P. 1
Satanismo No Vaticano

Satanismo No Vaticano

|Views: 502|Likes:
Published by T
De 4 folhas deste doc - so uma entrou. Interessados mandar seu email para poder receber doc inteiro.
De 4 folhas deste doc - so uma entrou. Interessados mandar seu email para poder receber doc inteiro.

More info:

Published by: T on Sep 28, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/14/2013

pdf

text

original

Satanismo no Vaticano?

Uma ostensiva adoração a Satanás tem-se tornado comum dentro da ICR (Igreja Católica Romana). Em Apocalipse 13:4, lemos o seguinte: “E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?” A Bíblia diz, no Livro de Salmos (32:7), que “Um abismo chama outro abismo”. A ICR foi fundada oficialmente em 314, d.C., com o rótulo de cristã, pelo imperador pagão Constantino e o bispo cristão apóstata, Silvestre (que na linha dos “sucessores de Pedro” ocupa a segunda cadeira, de 314 a 335). Essa “igreja” foi constituída numa ecumênica mistura religiosa de cristianismo, judaísmo e paganismo. Como a história se repete, o Ecumenismo trouxe de volta todas as características dos primeiros tempos do cristianismo apóstata, com o Concílio Vaticano II. A partir do mesmo, alguns membros da alta hierarquia católica têm avançado muito além da perversão dos falsos dogmas da ICR, dedicando-se, de corpo e alma, à adoração do “príncipe das trevas”. Segundo informações de algumas confiáveis testemunhas, Satanás tem penetrado em todos os corredores do Vaticano, até mesmo na Catedral de São Pedro. Muitos padres e bispos têm feito pactos de lealdade ao Diabo, assinando esses pactos com o próprio sangue. E essas acusações não têm partido de escritores ou jornalistas protestantes, desejosos de detonar a ICR, mas de altos prelados do próprio Vaticano. Dizem eles que o satanismo já atingiu um grau tão elevado dentro da ICR, que até mesmo o papado já foi contaminado pelo mesmo e que muitos padres e freiras nos USA - e em todo o mundo - têm feito os seus pactos “hemoplásticos”, como no caso das freiras enclausuradas, que assinam pactos de sangue em obediência aos padres e madres superiores. Beatles Durante a Idade Média, muitas cristãos e judeus inocentes foram queimados na fogueira, sob a acusação de feitiçaria. Um desses casos foi o da francesa Joana d'Arc, acusada de feitiçaria, queimada e mais tarde canonizada pela Igreja “infalível”. Na década de 1990, o ex-padre jesuíta Malachi Martin, falecido em 27/07/1999 em Nova York, expôs uma arrasadora crítica à ICR, instituição da qual ele se desligou desiludido, após ter ali permanecido por 10 anos. Durante seis anos (1958-1964) Martin esteve pesquisando a escabrosa história da ICR, dentro do Vaticano, e após ter-se desligado da mesma, ele escreveu e publicou alguns livros em Nova York, sendo um dos mais contundentes o “Hostage to the Devil” (Refém do Diabo). Nesse livro Martin faz declarações deste quilate: “Sim, é verdade. Lúcifer foi entronizado dentro da ICR”. Quando entrevistado pela revista “Fatima Crussader”, Martin confirmou essa declaração, expressando tristeza e amargura ao constatar que a ICR, da qual fazia parte há tantos anos, tornou-se moralmente decadente e espiritualmente réproba, a partir dos anos 1960.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->