You are on page 1of 124

Digitalizado e revisado em 24/06/2009

dricalana34@gmail.com

Coleção GRAÇA DE DEUS


O PODER DISPONÍVEL DO LOUVOR
ORIGINAL:
"The Untapped Power in Praise"
Kenneth Hagin Ministries
P. O.Box50126
Tulsa, OK 74150-0126
EDIÇÃO:
GRAÇA EDITORIAL
Caixa Postal 1815
Rio de Janeiro - RJ
Tel: (021) 591-2344 / 594-0375
Traduzido do Original em Inglês "The Untapped Power in Praise"
Por Gordon Chown
Editoração Eletrônica: Uma Martins

DIREITOS
RESERVADOS
índice
1. A Cura Mediante o Louvor..............................................................7
2. Seus Jericos Espirituais................................................................29
3. O Louvor: Um Modo de Vida!-........................................................51
4. O Louvor Libera a Sua Fé em Deus..............................................71
5. Obtendo a Plena Medida da Bênção de Deus...............................91
6.O Louvor: Um Reservatório de Poder.........................................125
Capítulo 1 A Cura Mediante o Louvor
Muitas "curas" para as enfermidades da humanidade têm sido elabo-radas pelos homens e
administradas aos homens no decurso das eras. Curas de vários tipos e categorias, desde os
remédios caseiros antiqua-dos ale às curas mais sofisticadas dos tempos modernos, têm sido
elogiadas como soluções maravilhosas para todas as enfermidades da humanidade.
Há vários anos, por exemplo, ouvi falar de uma "cura" que é referida como "a cura mediante o
andar descalço." Os proponentes dessa cura declaravam que se as pessoas andassem
constantemente descalças - na chuvaou no sol, no granizo ou na neve - todos os tipos de
enfermidades seriam aliviadas! Acreditavam que andar descalço fornecia uma cura constante que
protegeria as pessoas contra todos os tipos de doenças ou enfermidades!
LI, certa vez, um artigo a respeito de outra cura chamada "a cura
mediante os banhos de lama." Nesse artigo, havia fotografias de banhos
de lama que, alegadamente, até mesmo curavam a depressão! Pelo jeito
de algumas pessoasfalarem, parecia que um banho de lama curaria todas
as aflições- desde o resfriado até ao câncer!
Durante os primeiros dias dos Estados Unidos, os homens dos "re-
médios atravessaram o país, mascateando garrafas de "cura-tudo ma-
ravilhoso" que alegadamente curariam praticamente todos os males que afligiam a humanidade.
Desde quando o mundo existe, as pessoas sempre têm procurado elaborar as supostas "curas
maravilhosas" de várias formas e tipos que, supostamente, curariam milagrosamente a
humanidade de todas as doenças e enfermidades, dores e sofrimentos, desconforto e aflição.
No decurso das eras, as pessoas têm procurado panacéias milagrosas para curar todas as suas
doenças e enfermidades, suas dores e desgostos. Hoje em dia, as pessoas no mundo inteiro estão
buscando ajuda e alívio no meio da dor e do sofrimento, e muitas delas chegaram a gastar
milhares de dólares na busca da cura dos seus padecimentos. AJBíblia, porém, nos conta a
respeito de uma cura que nada custa! Oj?reçjojlesta cura foi pago por outra pessoa!
A verdade é que esta cura foi a mais cara de todas, porque custou ao Senhor Jesus Cristo, o Filho
de Deus, a Sua própria vida. A morte e a ressurreição de Cristo forneceu-lhe uma cura que nada
custa! E se você aplicar fielmente essa cura, ela funcionará todas as vezes. Ojiomejiessa
A maior cura conhecida à humanidade acha-se no louvor a Deus. O maior livramento conhecido
para os homens está dentro do alcance de todo crente que vive nesta Terra- e é recebido quando
louvamos a Deus com um coração sincero de amor e gratidão!
A Dra. Lilian B. Yeomans, no seu livro A Cura Celestial, conta a história de uma mulher
que foi para a China como missionária há muitos anos, quando a China estava aberta para a
pregação do Evangelho. Essa missionária contraiu com varíola. Naqueles dias, não existia
cura para essa doença, de modo que os médicos pouca coisa conseguiam fazer por ela. Se uma
pessoa contraísse varíola naqueles tempos, não havia esperança - a pessoa simplesmente
morria. Era uma doença fatal. Essa missionária ficou de quarentena no seu quarto, e as
manchas feias da varíola cobriam o seu corpo desde as plantas dos pés até o alto da cabeça.
Ali ficou, ferida de enfermidade mortal, quase sem assistência médica, indigente num país
distante, e praticamente abandonada para morrer. Não sabia o que mais fazer, pois não existia cura,
de modo que começou a buscar com fervor ao Senhor.
O Senhor sempre recompensa a quem O busca com diligência, e Ele sempre atende a oração
sincera, cheia de fé, de modo que Ele lhe falou e lhe mandou louvá-Lo pela Sua fidelidade em
cumprir a Sua própria Palavra. Em seguida, Ele lhe mostrou uma visão de duas cestas. Uma
cesta continha a provação e a aflição - a varíola. Aquela cesta estava cheia.
A outra cesta continha os louvores que ela prestava a Deus, e aquela cesta estava apenas pela
melade. O Senhor disse a ela que a cesta dos louvores precisava ficar cheia de louvores, ao
ponto de pesar mais do que a cesta das provas e provações. E, ao ficar cheia a cesta de louvores,
seria manifestada a sua cura.
E essa missionária, deitada no seu quarto de quarentena, começou a louvar e adorar ao Senhor, de
dia e de noite, com grande fervor. Todos temiam pela vida dela, e pensavam que os louvores
audíveis que provinham do seu quarto não passavam de expressões de delírio. Mas, a despeito
de toda a oposição, continuava a louvar a Deus.
Louvava a Deus de todo o coração; nada fazia senão louvar ao Senhor. Ela O louvava pela Sua
grandeza. Ela O louvava por tudo quanto Ele já fizera por ela. Louvava-O pela Sua fidelidade
à Sua Palavra. Louvava-0 pela cura que receberia. Louvava a Deus, e louvava a Deus, elouvava
a Deus.
Qual foi o resultado de tantos louvores sinceros e dedicados? Finalmente, depois de vários dias de
louvores sinceros, o Senhor mostrou-lhe que já estava cheia a cesta de louvores! Ela saiu andando,
completamen-te curada, daquele quarto de quarentena! Sua pele era tão macia e límpida como
a de uma criança; nenhuma mancha da varíola existia mais no seu corpo.
Antes de essa missionária começar a sua "cura mediante o louvor," seu corpo tinha ficado
totalmente coberto pelas manchas da varíola! Você pode imaginar tal coisa? O corpo coberto de
varíola, mas, mediante o louvor fervoroso e sincero, saiu andando daquele quarto, totalmente
curada! Tinha feito a cura mediante o louvor.
Súplicas vs. Ações de Graças
Existe uma anedota humorística que demonstra como ao homem faltam gratidão e louvor
genuínos. Segundo essa historieta, dois anjos visitavam a terra todas as manhãs. E, nesse conto,
cada um dos dois anjos levava uma cesta, e andava pela terra enchendo essa cesta. A cesta de um
dos anjos era para coletar pedidos, e a do outro anjo era para coletar agradecimentos.
Não demorava muito para a cesta dos pedidos ficar cheia e transbordar. Mas, no fim do dia,
quando esses dois anjos voltavam ao Céu, o anjo com a cesta dos agradecimentos tinha
meramente uns dois ou três "muito obrigado" na sua cesta.
Fica claro que isso não passa de uma estória, uma ilustração; por mais válida que seja a verdade
ilustrada, o próprio evento não tem nenhuma comprovação bíblica. Mas não duvido que aponta
certa culpa de muitos cristãos: são grandiosos nas suas petições, e ficam devendo quanto ao
louvor.
Se a raça humana tão-somente compreendesse o poder de Deus que é liberado na oração, creio
que aquela situação seria invertida: seríamos grandiosos nos nossos louvores a Deus, e
provavelmente não teríamos que Lhe fazer tantos pedidos!
A Cura Mediante o Louvor 11
A Cura Divina
A cura mediante o louvor - a cura da parte de Deus - é uma cura que nunca fracassa em nenhuma
circunstância ou situação. E é tanto agradável quanto eficaz. O que há de incomum nesta cura é,
ainda, que à medida que você aprende a aplicá-la, ela sempre funcionará - e não precisa pagar
nada!
A razão por que essa cura é tão eficaz, e seus resultados tão garantidos, é porque se baseia na
Palavra de Deus! A curai pelo louvor foi comprada e efetivada pelo sangue do Senhor Jesus
Cristo no Calvário,
quando Ele, na Cruz, pagou o preço da nossa redenção.
Mesmo no Antigo Testamento, porém, Deus começou a ensinar aos Seus filhos a respeito
da cura mediante o louvor, com seus respectivos benefícios. Precisamos examinar algumas
das vitórias poderosas que os filhos de Israel experimentaram como resultado de louvarem a
Deus. A Bíblia diz que as coisas que os israelitas experimentaram foram exemplos registrados
para a nossa admoestação e benefício (1 Co 10.11).
Vamos ver o que Deus ensinou aos filhos de Israel a respeito da Sua
capacidade de realizar façanhas poderosas em favor deles pela cura mediante o louvor.
Durante o reinado de Josafá, rei de Judá, os inimigos de Israel sublevaram-se para
destruir a nação. Os reis de Moabe e de Amom reuniram-se e ajuntaram os seus exércitos
para atacarem Josafá e os ,filhos de Israel.
2 CRÔNICAS 20.1-4
1Depois disto, os filhos de Moabe e os filhos de Amom, com alguns dos amonitas, vieram à
peleja contra Josafá.
2Kntão vieram alguns que avisaram a Josafá, dizendo: Grande multidão vem contra ti
dalém do mar e da Síria...
3Kntão Josafá teve medo e se pôs a buscar ao SENHOR; e apregoou jejum em todo o Judá.
4 Judá se congregou para pedir socorro ao SENHOR; também de todas as cidades de Judá
veio gente para buscar ao SENHOR.
Quando os moabitas, os amonitas e os edomitas ("os do monte Seir" - v. 22) vieram contra os
israelitas para tentar aniquilá-los na batalha, os israelitas e o rei Josafá tiveram muito medo. Josafá
proclamou um jejum na totalidade da região de Judá, porque os israelitas sabiam que não tinham
condições de resistir ao inimigo. A nação inteira de Israel começou a orar e a buscar a face de
Deus, pedindo o livramento.
Quando todos os israelitas estavam reunidos para buscarem o Senhor, Deus lhes falou através de
Jaaziel. Em 2 Crônicas 20.15-17, vemos o Senhor dando aos israelitas as Suas instruções e a
Sua estratégia para vencer o inimigo. Sem a ajuda de Deus, os israelitas ficariam totalmente
derrotados.
2 CRÔNICAS 20.14-19
14Então veio o Espírito do SENHOR no meio da congregação, sobre Jaaziel...
15E disse: Dai ouvidos, todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Josafá, ao
que vos diz o SENHOR. Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão,
pois A PELEJA NÃO É VOSSA, MAS DE DEUS.
16Amanhã descereis contra eles; eis que sobem pela ladeira de Ziz; encontrá-Ios-eis no fim
do vale, defronte do deserto de Jeruel.
17NESTE ENCONTRO NÃO TEREIS DE PELEJAR; tomai posição, ficai parados, e
vede o salvamento que o SENHOR vos dará, ó Judá e Jerusalém. Não temais nem vos
assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR é convosco.
18Então Josafá se prostrou com o rosto em terra; e todo o Judá e os moradores de Jerusalém
também se prostraram perante o SENHOR e o adoraram.
19 Dispuseram-se os levitas, dos filhos dos coatitas e dos coreítas, para louvarem ao
SENHOR Deus de Israel, em voz alta sobremaneira.
A Bíblia diz que o Senhor é poderoso na batalha (SI 24.8), de modo que ninguém poderá
conhecer a estratégia militar melhor do que Jesus Cristo, o Comandante Supremo! O que é que o
Senhor mandou os israelitas fazer?
Ele os mandou convocar seus soldados mais valentes e reunir suas armas mais poderosas? Não;
Ele lhes falou algo que não fazia o mínimo lentido para a mente natural.
A Batalha é do Senhor!
Deus lhes disse que eles não precisariam lutar de modo nenhum na batalha, pois a batalha
pertencia a Ele! (Quem dera que os cristãos dos nossos dias aprendessem essa mesma lição!)
Em seguida, em 2 Crônicas 20.16, Deus até mesmo avisou os israe-litas exatamente onde
descobririam o inimigo: ... eis que sobem pela ladeira de Ziz; enconlrá-los-eis no fim do vale,
defronte do deserto de Jeruel.
Se, porém, os israelitas não iriam lutar contra o inimigo, o que foi iam, indo para aquele
local? Qual seria o propósito daquele vasto exército israelita ir para lá ao encontro do inimigo,
se não era para lutar?
O v. 17 nos oferece um indício daquilo que os israelitas deviam fazer: O Senhor dissera através de
Jaaziel: ... tomai posição, ficai parados... Em outras palavras: o Senhor estava mandando os
israelitas simplesmente tomarem posição. Qual era a sua posição? Devia ser uma atitude de
louvor!
Como sabemos disso? Olhe o que o Senhor revelou a Josafá:
2 CRÔNICAS 20.20,21
20Pela manhã cedo se levantaram e saíram ao deserto de Tecoa; ao saírem eles, pôs-se
Josafá em pé, e disse: Ouvi-me, ó Judá, e vós, moradores de Jerusalém! Crede no
SENHOR vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas, e prosperareis.
21Aconselhou-se com o povo, e ordenou CANTORES para o SENHOR, que, vestidos de
ornamentos sagrados, e MARCHANDO À FRENTE DO EXÉRCITO, LOUVASSEM a Deus,
dizendo: RENDEI GRAÇAS AO SENHOR, PORQUE A SUA MISERICÓRDIA DURA PARA
SEMPRE.
Por certo, o Senhor tinha comunicado durante a noite ao rei Josafá o restante do plano da batalha,
pois quando Josafá se levantou no dia seguinte, relatou esse plano ao seu povo. Todos deviam sair
ao encontro do inimigo, tendo na boca os louvores a Deus.
Estou convicto de que Josafá estivera em muitas batalhas. Como rei de Judá, conhecia bem a
estratégia militar. Um comandante militar daquela categoria e qualidade só convocaria um coro
e o colocaria na dianteira dos seus homens de guerra se tivesse recebido um recado de Deus!
Somente Deus poderia planejar uma estratégia militar assim, e levá-la a efeito com sucesso!
Afinal de contas, na vida natural, quem já ouviu falar em marchar à batalha contra o inimigo
com cantores na sua dianteira, louvando a Deus? Qual general militar já colocou seus fortes
homens de guerra debaixo da liderança de um coro? Mas foi exatamente isso o que Deus
mandou Josafá fazer. Os israelitas tinham que tomar a posição de louvor.
É claro que, segundo o raciocínio natural, nada disso faz sentido como estratégia militar sadia.
Se, por exemplo, você já fez parte de um exército, sabe que um grupo de reconhecimento faz
primeiramente uma saída, antes das tropas de guerra, para verificar como está o terreno, e para
descobrir as posições do inimigo.
Servi no Exército dos Estados Unidos, e, no meu treinamento de infantaria, sempre enviávamos
um grupo de reconhecimento para verificar a situação do terreno e as posições do inimigo, antes
do avanço das nossas tropas principais. Sempre havia um grupo de reconhecimento para sair
antes de as tropas avançarem.
Fomos ensinados no treinamento de infantaria que a responsabilidade do grupo de
reconhecimento é espiar a situação e recolher informações - e não se envolver em nenhuma luta
contra o inimigo. Se, de fato,
0 grupo de reconhecimento fizer corretamente a sua tarefa, o inimigo
nem sequer saberá que esses espias estão na região.
O grupo de reconhecimento recolhia tantas informações quantas podia a respeito do inimigo, e
passava ao comando das tropas principais todas aquelas informações. Então, quando era para a
infantaria lançar um ataque, ela sabia a localização exata dos canhões do inimigo, e dos
esconderijos das metralhadoras e dos morteiros.
As tropas principais recebiam todos esses avisos prévios mediante as informações trazidas pelo
grupo de reconhecimento, e a infantaria conseguia, em seguida, atacar o inimigo com
inteligência e eficácia.
Mas o Senhor não empregou aquele tipo de estratégia militar na batalha contra os moabitas e os
amonitas! Jesus, o Comandante Supremo do exército dos israelitas, conhecia um jeito melhor!
Os israelitas deviam confiar em Deus para Ele travar a batalha. E os israelitas deviam
demonstrar sua fé e confiança em Deus por meio de louvá-Lo!
Além disso, o Senhor não mandou os israelitas simplesmente adota-rem uma estratégia defensiva
para meramente defender sua posição
contra o inimigo. O Senhor mandou os israelitas saírem marchando na Ofensiva contra o
inimigo, mas não para lutarl!A arma ofensiva dos israelitas contra o inimigo era o louvor] Deus
poderia ter mandado os israelitas realizarem uma reunião de oração. Ou poderia ter-lhes oferecido
muitas estratégias. Mas, ao invés disso, Ele
disse: "Não se preocupem com o inimigo. Eu vou livrar vocês. É só Me louvarem e olharem
enquanto opero!"
Ficava claro que o Senhor sabia algo a respeito de vencer o inimigo que os filhos de
Israel não sabiam. O louvor é uma arma eficaz contra o inimigo! O Senhor sabia que o
inimigo não conseguiria tolerar os louvores do povo de Deus! Posto que Deus habita nos
louvores do Seu povo (SI 22.3), o inimigo foge diante do som do louvor, porque quando
soam os louvores sinceros e fervorosos, Deus entra em cenário!
Josafá reuniu o coro dos israelitas e o enviou adiante dos fortes homens de guerra. Às vezes,
o plano de Deus nem sempre parece fazer sentido na carne, assim como não o fazia nesse
caso. Mas quando Deus nos dá o plano e nos manda o que devemos fazer, ele funcionará
todas as vezes, sem falta, por mais estranho que pareça ao homem carnal.
Quando o Senhor o mandar fazer alguma coisa, não fique dependendo do seu próprio
entendimento - é só obedecer a Ele. Primeiro: certifique-se de que é Ele quem está dando as
instruções; se for mesmo Deus quem está falando, essas instruções estarão de acordo com a Sua
Palavra. Muitas pessoas procuram executar, em Nome do Senhor, planos que não são os seus. O que
o Senhor o manda fazer sempre está em harmonia com a Sua Palavra, e sempre dá bom
resultado.
Imagine a reação dos generais de Josafá quando o rei colocou o coro na primeira posição nas
fileiras, adiante dos fortes homens de guerra, sendo que estes nem tinham licença para lutar!
Eram estes, supostamente, os homens poderosos na guerra, os heróis valentes! Alguns deles
eram veteranos calejados, marcados pela guerra, que já tinham estado em muitas batalhas; é
possível que pensassem que Josafá tinha exagerado desta vez. Mas Deus tinha um plano!
Surgiram, pois, os cantores, abrindo o caminho, cantando louvores a Deus. Uma banda musical
israelita pode ter acompanhado o coro, pois no Antigo Testamento os israelitas cantavam
alegres ao Senhor com
instrumentos musicais. Posso imaginar o exército inteiro disposto em ordem, todos em posição
de prontidão: Os lanceiros, os arqueiros, a poderosa infantaria, todos homens de valor - todos
enfileirados - e o coro indo diante do exército inteiro!
Posso ver na imaginação aquele exército israelita enorme, em posição de prontidão. O rei deu
a ordem de marchar e também cantar ao avançar em direção ao inimigo. Talvez algum tenente
velho tenha marcado a cadência de: "Marchar: Um, dois, três, quatro. Um, dois, tres, quatro."
Mas então todos começaram a cantar:... Rendei graças ao SENHOR, porque a sua
misericórdia dura para sempre (2 Cr 20.21).
Não sabemos com certeza, mas é possível que os israelitas tenham cantado o Salmo 136 ao
saírem para enfrentar o inimigo, pois aquele salmo repete o refrão: ... porque a sua misericórdia
dura para sempre. () que sabemos mesmo, no entanto, é que os israelitas engrandeceram e
glorificaram a Deus com o seu louvor.
Louvando a Deus nos Salmos
O Salmo 136 tem várias seções; a primeira parte consiste em louvor a Deus - o Deus dos
deuses - e o Grande_Criador
SALMO 136.1-9
1Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para
sempre.
2Rendei graças ao Deus dos deuses, porque a sua misericórdia dura para sempre.
3Rendei graças ao SENHOR dos senhores, porque a sua misericórdia dura para sempre;
4Ao único que opera grandes maravilhas, porque a sua misericórdia dura para sempre;
5Aquele que com entendimento fez os céus, porque a sua misericórdia dura para sempre;
6Àquele que estendeu a terra sobre as águas, porque a sua misericórdia dura para sempre;
7Aquele que fez os grandes luminares, porque a sua misericórdia dura para sempre;
8O sol para presidir ao dia, porque a sua misericórdia dura para sempre;
9A lua e as estrelas para presidirem à noite, porque a sua misericórdia dura para sempre.
Essa primeira seção do salmo enaltece o grande Deus Jeová. Os filhos de Israel dedicavam
bastante tempo a agradecer a Deus por causa de Quem Ele é - o Deus dos deuses e o Senhor dos
senhores. A Ele louvavam porque Ele é o grande Deus que colocou o sol, a lua e as estrelas nos
seus devidos lugares, e que criou o vasto universo e tudo quanto nele existe. Na segunda parte
deste salmo, os filhos de Israel louvavam o Deus dos deuses e o Senhor dos senhores pelo Seu
grande poder libertador ao livrar seus antepassados da escravidão no Egito. Os israelitas louvavam
a Deus pela fé, por aquilo que Ele estava para fazer por eles, baseado naquilo que Ele já fizera
por eles, e naquilo que eles sabiam a respeito da Sua fidelidade.
Os cristãos hoje precisam aprender uma lição com isso! Nossa fé pode ser encorajada por meio
de olhar para trás, para aquilo que Deus já tem feito em nosso favor, e para as vitórias que Ele já
nos deu.
SALMO 136.10-15
10Aquele que feriu o Egito nos seus primogênitos, porque a sua misericórdia dura para
sempre;
11E tirou a Israel do meio deles, porque a sua misericórdia dura para sempre;
12Com mão poderosa e braço estendido, porque a sua misericórdia dura para sempre;
13Àquele que separou em duas partes o Mar Vermelho, porque a sua misericórdia dura
para sempre;
14E por entre elas fez passar a Israel, porque a sua misericórdia dura para sempre;
15Mas precipitou no Mar Vermelho á Faraó e ao seu exército, porque a sua misericórdia
dura para sempre.
