You are on page 1of 9

E-1

São conhecidas os parâmetros de dois metais Aço 4b e Alumínio 4d, de acordo com a Tabela 1. Pergunta-se:
1) Qual é a variação (incremento ou diminuição) da resistência mecânica (limite de escoamento) nos metais 4.b e 4.d a uma
temperatura de 400 e 600º C (considere uma taxa de carregamento de 1s
-1
)?

2) Qual é o metal mais sensível a uma mudança da taxa de deformação (por exemplo de 10
-3
s
-1
para 10 s
-1
) ? Quantifique a
sua resposta:

Metal 4b Aço Metal 4d Alumínio
Y
0
a Y
0
a
400°C 368 0,01 75 0,08
600°C 300 0,05 15 0,15






a
c
0
Y = Y
E-1) Dados que um material obedece a relação
o
=12950
c
0,45
(kgf/cm
2
) e que um CDP deste
material com diâmetro 1,5 cm será ensaiado em tração simples, escolher que é a escala mais
conveniente para o teste.
a) 10 ton
b) 15 ton
c) 5 ton
d) 30 ton
e) não existe condições para o cálculo






E-2 Considere o ensaio de tração uniaxial de um CDP de uma liga de Magnésio com um diâmetro inicial D0 = 12mm e um
comprimento de referência inicial L
0
= 30mm. Durante o ensaio foram registrados os seguintes valores de força e deslocamento:

Força F
(kN)
Deslocamento ΔL
(mm)
0 0,0000
5 0,0296
10 0,0592
15 0,0888
20 0,15
25 0,51
26.5 0,90
27 (força máxima) 1,50
26.5 2,10
25 (fratura) 2,79

Após fratura o CDP mede 32.61 mm e o seu diâmetro é igual a 11.74 mm.
a) Proceda à representação gráfica da evolução força-deslocamento e tensão nominal-extensão nominal.
b) b) Determine a tensão limite convencional de elasticidade a 0.2%, (σ
0,2
) .
c) Determine a tensão (engenharia) de ruptura.
d) Determine o módulo de elasticidade da liga de Magnésio.
e) Determine a extensão de engenharia após fratura.
f) Indique a tensão de engenharia na fratura.
g) Determine a tensão verdadeira na fratura.




E-3
Considere um processo de laminação a frio de uma chapa de liga à base de cobre. Neste
processo é necessário o controle sobre as dimensões e propriedades mecânicas do produto da
laminação. Para uma liga à base de cobre (em estado de recozimento) vale a relação:

( ) ( ) MPa Y
5 , 0
. 260c c =

onde Y é a tensão de escoamento após uma deformação verdadeira, c, definida pela expressão:
f
h
h
0
ln = c
sendo h
0
e h
f
as espessuras inicial e final em um passe de laminação. Considere que a espessura
inicial da chapa seja de 3 mm.

a) Estime a tensão de escoamento resultante de uma deformação verdadeira de 15%, bem como
a espessura da chapa obtida na saída do laminador.
b) Descreva um procedimento adequado para que se obtenha o produto final com espessura de
1,5 mm e tensão de escoamento de 120 MPa.
c) Qual dos produtos laminados seguintes (A ou B) apresentará menor temperatura de início de
recristalização? Justifique sua resposta.

(A) h
0
= 3 mm e h
f
= 1,8 mm
(B) h
0
= 3 mm e h
f
= 2,2 mm

E -4
Um corpo de prova de tração cilíndrico de 12mm de diâmetro e base de medida de 50mm apresentou, sob teste, uma carga
máxima de 8,1t e fraturou-se a 6,8t. O diâmetro mínimo da fratura foi de 8mm.
a) Qual foi o limite de resistência a tração obtido para o material?
b) Qual seria a máxima tensão de fratura verdadeira do material ?
c) Qual a deformação real do material neste ensaio ?


E - 5
Um CDP com 13 mm de diâmetro e um comprimento inicial de referência igual a 50 mm é submetido a uma carga uniaxial de
tração igual a 50000 N. Admitindo que a deformação plástica resultante da aplicação de carga é uniforme e que o comprimento de
referência em carga é igual a 64 mm determine:
a) A tensão e a deformação de engenharia.
b) A tensão e a deformação verdadeiras
c) O diâmetro do CDP em carga.

E-6
Um corpo de prova de um material que obedece o =100.000c
0,30
psi sofreu uma deformação de engenharia permanente de 15%.
Qual é a deformação de engenharia adicional que se pode dar ao CDP antes de começar a estricção?



E-7 Dois CDPs de dois metais, são ensaiados simultaneamente, cujas equações de Hollomon são dadas por:
29 , 0
. 77c o = ;
12 , 0
. 170c o = kpsi, assim pergunta-se:
a) Qual deve ser a relação dos diâmetros d
1
e d
2
para que o conjunto de barras atinja a instabilidade simultaneamente?
b) Se d
02
=0,5”, qual o valor da carga neste instante?
c) Qual deverá ser o comprimento de cada CDP neste instante?



E-8 Durante o ensaio de caracterização mecânica de uma liga de Alumínio foram registrados os seguintes valores de tensão e
extensão nominais:

Tensão Nominal (MPa) Deformação nominal
298 0,010
348 0,040


Estes valores estão dentro do regime plástico e a tensão de ruptura da liga de Alumínio é igual a 320 MPa.
A)Determine a equação tensão-deformação de Holloman
B)Calcule o valor da tensão verdadeira que corresponde a uma deformação nominal de 0,06.
C)Calcule o valor da tensão nominal que corresponde a uma deformação nominal igual a 0,06.
D)Calcule a tensão máxima nominal
Nota.: Nominal = Engenharia

E-9 Considere o ensaio de tracção uniaxial de um provete de uma liga de Magnésio com um diâmetro inicial D0 = 12mm e um
comprimento de referência inicial L
0
= 30 mm. Durante o ensaio foram registrados os seguintes valores de força e deslocamento:

Força F (kN) Deslocamento ΔL (mm)
0 0,0000
5 0,0296
10 0,0592
15 0,0888
20 0,1500
25 0,5100
26,5 0,90
27 (força máxima) 1,50
26,5 2,10
25 (Fratura) 2,79

Após fratura o CDP mede 32.61 mm e o seu diâmetro é igual a 11.74 mm.
a) Proceda à representação gráfica da evolução força-deslocamento e tensão
de engenharia-deformação nominal.
b) Determine a tensão de escoamento a 0.2%, (σ
0,2
). Graficamente
c) Determine a tensão (nominal) de ruptura.
d) Determine o módulo de elasticidade da liga de Magnésio.
e) Determine a extensão nominal após fratura.
f) Determine o coeficiente de estricção (ou redução de área).
G Indique a tensão nominal na fratura.
h) Determine a tensão verdadeira na fratura.
i) Determine o módulo de resiliência.

E-10 Para a trefilação a frio de um arame de aço com seção transversal circular foi utilizada a montagem esquematicamente
apresentada na figura abaixo.

A força F traciona o arame forçando a sua passagem pela fieira e reduzindo seu diâmetro inicial de D para o diâmetro final d. A
fieira utilizada é de carboneto de tungstênio sinterizado com semi-ângulo o de 10°. O processo é realizado com lubrificação de
forma a minimizar o atrito. O cálculo da tensão necessária para deformar o arame pode ser feito, como primeira aproximação, a
partir da seguinte expressão:
|
.
|

\
|
=
d
D
ln 2
0
o o
sendo o
0
a tensão de escoamento do material. A expressão anterior supõe que o metal não sofre encruamento durante a
deformação e considera desprezível a influência do atrito.
a) Supondo um diâmetro inicial de 3 mm e um diâmetro final de 2 mm, calcule a tensão e a força F necessárias para realizar a
trefilação de um arame de aço com tensão de escoamento de 300 MPa.
b) Determine a maior relação entre o diâmetro inicial e o diâmetro final (D/d) de modo a evitar que o arame sofra deformação
plástica após a passagem pela fieira, ou seja, para evitar que haja deformação permanente no metal já trefilado.
RESOLUÇÕES

2) RESOLUÇÃO

a) Calcula-se o utilizando a expressão:

Área do arame trefilado:


Esforço F necessário:

A condição mínima da tensão externa a ser aplicada que deve ser satisfeita é: o= o
0

65 , 1
1 ln 2 ln 2
2
1
0 0
=
= ¬ = |
.
|

\
|
¬ = |
.
|

\
|
=
d
D
e
d
D
d
D
d
D
o o o




E-11 Pode-se modelar o encruamento através da equação de Swift, normalmente utilizamos Holomon, esta equação é expressa
por:

n
K ) (
0
c c o + =

K é o coeficiente de resistência do metal, n é o coeficiente de encruamento e c
0
é deformação verdadeira ou de engenharia no
ponto de escoamento (até este ponto as curvas verdadeira e de engenharia são iguais) quando se utiliza a equação de Holomon,
tem-se no ponto de carga máxima ou estricção c = n , para o modelo de Swift tem-se
0
c c ÷ = n . Tem-se um metal cuja equação de
encruamento é dada por: ( ) MPa
35 , 0
) 2 , 0 ( 600 c o + = , sendo assim pede-se:

a) O coeficiente de resistência do material
b) O coeficiente de encruamento do material
c) A deformação verdadeira para o ponto de carga máxima.
d) A tensão verdadeira para o ponto de carga máxima.
e) O limite de resistência a tração do material