P. 1
Introdução à Segurança de Redes

Introdução à Segurança de Redes

4.75

|Views: 16,125|Likes:
Material didático de apoio ao curso Introdução à Segurnaça de Redes da Escola Superior de Redes. O curso é destinado aos profissionais com pouca prática ou de outras áreas que desejam obter noções gerais de segurança de redes. Entre os tópicos do curso, estão história e conceitos de segurança física e lógica, panorama atual da área (vulnerabilidades e tipos de ataque mais comuns, estatísticas etc.), arquitetura TCP/IP (endereçamento, serviços TCP/IP, protocolos, DNS, roteamento), criptografia e políticas e padrões de segurança da informação.
Material didático de apoio ao curso Introdução à Segurnaça de Redes da Escola Superior de Redes. O curso é destinado aos profissionais com pouca prática ou de outras áreas que desejam obter noções gerais de segurança de redes. Entre os tópicos do curso, estão história e conceitos de segurança física e lógica, panorama atual da área (vulnerabilidades e tipos de ataque mais comuns, estatísticas etc.), arquitetura TCP/IP (endereçamento, serviços TCP/IP, protocolos, DNS, roteamento), criptografia e políticas e padrões de segurança da informação.

More info:

Published by: Escola Superior de Redes on Nov 07, 2013
Copyright:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See more
See less

12/03/2015

q

1VPN é uma conexão segura através de uma rede pública ou outro tipo de

ambiente inseguro.

1Rede montada virtualmente em cima de outra rede; se pública, a internet.

1Cria túneis com protocolo de criptografa, fornecendo:

2Confdencialidade.

2Autenticação.

2Integridade.

2Garantia de privacidade na comunicação.

Internet

Rede
Privada

Laptop

Rede
Privada

Firewall + VPN

Firewall + VPN

Túnel criptografado

VPN discada

1Por que virtual? Porque não é física, não tem cabos, switches nem roteadores.

1Por que privada? Porque conecta redes e equipamentos para acesso privado e protegido.

Quando adequadamente implementados, os protocolos criptográfcos podem assegurar
comunicação segura através de redes inseguras.

Hoje, diversas empresas interligam suas bases operacionais através de uma VPN

na internet.

Um sistema de comunicação por VPN tem custo de implementação e manutenção insignif-
cante, se comparado aos antigos sistemas de comunicação física, como por exemplo Frame
Relay e ATM, que têm alto custo. Por esse motivo, muitos sistemas de comunicação estão
sendo substituídos por VPNs que, além do baixo custo, oferecem também uma alta con-
fabilidade, integridade e disponibilidade dos dados trafegados. Sistemas de comunicação
por VPN estão sendo amplamente utilizados em diversos setores, até mesmo em setores

governamentais no mundo inteiro.

Figura 7.5

Redes virtuais

privadas (VPN).

128

Introdução à Segurança de Redes

IPSEC

1Padrão para criptografa de pacotes IP no nível de rede;

1Protocolo padrão para VPN;

1RFCs: 2401, 2402, 2406 e 2408.

Há dois tipos de VPN:

1“Host to network” (estação para rede), conhecida como VPN discada;

1“Network to network” (rede para rede), conecta duas redes privadas.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->