P. 1
Graffitti

Graffitti

|Views: 7|Likes:
Published by Carol Burga

More info:

Published by: Carol Burga on Nov 11, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/11/2013

pdf

text

original

Arte da rua em Portugal: CARCAVELLOS    O Graffitti é uma expressão do arte da rua e seu desenvolvimento em Portugal tem uma história

de 25 anos. O Graffitti nasceu em 1988, na Vila de Carcavellos, Lisboa. Nesse tempo, os jovens assinaban seus nomes nas paredes do bairro. Isso era ilegal!

“Lembro-me que a primeira vez que agarrei numa lata de spray foi nos anos 80, um amigo comprou umas latas para pintar um skate, lembro-me que assinamos no nosso prédio, o que soube bem talvez por ser ilegal, muito longe da era da internet ou revistas de graff, nunca imaginei que existisse algo como o “Graffiti”, naquela altura foi o instinto e não voltei a fazê-lo durante anos. Saí da escola aos 15 anos e fui trabalhar com o meu pai para uma oficina de mobiliário, nos tempos livres sempre tive aquele gosto pelo desenho.” ODEITH  Nos últimos anos, a crise económica e social gerou um reaparecimento das pinturas políticas de rua, mas realizadas por autores que não pertenecem aos partidos. Nos últimos tempos, os muráis urbanos de intervenção tem vindo a multiplicar-se em Lisboa. Também os governos das ciudades convidam os artistas para pintar prédios abandonados Alguns dos nomes famossos no graffitti portugués são: Nomem, Odeith e Vhils. Eles também trabalham com artistas de outros países como Os Gemeos do Brasil, e realizam trabalhos em outros países como a India.

 

NOMEM  Um jovem chamado Nomem que nasceu em Angola (1974) foi criado em Carcavellos e foi iniciado no arte de rua em 1989, inspirado pelo o que os outros adolescentes faziam.

Os artistas de rua Nomen. As cores que Nomem usa são brilhantes e expressam felicidade: azul. . mais ele foi capaz de desenvolver seus propios stilos inspirados nas letras e tópicos tradicionais do Nova Lorque. “A lei do mais forte” e “Pray for Portugal” “Pray for Portugal” é uma crítica política dirigida aos políticos corruptos do país.   A Lei do mais forte mostra ao primeiro-ministro num cenário do Velho Oeste. Slap e Kurtz fazem crítica política direita. graffitti em 3D. Seu trabalho: a protesta política   O Nomen está fazendo paredes com mensagens políticos que estão atraendo muita atencão dos meios da comunicacão em Portugal e no mundo enteiro. O nomem foi eleito um dos 100 artistas mais representativos da cultura Portuguêsa por ser um pioneiro do arte da rua.     Nomem é um autodidata. de armas em punho. com a frase "A lei do mais forte". ele e seus amigos fizeram alguns trabalhos de protesta política como: “As marionetas da Angela Merkel”. Agora ele inspira muitos jovens em Portugal e outros paises. Recentemente. Ele também é considerado internacionalmente como um dos 25 melhores artistas da rua do mundo. amarelo. ele jamais foi á escola de arte. laranja e muitos outros. verde pistacho. personagens e ilustrações.

 Na obra “As marionetas de Merkel”. Assim. “Os Gêmeos” do Brasil e “Blu SAM” de Italia e  . Projetos do graffitti nas ciudades  Agora. é possível ver a chanceler Angela Merkel a segurar os fios das marionetas de Pedro Passos Coelho e de Paulo Portas. A "nossa" dívida continua a aumentar!" A chanceler visitou Lisboa no dia 12 de novembro de 2012. tendo mesmo escrito a frase "Este mural foi realizado sem ajuda externa" na sua obra. num local considerado "legal" desde 1995. Ao lado. o meio ambiente e a história e a vida nas ciudades. o graffitti do Lisboa é considerado um das melhoreres do mundo. em cima de um palco. O mural foi pintado nos dias 20 e 21 de outubro junto às Amoreiras. Se vocês vão para Lisboa. Os três artistas não contaram com qualquer apoio para o fazer. lê-se "Quanto tempo mais querem ficar a assistir a este show. Há tres anos (2010) o governo da cidade de Lisboa convidou aos artistas de rua para participar no projeto “Cronos”. poderam apreciar graffittis maravilhosos com menssagems profundos acerca do sistema económico.

Eles criaram uma ilustracao enorme em prédios velhos de varios pisos. Um deles mostra um homem gordo (que representa as grandes companhías) bebemdo o petróleo da Amazonia com uma palhina.    Espanha pintaram ums prédios abandonados no coração do área financiera do Lisboa. . o graffiti no Lisboa expressa o desejo dos jovems de fazer um mundo mais justo. Sem dúvida. na Avenida Fontes Pereira de Melo. No outro lado do predio há um joven que tem uma pedra numa mao o um home de negocios na outra mao. O graffitti é uma critica ao sistema internacional das corporacaoes que ganham dinheiro acabando os recursos naturais. A ideia foi de embelecer os prédios abandonados na rua. No seu hoodie pode-se ler: “Eu amo vandalismo”.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->