You are on page 1of 2

Universidade Veiga de Almeida

Graduação em Enfermagem
Enfermagem Saúde do Adulto/Idoso
Aluna: Adriana Bruno Matrícula: 2007130690

Prescrição de enfermagem no pré e pós-operatório

▪Pré-operatório mediato
-Educar e orientar a paciente quanto à cirurgia a ser realizada e suas possíveis
complicações;
-Orientar quanto à dor, náuseas e vômitos;
-Orientar o paciente sobre tubo traqueal, CNG, CVD, drenos, descrição do CC, equipe
cirúrgica, etc;
-Orientar quanto a realização de exercícios de respiração profunda, duas vezes ao dia e
estimular exercícios de tosse.

▪Pré-operatório imediato
-Manter o paciente em jejum por pelo menos oito horas antes da cirurgia;
-Realizar clister para promover esvaziamento intestinal;
-Realizar a higiene corporal e oral;
-Higienizar o abdome da paciente com sabão germicida;
-Remover prótese dentária, lente de contato, jóias, esmalte, maquiagem;
-Estimular a paciente a promover o esvaziamento da bexiga;
-Verificar e registrar sinais vitais;
-Verificar prontuário. Exames, consentimento informado, prescrição, registros de
enfermagem e encaminhamento junto com a paciente;
-Administrar medicamentos pré-anestésicos prescritos;
-Manter a paciente no leito, com as grades elevadas;
-Manter ambiente silencioso para promover relaxamento;
-Vestir a paciente.
-Providenciar limpeza e arrumação da unidade

▪Pós-operatório imediato
-Providenciar o leito e prepará-lo para receber a paciente;
-Manter a paciente sem travesseiro nas primeiras vinte e quatro horas;
-Verificar sinais vitais de 15 em 15 minutos na primeira hora, 30 em 30 na segunda e 1 em
1 a partir da terceira hora;
-Manter o paciente aquecido com cobertor;
-Avaliar o nível de consciência;
-Fazer movimentos passivos nos MMII de hora em hora até passarem os efeitos
anestésicos;
-Observar sinais de hipovolemia;
-Verificar permeabilidade do acesso venoso e da sonda nasogástrica.
▪Pós-operatório mediato
-Orientar paciente quanto ao pós-operatório;
-Controlar a dor e desconforto;
-Auscultar ruídos hidroaéreos a cada 8 horas, para avaliar o retorno da atividade intestinal
normal;
-Verificar permeabilidade do acesso venoso;
-Administrar medicação conforme a prescrição;
-Verificar curativo cirúrgico, e em caso de sangramento, comunicar o cirurgião;
-Promover o alívio da dor;
-Iniciar a alimentação oral após o retorno do peristaltismo observar e anotar a aceitação;
-Orientar o paciente a não sentar por longos períodos para prevenir o aumento da pressão
intra-abdominal;
-Estimular a ingestão hídrica;
-Estimular os exercícios respiratórios;