MATERIAL DIDÁCTICO – FOLHA DE ROSTO

| ANO: 2º | CURSO: Turis | M"DULO#S$: % | DESI'NA,-O#S$: &!r.u)*/ – A &!0u/*12! !

| DATA: 2009-10-__ | DISCI&LINA: '(!)r*+i* | &ROFESSOR: Air(s 3*rr!s

1- A DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO PORTUGUESA
1.1 – Tendências espácio-temporais de distribuição da população portuguesa A partir da análise à figura 1, podemos verificar que Portugal, é um país marcado por características assimétricas na variação da população. Desta forma podemos destacar que a variação da população entre 1 1 e !""1 foi positiva, ou se#a teve crescimento nas regi$es do litoral, nomeadamente nas %&'( do Algarve, )avado, *ai+o ,ouga e Península de (et-.al, sendo tam.ém de destacar no interior a %&' de )ova da *eira /a sua e+plicação será feita mais adiante0. %o entanto, em traços gerais verificamos que a variação percentual positiva da população se fe1 sentir so.retudo nas %&'( do litoral /os 1! %&' do litoral congregam 23,!4 da população total0. 5 con6ecimento da população portuguesa a.soluta de 1" 782 mil 6a.itantes, em !""1, não é suficiente para con6ecermos a sua repartição, desta forma é necessário con6ecermos a sua distri.uição espacial, através da densidade populacional, a qual em !""1 era em média de 11!,3 6a.itantes por 9m!, o que denota fraca concentração populacional. A distri.uição espacial da população portuguesa é assim marcada por grandes assimetrias regionais, opondo regi$es atractivas a outras menos atractivas. 5 crescimento populacional verificado em Portugal nas -ltimas décadas tem sido assim um crescimento assente em assimetrias, que se caracteri1am pela contínua atracção que o litoral e+erce so.re a população do interior. Densidade Populacional: :ntensidade do povoamento e+pressa pela relação entre o n-mero de 6a.itantes e a superfície do territ;rio /n-mero médio de 6a.itantes por 9m!0. Assimetrias Regionais: (ignificativas e pro.lemáticas variaç$es espaciais entre as regi$es, que resultam em situaç$es de desequilí.rio territorial.

.noma dos Açores. Cm áreas campestres. o litoral alente#ano e o Algarve.uição da população residente em Portugal em !""1 feita por %&'( :::. a população e as actividades econ.al. apresentam fracas densidades populacionais.anos. a estas perdas dáAse o nome de despovoamento rural. sociais e culturais Por outro lado.em como a maioria das il6as da @egião Aut. a . em oposição ao despovoamento do interior. devido mais a perdas por migraç$es do que a uma mortalidade e+cessivamente alta. . .aseada na concentração de actividades comerciais. e ainda.iana do )astelo e (et-. industriais e de serviços. sem que o interior acompan6e esse ritmo ou mesmo com o recuo da importBncia em termos a. itorali!ação: Processo de progressiva concentração de actividades e de pessoas ao longo da fai+a litoral. o interior do país. #ipolari!ação: )rescente centrali1ação do desenvolvimento em dois aglomerados ur.ipolari1ação em torno das áreas metropolitanas de ?is.micas. permite destacar tr<s grandes tend<ncias que v<m #á desde a década de ="> a litorali1ação.solutos. @eforçandoAse assim as assimetrias regionais #á anteriormente destacadas com o crescimento populacional entre 1 1 e !""1. pela grande concentração da população na fai+a litoral que se situa entre .oa e Porto que e+ercem a sua atracção so.DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO PORTUGUESA A análise à distri. Despo"oamento: Declínio do n-mero de pessoas que vive numa determinada área.

arata. uma ve1 que actualmente #á temos cidades de média dimensão no interior do país capa1es de fi+ar população. mas mantendo os empregos nas cidades de refer<ncia. %as regi$es aut. Fuanto aos Açores a maioria das il6as apresenta fraca densidade populacional.itação e o local de emprego por parte de muita população que reside pr. 6á a destacar a vertente (ul da :l6a da Dadeira.meno que consiste nos movimentos pendulares entre a 6a. %o entanto estes gan6os destas cidades de média dimensão devemAse so.Analisada à escala do concel$o.oa e Porto. pois o elevado preço da 6a.retudo ao facto de esva1iarem as áreas rurais que estão so. a sua influ<ncia. %a -ltima década assistiuAse tam.itação é mais . destacandoAse apenas (. é o caso de algumas capitais de Distrito e tam.itação levaAos a optarem por concel6os vi1in6os onde a 6a. )ovil6ã.nomas.+imo das cidades de ?is. nomeadamente o Eunc6al. . Dirandela.ém a um outro fen. estas aparecem mais atenuadas. Diguel e 'erceira. a densidade populacional em Portugal continua a ter as mesmas tend<ncias no entanto.ém algumas cidades médias como )6aves.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful