&DQWDUR

1DWDO
É tempo de Natal, tempo de
esperança, de alegria, de festa
conjunta. Celebramos a cantar
Colmeia
Mística usada na dinâmica interna
das Equipas Nacionais 2007-2010
A formiga colecciona e usa,
a aranha constrói teias para capturar a substân-
cia dos outros...
Mas a abelha recolhe o pólen das fores e transforma-
o com poder seu.
Ser abelha é saber recolher esse pólen e transformá-lo
em riqueza a partilhar. É viver e trabalhar em con-
junto, vivendo momentos comuns, partilhando e
crescendo como comunidade.
“Apis” é o nome de género das várias
espécies de abelha.
Natal de Évora
Tradicional
O Menino está dormindo
Nas palhinhas deitadinho! (bis)
Os anjos lhe estão cantando
Por amor tão pobrezinho (bis)
O Menino está dormindo
Nos braços da Virgem pura (bis)
Os anjos lhe estão cantando
"Hossana lá na altura" (bis)
O Menino está dormindo
Nos braços de S. José (bis)
Os anjos lhe estão cantando
"Gloria tibi Domine" (bis)
O Menino está dormindo
Um somo de amor profundo (bis)
Os anjos lhe estão cantando
Glória ao Salvador do mundo (bis)
Alegrem-se os Céus e a Terra
Tradicional – Linhares, Beira Alta
Alegrem-se os Céus e a Terra
Cantemos com alegria
Que nasceu o Deus Menino
Filho da Virgem Maria
Entrai pastores, entrai!
Por este portal sagrado,
Vinde adorar o Menino
Numas palhinhas deitado.
Ó meu Menino Jesus
Ó meu lindo amor perfeito
Se tendes frio, ó vinde
Chorar aqui no meu peito
Só tenho para ofertar-Vos
Uma alma que vos quer bem
Prenda melhor não a tenho
Tomai-a meu doce bem.
Natal de Elvas
Tradicional
Olhei para o céu, estava estrelado
Vi o Deus Menino empalhas deitado.
Em palhas deitado, em palhas estendido,
Filho duma rosa, dum cravo nascido!
Estas palavras disse a Virgem
Ai quando nasceu o Menino
Ai vinde cá meu anjo loiro
Meu sacramento divino
Eu hei-de dar ao Menino
Uma ftinha pró chapéu
E ele também me há-de dar
Um lugarzinho no céu.
Natal Africano
Tradicional
Logo que nasceu
Jesus acampou (bis)
E à luz das estrelas
Uma voz soou (bis)
Hum, ah, ah, ah (bis)
Maria, a Senhora
Seu flho embalou (bis)
E à luz das estrelas
Uma voz soou (bis)
Away In A Manger
Música: “Mueller,” de James R. Murray, 1887.
Letra: A composição dos versos 1 e 2 é desconhe-
cida, estão incluídos no” Little Children’s Book for
Schools and Families”, de J. C. File, 1885. O último
verso pertence a John T. McFarland (1851-1913).
Away in a manger, no crib for a bed,
The little Lord Jesus laid down his sweet head.
The stars in the sky looked down where he lay,
The little Lord Jesus asleep in the hay.
The cattle are lowing, the baby awakes,
But little Lord Jesus no crying he makes.
I love Thee, Lord Jesus, look down from the sky
And stay by my cradle ‘til morning is nigh.
Be near me, Lord Jesus, I ask Thee to stay
Close by me forever, and love me, I pray.
Bless all the dear children in thy tender care,
And take us to heaven, to live with Thee there.
White Christmas
Irving Berlin escreveu esta música para o flme
“Holiday Inn “, com Bing Cosby e Fred Astaire,
em 1942. “White Christmas” recebeu o Oscar para
melhor música no ano de 1942.

