You are on page 1of 1

I., meu prezado I... Seu estgio foi muito bom.

Recebi vrios elogios e vi voc atuando bem, srio sem ser zangado, alegre sem ser leviano. Correto. Equilibrado. Sbio. Seu modo de trabal ar em sala, eu con e!o bem. Embora n"o o ten a visto #foi uma pena...$ atuando diretamente na sala de aula, vi voc a%udando o &rcio ' atendendo grupos. (oc precisa de mais e)perincia, mais e)erc*cios de fazer. +osso convid,lo, para ser meu monitor em uma disciplina no pr-)imo semestre. &as n"o ser como no semestre retrasado. Ser para me acompan ar, ver, pensar... (oc tem empatia ' capacidade de se colocar no lugar do outro, de tal forma que consegue saber que tipo de racioc*nio o outro est fazendo para aprender, que dificuldades surgem na rela!"o entre o que ele traz de con ecimento prvio e o que se ensina. Isto a%uda muito. E deve ser e)ercitado conscientemente, n"o apenas ser usado na intui!"o. (oc tambm provoca um sentimento de acol imento de voc pelo outro. +ela gentileza, pela simplicidade. E)plore isto. .osto muito de uma caracter*stica sua/ voc escreve descrevendo e refletindo. Isto l e d o poder de pensar mel or, sistematizar con ecimentos e e)p0,los. Isto um bom atributo de ser professor. 1"o gostei de seu portf-lio. Ele dei)a a dese%ar nas refle)2es e anlises. 3 4obia foi um an5ncio. E parou ali. Evidentemente que n"o ousei esperar s- te)tos como aquele. &as, refle)2es e anlises, sim. 6e que adiantam te)tos, se voc n"o faz uso deles7 &as, isso n"o tira seu bril o. (oc um e)celente aluno. (oc sabe o que respeito e autonomia. (oc busca o con ecimento. 3ssim, parabns8 +rof. &arisa