You are on page 1of 3
seesuria da Plead am PL 153/21 PROJETO DE LEI N° Hatgects bagisiotue P (06'S? Beputado Berinaldo Pontes) CUESCTHAT, CES @ CO call £03400 Cria 0 programa “Piantando vida’ no ambito do Distrito Federal. Federal decreta, At 1 Fica ctiado 0 programa *Plantando vida’ no ambito do Distito Federal At. 22 Entende-se como programa Plantando Vida, a doagdo de uma muda de arvore frutfera ou omamental para cada crianga nascida na rede de sade publica ou privada do Distrito Federal ‘At. 3° As mudas sordo doadas mensalmente pela Secretaria de Agricultura do Distrito Federal e por entidedes que atuem na drea de proservacdo ambiental que queiram parlicipar do programa, Para tanto, estas deverdio se cadastrar junto a Secretaria mencionada neste artigo. ‘Art 42 Por ocasiéo da alta hospitalar, a mie receberd a muda e um cartéo com seguinte mensagem: ‘seu iho merece viver em um mundo melhor. Plants esta idéia” § 1° No momento da doagao seré preenchido um cadastro com nome, endereco, telefone da mae e o local onde esta protande fazer o plantio. § 2° Caso a mae no disponha de local apropriado, © hospital informaré um local allemnativo de acordo com o relatério a que se refere 0 artigo seguinte. ‘Art. 5° Os hospitais @ olinicas de saiide serdo informados mensalmente pela respectiva _administragdo regional, sobre locais alternatives disponiveis para o plantio da muda, como pragas, jardins, escolas ¢ quartéis ‘Art. 6 Nos doze meses que se sucederem ao plantio, 0 programa contaré com a participagao da Secretaria de Educagao do Distrito Federal. § 1° 0 hospital ou a clinica onde ocorreu o nascimento encaminharé a diregao da escola publica ou privada mais préxima, relatério com 0 nome da mae e 0 local onde a muda tiver sido plantada, § 2° os alunos dos dois tltimos anos do ensino fundamental, estudantes da escola mencionada no parégrafo anterior, acompanharéo, em cardter voluntério, 0 desenvolvimento da arvore, elaborando relatérios bimestrais, os quais poderao contribuir na ‘média final da materia de ‘Art. 7° Esta lel entra em vigor na data de sua publicagéo ‘Art. 3° Revogam-se as disposigdes em contrério. Rasesaiyia de Pluie Rooehi epet7/ OL 74s IO PROT) Aevinatict: . PROTOCOLO LEGISLATIVO Rue \S3_ gask is. NOL =S- Justificagao Atualmente, um dos temas que mais tem afligido a comunidade mundial refere-se & preservagao do meio-ambiente, ¢ ainda hoje nao se descobriu nada mais eficiente do que o plantio de arvores para o enfrentamento do problema da destruigo da camada de oz6nio, fruto da emisséo dos gases t6xicos produzidos pela incessante atividade humana em todo o planeta. © futuro préximo 6 por demais assustador e demanda medidas preventivas imediatas em todas as esferas de poder. Imaginarmos que em menos de cingenta anos um local da importancia do estado do Amazonas poderd estar devastado 6 algo substancialmente preocupante, Especiticamente em relacdo ao presente projeto, apenas a titulo ‘exemplificativo consignamos que no Hospital Regional de Taguatinga nascem cerca de quinhentas criangas por més. Entdo, uma vez implantado o projeto, e se apenas 50% (ciniienta porcento) das mudas distribuidas florescerem, estaremos falando de duzentas e cinglenta novas drvores por més, apenas na cidade de Taguatinga, quantidade bastante interessante. Por outro lado, quando sugerimos a inoluséo da Secretaria de Educagéio no projeto - mediante a participagéio dos alunos dos tltimos anos do ensino fundamental - almejamos despertar naqueles incipientes adolescentes, a conscientizagéio da importancia que o meio-ambiente tem em nossas vidas. Quanto ao aspecto juridico, o art. 58, inciso V, da Lei Organica do Distrito Federal, assevera, verbis: Art. 58 Cabe & Camara Legislativa, com a sangéo do Governador, no exigida esta para o especificado no art. 60 desta Lei Organica, dispor sobre todas as matérias de competéncia do Distrito Federal, especialmente sobre: V - educagao, satide, previdéncia, habitagdo, cultura, ensino, desporto e seguranga puiblica (grifamos). LOTOCOLO LEGISLATIVO Demais disso, 0 art. 201 do diploma retromencionado, é lapidar ao afirmar que “o Distrito Federal, em agdo integrada com a Unido, assegurard os direitos relatives 4 educagao, satide, seguranga publica, alimentacao, cultura, assisténcia social, meio ambiente equilibrado, lazer e desporto” (grifamos). Derradeiramente cobra relevo mencionarmos que quando os artigos 3°, 5? e 6? do presente projeto, fazem alusdo a atividades a serem desenvolvidas pelas Secretarias de agricultura, Satide e Educagao do Distrito Federal, nao esté inovando em atribuigses daqueles entes, 0 que, prima facie, poderia ser-Ihe vedado. De fato, 0 teor dos referides artigos apenas desdobra atividades que jd sdo de responsabilidade daquelas pastas, nao havendo inovagdes. Mesmo porque, 0 direito legislative empresta seguranga ao teor do projeto na medida em que é buscada téo-somente uma maior interagao entre aquelas Secretarias, repise-se, em matérias ja afetas especificamente a cada pasta, Em face do exposto, dada a relevancia da matéria e a plena possibilidade de sua apreciagao no Ambito deste Poder, rogo aos nobres pares a aprovagao da presente propo: Sala das Sessées, inaldo Pontes Partido Progressista - PP