I’m dreaming of a white Christmas
Just like the ones I used to know
Where the treetops glisten
and children listen
To hear sleigh bells in the snow
I’m dreaming of a white Christmas
With every Christmas card I write
May your days be merry and bright
And may all your Christmases be white
I’m dreaming of a white Christmas
With every Christmas card I write
May your days be merry and bright
And may all your Christmases be white
Índice
Natal de Évora
Natal de Elvas
Alegrem-se os Céus e a Terra
Natal Africano
A todos um bom Natal
Natal da Beira
Sino de Belém
Vai-te embora passarinho
Vinde todos à porfa
Noite Feliz
Vamos cantar as Janeiras
Santa Claus is coming to town
A todos um bom Natal
Do they know it’s Christmas
Adeste Fidelis
Silent night
White Christmas
Away in a manger
Vai-te embora passarinho
Tradicional da Ilha de S. Jorge, Açores
Vai-te embora passarinho
Deixa a baga do loureiro (bis)
Deixa dormir o Menino
Que está no sono primeiro (bis)
Dorme, dorme, meu Menino
Que a mãezinha logo vem (bis)
Foi lavar os cuerinhos
À fontinha de Belém (bis)
Natal da Beira
Tradicional
Ó meu Menino Jesus
Vinde ao meio da Igreja
Que vos quero adorar
Onde todo o mundo veja
Ó meu Menino Jesus
Vestido de azul celeste
Eu hei-de aprender a ler
Vós heis-de ser o meu Mestre
A todos um bom Natal
Letra: Lúcia Carvalho
Música: César Batalha
A todos um bom Natal (bis)
Que seja um bom Natal
Para todos nós.
No Natal pela manhã
Ouvem-se os sinos tocar
Há uma grande alegria
No ar
Nesta manhã de Natal
Há em todos os países
Muitos milhões de meninos
Felizes
Vão aos saltos pela casa
Descalços ou em chinelas
Procurar as suas prendas
Tão belas
Depois há danças de roda
As crianças dão as mãos
No Natal todos se sentem
Irmãos
Sino de Belém
Música Tradicional (Jingle Bells)
Toca o sino, pequenino,
sino de Belém
Já nasceu o Deus Menino,
para nosso bem. (2x)
Venham pastorinhos
Venham a Belém
Vamos ver Maria
E Jesus também.
Vamos minha gente,
vamos a Belém
Pois já veio ao mundo
Jesus, nosso bem.
Eu ouvi tocar o sino
Eu ouvi chamar por mim
Sendo eu tão pequenino
Quem me chamará assim?
Hoje a noite é bela
Oração fnal:
A todos desejamos
Um feliz Natal!
Do They Know It’s Christmas
Band-aid, produzida e divulgada em 1984 numa
campanha contra a fome em África
It’s Christmas time,
there’s no need to be afraid.
At Christmas time
we let in light and banish shade
And in our world of plenty
we can spread a smile of Joy
Throw your arms around the world
at Christmas time.
But say a prayer,
Pray for the other ones.
At Christmas time it’s hard
but when you’re having fun...
There’s a world outside your window
and it’s a world of dread and fear
Where the only water fowing is
the bitter sting of tears
Where the Christmas bells that are ringing
are the clanging chimes of Doom
Well, tonight thank God it’s them instead of
you.
And there won’t be snow in Africa this
Christmas time
The greatest gift they’ll get this year is life.
Ohh....
Where nothing ever grows
No rain or rivers fow
Do they know it’s Christmas time at all?
Here’s to you...
Raise a glass for everyone
Here’s to them
Underneath that burning sun
Do they know it’s Christmas time at all?
Feed the world,
Let them know it’s Christmas time again.
(bis)
Adeste Fideles
Adeste Fideles
Laeti triumphantes
Venite, venite in Bethlehem
Natum videte
Regem angelorum
Venite adoremus, Venite adoremus,
Venite adoremus, Dominum
Cantet nunc io
Chorus angelorum
Cantet nunc aula caelestium
Gloria, gloria
In excelsis Deo
Venite adoremus, Venite adoremus,
Venite adoremus, Dominum
Ergo qui natus
Die hodierna
Jesu, tibi sit gloria
Patris aeterni
Verbum caro factus
Venite adoremus, Venite adoremus,
Venite adoremus, Dominum
Silent Night
Tradicional
Silent night! holy night!
All is calm, all is bright
round yon virgin mother and child,
Holy infant so tender and mild,
sleep in heavenly peace!
Silent night! holy night!
Shepherds quake at the sight;
glories stream from heaven afar,
heavenly hosts sing Alleluia,
Christ, the Saviour, is born!
Silent night! holy night!
Son of God, love’s pure light
radiant beams from thy holy face,
with the dawn of redeeming grace,
Jesus, Lord at they birth.
A todos um bom Natal
Letra: Lúcia Carvalho
Música: César Batalha
A todos um bom Natal (bis)
Que seja um bom Natal
Para todos nós.
