You are on page 1of 2
avowurla 48 Plonitlo GABINETE PARLAMENTAR DEPUTADO CRISTIANO ARAUIO PL 86/2007 PROJETO DE LEI N° ' 6 Deputado CRISTIANO ARAUJO) CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL Incentiva a doago de érgdos no Ambito do Distrito Federal e dé outras providéncias. A CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL DECRETA: Art. 1° Os doadores de érgdos ficam dispensados do pagamento das taxas de veldrio e sepultamento nos cemitérios do Distrito Federal. § 1° Fara jus a dispensa as pessoas que doaram os érgaios em vida ou apés a morte. § 2° A doaco deverd atender a clientela do Sistema de Satide do Distrito Federal. Art, 3°, Esta Lei entra em vigor na data de sua publicaciio. Art. 4°. Revogam-se as disposigdes em contrério. JUSTIFICA A presente proposta tem por objetivo apresentar uma alternativa para o incentivo a captacao de érgaos. TpROTOCOLO LEGISLATIVO ZN aE fee Nesta condicéo vivem mais de 50.000 (cingiignta mil) brasileiros que esto na fila de espera por um transplante. fles podem morrer no porque_faltem-rexUFSe _ GRENADE ot pel \s oe tecnologia, médicos, rpriédios ou CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL GABINETE PARLAMENTAR DEPUTADO CRISTIANO ARAUJO hospitais. Faltam orgaos. O drama dessas pessoas é depender de um gesto que sé outro poder efetuar. No nosso pais somente 5 pessoas por milhéo de habitantes séo doadores, j4 em outros paises essa relacdo passa de 21 pessoas por milhdo. A caréncia de doadores de érgiios é ainda um grande obstaculo para a efetivagao de transplantes no Brasil. Mesmo nos casos em que o 6rgao pode ser obtido de um doador vivo, a quantidade de transplantes & pequena diante da demanda de pacientes que esperam pela cirurgia. Com a conscientizagio e mecanismos de incentivo da populacao, o numero de doagées pode aumentar de forma significativa, Assim, este projeto de Lei visa sensibilizar o Estado e a Populag&o de nossa Capital para a doac3o de érg’o quer seja em vida ou apés a morte. Por conseguinte, conclamo os nobres pares para aprovarmos o presente Projeto de Lei. Sala das Sessdes, de 2007.