You are on page 1of 13

Salve-me

(Poema de Terri Onorato)


Salve-me não apenas com suas mãos,
mas também com seu coração.

Eu responderei a você.
Salve-me não só por pena, mas por
amor. Eu vou amar você de volta.
Salve-me não com arrogância, mas
com compaixão.

Eu aprenderei o que você ensina.


Salve-me não
por causa do
meu passado,
mas por causa
do meu futuro.
Eu vou ficar
tranqüilo e
contente.
Salve-me não simplesmente para me
socorrer, mas para me dar uma nova
vida.

Eu vou valorizar seu presente.


Salve-me não apenas com mão firme,
mas com tolerância
S e paciência.

Eu vou agradar você.


Salve-me não
apenas por causa
de quem eu sou,
mas tendo em
vista quem eu vou
me tornar. Eu vou
crescer e
amadurecer.
Salve-me não
para se tornar
respeitado
pelos outros,
mas porque
você me quer.
Eu nunca vou
deixar você pra
baixo.
Salve-me não com uma agenda
escondida,
mas com um
desejo de me
ensinar a
confiar.

Eu vou ser leal e verdadeiro.


Salve-me não para ser acorrentado
ou para brigar, mas para ser seu
companheiro.

Eu ficarei a seu lado.


Salve-me não
para substituir
alguém que você
perdeu, mas para
confortar seu
espírito. Eu vou
tratar você com
carinho.
Salve-me não
para ser seu
animal de
estimação, mas
para ser seu
amigo. Eu lhe
darei meu
amor infinito.
Wilma Santos
24/01/06
Texto de Terri Onorato
(tradução de Clarice Villac)
Música: Andre Rieu – Song
To the moon