No Natal pela manhã
Ouvem-se os sinos tocar
Há uma grande alegria
No ar
Nesta manhã de Natal
Há em todos os países
Muitos milhões de meninos
Felizes
Vão aos saltos pela casa
Descalços ou em chinelas
Procurar as suas prendas
Tão belas
Depois há danças de roda
As crianças dão as mãos
No Natal todos se sentem
Irmãos
Se isto fosse verdade
Para todos os meninos
Era bom ouvir os sinos
Cantar
Noite Feliz
Tradicional – origem num poema escrito pelo padre
austríaco Joseph Mohr em 1816. Conta-se que na
ladeia alpina Obern¬dorf, Áustria, na véspera de Natal
de 1918 o órgão da igreja de São Nicolau não funcio-
nava e Joseph Mohr teria entregue o poema a Franz
xavier Gruben, que improvisou a melodia acompa-
nhando com guitarra. Várias versões em português.
Noite feliz, noite feliz!
O Senhor, Deus de Amor,
Pobrezinho nasceu em Belém
Eis na lapa Jesus nosso bem!
Dorme em paz, ó Jesus! (bis)
Noite feliz, noite feliz!
Ó Jesus, Deus de luz,
Quão amável é Teu coração,
Que quiseste nascer nosso irmão
E a todos nós salvar! (bis)
Noite feliz, noite feliz!
Eis que no ar vêm cantar
Aos pastores os anjos do céu
Anunciando a chegada de Deus,
De Jesus Salvador. (bis)
Vinde todos à Porña
Música: música tradicional francesa, criada por
Edwin Shippen Barnes.
Letra: Canção tradicional Francesa “Les Anges
dans nos Campagnes”, traduzida para inglês por
James Chadwick, em 1862, dando origem à músi-
ca “Angels we have heard on high”.
Ah! Vinde todos à porfa
Cantar um hino de louvor
Hino de paz e de alegria
Que os anjos cantam ao Senhor:
Glória in excelsis Deo (bis)
Naquela noite venturosa
Em que nasceu o Salvador
Os anjos com voz harmoniosa
Deram aos Céus este clamor:
Que vemos nós, ai que pobreza
É este o Senhor dos mortais
Palhas, presépio, só nudeza
Anjos dizei a quem cantais:
Vamos juntar-nos aos pastores
P’ra irmos todos a Belém
Saudar em fervidos louvores
O Salvador que hoje nos vem:
Oh que santa e linda estrela
que nós vemos a brilhar!
Oh que linda noite em festa
Como quem nos quer guiar
Em Belém pára e brilha
Essa estrelinha do céu
É Jesus, é a maravilha
Do Senhor que lá nasceu
É o Messias prometido
Aos profetas dos hebreus!
É o Menino Deus nascido
P’ra salvar os qu’eram seus
Santa Claus Is Coming to Town
Letra e música: J. Fred Coots e H. Gillespie, 1934
You better watch out
You better not cry
Better not pout
I’m telling you why
Santa Claus is coming to town
He’s making a list
And checking it twice;
Gonna fnd out Who's naughty and nice
Santa Claus is coming to town
He sees you when you’re sleeping
He knows when you’re awake
He knows if you’ve been bad or good
So be good for goodness sake!
O! You better watch out!
You better not cry
Better not pout
I’m telling you why
Santa Claus is coming to town
Santa Claus is coming to town
Vamos cantar as janeiras
Letra e musica : Zeca Afonso
Vamos cantar as janeiras
Vamos cantar as janeiras
Por esses quintais adentro vamos
Às raparigas solteiras
Vamos cantar orvalhadas
Vamos cantar orvalhadas
Por esses quintais adentro vamos
Às raparigas casadas
Vira o vento e muda a sorte
Vira o vento e muda a sorte
Por aqueles olivais perdidos
Foi-se embora o vento norte
Muita neve cai na serra
Muita neve cai na serra
Só se lembra dos caminhos velhos
Quem tem saudades da terra
Quem tem a candeia acesa
Quem tem a candeia acesa
Rabanadas pão e vinho novo
Matava a fome à pobreza
Já nos cansa esta lonjura
Já nos cansa esta lonjura
Só se lembra dos caminhos velhos
Quem anda à noite à ventura

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful