Poesia em duas partes – Do Amor Profundo e Da Maldição (Martha Kiev

)

Do Amor Profundo

Eu lhe desejo um amor profundo. Que um raio lhe atravesse o peito. Que um amor avassalador lhe atinja o coração em cheio. Que nesse arroubo fantástico seus pés se elevem do chão, que seus olhos se fechem em glória e que seu amor se pinte em mil cores mágicas em suas pálbebras cerradas. Que cada gesto seu movimente e inspire os perfumes dos mais longíquos cantos do mundo, lhe envolvendo a alma num calor declarado de amor. Que cada melodia perdida lhe arrebate para onde seu amor está, e lhe inspire a mais terna das alegrias. Que não coma, não beba e não durma sem que seu pensamento não viaje para lá. Que a noite venha e lhe traga a visita incorpórea da mais doce fantasia. E que seus sonhos lhe satisfaçam... E que cada dia se some a outro, e a mais outro, e a mais outro, e a mais outro, nutrindo a esperança infinita de que acolherá seu amor em seus braços...

Da Maldição

E que seu lindo e verdadeiro amor seja inoportuna e estupidamente desperdiçado por quem ama. Que se inicie sua maldição.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful