LISTA DE EXERCÍCIOS 9º ANO

1. Em relação ao golpe de 1964, que expressa o colapso do populismo no Brasil, são feitas as seguintes afirmações: I - As classes dominantes civis e militares e setores das classes médias apoiaram a derrubada do Presidente João Goulart, pois ficaram temerosos com a crescente politização das massas populares. II - Entre as forças da chamada direita destacavam-se organizações como o Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais (IPES) e o Instituto Brasileiro de Ação Democrática (IBAD) financiadas pelos E.U.A. III - Os governadores de São Paulo, de Minas Gerais e da Guanabara conspiravam com a ala militar golpista. Quais estão corretas? a) Apenas I b) Apenas II c) Apenas III d) Apenas I e II e) I, II e III 2. Nessa charge, faz-se referência a) à política econômica do Governo Juscelino Kubitschek, responsável pelo ingresso do Brasil em uma nova fase da sua economia industrial e pela presença maciça de capital estrangeiro no País. b) ao Plano Cruzado, adotado no Governo Sarney, responsável por uma relativa estabilidade de preços e pela escassez de produtos da cesta básica. c) à política econômica adotada por Getúlio Vargas no contexto do Estado Novo, responsável pela ampliação da oferta de produtos nacionais à população. d) ao II PND, implementado no Governo Geisel, responsável pela construção de mega-estradas, como a Transamazônica, e outras obras faraônicas. 3. A política dos bilhetinhos é uma das características do governo Jânio Quadros (1961), que foi marcado por uma: a) forma descentralizada de governo, concretizada pela delegação de poderes b) aliança com grupos de esquerda, exemplificada pela condecoração de Che Guevara c) integração ao projeto populista de governo, apoiada pelos partidos getulistas PSD e PTB d) ação moralizadora de combate à corrupção, acrescida do estilo personalista do presidente 4. A Campanha da Legalidade em agosto de 1961, desencadeada pelo governo do Rio Grande do Sul logo após a renúncia do Presidente Jânio Quadros, resultou: a) no impedimento do Presidente João Goulart, que não assumiu a presidência da República. b) na emenda parlamentarista e posse do Presidente João Goulart com poderes limitados. c) na convocação de novas eleições para solução do impasse político. d) no golpe militar que depôs João Goulart. e) na Guerra civil que impediu o retorno do populismo ao poder. 5. Leia os versos do folheto de cordel. Além de tudo o patrão Não deixa o pobre criar Uma cabrinha leiteira Para os filhos sustentar Quer criar ele não deixa Pede leite ele não dá Se o camponês discordar Dessa vida desgraçada Vê do dia para a noite Sua casa destelhada Seus troços jogados fora E a lavoura arrancada. Uni-vos homens do campo Na vossa associação Até conseguir um dia Completa libertação Ela está dependendo Da vossa organização...

Os versos do folheto de cordel, inspirado na vida de Francisco Julião, revelam as tensões sociais no campo no Nordeste brasileiro, no final da década de 1950. As idéias contidas nos versos deram origem à formação a) do Movimento dos Sem Teto, que propunham aos camponeses o êxodo para as cidades. b) do Partido dos Trabalhadores, que lutava pela reforma agrária e pela construção de casas populares. c) do Partido Trabalhista Brasileiro, cuja reivindicação central era a defesa de uma reforma agrária. d) das Ligas Camponesas, que tinham como objetivo a luta dos trabalhadores pela posse da terra. e) da União Democrática Ruralista, que mobilizava os camponeses contra os latifundiários. 6. No final da década de 60, um representante do tropicalismo, Tom Zé, escreveu os seguintes versos: Despertai com orações, "Retocai o céu de anil, o avanço industrial bandeirolas no cordão, vem trazer nossa redenção." grande festa em toda a nação. (trecho da canção "PARQUE INDUSTRIAL") É correto afirmar, que nesses versos o compositor faz uma referência irônica à industrialização como principal objetivo dos programas de desenvolvimento nacional criados, principalmente durante o governo de Juscelino Kubitschek? Justifique sua reposta. 7. Analise o período, apresentando as suas principais características. "Varre varre vassourinha, varre varre a bandalheira, o povo já está cansado de viver dessa maneira." (BUENO, Eduardo. "Brasil: uma História". São Paulo: Editora Ática, 2003. p. 355). Este era o jingle da campanha de Jânio Quadros para presidente da República, em 1960. Jânio, que tinha como símbolo de campanha uma vassoura (com a qual iria varrer a corrupção), foi eleito com uma expressiva votação. Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) sobre este período da História do Brasil. (01) Jânio Quadros foi eleito graças ao apoio de Juscelino Kubitschek, o construtor de Brasília, a quem sucedeu. (02) O candidato a Vice-Presidente na chapa de Jânio Quadros e seu aliado na disputa que travava com a UDN era João Goulart, ex-ministro do trabalho de Getúlio Vargas, a quem os militares se opunham. (04) Apesar de eleito com uma grande maioria dos votos populares, Jânio governava sem base política. Não conseguindo aprovar as medidas que achava importantes, decretou o fechamento do Congresso, dando início a um governo ditatorial. (08) No governo, Jânio Quadros adotou uma política externa de aproximação com os países do bloco socialista. Condecorou Ernesto "Che" Guevara com a Ordem do Cruzeiro do Sul. (16) Jânio Quadros não chegou a concluir o seu mandato. Pressionado pela oposição, renunciou, atribuindo a sua renúncia a forças terríveis (ou ocultas). (32) A renúncia de Jânio Quadros gerou uma grave crise política. As forças armadas, através da chamada "Segunda Revolta da Armada", tomaram o poder. (64) Jânio Quadros voltou ao poder nas eleições seguintes. Teve apoio do movimento conhecido como "Queremismo". O povo, nas ruas, exigia a sua volta. 8. O golpe que derrubou o Presidente João Goulart, em 1964, representou a culminância de uma crise iniciada no final da década anterior. Assinale para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas ( ( ( ( ( ) O apoio da maioria conservadora do Congresso Nacional ao programa de Reformas de Base. ) As resistências à posse de João Goulart, quando da renúncia de Jânio Quadros. ) O agravamento do quadro econômico com a ascensão da inflação. ) A politização crescente de vários movimentos sociais, como as Ligas Camponesas. ) Os movimentos de indisciplina militar de marinheiros e sargentos.

9. Em 06 de janeiro de 1963, realizou-se o plebiscito que reuniu os votos de mais de 12 milhões de cidadãos. Após o resultado do plebiscito, Goulart assumiu plenamente o poder presidencial.

Que questão foi discutida no plebiscito anterior citado? a) A validade da eleição de João Goulart. b) A implementação das reformas de base por Jango. c) O sistema de governo (presidencialista x parlamentarista). d) A renúncia do Presidente Jânio Quadros. e) A Lei de Remessa de Lucros, reforma urbana e tributária. 10. Leia atentamente as afirmativas a seguir: I - Nos anos 60, sob o regime da ditadura militar, iniciou-se no Brasil uma fase de desenvolvimento na agricultura caracterizada como "modernização conservadora". II - O governo JK pautou-se por um projeto de crescimento econômico baseado no setor industrial, pela implementação do Plano de Metas que privilegiava os setores de geração de energia, transportes, alimentação, educação e construção civil. III - O Plano Trienal do governo João Goulart compreendia as Reformas de Base, entendidas como um projeto de caráter conservador. Sobre as afirmativas apresentadas é CORRETO afirmar que: a) somente a afirmativa I é correta. b) somente a afirmativa II é correta. c) somente a afirmativa III é correta. d) são corretas as afirmativas I e II. e) são corretas as afirmativas I, II e III. 11. Na década de 50, o Brasil viveu os "Anos Dourados". Imerso na euforia da era do rádio (e suas rainhas), na vitória da Copa de 58 e na eleição da baiana Marta Rocha como Miss Universo, entrou numa política modernizante que modificou tanto o perfil do país quanto o cotidiano das pessoas. Sobre esse período, é correto afirmar que I. o governo JK implementou esse projeto de modernização com base exclusiva no capital nacional. II. o governo JK permitiu que grandes empresas estrangeiras instalassem suas filiais no país e controlassem setores industriais, como eletrodomésticos, carros, tratores, farmácia, produtos químicos. III. a construção de Brasília, cidade moderna e arrojada para a época, e a abertura de importantes rodovias fizeram parte desse projeto de modernização. Está(ão) correta(s) a) apenas I. b) apenas II. c) apenas I e III. d) apenas II e III. e) I, II e III. 12. Sempre se inspirando em modelos estrangeiros, o Brasil adotou também o sistema parlamentarista de governo. Analise as afirmações: I - O parlamentarismo imperial foi implantado por lei ordinária em 1847. Não se fez por emenda à Constituição. II- O sistema parlamentar significa a bipartição do Poder Executivo: chefia de Estado e de Governo exercidas por diferentes pessoas. III- Tendo pequena importância durante o Império, o Partido Republicano tentou inutilmente e por várias vezes revogar o sistema parlamentar. IV- O parlamentarismo republicano foi a fórmula encontrada para acalmar os atritos políticos e possibilitar a posse de João Goulart, tido por esquerdista pelos chefes militares em 1961. V- O parlamentarismo republicano revelou-se eficiente, e sua flexibilidade permitiu a acalmia nas lutas partidárias e agitações sociais no governo de João Goulart. Estão corretas as alternativas: a) I, II, III e IV. b) II, III, IV e V. c) I, II, IV e V.

d) apenas I, II e IV. e) apenas III, IV e V. 13. O texto e a charge representam, de formas diferentes, um dos principais dilemas do desenvolvimentismo no governo Juscelino Kubitschek, durante a 2ª. metade da década de 1950.

Existem dois países, entre os quais é difícil distinguir o verdadeiro; na fazenda do interior, o homem do campo trabalha de enxada e transporta uma colheita insignificante em carroças rangentes (...); na cidade de São Paulo, a cada hora termina-se um prédio. ---------------JK - Você agora tem automóvel brasileiro, para correr em estradas pavimentadas com asfalto brasileiro, com gasolina brasileira. Que mais quer? JECA - Um prato de feijão brasileiro, seu doutô! A alternativa que melhor apresenta esse dilema é: a) os contrastes culturais e educacionais entre as elites paulistas e nortistas b) a desigualdade política e ideológica entre as oligarquias nordestinas e sulistas c) a defasagem histórica e tecnológica entre o setor petrolífero e o agroexportador d) as disparidades econômicas e sociais entre os setores agrário e urbano-industrial 14. Após o golpe militar de 1964, o Brasil adotou um modelo econômico que resultou na concentração de rendas em prejuízo de sua distribuição, embora, baseando-se em alguns indicadores, tenha sido propagada a ocorrência de um "milagre brasileiro".

A respeito julgue os itens.

(V) O objetivo do modelo econômico não era a melhoria dos padrões de vida da maioria da população ou mesmo o atendimento das necessidades básicas. (V) Os dirigentes econômicos, do citado período histórico, defendiam a ideia que era preciso fazer "crescer o bolo" para depois repartir, justificando assim o sacrifício imposto à maioria da população. (F) Do ponto de vista social, ocorreu um nivelamento das classes sociais: um número cada vez maior de pessoas acumulou uma quantidade cada vez menor de riqueza. 15. A letra da música se refere ao presidente JK, e o termo Bossa Nova, que aparece no final da década de 50 como movimento musical, passa a designar tudo que é novidade, diferente, inusitado, inclusive o Presidente Juscelino Kubitschek (1956-1961), segundo Juca Chaves. "Presidente Bossa Nova Bossa Nova mesmo é ser Presidente Desta terra descoberta por Cabral Para tanto basta ser tão simplesmente Simpático, risonho e original (...)" As novidades na cultura, nessa fase, se davam paralelamente à euforia desenvolvimentista, resultante da política econômica, que tinha como um dos objetivos: a) nacionalizar o setor mineral e transformar o setor estatal e o privado nacionais em principais agentes do desenvolvimento econômico. b) acelerar o desenvolvimento econômico, em particular o das indústrias, ainda que por meio de uma política inflacionária e de abertura para o capital estrangeiro. c) desencadear um surto de progresso industrial e agrícola, com a redistribuição de terras, resolvendo todos os problemas estruturais do campo. d) transformar os camponeses em trabalhadores assalariados com a conseqüente elevação da produtividade agrícola e dos investimentos no setor. e) possibilitar o desenvolvimento agrícola, por meio de um vigoroso monopólio nacional dos chamados setores de ponta da nossa economia, obtendo grande apoio da burguesia nacional.

16. A base do programa administrativo do governo de Juscelino Kubitschek era constituída pelo trinômio: a) estradas, energia e transportes. b) comércio, educação e privatização. c) indústria, exportação e importação. d) agricultura, pecuária e reforma agrária. e) saúde, estabilidade monetária e habitação. 17. O lema "50 anos de Progresso em 5 anos de governo", caracterizava-se pelo domínio de nosso mercado interno por parte das grandes empresas multinacionais que se instalaram no país, sob a presidência de(o): a) Juscelino Kubitscheck. b) Getúlio Vergas. c) General Eurico Gaspar Dutra. d) Jânio Quadros. e) General João Figueiredo. 18. Cinquenta anos de progresso em cinco anos de governo foi o slogan do período de JK, caracterizado por: a) conseguir eleger seu sucessor, graças à estabilidade econômica gerada pelo Plano de Metas. b) reprimir as oposições, anulando os direitos democráticos e a liberdade de imprensa. c) reduzir a produção de bens de consumo duráveis, voltando-se totalmente para a indústria de base. d) acelerar o desenvolvimento industrial, internacionalizar nossa economia, gerando, contudo, endividamento e inflação. e) acentuar o caráter nacionalista de nossa economia, conforme o modelo varguista. 19. A respeito da política desenvolvimentista do governo Juscelino Kubitschek, podemos afirmar que: I. levou a um desenvolvimento integrado do território nacional, diminuindo sensivelmente as disparidades regionais; II. contribuiu para uma integração mais profunda da economia brasileira ao sistema capitalista mundial, dentro de um desenvolvimento industrial acelerado, com o apoio de capitais e tecnologia estrangeiros; III. representou o privilegiamento da indústria alimentícia e de bens de consumo populares, dada a preocupação marcadamente social que caracterizava seu projeto de desenvolvimento; IV. apesar da modernização a que levou uma parte do país, deixou sérios problemas econômicos e sociais de herança para os governos seguintes, como a dependência em relação ao capital estrangeiro, índices elevados de inflação, e dívida externa crescente. Estão corretos os itens: a) I e IV; 20. Leia o texto. Assumiu freqüentemente a figura do ridículo sem se desgastar, compensando-a com sua poderosa eloquência: sua maneira de se expressar, ou em público ou em particular, era original. Estilista, preferia os vocábulos eruditos, utilizando frases de esdrúxula sintaxe, pronunciando sílaba a sílaba das palavras cuidadosamente escolhidas, como que saboreando-as, e obedecendo com excessivo rigor à pontuação. Muitos o achavam demagogo. Outros procuravam ridicularizá-lo. Mas ele, indiferente, continuava batendo-se contra os moinhos de vento (...). (Wilson Gomes. ln: Antonio Carlos Meira. "Brasil: recuperando a nossa história". São Paulo: FTD, 1998. p. 231.) No Brasil, o populismo despertou o surgimento de políticos carismáticos que criavam uma imagem visando a atrair a atenção do eleitorado. O texto revela a personalidade característica de a) Carlos Lacerda que foi presidente do Congresso Nacional. b) João Goulart que foi vice-presidente e presidente da República. c) Jânio da Silva Quadros que foi presidente da República. d) Juscelino Kubitschek que foi presidente da República. e) Tancredo Neves que foi primeiro ministro no governo João Goulart. 21. Esse "jingle" acompanhou o candidato Jânio Quadros durante a sua campanha à presidência da República, em 1960.

b) I e III;

c) I e II;

d) II e III;

e) II e IV.

