You are on page 1of 3
CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL Gabinete do Deputado Distrital Dr. Charles Projeto de Lei n° a 62/2007 —<(Depiifatio Dr. Charles) ‘Obriga—4 os shopping centers @ estabelecimentos similares, em todo 0 Distrito Federal, a fornecer cadeiras de rodas para pessoas portadoras de deficiéncia e para idosos. A CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL decreta: Artigo 1° - Fica obrigatério o fornecimento de cadeiras de rodas para pessoas portadoras de deficiéncia e idosos, pelos ‘shopping centers’ e estabelecimentos similares, em todo 0 Distrito Federal. Artigo 2° - O fornecimento das cadeiras de rodas referido no art. 4° serd gratuito, sem qualquer énus para o usuario, cabendo exclusivamente aos estabelecimentos comerciais mencionados 0 fornecimento e a manutengdo das mesmas, em perfeitas condigdes de uso. Artigo 3° - Os estabelecimentos referidos no artigo 4° desta Lei deverao afixar em suas dependéncias internas, inclusive nas garagens, cartazes ou placas indicativas dos locais onde as cadeiras de rodas se encontram disponiveis aos usuarios. Artigo 4° - O estabelecimento que violar 0 previsto nesta lei incorreré em multa didria no valor de 500 UFIRs pce: TEGISLATIVO 6212 0, PROTOCOL pb ve. Fis, N.°. -CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL Gabinete do Deputado Distrital Dr. Charles Artigo 5° - O Poder Executivo regulamentara esta lei no prazo de 90 (noventa) dias, disciplinando qual o 6rga0 competente para a aplicagdo da multa prevista no artigo anterior. Artigo 6° - Esta lei entra em vigor na data de sua publicagao, revogadas as disposig6es em contrario. JUSTIFICATIVA A realidade contemporanea deixa claro que os shopping centers nao séo mais um simples centro de compras, convertendo-se em complexos de lazer onde as familias encontram diversao e€ entretenimento. Os deficientes fisicos e idosos nao tem a mesma facilidade de locomogao das pessoas normais ou jovens. Passear com a familia, ‘ou mesmo sozinhos, nos shoppings centers é tarefa praticamente impossivel em meio a multidao que geralmente freqlenta esses locais. O que acontece na pratica 6 que idosos e deficientes sao obrigados a se privar dessa oportunidade de divertimento e convivio social devido as suas restrigées de locomogéio. Nada mais justo que os centros comerciais disponibilizem cadeiras de roda, garantindo o direito constitucional de ir e vir dessa parcela da populagdo. Nao se trata, absolutamente, de privilégio ou de paternalismo. E certo que para a concretizagao do principio da igualdade, € necessario que haja tratamento diferenciado, de acordo com as peculiaridades de cada ser humano. 1. lo = E FI Be G, 3 ba PROTOCOLO , -CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL Gabinete do Deputado Distrital Dr. Charles Ante todo exposto, é de grande relevancia que os shoppings centers assumam a missdo de propiciar 0 acesso de deficientes fisicos e idosos aos seus recintos. Conto, para que essa proposta se concretize, com a anuéncia dos nobres pares. Sala das Sessées, Dr. ye Deputado Distrital no63 70 e = E be 2 mg g 3 S 3 2 & 2 = a