mOrrO

Tudo começou com a bagunça!
E era bonita. Morando no Rio de Janeiro, cidade rodeada de caos, favelas e na qual ,apesar disso tudo, as coisas dão certo, existe uma funcionalidade apesar disso tudo. E como incorporar essa bagunça a um projeto, como criar em cima disso ? Talvez mais importante, como fazê-lo social e ecologicamente relevante e ainda inspirar uma visão crítica? Levar essa discussão pra dentro de casa? E aqui está o Morro. Feito de restos de espumas de móveis tradicionais, utilizando retalhos de tecidos no estofamento (com o auxílio de cooperativas de costureiras em favelas) diversos cubos coloridos se fixam numa estrutura simples com o auxílio de velcro.

i
e
MOrrinho

Os Cubos
Tanto no Morro quanto no Morrinho, os cubos são produzidos de modo semi-artesanal por costureiras comunitárias, se utilizando de restos de espuma cortada.Essas são então encobertas de tecidos com texturas e cores diversas, possibilitando infinitas combinações de cores, sendo inclusive possível se encomendar cubos em tecidos específicos, de acordo com o seu gosto. Na face inferior do cubo se encontram duas tiras de velcro, que prendem os cubos ao corpo do seu móvel. O uso do velcro possibilita que os cubos sejam posicionados de acordo com o seu gosto. Hoje você quer o seu morrinho azul em cima e verde embaixo? Tudo bem. é Só tirar e botar novamente. O velcro selecionado tem a pressão correta para que se possa tirar os cubos mas que eles não saiam sem querer. Além da beleza, os cubos removíveis permitem que eles sejam lavados separadamente. Uma fenda entre as tiras de velcro facilitam a tarefa, sendo possível tirar a espuma e lavar apenas a capinha.

e

velcro

As Cores
O uso do velcro possibilita uma versatilidade impressionante. Quer um sofá só com tons de azul? Tem! Quer um lado verde e outro rosa? Pode! Quer fazer pixel art no seu Morro? Faz!

O Morro é um sofá modular. Seu módulo básico (aí do lado) forma uma semi-elipse (existe isso?). Pondo-se um de costas para o outro, tem-se um sofá eliptico, adequado a salões grandes ou lounges, como você pode ver abaixo. A estrutura do Morro é feita de madeira de reflorestamento.

Posto um de costas pra o outro, o Morro comporta confortavelmente até 8 pessoas

Retrô!!!
Infinitas possibilidades de personalização. Por exemplo, pixel Art. Pra você que não resiste à tentação de dar sua própria cara à sua casa. Mário? Que Mario?

O Morrinho surgiu de um desejo de simplificar ainda mais o Morro, sem perder a brincadeira inerente a este. A estrutura foi simplificada ao extremo, como você pode ver mais adiante.

70 cm

40 cm A mesma versatilidade do Morro é encontrada no Morrinho. Infinitas cores e diferentes arranjos. E do tamanho da sua casa.

O Segredo
Ao contrário do Morro que, pelo seu tamanho, se utiliza de uma estrutura mais convencional de madeirade reflorestamento, o Morrinho leva a simplificação da estrutura e a preocupação ecológica ao extremo. Sua estrutura é composta de dois pneus usados empilhados. Mais simples impossível. Uma capa de tecido especial (aonde os velcro dos cubos se prende) envolve os pneus, podendo ser removida e lavada normalmente caso seja necessário. O Morrinho é vendido com pneus devidamente higienizados.

O Lançamento
Em Agosto, com pompa e circunstância (leia-se cerveja e pipoca), aconteceu o lançamento oficial do Morro e do Morrinho na loja Novo Desenho, no MAM, Rio de Janeiro. Aliás, ambos se encontram à venda na loja, vale a pena a visita! Ela fica no térreo do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro MAM/RJ Av. Infante Dom Henrique, 85 Aterro do Flamengo - Glória Rio de Janeiro-RJ - Brasil Telefones +55 (21) 2524.2291 +55 (21) 2524.2290 loja@novodesenho.com.br

www.designdequinta.blogspot.com
Marcelo Damm, Rafael Roldão e Renato Mosci
O deQuinta é composto por

Master your semester with Scribd & The New York Times

Special offer for students: Only $4.99/month.

Master your semester with Scribd & The New York Times

Cancel anytime.