4

1 INTRODUÇÃO

grandes volumes de perdas por decisões mal formuladas e por problemas de baixo rendimento dos recursos utilizados. por teorias microindustriais. fizeram parte da escola clássica da administração. Administrar significa planejar. se não for acompanhada da prosperidade do empregado [. empregador e empregado.5 2 ESCOLA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO No inicio do século XX. organizar.. que consiste na definição da escola do processo administrativo e também no papel dos gerentes. A Ciência da Administração surgiu devido à imensa variedade de empresas de diferentes tamanhos. para obter-se o melhor rendimento possível dos seus recursos e fazer encarar à concorrência e à competição que cresciam entre as empresas. b) Necessidade de aumentar a eficiência e a competência das organizações. reduzindo a improvisação. (TAYLOR. que junto com Frederick Taylor e Max Weber. e de que é preciso dar ao trabalhador o que ele mais deseja (altos salários) e ao empregador também o que ele realmente almeja (baixo custo de produção). O aumento da dimensão das empresas leva à substituição das teorias de caráter totalizante e global. são um. se concretiza na Europa e chega a América do Norte. .. muita concorrência. uma época em que a Revolução Industrial. primeiramente por Henri Fayol. resumida em dois fatos: a) O crescimento acelerado e desorganizado das empresas. Com as dimensões mais amplas sujem as condições iniciais de planejamento da produção. de alcance médio e parcial.1970) As origens da Abordagem Clássica da Administração remontam às conseqüências geradas pela Revolução Industrial. dirigir e controlar (PODC). A Administração Cientifica tem. por muitos anos. por seus fundamentos a certeza de que o verdadeiro interesse de ambos. desperdício. único e mesmo: de que a prosperidade do empregador não pode existir.]. insatisfação entre os operários. os gerentes profissionais e as bases das idéias e técnicas para administrar as organizações. Surgem assim as grandes corporações de negócios.

Foi nessa escola que observou os problemas das operações fabris. que mais tarde ficou conhecido como sistema de Taylorismo e. através dos métodos da observação e mensuração. e) Os trabalhadores eram colocados em tarefas para as quais não tinham habilidade. d) As decisões dos administradores baseavam-se na intuição e no palpite. (CHIAVENATO. tendo como preocupação básica aumentar a produtividade da empresa por meio do aumento de eficiência no nível operacional. como: Henry Lawrence Gantt. finalmente. a fim de alcançar maior eficiência industrial. Harrington Emerson e Herry Ford . Frank Bunker. Taylor passou a buscar soluções para esses problemas que continuam sendo comuns nas empresas. com a . Essa escola foi desenvolvida por engenheiros seguidores de Taylor. Através de suas observações. c) Vários trabalhadores não cumpriam suas responsabilidades. ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA NA ESCOLA CLÁSSICA O nome Administração Científica é devido à tentativa de aplicação dos métodos da ciência aos problemas da administração. o ultimo mencionado se destacou entre eles pela aplicação desses princípios em seus negócios. criada nos Estados Unidos pelo engenheiro Frederick Winslow Taylor. b) Não havia incentivos para melhorar o desempenho do trabalhador. 2001) A Escola da Administração Cientifica foi à primeira escola da área. tendo ênfase na análise e na divisão das tarefas.6 3. Gilbreth. Argumentou que administração deveria primeiro fazer o estudo sistemático e cientifico do tempo e movimento. A definição do nome Administração Cientifica é devido à tentativa da aplicação dos métodos da ciência aos problemas da Administração. como por exemplo: a) A administração não tinha noção clara da divisão de suas responsabilidades com o trabalhador. administração cientifica. com objetivo de alcançar a eficiência industrial. ele desenvolveu um sistema de administração de tarefas.

por isso não viam nenhuma vantagem em produzir além do que eles próprios achavam adequados. foi a busca da precisão para definir o valor dos salários posteriormente. com a colaboração dos trabalhadores. Os pensamentos de Taylor e seus seguidores provocaram uma verdadeira revolução no mundo administrativo e industrial da sua época. pois se preocupavam em eliminar o desperdício. a fim de estimular os trabalhadores a produzirem mais para receber mais. falava-se na possibilidade da participação do empregado nos lucros da empresa. por tanto eles não se empenhavam como os engenheiros e os empregadores achavam que seria apropriado. 5 INICIO DO MOVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA O berço da administração cientifica foi a Sociedade Americana dos Engenheiros Mecânicos (ASME). Gráfico 1: Momentos administração cientifica Os trabalhadores recebiam os seus salários por peças produzidas e por dia de trabalho. o movimento desenvolveu-se em três momentos. . as perdas sofridas pelas indústrias e elevar o nível de produção utilizando os métodos e técnicas da engenharia industrial. fazendo-os acreditar que seu esforço beneficiava apenas o patrão.cronometrá-las e registrá-las. Taylor argumentou que a administração deveria primeiro procurar descobrir quanto tempo levaria para que um homem dando o melhor de si conseguiria completar uma tarefa.7 divisão de cada tarefa em seus elementos básicos e. percebeu-se que o estudo de tempos era um processo que tinha o valor essencial de permitir a aprimoramento do trabalho operacional. através da racionalização dos movimentos. propondo um método para eliminar a diminuição do valor pago por peça. A principal razão para do estudo dos tempos.

Na obra Taylor apresenta sua concepção dos princípios de administração de uma empresa: a) Seleção e treina mento de pessoal. com o objetivo de que as atividades de desenvolve-se de acordo com os princípios a ciência aperfeiçoada. em lugar do antigo costume de deixar a ele e selecionar-se o seu serviço e se formar-se. em lugar dos velhos métodos rotineiros. Esta segunda fase corresponde ao estudo shop management ( Administração de operações fabris) Taylor fez o que se tornaria característica distinção homem médio e o homem de primeira classe. a) Selecionar o melhor trabalho para cada serviço. passando em seguida a ensiná-lo. da melhor maneira de forma possível. dando prioridade para o aperfeiçoamento dos métodos de trabalho. Mais tarde Taylor demonstrou de uma forma explícita os seguintes objetivos: a) Desenvolvimento de uma ciência que pudesse explicar-se a cada fase do trabalho humano. ou técnicas eram: .8 3 SEGUNDA FASE DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA Depois de algum tempo a questão do salário passou para um plano secundário. entre o d) Cooperação entre administração e trabalhadores 4 TERCEIRA FASE DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA. b) Salários altos e custos baixos de produção. treiná-lo e formá-lo. Os mecanismos. Taylor também fez uma distinção entre a filosofia e os mecanismos da administração científica. c) Identificação da melhor maneira de executar tarefas. b) Criaram o espírito de profunda cooperação entre a Direção e os trabalhadores. c) Divisão do trabalho de quase iguais processos entre a direção e aos trabalhadores.

PRIMEIRA FASE SEGUNDA FASE TERCEIRA FASE  Ataque ao “problema dos salários”. . Gráfico 2: Princípios integrantes do movimento da administração científica. Henry Gantt e Hugo Munsterberg.  Estudo sistemático do tempo.9 a) Estudo de tempos e movimentos b) Padronização de ferramentas e instrumentos c) Padronização de movimentos d) Conveniência de uma área de planejamento e) Cartões de instruções f) Sistema de pagamento de acordo com o desempenho g) Calculo de custos 5 INTEGRANTES DO MOVIMENTO Taylor tinha diversos seguidores que contribuíram para o movimento da administração científica. os principais foram: Frank e Lillian Gilbreth.  Definição de tempo – padrão.  Sistema de administração de tarefas.

o produto e padronizado em seu material. bem como do pagamento de salários. ao consumidor. em 1899. conseguiu fazer com o que o trator ou o automóvel fossem pagos a sua empresa antes de vencido o prazo d pagamento da matéria-prima adquirida.Utilizou um sistema de concentração vertical produzindo desde a matéria prima inicial ao produto final acabado. mão de obra. desenho e ao mínimo custo possível.1 PRINCÍPIOS DE INTENSIFICAÇÃO Consiste em diminuir o tempo de duração com o emprego imediato dos equipamentos e da matéria prima e rápida colocação do produto no mercado. fundou com alguns colaboradores a sua fabrica de automóvel a Ford Moto Co. em seu livro:” O minério sai da mina no sábado e é entregue sob a forma de um carro.3 PRINCÍPIOS DA PRODUTIVIDADE . Diz Ford.1947) foi um dos precursores mais conhecidos da moderna administração ele idealizou e projetou um modelo de carro autopropelido e.2 PRINCÍPIOS DE ECONOMICIDADE Consiste em reduzir ao mínimo o volume do estoque da matéria prima em transformação. Adotando três princípios básicos: 6. Por meio desse princípio. A velocidade de produção deve ser rápida. 6. 6. E na sua produção em serie ou em massa.10 6 PRINCÍPIOS BÁSICOS DE HENRY FORD Henry Ford (1863. na terça feira a tarde).

onde experimento o desenvolvimento de suas idéias e teoria. A teoria Clássica partia-se de todo organizacional e da sua estrutura para garantir eficiência a todas as partes envolvidas. preconizando uma doutrina chamada Fayolismo. surgia na França a Teoria Clássica da Administração fundada por Henri Fayol. global.11 Consiste em aumentar a capacidade de produção do homem no mesmo período (produtividade) por meio da especialização e da linha de montagem. 8 AS FUNÇÕES BÁSICAS DA EMPRESA . desenvolveu toda a sua carreira. um mesmo período de tempo. e universal da empresa. Com esses princípios Ford implantou a assistência técnica. A microabordagem no nível individual de cada operário em relação à tarefa é enormemente aplicada no nível da organização como um todo em relação a sua estrutura organizacional. é o empresário ter maios produção. Assim. Iniciou a sua carreira profissional trabalhando na Commentry-Fourchmbault. o sistema de concessionária e uma inteligente política de preços. constante observação e analise feitas durante décadas. o operário pode ganhar mais. Teoria Clássica da Administração partiu de uma abordagem sintética. 7 TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO OU FAYOLISMO Em 1916. implantando uma abordagem anatômica e estrutural que rapidamente substituiu a abordagem analítica e concreta de Taylor. com base na sua vivencia. formado em engenharia de minas aos 19 anos e trabalhando em uma empresa metalúrgica e carbonífera.

d) Coordenar: ligar. harmonizar todos os atos e todos os esforços coletivos. unir. As funções administrativas envolvem as funções do administrador. venda e troca em transação comercial. organizar. relacionada com a procura e gerência de capitais. a) Prever: visualizar o futuro e planejar o programa de ação. b) Organizar: constituir o duplo organismo material e social da empresa. como . é a função que coordenam e sincronizam as demais funções da empresa. conhecida como área de vendas e/ou marketing. relacionada com a integração das outras cinco funções. funções contábeis.12 Fayol salienta que toda empresa apresenta seis funções como: funções técnicas. tanto o diretor. funções financeiras. c) Comandar: gerenciar e orientar as pessoas. o gerente. e finalmente. Estes são os elementos da Administração que forma o processo administrativo: são localizados no trabalho do administrador. Figura 3: As seis funções básicas da empresa para Fayol. Hoje as funções recebem o nome de áreas administrativas. 9 CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO A Teoria Clássica da Administração define o ato de administrar como: prever. manufatura ou operações. coordenar e controlar. relacionada com a preservação dos bens e das pessoas. relacionada com a produção de bens da empresa. funções administrativas. os chefes. relacionada com a compra. relacionada com o balanço patrimonial. As funções técnicas hoje recebem o nome de área de produção. funções de segurança. surgiram a área de recursos humanos e gestão de pessoas. as funções comerciais. comandar. funções comerciais. e) Controlar: verificar que tudo ocorra de acordo com as regras e ordens estabelecidas. A visão de Fayol sobre as funções básicas da empresa está ultrapassada.

porquanto nada existe de rígido ou de absoluto em matéria administrativa. de bom senso e são flexíveis e adaptam-se a qualquer circunstância. Para Fayor. desempenham as atividades de previsão. Tudo é uma questão de medida. tempo ou lugar. são divididas por todos os níveis da hierarquia e não se concentra no topo da empresa. comando. 10 PRINCIPIOS GERAIS DE ADMINISTRAÇÃO PARA FAYOR Os princípios gerais da administração afastam qualquer idéia de rigidez. existe uma proporcionalidade da função administrativa. organização.13 o supervisor. coordenação e controle. . independente do seu nível responsabilidade. e nem é privilegio dos diretores e são divididos por todos os níveis hierárquicos.