You are on page 1of 1

CONTRA EGUN

CONTRA EGUN Dentro de todos os rituais do candomblé ele está presente e sua importância é imensa nos preceitos. Mas o !ue é contra e"um# $ um utilitário tran%ado a partir da pal&a da costa. 'e"undo os mais anti"os ele pertence a Obalua() e ser*e para a+astar esp,ritos desencarnados da pessoa !ue está passando pela obri"a%-o. $ de "rande si"ni+icado pois com suas re.as e posteriormente com sua imanta%-o atra*és de determinados ban&os ele n-o permite de +orma al"uma !ue esp,ritos de mortos se apro/imem de !uem os está usando. De*emos utili.ar os contra e"uns mesmo depois de nossos preceitos cumpridos e sempre !ue +ormos a al"um lu"ar in+estados de ener"ias ne"ati*as 0E/1 Cemitérios &ospitais pres,dios ou !ual!uer lu"ar !ue *c sinta a necessidade.2 Al"umas pessoas ale"am !ue contra e"um pode ser utili.ado nos bra%os nas pernas ou na cintura mas isso é um erro. O contra e"um somente é utili.ado nos bra%os o !ue se usa nas pernas tem outro nome assim como o !ue se usa na cintura. Nas pernas usamos o O3AC4OR5 !ue também pertence a Obalua() e nesse utili.a6se um "ui.o preso pois seu barul&o espanta os e"uns. 7á na cintura usa6se o cord-o umbilical 0umbi"ueira2 !ue representa a li"a%-o direta do iniciado com seu Ori/á. $ importante lembrarmos !ue ao usarmos os contra e"uns nem mesmo Caboclos 3retos 8el&os ou outra entidade !ual!uer se apro/ima de n9s muito menos se incorporam pois apesar de serem esp,ritos iluminados tbm s-o e"uns. E"un é o nome dado : todo espirito !ue passou pela carne sendo iluminado ou n-o. Mas na min&a concep%-o é claro !ue o ato de se usar ;contre"un; é e/tremamente e+iciente e direcionado para esp,ritos ne+astos com um "ráu espiritual i"ual ou abai/o do nosso. 3ois eu n-o creio !ue o contre"um por mais imantado e re.ado !ue se<a impediria !ual!uer esp,rito de "ráu ele*ado a incorporar em um médium e +a.er o bem caso &a<a uma +orte necessidade.