Varre, varre, varre, varre, vassourinha. Varre, varre a bandalheira, Que o povo já está cansado De sofrer desta maneira. Jânio Quadros é a esperança deste povo abandonado. A letra sintetiza a seguinte política de resolução dos problemas da época: a) a austeridade do governo e o controle dos gastos públicos conteriam a inflação e a corrupção oficial b) a disputa de mercados externos e a ideologia nacionalista aumentariam o superávit comercial e a geração de renda c) o atendimento à economia popular e à produção de alimentos baixariam o custo de vida e os gastos do governo d) a defesa dos interesses nacionais e a adoção de uma política externa independente gerariam emprego e novas possibilidades econômicas 23. Durante o governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961), o país viveu uma decisiva experiência de planejamento econômico governamental, o Plano de Metas. a) Quais setores econômicos foram destacados pelo Plano como prioritários para o desenvolvimento do país?

b) Como se explica a expansão industrial brasileira no período referido? 24. Para responder à questão, analisar as afirmativas que seguem, sobre a sociedade brasileira nos anos 1950 e 1960. I. A população urbana brasileira cresceu rapidamente a partir dos anos 1940, embora a maior parte dela ainda vivesse no campo até fins dos anos 1960. II. Ocorreu uma gradual transferência de populações do Nordeste para o Sudeste, num movimento de migrações causado pela concentração agrária, bem como pela seca, fome e desemprego. III. O crescimento da área urbana nas principais cidades levou à formação das regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte, entre outras. IV. A rápida urbanização e o aumento da taxa de escolarização promoveram uma mudança no comportamento eleitoral das classes populares, com a superação do coronelismo e do populismo, práticas políticas tipicamente ligadas ao campo. Pela análise das afirmativas, conclui-se que somente estão corretas a) I, II e III. b) I e IV. c) II e III.

d) II e IV.

25. Os versos do poeta retratam a triste realidade das populações nordestinas assoladas pela seca. Durante o governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961) foi adotado o Plano de Metas (energia, transportes, alimentação, indústrias de base, educação e construção de Brasília), visando à implementação do desenvolvimento econômico do país. Com relação ao Nordeste, algumas medidas foram tomadas buscando combater a sua precária condição socioeconômica. Somos muitos Severinos no mesmo ventre crescido iguais em tudo na vida: sobre as mesmas pernas finas, na mesma cabeça grande e iguais também porque o sangue que a custo é que se equilibra, que usamos tem pouca tinta. Com base no exposto, responda: a) Qual foi o papel do projeto de intervenção do governo JK na resolução dos problemas do Nordeste? Em 1959, Juscelino Kubistchek criou a SUDENE (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) com a finalidade de minimizar os problemas decorrentes da seca e dinamizar economicamente o Nordeste. No entanto, a estrutura social e política local, sobretudo no sertão, favoreceram as oligarquias políticas locais com a destinação de verbas para projetos que na prática não se concretizam ou beneficiam timidamente apenas as populações que se submetem ao clientelismo político, decorrendo daí a Indústria da Seca. b) O Plano de Metas conseguiu diminuir as desigualdades regionais? Justifique a sua resposta.

Não, pois além das raízes históricas e geográficas das desigualdades regionais, a maior parte dos investimentos favoreceram as regiões Sudeste e Sul. Por outro lado, a diretriz macroeconômica do Plano de Metas não dando ênfase ao social, desconsiderou na essência, os problemas das populações nordestinas. 26. A renúncia de Jânio Quadros, na seqüência das reações à condecoração de Che Guevara pelo presidente brasileiro, apenas sete meses após iniciado o governo, gerou uma crise política que teve como conseqüência imediata a) o não reatamento diplomático com a União Soviética e o abandono da Política Externa Independente. b) o desenvolvimento do Movimento da Legalidade, que tinha como objetivo manter Quadros no poder. c) a introdução do Parlamentarismo, fórmula de compromisso para garantir a posse do vice-presidente. d) a implantação do regime militar, que tinha como objetivo esmagar a esquerda. e) a ruptura de relações com Cuba e o apoio aos EUA para expulsar esse país da OEA. 27. A respeito do panorama cultural na década de 1950 no Brasil, podemos afirmar que I. O projeto urbano e arquitetônico modernista de construção da nova cidade correspondia à utopia política modernizadora de um futuro grandioso para o Brasil, em consonância com a teoria econômica do desenvolvimentismo. II. A construção da nova cidade pretendia dotar o país de um centro industrial atravessado por grandes avenidas para a circulação dos automóveis que começavam a ser produzidos pelas montadoras recém-instaladas no Brasil. III. A nova cidade, no meio do cerrado do Planalto Central, buscava ser o novo centro de integração da vida nacional e um estímulo à ocupação do Centro-Oeste. IV. O projeto urbanístico da nova cidade tinha um desenho inovador e era uma promessa de campanha do Presidente quando ainda Governador de Minas Gerais, estado cuja capital também tinha nascido como uma capital administrativa planejada. Estão corretas as afirmativas a) I, III e IV b) I, II e IV

c) I e II

d) II e III

28. A busca permanente por uma sociedade democrática no Brasil pode ser exemplificada pela manifestação a seguir. Hino da Legalidade Protesta contra o tirano "Avante brasileiros de pé E recusa a traição Unidos pela liberdade Que um povo só é bem grande Marchemos todos juntos com a bandeira Se for livre a sua nação". Que prega a lealdade PRONUNCIAMENTO NA ABERTURA DA REDE NACIONAL DA LEGALIDADE "O Palácio Piratini, meus patrícios, está aqui transformado em uma cidadela, que há de ser heróica, uma cidadela da liberdade, dos direitos humanos, uma cidadela da civilização, da ordem jurídica, uma cidadela contra a violência, contra o absolutismo, contra os atos dos senhores, dos prepotentes". Os documentos se referem a) à Revolução Farroupilha (de 1835 a 1845), quando os gaúchos reagiram ao despotismo do governo central, que ampliava as taxas sobre o charque e impunha presidentes provinciais autoritários. b) à Revolução de 1930, iniciada no Rio Grande do Sul, quando Getúlio Vargas liderou a Aliança Liberal para derrotar as oligarquias que dominavam a República Velha. c) a uma reação gaúcha ao Golpe Militar de 1964, quando João Goulart estava sendo pressionado pela UDN (União Democrática Nacional), que não aceitava as Reformas de Base por ele propostas. d) à Revolução Federalista de 1893, quando os liberais gaúchos reagiram à interferência do Marechal Floriano Peixoto na manutenção do Partido Republicano Rio-grandense (PRR) no poder. e) ao movimento de reação à ruptura constitucional (em 1961), a qual impediria a posse do vice-presidente João Goulart, após a renúncia de Jânio Quadros. 29. O movimento de 31 de março de 1964 foi o estágio final de um longo processo iniciado na Década de 40, após o término da Segunda Guerra Mundial. Revele o tipo de regime político que derivou do golpe militar e o que ele significou para a sociedade brasileira. Estado autoritário, regime anti-democrático, censura, mortes, torturas, exílio e concentração de renda para as elites do país.

30. Com o Movimento militar de 1964, o Brasil passou a ser governado por militares. Assinale a ÚNICA proposição CORRETA que identifica alguns dos presidentes do período 1964-1985: (01) Washington Luís, Getúlio Vargas, Eurico Gaspar Dutra. (02) Marechal Hermes da Fonseca, Marechal Floriano Peixoto, Rodrigues Alves. (04) Costa e Silva, Emílio Garrastazu Médici, Ernesto Geisel. (08) Marechal Deodoro da Fonseca, Prudente de Morais, Campos Sales. (16) João Baptista Figueiredo, José Sarney, Fernando Collor. 31. Na década de 70, slogans ufanistas (do tipo "Brasil: ame-o ou deixe-o") evidenciavam uma tentativa do regime militar em ganhar popularidade e apoio popular. Marque a alternativa que expressa corretamente o contexto político em que estas iniciativas aconteceram: a) era o momento da "abertura", em que já se havia decretado a anistia aos presos políticos e se admitiu a eleição direta de governadores e prefeitos. b) o AI-5 proporcionou ao governo militar a habilidade de derrotar politicamente seus adversários, sem os recursos da repressão, o que ocasionou grande euforia popular. c) sem base parlamentar e sem apoio popular, o governo partiu para uma campanha de massas para obter o apoio da população ao processo de abertura política. d) após 1968 e o AI-5, a repressão aos opositores políticos aumentou, assim como a resistência armada aos militares, colocando a opinião pública contra o governo. 32. Quanto aos planejamentos econômicos, após o movimento político-militar de 1964, podemos afirmar que I - os planos econômicos baseavam-se no binômio "segurança e desenvolvimento". II - os governos apresentavam um modelo econômico baseado na redistribuição da renda e na privatização das empresas estatais. III - logo após a posse de Castelo Branco, foi apresentado o PAEG - Plano de Ação Econômica Governamental. Quais estão corretas? a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas III.

d) Apenas I e III. e) I, II e III.

33. Em 13 de dezembro de 1968, o governo brasileiro promulgou o Ato Institucional no. 5, que, segundo opiniões da época, transformava o regime militar em uma ditadura "sem disfarces". a) Qual o pretexto utilizado pelo regime militar para editar este Ato? A recusa da Câmara dos Deputados em autorizar que o governo militar processasse o deputado federal Márcio Moreira Alves, do MDB, devido ao discurso por ele proferido, o qual fora considerado ofensivo pelas Forças Armadas. b) Cite duas das principais medidas adotadas por esse Ato. Restabelecimento das cassações de mandatos e da suspensão de direitos políticos; suspensão do direito de "habeas corpus". c) Caracterize dois elementos da democracia que a diferenciam da ditadura. Na democracia, existe liberdade de expressão, a qual é cerceada na ditadura. Na democracia, há também a liberdade de organização político-partidária e, conseqüentemente, a liberdade de voto, as quais inexistem na ditadura. Em 1963 o eleitorado brasileiro foi convocado para um plebiscito para se manifestar a favor ou contra uma proposta do governo. 34. Analise as afirmações a respeito da descolonização da África e da Ásia e indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F). (V) A descolonização da Ásia e da África só ocorreu após o término da Segunda Guerra Mundial; o declínio dos países europeus depois da guerra e o avanço do nacionalismo estimularam os movimentos de libertação. (F) No processo de independência da Índia, o destaque coube ao líder Mahatma Gandhi. responsável pela unidade política da ex-colônia inglesa. (F) A independência da Argélia se consolidou em 1954, quando se formou a Frente de Libertação Nacional (FLN), que usava a tática de guerrilha contra os franceses. (V) No processo de descolonização da África, a primeira colônia inglesa a conquistar a independência foi Costa do Ouro, que passou a se chamar Gana, em 1957.

35. Associe as colunas. 1. Subdesenvolvimento 2. Neutralismo 3. Neocolonialismo 4. Apartheid 5. Descolonização (2) Política defendida na conferência de Bandung (1955) por alguns países afro-asiáticos, ante a oposição entre capitalismo e comunismo. (1) Estágio em que se encontram países que têm a maioria das atividades econômicas desenvolvida mediante investimentos de capitais estrangeiros e que ostentam grandes desigualdades sociais. (4) Política que priva os não-brancos de todos os direitos políticos e civis e da maior parte dos direitos humanos. (5) Processo histórico que se traduziu na obtenção gradativa da independência das colônias européias situadas na África e Ásia. 36. No século XX, as nações imperialistas europeias, enfraquecidas pelas guerras mundiais e por problemas internos, começaram a enfrentar a luta por independência de suas colônias afro-asiáticas. Algumas colônias escolheram o confronto direto, enquanto outras, como a Índia, seguiram o caminho da desobediência civil liderado por Gandhi para enfrentar o poder britânico. a) Como a Segunda Guerra Mundial influenciou o processo de descolonização? Influenciou através do enfraquecimento das metrópoles e do surgimento da Guerra Fria. b) O que foi o movimento de desobediência civil na Índia? Foi o movimento de resistência criado por Gandhi em que os hindus se recusaram a obedecer as ordens dos ingleses. 37. Denomina-se descolonização o processo, ocorrido sobretudo nas décadas de 1950-1960, que colocou fim aos impérios coloniais europeus. a) Indique uma causa da descolonização. Enfraquecimento das grandes potências coloniais (Grã-Bretanha e França) em decorrência da Segunda Guerra Mundial. b) Relacione descolonização e Guerra Fria. Tanto os Estados Unidos como a URSS apoiaram o processo de descolonização, como forma de ocupar os espaços deixados pelas ex-metrópoles, no contexto da disputa pela hegemonia mundial entre as duas superpotências (Guerra Fria). 38. Analise a figura a seguir Esta foto de Huynh Ut, chamada de The Terror of War (O Terror da Guerra), ganhou o Prêmio Pulitzer em 1973 e tornou-se uma das célebres imagens do século XX, ao mostrar a menina Kim Phuc fugindo durante um ataque americano na Guerra do Vietnã. Com base na fotografia e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir.

I. A Guerra do Vietnã foi a primeira a ter cobertura televisiva em tempo real, transmitida diretamente das frentes de batalha. II. A imprensa contribuiu para a revolta da opinião pública americana, ao divulgar imagens da guerra e oferecer espaço aos movimentos pacifistas.

III. The Terror of War documenta a dor e o desespero dos sul-vietnamitas após o uso, pelos americanos, de armas químicas como o napalm. IV. A superioridade tecnológica norte-americana e o apoio dos camponeses, enriquecidos sob o domínio colonial francês, foram decisivos para a vitória dos EUA na Guerra. Estão corretas apenas as afirmativas: a) I e IV. IV. 39. Leia os versos do folheto de cordel. Além de tudo o patrão Não deixa o pobre criar Uma cabrinha leiteira Para os filhos sustentar Quer criar ele não deixa Pede leite ele não dá Se o camponês discordar Dessa vida desgraçada Vê do dia para a noite Sua casa destelhada Seus troços jogados fora E a lavoura arrancada. Uni-vos homens do campo Na vossa associação Até conseguir um dia Completa libertação Ela está dependendo Da vossa organização... b) II e III. c) II e IV. d) I, II e III. e) I, III e

Em meados dos anos 50, vários países agruparam-se no que se chamou Terceiro Mundo. Assinale as proposições CORRETAS em relação a esse movimento. (01) O ponto de partida para a organização do Terceiro Mundo foi a Conferência de Bandung (1955). (02) Os países de Terceiro Mundo definiram-se como não-alinhados em relação às Superpotências. (04) Os países da Europa Meridional ingressaram no grupo do Terceiro mundo. (08) Os países do Terceiro Mundo condenaram a segregação racial e o colonialismo. (16) A maioria dos países novos, surgidos com o processo de descolonização afro-asiático, identificou-se com o Terceiro Mundo. Soma (27)

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful