ENSINO SECUNDÁRIO

12.º ANO DE ESCOLARIDADE
MATEMÁTICA A
out 2013 Turmas B / C
F FI IC CH HA A D DE E A AT TI IV VI ID DA AD DE ES S N N. .º º 2 2

Assunto: Probabilidade condicionada e independência.


I IN NF FO OR RM MA AÇ ÇÃ ÃO O

Na resolução de problemas envolvendo o cálculo de probabilidade condicionada, é de grande utilidade
utilizar tabelas de dupla entrada, diagramas de Venn ou diagramas em árvore, de acordo com os dados
fornecidos no enunciado.





























Repare que a tabela e o diagrama de Venn são preenchidos usando probabilidades de interseções,
enquanto o diagrama em árvore apresenta probabilidades condicionadas ao acontecimento do ramo que o
procede.


A AT TI IV VI ID DA AD DE ES S


1. Numa escola existem duas turmas, a turma A e a turma B. A turma A tem 15 rapazes e 10 raparigas.
A turma B tem 14 rapazes e 10 raparigas. Escolhe-se ao acaso uma das turmas e, de seguida, um
elemento dessa turma.
Considere os acontecimentos:

X – “a turma escolhida é a turma B” Y – “o elemento escolhido é rapaz”

Qual é o valor de P (X · Y) ?



JATRS 2013/14 Pág. 1/4
Escolas | João de Araújo Correia
DEPARTAMENTO MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS


Área Disciplinar de Matemática | Grupo 500
Ano letivo 2013/2014

B
B
Total
A P(A · B) P(A ·B)
P(A)
A P( A · B) P( B A· ) P( A )
Total P(B)
P( B)
1 ou
100%


P(A ·B) P (B ·A )
A B
P( B A· )
O
P (A · B)
P(A)
P( A )
A
A

P(B| A)
P( B| A)
P(B| A )
P( B| A )
B ÷ P(A · B) = P(A) × P(B| A)


B ÷ P( A · B) = P( A ) × P(B| A )
B ÷ P(A · B) = P(A) × P( B| A)

B ÷ P( A · B) = P( A ) × P( B| A )


2. Uma caixa contém bolas, indistinguíveis ao tato, numeradas de 1 a 20. As bolas numeradas de 1 a
10 têm cor verde e as bolas numeradas de 11 a 20 têm cor amarela. Considere a experiência
aleatória que consiste em retirar, sucessivamente, duas bolas da caixa, não repondo a primeira bola
retirada.
Considere ainda os acontecimentos:
A: “a 1.ª bola retirada é verde”
B: “a 2.ª bola retirada é amarela”
C: “o número da 2.ª bola retirada é par”
Qual é o valor da probabilidade condicionada P ((B · C) | A) ?
A resposta correta a esta questão é P ((B · C) | A) =
19
5
.
Numa pequena composição, sem utilizar a fórmula da probabilidade condicionada, explique o valor
dado, começando por interpretar o significado de P ((B · C) | A) no contexto da situação descrita e
fazendo referência:
- à regra de Laplace;
- ao número de casos possíveis;
- ao número de casos favoráveis.


3. Considere os alunos de um determinado curso que se encontram escritos na cadeira de estatística.
Sabe-se que metade deles frequentam as aulas, apenas 25% dos inscritos sabem o nome do professor
e
5
1
frequenta as aulas e sabe o nome do professor. Escolhe-se aleatoriamente um aluno inscrito nessa
cadeira. Qual é a probabilidade de:

3.1. Esse aluno não frequentar as aulas, nem saber o nome do professor?

3.2. Saber o nome do professor, se frequenta as aulas?

Sugestão: Organize a informação num diagrama de Venn ou numa tabela.


4. No último ano do seu curso, um estudante universitário tem 40% de probabilidade de obter uma bolsa
de estudo; se a obtiver, a probabilidade de vir a concluir o curso é de 80% ; caso não obtenha a bolsa, a
probabilidade de concluir o curso é de apenas 35% .

4.1. Qual é a probabilidade de o estudante concluir o curso?

4.2. Qual é a probabilidade de o estudante concluir o curso e ter bolsa?

4.3. Suponhamos que passado algum tempo o referido estudante concluiu o curso. Qual é a
probabilidade de ter obtido bolsa de estudo? Apresente o resultado sob a forma de dízima,
arredondada às milésimas.


5. Num determinado país, existem 3 operadores de telemóveis, A, B e C, com quotas de mercado de
50%, 35% e 15%, respectivamente.
Num estudo de mercado realizado concluiu-se que:
 80% dos utilizadores da empresa A estão satisfeitos;
 70% dos utilizadores da empresa B estão satisfeitos;
 60% dos utilizadores da empresa C estão insatisfeitos.
Admita que cada utilizador de telemóvel é cliente apenas de uma empresa. Num inquérito realizado a
utilizadores de telemóvel verifica-se que um cliente inquirido ao acaso está satisfeito com o serviço
prestado pelo seu operador.
Qual é a probabilidade de ele ser cliente da empresa B ?
Apresente o resultado em percentagem, arredondado às unidades.




JATRS 2013/14 Pág. 2/4
Sugestão de resolução:

Consideremos os acontecimentos:

A: “ser cliente do operador A”
B: “ser cliente do operador B”
C: “ser cliente do operador C”
S: “estar satisfeito com o serviço”

Sabe-se que P(A) = 0,5 ; P(B) = 0,35 ; P(C) = 0,15 ; P(S| A) = 0,8 ; P(S| B) = 0,7 e P( S | C) = 0,6 .
















Pretende-se calcular a probabilidade de ser cliente do operador B , sabendo que está satisfeito com o
serviço, isto é P(B| S). Assim:


P(B| S) =
) P(
) ( P
S
S B·
=
) ( P ) ( P ) P(
P(B) ) | ( P
C S B S A S
B S
· + · + ·
×

=
4 , 0 15 , 0 35 , 0 7 , 0 8 , 0 5 , 0
0,35 7 , 0
× + × + ×
×

=
06 , 0 245 , 0 4 , 0
,245 0
+ +

=
705 , 0
,245 0
~ 0,35 , ou seja, 35%



6. Nos jogos da selecção nacional, sabe-se que 80% das grandes penalidades assinaladas a favor de
Portugal são marcadas por jogadores do FCP. A probabilidade de uma grande penalidade ser convertida
em golo é de 70% , se o jogador for do FCP e de 40% , caso contrário. Suponhamos que, num
determinado jogo, é marcada uma grande penalidade a favor de Portugal.

6.1. Qual é a probabilidade de a grande penalidade ser marcada por um jogador do FCP e ser
convertida em golo? Apresente o resultado sob a forma de dízima.

6.2. Qual é a probabilidade de a grande penalidade ser convertida em golo? Apresente o resultado sob
a forma de dízima.

6.3. Num determinado jogo, uma grande penalidade é assinalada a favor de Portugal e o jogador falha.
Qual é a probabilidade de o marcador ser um jogador do FCP? Apresente o resultado sob a forma
de fracção irredutível.

Sugestão: Comece por organizar a informação construindo um diagrama em árvore.






JATRS 2013/14 Pág. 3/4
Um dos erros mais frequentes dos alunos é fazerem uma interpretação incorreta da informação
fornecida no enunciado. Por exemplo, muitos alunos interpretam P (S · A) = 0,8 em vez
P (S| A) = 0,8 .
Para não cometer este erro, deve sempre lembrar-se de que enquanto a probabilidade da
interseção P (A · B) se refere ao espaço de resultados O , a probabilidade condicionada
P (A| B) foca a atenção em B , ou seja, o espaço de resultados passa a ser o conjunto B .
Erro típico !
7. Seja O o espaço de resultados associado a uma certa experiência aleatória, e sejam A e B dois
acontecimentos (A c O e B c O ) com P (A) = 0 .
Mostre que P (B | A) > 1 –
) (
) ( 1
A P
B P ÷
.


8. Num determinado concurso, um concorrente tem que lançar uma moeda equilibrada ao ar e de seguida
lançar um dado equilibrado, com as faces numeradas de 1 a 6 .
O concorrente ganha o prémio se no lançamento da moeda ficar voltada para cima a face nacional e no
lançamento do dado ficar voltada para cima uma face com um número inferior a 3 .
Determine a probabilidade de o concorrente ganhar o prémio.


9. Sejam A e B dois acontecimentos de um mesmo espaço de resultados, tais que P (A) =
5
1
e
P (A B) =
3
1
. Determine P (B) , se :

9.1. A e B forem acontecimentos incompatíveis.
9.2. A e B forem acontecimentos independentes.


10. Sejam A e B dois acontecimentos do mesmo espaço de resultados O.
Mostre que se A e B são independentes, então A e B são independentes.


11. Uma formiga desloca-se ao longo de um caminho que, como a
figura mostra, vai apresentando bifurcações. A formiga nunca
inverte a sua marcha. Ao chegar a uma bifurcação, opta 70% das
vezes pelo caminho da esquerda.
Qual é a probabilidade de a formiga ser apanhada pela aranha?


(A) 1,14 (B) 0,21 (C) 0,42 (D) 0,49




















S So ol lu uç çõ õe es s: :

1.
24
7
2.
19
5
3.1. 0,45 3.2. 0,4 4.1. 0,53 4.2. 0,32 4.3. 0,604 5. 35% 6.1. 0,56 6.2. 0,64
6.3.
3
2
8.
6
1
9.1.
15
2
9.2.
6
1
11. (B)


JATRS 2013/14 Pág. 4/4

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful