Ministério da Cultura Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura PROGRAMA AMAZÔNIA CULTURAL Edital de Seleção Pública para Apoio a Projetos

Culturais da Região Norte O Ministério da Cultura, neste ato representado pela Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura SEFIC, em parceria com o Fórum de Gestores de Cultura da Região Norte, no uso de suas atribuições legais, torna pública a abertura do Programa Amazônia Cultural, processo seletivo público para apoio a projetos culturais da Região Norte do Brasil no ano de 2013, consoante os termos deste Edital e em acordo com o disposto no artigo 1º, incisos I, II, III, IV, V, VI, VIII e IX da Lei nº 8.313/1991, no Decreto nº 5.761/2006, na Portaria do Ministério da Cultura nº 29/2009, na Portaria nº 156/2012 e, supletivamente, à Lei nº 8.666/1993 e eventuais modificações legais. 1. OBJETIVO E OBJETO 1.1 O presente processo seletivo tem como objetivo fomentar, incentivar, valorizar, estimular, fortalecer, capacitar e difundir ações da cultura brasileira na Região Norte do país. 1.2 Constitui objeto deste edital a concessão de recursos financeiros para o apoio a projetos culturais, por meio da participação de produtores, artistas, estudiosos, técnicos, agentes culturais, mestres e mestras dos saberes e fazeres da cultura popular, para a promoção e difusão do acesso a cultura e redes culturais da região norte do país. 1.3 Para efeito deste edital considera-se: 1.3.1 Projeto: atividade cultural que será apoiada pelo Ministério da Cultura (MinC) e respectivos desdobramentos. 1.3.2 Atividade cultural: qualquer ação cultural relacionada com os objetivos estabelecidos neste edital. 1.3.3 Grupo: comunidade, reunião de mestres e mestras, artistas, técnicos, estudiosos ou agentes culturais para realização de atividade ou projeto cultural, apresentado por reunião de pessoas físicas sem constituição jurídica. 1.3.4 Representante de Grupo Informal: integrante que representa o grupo no ato da inscrição e demais etapas decorrentes do certame e da execução do projeto, indicado por procuração, conforme Termo de Compromisso a ser assinado por todos os membros do grupo (Anexo III). 1.3.5 Produtor Cultural: é aquele que planeja, desenvolve ou realiza atividades culturais que promovam estudos, experiências, aprendizados ou exibições artísticas e culturais. As atividades podem ser profissionais, semiprofissionais ou amadoras. 1.3.6 Ações apoiadas financeiramente: aquelas que receberam recursos provenientes do mecanismo de incentivo fiscal (Lei nº 8313/91) ou transferência de recursos orçamentários e financeiros do Ministério da Cultura, ou de suas instituições vinculadas, a qualquer título, por exemplo: convênio, termo de cooperação, termo de parceria, etc. 1.3.7 Contrapartida: parcela de recursos a ser aportada pelo proponente para realização do objeto proposto, em forma de bens e serviços, que deve ser calculada com base no valor total do projeto. 1.3.8 Bens e Serviços: economicamente mensuráveis devem indicar a forma de aferição do valor correspondente em conformidade com os valores praticados no mercado ou, em caso de objetos padronizados, com parâmetros previamente estabelecidos. 1.3.9 Despesas de custeio: aquelas que não contribuem diretamente para formação ou aquisição de um bem permanente, a saber: gastos com pessoal, material de consumo, contratação de serviços de terceiros, passagens, transporte, hospedagens, oficinas, festivais, etc. 1.3.10 Fase de habilitação: etapa de verificação da adequação das candidaturas às regras e condições estabelecidas neste edital. 1.3.11 Fase de avaliação e seleção: etapa de análise de mérito (qualidade e relevância) e de orçamento dos projetos e de pontuação dos projetos habilitados. 1.3.12 Fase de convocação e pagamento: etapa de convocação dos projetos selecionados, de envio e conferência da documentação complementar e de transferência dos recursos financeiros.

1

retireiros. com reconhecimento da comunidade onde vivem e atuam.3. Quaisquer ônus. 2. faxinalenses. 1.1.3. ao menos 2 (dois) anos de atividades culturais comprovadas em território nacional. correio e emissão de documentos.8 A candidatura só será efetivada após o envio da proposta por meio eletrônico (SALIC). disponível no sítio eletrônico http://www.2 As inscrições poderão ser apresentadas por: 2. 2. não estando caracterizada a habilitação do participante.3. tratar-se-á de inscrição individual.2. 2. tampouco por falhas decorrentes do equipamento do candidato. agentes culturais. sejam emancipados ou menores autorizados na forma do subitem 2.18 Povos Originários e Comunidades Tradicionais: grupos culturalmente diferenciados e que se reconhecem como tais. O participante deve ser brasileiro. residir em um dos Estados da Região Norte do país e possuir. 2. 2.br.19 Mestres e Mestras: pessoas físicas. 2 . povos de terreiro. com 18 (dezoito) anos de idade completos até a data de encerramento das inscrições.14 Fase de prestação de contas: etapa de comprovação da realização do projeto e entrega de relatório.7 Até as 23h59 do prazo estipulado no subitem 2. marisqueiras. social.3. 1. estimulando desenvolvimento socioeconômico das comunidades. Os integrantes devem ser brasileiros. 2.3. estudiosos.gov. serão de exclusiva responsabilidade do proponente. caiçaras. 2.2.1 No caso de inscrição de grupo. art. Incluem-se: povos indígenas.gov. ancestral e econômica.9 O Ministério da Cultura não se responsabilizará por inscrições que deixarem de ser concretizadas por congestionamento das linhas de comunicação ou outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados. que ocupam e usam territórios e recursos naturais como condição para sua reprodução cultural.3. 2. 2. pomeranos.2. porém não necessariamente hierárquica. 1. residir em um dos Estados da Região Norte do país e ter. mestres e mestras dos saberes e fazeres da cultura popular. PÚBLICO ALVO E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 2.3 As inscrições estarão abertas de 15 de agosto a 30 de setembro de 2013. utilizando conhecimentos. irmandades de negros.3. dedicadas às expressões culturais populares.15 Inovação cultural: ações que valorizem as populações locais e sua cultura. incluindo a atividade de contrapartida. com longa permanência na atividade e capacidade de transmissão dos conhecimentos artísticos e culturais. cuja atuação dinâmica e espontânea contribua para garantia do direito de acesso aos bens culturais.3. 2.17 Situação de vulnerabilidade e risco social: exposição de pessoas ou lugares à exclusão social. 2 (dois) anos de atividades culturais comprovadas. no mínimo. que possuem formas próprias de organização social. no horário de Brasília.16 Redes ou coletivos: agrupamentos de pessoas de forma organizada. ribeirinhos. 1. agricultores tradicionais. observando o uso sustentável do meio ambiente.3.4 Apenas serão aceitos projetos com execução prevista para o período entre dezembro de 2013 e dezembro de 2014. agroextrativistas.cultura. inovações e práticas gerados e transmitidos pela tradição (conforme inciso I. nato ou naturalizado. pantaneiros. pescadores artesanais. 1. 3º do Decreto 6040/2007). 2. quilombolas.cultura. religiosa. técnicos.3 No caso de seleção de candidatura com participação de menor de idade.2 Grupo não constituído juridicamente.2. cada um. cujos integrantes tenham 18 (dezoito) anos de idade completos até o encerramento das inscrições. caranguejeiras. de grande experiência e conhecimento do saberes e fazeres populares. com emissão pelo referido sistema do protocolo da inscrição. quebradeiras de coco babaçu. o participante deverá encaminhar autorização do responsável legal ou documento de emancipação no ato de entrega da documentação complementar conforme o item 15 deste certame. 1. artistas.3. emancipados ou menores autorizados na forma do subitem 2. seringueiros e fundos de pasto. o cadastro da candidatura deverá ser efetivado no sítio eletrônico http://www. natos ou naturalizados. Nesse caso.6. geraizeiros.5 Não haverá cobrança de taxa de inscrição.13 Fase de execução: etapa de realização das atividades previstas e aprovadas no projeto. que é fase posterior.2. ciganos.6 As inscrições serão realizadas exclusivamente por meio do sistema SALIC.1 O presente processo seletivo é destinado a produtores. incluídas as despesas com cópias. 2.1 Pessoa física.br. deverá ser anexada à proposta a relação de integrantes e respectivas funções a serem desempenhadas no projeto.

contado a partir da data de homologação do resultado final. formação e capacitação 3. XIV . EIXOS CULTURAIS 3. 3.2. hospedagem e alimentação.dança.circo. sendo a liberação condicionada à disponibilidade orçamentária e financeira do Ministério da Cultura. RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS E FINANCEIROS 5. Eixo 2 .design. XIII .3 A distribuição dos recursos financeiros está condicionada ao estabelecido no item 6 deste edital.2 O valor destinado a este certame será de R$ 5. X . XII . 4.4. XI .2. 2.teatro.Fortalecimento de redes e valorização da cultura local 3.12 Esta seleção é exclusiva para projetos enquadrados nas seguintes linguagens artísticas e segmentos culturais: I . XV . 5. na ação orçamentária: 20ZF Promoção e Fomento à Cultura Brasileira.moda.1.4.5 Os recursos repassados deverão ser integralmente utilizados na realização dos projetos selecionados.arquitetura e urbanismo.1.3. VII . deverão indicar detalhamentos técnicos. IX . XVI . Projetos que valorizem a cultura e as expressões locais.000. trocas de conhecimentos e saberes. 5. e XIX .audiovisual. Projetos que possibilitem encontros artísticos.1 O prazo de vigência da presente seleção pública será de 1 ano. IV .00 (cinco milhões de reais) para a concessão de auxílio financeiro.6 Os recursos.1.povos indígenas. 3. 5.culturas populares.Pesquisa. XVIII . 2. livro e literatura.cultura afrobrasileira.1 Os recursos necessários ao desenvolvimento dos projetos de que trata este edital serão advindos do Fundo Nacional da Cultura . mediante disponibilidade orçamentária e financeira. caracterizando a seleção como expectativa de direito do candidato.arte digital.10 Todas as candidaturas. a serem inseridos no Anexo I do edital.4 Não há previsão de custos administrativos para a execução do processo seletivo deste edital. em caso excepcional. Projetos que fomentem ou desenvolvam atividades voltadas para inovação. sejam individuais ou de grupos.patrimônio cultural. II .artesanato. ser prorrogado por igual período.museus.FNC. 5. dois municípios da Região Norte. III . circulação e acesso cultural.leitura. VI . 3. 5.1. somente serão aplicados em projetos culturais que cumprirem todos os requisitos legais determinados neste certame.000. Unidade Orçamentária 42902.Circulação e intercâmbio 3.artes visuais. transporte.Estímulo à produção e inovação cultural 3.1 Projetos que envolvam levantamentos de dados e ações de formação e capacitação e que promovam o fortalecimento e o desenvolvimento da cultura na região. XVII .11 O objeto da proposta deverá estar adequado a um dos eixos constantes do item 3. incluindo custos de atividades de pré-execução. 5. VIII . 3. podendo. Eixo 3 . criação e produção cultural. sob pena de desclassificação. possibilitando o desenvolvimento sócio-econômico da região.música. desde que a execução ocorra em. V . fortalecendo as redes de cooperação e organizações de pessoas. no mínimo.1. logísticos e orçamentários para a realização das atividades culturais.arquivos.ações de natureza transversal. possibilitando a troca de conhecimentos e experiências. PRAZO DE VIGÊNCIA 4.2.3. 3 . Eixo 1 . Eixo 4 .

2 Estar relacionada na planilha orçamentária do projeto (Anexo I). 6. 4 .1 Os recursos financeiros destinados ao apoio serão distribuídos de acordo com os eixos estabelecidos no item 3 deste edital.1 O projeto deverá assegurar contrapartida de. O valor de repasse de recursos é destinado exclusivamente para despesas de custeio.7 Os recursos apenas poderão ser empregados para utilização em despesas de custeio. 20% (vinte por cento) do valor total do projeto. 7.3 A realização da contrapartida deverá ser demonstrada na fase de comprovação da execução do objeto. 8.761/2006.5. não ao valor total do projeto. 6. 7. em observância ao artigo 12 do Decreto nº 5. CONTRAPARTIDA 6.2 A contrapartida deve ser apresentada na forma de bens e serviços e deverá: 6.5. formação e capacitação Até R$ 80 mil R$ 1 milhão Eixo 4 Circulação e Intercâmbio R$ 2 milhões Até R$ 120 mil 7. VALOR DO APOIO E EIXOS 7. no mínimo.1 As propostas encaminhadas em desacordo com as condições e finalidades estabelecidas neste edital serão desclassificadas.2 O valor máximo de repasse será o estipulado de acordo com tabela abaixo: VALOR TOTAL DISPONÍVEL VALOR MÁXIMO DE REPASSE EIXOS Eixo 1 Estímulo à produção e inovação cultural Até R$ 80 mil R$ 1 milhão Eixo 2 Fortalecimento de redes e valorização da cultura local Até R$ 80 mil R$ 1 milhão Eixo 3 Pesquisa.4 O auxílio financeiro do MinC refere-se ao valor de repasse. 8. no ato da inscrição.2 Os pedidos de reconsideração da decisão da Comissão encaminhados em desacordo com quaisquer condições estabelecidas neste edital serão desconsiderados. SANÇÕES E IMPEDIMENTOS 8.1 Ser economicamente mensurável. sob pena de desclassificação. por meio do Anexo I. 7.2. de que forma utilizará o auxílio financeiro. 6.2. 7.3 O candidato deverá informar. 6.

6 A cessão dos direitos de uso de imagem e direitos autorais de fotos e vídeos é gratuita. 8. entre outros) deverão obter junto a todos os titulares dos direitos de personalidade (intérpretes. 5 . terceirizados. 8.1 Servidores. produzidos por profissional contratado pelo proponente. DIREITOS AUTORAIS. DE DIVULGAÇÃO E DE EXIBIÇÃO 9.4 Os premiados comprometem-se a cumprir integralmente a proposta aprovada e incluir em todo material de divulgação o apoio do Ministério da Cultura. 8.13 Os proponentes são responsáveis pela veracidade das informações prestadas. 9. companheiro ou parente em linha reta.1 deverão apresentar data posterior ao candidato ter sido informado sobre a seleção de sua candidatura. figurantes. até o terceiro grau. atores. documentários. independente do eixo. 8. dançarinos. suas secretarias ou instituições vinculadas.11. 8. 8. junto aos demais titulares.11. 8. ou respectivo cônjuge.7 A proposta que apresentar contrapartida em desacordo ao estabelecido neste edital será desclassificada. para realização da mesma atividade.8. 8.15 Não será beneficiado candidato. inclusive com integrantes da Comissão de Avaliação e Seleção.2 Caso o beneficiado não seja o único e exclusivo titular de todos os direitos autorais e conexos. colateral ou por afinidade. gravadoras ou produtoras fonográficas. 8. colaboradores. na produção de peças ou materiais de promoção ou publicitários a cessão dos direitos autorais de fotos e vídeos com registros do evento.5 Não será aceita inscrição de grupo ou pessoa física com CNPJ.14 As informações e os anexos que integram as propostas não poderão ser alterados.9 Candidatura apresentada em eixo divergente de sua proposta será desconsiderada. portanto. em autorizações expressas em contrato. deverá obtê-los. ou de um mesmo integrante de grupo em duas propostas. fotos. constatadas a qualquer tempo. 8. apenas a última inscrição encaminhada será considerada válida.10 Será indeferida a inscrição individual de candidato que faça parte de grupo também inscrito neste edital. 9.3 Caso haja participação do mesmo proponente. Judiciário.12 Não serão atendidas solicitações de reavaliação por preenchimento equivocado do requerimento.2 Membros do Poder Executivo. 8. arcando com as consequências de eventuais erros no preenchimento e no envio dos arquivos eletrônicos e demais documentos.1 Todos os proponentes devem considerar os Direitos Autorais relevantes para a execução de seus projetos.8 A documentação que contenha vício de qualquer natureza ou a inobservância de qualquer vedação deste edital ensejará a desclassificação do candidato. acompanhada da expressão: “Este projeto foi contemplado pelo Programa Amazônia Cultural 2013”. estagiários e prestadores de serviço relacionados ao Ministério da Cultura. 8. companheiro ou parente em linha reta. 8. ambas serão desclassificadas.3 Projetos que prevejam em seu escopo a produção de registros audiovisuais (filmagem de shows. 9.5 Os proponentes dos projetos que forem contemplados garantem ao MinC. 8. 9.17 A inscrição encaminhada sem o preenchimento de quaisquer itens do formulário será desconsiderada. até o 2º grau.4 As inscrições deverão ser preenchidas em língua portuguesa. 8. 9. não gerando ônus para o MinC. implicarão na desclassificação da proposta. 8. 9. colateral ou por afinidade. independente do eixo. banda.18 Eventuais irregularidades relacionadas aos requisitos de participação. do Ministério Público ou do Tribunal de Contas da União. suprimidos ou substituídos depois de finalizados os procedimentos de inscrição. ou respectivo cônjuge. ressalvados os casos em que se trate de idêntica inscrição. Legislativo. sob pena de serem desconsideradas. os documentos de comprovação das despesas descritas no subitem 17. que estarão à disposição na página eletrônica do MinC. entre outros) suas respectivas autorizações. grupo ou integrante de grupo que já recebe apoio do Ministério da Cultura ou de suas instituições vinculadas. Neste caso.11 É vedada a participação de: 8.16 O benefício não poderá ser utilizado sob forma de ressarcimento.6 Não receberão recursos financeiros os proponentes que apresentarem débito com a Fazenda Pública Federal e Estadual ou que forem declarados inidôneos para contratar com a Administração Pública. obedecendo aos critérios de veiculação das logomarcas estabelecidas no Manual de Uso das Marcas do Pronac.

bem como o formulário próprio para interposição de pedido de reconsideração (Anexo II). para o endereço programaamazoniacultural@cultura. o município e a Unidade Federativa do proponente.gov.3. 10. bem como nas condições estabelecidas na Portaria MinC nº 83/2011.gov.3.3. não sendo aceito pedido apresentado por e-mail distinto. conforme Editais de Credenciamento nº 01/2009 e nº 01/2010. e a razão do indeferimento. no Brasil ou no exterior.gov.8.11 Apenas as propostas habilitadas passarão para a fase de Avaliação e Seleção deste edital.4 A pontuação final de cada projeto será igual à média da somatória dos pontos atribuídos pelos 2 (dois) avaliadores.2 Os pareceres emitidos por peritos credenciados serão validados pelo Representante Regional do MinC na Região Norte. 10. sendo um do estado de origem do projeto e um de estado distinto. 10.1 Todas as propostas inscritas no edital participarão desta fase.7 O prazo para interposição de pedido de reconsideração será de 2 (dois) dias úteis contados do dia subsequente da divulgação do resultado preliminar da fase de habilitação.5 Anexação no Sistema Salic da documentação obrigatória. 11. 11.2 Nesta etapa serão verificados o mérito. 10. quando for o caso. 10.1 Os peritos poderão alterar os valores contidos nas planilhas orçamentárias dos projetos.br). 10. pelo prazo de 02 (dois) anos após o final da vigência do respectivo projeto.cultura. 10.2. em até 30 (trinta) dias após o encerramento das inscrições.6 Adequação dos itens de despesa de acordo com os preços praticados no mercado e a exequibilidade do projeto. 10. 10. 11.br).br.3. 10.2 A análise das propostas será realizada por peritos credenciados pelo Ministério da Cultura para análise de projetos.3 Na verificação da adequação da proposta às regras e condições estabelecidas neste edital serão observados: 10.2 Preenchimento de todos os campos do formulário de inscrição. sendo desconsideradas as demais.3. 10. o município e a Unidade Federativa do proponente.5 A divulgação conterá o nome do projeto e do proponente.3. 10.4 O resultado preliminar da fase de habilitação será divulgado exclusivamente no sítio eletrônico do MinC (www. 10.6 Cada projeto será analisado por dois Comissários. 11.1 Todas as propostas habilitadas participarão desta etapa.6 Caberá pedido de reconsideração da decisão preliminar da fase de habilitação. 10.9 O resultado final da fase de habilitação será divulgado exclusivamente por meio de publicação no sítio eletrônico do Ministério da Cultura (www. 10.5 Os projetos serão analisados por Comissão de Avaliação e Seleção constituída exclusivamente para este certame.8 será analisada por peritos credenciados pelo Ministério da Cultura para análise de projetos. a ser encaminhado exclusivamente por correio eletrônico. 10.2. que possui caráter eliminatório.9.8 O pedido de reconsideração deverá ser encaminhado por meio do endereço de correio eletrônico cadastrado na candidatura. se for o caso. 10. a qualidade e a relevância da proposta aprovada na etapa de habilitação. 6 . conforme Editais de Credenciamento nº 01/2009 e nº 01/2010. FASE DE HABILITAÇÃO 10. em até 10 (dez) dias após a divulgação do resultado preliminar. 11. FASE DE AVALIAÇÃO E SELEÇÃO 11.3 A pontuação servirá como base para que a Comissão de Avaliação possa determinar a classificação dos projetos.PRONAC e passarão a ser denominadas “projetos”.7 As imagens poderão ser utilizadas pelo MinC em qualquer suporte.3 Enquadramento da proposta nas áreas culturais contempladas neste Edital. 11. bem como nas condições estabelecidas na Portaria MinC nº 83/2011.1 A interposição de pedido de reconsideração de que trata o subitem 10. receberão número de cadastro no Programa Nacional de Apoio à Cultura . 10. 10.10 A divulgação do resultado final conterá o nome do projeto e do proponente.4 Adequação da proposta a pelo menos um dos eixos discriminados no item 3 deste Edital.cultura.1 Preenchimento do formulário de inscrição diretamente no Sistema Salic.

1. 12. 12.br).14 O resultado final da fase de seleção será divulgado por meio de publicação no Diário Oficial da União e no sítio eletrônico do Ministério da Cultura (www. 12.gov.11 serão analisados pela Comissão de Avaliação e Seleção.15 A publicação informará o nome do projeto e do proponente.1 A Comissão de Avaliação e Seleção do Programa Amazônia Cultural será constituída por 2 (dois) técnicos de cada um dos estados da Região Norte e será presidida pelo Chefe da Representação Regional do MinC na Região Norte.gov.10 O prazo para interposição de pedido de reconsideração será de 2 (dois) dias úteis contados do dia subsequente da divulgação do resultado preliminar da fase de avaliação e seleção. 7 . serão convocados os requerimentos alocados em lista de espera do mesmo eixo. legais e documentais incidentes.1 Coordenar os trabalhos da Comissão.1. o valor do repasse e a razão do indeferimento. 12.serão analisados por 1 (um) técnico do Amapá e 1 (um) técnico de Acre.3.5 Compete ao presidente da Comissão de Avaliação e Seleção: 12. incluindo conhecimentos sobre a cultura da Região Norte do país. 12.3.2 Convocar e presidir as reuniões da Comissão. o município e a Unidade Federativa do proponente.6 Projetos originários de Roraima .1 Os técnicos serão agrupados da seguinte forma: 12. 11. respeitados os critérios de desempate estabelecidos.9 Caberá interposição de pedido de reconsideração da decisão preliminar da fase de avaliação e seleção.3 Projetos originários do Amazonas . 12.2 A indicação dos técnicos que comporão a Comissão ocorrerá pelos gestores públicos municipais ou estaduais do Fórum de Gestores Culturais da Região Norte. cabendo ao presidente da comissão a decisão terminativa.serão analisados por 1 (um) técnico do Acre e 1 (um) técnico de Rondônia.4 Projetos originários do Pará . para o endereço programaamazoniacultural@cultura. a pontuação obtida. por sugestão dos técnicos que comporão a Comissão. 12. em até 10 (dez) dias após a divulgação do resultado preliminar da fase de avaliação e seleção.serão analisados por 1 (um) técnico do Pará e 1 (um) técnico do Amapá.serão analisados por 1 (um) técnico do Amazonas e 1 (um) técnico do Roraima. 12. em até 20 (vinte) dias após a divulgação do resultado final da fase de habilitação. totalizando 15 membros. detalhamento da pontuação obtida.8 A publicação informará o nome do projeto e do proponente.gov.serão analisados por 1 (um) técnico de Rondônia e 1 (um) técnico do Amazonas.1. 12.1.2 Projetos originários do Amapá . mas a publicação desse ato ocorrerá no momento da divulgação do resultado final dessa fase. 11.1.5. não sendo aceito pedido apresentado por e-mail distinto.1.1.1 Projetos originários do Acre .4 A indicação dos membros da comissão de avaliação e seleção será realizada previamente à fase de avaliação e seleção. o valor do repasse e o resultado das análises. 11.1. COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E SELEÇAO 12.serão analisados por 1 (um) técnico do Tocantins e 1 (um) técnico do Pará. 11.1. 11.1.1.13 Caso haja desistência ou não cumprimento das exigências fiscais.cultura. o município e a Unidade Federativa do proponente.1.2 O agrupamento paritário dos técnicos poderá ser alterado a critério do Presidente da Comissão. detalhada por quesito. 12. 12.11.1. 11.3 Para a escolha dos integrantes da Comissão de Avaliação serão considerados os seguintes aspectos: 12. 12.5 Projetos originários de Rondônia . a ser encaminhada exclusivamente por correio eletrônico.11 A interposição de pedido de reconsideração deverá ser encaminhada por meio do endereço de correio eletrônico cadastrado na candidatura.7 O resultado preliminar da fase de avaliação e seleção será divulgado exclusivamente no sítio eletrônico do MinC (www.1 Comprovada experiência em avaliação de projetos culturais. 11. 11.serão analisados por 1 (um) técnico de Roraima e 1 (um) técnico de Tocantins.12 Caso não haja recursos suficientes para atendimento a todas as propostas selecionadas de determinado eixo. bem como disponibilizará formulário próprio para pedido de reconsideração (Anexo II).br).11.cultura.5.1 Os pedidos de reconsideração de que trata o subitem 11.1.7 Projetos originários do Tocantins . 11.1. 12. se for o caso.br.1.2 Notório saber cultural. 12. aquelas com pontuação inferior ficarão em lista de espera. 12.

Quanto ao currículo do candidato Quesito 1 Critérios de Avaliação a) Não tem experiência na cultural.1 Tenham interesse direto na matéria. colateral ou por afinidade.6 Compete aos demais Comissários: 12. Quesito 2 Critérios de Avaliação a) Histórico de realização de atividades relacionadas à área cultural de abrangência do projeto. ou com seu respectivo cônjuge ou companheiro.5. 12.1 Analisar os projetos. seminários.5.3 Estejam litigando judicial ou administrativamente com o requerente. até o terceiro grau. oficinas. ou tenham participado do grupo proponente nos últimos 2 (dois) anos.7. fóruns de cultura.1. sindicatos. 12. 12. atribuindo pontuação em observância aos critérios determinados no item 13 deste certame.3 Emitir voto de qualidade.6. c) Tempo de experiência entre 2 e 5 anos na área cultural.8 Qualquer reunião da Comissão de Avaliação e Seleção será registrada em ata e será assinada por todos os participantes. companheiro ou parente em linha reta.7. d) Tempo de experiência entre 5 e 8 anos na área cultural. 12. 12. grêmios. 12.5 2 Pontuação área Experiência cultural (anos de experiência na área cultural) b) Experiência inferior a 2 anos na área cultural. encontros e fóruns relacionados à área cultural de abrangência do projeto.6. simpósios.4 Deliberar quanto aos pedidos de reconsideração interpostos. c) Participação ativa em conselhos.6. b) Participação ativa nos últimos 3 anos em cursos. 12. que serão chamados no caso de eventuais desistências ou impedimentos dos projetos selecionados.1.2 Encaminhar à unidade gestora da seleção pública a lista de selecionados e classificados.5 1 1. quando necessário.2 Tenham participado como colaborador na elaboração da proposta. palestras. 12.4 Participar de reuniões sempre que convocado pelo MinC. Todas as candidaturas serão avaliadas e pontuadas de acordo com os seguintes quesitos: 13. cooperativas. associações.3 Analisar os pedidos de reconsideração para subsidiar a decisão do Presidente da Comissão.7.7 Os membros da comissão avaliadora ficam impedidos de avaliar projetos nos quais: 12. 12. conferências.1. ligas ou outras entidades relacionadas à área cultural de abrangência do projeto. 13. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO 13. e) Tempo de experiência superior a 8 anos na área cultural.6.12. ou se tais situações tenham ocorrido com seu respectivo cônjuge. redes. 0 ou 1 Atuação efetiva do candidato na área cultural do projeto 0 ou 1 0 ou 1 PONTUAÇÃO 0a5 8 . Pontuação 0 0.

Critério de Bonificação No intuito de fortalecer.13. Quanto aos potenciais impactos do projeto Quesito Critérios de Avaliação: a) Desdobramento: Capacidade do projeto de gerar outras ações a partir de seus resultados. retireiros. marisqueiras. pomeranos. faxinalenses. caranguejeiras. c) Fortalecimento da cultura local: Capacidade do projeto de fortalecer as expressões culturais populares da região Norte e envolver a comunidade local.1. b) Gestão: Contribuição do projeto para o aprimoramento da gestão cultural. quilombolas. modificação da paisagem natural. d) Impacto econômico: Perspectiva de desenvolvimento social e geração de renda.2 CRITÉRIOS DE BONIFICAÇÃO Quesito 1 Bônus para Tradicionais Povos Critério de Bonificação Propostas que visem o fortalecimento da cultura de povos e comunidades tradicionais. incluindo: povos indígenas. f) Impacto ambiental: Projeto prevê medidas de redução ou eliminação de seus impactos ambientais em potencial (geração de resíduos. 13. pescadores artesanais. ciganos. pública ou privada. Pontuação Pontuação 0 ou 1 0 ou 1 0 ou 1 Valorização estímulo à cultural local e produção 0 ou 1 0 ou 1 0 ou 1 0a6 0 ou 1 Quesito 2 Bônus para propostas do interior do estado Pontuação 0 ou 1 PONTUAÇÃO PONTUAÇÃO FINAL 0a2 0 a 13 13. 13. sendo arquivadas as candidaturas com nota final inferior a este total. na somatória dos pontos do subitem 13. irmandades de negros. pantaneiros.2 9 . PONTUAÇÃO 13. agroextrativistas.2.1 Em caso de empate será promovido o desempate preferindo-se o projeto que obtiver maior pontuação.2.1.2 – Quesito 1 e 13.1. quebradeiras de coco babaçu. observados os seguintes critérios de desempate: 13.3. serão bonificadas as propostas não originárias das capitais da Região Norte. agricultores tradicionais. 13. sucessivamente.1.5 pontos. ribeirinhos. seringueiros e fundos de pasto.2 A pontuação final mínima exigida para seleção será de 5. emissão de gases e ruídos). povos de terreiro.3. promover e difundir ações culturais no interior do país. geraizeiros. caiçaras. A classificação será realizada em ordem decrescente de pontuação para cada Eixo Cultural. e) Impacto social: Realização em área de vulnerabilidade ou risco social.

14. catálogos.4.1 Declaração assinada pelo proponente e.1. etc) de todos participantes do projeto.1 A documentação complementar abaixo relacionada deverá ser encaminhada pelos candidatos selecionados.6 Os documentos serão analisados pela Representação Regional Norte e.8 A documentação pessoal de integrante de comunidade indígena poderá ser substituída por carteira de identificação emitida pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) ou autorização/declaração da FUNAI.1 deste Edital.2 A documentação complementar deverá ser encaminhada pelos candidatos selecionados. quando devido.7 O Ministério da Cultura poderá solicitar complementação ou ajustes pertinentes aos documentos encaminhados.6. 15.CPF de todos participantes do projeto.3 Cópias legíveis do Cadastro de Pessoas Físicas . o projeto será desclassificado e arquivado. terá prioridade o projeto que apresentar o menor valor de repasse financeiro.15. 15.gov. 15.3 Caso o beneficiário ou representante do Gurpo Informal não possua comprovante em seu nome. 15. dentro do prazo previsto no subitem 14. 14. Não atendida a solicitação. 15. onde serão depositados os recursos.9 Os recursos financeiros serão creditados em reais na conta corrente bancária do candidato selecionado ou do representante. 13. A transferências dos recursos financeiros aos correntistas de outros bancos deverá ocorrer em conta corrente.2 Persistindo o empate. deverá ser o mesmo indicado no SALIC e no Termo de Compromisso. de 29 de agosto de 1983. FASE DE CONVOÇÃO E PAGAMENTO 14.4. 14.1. 15.RG (carteira de identidade) de todos os participantes do projeto.1. 15. 15.1 Anexos comprobatórios das informações constantes do formulário de inscrição (diplomas. 15.7. 14.1.4. 15.3 O prazo para o envio da documentação complementar será de 5 (cinco) dias úteis.fazenda.receita.1.115.7 Certidão Conjunta de Débitos Relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União emitida por meio do site: www. no caso de grupo. portfólio.3. 8. prêmios. apenas mediante cumprimento e aprovação os projetos serão encaminhados à unidade do MinC responsável pelo pagamento dos recursos financeiros.1. Caso a documentação não seja enviada dentro do prazo previsto.1. 15.1.5 O pagamento em conta poupança somente será possível nas seguintes instituições bancárias: Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.4.1.4 A convocação ocorrerá no ato de homologação do resultado final da fase de avaliação e seleção e será reforçada por meio da divulgação do resultado no sítio eletrônico do MinC e por meio de mensagem de correio eletrônico. 14.1. 15. programas de apresentações realizadas.1. pré- 10 .6 A conta bancária indicada deve ser do próprio proponente ou representante do grupo. 14.2 Comprovante de residência com vencimento anterior aos últimos três meses.br. 15. 14.4.5 Informações detalhadas sobre a documentação complementar constam do item 15.8 Somente receberão recursos os candidatos que cumprirem as obrigações relacionadas neste item. 14. o projeto será desconsiderado e arquivado. 14. por todos os integrantes. nessa ordem.11 e 8.2 Todos os proponentes dos projetos pré-aprovados serão convocados a encaminhar documentação complementar.10 O valor correspondente ao imposto de renda previsto na legislação em vigor na data do pagamento. no caso de Grupo Informal.4 Comprovante do número da conta corrente bancária e respectiva agência.4 Termo de Compromisso (Anexo III) preenchido e assinado individualmente por cada participante do projeto. DOCUMENTAÇÃO COMPLEMENTAR 15.4.4. 14. 14. deverá encaminhar declaração de residência de acordo com a Lei n. 7. material de imprensa.3.4. contados do dia subsequente à data de publicação do ato de convocação no Diário Oficial da União. que negue a ocorrência das hipóteses indicadas nos subitens 8.– Quesito 2.1 Essa solicitação poderá ocorrer uma única vez. será retido na fonte. 15.1.1 Os projetos classificados dentro das condições orçamentárias para a concessão do apoio ficarão na condição de pré-aprovados e participarão desta etapa do edital.2 Cópias legíveis do Registro Geral .

16. conforme previsto no art. 17. permitida a delegação.1 Cancelamento do projeto que ensejou o apoio objeto do edital.1. será 11 . 16. exclusivamente ao endereço: Representação Regional do Ministério da Cultura na Região Norte Avenida Gov. DVDs ou outros suportes. que serão realizadas diretamente pelo MinC.3 Em caso de necessidade de quaisquer alterações no projeto aprovado.1. 17. 16.Belém-PA 16.6.2 A execução somente poderá ser iniciada após a liberação dos recursos financeiros.4 Os demais integrantes do grupo respondem solidariamente com o representante pela não apresentação dos documentos de que trata o subitem 17. estaduais e municipais.6.Bairro Nazaré CEP 66035-100 . nos seguintes casos: 17. FASE DE COMPROVAÇÃO DA EXECUÇÃO DO OBJETO 17.6 Após a análise da prestação de contas deverá ser observado o seguinte: 17.2 Descumprimento de qualquer condição constante do edital. o representante será responsável pela prestação de contas e pelo envio da documentação descrita no subitem 17. pelo beneficiado individual ou coordenador do grupo. o beneficiado é obrigado a apresentar: 17.1. 17. ou mediante parceria com outros órgãos federais. José Malcher.1. 17. assinado.3 O candidato deverá identificar no envelope os dados do projeto contendo número do PRONAC. ou de fato cuja gravidade incorra em prejuízo ao objetivo proposto. 17.2 A documentação referente à Prestação de Contas deverá ser encaminhada exclusivamente ao endereço: Representação Regional do Ministério da Cultura na Região Norte Avenida Gov.1. 474 .6.761.3 Quando se tratar de grupo.1 O pedido justificado deverá ser encaminhado 30 (trinta) dias antes do início da previsão constante no cronograma de execução para o endereço: Representação Regional do Ministério da Cultura na Região Norte Avenida Gov.Belém-PA 15.). 17. acrescido de juros legais na forma da legislação aplicável aos débitos para com a Fazenda Nacional. 16.1. de 2006.3 Inobservância de dispositivos legais aplicáveis à concessão do apoio. 474 . 17. e 17. por suas entidades vinculadas. de inadimplência do beneficiado junto aos órgãos federais.3 Notas fiscais referentes aos itens listados na planilha orçamentária (Anexo I). 474 .4 Os projetos selecionados terão sua execução acompanhada pelo MinC. de forma a assegurar a consecução dos seus objetos e seus objetivos.6. processo e proponente 16.1.6. 8º do Decreto nº 5.6. incluindo a contrapartida. CDs. 17. ensejará a não aprovação da prestação de contas. pela execução parcial ou inexecução do projeto.6.Bairro Nazaré CEP 66035-100 .aprovados. material de imprensa etc. impreterivelmente.6. juntamente com documentação comprobatória (fotografias. o pedido justificado deverá ser submetido ao MinC. cartazes.3.4. de falsidade documental.5 A execução dos projetos poderá ser fiscalizada por meio de auditorias. que deliberará sobre o pleito.1 A execução dos projetos deverá respeitar o prazo estabelecido no subitem 2.1 Até 30 (trinta) dias após a execução do projeto. 17. em atividades não aprovadas pela Comissão de Avaliação e Seleção ou em despesas divergentes ao objeto a que se propôs. atualizado desde a data do recebimento.1 Relatório detalhado sobre a atividade realizada. para possível divulgação pelo Ministério da Cultura.1. 17. conforme o caso.5 A utilização dos recursos sem o cumprimento da atividade cultural que objetivou a concessão do benefício. José Malcher. José Malcher. em qualquer tempo. sem prejuízo da adoção das medidas administrativas e judiciais cabíveis. 17.2 O beneficiado deverá encaminhar registros de realização do projeto em fotografias.1. ou que não comprove a realização da contrapartida. 17. com exceção do objeto.6 Utilização dos recursos em atividades não previstas neste edital. vistorias in loco e demais diligências de acompanhamento. catálogos.1.1 O beneficiado restituirá o valor recebido.4 Constatação.2 O beneficiado que não cumprir com as obrigações estipuladas neste edital ou cujo relatório final de prestação de contas não for aprovado.1.Belém-PA 17.5 Não apresentação ou não aprovação da prestação de contas.Bairro Nazaré CEP 66035-100 . FASE DE EXECUÇÃO 16.

9 e 14. cabendo a decisão de inabilitar aquelas que não cumprirem quaisquer requisitos da etapa de habilitação. 18.considerado inadimplente e terá inscrição do débito decorrente na dívida ativa da União.1 Disponibilizar.13 Analisar os relatórios de cumprimento da execução do objeto. 20. OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES DO MINC 19. 20. 18. 19.2 Preencher e enviar o formulário de inscrição no sistema SalicWeb. exclusivamente ao endereço: Representação Regional do Ministério da Cultura na Região Norte Avenida Gov.1 Verificar a adequação de sua candidatura às regras e condições estabelecidas neste edital.1 A concessão do apoio financeiro não gera vínculo de qualquer natureza ou relação de trabalho com o Ministério da Cultura. 18.10 Inserir a logomarca do MinC quando houver peças promocionais da atividade produzida pelo contratado.6 e 11. nos prazos e condições estabelecidos. fiscal e tributária durante o período de vigência do edital e da execução do projeto.9 deste edital. passarão a fazer parte do cadastro do Ministério da Cultura para fins de pesquisa.9 Convocar os candidatos selecionados. 19. 474 . 18. 19. 18. 18. conforme estipulado nos subitens 14.14 Prestar informações. 19.8 Publicar no Diário Oficial da União a relação nominal dos integrantes da Comissão de Avaliação e Seleção.5 Divulgar o resultado preliminar da fase de avaliação e seleção. atender às solicitações e encaminhar eventuais documentos adicionais solicitados pelo MinC. no sítio eletrônico do MinC. devidamente assinado. nas condições estabelecidas no item 11. 18. 18. nas condições informadas no item 11. 18. 19. 19.14 deste edital.11 Informar imediatamente ao MinC sobre qualquer eventual ocorrência impeditiva para a realização de alguma atividade prevista no projeto aprovado. 19. 19.4 Anexar e encaminhar documentos eletrônicos. 19.3 Anexar e encaminhar todos os documentos obrigatórios relacionados a este edital.7 Divulgar o resultado final da fase de avaliação e seleção. documentação e mapeamento da produção cultural brasileira. 12 .7 Encaminhar pedido de reconsideração em conformidade ao estabelecido nos itens 10.6 Acompanhar as divulgações dos resultados preliminar e final da fase de avaliação e seleção.4 Submeter as candidaturas habilitadas à fase de avaliação e seleção e arquivar as demais. 18.Bairro Nazaré CEP 66035-100 .12 Prestar quaisquer informações solicitadas pelos técnicos do MinC. 19. se for o caso. 18. 18.5 Acompanhar as divulgações dos resultados preliminar e final da fase de habilitação.14 Adotar os procedimentos legais relacionados com eventual descumprimento da execução do objeto.8 e 11.2 As iniciativas inscritas. nas condições estabelecidas no item 2 do edital.2 Proceder ao exame de habilitação de todas as candidaturas inscritas. 19. 18.11 Prestar orientações e informações pertinentes ao edital. 18. no prazo estipulado. conforme estabelecido nos subitens 11.Belém-PA 18.13 Encaminhar relatório sobre a atividade cultural realizada. no ato da inscrição. selecionadas ou não.9 Realizar a atividade cultural proposta exatamente como aprovada pelo MinC.10 Analisar a documentação complementar encaminhada pelo candidato e a sua situação cadastral perante órgão do Governo Federal. independente de demais providências de natureza administrativa e judicial. OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES DO CANDIDATO 18.10.12 Proceder ao pagamento do benefício. 19. que comprovem a sua experiência em atividades culturais.3 Divulgar o resultado preliminar da fase de habilitação nas condições informadas no item 10. por meio de correio eletrônico. 19.6 Analisar todos os pedidos de reconsideração apresentados nas condições estabelecidas no edital. para o envio da documentação complementar. este edital e demais arquivos eletrônicos relacionados. de modo a resolver eventuais pendências. 19.15 Consultar sua regularidade jurídica. conforme estabelecido no item 11 do edital.8 Enviar a documentação complementar e de cumprimento do objeto nas condições estipuladas nos itens 15 e 17. DISPOSIÇÕES GERAIS 20. José Malcher.

20. 20. desde que haja disponibilidade orçamentária. cabendo ao Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura a decisão terminativa. isentando o Ministério da Cultura de qualquer responsabilidade civil ou penal.20.br.16 Todas as atividades constantes do projeto. caso seja necessário. poderá realizar ajustes no regulamento estabelecido neste edital.gov.gov. incluindo a contrapartida. HENILTON PARENTE DE MENEZES Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura MARTA SUPLICY Ministra de Estado da Cultura 13 .4 O beneficiado é obrigado a cumprir os objetivos declarados na proposta e no termo de compromisso. conforme Manual de Uso das Marcas. 20.5 Quando houver peças promocionais da atividade produzidas pelo beneficiado.10 O Ministério da Cultura. 20. 20.13 A participação neste certame implica no conhecimento e na integral concordância com as normas e com as condições estabelecidas neste edital. 20. 20. 20. 20. cabendo à unidade gestora deste edital seu arquivamento ou destruição. 20.5.12 A Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura será responsável pelas publicações de que trata este edital.8 O proponente será o único responsável pela veracidade da proposta e de eventuais documentos encaminhados.17 Este edital e todos os anexos relacionados estarão disponíveis no sítio eletrônico do MinC.11 Os casos omissos serão apurados e analisados pelo Chefe da Representação Regional do MinC na Região Norte.1 As peças promocionais deverão ter caráter educativo. 20. disponível no sítio eletrônico http://www. 20.6 É obrigatória a menção ao apoio recebido em entrevistas e outros meios de comunicação disponíveis ao beneficiado. e não poderão trazer nomes.18 Este Edital entra em vigor na data de sua publicação. 20. sendo prorrogados para o primeiro dia útil subsequente caso vençam em fins de semana. símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal. é obrigatória a inserção da logomarca do Ministério da Cultura.3 Não serão devolvidos documentos ou materiais encaminhados.7 Os prazos previstos neste edital somente se iniciam e vencem em dia normal de expediente no Ministério da Cultura.15 Informações e orientações poderão ser obtidas junto à Representação Regional do MinC na Região Norte. podendo haver alteração da data prevista para o início da execução do projeto. por meio de publicação no Diário Oficial da União e divulgação no portal http://www. 20. poderão ser fiscalizadas ou vistoriadas “in loco” por representante do Ministério da Cultura.br. 20.14 Os projetos alocados em lista de espera comporão cadastro de reserva e poderão ser apoiados pelo Ministério da Cultura. feriados nacionais ou pontos facultativos.9 O Ministério da Cultura não se responsabilizará pelo extravio de documentação decorrente de problema gerado pelos Correios ou quaisquer empresas de transporte e entrega.gov. bem como a prestar contas do apoio recebido. 20.br. pelos telefones (91) 3073-4155 / 3073-4156 e pelo e-mail programaamazoniacultural@cultura.cultura. informativo ou de orientação social.cultura.

ANEXO II – FORMULÁRIO DE PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO DADOS DO PROPONENTE Nome do candidato ou grupo proponente da candidatura: Nº da inscrição/proposta: Pronac (se houver): EIXO DE INSCRIÇÃO: Fase de Recurso: ( ) HABILITAÇÃO CPF/CNPJ: ( ) AVALIAÇÃO E SELEÇÃO FUNDAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO LOCAL E DATA: ASSINATURA: 14 .

b) Registros de realização do projeto em fotografias. 4. juntamente com documentação comprobatória (fotografias. apresentar os documentos originais necessários à instrução do processo de apoio. 12.7 do edital. apresentar a prestação de contas dos recursos recebidos do Ministério da Cultura. (NOMES DO PROPONENTE OU MEMBROS DO GRUPO INFORMAL. comprometendo-se a: 1. inserir a logomarca do Ministério da Cultura nas peças de promoção e divulgação. qualquer fato que implique a descontinuidade do projeto. acrescidos de correção monetária e juros de mora. e no processo n.6.ANEXO III . 15. _____________ residente e domiciliado(a) no endereço _____________ CEP: _____-___. 14. c) na hipótese de não utilizar os recursos financeiros concedidos ou empregá-los em atividades não previstas neste edital. contendo os seguintes documentos: a) Relatório detalhado sobre a atividade realizada. desde a data do recebimento. não transferir a terceiros as obrigações assumidas em decorrência do atendimento aos termos do edital. 13. Banco __________. assumir todas as obrigações legais decorrentes de contratações necessárias à consecução do objeto. bem como mencionar o apoio recebido em entrevistas e outros meios de comunicação disponíveis. independente de demais providências de natureza administrativa e judicial. formalmente. comunicar. (de titularidade do proponente ou do representante do Grupo Informal) a quantia de R$ x. apresentar. 7. b) na hipótese de não apresentação ou não aprovação da prestação de contas. Edital de Seleção Pública para Apoio a Projetos Culturais da Região Norte. __________. os integrantes do grupo respondem solidariamente com o representante 15 . autorizar o Ministério da Cultura a utilizar os registros de som e imagem de realização do projeto. sujeitando-se às disposições contidas na Lei n. para possível divulgação pelo Ministério da Cultura. 5. previsto no subitem 9. nos prazos que lhe forem assinalados.TERMO DE COMPROMISSO Pelo presente. quando for o caso. 8.xx. apresentando a devida prestação de contas. cabendo ao proponente prestá-la nos prazos que forem estabelecidos. ao Ministério da Cultura. 3. dentre outras penalidades legais relacionadas. 8.1 do edital. de 27 de abril de 2006. atender com presteza as solicitações do Ministério da Cultura. e) quando se tratar de grupo. declarar ciência e concordância de que: a) a utilização dos recursos sem o cumprimento da atividade cultural que objetivou a concessão. neste ato. material de imprensa etc. em até 30 (trinta) dias após o prazo estipulado para a execução do projeto. pelo proponente e/ou representante do grupo. INCLUSIVE SEU REPRESENTANTE). cartazes. datados e assinados. restituir o valor transferido. 2. ou cópias autenticadas. _____________ expedida pela _____________ inscrito(a) no CPF sob o n. conforme o caso.761. DVDs ou outros suportes. e c) Notas fiscais referentes aos itens listados na planilha orçamentária (anexo I). depósito na conta-corrente bancária n. acrescido de juros legais. incluindo a contrapartida. 01400. 11. ou ainda em despesas divergentes do objeto a que se propôs. atestar que não recebe recursos financeiros de outras fontes para a realização da mesma atividade. CDs. na forma da legislação aplicável aos débitos para com a Fazenda Nacional. recebe do Ministério da Cultura. __________. 10. catálogos. nos casos previstos no subitem 17.xxx. sem a continuidade da atividade cultural. informações ou documentos referentes. ensejará a não aprovação da prestação de contas. e. ao desenvolvimento e à conclusão das atividades aprovadas para realização do projeto. 6.). para fins de divulgação institucional sem finalidade comercial. abster-se de realizar empreendimentos resultantes do apoio que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos. no Decreto 5. caberá igualmente restituição ao Ministério da Cultura.313/91. a qualquer momento. d) o Ministério da Cultura se resguarda ao direito de. solicitar informações ou documentos adicionais necessários à análise e instrução do processo. conforme Manual de Uso das Marcas. portador(a) da cédula de identidade RG n. a título de apoio. assinado.xxxxxx/xxxx-xx. agência n. no que couber. aplicar os recursos repassados pelo Ministério da Cultura exclusivamente no objeto deste edital. 9. executar fielmente o objeto aprovado de acordo com as cláusulas pactuadas e a legislação pertinente. o beneficiado será incluído na condição de inadimplente junto ao Ministério da Cultura e estará obrigado a restituir à União os valores despendidos com o apoio financeiro.

1 do Edital. os membros do Grupo Informal. f) quando se tratar de grupo. caberá ao dirigente a responsabilidade da prestação de contas e do envio da documentação descrita no subitem 17. o representante responde como procurador de seus membros e indica ciência e concordância com a procuração dada pelos demais membros. ou dos membros do grupo. pela execução parcial ou inexecução do projeto. Brasília. Declaro ter plenos conhecimentos da legislação que dá suporte/amparo legal ao Edital de Seleção Pública para Apoio a projetos Culturais da Região Norte. devidamente identificado como tal 16 . abaixo assinados. h) no caso de apresentações baseadas em textos de terceiros. apresentar autorização do autor da obra ou da Sociedade Brasileira de Autores (SBAT). g) no caso de grupo. (Assinatura do proponente individual. comprometendo-se.pela não apresentação dos documentos de que trata o subitem 17. 16. a cumprir fielmente as estipulações do Edital de Seleção Pública para Apoio a projetos Culturais da Região Norte 17. j) por meio do presente Termo de Compromisso. ainda. i) em caso de utilização ou apresentação de obra própria. do Edital. inclusive de seu representante) Nome e CPF do proponente individual ou dos membros do grupo e de seu representante. prestar sua concordância integral e incondicional com a concessão que ora lhe é feita. “XX” de XXXX de 2013.1. constituem como seu procurador o representante abaixo indicado. apresentar documentos comprobatórios de autoria ou titularidade com firma reconhecida.

ANEXO IV – RELAÇÃO DE INTEGRANTES DA PROPOSTA Integrante 1 Nome: Idade: Currículo resumido: CPF: Atividade a ser desenvolvida no projeto: Integrante 2 Nome: Idade: Currículo resumido: CPF: Atividade a ser desenvolvida no projeto: Integrante 3 Nome: Idade: Currículo resumido: CPF: Atividade a ser desenvolvida no projeto: 17 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful