output (saída) para INDIVIDUAL 1-4 em mono, sem passar por múlti-efeitos.
PAT 1–3: O output da parte é determinado no ajuste do patch ou rhythm set indicado na parte. Escolha qual múlti-efeitos (1–
3) será usado.
* Se fizer ajustes que o som é mandado em separado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2, mas não conectar nada em INDIVIDUAL 2,
o som é roteado para INDIVIDUAL 1 e INDIVIDUAL 2 é misturado e tem saída em INDIVIDUAL 1.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
* Ajustando Tone Out Assign na opção “MFX,” ajuste MFX Output Assign indicando a saída do som que passa por múlti-efeitos.
• Chorus e reverb sempre tem saída em mono.
• O output do sinal após passar por chorus é indicado em Chorus Output Select e Chorus Output Assign (p. 127).
• O output do sinal após passar por reverb é indicado em Reverb Output Assign (p. 127).
Output 0–127 Volume do sinal mandado para o output indicado em Part Output Assign
Chorus 0–127 Volume do sinal mandado para chorus em cada parte
Reverb 0–127 Volume do sinal mandado para reverb em cada parte

[F5 (FX SRC)]


Parâmetro Opções Explicação
MFX1–3 OFF, ON (✔) A ajuste do patch é usado nos ajustes de MFX1–MFX3, chorus, e reverb. Escolha aqui a parte que tem o patch com a programa-
Chorus ção a ser usada.
Não indicando esta opção em nenhuma parte, o ajuste da Performance é usado.
Reverb

[PÁGINA ↓] - [F1 (OFFSET)]


Parâmetro Opções Explicação
Cutoff -64– +63 Ajusta a freqüência de cutoff do patch ou rhythm set endereçado para a parte.
Reso -64– +63 Ajusta Resonance do patch ou rhythm set endereçado para a parte.
Attack -64– +63 Ajusta o TVA/TVF Envelope Attack Time do patch ou rhythm set endereçado para a parte.
Releas -64– +63 Ajusta o TVA/TVF Envelope Release Time do patch ou rhythm set endereçado para a parte.
Decay -64– +63 Ajusta o TVA/TVF Envelope Decay Time do patch ou rhythm set endereçado para a parte.

[PÁGINA ↓] - [F2 (VIBRATO)]


Parâmetro Opções Explicação
Vib Rate -64– +63 Em cada parte, ajuste a velocidade do vibrato.
Depth -64– +63 Em cada parte, ajusta a intensidade do efeito vibrato.
Delay -64– +63 Em cada parte, ajusta o atraso (time delay) para o vibrato.
Phase OFF, ON Indique a opção “ON” para reduzir a discrepância de sons tocados no mesmo canal MIDI.
* Estando na opção “ON,” partes que usam o mesmo canal MIDI são sincronizadas, e tocam juntas. Com isso, pode ser criado algum atraso
entre a recepção da mensagem de nota e a produção do som. Ative a opção “ON” apenas quando necessário.

[PÁGINA ↓] - [F3 (KEYBORD)]


Parâmetro Opções Explicação
Kbd OFF, ON (✔) Escolha, em cada parte, se o controle do teclado é conectado ao gerador de som interno.

65
Criação de Performances

Parâmetro Opções Explicação


K.L C - –(Upper) Nota mais grave que vai tocar em cada parte.
K.U (Lower)–G9 Nota mais aguda que vai tocar em cada parte
Com o ajuste Key Range (p. 37) ajustado individualmente em tones do patch, os sons são produzidos apenas nas teclas que
Key Range do tone e Key Range da parte estão sobrepostos.
Key range indicado em Performance

Key range indicado em Patch


Notas que produzem som
Velo -63– +63 Permite variações de volume e cutoff em cada parte pela intensidade do toque nas teclas.
Se quiser que notas tocadas forte subam o volume/cutoff, indique a opção valores positivos (+). Se quiser que notas tocadas
forte tenham menos volume/cutoff, use ajustes negativos (-). Ajuste Velocity Sensitivity na opção “0” se quiser fixar o volu-
me e cutoff, independente da intensidade do toque nas teclas.
Curve OFF, 1–4 Indique, em cada canal MIDI uma das quatro curvas de “Velocity Curve” para ajuste da resposta do teclado MIDI.
Indique a opção “OFF” se quiser usar o teclado MIDI com sua própria curva.

1 2 3 4
Voice 0–63, FUL Indique o número de vozes reservada para cada parte quando mais de 128 vozes tocam ao mesmo tempo.
* A soma de todas as reservas não pode ultrapassar 64. O número de vozes que ainda pode ser reservado é indicado no display (rest=).
Observe este número ao fazer o ajuste de Voice Reserve.
Ch 1–16 Canal MIDI de recepção em cada parte.

Calculando o número de vozes em uso


O JUNO-G pode tocar 128 vozes ao mesmo tempo. A polifonia, ou (Número de sons tocados) x (Nº de Tones usado nos Patches) x (Nº
número de vozes, não é o mesmo que o número de sons tocados, de Waves usados nos Tones)
mas varia com o número de tones usados nos patches, e o número O uso de Realtime Stretch dobra o uso de voices necessárias.
de Waves usados nos tones, para calcular o número de sons do
que é tocado.

[PÁGINA ↓] - [F4 (KEY MOD)]


Parâmetro Opções Explicação
Mono/Poly MONO, POLY, Ajuste na opção “MONO” quando o patch indicado na parte precisar tocar em mono, ou use a opção “POLY” quando o patch
PAT precisar tocar polifonicamente. Se quiser usar o ajuste Mono/Poly do patch indicado na parte (p. 37), indique a opção “PAT.”
* Ajuste ignorado em partes que usam set de ritmo.
Legato OFF, ON, PAT Você pode acrescentar o legato ao tocar mono. O termo “legato” indica notas ligadas de forma suave, com transição discreta
entre notas tocadas sucessivamente, como em algumas técnicas de violão, que se muda a nota na mão esquerda, sem atacar
novamente com a mão direita.
Ative com a opção “ON” para usar o Legato, ou use a opção “OFF” se não quiser usar o efeito. Se quiser que para usar o
ajuste de Legato Switch do patch indicado na parte (p. 37), indique a opção “PAT.”
* Ajuste ignorado em partes que usam set de ritmo.
Portament OFF, ON, PAT Escolha se o portamento é aplicado.
Ligue o efeito com a opção “ON” ou desligue com a opção “OFF”. Se quiser que para usar o ajuste de Portamento Switch
do patch indicado na parte (p. 37), indique a opção “PAT.”
Time 0–127, PAT No uso do portamento, você indica a duração do efeito.
Valores maiores produzem duração mais longa. Se quiser que para usar o ajuste de Portamento Time do patch indicado na
parte (p. 37), indique a opção “PAT.”

[PÁGINA ↓] - [F5 (S.TUNE)]


Parâmetro Opções Explicação
Part Scale Tune for C–B -64– +63 Ajuste de afinação nas notas de cada parte.
Scale Tune é ligado/desligado no parâmetro Scale Tune Switch (p. 158).

66
Criação de Performances

Temperamento igual (Equal Temperament) Escala árabe (Arabian Scale)


Esta afinação divide a oitava em 12 partes iguais, e é o Nesta escala, E e B são rebaixados em um quarto de tom, e C#, F#
temperamento mais usado na música ocidental. O JUNO-G usa e G# são elevados um quarto de tom, a partir do temperamento
esta escala quando Scale Tune Switch está na opção “OFF.” igual. Os intervalos entre G e B, C e E, F e G#, Bb e C#, e Eb e F#
são intermediários entre a terça maior e menor. No JUNO-G, você
Temperamento justo (Just Temperament, C) pode usar esta opção nos tons G, C e F.
Em relação ao temperamento igual, as tríades tem melhor
afinação. O efeito é produzido em um único tom, e transposição
não podem ser usadas.

<Exemplo>
Nota Temperamento igual Justo, em C Árabe
C 0 0 -6
C# 0 -8 +45
D 0 +4 -2
Eb 0 +16 -12
E 0 -14 -51
F 0 -2 -8
F# 0 -10 +43
G 0 +2 -4
G# 0 +14 +47
A 0 -16 0
Bb 0 +14 -10
B 0 -12 -49

Ajustes MIDI
1. Vá para a tela PERFORMANCE PLAY, e escolha a Performance a ser modificada (p. 59).

2. Pressione [F6 (MIDI)].


A tela MIDI FILTER é apresentada.
Parâmetro Opções Explicação
Rx OFF, ON (✔) Em cada parte, escolha se as mensagens MIDI são recebidas (ON), ou não (OFF).
Se estiver “OFF,” a parte não responde. Normalmente é usada a opção “ON,” mas a opção “OFF” per-
mite impedir que uma parte seja tocada.
PC (Program Change) OFF, ON (✔) Em cada canal MIDI, escolha se as mensagens MIDI são recebidas (ON), ou não (OFF).
BS (Bank Select)
PB (Pitch Bend)
PA (Polyphonic Key Pressure)
CA (Channel Pressure)
Md (Modulation)
Vo (Volume)
Pn (Pan)
Ex (Expression)
Hd (Hold-1)

67
Criação de Performances

Ajustes de D Beam Ajustes de “Control Switch” [F1 (CTRL SW)]


O JUNO-G permite indicar os parâmetros afetados ao usar o D Ajuste o controle de cada patch usado na performance.
Beam. 1. Na tela CONTROL SETTING(PERF), pressione [F1 (CTRL SW)].
1. Vá para a tela PERFORMANCE PLAY, e escolha a A tela CONTROL SW(PERF) tela é apresentada.
Performance a ser editada (p. 59).
2. Use [ ][ ] [ ] [ ] indicando o parâmetro.
2. Pressione [F3 (CONTROL)].
3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o ajuste.
A tela CTRL SETTING é apresentada.
3. Pressione [F2]–[F5] e/ou [ ][ ] indicando o parâmetro. 4. Repita os passos 2–3 ajustando cada parâmetro que deseja
editar.
4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o valor.
5. Pressione [F6 (EXIT)] para voltar à tela anterior.
5. Repita os passos 3–5 ajustando cada parâmetro que deseja
editar. [F1 (CTRLSW)]
6. Pressione [WRITE] para registro das alterações. Parâmetro Op- Explicação
Se não quiser fazer o registro, pressione [EXIT] voltando ções
para a tela PERFORMANCE PLAY. P.B OFF, Em cada parte, escolha se a mensagem MIDI Pi-
ON (✔) tch Bend é transmitida.
* Ajustes de Active Expression e Solo Synth são ajustes do sistema. Mod Em cada parte, escolha se a mensagem MIDI Mo-
Pressione [F6 (WRITE)] para confirmar o registro do ajuste. dulation é transmitida.
Se você voltar para a tela PERFORMANCE PLAY sem fazer o Hold Em cada parte, escolha se a mensagem de contro-
le do pedal conectado em HOLD PEDAL é trans-
registro, um “*” aparece na esquerda do grupo de Performance. mitida.
Ctrl Em cada parte, escolha se a mensagem de contro-
le do pedal conectado em CONTROL PEDAL é
Se você desligar o aparelho ou escolher outro som enquanto o transmitida.
display indica “*,” a edição é descartada. D Beam Escolha se cada parte é controlada pelo D Beam.
Botão C/R Ligue/desligue para que SOUND MODIFY
[F2 (TEMPO)] CUTOFF/RESONANCE controle ou não cada
parte.

Andamento recomendado [F2 (EXT)]


Se quiser que o andamento do gravador mude ao mudar a
Parâmetro Op- Explicação
Performances, indique o andamento desejado. Ajuste válido quando ções
Seq Tempo Override estiver na opção “ON.” Para ativar este ajuste, Bank Sel 0–127, Se quiser que Bank Select MSB (controle número
ative o parâmetro Tempo Override. (MSB) OFF 0) seja transmitido ao mudar de performance, in-
dique o valor da transmissão (0–127) em cada par-
Opções: 20–250 te.
* Este valor é indicado de forma independente em cada performance. Na Se não quiser esta transmissão, indique a opção
“OFF.”
mudança de performances, o ajuste de andamento do JUNO-G pode
* Mensagem não transmitida em partes que o teclado
mudar. está desligado (Keyboard Switch).
* O andamento do gravador é substituído pelo novo andamento na Bank Sel 0–127 Se quiser que a Bank Select número LSB (controle
mudança de performances. (LSB) número 32) seja transmitido ao mudar de perfor-
mance, indique o valor da transmissão (0–127) em
cada parte.
[F3 (DB ASGN)] * Mensagem não transmitida em partes que o teclado
está desligado (Keyboard Switch).
Para detalhes, veja ASSIGNABLE (p. 71). Prog 1–128, Se quiser que a Program Change número seja
OFF transmitido ao mudar de performance, indique o
valor da transmissão (0–128) em cada parte.
[F4 (DB EXP)] Se não quiser esta transmissão, indique a opção
“OFF.”
Para detalhes, veja ACTIVE EXPRESSION (p. 71).
* Mensagem não transmitida em partes que o teclado
está desligado (Keyboard Switch).

[F5 (DB SYN)] Level 0–127,


OFF
Se quiser que uma mensagem de volume seja
transmitida ao mudar a Performance, indique o
Para detalhes, veja SOLO SYNTH (p. 70). valor desejado (0–127) para a parte.
Se não quiser esta transmissão, indique a opção
“OFF.”
* Mensagem não transmitida em partes que o teclado
está desligado (Keyboard Switch).
Pan L64– Se quiser que A mensagem pan seja transmitida
0–63R, ao selecionar a Performance, indique o valor dese-
OFF jado (L64–0–63R) para a parte. Se não quiser esta
transmissão, indique a opção “OFF.”
* Mensagem não transmitida em partes que o teclado
está desligado.

68
Modificando o som em tempo real
Você pode usar o controle D Beam ou um pedal de controle para
controlar o som enquanto estiver tocando.
Veremos aqui os procedimentos de ajuste para uso destas funções no Faixa de uso do controle D Beam
modo Patch. Os procedimentos são iguais no modo Performance. O diagrama a seguir mostra a faixa de uso do controle D Beam.
Movimentos de mão fora desta faixa não produzem efeito.

Controle D Beam
fig.DBeamRange

O controle D Beam é usado com a passagem da mão sobre os


sensores. Pode ser usado para aplicar diversos efeitos, de acordo
com a função endereçada. Você pode ter efeitos em que o som muda
imediatamente, de uma forma que não é possível com botões ou com
a alavanca bender. No JUNO-G, o controle D Beam pode ser usado
para modificar o som, é também pode ser usado para controle da
afinação do som de um sintetizador monofônico (solo). A faixa de uso do D Beam fica muito reduzida no uso sob
luz do sol ou iluminação forte. Lembre-se desta limitação
1. Pressione D BEAM [SOLO SYNTH], [ACTIVE EXPRESS], ou
quando quiser usar o D Beam em locais abertos.
[ASSIGNABLE] para ligar o controle D Beam.
[SOLO SYNTH]: Permite usar o D Beam como um
sintetizador monofônico.
[ACTIVE EXPRESS]: O D Beam acrescenta controle de
expressão em cada som.
[ASSIGNABLE]: Controla a função que você endereçar A sensibilidade do D Beam controller varia com a iluminação.
ao D Beam. Se não funcionar da forma esperada, ajuste o parâmetros “D
Beam Sens” de acordo com a iluminação do local de uso. O
2. Enquanto o teclado produz som, coloque a mão acima do D aumento deste valor aumenta a sensibilidade (p. 162).
Beam e mova devagar para cima e para baixo.
O efeito é aplicado ao som, de acordo com a função escolhida
para o D Beam.

3. Para desligar o D Beam, pressione novamente o botão


acionado no passo 1 de forma que o indicador apague.

Estando no modo Performance, a condição de ligado/desligado


do controle D Beam fica registrada em cada performance como
parte dos ajustes da performance.

69
Modificando o som em tempo real

SOLO SYNTH
No JUNO-G você pode tocar o som de um sintetizador monofônico 2. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro.
controlando a afinação pelo D Beam.
3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste.
1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione D BEAM [SOLO
SYNTH]. 4. Se quiser registrar o ajuste, pressione [F6 (WRITE)].
Uma tela como esta abaixo aparece.
Pressione [F3 (DB ASGN)] para ver a tela de escolha de função
do D Beam, ou [F4 (DB EXP)] para ver a tela “D Beam active
expression”.

5. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.

Ajustes de “Solo Synth” ficam registrados no sistema.

Parâmetro Opções Explicação


Level & Range
Level 0–127 Controla o volume.
Chorus Send Level 0–127 Volume do sinal mandado para chorus
Reverb Send Level 0–127 Volume do sinal mandado para reverb
Range 2OCT, Faixa de variação da afinação para solo synth
4OCT,
8OCT
Osc1
Osc 1 Waveform SAW, Forma de onda
SQR SAW: Onda dente de serra
SQR: Onda quadrada
Osc 1 Pulse Width 0–127 Largura de pulso da forma de onda
Variando ciclicamente a largura do pulso, se cria variações suaves do timbre.
* Pulse Width é ativado quando “SQR” estiver selecionado na forma de onda Osc 1/2.
Osc 1 Coarse Tune -48– +48 Afinação do som do tone (em semitons, +/-4 oitavas)
Osc 1 Fine Tune -50– +50 Afinação do som do tone (passos de centésimos)
Osc2 & Sync
Osc 2 Waveform (igual aos ajustes de Osc 1)
Osc 2 Pulse Width
Osc 2 Coarse Tune
Osc 2 Fine Tune
Osc 2 Level 0–127 Ajuste o volume.
Osc Sync Switch OFF, ON Ligue (on) para produzir um som complexo, com muitos harmônicos.
Efetivo quando a afinação de OSC 1 estiver mais alto que a afinação de OSC2.
Filter
Filter Type OFF, LPF, Tipo de filtro
BPF, OFF: Não usa filtro.
HPF, LPF: Low Pass Filter. Reduz o volume de todas as freqüências acima da freqüência de cutoff (Cutoff) suavizando o
PKG som, reduzindo o brilho do som.
BPF: Band Pass Filter. Preserva apenas as freqüências em torno do cutoff, eliminando as outras.
HPF: High Pass Filter. Elimina freqüências abaixo do cutoff.
PKG: Peaking Filter. Enfatiza freqüências em torno do cutoff.
Cutoff 0–127 Freqüência em que o filtro começa a atuar no espectro da forma de onda
Resonance 0–127 Enfatiza freqüências em torno do cutoff, criando som característico.
* Valores muito alto produzem realimentação, distorcendo o som.
LFO
LFO Rate 0–127 Velocidade de modulação do LFO
LFO Osc 1 Pitch Depth -63– +63 Intensidade da modulação do LFO sobre a afinação de Osc 1
LFO Osc 2 Pitch Depth -63– +63 Intensidade da modulação do LFO sobre a afinação de Osc 2
LFO Osc 1 Pulse Width -63– +63 Intensidade da modulação do LFO sobre a largura de pulso da forma de onda Osc 1
Depth * Pulse Width é ativado quando “SQR” estiver selecionado na forma de onda Osc 1.
LFO Osc 2 Pulse Width -63– +63 Intensidade da modulação do LFO sobre a largura de pulso da forma de onda Osc 2
Depth * Pulse Width é ativado quando “SQR” estiver selecionado na forma de onda Osc 2.

70
Modificando o som em tempo real

ACTIVE EXPRESSION
Você pode usar o D Beam aplicando a expressão ideal de cada som. 2. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro.
* A expressão usada varia em cada som. Em alguns sons, o efeito é difícil
3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste.
de perceber.

1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione D BEAM [ACTIVE Pressione [F3 (DB ASGN)] para ver a tela “D Beam assignment,”
EXPRESS]. ou [F5 (DB SYN)] para ver a tela “D Beam solo synth.”
Uma tela como esta abaixo aparece.
4. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.

Ajustes de “Active Expression” ficam registrados no sistema.

Parâmetro Opções Explicação


Range Min 0–127 Limite inferior do controle D Beam
Range Max 0–127 Limite superior do controle D Beam
Ajustando Range Max abaixo de Range Min você inverte a direção da variação.

ASSIGNABLE
Você pode escolher entre várias funções a serem controladas pelo D
Beam, para alteração do som em tempo real.
Pressione [F4 (DB EXP)] para ver a tela “D Beam active
expression,” ou [F5 (DB SYN)] para ver a tela “D Beam solo
1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione D BEAM
[ASSIGNABLE]. synth”.
Uma tela como esta abaixo aparece.
4. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.

Os ajustes de ASSIGNABLE são registrados de forma


independente em cada performance, como parte dos ajustes da
performance. Isto permite criar performances que fazem uso
efetivo destes controles.

2. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro.


Estando no modo Patch, o ajuste é registrado no sistema. Se
3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste. quiser registrar o ajuste, pressione [F6 (WRITE)].

Parâmetro Opções Explicação


Type CC01–31, 33–95, Funções controladas pelo D Beam
BEND UP, CC01–31, 33–95: Controle de número 1–31, 33–95
BEND DOWN, BEND UP: Controla a afinação como indicado em “Pitch Bend Range Up” (p. 37).
START/STOP, BEND DOWN: Controla a afinação como indicado em “Pitch Bend Range Down” (p. 37).
TAP TEMPO, START/STOP: Ativa/interrompe o gravador.
ARP GRID, TAP TEMPO: Tap tempo (ajusta o andamento pelo intervalo entre as passagens da mão sobre o D Beam).
ARP DURATION, ARP GRID: Arpeggio Grid
ARP MOTIF, ARP DURATION: Duração de cada nota do arpejo
ARP OCTAVE UP, ARP MOTIF: Motivo do arpejo
ARP OCTAVE DOWN, ARP OCTAVE UP: Extensão de subida do som do arpejo, em oitavas (máximo de 3 oitavas).
ARP STEP, ARP OCTAVE DOWN: Extensão de descida do som do arpejo, em oitavas (máximo de 3 oitavas).
AFTERTOUCH ARP STEP: Controla a posição da reprodução do padrão de arpejo.
AFTERTOUCH: Aftertouch
Range Min 0–127 Limite inferior do controle D Beam
Range Max 0–127 Limite superior do controle D Beam
Ajustando Range Max abaixo de Range Min você inverte a direção da variação.

71
Modificando o som em tempo real

Pedal de controle (Control Pedal)


Você pode modificar o som pressionando a pedal conectado em 1. Vá para a tela patch play (p. 25).
HOLD PEDAL ou CONTROL PEDAL.
Pedal de expressão (EV-5; opcional), pedal de contado (DP;
2. Enquanto toca o teclado produz som, acione o pedal.
O som muda, de acordo com a função indicada para o pedal.
opcional), ou pedal de chave (BOSS FS-5U; opcional) podem ser
conectados ao JUNO-G.

Ajustes do pedal de controle (Control Pedal)


1. Pressione EDIT [MENU]. 3. Pressione [F2 (KBD/CTRL)], depois pressione [F2 (PDL
BND)].
2. Pressione [ ] [ ] indicando “2. System,” depois Uma tela como esta abaixo aparece.
pressione [ENTER].
A janela System Menu aparece.

4. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro.

5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste.

Parâmetro Opções Explicação


Control Pedal CC01–31, 33–95, Função do pedal conectado em CONTROL PEDAL
Assign BEND UP, CC01–31, 33–95: Controle de número 1–31, 33–95
BEND DOWN, BEND UP: Controla a afinação como indicado em “Pitch Bend Range Up” (p. 37).
AFTERTOUCH, BEND DOWN: Controla a afinação como indicado em “Pitch Bend Range Down” (p. 37).
OCT UP, AFTERTOUCH: Aftertouch
OCT DOWN, OCT UP: Acione o pedal para subir a afinação em oitavas (até 3 oitavas acima).
START/STOP, OCT DOWN: Acione o pedal para descer a afinação em oitavas (até 3 oitavas abaixo).
PUNCH IN/OUT, START/STOP: Ativa/interrompe o gravador.
TAP TEMPO, PUNCH IN/OUT: Ativa/interrompe manual punch-in/out.
PROG UP, TAP TEMPO: Tap tempo (ajuste o andamento pelo intervalo entre os acionamentos do pedal).
PROG DOWN, PROG UP: O próximo número de som é selecionado.
FAVORITE UP, PROG DOWN: O número anterior de som é selecionado.
FAVORITE DOWN, FAVORITE UP: Patch/performance favorito seguinte, ou banco seguinte é selecionado.
ARP SW, FAVORITE DOWN: Patch/performance favorito anterior, ou banco anterior, é selecionado.
RHY START/STOP, ARP SW: Liga/desliga Arpeggio/Rhythm
CHORD SW, RHY START/STOP: Liga/desliga a reprodução de padrão de ritmo
LIVE SET UP, CHORD SW: Liga/desliga a função Chord Memory.
LIVE SET DOWN, LIVE SET UP: Vai para o próximo passo da lista Live Setting.
LOOP LIVE SET DOWN: Vai para o passo anterior da lista Live Setting.
LOOP: Liga desliga a reprodução em loop (Loop Playback).
Control Pedal STANDARD, Polaridade do pedal
Polarity REVERSE Em alguns pedais, o sinal elétrico do pedal é o reverso do esperado. Se o seu pedal funcionar ao contrário do espe-
Hold Pedal Po- rado, indique a opção “REVERSE.” No uso de pedal Roland (sem chave de polaridade), indique a opção “STAN-
larity DARD.”
Continuous OFF, ON Escolha se o conector HOLD PEDAL permite controle de meio pedal (ON), ou não (OFF).
Hold Pedal Na opção “ON,” você pode usar um pedal damper opcional (DP-10, etc.), e ter um maior controle nos timbre de
piano que tocar.

6. Se quiser registrar o ajuste, pressione [F6 (WRITE)].

7. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.

72
Tocando arpejos (Arpeggios)

Sobre os arpejos
A função de arpejo do JUNO-G permite que você produza arpejos
automaticamente. Basta manter pressionadas algumas teclas e o
arpejo correspondente é tocado automaticamente.
Além dos estilos de arpejo de fábrica (Arpeggio Styles) você pode 2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para ajustar o andamento
criar novos estilos, e tocar arpejos da maneira que indicar. (5–300), ou ajuste com a função tap, percutindo [F4 (TAP)]
O “Arpeggio Style” não é parte de um Patch ou Performance, mas algumas vezes no andamento desejado (Tap Tempo).
um dado independente. Você pode registrar até 128 estilos de arpejo. * Caso você pressione [F5 (CLICK)] para marcar (✔), é tocado o som de
Com isso você pode usar um mesmo estilo de arpejo em diversos clique.
patches e performances. Os ajustes de arpejo ficam registrados de
forma independente em cada performance, mas não ficam 3. Depois e fazer este ajuste, pressione [F6 (CLOSE)].
registrados no patch. Você pode tocar com um conjunto usando
arpejos e padrão de ritmo (p. 79).
Sustentação do arpejo (hold)
Tocando Arpejos Com este procedimento, você pode manter os arpejos sem precisar
que as teclas permaneçam pressionadas no teclado.

Ligando/desligando o “Arpeggio” 1. Pressione [ARPEGGIO] para ligar o arpejo.


A tela ARPEGGIO STYLE é apresentada.
1. Pressione [ARPEGGIO] para ligar.
O botão acende. 2. Pressione [F1 (HOLD)] para marcar (✔).

* Você pode fazer ajustes do arpejo nesta tela. 3. Toque um acorde no teclado.
* Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.
4. Se for tocado outro acorde/nota durante a sustentação do
2. Toque um acorde no teclado. arpejo, o arpejo muda.
O JUNO-G toca um arpejo, de acordo com as notas que você
5. Para cancelar a sustentação do arpejo (Arpeggio Hold),
indicar.
pressione [F1 (HOLD)] novamente.

3. Para interromper os arpejos, pressione [ARPEGGIO]


novamente, para que desligue. Uso de pedal de sustentação (Hold)
Tocando o arpejo e ao mesmo tempo pressionando o pedal hold, o
Nos ajustes de arpejo, o parâmetro Style (Arpeggio Style) (p. arpejo continua após você soltar as teclas.
74) é muito importante. A reprodução do padrão de arpejo é
determinado principalmente nesta opção. 1. Conecte um pedal de contato opcional (DP etc.) no
conector HOLD PEDAL.

2. Pressione [ARPEGGIO] para ligar o arpejo.


Uso junto com a função de memória de acordes
Ao tocar os arpejos, você pode usar também a função de 3. Toque o acorde enquanto estiver pressionando o pedal
“hold.”
memória de acordes (p. 77). Armazene dedilhados complexos
na memória de acordes, e depois ligue a função de arpejo e você 4. Se for tocado outro acorde/nota durante a sustentação do
pode arpejar os acordes complexos, acionando uma única tecla. arpejo, o arpejo muda.

Tocando arpejos junto com o gravador


No uso de arpejos enquanto o gravador estiver tocando, ou para
Ajuste do andamento (Tempo) em que o gravar os arpejos em tempo real, você pode sincronizar o arpejo com
os comandos de start/stop do gravador.
arpejo é tocado
Veja como ajustar o andamento do arpejo. Para detalhes, veja Arp/Rhythm Sync Switch (p. 162).

1. Pressione SONG RECORDER [TEMPO].


O ajuste corrente de andamento aparece no display.

73
Tocando arpejos (Arpeggios)

Ajustes do arpejo
1. Pressione [ARPEGGIO] para que acenda. Ou mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [ARPEGGIO].
A tela ARPEGGIO STYLE é apresentada.
* Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [ARPEGGIO], e a tela ARPEGGIO STYLE é apresentada independente de ligar/desligar a função de arpejo.

2. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro.

3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste.


Parâmetro Opções Explicação
(Arpeggio Style) U001–128 (User), Escolha o padrão básico do arpejo em “Style.”
P001–128 (Preset) O estilo de arpejo é conservado na memória temporária e na memória user.
Grid 1/4, 1/8, 1/8L, Ajuste a “grade” de figuras rítmicas para a resolução do arpejo, ajustando também sobre o uso de deslocamento e sínco-
1/8H, 1/12, pes aplicados (none/weak/strong) à figura escolhida na grade (grid type).
1/16, 1/16L, 1/4: Semínima (uma seção da grade = um pulso)
1/16H, 1/24 1/8: Colcheia (duas seções da grade = um pulso)
1/8L: Colcheia com Shuffle leve (duas seções da grade = um pulso, shuffle leve)
1/8H: Colcheia com Shuffle pesado (duas seções da grade = um pulso, shuffle pesado)
1/12: Tercina de colcheia (três seções da grade = um pulso)
1/16: Semicolcheia (quatro seções da grade = um pulso)
1/16L: Semicolcheia com Shuffle leve (quatro seções da grade = um pulso, shuffle leve)
1/16H: Semicolcheia com Shuffle pesado (quatro seções da grade = um pulso, shuffle pesado)
1/24: Tercina de semicolcheia (seis seções da grade = um pulso)
* Ajuste de grade compartilhado com o padrão de ritmo.
Duration 30–120%, Full Escolha se o som é tocado em staccato (curto e separado), ou tenuto (ocupando todo o tempo).
30–120: Por exemplo, na opção “30,” a duração da nota na grade (ou em série de grades conectadas com ligadura, a
grade final) é de 30% da duração da nota que preenche a grade.
Full: Mesmo sem conectar as grades com ligadura, a mesma nota fica soando até o novo som ser indicado.
* Ajustes de duração compartilhados com o padrão de ritmo.
Motif (Veja p. 75.) Veja Indicando variações ascendentes/descendentes (Motif) (p. 75).
Velocity REAL, 1–127 Ajuste a intensidade das notas tocadas.
REAL: Se quiser que varie de acordo com a intensidade com que as notas foram tocadas, indique a opção REAL.
1–127: Se quiser que as notas sejam tocadas com intensidade constante, indique o valor desejado.
OctRange -3– +3 Permite aumentar a extensão do arpejos em oitavas (octave range).
O deslocamento pode ser para cima ou para baixo (até três oitavas para cima ou para baixo).
Accent 0–100 Ao tocar os arpejos a intensidade de cada nota é determinada pelo valor de velocity programado no estilo do arpejo. Você
pode ajustar a dispersão (“spread”) da variação de dinâmica.
Na opção “100,” o arpejo é tocado no valor programado no estilo do arpejo. Na opção “0,” as notas tocam com sem va-
riação da intensidade por esta programação.
Part Part1–16 Escolha aqui a parte que toca o arpejo no modo Performance. Apenas uma parte toca os arpejos.
(aparece no Se um set de ritmo é endereçado para uma parte no modo Performance, você pode tocar um padrão de ritmo junto com
modo Perfor- o arpejo.
mance) * A parte indicada aqui é para o arpejo e para a função de memória de acordes.

4. Depois e fazer este ajuste, pressione [EXIT].

Sobre os estilos de arpejo (Arpeggio Styles) Note 16

Um estilo de arpejo é um conjunto de dados para o padrão de arpejamento, e estilos de


acordes gravados na forma de uma grade com no máximo 32 passos x 16 afinações. HIGH
Cada grade contém os seguintes tipos de dados.
• ON: Inicio de nota, com o valor de velocity
• TIE: Tie (ligadura- sustentação da nota anterior) Note 06
Note 05
• REST: Pausa (nenhum som é produzido na parte) Note 04
Note 03 STEP
As teclas que são usadas para indicar a afinação mais grave. Você pode usar estilos de Note 02
Note 01
arpejo em diferentes patches e performances ao mesmo tempo.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 .... 32
O estilo de arpejo não é parte do patch ou Performance, mas um dado independente.

74
Tocando arpejos (Arpeggios)

Indicando variações ascendentes/ Criando estilos de arpejo


descendentes (Motif) (Arpeggio Style Edit)
Escolha o método usado para tocar os sons (motivo) quando um
Além dos estilos internos, você pode criar estilos pessoais, que
grande número de notas estiver programado no estilo de arpejo.
podem ser armazenados na memória “user.”
* Quando o número de notas tocados é menor que o número de notas do Existem duas formas de se criar um estilo de arpejo:
estilo, a nota mais aguda das pressionadas no teclado é tocada.
Opções:
Up (L): Apenas a nota mais grave soa todo o tempo, e as Gravação por passos (Step-record)
notas tocam em ordem a partir da mais grave.
Neste método, use o teclado para indicar os passos do arpejo. Cada
Up (L&H): As notas mais grave e mais aguda tocam todo o
vez que você indica uma nota, você avança para o próximo passo.
tempo, e as notas tocam em ordem a partir da mais
Este método permite criar um arpejo do zero, sobre um estilo sem
grave.
dados.
Up (_): As notas tocam pela ordem, a partir da mais grave.
Nenhuma nota é sustentada todo o tempo.
Down (L): Apenas a nota mais grave soa todo o tempo, e as Se quiser criar o arpejo a partir do zero, inicialize o estilo. Na
notas tocam em ordem, a partir da mais aguda. tela ARPEGGIO STYLE EDIT, mantenha pressionado [SHIFT] e
Down (L&H): As notas mais grave e mais aguda tocam todo o pressione [F4 (INIT)]. Uma mensagem solicita a confirmação;
tempo, e as notas tocam em ordem, a partir da mais pressione [F6 (EXEC)] para confirmar a inicialização.
aguda.
1. Pressione [ARPEGGIO] para que acenda. Ou, mantenha
Down (_): As notas tocam em ordem, a partir da mais aguda. pressionado [SHIFT] e pressione [ARPEGGIO].
Nenhuma nota é sustentada todo o tempo.
* Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [ARPEGGIO], e a tela
U/D (L): As notas tocam do grave para o agudo depois do
ARPEGGIO STYLE é apresentada independente de ligar/desligar a
agudo para o grave, e nenhuma nota é sustentada
função de arpejo.
todo o tempo.
U/D (L&H): As notas mais grave e mais aguda tocam todo o 2. Pressione [F5 (EDIT)].
tempo, e as notas tocam em ordem a partir da mais A tela ARPEGGIO STYLE EDIT é apresentada.
grave e de volta na ordem reversa.
U/D (_): As notas tocam pela ordem, a partir da mais grave, e
3. Pressione [F1 (SETUP)].

de volta na ordem reversa. Nenhuma nota é A janela Arpeggio Setup aparece.


sustentada todo o tempo.
4. Pressione [ ] movendo o cursor até “End Step.”
Rand (L): As notas tocam randomicamente, entre as teclas
pressionadas, e nenhuma nota é sustentada todo o 5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para indicar o número de
tempo. passos do estilo de arpejo.
Rand (_): Apenas a nota mais grave soa todo o tempo, as notas
6. Pressione [ ] movendo o cursor até “Input Velocity.”
tocadas tocam randomicamente. Nenhuma nota é
sustentada todo o tempo. 7. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o valor de
Phrase: Pressionando uma única tecla é tocada uma frase velocity do dado a ser indicado.
baseada na afinação da tecla. Caso você pressione
mais de uma tecla, é usada a última tecla
8. Pressione [F6 (CLOSE)] para fechar a janela Arpeggio
Setup.
pressionada.
<Exemplo> 9. Pressione [F6 (STP REC)] para marcar (✔).
Ação de estilo começando na nota grave, “1-2-3-2” tocando as teclas Você está pronto para a gravação por passos.
“C-D-E-F-G” • Para ir até o ponto de indicação da nota, pressione [ ][ ][ ]
• Com “UP (L)” selecionado no motivo:
[ ].
C-D-E-D -> C-E-F-E -> C-F-G-F (-> repete)
• Para indicar notas, toque o teclado.
• Com “UP (_)” selecionado no motivo:
• Para indicar ligadura, pressione [F2 (TIE)].
C-D-E-D -> D-E-F-E -> E-F-G-F (-> repete)
• Para indicar uma pausa, pressione [F3 (REST)].
• Com “UP&DOWN (L&H)” selecionado no motivo:
• Para apagar uma nota, mantenha pressionado [SHIFT] e pressione
C-D-G-D -> C-E-G-E -> C-F-G-F -> C-E-G-E (-> repete)
[F6 (CLR NOTE)].
• Para apagar todas as notas do passo corrente, mantenha
pressionado [SHIFT] e pressione [F5 (CLR STEP)].
• Pressionando [F4 (PREVU)] para marcar (✔) você pode ouvir o
estilo que estiver criando.

75
Tocando arpejos (Arpeggios)

No máximo 16 números de notas (afinações) podem ser usados Registro dos estilos criados (Write)
em um único estilo.
O estilo que você cria é temporário; é eliminado ao desligar o
10. Ao terminar, pressione [F5 (EXIT)].
aparelho ou selecionar outro estilo. Você registra até 128 estilos de
arpejo na memória user.
Uso do dial VALUE ou [INC] [DEC] para
indicar valores Estilos de arpejo são dados independentes, não são dados
do patch. Os ajustes feitos do modo Patch não registram
Neste método, você usa o cursor para indicar o passo ou afinação a
parâmetros de arpejo (Arpeggio Style, Grid, Motif, Duration).
ser indicado, e usa dial ou [INC] [DEC] para a entrada dos valores.
O registro pode ser conservado no modo Performance. Se
É um método eficiente quando se deseja editar ou modificar dados já
quiser registrar seus ajustes, pressione [WRITE] e faça o registro
indicados.
da performance.
1. Pressione [ARPEGGIO] para que acenda. Ou, mantenha
pressionado [SHIFT] e pressione [ARPEGGIO].
* Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [ARPEGGIO], a tela
ARPEGGIO STYLE é apresentada independente de ligar/desligar a 1. Crie um estilo de arpejo.
função de arpejo.
2. Pressione [F6 (WRITE)].
2. Pressione [F5 (EDIT)]. A tela ARPEGGIO STYLE NAME é apresentada.
A tela ARPEGGIO STYLE EDIT é apresentada.
3. Escreva um nome para o estilo de arpejo.
3. Pressione [F1 (SETUP)]. VER:
A janela Arpeggio Setup aparece. Sobre escrita de nomes, veja p. 24.

4. Pressione [ ] movendo o cursor até “End Step.” 4. Ao terminar a escrita do nome, pressione [F6 (WRITE)].
Uma tela aparece, para escolha do destino do registro do estilo.
5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para indicar o número de
passos do estilo de arpejo.

6. Pressione [F6 (CLOSE)] para fechar a janela Arpeggio


Setup.

7. Pressione [ ] [ ] [ ] [ ] para indicar o passo ou afinação


a ser editado.
* Neste modo de indicação, você pode usar o teclado para indicar a 5. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando o
afinação da nota. (Diferente da gravação em passos, pressionando o destino do registro.
teclado, você não dá grava a nota.)
6. Pressione [F6 (WRITE)].
8. Indique o valor de velocity, usando o dial VALUE ou [INC] Uma mensagem solicita confirmação.
[DEC]. Indique ligadura girando VALUE todo para a direita
(ou usando [INC] suba o valor até o fim). 7. Para registro do estilo, pressione [F6 (EXEC)].
• Você também indica ligadura pressionando [F2 (TIE)]. * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
• Para indicar uma pausa, pressione [F3 (REST)].
• Pressionando [F4 (PREVU)] para marcar (✔) você pode ouvir o
Nunca desligue o JUNO-G durante registro de dados.
estilo que estiver criando.

No máximo 16 números de notas (afinações) podem ser usados


em um único estilo.

9. Ao terminar, pressione [F5 (EXIT)].

76
Uso da função de memória de acordes

Sobre a memória de acordes Escolha as formas de acordes


(Chord Forms)
A função “Chord Memory” permite que você toque acordes
acionando uma única tecla, que toca o acorde programado (Chord Altere as notas da memória para mudar o acorde a ser tocado.
Forms). No JUNO-G existem 64 formas de acorde “preset” e 64
formas de acorde “user.” Você pode reprogramar o que está nas 1. Pressione [CHORD MEMORY] para que acenda. Ou
memórias user. mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [CHORD
MEMORY].
Esta função funciona na parte de arpejo, quando se está no modo
A tela CHORD MEMORY é apresentada.
Performance. Se um set de ritmo estiver selecionado na parte, você
pode usar esta função para tocar ritmos. * Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [CHORD MEMORY], a
tela CHORD MEMORY é apresentada independente de ligar/desligar
a função de arpejo.
Usar a função “Chord Memory” em um som que esteja com o
parâmetro Mono/Poly (p. 37) na opção Mono, faz com que 2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o número da
apenas uma nota do acorde seja produzida. Para usar “Chord Form.”
corretamente a função Chord Memory é preciso indicar a opção U01–64: User
Poly em parâmetros que determinam a condição Mono/Poly. P01–64: Preset
As notas do acorde aparecem no display.

Uso combinado com a função de arpejo 3. Depois de escolher a forma de acordes (Chord Form),
pressione [EXIT].
No uso da função de memória de acordes, você pode
acrescentar a função de arpejo (p. 73). Depois de armazenar
acordes complexos na memória, você pode disparar os acordes Tocando o acorde na ordem das notas
usando a função de arpejo, e tocar os acordes arpejados,
(Rolled Chord)
acionando uma única tecla.
Esta opção faz com que as notas do acorde toquem
consecutivamente e não simultaneamente. Como a velocidade da
reprodução varia com a intensidade do toque, você pode variar a
intensidade e simular o rasqueado de um violão.
Tocando com a função de
1.
memória de acordes Pressione [CHORD MEMORY] para que acenda. Ou
mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [CHORD
MEMORY].
Ligando/desligando a função de memória A tela CHORD MEMORY é apresentada.

de acordes * Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [CHORD MEMORY], a


tela CHORD MEMORY é apresentada independente de ligar/desligar
1. Pressione [CHORD MEMORY] para ligar. a função de arpejo.
O botão acende. A tela CHORD MEMORY é apresentada.
2. Pressione [F1 (ROLL)] para marcar (✔).
* Nesta tela você escolhe a forma do acorde e faz ajustes para a função
Com este ajuste, as notas do acorde tocam consecutivamente e
“Rolled Chord.”
não simultaneamente, ao tocar o teclado.
* Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.

2. Toque o teclado. Escolha a ordem para as notas tocarem


É tocado um som de acorde de acordo com a forma selecionada. consecutivamente
Ao pressionar a tecla C4 (dó central), é tocado o acorde exato
Você escolhe a ordem em que as notas são tocadas.
que foi gravado na forma do acorde. Sempre é usada a tecla C4
para referência; pressionando outras teclas, são produzidos 1. Na tela CHORD MEMORY, use [ ][ ] movendo o cursor
acordes paralelos. até “Rolled Chord Type.”

3. Para desligar a função, pressione [CHORD MEMORY] 2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para indicar a opção.
novamente, para que desligue. UP: As notas tocam em ordem de baixo para cima.
DOWN: As notas tocam em ordem de cima para baixo.
ALTERNATE:A ordem das notas muda a cada vez que o
teclado é tocado.

77
Uso da função de memória de acordes

Crie formas de acorde pessoais Registro da forma de acorde que


Prepare as formas de acorde, indicando as notas a serem usadas. Você você criar (Write)
pode alterar as programações User existentes.
O ajuste feito em “Chord Form” é temporário; e é eliminado ao
1. Pressione [CHORD MEMORY] para que acenda. Ou desligar o aparelho ou selecionar outra opção de “Chord Form.” Se
mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [CHORD quiser conservar o ajuste, faça o registro na memória User do
MEMORY]. JUNO-G.
A tela CHORD MEMORY é apresentada.
* Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [CHORD MEMORY], e a
tela CHORD MEMORY é apresentada independente de ligar/desligar A programação de “Chord form” é independente da
a função. programação de performance, é um dado independente.
Você pode usar a mesma programação em diversos Patches e
2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando uma forma de Performances.
acorde. No modo Performance você pode armazenar a opção em
cada performance. Este ajuste não pode ser registrado no
3. Pressione [F5 (EDIT)].
patch. Para registro pressione [WRITE] na performance.
Uma tela como esta abaixo aparece.

1. Crie a forma do acorde.

2. Pressione [F6 (WRITE)].


A tela CHORD NAME é apresentada.

3. Escreva um nome para a forma de acorde.


4. Use o teclado para indicar as notas desejadas no acorde. VER:
Ao pressionar uma tecla, a nota é apresentada na tela.
Sobre escrita de nomes, veja p. 24.
• Se uma nota for indicada por engano, pressione [F3 (DELETE)].
Você também apaga a nota pressionando novamente a mesma 4. Ao terminar a escrita do nome, pressione [F6 (WRITE)].
tecla. Uma tela aparece, para escolha do destino do registro de
• Se quiser apagar todas as notas, pressione [F2 (ALL DEL)]. “Chord Form.”
• Pressione [F4 (PREVIEW)] para escutar como está ficando o
acorde.

5. Ao terminar, pressione [F5 (EXIT)].

5. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando o


destino do registro.

6. Pressione [F6 (WRITE)].


Uma mensagem solicita confirmação.

7. Para confirmar o registro de “Chord Form,” pressione [F6


(EXEC].
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

Nunca desligue o JUNO-G durante registro de dados.

78
Tocando ritmos
4. Pressione [EXIT] para fechar a tela RHYTHM GROUP.

Sobre padrões de ritmo Ou pressione [EXIT] fechando a tela RHYTHM GROUP


enquanto um padrão de ritmo estiver tocando. Neste caso, você
pode pressionar [RHYTHM PATTERN] novamente para abrir a
O JUNO-G tem 256 padrões de ritmo preset. Você toca estes padrões
tela RHYTHM GROUP e pressionar o botão que está piscando
pressionando botões de função ([F1]–[F6]). Além dos padrões pré
para interromper o padrão.
programados, você pode criar novos padrões.
* Você também interrompe a reprodução do padrão pressionando SONG
Estes 256 padrões de ritmo são dados independentes da RECORDER [STOP].
programação de performance. O mesmo padrão de ritmo pode
ser usado com diversos sets de ritmo ou performances. No
modo Performance, o número para acionamento do padrão
pode ficar registrado na performance. Este número não pode ser
Ajuste o andamento do padrão de ritmo
registrado no modo Patch.
Veja como ajustar o andamento do padrão.

1. Pressione SONG RECORDER [TEMPO].


Uso de grupos de ritmo O andamento corrente aparece no display.

(Rhythm Groups)
Um grupo contém a programação de cada um dos seis botões,
indicando o padrão a ser tocado por cada botão. O set de ritmo
usado pelo grupo também fica registrado.
* Você pode alterar o padrão de ritmo de cada botão e o set de ritmos a
ser usado. 2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para ajustar o andamento
(5–300), ou ajuste o andamento com a função tap,
A programação do grupo é independente do set de ritmo ou percutindo [F4 (TAP)] algumas vezes no andamento
performance; são 32 grupos. O grupo de ritmo pode ser usado desejado (Tap Tempo).
em diversos patches e performances. Além de grupos internos,
* Caso você pressione [F5 (CLICK)] para marcar (✔), é tocado o som de
você pode criar grupos pessoais. O grupo em uso pode ser
registrado na performance, mas não no patch. clique.

3. Depois e fazer este ajuste, pressione [F6 (CLOSE)].

Tocando ritmos Escolha o grupo de ritmos (Rhythm Group)


1. Pressione [RHYTHM PATTERN].
Uso das funções de ritmo A tela RHYTHM GROUP é apresentada.

1. Pressione [RHYTHM PATTERN]. 2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o número do
grupo de ritmos.
A tela RHYTHM GROUP é apresentada.
Permite indicar o estilo do grupo de padrões.
U01–32: User
P01–32: Preset
* Na escolha do grupo, o set de ritmo mais adequado é indicado para a
parte de ritmo. (Veja na tela a indicação “RECOMMENDED RHY
PATTERN.”

2. Toque um botão de função ([F1 (PAD 1)]–[F6 (PAD 6)]). 3. Ao terminar a escolha do grupo, pressione [EXIT].
De acordo com o botão acionado, um padrão de ritmo começa a
tocar. O botão que toca fica piscando. Gravando a reprodução do padrão no gravador
Na tela RHYTHM GROUP, grave o padrão de ritmo no
gravador.
O padrão ou tone de ritmo tocado é indicado na tela “Rhythm No modo de espera de gravação, ao pressionar [PLAY] (ou [F6
Group Edit” (p. 82). (START)]) o padrão de ritmo começa a tocar ao mesmo tempo, e
você pode gravar o padrão de ritmo.
3. Caso você pressione um botão que está piscando, o padrão
para de tocar.
Se quiser gravar o padrão ao começar a reprodução, ajuste
Count In na opção OFF na tela de espera de gravação.

79
Tocando ritmos

Ajustes de padrões de ritmo (Rhythm Pattern)


1. Pressione [RHYTHM PATTERN].

2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F2 (RHY PTN)].


A tela RHYTHM PATTERN é apresentada.

3. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro.

4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste.


* você pode ouvir o padrão de ritmo pressionando [F4 (PREVU)] para marcar (✔).

Parâmetro Opções Explicação


(Rhythm Pattern) U001–256 (User), Escolha o ritmo básico a ser usado.
P001–256 (Preset)
Grid 1/4, 1/8, 1/8L, 1/ Ajuste a grade das subdivisões a serem usadas no padrão, e o deslocamento sincopado a ser usado (none/weak/
8H, 1/12, strong), no tipo de grade (grid type).
1/16, 1/16L, 1/4: Semínima (uma seção da grade = um pulso)
1/16H, 1/24 1/8: Colcheia (duas seções da grade = um pulso)
1/8L: Colcheia com Shuffle leve (duas seções da grade = um pulso, shuffle leve)
1/8H: Colcheia com Shuffle pesado (duas seções da grade = um pulso, shuffle pesado)
1/12: Tercina de colcheia (três seções da grade = um pulso)
1/16: Semicolcheia (quatro seções da grade = um pulso)
1/16L: Semicolcheia com Shuffle leve (quatro seções da grade = um pulso, shuffle leve)
1/16H: Semicolcheia com Shuffle pesado (quatro seções da grade = um pulso, shuffle pesado)
1/24: Tercina de semicolcheia (seis seções da grade = um pulso)
* Ajuste de grade compartilhado com o arpejo.
Duration 30–120%, Full Escolha se o som é tocado em staccato (curto e separado), ou tenuto (ocupando todo o tempo).
30–120: Por exemplo, na opção “30,” a duração da nota na grade (ou em série de grades conectadas com ligadura,
a grade final) é 30% da duração da nota que preenche a grade.
Full: Mesmo sem conectar as grades com ligadura, a mesma nota fica soando até o novo som ser indicado.
* Ajuste de duração compartilhados com o arpeggio.
* Fica sem efeito quando Tone Env Mode (p. 52) está na opção “NO-SUS.”
Velocity 1–127 Ajuste o volume do padrão de ritmo.
Accent 0–100 Ao tocar padrões de ritmo, a intensidade de cada nota está programada no padrão de ritmo. Você pode ajustar a dis-
persão (“spread”) da variação dinâmica
Na opção “100,” é usada a intensidade programada no padrão de ritmo. Na opção “0,” todas as notas tocam com a
mesma intensidade.

80
Tocando ritmos

Neste método, você usa o cursor para indicar o passo ou afinação a

Criação de padrão de ritmo ser indicado, e use o dial ou [INC] [DEC] para indicar valores.
Este método é usado para alterar padrões existentes.
(Rhythm Pattern Edit) 1. Pressione [RHYTHM PATTERN].
Além do uso de ritmos internos, você pode criar ritmos originais, e 2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F2 (RHY PTN)].
registrar na memória user. Existem duas formas para a criação dos
3. Pressione [F5 (PTN EDIT)].
padrões de ritmo.
A tela RHYTHM PATTERN EDIT é apresentada.

4. Pressione [F1 (SETUP)].


Gravação por passos (step) A janela Rhythm Setup aparece.

Neste método, use o teclado para indicar os passos do padrão. Cada 5. Pressione [ ] movendo o cursor até “End Step.”
vez que você indica uma nota, você avança para o próximo passo.
Use por exemplo ao criar um padrão a partir do nada. 6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o número do
passo do padrão de ritmo.
7. Pressione [F6 (CLOSE)] para fechar a janela Rhythm Setup.
Se quiser sair de um padrão vazio, inicialize o padrão. Na tela
RHYTHM PATTERN EDIT, mantenha pressionado [SHIFT] e 8. Pressione [ ] [ ] [ ] [ ] para indicar o passo ou afinação
pressione [F4 (INIT)]. Uma mensagem solicita a confirmação; a ser indicado.
pressione [F6 (EXEC)] para confirmar a inicialização.
* Neste método, você pode usar o teclado para indicar a afinação da nota.
1. Pressione [RHYTHM PATTERN]. (Diferente da gravação em passos, pressionando o teclado, você não dá
2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F2 (RHY PTN)]. grava a nota.)

3. Pressione [F5 (PTN EDIT)]. 9. Indique o valor de velocity, usando o dial VALUE ou [INC]
A tela RHYTHM PATTERN EDIT é apresentada. [DEC]. Indique ligadura girando VALUE todo para a direita
(ou usando [INC], suba o valor até o fim).
4. Pressione [F1 (SETUP)]. • Você também indica ligadura pressionando [F2 (TIE)].
A janela “Rhythm Setup” aparece. • Para indicar uma pausa, pressione [F3 (REST)].
5. Pressione [ ] movendo o cursor até “End Step.” • Pressionando [F4 (PREVU)] para marcar (✔) você ouve o
padrão gravado.
6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o número de
passos para o padrão de ritmo.
No máximo 16 números de notas (afinações) podem ser usados
7. Pressione [ ] movendo o cursor até “Input Velocity.” em um único padrão.
8. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o valor de 10. Ao terminar, pressione [F5 (EXIT)].
velocity do dado a ser gravado.
O valor de velocity é usado na gravação.
Registro do padrão criado (Write)
9. Pressione [F6 (CLOSE)] para fechar a janela Rhythm Setup.
10. Pressione [F6 (STP REC)] para marcar (✔). O padrão criado é temporário; e é eliminado ao desligar o aparelho
Você está pronto para a gravação em passos. ou selecionar outro padrão. Você pode registrar 32 grupos na
memória user.
• Para ir até o ponto de indicação da nota, pressione [ ] [ ] [ ]
[ ].
Estes dados são independentes do patch. O ajuste no modo
• Para indicar notas, toque o teclado.
Patch não registra o controle dos padrões (e.g., Rhythm Pattern,
• Para indicar ligadura, pressione [F2 (TIE)]. Grid, Duration).
• Para indicar uma pausa, pressione [F3 (REST)]. Os ajustes podem ser conservados no modo Performance.
• Para apagar uma nota, mantenha pressionado [SHIFT] e pressione Se quiser fazer este registro, pressione [WRITE] registrando a
[F6 (CLR NOTE)]. performance.
• Para apagar todas as notas do passo corrente, mantenha
pressionado [SHIFT] e pressione [F5 (CLR STEP)].
• Pressionando [F4 (PREVU)] para marcar (✔) você ouve o
padrão gravado.
1. Crie um padrão de ritmo.
2. Pressione [F6 (WRITE)].
A tela RHYTHM PATTERN NAME é apresentada.
No máximo 16 números de notas (afinações) podem ser usados
em um único padrão. 3. Escreva um nome para o padrão de ritmo.
11. Ao terminar, pressione [F5 (EXIT)]. VER:

Sobre escrita de nomes, veja p. 24.


Uso do dial VALUE ou [INC] [DEC] para 4. Ao terminar a escrita do nome, pressione [F6 (WRITE)].
indicar valores Uma tela aparece, para escolha do destino do registro do
padrão.

81
Tocando ritmos

Esta programação não fica registrada com cada patch. No


modo Patch este ajustes não são conservados.
O ajuste é conservado individualmente em cada
Performance. Se quiser fazer este registro, pressione [WRITE]
registrando a performance.

5. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando o


1. Crie o grupo de padrões de ritmo.
destino do registro.
6. Pressione [F6 (WRITE)].
2. Pressione [F6 (WRITE)].
A tela RHYTHM GROUP NAME é apresentada.
Uma mensagem solicita confirmação.

7. Para confirmar o registro, pressione [F6 (EXEC)].


3. Escreva um nome para o grupo de ritmos.

* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. VER:

Sobre escrita de nomes, veja p. 24.

Nunca desligue o JUNO-G durante registro de dados. 4. Ao terminar a escrita do nome, pressione [F6 (WRITE)].
Uma tela aparece, para escolha do destino do registro do grupo.

Criação de um grupo de ritmos


(Rhythm Group Edit)
O grupo determina como os ritmos são tocados. Crie os grupos para
organizar seus padrões de ritmo.
5. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ][ ] indicando o
1. Pressione [RHYTHM PATTERN].
destino do registro.
A tela RHYTHM GROUP é apresentada.
6. Pressione [F6 (WRITE)].
2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o grupo de
Uma mensagem solicita confirmação.
ritmo que deseja editar.
7. Para confirmar, pressione [F6 (EXEC)].
3. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F5 (GRP
EDIT)]. * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
A tela RHY GRP EDIT é apresentada.

4. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro. Nunca desligue o JUNO-G durante registro de dados.

5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] ajustando o valor.


Parâmetro Opções Explicação
Current 1–6 Escolha um botão de função para fazer o ajus-
Pad Num- te.
ber A escolha pode ser feita pressionando o bo-
tão.
Ptn U001–256, Escolha o padrão a ser tocado pelo botão.
P001–256
Rhy USER: Escolha o set de ritmo que será usado.
001–032
PRST:
001–036
GM:
001–009
CARD:
001–032
EXP:
001–

6. Ao terminar, pressione [F5 (EXIT)].

Registro do grupo de ritmo criado


(Write)
O grupo de ritmo criado é temporário; é eliminado ao desligar o
aparelho ou selecionar outro grupo. Você registra até 32 grupos na
memória user.

82
Criando listas de Patches, Performances, ou Songs
de uso frequente (Live Setting)
Você pode criar listas de sons de uso frequente e usar para localizar o Use qualquer um dos 12 números. Faça o registro na ordem
som rapidamente. Como você pode registrar Patches, Rhythm Sets, adequada para apresentação ao vivo, por exemplo.
Performances, ou Songs (músicas), qualquer tipo de som necessário
5. Pressione [F6 (REGIST)] para fazer o registro.
pode ser localizado rapidamente independente do modo.
Por exemplo, o registro do banco 1, número 02, é indicado no
Cada lista (banco) registra até 12 patches, rhythm sets,
display como “Regist to 1-02.”
performances, e songs. Você pode criar 12 destes bancos.
Por exemplo, use o banco 1 para a lista de 12 sons que você usa na * Pressione [EXIT] se quiser cancelar.
primeira música de uma apresentação.

Registro de música
Recuperando os sons
1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione MODE [LIVE
SETTING].
1. Pressione MODE [LIVE SETTING].
A tela LIVE SET EDIT é apresentada.
A tela LIVE SETTING é apresentada.
* Ou vá para esta tela pressionando EDIT [MENU] e indicando “5.
Live Setting Edit” na tela principal de menus.

2. Use [F1 (BANK UP)] [F2 (BANK DOWN)] ([ ][ ])


indicando o banco do registro da música.

3. Use [ ] [ ] indicando o número do registro da música.


Escolha um dos 12 números. Use a ordem mais conveniente
2. Use [ ][ ] para mudança de bancos (1–20).
para o seu uso.
3. Pressione [F1 (1)]–[F6 (6)] indicando o número a ser
4. Pressione [F3 (SET SONG)].
chamado.
Indicando 7–12, mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F1 5. Pressione [F1 (USER)] (memória user) ou [F2 (CARD)]
(7)]–[F6 (12)]. (cartão de memória) indicando o destino do registro.
* O nome do som ou música aparece no display do número do registro.
6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] movendo o cursor até a
música a ser registrada, e pressione [F6 (SELECT)].
Você também pode usar [INC] [DEC] recuperando * Pressione [EXIT] se quiser cancelar.
sucessivamente o próximo número do banco.

Eliminando um registro
Você também pode usar [ ] [ ] indicando números dentro do
banco. Neste caso, o som não muda até ser pressionado o 1. Na tela LIVE SET EDIT, use [ ] [ ] movendo o cursor até o
[ENTER]. número a ser eliminado.

2. Pressione [F4 (REMOVE NUMBER)].


Registro do som Por exemplo, para remover o registro do banco 1, número 02, o
display indica “Remove 1-02,” e o número fica vazio.
1. Vá para a tela do patch, rhythm set, ou performance que
queira registrar.
Eliminando todos os registros de
2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione MODE [LIVE
SETTING].
um banco
A tela LIVE SET EDIT é apresentada.
1. Na tela LIVE SET EDIT, use [F1 (BANK UP)] [F2 (BANK
DOWN)] ([ ] [ ]) movendo o cursor até o banco a ser
apagado.

2. Pressione [F5 (REMOVE BANK)].


Para apagar todos os dados do banco 1, o display indica
“Remove Bank 1,” e este banco é esvaziado.

* Você também vai para esta tela pressionando EDIT [MENU] e


indicando “5. Live Setting Edit” no menu principal.

3. Use [F1 (BANK UP)] [F2 (BANK DOWN)] ([ ] [ ])


indicando o banco (Bank) para registro do som.

4. Use [ ] [ ] indicando o número para o registro do som.

83
Reprodução de músicas (Song)
Este capítulo explica como você pode usar o gravador do JUNO-G na Depois de carregar a música, a música é indicada na tela MIDI
reprodução de músicas. TRACK.
* Você também carrega músicas mantendo pressionado [SHIFT] e
Na reprodução de uma música, recomendamos que o gerador pressionando [WRITE] (p. 115).
de som esteja no modo Performance. No modo Performance, 5. Pressione SONG RECORDER [PLAY] para ativar a
até 16 sons podem ser usados, nas 16 partes, o que torna este reprodução.
modo o ideal para reprodução de conjuntos, com bateria, piano, Quando a música termina, ela para automaticamente. Se quiser
contrabaixo, etc. interromper a música a qualquer momento, pressione [STOP].

Com os ajustes de fábrica, a música demo é carregada


Reproduzindo a música estando na tela MIDI TRACK a tela
automaticamente quando o JUNO-G é ligado. Veja como fazer
com que isto não ocorra. progride indicado a posição da reprodução.

1. Pressione [MENU].
2. Pressione [ ] [ ] indicando “2. System,” depois O som de samples não toca se não tiverem sido carregados os
pressione [ENTER]. patches usados na música. Carregue os samples com
3. Pressione [F1 (GENERAL)], depois pressione [F2 antecedência (p. 115).
(AUTO LD)] indicando “Startup.”
4. Pressione [ ][ ] indicando “Load Demo Song at
Startup.” Tocando tracks MIDI
5.
6.
Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando “OFF.”
Pressione [F6 (WRITE)] para registro do ajuste.
imediatamente (Quick Play)
O JUNO-G reproduz tracks MIDI de músicas SMF sem precisar fazer
o carregamento na área temporária (Quick Play).
Carregar e tocar músicas (Load Isto permite escutar a música antes do carregamento na área
temporária.
Play)
O JUNO-G pode carregar músicas da memória user ou de cartão de Quick Play não reproduz tracks de áudio. Se quiser a
memória para a área temporária, e tocar a música carregada. reprodução de tracks de áudio, carregue a música na área
temporária.

A música temporária é perdida se você desliga o aparelho ou 1. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela SONG LIST.
carrega outra música na área temporária. Se a área temporária * Este botão permite alternar entre as telas SONG LIST e MIDI
tiver uma música que você deseja conservar, faça o registro da TRACK.
música na memória user ou em cartão de memória (p. 113). * Pressionando [ ] [ ] na tela acima, você escolhe o tipo de música que
1. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela SONG LIST. aparece no display. Se muitos tipos estiverem registrados juntos, fica
* Pressionando [SONG] você alterna entre as telas SONG LIST e MIDI mais fácil limitar o tipo que aparece no display, usando esta função.
TRACK. ALL: aparecem todas as músicas no display
SVQ: aparecem apenas músicas SVQ no display
SMF: aparecem apenas músicas SMF no display

2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando a música.


• [F1 (USER)]: Músicas da memória user
• [F2 (CARD)]: Músicas do cartão de memória

3. Pressione SONG RECORDER [PLAY] para ativar a


* Pressionando [ ] [ ] na tela acima, você escolhe o tipo de música que
reprodução.
aparece no display. Se muitos tipos estiverem registrados juntos, fica
Quando a música termina, ela para automaticamente. Se quiser
mais fácil limitar o tipo que aparece no display, usando esta função.
interromper a música a qualquer momento, pressione [STOP].
ALL: aparecem todas as músicas no display
SVQ: aparecem apenas músicas SVQ no display * Se quiser ver a música da área temporária, pressione EDIT [SONG]
para ver a tela MIDI TRACK, depois pressione [F5 (TMP SONG)].
SMF: aparecem apenas músicas SMF no display

2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando a música.


Você não tem o som de “samples” se não carregar os patches
• [F1 (USER)]: Músicas da memória user
usados na música. Carregue os samples antes (p. 115).
• [F2 (CARD)]: Músicas do cartão de memória

3. Pressione [F6 (LOAD)].


Uma mensagem solicita confirmação.

4. Pressione [F6 (EXEC)].

84
Reprodução de músicas (Song)

track selecionado.

Várias formas de reprodução * Para usar o mute do track MIDI das partes 9–16, pressione [9-16]
para que acenda, depois pressione PART SELECT [9]–[16].

Avanço e retrocesso durante a Se um track MIDI estiver em mute quando a música é registrada
reprodução como SMF, o dado do track não fica registrado no arquivo. Se o
registro é em arquivo de outro formato (SVQ file, SVA file), os
Avanço (fast-forward), retrocesso (rewind) e saltos (jump) podem ser dados do track em mute são conservados no arquivo.
feitos durante a reprodução ou com a música parada. Veja os
procedimentos:
Se você apagar a marca (✔) de mensagens Sys Ex, estas
Avanço - Fast-forward:Pressione [FWD].
mensagens são ignoradas.
Avanço contínuo:Pressione e mantenha pressionado [FWD].
Avanço rápido:Mantenha pressionado [FWD] e pressione [BWD].
Retrocesso -rewind:Pressione [BWD]. Para desativar o track de tempo (Tempo) coloque a marca (✔)
Retrocesso contínuo:Pressione e mantenha pressionado [BWD]. no Mute. Com isso a música é reproduzida com andamento
Retrocesso rápido:Mantenha pressionado [BWD] e pressione fixo.
[FWD]. 5. Ao terminar os ajustes, pressione [EXIT].
Salto para um marker anterior:
Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [BWD].
Salto para o próximo marker:
Reprodução desligando track de áudio
Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [FWD]. (Audio Track Mute)
Salto para o começo da música:
Se quiser que reproduzir a música desligando um track de áudio, use
Mantenha pressionado [STOP] e pressione [BWD].
a função mute para que o track fique sem som.

* A reprodução da música é interrompida se você vai para o começo ou 1. Pressione SONG RECORDER [AUDIO TRACK] para ver a
fim da música quando a música estiver em reprodução. tela AUDIO TRACK.

* Um intervalo de tempo é necessário nos procedimentos de avanço (fast- 2. Pressione [F4 (MUTE)].
forward), retrocesso (rewind) ou salto (jump) na reprodução do modo
3. Pressione [F1 (TRACK 1)]–[F4 (TRACK 4)].
Quick Play.
O track de áudio correspondente fica sem som (mute) e a cor do
* Você não pode usar o salto para um marker no uso de Quick Play.
display é invertida para o track. A função do display para
reativar os tracks permanece escura.
Reprodução desligando o som de 4. Ao terminar os ajustes, pressione [EXIT].
instrumentos (MIDI Track Mute)
Se quiser que deixar um instrumento sem som na reprodução, use a Reprodução com andamento fixo
função mute na parte que toca o instrumento. (Mute do track tempo)
1. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela MIDI TRACK.
Se a música tem mudanças de andamento na reprodução, isto indica
2. Pressione [F4 (MUTE)]. que existem dados para estas mudanças no track Tempo. Se quiser
que o andamento não varie, coloque o track tempo em Mute.

VER:

Para detalhes deste procedimento, veja “Reprodução


desligando o som de instrumentos (MIDI Track Mute).”

3. Use [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor até a parte (MIDI


track) que deseja desligar o som.
4. Use o dial VALUE ou [DEC] colocando a marca (✔).
• Ou pressione [F5 (ALL MUTE)] para desativar o som de todas
as partes de tracks MIDI.
• Pressione [F6 (ALL PLAY)] para desativar o mute de todas as
partes de tracks MIDI.

Pressione [PART SELECT] para que acenda, depois pressione


PART SELECT [1]–[8] para ativar o mute da parte do MIDI

85
Reprodução de músicas (Song)

Ajuste do andamento da música Uso do controle D Beam para ativar/


O andamento para a reprodução da música é gravado no track
interromper reprodução (Start/Stop Song)
tempo, e o andamento pode variar ao longo da música. O Você ativa/interrompe a reprodução da música passando a mão
andamento da música é chamado “playback tempo.” sobre o controle D Beam.
* A mudança de andamento é um ajuste temporário que é perdido se
você escolher outra música ou desligar o aparelho. Se quiser conservar
1. Escolha a música a ser reproduzida.
uma mudança de andamento repita o registro da música (p. 113). 2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione D BEAM
[ASSIGNABLE].
Uma tela como esta abaixo aparece.
Ao mudar o andamento, o tracks de áudio muda de
comprimento (time strech) para manter o sincronismo com
tracks MIDI.
1. Pressione SONG RECORDER [TEMPO].
A janela Tempo aparece.

2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para indicar o andamento.


• Caso você pressione [F5 (CLICK)] para marcar (✔), toca um
3. Use [ ][ ] movendo o cursor até “Type.”
clique indicando o andamento.
• Pressionando [F4 (TAP)] você pode indicar o andamento pelo 4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] e indique a opção
ritmo do acionamento do botão (Tap Tempo). Pressione o botão “START/STOP.”
três vezes ou mais no andamento de semínimas. 5. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.

3. Ao terminar os ajustes, pressione [F6 (CLOSE)]. 6. Pressione D BEAM [ASSIGNABLE] para ligar o D Beam.

7. Quando a mão passar sobre o D Beam, a reprodução


A qualidade do áudio pode ficar prejudicada se a mudança de começa. Passando novamente a mão, a reprodução é
andamento alterar muito a duração do áudio. Recomendamos que interrompida.
a mudança de andamento seja limitada em valores adequados. * O controle de ativar a interromper a reprodução (start/stop) da música
pode ser feito com um pedal conectado em PEDAL CONTROL (p. 72).

Reprodução repetida da música


O ajuste de D Beam fica registrado na música. Se quiser fazer
(Loop Play) este registro, faça o registro da música.

Use a função “Loop” para tocar repetidamente a música ou parte da


música. Reprodução correta a partir do meio da
1. Pressione SONG RECORDER [LOOP] para que acenda. música (MIDI Update)
A janela Loop Play aparece. A reprodução vai ser feita de
acordo com o número de repetições indicado na janela Loop Reproduzindo uma música MIDI a partir do meio, depois de usar o
Play. avanço rápido, o patch em uso ou a afinação podem ficar incorretas.
Isto acontece porque mensagens MIDI da área que não foi
* Para desligar a função Loop, pressione [LOOP] novamente.
reproduzida não foram mandadas para o gerador de som. Nestes
VER: casos, você pode usar a função “MIDI Update.” Com esta função, as
Para detalhes dos ajustes da janela Loop, veja Indicando o mensagens MIDI (exceto notas) do começo da música até o ponto em
trecho para repetição da música (Loop Points) (p. 95). que você estiver são transmitidas para o gerador de som, garantindo
2. Ao terminar os ajustes, pressione [F6 (CLOSE)]. que a música será reproduzida corretamente do ponto em que
estiver.

1. A reprodução precisa estar parada.


* Não é possível usar o MIDI Update durante a reprodução.
2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione SONG
RECORDER [PLAY].
O display vai indicar “MIDI Update...” durante o
processamento, e ao final, vai indicar “MIDI Update
Completed!”

86
Gravando uma música (Track MIDI)
Este capítulo explica como usar o JUNO-G para gravar uma música.

Com os ajustes de fábrica, a música demo é carregada na área


Antes de começar o procedimento, coloque o gerador de som no temporária quando o JUNO-G é ligado. Veja o que fazer para
que isto não aconteça.
modo Performance. Normalmente na gravação ou
1. Pressione MODE [PERFORM] para ver a tela
reprodução é usado este modo, que permite o tocar até 16 sons
PERFORMANCE PLAY.
nas 16 partes, cada uma parte usando um canal MIDI. Você vai
2. Pressione [MENU].
poder ouvir o que já estiver gravado enquanto toca o teclado do
3. Pressione [ ] [ ] indicando “2. System,” depois
JUNO-G. É preciso usar o modo performance para se tocar
pressione [ENTER].
diversos instrumentos, como por exemplo um conjunto com
4. Pressione [F1 (GENERAL)], depois pressione [F2
bateria, contrabaixo e piano. Para esta gravação, deixe as chaves (AUTO LD)] indicando “Startup.”
de teclado (p. 61) desligadas (não marcadas). Se alguma estiver 5. Pressione [ ][ ] indicando “Load Demo Song at
ligada (marcada), outras partes, além da parte corrente, Startup.”
produzem som ao tocar o teclado. Isto não deve acontecer 6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando “OFF.”
durante a criação de uma gravação.

Dois métodos de gravação Escolha o som a ser usado na gravação


Você pode usar dois métodos de gravação: em tempo real, ou realtime Antes de gravar a música (track MIDI), escolha o som a ser usado na
gravação.
ou por passos ou step. Escolha o método mais adequado a cada caso.

Performance
Gravação em tempo real - Realtime (p. 88) Escolha uma Performance quando for gravar usando diversos
A gravação em tempo real é quando você toca o teclado e usa outros instrumentos. Normalmente é usado o modo Performance nas
controles gravando o resultado. gravações.

Gravação por passos - Step (p. 92) Patch/Rhythm set


Escolha um patch ou set de ritmo se quiser usar um único patch ou
Esta gravação permite indicar as notas e pausas uma a uma. Use
set de ritmo para a gravação.
para gravar bateria e contrabaixo com precisão absoluta.

Antes de gravar os tracks MIDI Apagando a música da área temporária


(Song Clear)
Vista geral do procedimento de gravação Para gravar a música (MIDI), é usada a memória da área temporária.
A gravação de uma música nova (em tracks MIDI) é feita assim:
Se quiser gravar uma música nova, você precisa deixar este espaço
1. Escolha a música a ser usada na gravação livre.
2. Apague a música temporária
3. Escolha a fórmula de compasso da música (p. 87) Se a área temporária tem uma música que você quer conservar,
faça o registro da música na memória user/cartão de memória
4. Ajuste o andamento (p. 88)
(p. 113).
5. Use a gravação realtime (p. 88) ou step (p. 92) para fazer a
gravação 1. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela MIDI TRACK.
6. Use a edição de tracks (p. 97) ou de notas, micro edit (p. 99) 2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F6 (UTILITY)].
para editar a música O menu Song Utility aparece.
7. Faça o registro da música na memória user ou em cartão de 3. Pressione [F2 (SONG CLEAR)].
memória (p. 113) Uma mensagem solicita confirmação.

4. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.


* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
Ao final do procedimento, o display mostra rapidamente
“Completed!”

Escolha a fórmula de compasso


(Time Signature)
Antes de gravar uma música nova, indique a fórmula de compasso.

87
Gravando uma música (Track MIDI)

A opção 4/4 é indicada automaticamente no procedimento Song


Initialize ou ao ligar o aparelho, e o ajuste só é necessário se esta
opção não servir. Gravando o que é tocado (Realtime
1. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela MIDI TRACK. Recording)
2. Pressione [F3 (MICRO)].
A tela MICROSCOPE é apresentada. A gravação Realtime grava o que é tocado no teclado e controles da
maneira que estiverem sendo tocados. Use para capturar as nuances
3. Pressione [F5 (CH/PART)]. do que você toca.
A janela Ch/Part Select aparece.

4. Pressione [F5 (BEAT)] (beat track).


Procedimento básico na gravação Realtime
5. Pressione [F6 (CLOSE)].
A tela MICROSCOPE do TRACK “BEAT” aparece. 1. Veja a preparação para gravação em “Antes de gravar
6. Pressione [ ] [ ] movendo o cursor até “Beat Change
os tracks MIDI” (p. 87).
Numerator” ou “Beat Change Denominator.”
7. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando a fórmula de Se quiser gravar sobre uma música existente, carregue a música
compasso. na música temporária (p. 115). Depois pressione SONG
VER: RECORDER [BWD] ou [FWD] indicando o compasso para o
Se quiser que mudar a fórmula de compasso no meio da música, início da gravação. O compasso do início fica indicado em “M=”
na parte superior direita de cada tela PLAY.
veja Mudança da fórmula de compasso ao longo
da música (p. 103). 2. Pressione SONG RECORDER [REC].
O indicador [REC] pisca, e a janela MIDI Rec Standby (Real
8. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.
Time) aparece.

Ajuste o andamento (Tempo)


Ajuste o andamento para a gravação da música.
1. Pressione [TEMPO].
A janela Tempo aparece.

2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para fazer o ajuste do 3. No ajuste básico, indique estes dois parâmetros. Use [ ]
andamento. [ ] [ ] [ ] movendo o cursor até cada parâmetro, e use o
• Caso você pressione [F5 (CLICK)] para marcar (✔), toca um dial VALUE ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste.
clique indicando o andamento. Isto é ligado/desligado a cada Parâmetro Explicação
vez que se pressiona o botão. Rec Mode Escolha como a gravação é feita.
• Pressionando [F4 (TAP)] você ajusta o andamento pelos MIX:
Gravação mix. Normalmente você grava com este método. O
intervalos de acionamento do botão (Tap Tempo). Pressione o que já estiver gravado no track de destino é conservado, e a
botão três vezes ou mais no pulso da semínima. nova gravação é acrescentada. Usando com a função Loop
você vai acrescentando camadas de gravação. Por exemplo,
3. Ao terminar os ajustes, pressione [F6 (CLOSE)]. use para gravar bateria uma peça por vez: bumbo, caixa,
chimbau, etc.
VER: REPLACE:
Se quiser mudar o andamento no meio da música, veja Gravação replace. A nova gravação substitui o que existir no
track de destino. Use para regravar.
Mudanças de andamento ao longo da música (p. * Mensagens sys ex não é apagada, neste caso, apague antes
102). da gravação (p. 100).
Count In Escolha como a gravação começa.
OFF:
A gravação começa imediatamente ao pressionar [PLAY].
1 MEAS:
Ao pressionar [PLAY], uma contagem (reprodução) de um
compasso antes do ponto de início da gravação é tocada, e a
gravação começa ao se chegar no ponto de início.
2 MEAS:
Ao pressionar [PLAY], uma contagem (reprodução) de dois
compassos antes do ponto de início da gravação é tocada, e
a gravação começa ao se chegar no ponto de início.
WAIT NOTE:
A gravação começa ao se pressionar [PLAY], ou ao tocar
uma nota ou pressionar um pedal.
Na janela MIDI Rec Standby (Real Time) faça estes ajustes:
• Indica pontos de punch-in/out
• Indique pontos de loop

88
Gravando uma música (Track MIDI)

• Faça ajustes de Quantize (p. 90)


• Escolha o tipo de dado a ser gravado (p. 91)
Gravação de mudança de andamento
Para detalhes do procedimento, veja a página indicada.
(Tempo Recording)
4. Ao terminar os ajustes na janela MIDI Rec Standby (Real
Time), pressione [PLAY] ou [F6 (START)]. Se quiser mudanças de andamento ao longo da música, grave estas
A janela MIDI Rec Standby (Real Time) fecha, e o indicador mudanças no track Tempo. Se as mudanças já estiverem gravadas no
[REC] muda de piscando para aceso. A gravação começa. track tempo, elas serão substituídas. Ajuste os seguintes parâmetros
Ao começar a gravação, a janela Realtime Rec Control é além dos ajustes descritos no passo 3 de Procedimento
apresentada. básico na gravação Realtime (p. 88).
Parâmetro Opções Explicação
Tempo Rec Sw OFF, ON Escolha se a mudança de andamento é
gravada (ON), ou não (OFF).

Gravações Loop e Punch-In


Na janela Realtime Rec Control você pode:
• Indicar pontos de punch-in/out Você pode gravar repetidamente na mesma área (Loop), ou regravar
• Apagar dados (Realtime Erase) (p. 91) apenas uma área (Punch-in).
• Ativar a função de ensaio (Rehearsal) (p. 92) Ajuste os parâmetros de gravação a seguir, além dos vistos no passo
Para detalhes, veja a página indicada. 3 de Procedimento básico na gravação Realtime (p.
88).
* Para fechar a janela Realtime Rec Control, pressione [F6 (CLOSE)] ou
Parâmetro Explicação
[PLAY]. Para abrir novamente a janela, pressione [PLAY].
Loop/Punch Ajuste como a gravação loop ou punch-in acontece.
5. Ao terminar a gravação, pressione [STOP]. OFF:
O indicador [REC] apaga. A gravação Loop ou punch-in não acontece.
LOOP (POINT):
Gravação repetida, com a indicação dos pontos de loop.

Se não ficar satisfeito com a gravação, você pode pressionar [F1


LOOP (1–16 MEAS):
Gravação em loop em uma área de 1 a 16 compassos.
(UNDO)] na tela MIDI TRACK para voltar à condição anterior à LOOP SONG ALL:
gravação (Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar Redo Gravação em loop de toda a música.
para cancelar o UNDO. AUTO PUNCH:
Gravação no modo auto punch-in.
Gravando a reprodução de padrão de ritmo no MANUAL PUNCH:
Gravação no modo manual punch-in.
track MIDI Start Point Compasso (measure) e tempo (beat) em que começa a gra-
Na tela RHYTHM GROUP, grave o padrão de ritmo no track vação loop ou auto punch-in
MIDI. * Não se pode indicar o Tick para o começo da gravação.
No modo de espera de gravação, ao pressionar [PLAY] (ou [F6 End Point Compasso (measure) e tempo (beat) para fim da gravação
(START)]) o padrão de ritmo começa a tocar ao mesmo tempo, e loop ou auto punch-in.
você pode gravar o padrão de ritmo. * Não se pode indicar o Tick.
* O loop mínimo é de uma semínima.

Se quiser gravar o padrão ao começar a reprodução, ajuste * Depois de gravar, os pontos de loop (p. 95) são ajustados
o parâmetro Count In na opção OFF, na tela de espera de automaticamente na região gravada.
gravação. * Você também ajusta os pontos de loop pressionando SONG
RECORDER [LOOP].

89
Gravando uma música (Track MIDI)

Uso da gravação Auto Punch-In


Você precisa indicar com antecedência (pontos de punch) para fazer Alinhamento com figuras rítmicas durante
este tipo de gravação. Use este tipo de gravação para correção de
erros. Nesta gravação a música é reproduzida, e a gravação é ativada a gravação (Recording Quantize)
apenas no ponto a ser regravado (punch-in). No ponto puch out a
gravação é interrompida e a reprodução continua. A função Quantize corrige automaticamente a posição das notas
tocadas, alinhando pela divisão rítmica escolhida como referência. A
1. Na janela MIDI Rec Standby (Real Time), ajuste o parâmetro correção é feita durante a gravação. Ajuste os seguintes parâmetros
Loop/Punch na opção “AUTO PUNCH.”
além dos vistos no passo 3 de Procedimento básico na
2. Ajuste os parâmetros de ponto inicial e final (Start Point/ gravação Realtime (p. 88).
End Point) limitando o trecho a ser regravado.
Parâmetro Opções Explicação
3. Vá para um compasso que esteja antes do compasso Input Quantize OFF, GRID, OFF: Quantize não é aplicado du-
indicado em Start Point, e pressione [PLAY] ou [F6 SHUFFLE rante a gravação.
(START)]. GRID: Grid Quantize aplicado du-
A música começa a tocar. A gravação é ativada no compasso rante a gravação. Use para um ritmo
indicado em Start Point. A gravação é interrompida no ponto preciso, em contrabaixo ou bateria.
SHUFFLE: Shuffle Quantize apli-
indicado em End Point. cado durante a gravação. Use para rit-
mos deslocados e sincopados, com
4. Pressione [STOP] para interromper a reprodução. “shuffle” ou “swing”.
Com “Input Quantize” na opção “GRID”
Uso da gravação “Manual Punch-In” Grid Resoluti- , , Figura usada de base no alinhamen-
A gravação acontece (apagando os dados existentes) na área on to. Indique o menor valor que vai
, ,
ocorrer no trecho gravado com o
indicada com o acionamento do botão ou pedal. Use esta forma de , , Grid Quantize.
gravação para corrigir diversos pontos. A música começa com a Grid Quantize 0–100% Intensidade do ajuste para o ponto de-
reprodução. Ao pressionar a pedal ou botão, a reprodução muda Strength terminado por “Grid Resolution”
Na opção “100%,” a nota fica exata-
para gravação. Para voltar novamente para reprodução, basta mente no ponto determinado por
pressionar o pedal ou botão novamente. Pressionando o pedal ou Grid Resolution. Na opção “0%,”
botão, você alterna entre gravação e reprodução. não acontece qualquer alteração.
Com “Input Quantize” na opção “SHUFFLE”
Shuffle Resolu- , Intervalo da quantização
Se quiser usar um pedal conectado em PEDAL CONTROL tion
indicando a área de gravação, ajuste primeiro “Control Pedal Shuffle Quanti- 0–100% Deslocamento do contra tempo da fi-
ze gura indicada em Shuffle Resolution
Assign” na opção “PUNCH IN/OUT” (p. 72). Na opção “50%,” o contratempo
fica no ponto médio entre os tem-
1. Na janela MIDI Rec Standby (Real Time), ajuste “Loop/ pos. Na opção “0%,” o contratempo
Punch” na opção “MANUAL PUNCH.” fica junto ao primeiro tempo. Na
opção “100%,” o contratempo fica
2. Pressione [PLAY] ou [F6 (START)]. junto com o segundo tempo.
A reprodução da música começa, e a janela “Realtime Rec
Control” é apresentada. Com “Quantize Type” na opção “GRID”
3. No ponto que quiser começar a gravar, pressione [F3
(PUNCH IN)] ou acione o pedal.
A reprodução muda para gravação.
4. No ponto que quiser interromper a gravação, pressione [F3
novamente (PUNCH OUT)] ou acione o pedal.
Você volta para o modo de reprodução.
5. Pressione [STOP] para interromper a reprodução. Com “Quantize Type” na opção “SHUFFLE”

Shuffle quantize com Rate = 75%

90
Gravando uma música (Track MIDI)

Rate:
Dado original
Apagando dados indesejados durante a
Rate= 25%
gravação (Realtime Erase)
A função “Realtime Erase” permite apagar dados durante a
Rate= 50%
gravação. É útil no uso da gravação em loop, por permitir apagar
dados sem interromper a gravação.
Rate= 75%
* Realtime Erase apenas pode ser usado quando Recording Mode está na
opção “MIX.”
Rate=100%
1. Ative a gravação “realtime” (p. 88).
Up Up Up Up
beat beat beat beat A janela Realtime Rec Control aparece.

2. Pressione [F4 (ERASE)].


A janela Realtime Erase aparece.
Escolha o tipo de dado a ser gravado
(Recording Select)
Na gravação em tempo real (realtime), normalmente são gravados
todos os tipos de dados. Se quiser evitar a gravação de um tipo de
dado, basta ajustar o parâmetro Recording Select correspondente na
opção “OFF.”
1. Pressione [REC]. 3. Apagando dados indesejados.
• Para apagar todos os dados, pressione [F5 (ALL NOTE)]. Os
2. Pressione [F5 (REC SELECT)].
dados são apagados enquanto se mantém pressionado o botão.
A janela Recording Select aparece.
• Para apagar uma tecla específica, mantenha pressionada esta
tecla. Os dados são apagados no trecho em que se mantém
pressionada a tecla.
• Para apagar notas em uma extensão de afinações, mantenha
pressionada a nota mais grave e mais aguda da extensão a ser
apagada. Os dados são apagados no trecho em que as teclas
ficam pressionadas.
3. Pressione [ ] [ ] [ ] [ ] indicando o tipo de dado
(mensagens MIDI) que vai ser gravado ou não.
4. Pressione [F6 (CLOSE)] para fechar a janela Realtime
Erase.
Mensagem Explicação
Você volta para a condição normal de gravação.
MIDI
Note Notas musicais.
Control Chan-
ge
Controle e efeitos, como modulation ou expression.
Gravando arpejos alinhados ao compasso
Program
Change
Escolha de sons. da gravação
System Ex Mensagens de ajuste da programação do JUNO-G, como
ajuste de parâmetros do som. Na gravação de arpejos em tempo real, você pode sincronizar o
Channel After Aftertouch que atua em todo o canal MIDI. arpejo com os controles start/stop do gravador.
Poly After Aftertouch que atua por nota. Para detalhes, veja Arp/Rhythm Sync Switch (p. 162).
Pitch Bend Controle da afinação.

4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para marcar (✔).


A mensagem é gravada se tiver uma marca (✔), e deixa de ser
gravada se a marca for desativada.
• [F4 (ALL ON)]: Todos os tipos de dados são gravados.
• [F5 (ALL OFF)]: Nenhum tipo de dado é gravado.

5. Pressione [F6 (CLOSE)] para fechar janela “Recording


Select.”

91
Gravando uma música (Track MIDI)

Testando sons e frases durante a gravação Indicando os dados um a um


(Rehearsal Function) (Step Recording)
A função Rehearsal permite suspender a gravação para que você
A gravação passo a passo (Step) permite indicar notas e pausas
teste sons ou frases, ou ensaie o que vai gravar em seguida,
individualmente, como se você estivesse escrevendo uma partitura.
praticando a frase antes da gravação real
1. Ative a gravação realtime (p. 88).
A janela Realtime Rec Control aparece. Indicando notas e pausas
2. Pressione [F5 (REHEARSAL)] ou [REC]. 1. Faça as preparações indicadas em “Antes de gravar
O indicador [REC] pisca, indicando que o modo rehearsal foi
os tracks MIDI” (p. 87).
ativado. Nesta condição, nada fica gravado quando se toca o
teclado.
Se quiser gravar sobre uma música existente, carregue a música
na memória (p. 115). Depois pressione SONG RECORDER
[BWD] ou [FWD] indicando o compasso para o início da
gravação. O compasso do início fica indicado em “M=” na parte
superior direita de cada tela PLAY.

2. Pressione [REC] duas vezes, ou mantenha pressionado


[SHIFT] e pressione [REC].
3. Para voltar ao modo de gravação, pressione [F5
O indicador [REC] pisca, e a janela MIDI Rec Standby (Step
(REHEARSAL)] ou [REC] novamente.
Rec) aparece.

3. Faça os ajustes para a gravação por passos. Use [ ][ ]


[ ] [ ] movendo o cursor até o parâmetro desejado, e use o
dial VALUE ou [INC] [DEC] para indicar o ajuste.
Parâmetro Explicação
Rec Mode Escolha como a gravação é feita.
MIX:
Gravação mix. O que já estiver gravado no track de destino
é conservado, e a nova gravação é acrescentada. Normal-
mente você grava com este método.
REPLACE:
Gravação replace. A nova gravação substitui o que existir no
track de destino. Use para regravar.
Start Point Indique a posição (measure-beat-tick) em que a gravação co-
meça.

4. Pressione [F6 (NOTE)] ou [PLAY].


O indicador [REC] acende, e a tela STEP REC é apresentada.

92
Gravando uma música (Track MIDI)

5. Escolha a nota a ser gravada. Use [ ] [ ] indicando cada Indicando um acorde


parâmetro. Toque o acorde. O cursor avança para o próximo passo quando você
Parâmetro Op- Explicação soltar todas as teclas.
ções
Note Type Notas Escolha a figura rítmica da nota a ser gravada.
(p. 93) A duração da nota e o valor que indica o inter- Alterando a posição da gravação
valo entre uma nota e a próxima.
Gate Time 1– Indique a duração do som, em proporção à figura Pressionando [F6 ( )] avança a gravação no valor ajustado em Note
100% indicada em Note Type. Type.
Este valor determina a duração entre início e
fim da nota. Um valor baixo produz notas em Pressionando [F5 ( )] você volta a gravação no valor ajustado em
staccato, e um valor alto produz notas em lega- Note Type.
do ou tenuto. Notas normais usam valores em
torno de “80%.”
Input Velo REAL, Ajuste a intensidade com que a nota é tocada. Deslocando a região indicada no display
1–127 Se quiser que seja usada a intensidade de acio-
namento real da tecla, indique a opção “RE- Pressionando [ ] [ ] você desloca a faixa de notas indicadas no
AL.” Ou use as indicações p (piano)=60, mf display, para cima ou para baixo.
(mezzo forte)=90, ou f (forte)=120 como guia.

6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste.


7. Pressione [F5] ou [F6] para ir até o ponto de indicação da Relação dos ajustes de Note Type e Gate Time
nota, e pressione uma nota no teclado. A relação da figura rítmica e duração (em ticks) é indicada
Ao pressionar a tecla a posição da gravação avança no valor da abaixo. Como o gravador do JUNO-G usa o sistema TPQN
figura rítmica indicada em Note Type. O valor da intensidade (ticks por semínima) de 480, uma semínima é representada por
(velocity) é indicado em um gráfico de barra. 480 ticks.
Você pode usar os botões de função nas seguintes funções:
Botão Explicação Nota Gate time
F1 (BAK DEL) Cancela a última nota indicada. 30
F2 (TIE) Ligadura. Estende a duração da última nota indi- 40
cada pela figura rítmica selecionada. 45
F3 (UNTIE) Cancela a última ligadura TIE.
60
F4 (REST) Pausa. ajuste o parâmetro Note Type, indicando
a duração da pausa desejada, depois pressione 80
[F4 (REST)]. 90
[SHIFT] + [F6 (VIEW)] Alterna o display entre as telas de STEP REC
(Piano Roll ↔ Event List) 120
160
8. Repita os procedimentos acima para indicar todas as notas
180
da música.
240
320
O valor anterior de cada parâmetro é conservado. Se você for 360
usar os mesmos ajustes da nota anterior, basta tocar a próxima 480
tecla. Depois de ajustar Gate Time e Input Velocity, 640
normalmente não é necessário fazer o ajuste em cada nota, e 720
basta ajustar o parâmetro Note Time e indicar a afinação de 960
cada nota.
1920
3840

A nota não é confirmada até que você solte o teclado. Isto


significa que você ainda pode mudar os diversos parâmetros A duração da nota (gate time) será a figura rítmica
(Note Type, Gate Time, Input Velo) enquanto não soltar a tecla. escolhida multiplicada pelo valor indicado em Gate Time.
9. Ao terminar a gravação por passos, pressione [STOP]. Por exemplo, com Gate Time na opção “80%,” a semínima
O indicador [REC] apaga. irá produzir som por: 480 x 0,8=384 ticks.

93
Edição de música (MIDI Track)
Este capítulo explica o procedimento para edição de músicas (MIDI 3. Pressione [F3 (SET) para assinalar o marker no começo do
track). compasso corrente.
Você pode fazer isto mesmo com a reprodução em andamento.

Carregando a música a editar * Se a música estiver parada, você pode usar SONG RECORDER
[BWD] [FWD] para deslocar o ponto corrente um compasso por vez.

Se quiser editar uma música, a música precisa ser carregada na área


4. Pressione [F6 (CLOSE)] fechando a janela.
temporária. A música da área temporária é perdida se você desliga o
aparelho ou carrega outra música. Se a área temporária tiver uma
música que você deseja conservar, faça o registro da música na
Deslocamento para os pontos com markers
Use este procedimento para mudar a posição corrente para o marker
memória user ou cartão de memória.
escolhido.
VER:

Para detalhes do carregamento da música, veja Carregar e tocar 1. Na tela MIDI TRACK, pressione [F5 (MARKER)].
músicas (Load Play) (p. 84). A janela Edit Marker List aparece.

2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] [ ] [ ] indicando o


Tela MIDI TRACK marker desejado como destino.
O JUNO-G permite a gravação em diversos canais MIDI. Você vai para a posição do marker escolhido.
Esta tela mostra graficamente os dados de nota de cada canal. A
altura da barra indica a afinação, e o comprimento da barra indica a
Caso você mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [BWD]
duração.
ou [FWD] você salta para o marker anterior ou seguinte,
respectivamente.

3. Pressione [F6 (CLOSE)] fechando a janela.

Eliminando a indicação de marker


Veja como apagar a programação de um marker.

1. Na tela MIDI TRACK, pressione [F5 (MARKER)].


A janela Edit Marker List aparece.

Reprodução sem o som de um instrumento 2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] [ ][ ] indicando o
marker a ser eliminado.
(MIDI Track Mute)
3. Pressione [F4 (CLEAR)].
VER: O marker indicado é eliminado.
Veja Reprodução desligando o som de instrumentos (MIDI Track
4. Pressione [F6 (CLOSE)] fechando a janela.
Mute) (p. 85).

Nomeando um marker
Marcando pontos da música (Markers) Veja como indicar um nome para o marker.

Você pode marcar compassos da música. Esta é uma forma 1. Na tela MIDI TRACK, pressione [F5 (MARKER)].
conveniente de controle visual da música, permitindo edição da A janela Edit Marker List aparece.
música de forma fácil e rápida, uma vez que você pode saltar para o
ponto marcado, ou usar as marcações para indicar edições. 2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] [ ] [ ] indicando o
marker em que será escolhido o nome.

Assinalando um “marker” 3. Pressione [F5 (NAME)] ou [ ].


Até 16 marker podem ser usados em cada música. O cursor vai para a direita.

1. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela MIDI TRACK. 4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando um nome.

2. Pressione [F5 (MARKER)]. * Escolha na lista de nomes fornecidos.


A janela Edit Marker List aparece.
5. Pressione [F5 (NAME)], [EXIT] ou [ ] para finalizar a
escolha do nome.

6. Pressione [F6 (CLOSE)] fechando a janela.

94
Edição de música (MIDI Track)

Indicando o trecho para repetição da Alinhando as figuras rítmicas (Quantize)


música (Loop Points) No capítulo “Gravando uma música (Track MIDI)” (p. 87), vimos a
função Recording Quantize, para o alinhamento das figuras de ritmo
No uso da reprodução em loop (Loop Play) ou gravação em loop
durante a gravação. Outra opção é a quantização após a gravação.
(Loop Record), você usa os pontos de loop para indicar o trecho a
ser repetido, como opção da repetição de um número fixo de O JUNO-G tem a função Preview que permite tocar o resultado da
compassos. edição “Quantize” enquanto você ajusta os parâmetros (antes de
confirmar o ajuste). Isto permite escolher o melhor ajuste de Quantize.
1. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela MIDI TRACK.

2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione SONG Função Preview


RECORDER [LOOP]. A função Preview permite ouvir como vai ficar o resultado da
A janela Loop Play abre, com a função Loop ainda desligada. edição Quantize antes da confirmação da edição. Modifique os
ajustes dos parâmetro durante a reprodução, e a próxima
reprodução é feita com os valores ajustados. Experimente os
diversos ajustes de parâmetro, e veja qual produz o melhor
resultado.
* Você não ouve com o preview tracks MIDI em MUTE.
* Você não pode mudar a opção de Quantize Type enquanto usa a
função Preview.
* Caso você pressione [LOOP] sem manter pressionado [SHIFT], a Pressionando [PLAY] estando na janela Quantize para
função Loop é ligada ao abrir a janela Loop Play. selecionar o modo Preview. Dois compassos a partir da posição
corrente da música tocam repetidamente. Você pode indicar
outro trecho de preview pressionando [FWD] ou [BWD]. Para
3. Leve o cursor até o parâmetro desejado, e use o dial VALUE
sair do modo Preview, pressione [STOP].
ou [INC] [DEC] fazendo o ajuste.
Parâmetro Explicação
Repeat Times Número de repetições
Opções: INF, 1–99 O Quantize apenas altera a posição de mensagens de início e
Se quiser que a repetição continue até que se pressi-
one [STOP], indique a opção “INF.” fim de nota, sem alterar a posição de outros dados. Isto pode
Start Point (S) Posição de início da repetição fazer com que mensagens MIDI como bend ou modulation
Caso você pressione [F3 (START)], a posição corren- fiquem deslocadas em relação às notas. Para evitar este tipo de
te é indicada como início da repetição.
End Point (E) Posição de término da repetição problema, é melhor gravar estas outras mensagens após o
Caso você pressione [F4 (END)], a posição corrente quantize, usando o modo de gravação MIX, etc.
da música é indicada como término da repetição.
* A posição indicada aqui fica fora do trecho a ser re- 1. Vá para a tela SONG LIST, e carregue a música que deseja
petido.
editar (p. 84).

4. Caso você pressione [LOOP] para que acenda, ou 2. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela MIDI TRACK.
pressione [F5 (LOOP)] para marcar (✔); o loop é ligado.
3. Pressione [F2 (QUANTIZE)].
5. Pressione [F6 (CLOSE)] fechando a janela.
A janela Quantize aparece.

4. Use [F3 ( )] [F4 ( )] ou [ ] [ ] indicando a parâmetro, e


use o dial VALUE ou [INC] [DEC] ajustando o valor.
Parâmetro Opções Explicação
Ch/Part ALL, canal MIDI (s) das notas a serem quantiza-
Ch 1–16 das
ALL: Quantiza todas as notas.
Ch 1–16 Quantiza apenas o canal MIDI
indicado.
Measure 0001– Faixa de compassos a ser quantizado
For 1–ALL Com “For” na opção “ALL,” indica-se to-
dos os compassos.

95
Edição de música (MIDI Track)

Parâmetro Opções Explicação Rate:


Quantize GRID, SHU- (Veja abaixo.) Dado original
Type FFLE, TEM-
PLATE
Com “Quantize Type” na opção “GRID” Rate= 25%
As notas são alinhadas com as figuras rítmicas, e você pode usar em bateria
ou contrabaixo (por exemplo) para produzir um ritmo preciso.
Rate= 50%
Resolution , , Intervalo da quantização
Indique a figura de resolução que seja
, ,
igual à menor figura rítmica usada no
, , trecho a ser quantizado. Rate= 75%

Strength 0–100% Percentagem da correção na direção do


Rate=100%
ponto indicado por Resolution
Na opção “100%,” a nota é colocada exatamente no ponto in- Up Up Up Up
dicado por “Resolution.” Na opção “0%” a nota não muda beat beat beat beat
de lugar.
Com “Quantize Type” na opção “SHUFFLE” Com Quantize Type na opção “TEMPLATE”
Use para um ritmo com “shuffle” ou “swing.” (Deslocamento dos contra-
tampos.) Veja aqui a lista de modelos (templates).
Resolution , Intervalo de tempo da Quantization No. Explicação
Rate 0–100% Intervalo do contratempo entre os dois pul- 001 Dance (pouca dinâmica)
sos da resolução (anterior e seguinte) 002 Dance (muita dinâmica)
Deslocando o contratempo, se cria o “swing.” Na opção 003 Dance (swing leve)
“50%” o contratempo fica no centro entre dois pulsos. Com
004 Dance (swing pesado)
“0%” o contratempo fica junto ao primeiro tempo. Com
“100%” o contratempo fica com o tempo seguinte. 005 Dance (pulos arrastado, pouca dinâmica)
Com “Quantize Type” na opção “TEMPLATE” 006 Dance (pulos arrastado, muita dinâmica)
O JUNO-G tem 71 modelos para quantize (template). Este modelos tem 007 Dance (pulos arrastado, swing leve)
diversos ajustes para determina o ritmo em diferentes estilos de música. 008 Dance (pulos arrastado, swing pesado)
Use o modelo mais adequado em cada caso.
009 Dance (pulos adiantado, pouca dinâmica)
* Se os dados do seqüênciador estiverem muito afastado da divi-
010 Dance (pulos adiantado, muita dinâmica)
são precisa, o Template Quantize pode não produzir o resultado
011 Dance (pulos adiantado, swing leve)
desejado. Neste caso, use primeiro o Grid Quantize para que os
dados fiquem exatos, e depois use o Template Quantize. 012 Dance (pulos adiantado, swing pesado)
013 Fusion (pouca dinâmica)
Template 001–071 Template a ser usado
014 Fusion (muita dinâmica)
Timing 0–100% Intensidade de ajuste no uso do template
Na opção 100%, a nota obedece o indicado 015 Fusion (swing leve)
no template. Na opção 0%, a posição da 016 Fusion (swing pesado)
nota não é alterada.
017 Fusion (pulos arrastado, pouca dinâmica)
Range Min 0 (C -)– Faixa de notas a serem quantizadas
018 Fusion (pulos arrastado, muita dinâmica)
Range Max 127 (G9) Você pode indicar a faixa de notas acio-
nando as notas extremas no teclado. 019 Fusion (pulos arrastado, swing leve)
020 Fusion (pulos arrastado, swing pesado)
5. Pressione [F6 (EXEC)]. 021 Fusion (pulos adiantado, pouca dinâmica)
Uma mensagem solicita confirmação. 022 Fusion (pulos adiantado, muita dinâmica)
023 Fusion (pulos adiantado, swing leve)
6. Pressione [F6 (EXEC)]. 024 Fusion (pulos adiantado, swing pesado)
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. 025 Reggae (pouca dinâmica)
026 Reggae (muita dinâmica)
027 Reggae (swing leve)
Se o resultado não ficar satisfatório, você pode pressionar [F1 028 Reggae (swing pesado)
(UNDO)] na tela MIDI TRACK para voltar à condição anterior 029 Reggae (pulos arrastado, pouca dinâmica)
030 Reggae (pulos arrastado, muita dinâmica)
(Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar Redo para
031 Reggae (pulos arrastado, swing leve)
cancelar o UNDO.
032 Reggae (pulos arrastado, swing pesado)
033 Reggae (pulos adiantado, pouca dinâmica)
Com Quantize Type na opção “GRID” 034 Reggae (pulos adiantado, muita dinâmica)
035 Reggae (pulos adiantado, swing leve)
036 Reggae (pulos adiantado, swing pesado)
037 Pops (pouca dinâmica)
038 Pops (muita dinâmica)
039 Pops (swing leve)
040 Pops (swing pesado)
041 Pops (pulos arrastado, pouca dinâmica)
Com Quantize Type na opção “SHUFFLE” 042 Pops (pulos arrastado, muita dinâmica)
043 Pops (pulos arrastado, swing leve)
044 Pops (pulos arrastado, swing pesado)
Shuffle quantize com Rate = 75% 045 Pops (pulos adiantado, pouca dinâmica)
046 Pops (pulos adiantado, muita dinâmica)
047 Pops (pulos adiantado, swing leve)
048 Pops (pulos adiantado, swing pesado)

96
Edição de música (MIDI Track)

No. Explicação
049
050
Rhumba (pouca dinâmica)
Rhumba (muita dinâmica)
Edição de dados em um trecho
051
052
Rhumba (swing leve)
Rhumba (swing pesado)
indicado (Track Edit)
053 Rhumba (pulos arrastado, pouca dinâmica)
A edição de tracks permite editar áreas da música que você indicar.
054 Rhumba (pulos arrastado, muita dinâmica)
055 Rhumba (pulos arrastado, swing leve)
056 Rhumba (pulos arrastado, swing pesado)
057 Rhumba (pulos adiantado, pouca dinâmica)
Procedimentos básicos na edição de tracks
058 Rhumba (pulos adiantado, muita dinâmica)
059 Rhumba (pulos adiantado, swing leve) 1. Vá para a tela SONG LIST, e carregue a música que deseja
060 Rhumba (pulos adiantado, swing pesado) editar (p. 94).
061 Samba (Pandeiro, etc.)
062 Samba (Surdo, Timbale) 2. Pressione EDIT [SONG] para ver a tela MIDI TRACK.
063 Axe (Caixa)
064 Axe (Surdo)
3. Pressione [F6 (EDIT)].
065 Salsa (Cascala) A janela Track Edit aparece.
066 Salsa (Conga)
067 Tercinas (Triplets)
068 Quintinas (Quintuplets)
069 Sextinas (Sextuplets)
070 Septinas em dois tempos (Septuplets)
071 Triplets atrasadas

* Preparado para compassos 4/4. Aplicando em outros tipos de


compasso o resultado não pode ser previsto. 4. Pressione [F3 ( )] [F4 ( )] ou [ ] [ ] indicando a
* O nomes dos estilos são apenas para conveniência, e não implicam que função desejada, depois pressione [F6 (SELECT)].
o modelo seja útil apenas no estilo indicado. Tente também em outros Copy Erase (p. 98) Delete (p. 98)
estilos de música. Insert (p. 99) Transpose (p. 99)

VER:

Para detalhes das diversas edições de track as explicações de


cada edição.

5. Ajuste os parâmetros em cada edição. Pressione [ ][ ]


[ ] [ ] movendo o cursor até o parâmetro desejado, e use o
dial VALUE ou [INC] [DEC] ajustando o valor. Verifique a
região a ser editada, e faça as correções necessárias.

6. Pressione [F6 (EXEC)].


Uma mensagem solicita confirmação.

7. Pressione [F6 (EXEC)].


Ao terminar o procedimento, o display mostra rapidamente
“Completed!”
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

Se o resultado não ficar satisfatório, você pode pressionar [F1


(UNDO)] na tela MIDI TRACK para voltar à condição anterior
recording (Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar Redo
para cancelar o UNDO.

97
Edição de música (MIDI Track)

Cópia de frases (Copy) Apagando trechos da música (Erase)


Esta função copia um trecho da música. Permite copiar a mesma Permite apagar todos os dados do seqüênciador na área indicada. O
frase para que toque diversas vezes. que é apagado fica como pausa, os compassos originais são
conservados.
VER:

Para detalhes de ajustes, veja Procedimentos básicos na edição de VER:

tracks (p. 97). Para detalhes de ajustes, veja Procedimentos básicos na edição de
Parâmetro Opções Explicação tracks (p. 97).
Src Ch/Part ALL, Ch 1–16 canal MIDI do dado a ser co- Parâmetro Opções Explicação
piado
Ch/Part ALL, Ch 1–16 Canal MIDI do dado a ser
ALL: Copia todos os dados do seqüênciador. apagado
Ch 1–16: Copia apenas os dados do canal MIDI indi-
ALL: Apaga todos os dados do seqüênciador.
cado.
Ch 1–16: Apaga apenas dados do canal MIDI escolhido.
* Isto não pode ser indicado quando Status está na opção “Sys-
* Não pode ser indicado com Status está na opção “System Ex-
tem Exclusive.”
clusive.”
Src Measure 0001– Faixa da cópia na origem
Measure 0001– Faixa de compassos a ser
For 1–ALL (source)
For 1–ALL apagado.
Com “For” na opção
Com “For” na opção
“ALL,” indica-se todos os
“ALL,” indica-se todos os
compassos.
compassos.
Dst Ch/Part ALL, Ch 1–16 Canal MIDI do destino da có-
Status ALL, Note, Poly Aftertouch, Tipo de dado a ser apagado
pia
Control Change, Program
ALL: Copia para todos os canais MIDI. Change, Channel Aftertouch,
Ch 1–16: Copia apenas para o canal MIDI indicado. Pitch Bend, System Exclusive
* Não pode ser indicado com Status está na opção “System Ex- Com “Status” na opção “Note” ou “Poly Aftertouch”
clusive.”
Range Min 0 (C -)–127 (G9) Faixa de notas a serem apa-
Dst Measure 0001–END Compasso de destino da có- gadas
pia (destination) Range Max
Você também indica a fai-
* Se quiser que a cópia fique de- xa pressionando as teclas
pois do último compasso da no teclado.
música, indique a opção
“END.” Com “Status” na opção “Control Change”
Range Min 0–127 Faixa do controle de número
Copy Mode MIX, REPLACE Escolha se deseja preservar
os dados no destino da cópia. Range Max a serem apagados
MIX: Combina os dados cópia com os existentes no Com “Status” na opção “Program Change”
destino. Range Min 1–128 Faixa de nº de programas a
REPLACE: Os dados do destino são substituídos pelos serem apagados
Range Max
novos dados da cópia. Apenas dados do canais MIDI
indicado em Channel é substituído, demais canais MI- * Selecionando “ALL” em “Ch/Part,” os tracks tempo e track e beat
DIs são preservados.
Copy Times 1–999 Número de cópias a ser colo- também são apagados.
cado no destino
Status ALL, Note, Poly Aftertouch, Tipo de dado a ser copiado
Control Change, Program
Change, Channel Aftertouch,
Eliminando compassos indesejados (Delete)
Pitch Bend, System Exclusive
Com “Status” na opção “Note” ou “Poly Aftertouch” Esta função elimina a área indicada da música, e o que estiver
Range Min 0 (C -)–127 (G9) Faixa de notas a ser copiado adiante do que foi eliminado é deslocado para preencher o vazio. O
Range Max Você também indica a fai- número de compassos da música é reduzido pelo número de
xa pressionando as teclas
no teclado. compassos eliminados.
Com “Status” na opção “Control Change”
VER:
Range Min 0–127 Faixa do controle de número
Range Max a ser copiado Para detalhes de ajustes, veja Procedimentos básicos na edição de
Com “Status” na opção “Program Change” tracks (p. 97).
Range Min 1–128 Faixa de nº de programas a Parâmetro Op- Explicação
Range Max ser copiado ções
Measure 0001– Faixa de compassos a ser eliminado
* Indicando a opção “ALL” em “Src Ch/Part” e “Dst Ch/Part,” os tracks Com “For” na opção “ALL,” indica-se todos os
For 1–
tempo, track beat, e tracks de áudio também são copiados. ALL compassos.

* O tracks tempo, beat, e tracks de áudio são eliminados ao mesmo


tempo.

98
Edição de música (MIDI Track)

Inserção de compassos (Insert) Edição de dados individualmente


Esta função insere compassos vazios no ponto indicado. Como você (Micro Edit)
pode indicar a fórmula de compasso do compasso a ser inserido, esta
é uma boa forma de ter mudanças de compasso no meio da música. A edição “Micro Edit” permite controlar individualmente as
mensagens MIDI gravadas, ou os dados de andamento.
VER:
* Para edição de uma música, ela precisa ser carregada na área
Para detalhes de ajustes, veja Procedimentos básicos na edição de temporária (p. 94).
tracks (p. 97).
Parâmetro Opções Explicação
Measure 0001–END Nº do compasso em que é feita a inser- Edição de dados um a um (Procedimento
ção
For 1– Nº de compassos a serem inseridos básico em “Microscope”)
Beat Numerador: 1– Fórmula de compasso a ser usado na in-
32 serção. Vá para a tela Microscope para ver os dados. Cada linha tem a
Denominador: 2, * Apenas pode ser indicado com a opção posição do dado (measure-beat-tick) e o dado.
4, 8, 16 “Track” na opção “TRK ALL.”

* A inserção também é feita nos tracks tempo, beat, e de áudio. 1. Carregue a música a ser editada (p. 115).

2. Pressione [F3 (MICRO)].


Transposição da afinação (Transpose) A tela MICROSCOPE é apresentada.
Pressione [ ][ ] para ver e percorrer os dados.
Permite mudar o tom na faixa indicada, em até +/-127 semitons. Use
Displays the parameter data at the cursor location
esta função para mudar o tom de um trecho da música ou de toda a
MIDI channel
música.

VER:

Para detalhes de ajustes, veja Procedimentos básicos na edição de


tracks (p. 97).

Parâmetro Opções Explicação


Ch/Part ALL, Ch 1–16 Canal MIDI(s) das notas a serem trans- Sequencer data
postas Location of the sequencer data (measure-beat-tick)
ALL: Transposição de todas as notas.
* Cada vez que se pressiona [F6 (VIEW)] você alterna entre as duas
Ch 1–16: Transposição apenas do canal MIDI indicado.
Measure 0001– Faixa de compassos da transposição. telas. (Piano Roll ↔ Event List)
For 1–ALL Com “For” na opção “ALL,” indica-se
todos os compassos.
Range Min 0 (C -)–127 (G9) Faixa de notas a serem transpostas.
Range Max Você também indica a faixa pressio-
nando as teclas no teclado.
Bias -127– +127 Valor da transposição em semitons.
Indique valor “+” (positivo) para su-
bir a afinação, ou a “-” (negativo) para
descer a afinação.

3. Pressione [F5 (CH/PART)].


Se quiser o contrabaixo uma oitava abaixo... A janela Ch/Part Select aparece.
A função Transpose permite fazer esta mudança: Ajuste Range
em “Lowest-Highest” na parte do contrabaixo, e ajuste Bias em
“-12.”

Se quiser mudar um instrumento da percussão...


Você também pode usar o Transpose para mudar instrumentos
na percussão. Para mudar, por exemplo uma conga para tom-
tom: A conga está tecla D4, e o tom na tecla C3; ajuste Range em
“D4–D4” e Bias em “-14.” 4. Escolha o track a ser editado.
• [F3 (MIDI)]:Track MIDI
Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para indicar a escolha.
ALL: Tracks de todos os canais MIDI
Ch1–Ch16: Track do canal MIDI indicado
• [F4 (TEMPO)]: Track tempo
• [F5 (BEAT)]: Track beat

99
Edição de música (MIDI Track)

VER: Edição de mensagem System Exclusive


Para a explicação dos tipos de dados, veja “Dados do track
1. Use [ ] [ ] ou o dial VALUE indicando a mensagem Sys
MIDI,” abaixo.
Ex que deseja editar.
5. Pressione [F6 (CLOSE)] fechando a janela.
2. Pressione [ ].
6. Use [ ] [ ] ou o dial VALUE indicando o dado que deseja A tela System Exclusive Edit é apresentada.
editar.

7. Pressione [ ] [ ] indicando o parâmetro que deseja editar.

8. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] ajustando o valor.

Para edição de número de nota ou aftertouch polifônico, ou


dados Velocity no início ou fim da nota, você pode indicar o 3. Pressione [ ][ ] [ ] [ ] movendo o cursor ao dado a ser
valor tocando o teclado. editado.
• Ao pressionar [ENTER], o dado mostrado em “ ” é
4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] editando o valor.
transmitido para o MIDI OUT. Se for uma nota, a nota é tocada
• Se quiser acrescentar valores entre os extremos “F0” e “F7,” leve
ao pressionar [ENTER].
o cursor até a posição e pressione [F3 (INS)]. O valor “00” é
VER: inserido. Mude para o valor desejado.
Se deseja editar mensagem “system exclusive,” veja “Edição de • Para eliminar dados, leve o cursor até a posição correspondente
mensagem System Exclusive,” a seguir. e pressione [F2 (DEL)].

9. Para fechar a tela MICROSCOPE, pressione [EXIT]. 5. Ao terminar a edição, pressione [F6 (EXEC)] para confirmar
os valores da mensagem Sys Ex.
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

Para descartar as alterações da mensagem Sys Ex feitas na tela


MICROSCOPE, pressione [EXIT].
• Mensagens Sys Ex Roland type IV usam checksum que pode ser
calculado automaticamente ao final da edição. Se não quiser o
cálculo automático, pressione [F1 (AT SUM)] para retirar a marca
(✔).
• Ao pressionar [F4 (TEST)], a mensagem Sys Ex em edição é
transmitida pelo conector MIDI OUT.

Dados existentes no track MIDI


Os tracks MIDI podem gravar sete tipo de mensagens. A posição do
dado é indicada (measure-beat-tick) na esquerda de cada item, e o nº
do canal MIDI número aparece ao lado.

Nota
As mensagens MIDI de nota tem a partir da esquerda o número da
nota, o nome da nota, intensidade ao tocar (On Velocity), duração
da nota, e intensidade ao soltar (Off Velocity).

Mudança de programa (Program Change)


Mensagem MIDI de escolha de timbre. O número do programa
(PC#) determina o timbre.

Mudança de controle (Control Change)


Esta mensagem MIDI é usada para transmitir diversos controles do
som, como modulation ou expression. O número do controle (CC#)
indica a função, e o valor a intensidade do efeito.

100
Edição de música (MIDI Track)

Pitch Bend
Esta mensagem MIDI controla e muda a afinação. O valor determina
a intensidade de variação da afinação.

Poly Aftertouch
Estas mensagens MIDI controla o aftertouch em cada nota. A partir
da esquerda os parâmetros são o número da nota, e intensidade de
controle do aftertouch. 3. Use [ ][ ] [ ] [ ] indicando o dado a ser visualizado.
Note System Exclusive Poly Aftertouch
Channel Aftertouch Program Change Pitch Bend Channel Aftertouch
Esta mensagem MIDI controla o aftertouch para todo o canal MIDI. Control Change
O valor de aftertouch é o que acompanha a mensagem. CC Select
Indique o número do controle que deseja visualizar.

System Exclusive 4. Pressione [INC] ou [DEC] para fazer o ajuste.


Mensagens MIDI para ajuste de parâmetros exclusivos do JUNO-G, A mensagem com marca (✔) aparece no display, as mensagens
como programações de timbre. Os dados ficam limitados entre os sem marca não aparecem.
comandos “F0” e “F7.”
• [F1 (NOTE)]: Nota musicais
• [F2 (CC)]: Control Change
Dados presentes no track Tempo • [F3 (BEND)]: Pitch Bend
• [F4 (ALL ON)]: Todos os dados aparecem no display
O track Tempo grava mudanças de andamento da música. • [F5 (ALL OFF)]: Nenhum dado aparece no display

Mudança de andamento (Tempo Change) 5. Pressione [F6 (CLOSE)] para fechar a janela “View Select.”
Este tipo de dado determina o andamento da música. A música toca
no andamento indicado em cada mensagem.
O valor aparece como “sem nima = **” indicando o andamento da
Inserção de dados (Create)
reprodução, e pode ser alterado na tela PLAY de cada modo.
Você pode inserir novos dados no ponto desejado de um track MIDI.
* Se o andamento indicado não for o andamento em que a música toca,
VER:
isto indica mudança temporária do andamento. Como as mudanças de
Para detalhes de dados a ser inseridos, veja Dados existentes no
andamento não foram registradas, o ajuste é perdido se outra música é
track MIDI (p. 100).
carregada ou se o aparelho é desligado. Para conservar mudanças de
andamento, e usar o andamento alterado na próxima vez que a música
1. Vá para a tela MICROSCOPE do track em que deseja fazer a
for carregada, repita o registro da música. Com isso você reprograma o inserção.
andamento da música no arquivo.
2. Pressione [F1 (CREATE)].
A janela Create Event aparece.
Dados presentes no Track “Beat”
3. Pressione [ ][ ] indicando o dado a ser inserido.
O Track beat grava dados de fórmula de compasso.
4. Pressione [F6 (EXEC)] para fazer a inserção.
Mudança de fórmula de compasso (Beat Change) O dado é inserido com ajuste padrões nos parâmetro, e você
Este dado determina a fórmula de compasso da música (Beat). deve editar estes valores, se necessário.

Visualização dos dados (View Select) Se não estiver satisfeito com o resultado do procedimento,
pressione [EXIT] fechando a tela MICROSCOPE, e pressione [F1
Como o track MIDI tem uma quantidade muito grade de dados, o (UNDO)] na tela MIDI TRACK voltando para a situação anterior
display pode ficar com a leitura difícil. Por isso, o JUNO-G permite (Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar o Redo para
que você escolha o tipo de dado a ser apresentado no display. Isto é desfazer o Undo.
muito útil quando você deseja editar apenas um tipo de dado.

1. Vá para a tela MICROSCOPE.

2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F5 (VIEW


SEL)].
A janela View Select aparece.

101
Edição de música (MIDI Track)

Apagando dados (Erase) Copiando dados (Copy)


Se quiser, você pode apagar dados do seqüênciador. Você também Você pode copiar dados para a posição que desejar. Se quiser usar
pode usar o mesmo procedimento para apagar dados individuais um mesmo dado em diversas posições, use esta função. O
nos tracks tempo ou beat. procedimento é o mesmo para cópia de dados nos tracks tempo e
* Não se pode apagar o ajuste inicial de andamento do track tempo, nem beat.
a indicação inicial de fórmula de compasso do track beat.
1. Vá para a tela MICROSCOPE no track em que existe o dado
1. Vá para a tela MICROSCOPE e indique o track em que a ser copiado.
deseja apagar o dado.
2. Pressione [ ][ ] indicando o dado que deseja copiar.
2. Pressione [ ][ ] indicando o dado que deseja apagar.
3. Pressione [F3 (COPY)].
3. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F6 (ERASE)]
4. Pressione [F4 (PLACE)].
para apagar o dado.
A janela Place Event aparece.

Se não estiver satisfeito com o resultado do procedimento, 5. Pressione [ ] [ ] movendo o cursor até as indicações
pressione [EXIT] fechando a tela MICROSCOPE, e pressione [F1 “Meas (compasso),” “Bt (tempo),” e “Tick” (subdivisão).
(UNDO)] na tela MIDI TRACK voltando para a situação anterior
6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando a posição para
(Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar o Redo para
a qual deseja que o dado seja copiado.
desfazer o Undo.
7. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar a cópia.

Deslocamento de dados (Move)


Se não estiver satisfeito com o resultado do procedimento,
Você pode deslocar dados para outra posição. Os dados dos tracks pressione [EXIT] fechando a tela MICROSCOPE, e pressione [F1
tempo ou beat são deslocados da mesma forma. (UNDO)] na tela MIDI TRACK voltando para a situação anterior
* Não é possível mover o ajuste de andamento inicial do track tempo ou o (Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar o Redo para
ajuste inicial de fórmula de compasso do track beat. desfazer o Undo.

1. Vá para a tela MICROSCOPE do track em que deseja


deslocar dados. Mudanças de andamento ao longo da
2. Pressione [ ][ ] indicando o dado que deseja deslocar.
música
Se quiser que para mudar o andamento ao longo da música, insira
3. Pressione [F2 (MOVE)].
mensagens de “Tempo Change” no track tempo. A música vai tocar no
A janela Move Event aparece.
andamento indicado a partir do ponto em que a mudança de andamento
4. Pressione [ ] [ ] movendo o cursor até a indicação de for inserida.
posição: “Meas (compasso),” “Bt (tempo),” e “Tick” * Se quiser mudança gradual de andamento, como retardando ou
(subdivisão). acelerando, é melhor usar a função de gravação do andamento (Tempo
Record, p. 89).
5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando a nova posição
do dado. * Se quiser deixar toda a música mais rápida ou mais lenta, mude o
andamento em uma das telas PLAY.
6. Pressione [F6 (EXEC)] movendo o dado.
1. A partir da tela MICROSCOPE, pressione [F5 (CH/PART)].
A janela Ch/Part Select aparece.
Se não estiver satisfeito com o resultado do procedimento,
pressione [EXIT] fechando a tela MICROSCOPE, e pressione [F1 2. Pressione [F4 (TEMPO)] depois pressione [F6 (CLOSE)].
(UNDO)] na tela MIDI TRACK voltando para a situação anterior
(Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar o Redo para 3. Pressione [F1 (CREATE)].
desfazer o Undo. A janela Create Event aparece.

4. Pressione [F6 (EXEC)].


A janela Create Position aparece.

5. Pressione [ ] [ ] movendo o cursor até as indicações


“Meas (compasso),” “Bt (tempo),” e “Tick” (subdivisão).

102
Edição de música (MIDI Track)

6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando onde o dado


será inserido.
Escrevendo o nome da música
7. Pressione [F6 (EXEC)] para inserir a instrução de mudança
de andamento.
(Song Name)
8. Um valor de andamento padrão é indicado na mudança de Você pode escrever um nome para a música, ou alterar o nome
andamento inserida, por isso, pressione [ ] e use o dial existente. O nome da música é um dado independente do nome do
VALUE ou [INC] [DEC] para indicar o valor que desejar. arquivo em que a música fica registrada na memória user ou cartão
de memória. Você não precisa escrever o nome, e ao escrever pode
usar até 15 caracteres. Isto permite ter o título da música ou escrever
Se não estiver satisfeito com o resultado do procedimento,
um lembrete sobre como a música é usada.
pressione [EXIT] fechando a tela MICROSCOPE, e pressione [F1
* Disquetes podem ter músicas comerciais SMF protegidas por
(UNDO)] na tela MIDI TRACK voltando para a situação anterior
copyright. Não é possível a mudança de nome nestes casos.
(Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar o Redo para
desfazer o Undo.
1. Vá para a tela MIDI TRACK, e carregue a música em que
deseja escrever ou alterar o nome (p. 84).
Mudança da fórmula de compasso ao 2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F6 (UTILITY)].
longo da música A janela Song Utility Menu aparece.

Se quiser que para mudar a fórmula de compasso ao longo da 3. Pressione [F1 (SONG NAME)].
música, insira comandos com novas indicações de “Beat Change.” A A tela SONG NAME é apresentada.
música muda a fórmula de compasso nos compassos seguintes à
indicação inserida. 4. Escreva o nome da música. (até 15 caracteres).

VER:
1. A partir da tela MICROSCOPE, pressione [F5 (CH/PART)].
Sobre escrita de nomes, veja p. 24.
A janela Ch/Part Select aparece.
5. Depois de escrever o nome, pressione [F6 (WRITE)].
2. Pressione [F5 (BEAT)] depois pressione [F6 (CLOSE)].
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
3. Pressione [F1 (CREATE)].
A janela Create Event aparece.

4. Pressione [F6 (EXEC)].


A janela Create Position aparece.

5. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando onde o dado


será inserido.

6. Pressione [F6 (EXEC)] para inserir a mudança de fórmula


de compasso.

7. É inserido uma fórmula de compasso padrão; pressione


[ ] e use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para mudar o valor
da indicação.

Se não estiver satisfeito com o resultado do procedimento,


pressione [EXIT] fechando a tela MICROSCOPE, e pressione [F1
(UNDO)] na tela MIDI TRACK voltando para a situação anterior
(Undo). Depois de usar o Undo, você pode usar o Redo para
desfazer o Undo.

Não se pode mudar a fórmula de compasso no meio de outro


compasso. A mudança precisa sempre estar no começo de um
compasso.

Se quiser mudar a fórmula de compasso além do fim da música,


e mudar o comprimento da música use a função Insert de track
edit (p. 99).

103
Gravando uma música (Audio Track)
• Escolha a saída de áudio (Audio Input Asgn)

Antes da gravação de áudio pelo Escolha o destino de output do som que chega ao input e é
mixado.
conector AUDIO INPUT Opções
DRY: Output em OUTPUT (A) sem passar pelos efeitos
O JUNO-G permite a amostragem (sample) de áudio, a partir de
MFX: Output através de múlti-efeitos
equipamentos de áudio, microfones, ou CD.
Indicado “MFX,” escolha qual dos três múlti-efeitos (1–3) será
Antes de gravar o áudio de um CD player, microfone, ou outros
usado.
equipamentos conectados em AUDIO INPUT, veja os procedimentos
• Ajuste o volume da entrada (Audio Input Level)
descritos abaixo.
Volume do som que chega ao input.
Opções: 0–127
Ajustes de AUDIO INPUT * Você também pode usar o controle deslizante AUDIO IN de SONG
RECORDER para este ajuste.
1. Conecte o CD player, microfone, ou outro equipamento na
• Ajuste a intensidade de chorus (Audio Input Cho Send)
entrada AUDIO INPUT do painel traseiro do JUNO-G.
Ajusta a intensidade de chorus aplicado ao som do input.
Cuidados no uso de microfone Indique a opção “0” se não quiser o uso do chorus.
A realimentação acontece quando o microfone está próximo ou Opções: 0–127
apontado para os alto falantes. Isto pode ser resolvido por:
• Ajuste a intensidade de reverb (Audio Input Reverb Send)
1. Mudança da orientação do microfone(s).
Intensidade de reverb aplicado ao som do input. Indique a
2. Afastar o microfone do alto falante.
3. Redução dos volume. opção 0 se não quiser o uso do reverb.
Opções: 0–127

5. Pressione [F5 (In FX SW)] (Input Effect Switch) para marcar;


2. Enquanto pressiona [SHIFT], mova o controle deslizante o áudio do input é roteado ao efeito de input.
AUDIO IN de SONG RECORDER. Caso você pressione [F5 (In FX SW)] para apagar a marca, o
A tela AUDIO INPUT SETTING é apresentada. áudio do input não passa pelo efeito de input.

6. Toque o som que chega ao input.

7. Gire o botão AUDIO INPUT LEVEL do painel traseiro para


ajustar o sinal recebido no input.
8. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.

* Ou vá para esta tela pressionando EDIT [MENU] e indicando “6. Ajuste de efeitos do Input
Input Setting” na tela principal do menu.

3. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro que deseja 1. Enquanto pressiona [SHIFT], move o controle deslizante
ajustar. AUDIO IN de SONG RECORDER.
A tela AUDIO INPUT SETTING é apresentada.
4. Gire o dial VALUE ou pressione [INC] [DEC] ajustando o
valor. * Ou vá para esta tela pressionando EDIT [MENU] e indicando “6.
• Escolha a conexão de entrada (Input Select) Input Setting” na tela principal do menu.
Indique a origem do input do som a ser amostrado. 2. Pressione [F6 (In FX SETUP)].
Opções A tela INPUT FX SETUP é apresentada.
LINE IN L/R:INPUT L/R (estéreo)
LINE IN L: INPUT L (mono)
MICROPHONE:INPUT L (mono, sinal de microfone)
• Tipo de efeito do input (Input FX Type)
Escolha o efeito a ser aplicado ao sinal do input.
Opções: EQ, ENHANCER, COMPRESSOR, LIMITER, NOISE
SUP, C CANCELLER 3. Pressione [ ][ ] movendo o cursor.
Ao pressionar [F6 (In FX Setup)], o ajuste de parâmetros do
4. Gire o dial VALUE, ou pressione [INC] /[DEC] ajustando o
efeito selecionado é apresentado em “Input Effect Setup
valor.
Settings.”
Nesta tela de ajuste, você pode editar parâmetros do tipo de
efeito de input a ser usado.
* Você também pode usar os botões SOUND MODIFY 1–4 editando o
valor dos parâmetros correspondentes.
• 01: EQUALIZER

104
Gravando uma música (Audio Track)

Ajusta o timbre em graves e agudos.


Parâmetro Range Explicação
Low Freq 200, 400 Hz Freqüência central de graves Regravando o Track de áudio
Low Gain -15–+15 dB Intensidade de corte/reforço
em graves (SOLO/RE-SAMPLING)
High Freq 2000, 4000, 8000 Hz Freqüência central de agudos
High Gain -15–+15 dB Valor do reforço/atenuação em Veja como gravar o som que chega no conector AUDIO INPUT ou o
agudos
som gerado no gerador interno.
• 02: ENHANCER
Modifica o conteúdo harmônico de agudos deixando o som em 1. Pressione SONG RECORDER [AUDIO TRACK].
destaque. A tela AUDIO TRACK é apresentada.
Parâmetro Range Explicação
Sens 0–127 Intensidade do efeito enhancer
2. Pressione [REC].
Mix 0–127 Volume dos harmônicos gerados O indicador [REC] pisca, e a tela Audio Rec Standby aparece.

• 03: COMPRESSOR
Restringe volumes fortes e reforça volumes fracos, deixando
todo o som mais consistente.
Parâmetro Range Explicação
Attack 0–127 Intervalo entre o input ultrapassar
Threshold até a compressão do volume
Threshold 0–127 Volume em que a compressão começa
Post Gain 0–+18 dB Volume do som no output 3. Use o campo Audio Rec Mode (modo de gravação de
• 04: LIMITER áudio) indicando o modo de gravação a ser usado.
Comprime o som que ultrapassa o volume indicado, evitando a Use [ ] [ ] movendo o cursor até Audio Rec Mode, e gire o
ocorrência de distorções. dial VALUE ou use [INC][DEC] indicando o modo de gravação
Parâmetro Range Explicação desejado.
Release 0–127 Tempo entre queda do input abaixo de • SOLO
Threshold até o fim da compressão
Threshold 0–127 Volume em que a compressão começa O gerador de som interno toca normalmente, e apenas o som de
Post Gain 0–+18 dB Volume do som no output áudio do input é gravado.
• 05: NOISE SUPPRESSOR * Você não vai poder aplicar efeitos ao áudio do input.
Suprime ruídos nos momentos de silêncio. • RE-SAMPLING
Parâmetro Range Explicação O som do gerador interno (incluindo tracks de áudio) é
Threshold 0–127 Volume em que a supressão de ruído começa
Release 0–127 Intervalo entre início da supressão até o vo-
gravado. O áudio do input não é escutado.
lume chegar a zero. * O volume da frase de “resample” pode ser menor que o da frase
• 06: CENTER CANCELER original. Se necessário, use Normalize (p. 121) para subir o volume.
Remove o som no centro do estéreo no input. É uma forma * Tracks de áudio com “Audio Track Output Assign” (p. 111) na opção
conveniente to eliminar a parte vocal. MON (Monitor) não são gravados.
Parâmetro Range Explicação • AUDIO MERGE
Ch Balance -50– +50 Balanço de volume entre os canais L (es-
querda) e R (direita) para a remoção do Diversos tracks de áudio são combinado em um track de áudio.
som Para detalhes, veja Combinando diversos tracks de áudio em
Range Low 16–15000 Hz Limite inferior da banda de freqüên-
cias a ser removida um (AUDIO MERGE) (p. 106).
Range High 16–15000 Hz Limite superior da banda de freqüên-
cias a ser removida 4. Use o campo Audio Rec Count In (contagem antes da
gravação de áudio) para indicar quando a gravação
começa.
Ao entrar na tela INPUT FX SETUP, os indicadores da esquerda Use [ ] [ ] movendo o cursor até Audio Rec Count In, e gire o
dos botões SOUND MODIFY 1--4 vão apagar; nesta condição, dial VALUE ou use [INC][DEC] para escolher o ajuste.
os botões 1--4 são usados para edição de parâmetros do efeito • OFF
de input. Caso você pressione o botão novamente acendendo o A gravação começa ao pressionar [PLAY].
indicador, os botões voltam para suas funções normais. Ao sair • 1 MEAS
da tela Input Effect Setup, o indicador volta automaticamente
Ao pressionar [PLAY], é tocado um compasso de contagem (e
para a condição acesa anterior.
reprodução) antecendendo do início da gravação. A gravação
5. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior. começa no ponto indicado como início.
• 2 MEAS
Ao pressionar [PLAY], ocorre a contagem (e reprodução) de
dois compassos antes do ponto de gravação. A gravação começa
quando este ponto é atingido.

5. Use o campo Audio Rec Channel (canal da gravação de


áudio) indicando se vai gravar em estéreo ou mono.

105
Gravando uma música (Audio Track)

Use [ ] [ ] movendo o cursor até Audio Rec Channel, e gire o


dial VALUE ou use [INC][DEC] para indicar sua opção:
Gravando a reprodução de padrão de ritmo no
• MONO
track de Audio
Gravação mono. Na tela RHYTHM GROUP, grave o padrão de ritmo no track de
• ESTÉREO áudio.
Gravação estéreo. No modo de espera de gravação, ao pressionar [PLAY] (ou [F6
(START)]) o padrão de ritmo começa a tocar ao mesmo tempo, e
6. Depois de fazer o ajuste na janela Audio Rec Standby, você pode gravar o padrão de ritmo.
pressione [PLAY] ou [F6 (START)].
A janela Audio Rec Standby fecha, e o indicador [REC] muda de
Se quiser gravar o padrão ao começar a reprodução, ajuste
piscando para aceso, e a gravação começa.
Count In na opção OFF na tela de espera de gravação.
Quando a gravação começa, a janela Audio Recording é
apresentada.

Combinando diversos tracks de


áudio em um (AUDIO MERGE)
No máximo quatro tracks de áudio podem ser usados. Combinando
(merge) diversos tracks de áudio, você libera tracks de áudio para
Para fechar a janela Audio Recording, pressione [F6 (Close)] ou
novas gravações.
[PLAY]. Para abrir novamente, pressione [PLAY].
Na gravação no modo Audio Merge, todos os tracks MIDI são
7. Ao terminar a gravação, pressione [STOP]. silenciados (mute) automaticamente, e os tracks de áudio são
O indicador [REC] apaga. gravados de acordo com os ajustes de “track mute.”
8. A janela Audio Rec Sample Assign abre.
1. Pressione SONG RECORDER [AUDIO TRACK].
A tela AUDIO TRACK é apresentada.

2. Desligue (mute) qualquer track que não queira que aparece


na gravação (p. 85).
3. Pressione [REC].
O indicador [REC] pisca, e a tela Audio Rec Standby aparece.
Use [BWD]+[STOP] (TOP), [BWD] [FWD], o dial VALUE, ou
4. No campo Audio Rec Mode (modo de gravação de áudio),
[ ][ ] [ ] [ ] indicando o local de endereçamento da indique “AUDIO MERGE.”
amostra (sample event). Use [ ] [ ] movendo o cursor, e gire o dial VALUE ou use
9. Pressione [F6 (ASSIGN)]. [INC][DEC] fazendo o ajuste.
A amostra (sample event) é endereçada para um track, e você 5. No campo Audio Rec Count In (contagem da gravação de
volta para a tela anterior. áudio) escolha como a gravação começa.
• Caso você pressione [F4 (UNLOAD)], a amostra que você Veja o passo 4 de “Gravação de track de áudio (SOLO/RE-
acabou de gravar é eliminada (unloaded). Uma mensagem SAMPLING).”
solicita confirmação; pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.
6. No campo Audio Rec Channel (canal de gravação de áudio),
• Se não quiser endereçar nem eliminar a amostra, pressione [F5
escolha se a gravação é mono ou estéreo.
(CANCEL)].
Veja passo 5 de “Gravação de track de áudio (SOLO/RE-
* Mesmo cancelando, a amostra gravada permanece na lista sample. SAMPLING).”

7. Depois de fazer os ajustes na janela Audio Rec Standby,


Se a amostra for maior que o comprimento da música, uma tela pressione [PLAY] ou [F6 (START)].
pede confirmação da extensão do comprimento da música. A janela Audio Rec Standby fecha, e o indicador [REC] muda de
Pressione [F6 (EXEC)] para estender a música de forma que a piscando para aceso; a gravação começa.
amostra possa ser tocada por inteiro. Quando a gravação começa, a janela Audio Recording é
apresentada.

Se não houver espaço na memória de amostras, a mensagem de Para fechar a janela Audio Recording, pressione [F6 (CLOSE)]
erro “Sample Memory Full” é apresentada. Neste caso, você ou [PLAY]. Para abrir novamente, pressione [PLAY].
pode eliminar amostras sem uso (p. 118) ou instalar mais 8. Ao terminar a gravação, pressione [STOP].
memória (p. 176). O indicador [REC] apaga.

9. A janela Audio Rec Sample Assign abre.


O local de endereçamento da amostra pisca.

106
Gravando uma música (Audio Track)

Use [BWD]+[STOP] (TOP), [BWD] [FWD], o dial VALUE, ou


[ ][ ] [ ] [ ] indicando o endereçamento da amostra
(evento).

10. Pressione [F6 (ASSIGN)].


A amostra irá tocar no track de áudio escolhido, e você volta
para a tela anterior.
• Caso você pressione [F4 (UNLOAD)], a amostra que você
acabou de gravar é eliminada (unloaded). Uma mensagem
solicita confirmação; pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.
• Se não quiser endereçar nem eliminar a amostra, pressione [F5
(CANCEL)].
* Mesmo cancelando, a amostra gravada permanece na lista sample.

Se a amostra for maior que o comprimento da música, uma tela


pede confirmação da extensão do comprimento da música.
Pressione [F6 (EXEC)] para estender a música de forma que a
amostra possa ser tocada por inteiro.

Se não houver espaço na memória de amostras, a mensagem de


erro “Sample Memory Full” error é apresentada. Neste caso,
você pode eliminar amostras sem uso (p. 118) ou instalar mais
memória (p. 176).

107
Edição de música (Audio Track)
Você usa as duas telas abaixo para edição de tracks de áudio.
• Tela AUDIO TRACK
Aqui você pode editar cada track de áudio.
Edição tracks de áudio (tela
• Tela AUDIO MIXER (p. 111) AUDIO TRACK)
Nesta tela você ajusta a mixagem dos tracks de áudio, ajustando
volume e pan. Deslocando um evento Sample (Move)
Veja como mover a amostra corrente para outro track ou posição.
Itens da tela AUDIO TRACK
1. Use [ ][ ] [ ] [ ] indicando a amostra a ser deslocada.
1. Pressione SONG RECORDER [AUDIO TRACK]. O evento selecionado fica em laranja.
A tela AUDIO TRACK é apresentada.
2. Pressione [SHIFT].
1 O cursor muda de formato, para a seguinte figura:
4
2 3
5

8 9 10 11 12 13

Mantendo pressionado [SHIFT]


3. Enquanto mantém pressionado [SHIFT], pressione [ ]
[ ].
Mova a amostra para o track desejado.

4. Enquanto mantém pressionado [SHIFT], use os seguintes


botões movendo a amostra para outro local.
14 15 16 17 18 • [INC][DEC]
1. Indica o nome da música corrente. Move a amostra em passos de “tick.”
2. Indica posição corrente do track de áudio.
• [ ][ ]
3. Mede o sinal de áudio.
Move a amostra em passos de um compasso
4. Indica a fórmula de compasso e andamento da música.
• Dial VALUE
5. Indica a posição corrente.
Move a amostra em colcheias (120 ticks).
6. Indica o nome, conteúdo, e markers de tracks de áudio.
Se um arquivo de áudio indicado pelo amostra não estiver
carregada, o número da amostra é apresentada. Selecionando e escutando uma amostra
7. Mostra detalhes do evento corrente. (Preview)
Se estiver indicado “unload,” o arquivo de áudio não foi
carregado. 1. Use indicando a track.

8. Insere a amostra no local indicado. 2. Pressione [ENTER].


9. Copia a amostra (p. 109). A amostra do track selecionado no passo 1 mais próxima da
10. Elimina a amostra selecionada (p. 109). posição corrente é selecionada. Com a reprodução parada, você
11. Desliga o som (mute) de tracks de áudio (p. 109). pode escutar (preview) a amostra enquanto mantem
12. Mostra a lista de markers (marker list, p. 109). pressionado [ENTER].
13. Mostra a tela AUDIO MIXER (p. 111).
14. Apaga tracks de áudio (p. 109). Inserindo uma amostra em uma posição
15. Nomeia o track de áudio (p. 110).
escolhida (Insert)
16. Retira a amostra da memória (p. 110).
17. Combina o conteúdo de tracks de áudio em um único track (p. 110). 1. Use [ ][ ] indicando o track de áudio para a inserção.
18. Amplia/reduz (zoom in/out) a imagem do display (p. 110).
2. Indique a posição em que deseja a inserção.
Os botões ficam com as seguintes funções.
• [STOP] + [BWD] (TOP)
Move a posição corrente para o começo da música.
• [INC] [DEC]
Move a posição corrente em passos de um “tick.”
• [BWD] [FWD]

108
Edição de música (Audio Track)

Move a posição corrente em passos de um compasso.


• VALUE dial
Veja a lista de Markers (Marker List)
Move a posição corrente em uma colcheia (120 ticks).
Você pode posicionar markers nos compassos da música que desejar.
3. Pressione [F1 (INSERT)].
Com isso você tem uma indicação visual da estrutura da música, e é
A tela SAMPLE SEL é apresentada.
uma forma conveniente de indicar ponto de edição, e deslocamento
4. Escolha a amostra que deseja inserir, e pressione [F6 rápido para marker.
(SELECT)]. Veja como ver a lista e editar os markers da música.
A amostra é inserida na posição indicada.
1. Pressione [F5 (MARKER)].
A janela Edit Marker List é apresentada.
Se o acréscimo da amostra ultrapassar a duração da música,
uma tela solicita o ajuste do comprimento da música. Ao
pressionar [F6 (EXEC)], a música aumenta para que a amostra
caiba por inteiro.

Cópia de amostra (Copy)


Os botões ficam com as seguintes funções.
Veja como copiar a amostra corrente. • VALUE dial, [INC] [DEC], [ ][ ]
Escolha um marker da lista. A posição corrente muda de acordo
1. Use [ ][ ] [ ] [ ] indicando a amostra a ser copiada.
com o marker selecionado.
2. Pressione [F2 (COPY)]. • [F3 (SET)]
A amostra corrente é copiada para uma posição imediatamente Acrescenta um marker no começo do compasso corrente.
após ela mesma. • [F4 (CLEAR)]
Elimina o marker selecionado.

Se a cópia gera uma amostra que ultrapassa o fim da música, • [F5 (NAME)], [ ]
uma tela pergunta se a música pode ser aumentada. Ao Escolha o nome para o marker corrente. Use o dial VALUE ou
pressionar [F6 (EXEC)], a música é aumentada para um [INC] [DEC] indicando um nome, e pressione [F5 (NAME)] ou
tamanho que caiba a amostra. [ ] confirmando a escolha.

Eliminando a amostra selecionada do


track de áudio (Delete)
1. Use [ ] [ ] [ ] [ ] indicando a amostra que você quer
eliminar do track de áudio.
2. Pressione [F6 (CLOSE)] fechando a janela.
2. Pressione [F3 (DELETE)].
A amostra é eliminada do track.
* Apenas o evento da amostra é apagado. A amostra permanece na lista Apagando tracks de áudio (Clear)
“sample.”
1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F1 (CLEAR)].
A janela Audio Track Clear Menu aparece.
Desligando o som do tracks de áudio
(Mute)
VER:

Veja Reprodução desligando track de áudio (Audio Track


Mute) (p. 85).

2. Gire o dial VALUE, ou pressione [INC] [DEC] ou [ ][ ]


indicando o menu.
• 1 Clear All
Todos os tracks de áudio são apagados. (Nomes de track dados
de ajuste voltam a valores padrão)
• 2 Clear Track
O track corrente é apagado. (Nome e ajuste voltam ao padrão.)

109
Edição de música (Audio Track)

3. Pressione [F6 (SELECT)]. • Start Point - Ponto inicial


Uma mensagem solicita confirmação. Indique o ponto inicial da mixagem.
• End Point - Ponto final
4. Pressione [F6 (EXEC)].
Indique o compasso em que a mixagem termina.
* Se quiser cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
* Este procedimento não muda o comprimento da música. 3. Pressione [PLAY] ou [F6 (START)].
A janela Mixdown Standby fecha, e [REC] muda de piscando
para aceso, e a mixagem começa.
Nomeando o track de áudio (Track Name) Quando a mixagem começa, a janela Mixdown é apresentada.

Veja como nomear o track de áudio (você pode usar até 12


caracteres).

1. Use indicando o track a ser nomeado.

2. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F2 (TRK


NAME)].
Para fechar a janela Mixdown, pressione [F6 (CLOSE)] ou
A tela AUDIO TRACK NAME é apresentada.
[PLAY]. Para abrir novamente, pressione [PLAY].
3. Escreva o nome.
4. A mixagem termina automaticamente.
* Para detalhes da escrita do nome, veja p. 24.
O indicador [REC] apaga.
4. Pressione [F6 (WRITE)] para confirmar o nome. * Você pode pressionar [STOP] para interromper antes do fim.

5. a janela Mixdown Sample Assign abre.


Retirando a amostra da memória (Unload Use [STOP] + [BWD] (TOP), [BWD][FWD] ou [ ][ ][ ][ ]
Sample) indicando o endereçamento da amostra.

Este procedimento elimina o evento da amostra, e retira a amostra da 6. Pressione [F6 (ASSIGN)].
lista de amostras (sample list). A amostra é endereçada para um track de áudio, e você volta
para a tela anterior.
1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F3 (UNLOAD)].
• Caso você pressione [F4 (UNLOAD)], a amostra da
Uma mensagem solicita confirmação.
mixagem é eliminada (unloaded). Uma mensagem solicita
2. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar. confirmação; pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.

* Se quiser cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. • Se não quiser endereçar nem eliminar a amostra, pressione
[F5 (CANCEL)].
* Mesmo cancelando, a amostra da mixagem é conservada na lista.
Combinando o conteúdo de tracks em um
track de áudio (Mixdown)
Se não houver espaço na memória de amostras, a mensagem de
Este procedimento permite indicar uma região, e fazer com que o erro “Sample Memory Full” é apresentada. Neste caso, você
que é tocado em todos os tracks de áudio e MIDI da região sejam pode eliminar amostras sem uso ou instalar mais memória (p.
combinados em um único track. Depois de criar uma amostra com 176).
este procedimento, você pode transferir o dado para um computador
como um arquivo de música.
Ampliando e reduzindo a imagem do
1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F4 display (Zoom in/out
(MIXDOWN)].
O indicador [REC] pisca, e a janela Mixdown Standby é 1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [F5 (Zoom <)]
apresentada. (reduce) / [F6 (Zoom >)] (magnify).
Você pode ampliar a imagem entre dois e trinta e dois
2. Na janela Mixdown Standby, indique a região da mixagem. compassos na tela.
Use [ ] [ ] movendo o cursor até cada parâmetro, e gire o
dial VALUE ou use [INC][DEC] ajustando o valor.

110
Edição de música (Audio Track)

Ajuste de Chorus e Reverb


Itens da tela AUDIO MIXER 1. Pressione [F2 (CHO&REV)].

1. Estando na tela AUDIO TRACK, pressione [F6 (MIXER)]. 2. Use [ ] [ ] movendo o cursor até o track de áudio que
A tela AUDIO MIXER é apresentada. deseja editar.
* Pressione [F6 (EDIT)] para mudar para a tela AUDIO TRACK. 3. Use [ ] [ ] movendo o cursor até o parâmetro que deseja
editar.
1
2 • CHO: Mandada do track para o chorus (Chorus Send Level)
3
5 Ajusta a intensidade de sinal mandado por cada track de áudio
para o chorus.
4
6 Opções: 0–127
• REV: Track Reverb Send Level
7 8 9 10 11 12 Ajusta a intensidade de sinal mandado por cada track de áudio
1. Indica o nome da música corrente. para o reverb.
2. Indica ligado/desligado de múlti efeito (MFX 1–3), chorus (CHO), Opções: 0–127
reverb (REV), e mastering (MASTER).
3. Indica a fórmula de compasso e andamento da música. 4. Gire o dial VALUE ou use [INC] [DEC] para ajustar o valor.

4. Mostra parâmetros que podem ser controlados em cada audio


track. Ajuste de mudança de tom (Key Shift) e saída
5. Mede o sinal de áudio. (Output Assignment) para o track de áudio
6. Mostra vista simplificada da tela AUDIO TRACK.
1. Pressione [F3 (KEY&OCT)].
7. Área 4 mostra o volume e pan.
8. Área 4 mostra o chorus e reverb. 2. Use [ ] [ ] movendo o cursor até o track de áudio que
9. Área 4 mostra o track de áudio, e ajustes de track key shift e output. deseja editar.
10. Mute para tracks de áudio. 3. Use [ ] [ ] movendo o cursor até o parâmetro que deseja
11. Mostra a lista de markers. editar.
12. Vai para a tela AUDIO TRACK (p. 108). • KEY: Audio Track Key Shift (afinação do track)
Ajusta a afinação de cada track em passos de semitons (+/-2

Controle de tracks de áudio (tela oitavas).


Opções: -24–+24
AUDIO MIXER) • OUT: Output Assign
Escolha como o som direto de cada track de áudio vai para o
Use a tela AUDIO MIXER para ajuste de parâmetros de mixagem, como
output.
volume e pan dos quatro tracks de áudio.
Opções:
MFX 1–3: O som passa através de multi-efeitos e vai para o
Controle de ajustes de tracks de áudio output em estéreo. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som
que passa através de multi efeitos.
A, B: O som tem output em estéreo nos conectores OUTPUT A
Ajuste do volume e pan
(MIX) ou OUTPUT B sem passar por múlti efeitos.
1. Pressione [F1 (LVL&PAN)]. MON: O som vai para output em estéreo pelo conector
OUTPUT A (MIX) sem passar por múlti efeitos. Use este ajuste
2. Use [ ] [ ] movendo o cursor até o track de áudio que se quiser apenas ouvir o som, sem reamostrar ou gravar o som
deseja editar.
(nas situações de resample ou record).
3. Use [ ] [ ] movendo o cursor até o parâmetro que deseja
4. Gire o dial VALUE ou use [INC] [DEC] para ajustar o valor.
editar.
• LEVEL: Volume do track
Ajusta o volume de cada track de áudio. Usado no ajuste do Desligando o som de tracks de áudio
balanço de volumes entre os tracks de áudio. (Mute)
Opções: 0–127
• PAN: Posição do som do track no estéreo VER:
Ajusta o pan de cada track de áudio. “L64” e extremo esquerdo, Veja Reprodução desligando track de áudio (Audio Track
“0” é centro, e “63R” é extremo direito. Mute) (p. 85).
Opções: L64–0–63R

4. Gire o dial VALUE ou use [INC] [DEC] para ajustar o valor.

111
Edição de música (Audio Track)

Veja a lista de Markers (Marker List)


VER:

Veja p. 109.

Uso de controles deslizantes para


controlar o mixer
Movimente os controles deslizantes SONG RECORDER TRACK
A1–A4 para ajustar o volume (track level) de cada track de áudio.

112
Registro/carregamento de música (Save/Load)
As músicas ficam inicialmente na área temporária. A música da área registro, você precisa verificar estes ajustes também.
temporária é perdida se você desliga o aparelho ou carrega outra
música. Se quiser conservar a música, faça o registro na memória Parâmetros incluídos no ajuste do sistema (System
user ou a cartão de memória. Setup)
Quando quiser editar uma música (p. 94, p. 108), a música precisa • Modo do gerador de som (Patch/Performance) e números de
primeiro ser carregada na área temporária. Patch/Performance
• Chave liga/desliga de MFX 1–3/Chorus/Reverb
• Ajustes de Transpose e Octave Shift
Registro da música (Save) • Escolha da função controlada pelo D Beam
• Todos os ajustes da tela Arpeggio e ajuste liga/desliga de
Procedimento básico Arpeggio
• Todos os ajustes da tela Rhythm Group e ajuste liga/desliga de
1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione EDIT [WRITE]. Rhythm Pattern
A tela SAVE/LOAD MENU é apresentada. • Todos os ajustes da tela Chord Memory e o ajuste liga/desliga
de Chord Memory

Registro da música com as amostras


(Save Song+Smpls)
Veja como fazer o registro da música da área temporária com todas
* Nas telas MIDI TRACK, AUDIO TRACK, ou AUDIO MIXER você
as amostras da memória, e os ajustes do gerador de som.
vai direto para a tela SAVE/LOAD MENU pressionando EDIT
[WRITE]. 1. A partir da tela SAVE /LOAD MENU, pressione [F1 (1)].
A tela SONG FILE NAME é apresentada.
2. Pressione [F1 (1)]–[F3 (3)] indicando o formato do registro
da música.
2. Escreva o nome da música (até oito caracteres). A extensão
• 1. Save Song+Smpls: do arquivo “.SVQ” é automaticamente acrescentada.
A música temporária é registrada como arquivo de música
VER:
(arquivo SVQ, arquivo SVA). Todas as amostras (samples) da
Sobre escrita de nomes, veja p. 24.
memória também são registradas. A música registrada terá
todos os dados da área temporária.
• 2. Save Song: Nomes de arquivo não podem usar alguns símbolos (espaço, “*
A música da área temporária é registrada como arquivo de +,. /:; < = >? [\] |).
música (arquivo SVQ, arquivo SVA). O registro inclui os dados
da área temporária. 3. Depois de escrever o nome, pressione [F6 (WRITE)].

• 3. Save all Samples: A tela SAVE SONG é apresentada.


Todas as amostras da memória são registradas.
4. Pressione [F1 (USER)] (Memória user) ou [F2 (CARD)]
(Memory card) indicando o local do registro da música.
Função Botão Song ALL Samples
Save Song+Smpls [F1] ✔ ✔ 5. Pressione [F6 (SAVE)].
Save Song [F2] ✔ – Uma mensagem solicita confirmação.
Save all Samples [F3] – ✔

✔: O registro é realizado
6. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

Dados registrados com a música


Outro arquivo de música, de mesmo nome, mas com a extensão
Os dados de performances, patches, e ajustes do sistema em uso no “.SVA” é registrado ao mesmo tempo.
momento do registro ficam armazenados com a música.
Os dados de performances e patches são registrados como dado No registro das amostras, ocorre a substituição automática do mesmo
especial usados na reprodução da música, e ficam registrados número e banco na lista de amostras (sample list). As amostras são
separadamente dos dados user de performances e patches. registradas em arquivos com nome de “smpl****.wav (aif)” na pasta
* Se quiser que usar estes dados de performances ou patches em outra “ROLAND/SMPL” da memória user ou cartão de memória. O número
música, ou independente de qualquer música, você precisa fazer o no nome do arquivo corresponde ao número na lista.
registro na área user.
* Ajustes de efeitos “Mastering” não ficam registrados com a música.
Para a reprodução exata das condições de reprodução no momento do

113
Registro/carregamento de música (Save/Load)

Nome de arquivo e nome da música Mesmo fazendo o registro com o procedimento “Save,” a
Arquivos de música e arquivos SMF tem, além do nome do música não pode ser reproduzida em outro seqüênciador que
arquivo, o nome da música. O nome do arquivo permite não seja o do JUNO-G.
localizar o arquivo e é necessário para o registro. O nome da Se quiser reproduzir os tracks MIDI em equipamento diferente
música permite usar mais caracteres, para o título da música. do JUNO-G, faça o registro no formato SMF. Neste caso faça o
Use a tela SONG NAME (p. 103) para escrever o nome da registro das informações de bank selects e program change para
música. que o som seja escolhido corretamente.
Os ajustes de performance são registrados na forma que
estiverem durante o registro. Se houver mudanças de ajustes
durante a música, e você faz o registro na condição do fim da
Se o nome de arquivo corresponde a um nome já existente na música, a forma de começo da música não fica registrada, e ao
área user ou cartão de memória, e você tenta fazer o registro, a reproduzir a música do começo, os sons do final estarão
mensagem “File “****” Already Exists! Overwrite Sure?” é selecionados. Se você mudar os ajustes ao longo da música, use
apresentada, solicitando a confirmação. Para substituir o a tela Microscope etc. inserindo as mensagens bank select e
arquivo existente, pressione [F6 (EXEC)]. Se quiser cancelar o program change no começo da música, indicando o timbres
procedimento, pressione [F5 (CANCEL)]. iniciais da música.
Se você tentar fazer o registro em uma memória não formatada
pelo JUNO-G, a mensagem “Unformatted!” (cartão de memória
não formatado) é apresentada. Formate o cartão de memória no
JUNO-G (p. 164).
Registro de amostras (Save all Samples)
Veja como registrar todas as amostras (samples) da memória
Registo da música (Save Song) temporária para a memória user ou a cartão de memória.

Veja como fazer o registro da música da área temporária, e os ajustes 1. A partir da tela SAVE /LOAD MENU, pressione [F3 (3)].
correntes do gerador de som. Uma mensagem solicita confirmação.

1. A partir da tela SAVE /LOAD MENU, pressione [F2 (2)]. 2. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.
A tela SONG FILE NAME é apresentada.
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
2. Escreva o nome da música (até oito caracteres). A extensão No registro das amostras, ocorre a substituição automática do
do arquivo “.SVQ” é automaticamente acrescentada. mesmo número e banco na lista de amostras.

VER:

Sobre escrita de nomes, veja p. 24. Registro da música em arquivo


SMF (Save as SMF)
Nomes de arquivo não podem usar alguns símbolos (espaço, “*
+,. /:; < = >? [\] |). Veja como converter os dados dos tracks MIDI da música da área
temporária em arquivo SMF e fazer o registro deste arquivo.
3. Depois de escrever o nome, pressione [F6 (WRITE)].
A tela SAVE SONG é apresentada. 1. 1. Na tela MIDI TRACK, mantenha pressionado [SHIFT] e
pressione [F6 (UTILITY)].
4. Pressione [F1 (USER)] (Memória user) ou [F2 (CARD)]
(Memory card) indicando o local do registro da música. 2. Pressione [F5 (SAVE AS SMF)].
A tela SAVE AS SMF é apresentada.
5. Pressione [F6 (SAVE)].
Uma mensagem solicita confirmação. 3. Escreva o nome da música.

VER:
6. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.
Sobre escrita de nomes, veja p. 24.
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

Nomes de arquivo não podem usar alguns símbolos (espaço, “*


Outro arquivo de música, de mesmo nome, mas com a extensão
+,. /:; < = >? [\] |).
“.SVA” é registrado ao mesmo tempo.
4. Depois de escrever o nome, pressione [F6 (WRITE)].

5. Pressione [F1 (USER)] (memória user) ou [F2 (CARD)]


(cartão de memória) indicando o destino do registro.

114
Registro/carregamento de música (Save/Load)

6. Pressione [F3 (FMT 0)] ou [F4 (FMT 1)] indicando o formato


do registro.
• FMT 0 (Formato 0):
Carregamento de música (Load)
Cria arquivo SMF formato 0 (todos os dados em track de frase) e
faz o registro no disco. A extensão “.MID” é acrescentada Procedimento básico
automaticamente.
• FMT 1 (Formato 1): 1. Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [WRITE].
Cria arquivo SMF formato 1 (dados em track separados) e faz o A tela SAVE/LOAD MENU é apresentada.
registro no disco. A extensão “.MID” é acrescentada
automaticamente.

7. Pressione [F6 (SAVE)].


Uma mensagem solicita confirmação.

8. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.


* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. 2. Pressione [F4 (4)]–[F6 (6)] indicando o formato da música a
A extensão do nome do arquivo será “.MID” tanto para “Save ser carregado.
SMF (Formato 0)” ou “Save SMF (Formato 1).” Eles não são • 4. Load Song+Smpls:
discriminados na extensão. Carrega a música na área temporária. Todas as amostras da
música são carregadas na memória de amostras.

No registro do arquivo no formato SMF o ajuste de sons não fica • 5. Load Song:
registrado. Para a reprodução correta em outros aparelhos, faça Carrega a música na área temporária.
o registro da escolha de bancos de programas de timbre. • 6. Load all Samples:
Todas as amostras são carregadas na memória de amostras.

Dados de track de áudio não ficam registrados no registro de


Função Botão Song ALL Samples
músicas no formato SMF.
Load Song+Smpls [F4] ✔ ✔
Load Song [F5] ✔ –
Load all Samples [F6] – ✔
Se o nome de arquivo corresponde a um nome já existente na
área user ou cartão de memória, e você tenta fazer o registro, a ✔: Carregamento possível
mensagem “File “****” Already Exists! Overwrite Sure?” é * A música registrada no JUNO-G (.SVQ) contém os dados do gerador
apresentada, solicitando a confirmação. Para substituir o
de som da área temporária.
arquivo existente, pressione [F6 (EXEC)]. Se quiser cancelar o
procedimento, pressione [F5 (CANCEL)].
Se você tentar fazer o registro em uma memória não formatada
pelo JUNO-G, a mensagem “Unformatted!” (cartão de memória
Carregando a música com as amostras
não formatado) é apresentada. Formate o cartão de memória no (Load Song+Smpls)
JUNO-G (p. 164).
Veja como carregar a música na área temporária e todas as amostras
na área de amostras.

1. A partir da tela SAVE /LOAD MENU, pressione [F4 (4)].


A tela SONG LIST é apresentada.
* Ou, pressione EDIT [SONG] para ver a tela SONG LIST. Este botão
permite alternar entre as telas SONG LIST e MIDI TRACK.

* Pressionando [ ] [ ] na tela acima, você escolhe o tipo de música que


aparece no display. Se muitos tipos estiverem registrados juntos, fica
mais fácil limitar o tipo que aparece no display, usando esta função.
ALL: aparecem todas as músicas no display
SVQ: aparecem apenas músicas SVQ no display
SMF: aparecem apenas músicas SMF no display

2. Pressione [F1 (USER)] (Memória user) ou [F2 (CARD)]


(Memory card) indicando a origem do arquivo, e use [ ]
[ ] indicando uma música.

115
Registro/carregamento de música (Save/Load)

3. Pressione [F6 (LOAD)].


Uma mensagem solicita confirmação.
Eliminando a música (Delete Song)
4. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.
Veja como eliminar uma música que tenha sido previamente
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. registrada na memória user ou em cartão de memória.

1. A partir da tela SAVE /LOAD MENU, pressione [F5 (5)].


Carregando a música (Load Song) A tela SONG LIST é apresentada.

Veja como carregar uma música na área temporária. * A tela SONG LIST pode ser vista pressionando EDIT [SONG]. Este
botão permite alternar entre as telas SONG LIST e MIDI TRACK.
1. A partir da tela SAVE /LOAD MENU, pressione [F5 (5)].
* Pressionando [ ] [ ] na tela acima, você escolhe o tipo de música que
A tela SONG LIST é apresentada.
aparece no display. Se muitos tipos estiverem registrados juntos, fica
* Ou, pressione EDIT [SONG] para ver a tela SONG LIST. Este botão
mais fácil limitar o tipo que aparece no display, usando esta função.
permite alternar entre as telas SONG LIST e MIDI TRACK.
ALL: aparecem todas as músicas no display
* Pressionando [ ] [ ] na tela acima, você escolhe o tipo de música que SVQ: aparecem apenas músicas SVQ no display
aparece no display. Se muitos tipos estiverem registrados juntos, fica SMF: aparecem apenas músicas SMF no display
mais fácil limitar o tipo que aparece no display, usando esta função.
ALL: aparecem todas as músicas no display 2. Pressione [F1 (USER)] (Memória user) ou [F2 (CARD)]
SVQ: aparecem apenas músicas SVQ no display (Memory card) indicando onde está o arquivo a ser
eliminado, e use [ ] [ ] indicando uma música.
SMF: aparecem apenas músicas SMF no display
3. Pressione [F4 (DEL SONG)].
2. Pressione [F1 (USER)] (Memória user) ou [F2 (CARD)]
Uma mensagem solicita confirmação.
(Memory card) indicando onde está o arquivo, e use [ ]
[ ] indicando uma música. 4. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.

3. Pressione [F6 (LOAD)]. * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].


Uma mensagem solicita confirmação.

4. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.


* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

Carregamento de amostras (Load all


Samples)
Veja como carregar todas as amostras da memória user ou cartão de
memória na memória “sample.”

1. A partir da tela SAVE /LOAD MENU, pressione [F6 (6)].


Uma mensagem solicita confirmação.

2. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.


* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

116
Edição de frase de áudio (Sample)
Frases de áudio que você grava ou importa ficam registradas e
podem ser editadas como amostras.
A edição é feita na memória “sample”—a área da memória que Carregando uma amostra
contém as amostras (p. 22).
Veja como carregar uma amostra (sample) a partir da área user,
cartão de memória ou memória preset para a memória “sample.”
Lista de amostras (Sample List) 1. Pressione EDIT [AUDIO].
Escolha uma amostra na lista. A tela SAMPLE EDIT é apresentada.

2. Pressione [F4 (LIST)] para ver a tela SAMPLE LIST.


Escolha da amostra * Pressionando [AUDIO] você alterna entre as telas SAMPLE EDIT e
SAMPLE LIST.
1. Pressione EDIT [AUDIO]. 3. Pressione [ ] [ ] indicando o grupo com a amostra
A tela SAMPLE EDIT é apresentada. desejada.
2. Pressione [F4 (LIST)] para ver a tela SAMPLE LIST. 4. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ] [ ] indicando a
* Pressionando [AUDIO] você alterna entre as telas SAMPLE EDIT e amostra.
SAMPLE LIST. Se quiser carregar mais que uma amostra, pressione [F2
(MARK)] para marcar (✔) as amostras desejadas.
3. Pressione [ ] [ ] indicando o grupo com a amostra
Para retirar a marca de uma amostra, selecione a amostra e
desejada.
pressione [F2 (MARK)] novamente.
• PRST: preset
Se você mantiver pressionado [SHIFT] e pressione [F4 (SET
• USER: user
ALL)], uma marca aparece em todas as amostras do grupo
• CARD: cartão de memória
corrente.
* Você não pode editar amostras preset.
Se você mantiver pressionado [SHIFT] e pressione [F3 (CLR
4. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ] [ ] indicando a ALL)], todas as amostras são desmarcadas.
amostra.
* Você pode pressionar [F6 (PREVIEW)] para escutar a amostra
5. Pressione [F5 (UTILITY)], depois pressione [F5 (LOAD)].
Uma mensagem solicita confirmação.
selecionada.

5. Pressione [F4 (EDIT)] ou [ENTER]. 6. Pressione [F6 (EXEC)] para carregar a amostra.

A tela SAMPLE EDIT é apresentada. Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].


* Você também faz este procedimento a partir da tela SAMPLE LIST ou
SAMPLE EDIT pressionando [MENU] e selecionando “Load Sample.”
A lista “sample” mostra a condição das amostras.
fig.SampleState

Carregamento de todas as amostras


Aqui, todas as amostras da memória user e cartão de memória
podem ser carregadas.

No procedimento “Load All Samples,” todas as amostras


N (New): Amostra nova. É perdida se você desliga o sem registro são eliminadas.
aparelho. Isto também acontece com amostras importadas do
formato WAV/AIFF. * Se o tamanho dos dados da memória user e cartão de memória excedem
U (Unload): A amostra está registrada, mas não está carregada a memória para carregamento, as amostras da memória user são
na memória. carregadas primeiro. Depois são carregadas as memórias do cartão,
E (Edit): A amostra, carregada na memória foi editada. A iniciando nas de menor número.
edição é perdida se você desliga o aparelho. Se quiser conservar
a alteração, faça o procedimento de registro (Write). Faça isto, se 1. Pela tela da lista SAMPLE LIST, pressione [F5 (UTILITY)].
necessário. Se o parâmetro Load User Samples do ajuste de
Startup (p. 158) estiver desligado (off), as amostras não são 2. Pressione [F2 (LOAD ALL)].
carregadas ao ligar o aparelho. Neste caso, você precisa solicitar Uma mensagem solicita confirmação.
o carregamento. Se você retirar uma amostra da memória, você
precisa carregar novamente antes de selecionar novamente a
3. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.
amostra. Para cancelar, pressione [F5 (CANEL)].
* Você também faz este procedimento a partir da tela SAMPLE LIST
pressionando [MENU] e selecionando “3. Load All Samples.”

117
Edição de frase de áudio (Sample)

Retirando a amostra da memória Importação de arquivo de áudio


Veja como tirar uma amostra da memória de uso. O arquivo
(Import Audio)
registrado não é afetado.
Veja como importar arquivo de áudio (WAV/AIFF) para a memória
1. Na tela SAMPLE LIST, pressione [ ] [ ] indicando o grupo sample.
que contém a amostra a ser apagada. 1. Coloque o arquivo a ser importado para o JUNO-G na
2. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ] [ ] indicando a memória user ou na pasta “TMP/AUDIO_IMPORT” do
amostra. cartão de memória.
Se quiser indicar mais de uma amostra, pressione [F2 (MARK)] VER:
para marcar (✔) as amostras desejadas.
Para detalhes do uso do computador na cópia de arquivos para
Para retirar a marca de uma amostra, selecione novamente a a memória user ou to a cartão de memória, veja p. 167.
amostra e pressione [F2 (MARK)].
2. Na tela SAMPLE LIST, pressione [F5 (UTILITY)] depois
Se você mantiver pressionado [SHIFT] e pressione [F4 (SET
pressione [F1 (IMPORT AUDIO)].
ALL)], uma marca aparece em todas as amostras do grupo
A tela IMPORT AUDIO é apresentada.
corrente.
* Você tem o mesmo resultado pressionando [MENU] e selecionando “5.
Se você mantiver pressionado [SHIFT] e pressione [F3 (CLR
Import Audio.”
ALL)], todas as amostras são desmarcadas.
3. Pressione [F1 (USER)] ou [F2 (CARD)] indicando a área de
3. Pressione [F5 (UTILITY)], depois pressione [F4 (UNLOAD)].
origem da importação (import-source).
Uma mensagem solicita confirmação.
[F1 (USER)]: Importar a partir da memória user
4. Pressione [F6 (EXEC)] para tirar a amostra da memória. [F2 (CARD)]: Importar de cartão de memória
Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
4. Pressione [ ][ ] indicando o arquivo a ser importado.
* Você faz este procedimento pela tela SAMPLE LIST ou SAMPLE EDIT
Se quiser indicar mais de um arquivo, pressione [F3 (MARK)]
pressionando [MENU] e selecionando “Unload Sample.”
para marcar (✔) os arquivos que desejar.
Para retirar a marca do arquivo selecionado, selecione e
Eliminação de uma amostra pressione [F3 (MARK)] novamente.
Caso você pressione [F5 (SET ALL)], uma marca é colocada em
Veja aqui como eliminar o arquivo da amostra. todos os arquivos da pasta corrente. Caso você pressione [F4
* Arquivos preset não podem ser eliminados. (CLR ALL)], as marcas são retiradas de todos os arquivos.

1. Na tela SAMPLE LIST, pressione [ ] [ ] indicando o grupo 5. Pressione [F6 (IMPORT)].


que contém a amostra a ser eliminada. Uma mensagem solicita confirmação.

2. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ] [ ] indicando a 6. Pressione [F6 (EXEC)].


amostra. O arquivo é importado, e a tela SAMPLE LIST é apresentada.
Se quiser que indicar mais de uma amostra, pressione [F2 * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
(MARK)] para marcar (✔) as amostras desejadas.
Para retirar a marca de uma amostra, selecione a amostra e
O arquivo importado é acrescentado como amostra da lista
pressione [F2 (MARK)] novamente.
sample. É um sample temporário, que é perdido ao desligar o
Se você mantiver pressionado [SHIFT] e pressione [F4 (SET
aparelho. Se quiser conservar a amostra, pressione [WRITE]
ALL)], uma marca aparece em todas as amostras do grupo
para fazer o registro do dado.
corrente.
Se você mantiver pressionado [SHIFT] e pressione [F3 (CLR
ALL)], todas as amostras são desmarcadas.

3. Pressione [F5 (UTILITY)], depois pressione [F3 (DELETE)].


Uma mensagem solicita confirmação.

4. Pressione [F6 (EXEC)] para eliminar o arquivo da amostra.


Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
* Você também faz este procedimento a partir da tela SAMPLE LIST ou
SAMPLE EDIT pressionando [MENU] e selecionando “Delete
Sample File.”

118
Edição de frase de áudio (Sample)

Edição de amostras (Sample Edit) Se você mantiver pressionado [F6 (PREVIEW)] e mover Start/
Loop Start/End, a amostra toca repetidamente em torno do
1. Pressione EDIT [AUDIO]. ponto. É uma forma conveniente de verificar o ajuste.
A tela SAMPLE EDIT é apresentada. (A ampliação ou redução da imagem (zoom) muda a região do
fig.SampleEdit loop.)

VER:

Depois de indicar os pontos Start e End, você pode usar o


Truncate (p. 120) eliminando os trechos indesejados no começo
e fim da amostra.
* Os procedimentos que alteram a amostra (Chop, Normalize, etc.)
* Se estiver na tela SAMPLE LIST, pressione [F4 (EDIT)]. Você pode atuam em toda a amostra. Mesmo que você tenha indicado os pontos de
alternar entre as telas SAMPLE LIST e SAMPLE EDIT pressionando Start ou End, estes pontos não são considerados naqueles
[AUDIO]. procedimentos. Se quiser aplicar o procedimento apenas no trecho
entre os pontos Start e End, use Truncate eliminando as partes sem
uso da amostra, depois faça os procedimentos de modificação da
A amostra editada é perdida se você desliga o aparelho. Se
amostra.
quiser conservar a amostra, faça o registro da mesma (p. 124).

Uso dos botões na edição dos pontos


Ampliação redução da imagem da forma Você pode usar os botões SOUND MODIFY 1–4 para a edição dos pontos
de onda (Zoom In/Out) Usando os botões você pode fazer grandes alterações de valores.
A partir da esquerda, os botões fazem os seguintes ajustes:
Veja como ajustar a ampliação da tela da amostra. 1 : Ponto Start 2 : Loop Start 3 : Ponto End
• Eixo horizontal (tempo): 1/1–1/65536
4 : Zoom-in/zoom-out no eixo horizontal do display
Pressione [ ] para ampliar.
Pressione [ ] para reduzir.
Fazendo ajustes da amostra (Sample)
• Eixo vertical (eixo de amplitude): x1–x128
Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [ ] para ampliar. Veja como fazer diversos ajustes nas amostras.
Mantenha pressionado [SHIFT] e pressione [ ] para reduzir.
1. Na tela SAMPLE LIST, escolha a amostra que deseja editar.

2. Pressione [F4 (EDIT)] ou [ENTER] para ver a tela SAMPLE EDIT.


Ajuste dos pontos Start/End da amostra
3. Pressione [ ][ ] indicando a parâmetro.
Você pode indicar o trecho da amostra a ser tocado. Você também 4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] editando o valor.
indica a região que fica tocando em loop.
5. Pressione [EXIT] ao terminar.
1. Na tela SAMPLE LIST, escolha a amostra que deseja editar
(p. 117). Parâmetro Explicação
2. Pressione [F4 (EDIT)] ou [ENTER] para ver a tela SAMPLE EDIT. Start Veja Ajuste dos pontos Start/End da amostra (p.
Loop Start 119).
3. Use [ ][ ] indicando o ponto que deseja ajustar. End
Ponto Explicação
Start Ponto em que a reprodução começa
Ajuste para que um trecho não desejado do começo da
amostra seja ignorado, indicando o ponto que o som co-
meça a tocar.
Loop Start Ponto em que a reprodução em loop retorna.
Ajuste para indicar o trecho que fica em loop.
* Use para amostras usadas como sample patch, patch ou
rhythm set.
End Ponto em que a reprodução termina.
Ajuste para que um trecho indesejado no final da amos-
tra não seja tocado.

* Pressionando [F6 (PREVIEW)] para ouvir o trecho entre os pontos


Start e End.

4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] movendo o ponto.


Você também move o ponto em unidades de um pulso
pressionando [F1 ( )] ou [F2 ( )].

119
Edição de frase de áudio (Sample)

Parâmetro Explicação Cálculo automático do andamento da amostra


Loop Mode Escolha como a amostra é tocada.
* No uso da amostra em track de áudio, ela toca como ONE- 1. Leve o cursor até “Tempo” e pressione [F1(CALC)].
SHOT independente deste ajuste.
FWD: A janela BPM Calculator aparece.
Depois de tocar entre os pontos Start to End, ela toca re- * Você pode indicar [F1 (CALC)] se o cursor estiver em lugar diferente
petidamente no sentido direto, entre os pontos Loop
Start e End. de Start, Loop Start, ou End.

Start P.
Loop
Start P. End P.
2. Use [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor, e use o dial VALUE
ou [INC] [DEC] indicando o número de compassos e
fórmula de compassos da amostra.
3. Pressione [F3 (EXEC)].
O andamento da amostra é calculado automaticamente.
ONE-SHOT: * Para cancelar, pressione [F2 (CLOSE)].
A amostra toca uma única vez, entre Start e End.
Loop
Start P. Start P. End P.
Sobre a indicação de pulsos da amostra (beat)
As amostras tem indicação de pulso para o andamento. Até 100
indicações são usadas em cada amostra. Se a amostra tem mais
de 100 pulsos, são indicados os 50 pulsos iniciais e finais da
amostra.
REV:
Toca uma vez entre os pontos End to Start, e fica tocando
repetidamente na direção reversa, entre Loop Start e o
ponto Start.
Para retirar as indicações de pulso (Reset Grid)
Loop
A grade de pulso pode ser criada a partir da indicação do ponto start
Start P. Start P. End P. e do andamento.

1. Na tela SAMPLE EDIT, indique o ponto Start e o andamento


(Tempo) da amostra.
2. Pressione [F5 (UTILITY)], depois pressione [F1 (RESET
GRID)].
REV-ONE:
A amostra toca uma única vez entre os pontos End e Uma mensagem solicita confirmação.
Start, na direção reversa.
Loop
3. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar.
Start P. Start P. End P. Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

Retirando trechos sem uso da amostra


(TRUNCATE)
Tempo Andamento original da amostra
Mantenha pressionado [SHIFT] e use o dial VALUE ou Este procedimento elimina o que está antes do ponto “Start Point” e
[INC] [DEC] para ajustar o valor para a direita do ponto depois do ponto “Loop End Point.”
decimal.
5.00–300.00 * Isto só pode ser feito com uma amostra por vez.
* Para sincronismo do andamento, Wave Temp Sync (p. 38, p.
53) precisa estar ligado (ON). 1. Na tela SAMPLE EDIT, indique os pontos Start/End da
Org Key * Nº de nota que toca a amostra na afinação da amostragem amostra (p. 119).
0 (C -)–127 (G9)
Time Stre- Escolha como é o sincronismo do andamento.
2. Pressione [F3 (MODIFY)] para abrir a janela Sample Modify
tch Reduzindo este valor o som é otimizado para frases rápi- Menu.
das, e aumentando este valor são otimizadas frases len-
tas. 3. Pressione [F1 (TRUNC&EMPHS)], depois pressione [F1
TYPE01–TYPE10 (TRUNC)].
Start Fine Ajuste fino do ponto Start fig.TRUNCATE

0–255
Loop Start Ajuste fino do ponto Loop Start
Fine * 0–255
Loop End Ajuste fino do ponto End
Fine 0–255
Loop Tune Afinação da região de loop
* Faz ajustes de centésimos (1/100 semitom) de semitom.
-50– +50
4. Se quiser substituir o resultado da edição pelo que está
Zoom Horz Ampliação do display (eixo horizontal)
1/1–1/16384 registrado, pressione [F4 (OVER WRITE)] para colocar a
Zoom Vert Ampliação do display (eixo vertical) marca “✔”.
x1–x128
5. Pressione [F6 (EXEC)].
Uma mensagem solicita confirmação.

120
Edição de frase de áudio (Sample)

6. Para confirmar, pressione [F6 (EXEC)]. 5. Para confirmar, pressione [F6 (EXEC)].
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

Reforço ou atenuação da faixa de agudos AMP


da amostra (EMPHASIS) Este procedimento ajusta o volume de toda amostra. Você pode
aplicar um envelope de volume (variação de volume ao longo do
Em alguns casos, a qualidade do áudio melhora com o reforço de
tempo) na amostra.
agudos na amostra importada. Isto também acontece para amostras
* Esta edição é feita com uma amostra por vez.
de outros fabricantes. Em outros casos você pode diminuir a
variação de timbre atenuando os agudos.
1. Na tela SAMPLE EDIT, pressione [F3 (MODIFY)] para abrir a
* Esta edição é feita com uma amostra por vez.
janela Sample Modify Menu.
1. Na tela SAMPLE EDIT, pressione [F3 (MODIFY)] para abrir a 2. Pressione [F2 (NORM & AMP)], depois pressione [F2
janela Sample Modify Menu. (AMP)].
fig.AMP

2. Pressione [F1 (TRUNC&EMPHS)], depois pressione [F2


(EMPHS)].
fig.EMPHASIS

3. Se quiser que para ajustar o volume de toda a amostra, use


o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o valor da alteração.
3. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o tipo de Parâmetro Explicação
“emphasis”. Rate Taxa de variação do volume: 0–400%
Indique a variação em relação ao volume corrente.
PreEmphasis: Reforço de agudos.
DeEmphasis: Atenuação de agudos. 4. Se quiser aplicar um envelope, indique os pontos.
4. Se quiser substituir a amostra corrente pela editada, Pressione [F3 (POINT)] para colocar a marca “✔”. Depois
pressione [F4 (OVER WRITE)] para colocar a marca “✔”. pressione [ ] [ ] indicando a parâmetro, depois use o
dial VALUE ou [INC] [DEC] ajustando o valor.
5. Pressione [F6 (EXEC)].
Parâmetro Explicação
Uma mensagem solicita confirmação.
Current Ponto corrente, selecionado
Point A partir do ponto start, os pontos são numerados 1, 2, 3,
6. Para confirmar, pressione [F6 (EXEC)].
ou 4.
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. Point 1–4 Posição do ponto corrente
Rate 1–4 Amplificação no ponto corrente: 0–400%
Ajuste a variação do volume de cada ponto em relação ao
Maximizar o volume da amostra valor corrente.

(NORMALIZE) 5. Se quiser substituir a amostra corrente pelo resultado da


edição, pressione [F4 (OVER WRITE)] para colocar a marca
Este procedimento aumenta o máximo o volume da amostra, sem
“✔.”
ultrapassar o volume máximo permitido. Use para reforço do
volume. 6. Pressione [F6 (EXEC)].
* Esta edição é feita com uma amostra por vez. Uma mensagem solicita confirmação.

1. Na tela SAMPLE EDIT, pressione [F3 (MODIFY)] para abrir a 7. Para confirmar, pressione [F6 (EXEC)].
janela Sample Modify Menu. * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].

2. Pressione [F2 (NORM & AMP)], depois pressione [F1


(NORM)].
fig.NORMALIZE

Esticar ou encolher a amostra (TIME


STRETCH)
3. Se quiser substituir a amostra corrente pela editada, Este procedimento permite esticar ou encolher a amostra,
pressione [F4 (OVER WRITE)] para colocar a marca “✔”. modificando a duração ou andamento. A amostra pode ser alterada
entre metade e o dobro do seu comprimento original.
4. Pressione [F6 (EXEC)]. * Esta edição é feita com uma amostra por vez.
Uma mensagem solicita confirmação.

121
Edição de frase de áudio (Sample)

1. Na tela SAMPLE EDIT, pressione [F3 (MODIFY)] para abrir a * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
janela Sample Modify Menu. Ao confirmar o procedimento Chop, uma mensagem pede a
2. Pressione [F3 (TIME STRETCH)]. confirmação de “Create Rhythm.”
fig.TIMESTRETCH

Create Rhythm
Criação de um set de ritmo usando amostras a partir do
procedimento Chop, e endereçamento do set para uma parte.
As amostras são endereçadas em teclas sucessivas, começando
na tecla C2.
3. Pressione [ ][ ] indicando o parâmetro. 7. Para confirmar o “Create Rhythm”, pressione [F6 (EXEC)].
4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando “tempo/length.” A janela Create Rhythm é aberta.
No ajuste de BPM (andamento), mantenha pressionado [SHIFT] * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
e gire o dial VALUE, ou use [INC] [DEC] para ajustar o valor 8. 8. Use [ ] [ ] indicando a parte em que o rhythm set fica
para a direita do ponto decimal. endereçado, e pressione [F6 (SELECT)].
Parâmetro Explicação Uma mensagem solicita confirmação.
BPM Ajuste a mudança da amostra pelo valor do BPM do an-
damento.
* Você não pode indicar parte no modo Patch.
Time Ajuste o tamanho da amostra em tempo. 9. Para confirmar, pressione [F6 (EXEC)].
Rate Ajuste como proporção da duração atual. (50.0–
As amostras ficam na parte selecionada como “rhythm set.”
200.0%)
Type Reduza o valor para frases rápidas, e aumente o valor * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
para frases lentas.
(TYPE01–TYPE10)
Quality Adjust Faça ajuste fino da qualidade do timbre produzido por Ao indicar outro rhythm set, o set de ritmo criado é eliminado.
Time Stretch. (1–10) Se quiser conservar o “rhythm set,” pressione [WRITE] para
fazer o registro do mesmo. (p. 124)
5. Pressione [F6 (EXEC)].
Uma mensagem solicita confirmação.
Para divisão da amostra
6. Para confirmar, pressione [F6 (EXEC)]. Você pode indicar os pontos para divisão (até 15).
A duração da amostra é alterada a partir dos ajustes.
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
1. Pressione [ ][ ] movendo o cursor até “Current
Address.”
2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] movendo o ponto.
Dividindo a amostra em notas (CHOP)
3. Nos pontos que quiser uma divisão, pressione [F2 (ADD)].
A função chop separa a amostra em notas independentes. O ponto corrente passa a ser um ponto de divisão.
* Esta edição é feita com uma amostra por vez. 4. Repita os passos 2 e 3 para indicar outros pontos.
Indique até 15 pontos, criando até 16 pedaços (instrumentos).
1. Na tela SAMPLE EDIT, pressione [F3 (MODIFY)] para abrir a
janela Sample Modify Menu.
2. Pressione [F4 (CHOP)].
Divisão automática da amostra (Auto Chop)
fig.CHOP
Veja como dividir automaticamente a amostra.

1. A partir do passo 3 da p. 122, pressione [F4 (AUTO)].


A tela Auto Chop é apresentada.
2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o método para a
divisão.
3. Pressione [ ] e depois use o dial VALUE ou [INC] [DEC]
3. Indique os pontos para divisão. ajustando o valor.
Veja “Para divisão da amostra” ou “Divisão automática da Parâmetro Explicação
amostra (Auto Chop)” (p. 122). Chop Type Como a amostra é dividida
Level: Divisão de acordo com o volume.
4. Escute a amostra como descrito na seção “Escutando a Beat: Divisão pelo pulso e andamento (p. 120) da amos-
amostra dividida” (p. 123). tra.
Se quiser refazer os ajustes, mova ou elimine pontos (p. 123). Divide x: Divisão em ‘x’ partes iguais.
Com Chop Type na opção Level
5. Pressione [F6 (EXEC)]. Level Volume para a divisão
Uma mensagem solicita confirmação. Valores menores produzem divisões mais finas.
1–10
6. Para confirmar a divisão, pressione [F6 (EXEC)]. Com Chop Type na opção Beat
As amostras da divisão são colocadas na lista sample.

122
Edição de frase de áudio (Sample)

Parâmetro Explicação Parâmetro Explicação


Beat Pulso para a divisão PRM número da amostra, ou duração, figura de ritmo de silêncio
1/32, 1/16T, 1/16, 1/8T, 1/8, 1/4T, 1/4, 1/2, 1/1, 2/1 Nota criada a partir do ajuste BPM da região que antece-
de o silêncio.
Com Chop Type na opção Divide x
* Se não houver amostra antes do silêncio, é usado o ajuste de
Times Número de pedaços para a divisão: 2–16 BPM corrente.
Com TYPE na opção Sample
4. Pressione [F6 (EXEC)]. 1–2000
A amostra é dividida de acordo com o ajuste, e os pontos são Com TYPE na opção Time
1–10000 ms
marcados. No máximo 15 pontos são marcados (16 regiões). Com TYPE na opção Beat
* Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)]. 1/32, 1/16T, 1/16, 1/8T, 1/8, 1/4T, 1/4, 1/2, 1/1, 2/1

* Você pode pressionar [F4 (PREVIEW)] para escutar a amostra


Deslocando/Eliminando pontos de divisão selecionada.

1. Pressione [ ][ ] movendo o cursor até “Point No.” 5. Pressione [F6 (EXEC)].

2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o ponto a ser Uma mensagem solicita confirmação.
deslocado ou eliminado. 6. Para confirmar, pressione [F6 (EXEC)].
A partir do ponto start, os pontos tem os números 1, 2,...15. * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
3. Para deslocar o ponto, pressione [ ] e depois gire o dial
VALUE.
4. Para eliminar o ponto, pressione [F3 (CLEAR)].

Escutando a amostra dividida


1. Pressione [ ][ ] movendo o cursor até “Point No.”
2. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o ponto da
audição.
A partir do ponto start os pontos tem os números 1, 2,...15.

3. Pressione [F4 (PREVIEW)].

Juntando duas ou mais amostras


(COMBINE)
Este procedimento combina diversas amostras em uma única
amostra. Você pode juntar até 16 amostras. Você pode inserir silêncio
entre as amostras.

1. Na tela SAMPLE EDIT, pressione [F3 (MODIFY)] para abrir a


janela Sample Modify Menu.
2. Pressione [F5 (COMBINE)].
fig.COMBINE

3. Pressione [ ][ ] [ ] [ ] indicando a parâmetro.

4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] ajustando o valor.


Parâmetro Explicação
TYPE Amostra ou silêncio a ser acrescentado
None: nada
Sample: amostra
Time: silêncio, indicando a duração
Beat: silêncio, indicando a figura rítmica
BANK Banco da amostra
U: user
C: card
* apresentada quando TYPE está na opção Sample.

123
Edição de frase de áudio (Sample)

8. Pressione [F6 (WRITE)].

Registro da amostra (Write) Uma mensagem solicita confirmação.

9. Pressione [F6 (EXEC)] para confirmar o registro.


Depois da edição da amostra, e de alteração de ajustes da amostra, a * Para cancelar, pressione [F5 (CANCEL)].
nova amostra é perdida se você desliga o aparelho ou carrega outras
amostras. Para conservar os novos ajustes, faça o procedimento de
registro. Nunca desligue o JUNO-G durante registro de dados.
• Você não pode fazer o registro substituindo outra amostra.
1. Vá para a tela SAMPLE LIST. (p. 117)
• Amostras estéreo ocupam dois números consecutivos.
Amostras com a indicação “N” ou “E” não estão registradas (p.
117).

2. Selecione as amostras que deseja registrar.


Para indicar mais que uma amostra, pressione [F2 (MARK)]
para marcar (✔) as amostras desejadas.
Para retirar a marca de uma amostra, selecione novamente a
amostra e pressione [F2 (MARK)].
Se você mantiver pressionado [SHIFT] e pressione [F4 (SET
ALL)], uma marca aparece em todas as amostras do grupo
corrente.
Se você mantiver pressionado [SHIFT] e pressione [F3 (CLR
ALL)], todas as amostras são desmarcadas.

3. Pressione [WRITE].
A tela WRITE MENU é apresentada. Verifique se “Sample” fica
em destaque.
fig.SampleWrite

4. Pressione [F3 (SAMPLE)] ou [ENTER].

Se mais de uma amostra estiver indicada, é solicitada a


confirmação do registro. As amostras são registradas no
número correspondente de cada banco da lista. Os nomes são
criados automaticamente. Se quiser confirmar o registro,
pressione [F6 (EXEC)]. Se quiser cancelar, pressione [F5
(CANCEL)].

5. Escreva um nome para a amostra.

VER:

Sobre escrita de nomes, veja p. 24.

6. Ao terminar a escrita do nome, pressione [F6 (WRITE)].


Uma tela aparece para escolha do destino do registro da
amostra.
fig.SampleWrite2

7. Use o dial VALUE, [INC] [DEC], ou [ ] [ ] indicando o


número de destino do registro da amostra.
O destino pode ser a memória user interna do JUNO-G (User),
ou um cartão de memória (Card).

124
Acrescentando efeitos
Esta seção explica o procedimento para aplicação de efeitos em cada
modo.
Para fazer ajustes em efeitos
VER:

Para detalhes dos efeitos internos do JUNO-G, veja Sobre os 1. Em cada modo, escolha o som em que deseja aplicar o
efeitos internos (p. 20). efeito.

2. Pressione EDIT [EFFECTS] para ver a tela EFFECT


Ligando/desligando efeitos ROUTING.

Os efeitos internos do JUNO-G podem ser ligados e desligados como 3. Pressione [F1 (ROUTING)]–[F5 (MASTER)] indicando o
efeito que deseja editar.
um todo. Desligue (OFF) para escutar o som sem processamento
durante a criação de sons, ou para efeitos externos em vez dos efeitos 4. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] para ajuste do efeito
internos. indicado.
* O ajuste de ligar /desligar (ON/OFF) efeitos é um ajuste global do
JUNO-G. Este ajuste não fica registrado em cada Patch ou
Performance individualmente.

1. Pressione EDIT [EFFECTS] para ver a tela EFFECT


ROUTING.
fig.Routing*

5. Use [ ] [ ] [ ] [ ] movendo o cursor até o parâmetro a


ser alterado.

6. Use o dial VALUE ou [INC] [DEC] indicando o valor


desejado.

7. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.


2. Pressione [F6 (SWITCH)].
A janela EFFECT SWITCH aparece. * Você não pode alterar ajuste de efeitos de patches do grupo GM2.
fig.FxSw

3. Pressione [F1 (MFX1)]–[F6 (MASTER)] para ligar/desligar


cada efeito.
Alterne entre ligado/desligado a cada toque no botão.

4. Pressione [EXIT] para voltar à tela anterior.


Ao voltar para a tela PLAY, o ajuste é indicado na seguinte área:
fig.FxSw2

125
Acrescentando efeitos

Aplicando efeitos no modo Patch


No modo patch você pode usar um múlti efeito (MFX), um chorus, e um reverb.

Escolha como o som vai para o output (Routing)


Veja como fazer ajustes gerais no efeito, e escolher o destino de output e intensidade (volume) de cada sinal.
fig.Routing

1 2 7 15
5 12
10 13
3 8

4 11 14
6 9

VER:

Para detalhes deste ajuste, veja Para fazer ajustes em efeitos (p. 125).

Parâmetro Opções Explicação


Tone Select 1–4 (A0–C8) Tone (ou tone de ritmo) do ajuste
1 (Rhythm Key Se- Este parâmetro é Rhythm Key Select se um set de ritmo estiver selecionado. Você escolhe o tone de ritmo tone
lect) (A0–C8) para fazer o ajuste.
Tone Output Le- 0–127 Volume do sinal mandado para o output indicado em Output Assign
2 vel
Tone Chorus 0–127 Volume do sinal mandado para chorus em cada tone
3 Send Level
Tone Reverb 0–127 Volume do sinal mandado para reverb em cada tone
4 Send Level
MFX Type 0–78 Escolha entre 78 múlti-efeitos disponíveis.
5 Para detalhes de múlti-efeitos parâmetros, veja Parâmetros de múlti-efeitos (p. 131).
Patch Output MFX, Ajustes como é a saída (output) do som direto do patch.
6 Assign A, B, MFX: Output em estéreo, através de múlti-efeitos. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som que passa através
(Rhythm Output 1–4, de múlti-efeitos.
Assign) TONE A, B: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) ou OUTPUT B em estéreo, sem passar por múlti-efeitos.
1–4: Output (saída) para INDIVIDUAL 1–4 em mono, sem passar por múlti-efeitos.
TONE: Output de acordo com o ajuste de cada tone.
Este parâmetro será Rhythm Output Assign se um set de ritmo estiver selecionado. Escolha, em cada rhythm set
como o som direto tem output.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
Tone Output As- MFX, A, B, 1–4 Escolha como é a saída do som direto de cada tone.
sign MFX: Output em estéreo, através de múlti-efeitos. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som que passa através
de múlti-efeitos.
A, B: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) ou OUTPUT B em estéreo, sem passar por múlti-efeitos.
1–4: Output (saída) para INDIVIDUAL 1–4 em mono, sem passar por múlti-efeitos.
* Se o Patch Output Assign está em opção diferente de “TONE,” este ajuste é ignorado.
• Com Structure Type nas opções Type “2”–”10,” o output de tones 1 e 2 é combinado no tone 2, e o output de tones
3 e 4 é combinado no tone 4. Por isso, tone 1 segue o ajuste do tone 2, e tone 3 segue o ajuste do tone 4 (p. 35).
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
MFX Output Le- 0–127 Volume de som passado para o múlti-efeitos
7 vel
MFX Chorus 0–127 Intensidade de som de chorus passado para múlti-efeitos
8 Send Level
MFX Reverb 0–127 Intensidade de som de reverb passado para múlti-efeitos
9 Send Level
Chorus Type 0–3 Escolha entre chorus ou delay.
10 0 (OFF): Nem chorus nem delay é usado.
1 (CHORUS): Uso de chorus.
2 (DELAY): Uso de delay.
3 (GM2 CHO): Chorus General MIDI 2
Reverb Type 0–5 Tipo de reverb
11 0 (OFF): Reverb não é usado.
1 (REVERB): Reverb normal
2 (SRV ROOM): Simula reflexões acústicas e uma sala típica.
3 (SRV HALL): Simula reflexões acústicas e um teatro.
4 (SRV PLATE): Simula placa de reverb, reverb artificial produzido por vibração de placa metálica.
5 (GM2 REV): General MIDI 2 reverb
MFX Output As- A, B Destino de saída do som após ter passado por múlti-efeitos
12 sign A: OUTPUT A (MIX) em estéreo
B: OUTPUT B em estéreo
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).

126
Acrescentando efeitos

Parâmetro Opções Explicação


Chorus Output MAIN, REV, Escolha como o som que passou através do chorus tem saída.
13 Select M+R MAIN: Output (saída) para OUTPUT em estéreo.
REV: Output para reverb em mono.
M+R: Output (saída) para OUTPUT em estéreo, e para reverb em mono.
Chorus Level 0–127 Volume do som que passa por chorus
Chorus Output A, B Escolha o par de OUTPUTs de roteamento do som de chorus quando Chorus Output Select está na opção “MAIN”
Assign ou “M+R.”
A: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) em estéreo.
B: Output (saída) para OUTPUT B em estéreo.
* Com Chorus Output Select na opção “REV,” este ajuste fica sem efeito.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
Reverb Level 0–127 Volume do som que passa por reverb
14
Reverb Output A, B Escolha como o som que passou através do reverb tem saída.
Assign A: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) em estéreo.
B: Output (saída) para OUTPUT B em estéreo.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
Mastering Effect 0–5 Ajuste de efeitos de masterização (p. 156)
15 Type

Aplicando efeitos no modo Performance


No modo Performance você pode usar três múlti-efeitos (MFX1, MFX2, MFX3), um chorus, e um reverb. Em cada dos três múlti-efeitos, em chorus
e em reverb, você ajusta o funcionamento de acordo com a programação da performance, ou pela programação de um patch ou rhythm set
indicado na parte que você escolher. Os três múlti-efeitos podem ser usados de forma independente, ou você conecta dois ou três em série.

Escolha como o som vai para a saída de output (Routing)


Veja como fazer ajustes gerais do efeito, e a escolha de output e intensidade (level) de cada sinal.
fig.RoutingPfm

17
1 4 7 9
14
12
2 5 10 15
13
3 6 16
11
8

VER:

Para detalhes deste ajuste, veja Para fazer ajustes em efeitos (p. 125).

* Nos parâmetros 7 , 9 – 11 , e 14 os ajustes podem ser individuais nos três sistemas de multi efeitos (MFX1–MFX3).

Parâmetro Opções Explicação


Part Select 1–16 Parte para fazer o ajuste
1
Part Output As- MFX, A, B, 1–4, Indique em cada parte como o som direto tem output.
2 sign PAT MFX: Output em estéreo, através de múlti-efeitos. Você pode aplicar chorus ou reverb ao som que passa atra-
vés de múlti-efeitos.
A, B: OUTPUT A (MIX) ou OUTPUT B em estéreo, sem passar por múlti-efeitos
1–4: INDIVIDUAL 1–4 em mono, sem passar por múlti-efeitos
PAT: Usa os ajustes do patch ou rhythm set indicado na parte.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
Part Output 1–3 Escolha qual múlti-efeitos será usado.
3 MFX Select (MFX1–MFX3)
Part Output Le- 0–127
4 vel Volume do sinal mandado para o output indicado em Part Output Assign ( 2 )
Part Chorus 0–127 Volume do sinal mandado para chorus em cada parte
5 Send Level
Part Reverb Send 0–127 Volume do sinal mandado para reverb em cada parte.
6 Level
MFX Source PRF, P1–P16 Ajustes de múlti-efeitos usados na performance
7 PRF: Ajustes da Performance
P1–P16: Ajustes do patch/rhythm set de uma das partes (Escolha o número da parte.)
MFX Type 0–78 Escolha entre 78 múlti-efeitos disponíveis.
Para detalhes de múlti-efeitos parâmetros, veja Parâmetros de múlti-efeitos (p. 131).
MFX Structure 1–16 Escolha como MFX1–3 são conectados.
8
MFX Output Le- 0–127 Volume de som passado para o múlti-efeitos
9 vel

127
Acrescentando efeitos

Parâmetro Opções Explicação


MFX Chorus 0–127 Intensidade de som de chorus passado para múlti-efeitos
10 Send Level
MFX Reverb 0–127 Intensidade de som de reverb passado para múlti-efeitos
11 Send Level
Chorus Source PRF, P1–P16 Ajustes de Chorus usados na performance
12 PRF: Ajuste da Performance
P1–P16: Ajuste do patch/rhythm set de uma das partes (Escolha o número da parte.)
Chorus Type 0–3 Escolha entre chorus ou delay.
0 (OFF): Não se usa chorus ou delay.
1 (CHORUS): Uso de chorus.
2 (DELAY): Uso de delay.
3 (GM2 CHO): Chorus General MIDI 2
Reverb Source PRF, P1–P16 Ajustes de reverb usados na performance
13 PRF: Ajustes da performance
P1–P16: Ajustes do patch/rhythm set de uma das partes (Escolha o número da parte.)
Reverb Type 0–5 Tipo de reverb
0 (OFF): Reverb não é usado.
1 (REVERB): Normal reverb
2 (SRV ROOM): Simula reflexões acústicas e uma sala típica.
3 (SRV HALL): Simula reflexões acústicas e um teatro.
4 (SRV PLATE): Simula placa de reverb, reverb artificial produzido por vibração de placa metálica.
5 (GM2 REV): Reverb General MIDI 2
MFX Output As- A, B Destino de saída do som após ter passado para o múlti-efeitos
14 sign A: OUTPUT A (MIX) em estéreo
B: OUTPUT B em estéreo
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
* Em algumas opções de MFX Structure, o som passado por múlti efeitos é mandado para outro múlti efeitos, e o ajuste
de MFX Output Assign é ignorado
Chorus Output MAIN, REV, Escolha como o som que passou através do chorus tem saída.
15 Select M+R MAIN: Output (saída) para OUTPUT em estéreo.
REV: Output para reverb em mono.
M+R: Output (saída) para OUTPUT em estéreo, e para reverb em mono.
Chorus Level 0–127 Volume do som que passa por chorus
Chorus Output A, B Escolha o par de OUTPUT de roteamento do som de chorus quando Chorus Output Select está na opção “MAIN”
Assign ou “M+R.”
A: OUTPUT A (MIX) em estéreo
B: OUTPUT B em estéreo
* Com Chorus Output Select na opção “REV,” este ajuste fica sem efeito.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
Reverb Level 0–127 Volume do som que passa por reverb
16
Reverb Output A, B Escolha como o som que passou através do reverb tem saída.
Assign A: Output (saída) para OUTPUT A (MIX) em estéreo.
B: Output (saída) para OUTPUT B em estéreo.
* Com mix/parallel na opção “MIX,” todos os sons tem saída em OUTPUT A (MIX) em estéreo (p. 158).
Mastering Effect 0–5 Ajuste de efeitos de masterização (p. 156)
17 Type

Quando os ajustes de efeitos de um Patch ou Rhythm Set são selecionados


Quando o patch ou set de ritmo é selecionado, estes ajustes são mostrados em cada tela de ajuste de efeitos da performance, e os ajustes
podem ser alterados. Estas alterações são perdidas se outro patch ou set de ritmo é selecionado. Para conservar as alterações, faça o registro
de ajustes do patch/rhythm set (p. 32, p. 51).

128
Acrescentando efeitos

Ajustes de múlti-efeitos (MFX1–3)


fig.MFXSetting

VER:

Para detalhes deste ajuste, veja Para fazer ajustes em efeitos (p. 125).

Parâmetro Opções Explicação


(múlti-efeitos Type) 00–78 Escolha entre os 78 múlti-efeitos disponíveis.

* Na tela de ajustes, você edita os parâmetros de múlti-efeitos da escolha em Multi Efffect Type. Para detalhes dos parâmetros a serem editados, veja
Parâmetros de múlti-efeitos (p. 131).

Parâmetros marcados com um podem ser selecionados para controle por MFX (veja a seguir).

Controle de ajustes de múlti-efeitos (MFX Control)


fig.MFXCtrl

VER:

Para detalhes deste ajuste, veja Para fazer ajustes em efeitos (p. 125).
* Pressione [F5 (CTRL)] para indicar o múlti-efeitos a ser modificado.

Parâmetro Opções Explicação


Source 1–4 OFF, CC01–31, 33–95, PI- Mensagem MIDI usada para mudar o parâmetro de múlti efeito com o controle MFX
TCH BEND, OFF: Múlti-efeitos control não é usado.
AFTERTOUCH, CC01–31, 33–95: Controle de número 1–31, 33–95
SYS CTRL1–4 PITCH BEND: Pitch Bend
AFTERTOUCH: Aftertouch
SYS CTRL1–4: Mensagens MIDI usadas em comum no controle de múlti efeitos
Se quiser usar os controles comuns em todo o JUNO-G, indique “SYS CTRL1”–”SYS CTRL4.” As mensagens
MIDI usadas como System Control 1–4 são indicadas em Sys Ctrl 1–4 Source (p. 159).
Destination 1–4 Veja p. 131. Parâmetros de múlti-efeitos controlados com o controle MFX
Os parâmetros de múlti-efeitos que podem ser indicados variam com o tipo de múlti-efeitos. Para detalhes,
veja Parâmetros de múlti-efeitos (p. 131).
Sens 1–4 -63– +63 Intensidade do controle de múlti-efeitos a ser aplicado
Para aumento do valor corrente (valor maior, mais para a direita, aumento de velocidade, etc.), indique valor
positivo; para redução do valor corrente (valor menor, mover para a esquerda, reduzir velocidade, etc.), indi-
que valor negativo. Seja positivo ou negativo, valores maiores produzem maior mudança. Indique a opção “0”
se não quiser aplicar o efeito.
MFX Control 1–16, OFF Escolha o canal que será usado para receber o controle Múlti-efeitos em tempo real, quando MFX1–3 Source (p.
Channel 127) está na opção “PRF.” Indique a opção “OFF” se não for usar este controle.
* Este parâmetro não existe no modo Patch.

* No modo patch/rhythm set, existem parâmetros para determinar, em cada tone/tone de ritmo, o uso ou não de Pitch Bend, controle nº 11 (Expression) e
controle nº 64 (Hold 1) (p. 45). Estando na opção “ON,” e recebendo a mensagem MIDI, para controle de parâmetros, o controle Pitch Bend, Expression, e
Hold1 mudam ao mesmo tempo. Se quiser controlar apenas o parâmetro indicado, indique a opção “OFF.”
• Existem parâmetros para permitir ou não que mensagens MIDI sejam recebidos em cada canal MIDI (p. 67). No uso de múlti-efeitos control,
verifique se as mensagens MIDI usadas em múlti-efeitos control são recebidas. Se o JUNO-G estiver ajustado para não receber a mensagem
MIDI, o controle de múlti-efeitos deixa de funcionar.

129
Acrescentando efeitos

Controle de múlti-efeitos A função que permite o uso de mensagens MIDI para controle
Para mudar o volume do som de múlti-efeitos, o atraso do delay em tempo real de múlti-efeitos parâmetros é chamada de
e outros controles usando um aparelho MIDI externo, é preciso controle de múlti-efeitos. Até 4 controles de múlti-efeitos podem
transmitir mensagem System Exclusive—mensagens MIDI para ser usados em um único patch/rhythm set/performance.
controle específico do JUNO-G. Como mensagens System No uso deste controle, você pode escolher a intensidade de
Exclusive são mais complicadas e usam mais dados, diversos controle (Sens), o parâmetro (Destination), e a mensagem MIDI
parâmetros de múlti efeitos do JUNO-G aceitam o uso de usada (Source).
mensagens Control Change e outras mensagens MIDI para
ajuste de valores. Por exemplo, você pode usar a alavanca Pitch
Usando Matrix Control em vez do controle de múlti-
Bend para mudar o intensidade de distorção, ou usar o toque no
efeitos, você também controla alguns parâmetros de múlti-
teclado para mudar o atraso do delay. Estes parâmetros que
efeitos em tempo real (p. 44).
podem ser controlados estão previstos no múlti efeitos; os
parâmetros estão descritos em Parâmetros de múlti-efeitos (p.
131), e tem a indicação “#.”
Na tela de ajustes de múlti efeitos, a indicação “c” aparece na
esquerda do parâmetro.

Escolha a estrutura de múlti-efeitos (MFX Structure)


Escolha como os efeitos MFX 1–3 são conectados.
* Este parâmetro não existe no modo Patch.
fig.MFXStruct

VER:

Para detalhes deste ajuste, veja Para fazer ajustes em efeitos (p. 125).

Parâmetro Opções Explicação


Struct TYPE01–TYPE16 Escolha como MFX1–3 são conectados.
(MFX1–3 Type) 00 (THRU)–78 Escolha o tipo de múlti efeitos para MFX1–3.

130
Acrescentando efeitos

52 3D DELAY P.146

Parâmetros de múlti-efeitos 53
54
TIME CTRL DELAY
LONG TIME CTRL DELAY
P.146
P.146
55 TAPE ECHO P.146
Em múlti-efeitos existem 78 tipos disponíveis. Em alguns casos são LO-FI (5 tipos)
dois ou mais efeitos conectados em série. 56 LOFI NOISE P.147
Parâmetros com a indicação de sustenido “#” podem ser controlados 57 LOFI COMPRESS P.147
58 LOFI RADIO P.147
por um controlador (Dois ajustes controlados ao mesmo tempo, em
59 TELEPHONE P.147
“#1” e “#2”). 60 PHONOGRAPH P.147
PITCH (3 tipos)
FILTER (10 tipos) 61 PITCH SHIFTER P.148
01 EQUALIZER P.132 62 2VOICE PITCH SHIFTER P.148
02 SPECTRUM P.132 63 STEP PITCH SHIFTER P.149
03 ISOLATOR P.132 REVERB (2 tipos)
04 LOW BOOST P.132 64 REVERB P.149
05 SUPER FILTER P.132 65 GATED REVERB P.149
06 STEP FILTER P.133 COMBINATION (12 tipos)
07 ENHANCER P.133
66 OVERDRIVE → CHORUS P.150
08 AUTO WAH P.133
67 OVERDRIVE → FLANGER P.150
09 HUMANIZER P.134
68 OVERDRIVE → DELAY P.150
10 SPEAKER SIMULATOR P.134
69 DISTORTION → CHORUS P.150
MODULATION (12 tipos) 70 DISTORTION → FLANGER P.150
11 PHASER P.134 71 DISTORTION → DELAY P.150
12 STEP PHASER P.134 72 ENHANCER → CHORUS P.151
13 MULTI STAGE PHASER P.135 73 ENHANCER → FLANGER P.151
14 INFINITE PHASER P.135 74 ENHANCER → DELAY P.151
15 RING MODULATOR P.135 75 CHORUS → DELAY P.151
16 STEP RING MODULATOR P.135 76 FLANGER → DELAY P.152
17 TREMOLO P.136 77 CHORUS → FLANGER P.152
18 AUTO PAN P.136 PIANO (1 type)
19 STEP PAN P.136
78 SYMPATHETIC RESONANCE P.152
20 SLICER P.136
21 ROTARY P.137 Sobre a opção com ajuste por figura rítmica (notas)
22 VK ROTARY P.137
Alguns parâmetros de efeitos (como Rate ou Delay Time) podem ser
CHORUS (12 tipos)
ajustado indicando figura rítmica.
23 CHORUS P.137
24 FLANGER P.138 Estes parâmetros tem a opção “num/note” para que você escolha se
25 STEP FLANGER P.138 vai indicar um número ou uma figura rítmica.
26 HEXA-CHORUS P.138 Se quiser ajustar Rate (Delay Time) numericamente, ajuste “num/
27 TREMOLO CHORUS P.139
note” em “Hz” (“mseg”). Se quiser indicar figura rítmica, ajuste
28 SPACE-D P.139
29 3D CHORUS P.139
“num/note” na opção “NOTE.”
fig.NumNoteSw

30 3D FLANGER P.139
31 3D STEP FLANGER P.140
32 2BAND CHORUS P.140
33 2BAND FLANGER P.140
34 2BAND STEP FLANGER P.141
num/note switch
DYNAMICS (8 tipos)
35 OVERDRIVE P.141
36 DISTORTION P.141
37 VS OVERDRIVE P.141
38 VS DISTORTION P.141 Se um parâmetro com o ajuste “num/note” que esteja na opção
39 GUITAR AMP SIMULATOR P.142 “NOTE” é indicado como destino de multi controle, o controle
40 COMPRESSOR P.142
não vai ser realizado.
41 LIMITER P.142
42 GATE P.142
DELAY (13 tipos)
43 DELAY P.143
44 LONG DELAY P.143
45 SERIAL DELAY P.143
46 MODULATION DELAY P.144
47 3TAP PAN DELAY P.144
48 4TAP PAN DELAY P.144
49 MULTI TAP DELAY P.145
50 REVERSE DELAY P.145
51 SHUFFLE DELAY P.145

131
Acrescentando efeitos

01: EQUALIZER Parâmetro Opções Explicação


Anti Phase OFF, ON Liga /desliga a função Anti-Phase em
Equalizador estéreo de quatro bandas (grave, médio x 2, agudo). Low Sw graves.
fig.MFX-01
Ao ligar, o outro canal do estéreo é
invertido e acrescentado ao sinal.
L in 4-Band EQ L out
Anti Phase 0–127 Ajusta a intensidade em graves.
Low Level Ajustando a intensidade em algu-
mas freqüências você enfatiza par-
tes específicas. (Efetivo para som
R in 4-Band EQ R out original estéreo.)
Anti Phase OFF, ON Ajuste de Anti-Phase em médios
Mid Sw Mesmos parâmetros que em gra-
Parâmetro Opções Explicação Anti Phase 0–127 ves.
Low Freq 200, 400 Hz Freqüência de graves Mid Level
Low Gain # -15– +15 dB Ganho em graves Low Boost Sw OFF, ON Liga/desliga Low Booster.
Mid1 Freq 200–8000 Hz Freqüência de médios faixa 1 Enfatiza graves, criando sons pesa-
Mid1 Gain -15– +15 dB Ganho em médios faixa 1 dos.
Mid1 Q 0.5, 1.0, 2.0, 4.0, 8.0 Largura de médios, faixa 1 Low Boost Le- 0–127 Aumentando este valor você tem gra-
Q maior estreita a faixa afe- vel ves mais pesados.
tada. * Dependendo do ajuste de Isolator
Mid2 Freq 200–8000 Hz Freqüência de médios faixa 2 e filter o efeito deste ajuste pode
Mid2 Gain -15– +15 dB Ganho em médios faixa 2 não ser notado.
Mid2 Q 0.5, 1.0, 2.0, 4.0, 8.0 Largura de médios, faixa 2 Level 0–127 Volume de saída.
Q maior estreita a faixa afe-
tada.
High Freq 2000, 4000, 8000 Hz Freqüência da faixa de agudos
04: LOW BOOST
High Gain # -15– +15 dB Ganho em agudos Reforça o volume de graves, criando sons de peso.
Level # 0–127 Volume de saída fig.MFX-04

L in Low Boost 2-Band EQ L out


02: SPECTRUM
Spectrum estéreo. Tipo de filtro que varia o timbre reforçando ou R in Low Boost 2-Band EQ R out
cortando o volume em freqüências específicas.
fig.MFX-02

Parâmetro Opções Explicação


L in Spectrum L out Boost 50–125 Hz Freqüência central de reforço de gra-
Frequency # ves
Boost Gain # 0– +12 dB Intensidade de reforço em graves
Boost Width WIDE, MID, Largura da faixa de reforço em gra-
R in Spectrum R out NARROW ves
Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves
High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
Parâmetro Opções Explicação Level 0–127 Volume de saída
Band1 (250Hz) -15– +15 dB Ganho em cada banda de fre-
Band2 (500Hz) qüências
Band3 (1000Hz) 05: SUPER FILTER
Band4 (1250Hz)
Este é um filtro com curva muito acentuada. A freqüência de cutoff
Band5 (2000Hz)
Band6 (3150Hz) varia ciclicamente.
Band7 (4000Hz) fig.MFX-05

Band8 (8000Hz) L in Super Filter L out


Q 0.5, 1.0, 2.0, 4.0, 8.0 Ajusta simultaneamente a lar-
gura de todas as bandas.
Level # 0–127 Volume de saída R in Super Filter R out

03: ISOLATOR Parâmetro Opções Explicação


Filter Type LPF, BPF, Tipo de filtro
Equalizador que corda muito o volume, criando características HPF, NOTCH Faixa de freqüência que passa por
especiais de som, pelo corte de volume variando de faixa de cada filtro
LPF: freqüências abaixo de cutoff
freqüência. BPF: freqüências na região de cutoff
fig.MFX-03
HPF: freqüências acima do cutoff
L in L out NOTCH: freqüências outras que não
Isolator Low Boost
as em torno do cutoff
Filter Slope -12, -24, -36 dB Intensidade de atenuação por oitava
-36 dB: muito incisiva
-24 dB: incisiva
R in Isolator Low Boost R out -12 dB: suave
Filter 0–127 Freqüência de cutoff do filtro
Cutoff # Aumentando este valor para aumen-
Parâmetro Opções Explicação tar a freqüência de cutoff.
Boost/ -60– +4 dB Reforço e corte em agudos, médios, e Filter 0–127 Intensidade de ressonância do filtro
Cut Low # graves. Resonance # Aumentando este valor para enfati-
Boost/ Em -60 dB, o som fica inaudível. 0 zar a região próxima da freqüência
Cut Mid # dB equivale ao som do input. de cutoff.
Boost/ Filter Gain 0– +12 dB Intensidade de reforço da saída do filtro
Cut High # Modulation OFF,ON Liga/desliga a variação cíclica
Sw

132
Acrescentando efeitos

Parâmetro Opções Explicação 07: ENHANCER


Modulation TRI, SQR, Como a freqüência de cutoff é modula-
Wave SIN, SAW1, da Controla a estrutura dos harmônicos de alta freqüências, deixando o
SAW2 TRI: onda triangular som nítido e brilhante.
SQR: onda quadrada fig.MFX-07

SIN: onda senoidal


SAW1: onda dente de serra (para ci- 2-Band
ma) L in Enhancer L out
SAW2: onda dente de serra (para Mix EQ
baixo)
R in 2-Band R out
SAW1 SAW2 Enhancer
Mix EQ

Parâmetro Opções Explicação


Sens # 0–127 Sensibilidade do enhancer
Rate # 0.05–10.00 Hz, Taxa de modulação
note Mix # 0–127 Intensidade dos harmônicos
gerados pelo enhancer
Depth 0–127 Intensidade da modulação
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
Attack # 0–127 Velocidade da variação da freqüência
de cutoff High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Efetivo se Modulation Wave estiver Level 0–127 Volume de saída
nas opções SQR, SAW1, ou SAW2.
Level 0–127 Volume de saída
08: AUTO WAH
06: STEP FILTER Controla ciclicamente um filtro, variando ciclicamente o timbre.
fig.MFX-08

Este é um filtro em que o cutoff é modulado em passos. Escolha o


L in Auto Wah 2-Band EQ L out
padrão com que a freqüência de cutoff varia.
fig.MFX-06

L in Step Filter L out


R in Auto Wah 2-Band EQ R out
R in Step Filter R out
Parâmetro Opções Explicação
Filter Type LPF, BPF Tipo de filtro
Parâmetro Opções Explicação LPF: Efeito wah aplicado em faixa
Step 01–16 0–127 Freqüência de cutoff em cada passo ampla.
Rate # 0.05–10.00 Hz, Taxa de modulação BPF: Efeito wah aplicado em faixa
note estreita.
Attack # 0–127 Velocidade da mudança da freqüência Manual # 0–127 Ajusta o freqüência central em que o
de cutoff entre os passos efeito é aplicado.
Filter Type LPF, BPF, Tipo de filtro Peak 0–127 Ajusta o intensidade de efeito wah que
HPF, NOTCH Faixa de freqüência que passa por vai ocorrer na faixa de freqüência cen-
cada filtro tral.
LPF: freqüências abaixo de cutoff Q maior estreita a faixa afetada.
BPF: freqüências na região de cutoff Sens # 0–127 Ajusta a sensibilidade de controle do
HPF: freqüências acima do cutoff filtro.
NOTCH: freqüências outras que não Polarity UP, DOWN Ajusta a direção de mudança do filtro
as em torno do cutoff de auto-wah na modulação.
Filter Slope -12, -24, -36 dB Intensidade de atenuação por oitava UP: Filtro varia para o agudo.
-12 dB: suave DOWN: Filtro varia para o grave.
-24 dB: incisiva Rate # 0.05–10.00 Hz, Freqüência da modulação
-36 dB: muito incisiva note
Filter 0–127 Intensidade de ressonância do filtro Depth # 0–127 Intensidade da modulação
Resonance # Aumentando este valor para enfati- Phase # 0–180 deg Ajusta o grau de deslocamento de fase
zar a região próxima da freqüência na esquerda e direita quando o efeito
de cutoff. wah é aplicado.
Filter Gain 0– +12 dB Intensidade de reforço da saída do fil- Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
tro
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Level 0–127 Volume de saída
Level 0–127 Volume de saída

133
Acrescentando efeitos

09: HUMANIZER Type Gabinete Alto Micro-


falante fone
Dá ao som características de vogal, tornando o som parecido com a BG STACK 2 grande, sem abertura 12 x 2 condenser
voz humana. MS STACK 1 grande, sem abertura 12 x 4 condenser
fig.MFX-09 MS STACK 2 grande, sem abertura 12 x 4 condenser
L in L out METAL STACK grande, com cabeçote 12 x 4 condenser
Pan L 2-STACK grande, com cabeçote 12 x 4 condenser
Overdrive Formant 2-Band 3-STACK grande, duas caixas e ca- 12 x 4 condenser
EQ beçote
Pan R
R in R out
11: PHASER
Parâmetro Opções Explicação Efeito phaser que acrescenta som com modulação de fase ao som
Drive Sw OFF, ON Liga/desliga o Drive. original.
Drive # 0–127 Intensidade de distorção fig.MFX-11

Também altera o volume.


Vowel1 a, e, i, o, u Escolha a vogal.
Vowel2 a, e, i, o, u L in 2-Band L out
Phaser
Rate # 0.05–10.00 Hz, Freqüência de mudança entre as vogais EQ
note Mix
Depth # 0–127 Intensidade do efeito
Input Sync OFF, ON Escolha se o LFO de mudanças de vogal Mix
Sw é iniciado pelo sinal de input (ON) ou R in Phaser 2-Band R out
não (OFF). EQ
Input Sync 0–127 Volume em que o reset é aplicado
Threshold
Manual # 0–100 Ponto de mudança entre vogal 1/2
49 ou menos: Vogal 1 terá duração Parâmetro Opções Explicação
mais longa. Mode 4-STAGE, 8-STA- Número de estágios do phaser
50: Vogais 1 e 2 tem mesma duração. GE, 12-STAGE
51 ou mais: Vogal 2 terá duração Manual # 0–127 Freqüência básica para a modu-
mais longa. lação do som.
Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação
High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos Depth 0–127 Intensidade da modulação
Pan # L64–63R Posição estéreo no output Polarity INVERSE, Escolha se a modulação de fase
Level 0–127 Volume de saída SYNCHRO da esquerda e direita são a mes-
ma ou opostas.
INVERSE: As fases da esquer-
10: SPEAKER SIMULATOR da e direita ficam opostas. Se a
origem do som é mono, o som
Simulação de tipos alto falantes e de microfones usados para captar se espalha.
SYNCHRO: Mesma fase na
o som do alto falante. esquerda e direita. Use para
fig.MFX-10
som que já chega em estéreo.
L in Speaker L out Resonance # 0–127 Intensidade de realimentação
Cross -98– +98% Proporção se som phaser que re-
Feedback alimenta o efeito. Ajustes negati-
vos (-) invertem a fase.
R in Speaker R out Mix # 0–127 Volume do som phaser
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Parâmetro Opções Explicação Level 0–127 Volume de saída
Speaker Type (Veja a tabela.) Tipo de alto falante
Mic Setting 1, 2, 3 Ajusta a posição do microfone 12: STEP PHASER
que capta o som do alto falan- Efeito phaser que varia em passos.
te. fig.MFX-12

3 ajustes, o microfone fica


mais longe na ordem 1, 2, e
3. 2-Band
Mic Level # 0–127 Volume do microfone
L in Step Phaser L out
EQ
Direct Level # 0–127 Volume do som direto Mix
Level # 0–127 Volume de saída
Mix
Especificações de tipos de alto falantes R in Step Phaser 2-Band R out
A coluna de alto falante indica o diâmetro em polegadas, e o número EQ
de alto falantes em uso.

Type Gabinete Alto Micro- Parâmetro Opções Explicação


falante fone Mode 4-STAGE, 8-STA- Número de estágios do phaser
SMALL 1 pequeno, abertura traseira 10 dinâmico GE, 12-STAGE
SMALL 2 pequeno, abertura traseira 10 dinâmico Manual # 0–127 Freqüência básica para a modu-
MIDDLE com abertura traseira 12 x 1 dinâmico lação do som.
JC-120 com abertura traseira 12 x 2 dinâmico Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação
BUILT-IN 1 com abertura traseira 12 x 2 dinâmico Depth 0–127 Intensidade da modulação
BUILT-IN 2 com abertura traseira 12 x 2 condenser
BUILT-IN 3 com abertura traseira 12 x 2 condenser
BUILT-IN 4 com abertura traseira 12 x 2 condenser
BUILT-IN 5 com abertura traseira 12 x 2 condenser
BG STACK 1 sem abertura 12 x 2 condenser

134
Acrescentando efeitos

Parâmetro Opções Explicação 15: RING MODULATOR


Polarity INVERSE, Escolha se a modulação de fase
SYNCHRO da esquerda e direita são a mes- Efeito de modulação de amplitude (AM) do sinal de entrada, que
ma ou opostas. resulta em som de sino. Pode também ser usada a modulação em
INVERSE: As fases da esquer-
da e direita ficam opostas. Se a resposta a variação do volume que chega ao efeito.
origem do som é mono, o som fig.MFX-15

se espalha.
SYNCHRO: Mesma fase na
L in Ring Mod 2-Band EQ L out
esquerda e direita. Use para
som que já chega em estéreo.
Resonance # 0–127 Intensidade de realimentação
Cross -98– +98% Proporção se som phaser que re-
R in Ring Mod 2-Band EQ R out
Feedback alimenta o efeito. Ajustes negati-
vos (-) invertem a fase.
Step Rate # 0.10–20.00 Hz, Intervalo entre os passos Parâmetro Opções Explicação
nota Frequency # 0–127 Ajusta o freqüência em que a modulação
Mix # 0–127 Volume do som de phaser é aplicada.
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves Sens # 0–127 Ajusta o intensidade de controle da mo-
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos dulação por volume.
Level 0–127 Volume de saída Polarity UP, DOWN Escolha se a modulação é subindo (UP)
para o agudo ou descendo (DOWN)
para o grave.
13: MULTI STAGE PHASER Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves
High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
Ajustes altos de diferença de fase, produzem um efeito phaser forte.
fig.MFX-13
Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D)
D0:100W e o efeito (W)
L in L out Level 0–127 Volume de saída
Pan L
Multi Stage 2-Band
Phaser EQ
Mix Pan R 16: STEP RING MODULATOR
R in R out
Resonance Este é um ring modulator que usa uma seqüência de 16 passos para
variar a freqüência em que a modulação é aplicada.
Parâmetro Opções Explicação
fig.MFX-16

Mode 4-STAGE, 8-STA- Número de estágios do phaser L in Step Ring Mod 2-Band EQ L out
GE,
12-STAGE, 16-
STAGE, 20-STA-
GE, 24-STAGE R in R out
Step Ring Mod 2-Band EQ
Manual # 0–127 Freqüência básica para a modu-
lação do som.
Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação
Parâmetro Opções Explicação
Depth 0–127 Intensidade da modulação
Step 01–16 0–127 Freqüência de modulação em
Resonance # 0–127 Intensidade de realimentação
cada passo
Mix # 0–127 Volume do som de phaser
Rate # 0.05–10.00 Hz, Intervalo entre cada um dos 16
Pan # L64–63R Posição estéreo no output nota passos
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves Attack # 0–127 Velocidade da passagem entre os
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos passos
Level 0–127 Volume de saída Low Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenua-
ção em graves
High Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenua-
14: INFINITE PHASER ção em agudos
Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som
Um phaser que continua a subir/descer a freqüência em que o som é D0:100W original (D) e som de efeito (W)
modulado. Level 0–127 Volume de saída
fig.MFX-14

L in L out
Pan L
Infinite Phaser 2-Band EQ
Pan R
R in R out

Parâmetro Opções Explicação


Mode 1, 2, 3, 4 Valores maiores produzem pha-
ser mais intenso.
Speed # -100– +100 Velocidade de subida ou descida
da freqüência em que o som é
modulado
(+: para cima / -: para baixo)
Resonance # 0–127 Intensidade de realimentação
Mix # 0–127 Volume do som phaser
Pan # L64–63R Posição estéreo na saída
Low Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenua-
ção em graves
High Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenua-
ção em agudos
Level 0–127 Volume de saída

135
Acrescentando efeitos

17: TREMOLO 19: STEP PAN


Modula ciclicamente o volume produzindo efeito tremolo. Usa uma seqüência de 16 passos para variar a posição do som no
estéreo (pan).
fig.MFX-17a

L in Tremolo 2-Band EQ L out fig.MFX-19

L in Step Pan L out


R in Tremolo 2-Band EQ R out

R in Step Pan R out


Parâmetro Opções Explicação
Mod Wave TRI, SQR, SIN, Forma de onda da modulação
SAW1, SAW2 TRI: onda triangular
Parâmetro Opções Explicação
SQR: onda quadrada
SIN: onda senoidal Step 01–16 L64–63R Pan em cada passo
SAW1/2: onda dente de serra Rate # 0.05–10.00 Hz, Intervalo entre os passos
nota
SAW1 SAW2 Attack # 0–127 Velocidade de variação do pan
entre os passos
Input Sync OFF, ON Escolha se o início de uma nota
Sw faz a seqüência voltar ao passo 1
(ON) ou não (OFF)
Rate # 0.05–10.00 Hz, Freqüência da variação Input Sync 0–127 Volume para detecção de nota
nota Threshold
Depth # 0–127 Intensidade do efeito Level 0–127 Volume de saída
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Level 0–127 Volume de saída 20: SLICER
Aplicando cortes sucessivos ao som, transforma um som sustentado
18: AUTO PAN em um padrão de ritmo. Efetivo quando usado em som sustentado.
fig.MFX-20

Modula ciclicamente a posição estéreo do som.


fig.MFX-18a
L in Slicer L out

L in Auto Pan 2-Band EQ L out

R in Slicer R out
R in Auto Pan 2-Band EQ R out

Parâmetro Opções Explicação


Parâmetro Opções Explicação Step 01–16 0–127 Volume em cada passo
Mod Wave TRI, SQR, SIN, Forma de onda da modulação Rate # 0.05–10.00 Intervalo entre os passos
SAW1, SAW2 TRI: onda triangular Hz, nota
SQR: onda quadrada Attack # 0–127 Velocidade da passagem entre os passos
SIN: onda senoidal Input Sync OFF, ON Escolha se o início de uma nota faz a se-
SAW1/2: onda dente de serra Sw qüência voltar ao passo 1 (ON) ou não
(OFF)
SAW1 SAW2 Input Sync 0–127 Volume para detecção de nota
R R Threshold
Mode LEGATO, Ajuste como o volume varia entre dois
SLASH passos.
LEGATO: Passagem direta. Se dois
passos tem o mesmo volume, não se
L L percebe a passagem.
Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da variação SLASH: Volume sempre vai para 0 na
Depth # 0–127 Intensidade do efeito passagem. Isto acontece mesmo quan-
do o volume é igual entre dois passos.
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
Shuffle # 0–127 Tempo de mudança de volume nos pas-
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
sos pares (step 2, step 4, step 6...).
Level 0–127 Volume de saída Aumente o valor para atrasar o passo.
Level 0–127 Volume de saída

136
Acrescentando efeitos

21: ROTARY Parâmetro Opções Explicação


Tweeter Slow 0.05–10.00 Hz Ajuste do tweeter
O efeito Rotary simula alto falante giratório, usado em órgãos Speed Mesmos parâmetros que
elétricos. Como os alto falantes de grave e agudo são ajustados de Tweeter Fast 0.05–10.00 Hz em woofer.
Speed
forma independente, a simulação é bastante precisa. Use em patches Tweeter Trans 0–127
de som de órgão. Up
fig.MFX-21 Tweeter Trans 0–127
L in Down
L out
Tweeter Level 0–127
Rotary Spread 0–10 Ajuste a posição estéreo do
som. Aumentando o valor, o
som fica mais espalhado.
R in R out Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Parâmetro Opções Explicação Level # 0–127 Volume de saída
Speed # SLOW, FAST Simula a mudança de rotação no
rotor de graves e de agudos.
SLOW: Reduz a rotação até
23: CHORUS
Slow Rate. Este é um estéreo chorus. Um filtro permite ajustar o timbre do
FAST: Acelera a rotação até
Fast Rate.
chorus.
fig.MFX-23

Woofer Slow 0.05–10.00 Hz Velocidade lenta (SLOW) do ro-


Balance D
Speed tor de graves 2-Band
Woofer Fast 0.05–10.00 Hz Velocidade rápida (FAST) do ro-
L in L out
EQ
Speed tor de graves
Chorus Balance W
Woofer 0–15 Ajuste o tempo de passagem en-
Acceleration tre rápido e lento (ou lento para
rápido). Valores menores produ- Chorus Balance W
zem passagem mais longa. 2-Band
Woofer Level 0–127 Volume do rotor de graves R in R out
Balance D EQ
Tweeter Slow 0.05–10.00 Hz Ajuste do rotor de agudos
Speed Mesmos parâmetros que em
Tweeter Fast 0.05–10.00 Hz no rotor de graves Parâmetro Opções Explicação
Speed Filter Type OFF, LPF, HPF Tipo de filtro
Tweeter 0–15 OFF: não usa filtro
Acceleration LPF: corta freqüências acima
Tweeter Level 0–127 do Cutoff Freq
Separation 0–127 Dispersão espacial do som HPF: corta freqüências abaixo
Level # 0–127 Volume de saída de Cutoff Freq
Cutoff Freq 200–8000 Hz Freqüência básica do filtro
Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre início de
22: VK ROTARY Rate # 0.05–10.00 Hz, note
som direto e início do chorus.
Freqüência da modulação
Este tipo tem um efeito rotary com resposta diferente, com mais Depth 0–127 Intensidade da modulação
reforço em graves. Produz o mesmo efeito que o efeito interno do Phase 0–180 deg Distribuição do som no espaço
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
VK-7.
fig.MFX-22
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som
L in 2-Band EQ L out D0:100W direto (D) e o chorus (W)
Level 0–127 Volume de saída
Rotary

R in 2-Band EQ R out

Parâmetro Opções Explicação


Speed # SLOW, FAST Velocidade da rotação de alto
falantes
Brake # OFF, ON Muda a velocidade de rota-
ção.
Quando é ligado, a rotação
para gradualmente. Ao ser
desligado a rotação é gra-
dualmente retomada.
Woofer Slow 0.05–10.00 Hz Rotação lenta do woofer
Speed
Woofer Fast 0.05–10.00 Hz Rotação rápida do woofer
Speed
Woofer Trans 0–127 Passagem da rotação do woo-
Up fer na mudança entre Slow e
Fast.
Woofer Trans 0–127 Passagem da rotação do woo-
Down fer na passagem Fast para
Slow.
Woofer Level 0–127 Volume do woofer

137
Acrescentando efeitos

24: FLANGER Parâmetro Opções Explicação


Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
Este é um flanger estéreo. (O LFO tem a mesma fase na esquerda e High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
direita.) Produz ressonância metálica que sobe e desce como um jato Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o som
direto (D) e som de flanger (W)
decolando ou aterrissando. Um filtro permite ajustar o timbre do
Level 0–127 Volume de saída
som de flanger.
26: HEXA-CHORUS
fig.MFX-24

Balance D
L in 2-Band L out Efeito que usa seis chorus em fase (seis camadas de chorus) para a
EQ
distribuição do som no espaço.
Flanger Balance W
fig.MFX-26

Feedback L in L out
Balance D
Feedback Balance W

Flanger Balance W Hexa Chorus


Balance W
R in 2-Band R out
EQ R in R out
Balance D Balance D
Parâmetro Opções Explicação
Filter Type OFF, LPF, HPF Tipo de filtro Parâmetro Opções Explicação
OFF: não usa filtro Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre início de
LPF: corta freqüências acima som direto e início do chorus.
do Cutoff Freq Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação
HPF: corta freqüências abaixo
Depth 0–127 Intensidade da modulação
de Cutoff Freq
Pre Delay 0–20 Ajusta diferenças de Pre Delay
Cutoff Freq 200–8000 Hz Freqüência básica do filtro
Deviation entre cada um dos chorus.
Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre o som dire-
Depth -20– +20 Ajusta diferença de velocidade
to e início do flanger.
Deviation de modulação entre cada um dos
Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação chorus.
Depth 0–127 Intensidade da modulação Pan Deviation 0–20 Ajusta a diferença de posição no
Phase 0–180 deg Distribuição do som no espaço estéreo entre cada um dos cho-
Feedback # -98– +98% Proporção de som de flanger que rus.
realimenta o efeito. Ajustes nega- 0: Todos os chorus no centro.
tivos (-) invertem a fase. 20: Chorus a cada 60 graus a
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves partir do centro.
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o som
Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D) e o chorus (W)
D0:100W direto (D) e som de flanger (W) Level 0–127 Volume de saída
Level 0–127 Volume de saída

25: STEP FLANGER


Este é um flanger em que a afinação do flanger varia por passos. A
passagem entre passos pode ser indicada por figura rítmica.
fig.MFX-25

Balance D
L in 2-Band L out
EQ
Step Flanger Balance W

Feedback
Feedback

Step Flanger Balance W

R in 2-Band R out
Balance D EQ

Parâmetro Opções Explicação


Filter Type OFF, LPF, HPF Tipo de filtro
OFF: não usa filtro
LPF: corta freqüências aci-
ma do Cutoff Freq
HPF: corta freqüências abai-
xo de Cutoff Freq
Cutoff Freq 200–8000 Hz Freqüência básica do filtro
Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre o som di-
reto e início do flanger.
Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação
Depth 0–127 Intensidade da modulação
Phase 0–180 deg Distribuição do som no espaço
Feedback # -98– +98% Proporção de som de flanger
que realimenta o efeito. Ajustes
negativos (-) invertem a fase.
Step Rate # 0.10–20.00 Hz, note Intervalo entre os passos

138
Acrescentando efeitos

27: TREMOLO CHORUS


Parâmetro Opções Explicação
Este é um chorus ao qual é acrescentado o Tremolo (modulação
Filter Type OFF, LPF, HPF Tipo de filtro
cíclica de volume). OFF: não usa filtro
fig.MFX-27 LPF: corta freqüências aci-
ma do Cutoff Freq
L in L out
Balance D HPF: corta freqüências abai-
Balance W xo de Cutoff Freq
Cutoff Freq 200–8000 Hz Freqüência básica do filtro
Tremolo Chorus
Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre início de
Balance W som direto e início do chorus.
R in R out Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação
Balance D Depth 0–127 Intensidade da modulação do
efeito chorus
Phase 0–180 deg Distribuição do som no espaço
Parâmetro Opções Explicação Output Mode SPEAKER, PHONES Escolha a forma a ser usada
Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre início de para escutar o som do output
som direto e início do chorus. (saída) para OUTPUT. O me-
Chorus Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência de modulação do lhor resultado 3D é produzido
efeito chorus indicado SPEAKER no uso de
Chorus Depth 0–127 Intensidade da modulação do no uso de fones de alto falantes,
efeito chorus ou PHONES no uso de fones de
Tremolo Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência de modulação do ouvido.
efeito tremolo Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
Tremolo 0–127 Separação do efeito tremolo High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Separation Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o som
Tremolo Phase 0–180 deg Fase do efeito tremolo direto (D) e o chorus (W)
Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o som Level 0–127 Volume de saída
direto (D) e tremolo chorus (W)
Level 0–127 Volume de saída
30: 3D FLANGER
Aplica efeito 3D ao som de flanger. O flanger é posicionado 90 graus
28: SPACE-D
à esquerda e 90 graus à direita.
Este é um chorus múltiplo, que aplica duas modulações de fase em fig.MFX-30

estéreo. Não dá a impressão de modulação, mas cria um som de 2-Band


L L out
chorus transparente. EQ
fig.MFX-28

3D Flanger
Balance D
L in 2-Band L out 2-Band
EQ R R out
EQ
Space D Balance W

Space D Balance W Parâmetro Opções Explicação


Filter Type OFF, LPF, HPF Tipo de filtro
R in 2-Band R out OFF: não usa filtro
Balance D EQ LPF: corta freqüências aci-
ma do Cutoff Freq
HPF: corta freqüências abai-
Parâmetro Opções Explicação xo de Cutoff Freq
Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre início Cutoff Freq 200–8000 Hz Freqüência básica do filtro
de som direto e início do Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre o som di-
chorus. reto e início do flanger.
Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação
Depth 0–127 Intensidade da modulação Depth 0–127 Intensidade da modulação
Phase 0–180 deg Distribuição do som no es- Phase 0–180 deg Distribuição do som no espaço
paço Feedback # -98– +98% Proporção de som de flanger
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves que realimenta o efeito. Ajustes
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos negativos (-) invertem a fase.
Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o Output Mode SPEAKER, PHONES Escolha a forma a ser usada
som direto (D) e o chorus para escutar o som do output
(W) (saída) para OUTPUT. O me-
Level 0–127 Volume de saída lhor resultado 3D é produzido
indicado SPEAKER no uso de
alto falantes, ou PHONES no
uso de fones de ouvido.
29: 3D CHORUS Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
Aplica um efeito 3D ao chorus. O chorus é posicionado 90 graus à High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o som
esquerda e 90 graus à direita.
direto (D) e flanger (W)
fig.MFX-29

Level 0–127 Volume de saída


L 2-Band L out
EQ
3D Chorus

R 2-Band
R out
EQ

139
Acrescentando efeitos

31: 3D STEP FLANGER Parâmetro Opções Explicação


Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o
Aplica efeito 3D ao step flanger. O som de flanger é posicionado 90 som original (D) e chorus (W)
graus à esquerda e 90 graus à direita. Level 0–127 Volume de saída
fig.MFX-31

L 2-Band L out 33: 2BAND FLANGER


EQ
Efeito flanger com ação independente em graves e agudos.
3D Step Flanger fig.MFX-33

2-Band L in L out
R R out
EQ High Band Flanger
Split High Band Feedback
Parâmetro Opções Explicação
Filter Type OFF, LPF, HPF Tipo de filtro Low Band Flanger
OFF: não usa filtro
LPF: corta freqüências aci- Low Band Feedback
ma do Cutoff Freq High Band Feedback
HPF: corta freqüências abai-
xo de Cutoff Freq
High Band Flanger
Cutoff Freq 200–8000 Hz Freqüência básica do filtro
Pre Delay 0.0–100.0 ms Ajusta o atraso entre o som di- Split Low Band Feedback
reto e início do flanger.
Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência da modulação Low Band Flanger
Depth 0–127 Intensidade da modulação
R in R out
Phase 0–180 deg Distribuição do som no espaço
Feedback # -98– +98% Proporção de som de flanger
que realimenta o efeito. Ajustes Parâmetro Opções Explicação
negativos (-) invertem a fase. Split Freq 200–8000 Hz Freqüência para divisão de
Step Rate # 0.10–20.00 Hz, nota Intervalo entre os passos graves e agudos
Output Mode SPEAKER, PHONES Escolha a forma a ser usada Low Pre Delay 0.0–100.0 ms Atraso entre início do som ori-
para escutar o som do output ginal e início de flanger nos
(saída) para OUTPUT. O me- graves
lhor resultado 3D é produzido Low Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência de modulação de
indicado SPEAKER no uso de flanger nos graves
fones de alto falantes, ou PHO-
Low Depth 0–127 Intensidade de modulação do
NES no uso de fones de ouvi-
flanger no grave
do.
Low Phase 0–180 deg Distribuição espacial do flan-
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
ger grave
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Low -98– +98% Proporção de flanger grave
Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o som Feedback # que retorna ao input (valor
direto (D) e som de flanger (W) negativo inverte a fase)
Level 0–127 Volume de saída High Pre Delay 0.0–100.0 ms Atraso entre início do som ori-
ginal e início de flanger nos
agudos
32: 2BAND CHORUS High Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência de flanger nos
agudos
Efeito chorus com ajuste independente em graves e agudos.
fig.MFX-32
High Depth 0–127 Intensidade de modulação do
flanger no agudo
L in L out High Phase 0–180 deg Distribuição espacial do flan-
High Band Chorus ger agudo
Split High -98– +98% Proporção de flanger agudo
Feedback # que retorna ao input (valor
Low Band Chorus negativo inverte a fase)
Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o
High Band Chorus
som original (D) e flanger (W)
Split Level 0–127 Volume de saída
Low Band Chorus
R in R out

Parâmetro Opções Explicação


Split Freq 200–8000 Hz Freqüência para divisão de
graves e agudos
Low Pre Delay 0.0–100.0 ms Atraso entre início do som ori-
ginal e chorus de graves
Low Rate # 0.05–10.00 Hz, note Taxa de modulação em graves
Low Depth 0–127 Intensidade de modulação em
graves
Low Phase 0–180 deg Distribuição espacial do cho-
rus em graves
High Pre Delay 0.0–100.0 ms Atraso entre início do som ori-
ginal e chorus de agudos
High Rate # 0.05–10.00 Hz, note Taxa de modulação em agu-
dos.
High Depth 0–127 Intensidade de modulação em
agudos
High Phase 0–180 deg Distribuição espacial do cho-
rus em agudos

140
Acrescentando efeitos

34: 2BAND STEP FLANGER 35: OVERDRIVE


Flanger por passos com ajuste independente em graves e agudos. Cria distorção suave, como a produzida por amplificador valvulado.
fig.MFX-34 fig.MFX-35

L in L out L in L out
High Band Step Flanger Pan L
Over Amp 2-Band
drive Simulator EQ
Split High Band Feedback Pan R
R in R out
Low Band Step Flanger

Low Band Feedback Parâmetro Opções Explicação


High Band Feedback Drive # 0–127 Intensidade de distorção
Também altera o volume.
Amp Type SMALL, Tipo de amplificador de guitarra
High Band Step Flanger BUILT-IN, SMALL: amp. pequeno
Low Band Feedback 2-STACK, BUILT-IN: amp. em uma unidade
Split 3-STACK 2-STACK: grande, com cabeçote
3-STACK: grande, duas caixas e
Low Band Step Flanger cabeçote
R in R out Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Pan # L64–63R Posição estéreo no output
Parâmetro Opções Explicação Level 0–127 Volume de saída
Split Freq 200–8000 Hz Freqüência para divisão de
graves e agudos
Low Pre Delay 0.0–100.0 ms Atraso entre início do som ori-
ginal e início de flanger nos 36: DISTORTION
graves Distorção mais intensa que o Overdrive. Os parâmetros são os
Low Rate # 0.05–10.00 Hz, note Freqüência de modulação de
flanger nos graves mesmos que em “35: OVERDRIVE.”
Low Depth 0–127 Intensidade de modulação do fig.MFX-36

flanger no grave L in L out


Low Phase 0–180 deg Distribuição espacial do flan- Pan L
Distortion Amp 2-Band
ger grave
Simulator EQ
Low -98– +98% Proporção de flanger grave Pan R
Feedback # que retorna ao input (valor R in R out
negativo inverte a fase)
Low Step 0.10–20.00 Hz, note Freqüência de flanger nos gra-
Rate # ves 37: VS OVERDRIVE
High Pre Delay 0.0–100.0 ms Atraso entre início do som ori-
ginal e início de flanger nos Overdrive com distorção “heavy.”
agudos fig.MFX-37

High Rate # 0.05–10.00 Hz, nota Freqüência de flanger nos L in L out


agudos Pan L
High Depth 0–127 Intensidade de modulação do Overdrive Amp 2-Band
flanger no agudo Simulator EQ
Pan R
High Phase 0–180 deg Distribuição espacial do flan- R in R out
ger agudo
High -98– +98% Proporção de flanger agudo
Feedback # que retorna ao input (valor Parâmetro Opções Explicação
negativo inverte a fase) Drive # 0–127 Intensidade de distorção
High Step 0.10–20.00 Hz, note Freqüência de flanger nos Também altera o volume.
Rate # agudos Tone # 0–127 Qualidade do som do efeito overdri-
Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o ve
som original (D) e flanger (W) Amp Sw OFF, ON Liga/desliga Amp Simulator.
Level 0–127 Volume de saída Amp Type SMALL, Tipo de amplificador de guitarra
BUILT-IN, SMALL: amp. pequeno
2-STACK, BUILT-IN: amp. em uma unidade
3-STACK 2-STACK: grande, com cabeçote
3-STACK: grande, duas caixas e
cabeçote amp
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Pan # L64–63R Posição estéreo no output
Level 0–127 Volume de saída

38: VS DISTORTION
Efeito distortion com distorção pesada. Os parâmetros são os
mesmos que em “37: VS OVERDRIVE.”
fig.MFX-38

L in L out
Amp 2-Band Pan L
Distortion
Simulator EQ
Pan R
R in R out

141
Acrescentando efeitos

39: GUITAR AMP SIMULATOR 40: COMPRESSOR


Efeito que simula amplificador de guitarra. Atenua sons fortes e reforça sons fracos, reduzindo variações do
fig.MFX-39
volume.
L in L out fig.MFX-40

Pan L L in L out
Pre Amp Compressor 2-Band EQ
Speaker
Pan R
R in R out
R in Compressor 2-Band EQ R out
Parâmetro Opções Explicação
Pre Amp Sw OFF, ON Liga/desliga a simulação de
pré amplificação. Parâmetro Opções Explicação
Pre Amp JC-120, CLEAN TWIN, Tipo de amp. de guitarra Attack # 0–127 Ajuste a velocidade do começo da com-
Type MATCH DRIVE, pressão
BG LEAD, MS1959I,
Threshold # 0–127 Ajusta o volume em que a compressão
MS1959II, MS1959I+II,
começa
SLDN LEAD,
METAL5150, Post Gain 0– +18 dB Ajusta o ganho na saída.
METAL LEAD, OD-1, Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves
OD-2 TURBO, High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
DISTORTION, FUZZ Level # 0–127 Volume na saída
Pre Amp 0–127 Volume e intensidade da dis-
Volume # torção da amplificação
Pre Amp 0–127 Volume de todo o pre-amp 41: LIMITER
Master #
Pre Amp LOW, MIDDLE, HIGH Intensidade de distorção em Comprime o sinal que ultrapassa o volume indicado, evitando a
Gain pre-amp ocorrência de distorção.
Pre Amp 0–127 Timbre em greve/médio/agu- fig.MFX-41

Bass do
L in Limiter 2-Band EQ L out
Pre Amp Mi- * Médio não existe no tipo
ddle “Match Drive” de “Pre Amp
Pre Amp Type.”
Treble
R in Limiter 2-Band EQ R out
Pre Amp 0–127 Timbre de ultra agudos
Presence (MATCH DRIVE:
-127 - 0)
Parâmetro Opções Explicação
Pre Amp Bri- OFF, ON Ligue (“On”) para um som in-
ght cisivo e brilhante. Release # 0–127 Ajuste de intervalo de tempo de queda
do volume abaixo de Thershold até o fim
* Este parâmetro existe em
da compressão.
“JC-120,” “Clean Twin,” e
“BG Lead” de “Pre Amp Threshold # 0–127 Ajusta o volume em que a compressão
Type.” começa
Speaker Sw OFF, ON Escolha se o sinal passa no alto Ratio 1.5:1, 2:1, 4:1, Taxa de compressão
falante (ON), ou não (OFF). 100:1
Speaker (Veja a tabela.) Tipo de alto falante Post Gain 0– +18 dB Ajusta o ganho na saída.
Type Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves
Mic Setting 1, 2, 3 Ajusta posição do microfone High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
que capta o alto falante. Level # 0–127 Volume de saída
Três passos, distância maior
para nº maior.
Mic Level 0–127 Volume do microfone 42: GATE
Direct Level 0–127 Volume do som direto
Pan # L64–63R Posição estéreo no output
Corte do volume do reverb de acordo com o volume que chega ao
Level # 0–127 Output level efeito. Use para criar um decaimento artificial no volume do reverb.
fig.MFX-42

Especificações em cada opção de Speaker Type L in L out


Gate
Em alto falante se indica o tamanho em polegadas e nº de alto
falantes.
Type Gabinete Alto Microfone R in R out
Gate
falante
SMALL 1 pequeno, abertura traseira 10 dinâmico
SMALL 2 pequeno, abertura traseira 10 dinâmico Parâmetro Opções Explicação
MIDDLE com abertura traseira 12 x 1 dinâmico Threshold # 0–127 Volume em que o volume do reverb co-
JC-120 com abertura traseira 12 x 2 dinâmico meça a ser cortado
BUILT-IN 1 com abertura traseira 12 x 2 dinâmico Mode GATE, Tipo de gate
BUILT-IN 2 com abertura traseira 12 x 2 condenser DUCK GATE: Corta o volume quando o som
BUILT-IN 3 com abertura traseira 12 x 2 condenser original diminui, cortando o som ori-
BUILT-IN 4 com abertura traseira 12 x 2 condenser ginal.
BUILT-IN 5 com abertura traseira 12 x 2 condenser DUCK (Ducking): Corte quando o vo-
BG STACK 1 sem abertura 12 x 2 condenser lume do som original aumenta, cor-
tando o som original.
BG STACK 2 grande, sem abertura 12 x 2 condenser
Attack 0–127 Ajusta o tempo de abertura para a volta
MS STACK 1 grande, sem abertura 12 x 4 condenser
do som após o corte.
MS STACK 2 grande, sem abertura 12 x 4 condenser
Hold 0–127 Ajusta o tempo para corte quando o som
METAL grande, com cabeçote 12 x 4 condenser cai abaixo de Threshold.
STACK
Release 0–127 Ajusta o tempo para fechamento total
2-STACK grande, com cabeçote 12 x 4 condenser após decorrido o tempo de “hold”.
3-STACK grande, duas caixas e ca- 12 x 4 condenser Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D)
beçote D0:100W e o efeito (W)

142
Acrescentando efeitos

Parâmetro Opções Explicação Parâmetro Opções Explicação


Level 0–127 Output level Feedback # -98– +98% Proporção de delay que retor-
na ao input (valor negativo in-
verte a fase)
43: DELAY HF Damp 200–8000 Hz, Freqüência para atenuação de
BYPASS agudos (BYPASS: sem atenua-
Este é um delay estéreo. ção)
Com Feedback Mode na opção NORMAL: Pan # L64–63R Posição do som de delay
fig.MFX-43a Low Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenu-
Balance D ação em agudos
L in 2-Band High Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenu-
L out
EQ ação em agudos
Delay Balance W Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o
som original (D) e som de de-
lay (W)
Feedback
Level 0–127 Volume de saída
Feedback

Delay Balance W 45: SERIAL DELAY


R in 2-Band Efeito com duas unidades de delay conectadas em série. A
R out
Balance D EQ realimentação (feedback) tem ajuste independente em cada unidade,
Com Feedback Mode na opção CROSS: permitindo a produção de delay complexo.
fig.MFX-45
fig.MFX-43b

Balance D L in L out
L in 2-Band L out
EQ Pan L
Delay Balance W
Delay 1 Delay 2
Feedback Pan R
Feedback Feedback 1 Feedback 2

R in R out
Delay Balance W

R in 2-Band R out Parâmetro Opções Explicação


Balance D EQ Delay1 Time 0–1300 ms, note Intervalo entre início do som e
delay 1
Delay1 -98– +98% Proporção de delay que retor-
Parâmetro Opções Explicação Feedback # na ao input do delay 1 (valor
Delay Left 0–1300 ms, Ajusta o atraso entre o início do som até negativo inverte a fase)
Delay Right note a produção do delay. Delay1 HF 200–8000 Hz, Freqüência de atenuação de
Phase Left NORMAL, Fase do som de delay Damp BYPASS agudos para o delay 1
Phase Right INVERSE (BYPASS: sem cortes)
Feedback NORMAL, Escolha como o som de delay realimenta Delay2 Time 0–1300 ms, note Intervalo entre início do som e
Mode CROSS o efeito. (Veja as figuras acima.) delay 2 até o delay
Feedback # -98– +98% Ajusta o intensidade de som de delay Delay2 -98– +98% Proporção de delay que retor-
que retorna para o efeito. Ajustes negati- Feedback # na ao input do delay 2 (valor
vos (-) invertem a fase. negativo inverte a fase)
HF Damp 200–8000 Hz, Ajusta a freqüência acima da qual o som Delay2 HF 200–8000 Hz, Freqüência de atenuação de
BYPASS da realimentação do efeito é cortado. Se Damp BYPASS agudos para o delay 2
não quiser o filtro de agudos, indique a (BYPASS: sem cortes)
opção BYPASS. Pan # L64–63R Posição do som de delay
Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves Low Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenu-
High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos ação em graves
Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D) High Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenu-
D0:100W e som de delay (W) ação em agudos
Level 0–127 Volume de saída Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o
som original (D) e som de de-
lay (W)
44: LONG DELAY Level 0–127 Volume de saída

Efeito delay com tempo de atraso longo.


fig.MFX-44

2-Band
L in L out
EQ
Pan L
Long Delay
Pan R
Feedback
R in 2-Band R out
EQ

Parâmetro Opções Explicação


Delay Time 0–2600 ms, note Atraso entre início do som ori-
ginal e início do delay
Phase NORMAL, INVERSE Fase do delay (NORMAL:
sem inversão, INVERT: inver-
tido)

143
Acrescentando efeitos

46: MODULATION DELAY 47: 3TAP PAN DELAY


Acrescenta modulação ao som de delay. Produz três sons de delay; no centro, esquerda e direita.
fig.MFX-47

Com Feedback Mode na opção NORMAL:


Balance D
2-Band
fig.MFX-46a

Balance D L in EQ L out
L in 2-Band L out Left Tap Balance W
EQ
Delay Modulation Balance W
Triple Tap Delay Center Tap
Feedback
Feedback Feedback Right Tap Balance W

Balance W R in 2-Band R out


Delay Modulation
Balance D EQ
R in 2-Band R out
Balance D EQ
Parâmetro Opções Explicação
Com Feedback Mode na opção CROSS: Delay Left/ 0–2600 ms, Ajusta o atraso até a produção do delay.
fig.MFX-46b Right/Center note
Balance D Center -98– +98% Ajusta o intensidade de som de delay
L in 2-Band Feedback # que retorna para o efeito. Ajustes nega-
L out
EQ tivos (-) invertem a fase.
Delay Modulation HF Damp 200–8000 Hz, Ajusta a freqüência acima da qual o som
Balance W BYPASS da realimentação do efeito é cortado. Se
não quiser o filtro de agudos, indique a
Feedback opção BYPASS.
Feedback Left/Right/ 0–127 Volume de cada delay
Center Level
Delay Modulation Balance W Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves
2-Band High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
R in R out Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto
Balance D EQ
D0:100W (D) e som de delay (W)
Level 0–127 Volume de saída
Parâmetro Opções Explicação
Delay Left 0–1300 ms, Ajusta o atraso até a produção do delay.
Delay Right note 48: 4TAP PAN DELAY
Feedback NORMAL, Escolha como o som de delay realimen- Efeito que combina quatro delays.
Mode CROSS ta o efeito (Veja as figuras acima.) fig.MFX-48a

Feedback # -98– +98% Ajusta o intensidade de som de delay Balance D


que retorna para o efeito. Ajustes nega-
L in L out
tivos (-) invertem a fase.
Delay 1
HF Damp 200–8000 Hz, Ajusta a freqüência acima da qual o som Feedback Balance W
BYPASS da realimentação do efeito é cortado. Se Delay 2
não quiser o filtro de agudos, indique a
opção BYPASS. Quadruple Tap Delay
Rate # 0.05–10.00 Hz, Freqüência da modulação
note Delay 3
Balance W
Depth 0–127 Intensidade da modulação Delay 4
Phase 0-180 deg Distribuição do som no espaço R in R out
Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves Balance D
High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos fig.MFX-48b

Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto Posição estéreo de cada delay
D0:100W (D) e som de delay (W)
2 3
Level 0–127 Volume de saída 1 4

L R
Parâmetro Opções Explicação
Delay 1–4 0–2600 ms, Ajusta o atraso até a produção do delay.
Time note
Delay 1 Fee- -98– +98% Ajusta o intensidade de som de delay
dback # que retorna para o efeito. Ajustes nega-
tivos (-) invertem a fase.
HF Damp 200–8000 Hz, Ajusta a freqüência acima da qual o som
BYPASS da realimentação do efeito é cortado. Se
não quiser o filtro de agudos, indique a
opção BYPASS.
Delay 1–4 0–127 Volume de cada delay
Level
Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves
High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto
D0:100W (D) e som de delay (W)
Level 0–127 Volume de saída

144
Acrescentando efeitos

49: MULTI TAP DELAY Parâmetro Opções Explicação


Delay 1 Level’, 0–127 Volume do som de tap delay
Efeito com quatro delays em que o parâmetro “Delay Time” pode ser ‘Delay 2 Level
ajustado como figura rítmica. Você ajusta também o pan e volume de Low Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenu-
ação em graves
cada delay. High Gain -15– +15 dB Intensidade de reforço/atenu-
fig.MFX-49
ação em agudos
Balance D Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o
L in 2-Band L out som original (D) e som de de-
Feed Delay 1 EQ lay (W)
back Level 0–127 Volume de saída
Delay 3 Balance W

Multi Tap Delay 51: SHUFFLE DELAY


Delay 4 Balance W
Efeito que faz com que o som produza repetições de uma forma com
Delay 2 swing.
2-Band fig.MFX-51

R in R out
Balance D EQ L in 2-Band L out
Feedback EQ
Delay A A
Parâmetro Opções Explicação
Delay 1–4 0–2600 ms, Intervalo para a produção de Delays 1– Delay
Time note 4.
Delay B B
Delay 1 Fee- -98– +98% Ajusta o intensidade de som de delay
2-Band
dback # que retorna para o efeito. Ajustes nega- R in R out
EQ
tivos (-) invertem a fase.
HF Damp 200–8000 Hz, Ajusta a freqüência acima da qual o som
BYPASS da realimentação do efeito é cortado. Se Parâmetro Opções Explicação
não quiser o corte de agudos, indique a Delay Time 0–2600 ms, Ajusta o atraso até a produção do delay.
opção BYPASS. # note
Delay 1–4 L64–63R Posição estéreo de Delays 1–4 Shuffle 0–100% Ajusta a proporção (porcentagem) de
Pan Rate # tempo decorrido para que o som de De-
Delay 1–4 0–127 Volume de saída de Delays 1–4 lay B seja produzido, em relação ao atra-
Level so de Delay A.
Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves Na opção 100%, os delays ficam jun-
High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos tos.
Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto Acceleration 0–15 Ajusta a variação de Delay Time entre
D0:100W (D) e o efeito (W) um ajuste corrente e novo ajuste.
Level 0–127 Volume de saída Feedback # -98– +98% Ajusta o intensidade de delay que retor-
na para o efeito. Ajustes negativos (-) in-
vertem a fase.
50: REVERSE DELAY HF Damp 200–8000 Hz,
BYPASS
Ajusta a freqüência acima da qual o som
da realimentação do efeito é cortado. Se
Delay reverso que é acrescentado ao som. Um “tap delay” é não quiser o filtro de agudos, indique a
opção BYPASS.
conectado imediatamente após o “reverse delay.”
fig.MFX-50
Pan A/B L64–63R Posição estéreo de Delay A/B
Level A/B 0–127 Volume do delay A/B
L in 2-Band L out Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves
Feedback EQ
Rev High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
D1 Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D)
Rev. Delay Delay D0:100W e o efeito (W)
Level 0–127 Volume de saída
D2
D3
2-Band
R in R out
EQ

Parâmetro Opções Explicação


Threshold 0–127 Volume em que o “reverse de-
lay” começa a ser aplicado
Rev Delay 0–1300 ms, note Atraso entre início do som ori-
Time ginal e início de reverse delay
Rev Delay Fee- -98– +98% Proporção de delay que retor-
dback # na ao input de reverse delay
(valor negativo inverte a fase)
Rev Delay HF 200–8000 Hz, Freqüência de atenuação de
Damp BYPASS agudos para o Reverse Delay
(BYPASS: sem atenuação)
Rev Delay Pan L64–63R Pan do som de reverse delay
Rev Delay 0–127 Volume do som de reverse de-
Level lay
Delay 1 – 3 0–1300 ms, note Atraso para início de tap de-
Time lay após início do som original
Delay 3 Feed- -98– +98% Proporção de delay que retor-
back # na ao input de tap delay (valor
negativo inverte a fase)
Delay HF 200–8000 Hz, Freqüência de atenuação de
Damp BYPASS agudos para tap delay
(BYPASS: sem atenuação)
Delay 1 Pan’, L64–63R Pan do som de tap delay
‘Delay 2 Pan

145
Acrescentando efeitos

52: 3D DELAY Parâmetro Opções Explicação


High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
Aplica um 3D ao som de delay. O som de delay é posicionado 90 Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som
graus à esquerda e 90 graus à direita. D0:100W direto (D) e som de delay (W)
fig.MFX-52
Level 0–127 Output level
2-Band L out
L EQ
3D Delay L
Level 54: LONG TIME CTRL DELAY
Delay com variação suave do tempo de atraso, que permite atrasos
3D Delay C longos.
fig.MFX-54

Feedback
3D Delay R 2-Band
L in L out
Balance D EQ
R 2-Band R out
EQ Balance W
Time Control Delay
Balance W
Parâmetro Opções Explicação Feedback
R in 2-Band R out
Delay Left 0–2600 ms, note Ajusta o atraso entre início de
som direto e início do delay. Balance D EQ
Delay Right
Delay Center
Center -98– +98% Ajusta a proporção de som de Parâmetro Opções Explicação
Feedback # delay que realimenta o efeito. Delay Time 0–2600 ms, Ajusta o atraso até a produção do delay.
Ajustes negativos (-) invertem # note
a fase.
Acceleration 0–15 Ajusta o intervalo de tempo para a varia-
HF Damp 200–8000 Hz, BYPASS Ajusta a freqüência acima da ção do ajuste de Delay Time.
qual a realimentação do efeito Este ajuste determina a variação da
é cortada. Se não quiser o cor- afinação.
te de agudos, indique a opção
Feedback # -98– +98% Ajusta o intensidade de delay que retor-
BYPASS.
na para o efeito. Ajustes negativos (-) in-
Left Level 0–127 Volumes de saída do som de vertem a fase.
Right Level delay
HF Damp 200–8000 Hz, Ajusta a freqüência acima da qual o som
Center Level BYPASS da realimentação do efeito é cortado. Se
Output Mode SPEAKER, PHONES Escolha a forma a ser usada não quiser o filtro de agudos, indique a
para escutar o som do output opção BYPASS.
(saída) em OUTPUTs. O me- Pan # L64–63R Posição estéreo no delay
lhor resultado 3D é produzido Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves
indicado SPEAKER no uso de
High Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de agudos
fones de alto falantes, ou
PHONES no uso de fones de Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D)
ouvido. D0:100W e som de delay (W)
Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves Level 0–127 Output level
High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Balance # D100:0W–D0:100W Balanço de volume entre o
som direto (D) e o efeito (W) 55: TAPE ECHO
Level 0–127 Volume de saída Efeito de eco de fita virtual. Simula equipamentos como o Roland
RE-201 Space Echo.
53: TIME CTRL DELAY fig.MFX-55

L in L out
Delay estéreo em que o atraso varia suavemente. Direct Level
fig.MFX-53
Echo Level
L in 2-Band EQ L out Tape Echo
Echo Level
Time Ctrl Delay Pan L
R in R out
Feedback Direct Level
Feedback
Parâmetro Opções Explicação
Time Ctrl Delay Pan R Mode S, M, L, Combinação de cabeças em uso
S+M, S+L, Escolha a diferença de três tempos de
R in 2-Band EQ R out M+L, atraso, um para cada cabeça.
S+M+L S: curto M: médio L: longo
Repeat Rate # 0–127 Velocidade da fita
Parâmetro Opções Explicação Aumentando este valor encurta-se o
Delay Time # 0–1300 ms, note Ajusta o atraso até a produção do intervalo entre as repetições.
delay. Intensity # 0–127 Intensidade das repetições do delay
Acceleration 0–15 Ajusta o intervalo para variação Bass -15– +15 dB Reforço atenuação de graves do eco
de Delay Time. Este intervalo de Treble -15– +15 dB Reforço/atenuação de agudos do eco
ajuste de Delay Time determina Head S Pan L64–63R Ajuste de pan separados para as cabeças
a variação de afinação. Head M Pan S, M e L
Feedback # -98– +98% Ajusta o intensidade de delay Head L Pan
que retorna para o efeito. Ajustes Tape Distorti- 0–5 Intensidade de distorção de fita produzi-
negativos (-) invertem a fase. on do
HF Damp 200–8000 Hz, Ajusta a freqüência acima da Simula a variação de timbre produzi-
BYPASS qual o som da realimentação do da por fitas. Aumentando este valor
efeito é cortado. Se não quiser o aumenta a distorção.
filtro de agudos, indique a opção Wow/Flutter 0–127 Velocidade do wow/flutter (variação do
BYPASS. Rate timbre e afinação em virtude de variação
Low Gain -15– +15 dB Ganho na faixa de graves da velocidade de rotação)

146
Acrescentando efeitos

Parâmetro Opções Explicação Parâmetro Opções Explicação


Wow/Flutter 0–127 Intensidade de wow/flutter LoFi Type 1–9 Degrada a qualidade do som. A qualida-
Depth de piora aumentando este valor.
Echo Level # 0–127 Volume do som de eco Post Filter OFF, LPF, Tipo de filtro
Direct Level # 0–127 Volume do som original Type HPF OFF: não usa filtro
Level 0–127 Volume de saída LPF: corta freqüências acima do Cuto-
ff
HPF: corta freqüências abaixo de
56: LOFI NOISE Cutoff
Post Filter 200–8000 Hz Freqüência básica de Post Filter
Além do efeito Lo-Fi (baixa fidelidade), acrescenta vários tipos de Cutoff
ruídos, como ruído branco e ruído de disco. Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
fig.MFX-56 High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
2-Band Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D)
L in L out D0:100W e o efeito (W)
EQ
Level # 0–127 Volume de saída
Lo-Fi

Noise Gen.
58: LOFI RADIO
Além do efeito Lo-Fi effect, é gerado ruído de rádio.
fig.MFX-58

Lo-Fi
L in 2-Band L out
R in 2-Band EQ
R out
EQ Lo-Fi

Parâmetro Opções Explicação Radio


LoFi Type 1–9 Degrada a qualidade do som. A qualida-
de piora aumentando este valor.
Post Filter OFF, LPF, Tipo de filtro Lo-Fi
Type HPF OFF: não usa filtro
LPF: corta freqüências acima do Cuto- R in 2-Band R out
ff EQ
HPF: corta freqüências abaixo de
Cutoff
Post Filter 200–8000 Hz Freqüência central do filtro Parâmetro Opções Explicação
Cutoff LoFi Type 1–9 Degrada a qualidade do som. A qualida-
W/P Noise WHITE, Escolha entre ruído branco (write) e rosa de piora aumentando este valor.
Type PINK (pink). Post Filter OFF, LPF, Tipo de filtro
W/P Noise 200–8000 Hz, Freqüência central do filtro lpf aplicado Type HPF OFF: não usa filtro
LPF BYPASS no ruído white/pink (BYPASS: sem cor- LPF: corta freqüências acima do Cuto-
te) ff
HPF: corta freqüências abaixo de
W/P Noise 0–127 Volume do ruído white/pink
Cutoff
Level #
Post Filter 200–8000 Hz Freqüência básica de “Post Filter”
Disc Noise LP, EP, SP, Tipo de ruído de disco
Cutoff
Type RND A freqüência do ruído varia com o
tipo escolhido. Radio 0–127 Simula ruído de sintonização de rádio.
Detune # Aumentando este valor, o ruído muda.
Disc Noise 200–8000 Hz, Ajusta a freqüência de atenuação de ruí-
LPF BYPASS dos de disco. Se não quiser o filtro de Radio Noise 0–127 Volume do ruído de rádio
agudos, indique a opção BYPASS. Level #
Disc Noise 0–127 Volume do ruído de disco Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves
Level # High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos
Hum Noise 50 Hz, 60 Hz Freqüência de ruído “hum” Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D)
Type D0:100W e o efeito (W)
Hum Noise 200–8000 Hz, Freqüência central do filtro lpf aplicado Level 0–127 Volume de saída
LPF BYPASS no ruído “hum” (BYPASS: sem atenua-
ção)
Hum Noise 0–127 Volume do ruído “hum” 59: TELEPHONE
Level # fig.MFX-59

Low Gain -15– +15 dB Ganho em graves


High Gain -15– +15 dB Ganho em agudos L in Telephone L out
Balance # D100:0W– Balanço de volume entre o som direto (D)
D0:100W e o efeito (W) R in R out
Telephone
Level 0–127 Volume de saída

Parâmetro Opções Explicação


57: LOFI COMPRESS Voice 0–15 Qualidade de voz de telefone
Efeito que degrada a qualidade do som, criativamente. Quality #
fig.MFX-57 Treble -15– +15 dB Largura de banda da voz de telefone
Balance # D100:0– Balanço de volume entre o som direto (D)
L in 2-Band L out
Compressor Lo-Fi D0:100W e efeito (W)
EQ Level 0–127 Volume de saída

2-Band
R in Compressor Lo-Fi
EQ
R out 60: PHONOGRAPH
Simula som de disco de vinil. Simula os diversos ruídos de disco,
Parâmetro Opções Explicação incluindo instabilidades da rotação.
Pre Filter 1–6 Escolha o tipo de filtro aplicado ao som
Type antes da passagem por Lo-Fi.

147
Acrescentando efeitos