Tente imaginar aquele exército israelita avançando contra o inimigo, cantando em coro:... porque
a sua misericórdia dura para sempre.
Enquanto marchavam e cantavam, a distância a ser percorrida devia ter parecido nada para eles,
inspirados pela cadência do cântico. Se você já serviu no exército e marchou, sabe muito bem
como o cântico tira seus pensamentos da distância percorrida e da caminhada que ainda está
pela frente!
Quando servi no exército, e tive que marchar, achei mais fácil cantar durante a viagem, pois então
não fiquei pensando no peso da bagagem nas costas e na minha canseira. Era só começar a
focalizar a atenção no ritmo do cântico, e meus passos se sentiam mais leves ao captarem a
cadência da música. Assim, conseguia marchar uns 30 km. antes de perceber o fato!
Imagino que, quanto mais perto os israelitas ficavam do arraial dos inimigos, tanto mais alegres
ficavam, porque estavam arrebatados no louvor e adoração ao Senhor.
Na terceira parte do Salmo 136, o salmista relata as vitórias que Deus tinha dado a Israel, e
enaltece a Deus pela Sua grandeza.
SALMOS 136.16-26
16Àquele que conduziu o seu povo pelo deserto, porque a sua misericórdia dura para
sempre;
17Aquele que feriu grandes reis, porque a sua misericórdia dura para sempre;
18E tirou a vida a famosos reis, porque a sua misericórdia dura para sempre;
19A Seom, rei dos amorreus, porque a sua misericórdia dura para sempre;
20E a Ogue, rei de Basã, porque a sua misericórdia dura para sempre;
21Cujas terras deu em herança, porque a sua misericórdia dura para sempre;
22Em herança a Israel, seu servo, porque a sua misericórdia dura para sempre;
23A quem se lembrou de nós em nosso abatimento, porque a sua misericórdia dura para
sempre;
24E nos libertou dos nossos adversários, porque a sua misericórdia dura para
sempre;
25E dá alimento a toda carne, porque a sua misericórdia dura para sempre.
26Oh! Tributai louvores ao Deus dos céus, porque a sua misericórdia dura para
sempre.
A terceira parte do Salmo 136 exalta ao Senhor porque levou os filhos de Israel à Terra de
Canaã, a Terra Prometida deles. Louvavam a Ele por todas as grandes vitórias que Ele lhes dera
na vida. A Ele louvavam, também, porque Ele entregara o inimigo nas suas mãos.
Existem, dentro desse Salmo 136, muitos princípios válidos para os cristãos hoje, no tocante à
adoração. JDeyemos louvar e adorar a Deus por causa de quem Ele é, e devemos louvar aEle por
aquilo que tem feito por nós. Contar de novo a respeito das vitórias que recebemos de Cristo será
o maior encorajamento para crermos que Deus vai nos ajudar nas nossas circunstâncias atuais.
Quando a depressão procurar agarrá-lo, e você começar a experimentar provações e ficar tentado a
desanimar, faça urria pausa para refletir a respeito de quem Deus é. Reflita sobre o Deus do
universo que criou a Terra e as estrelas e os planetas. Concentre sua atenção na grandeza de
Deus, e procure imaginar quão grande Ele realmente é. Então louve-O e O agradeça, porque Ele é
grande o suficiente para atender a todas as suas necessidades!
Conte de Novo as Suas Vitórias
Então passe em revista o que Deus fez por você. Olhe para todas as vitórias que Ele lhe deu, e
dê-Lhe louvor e honra e glória por elas. Quando você relembra suas vitórias em Deus, está
pronto para O louvar e agradecer pelas vitórias que lhe está dando agora mesmo - ainda que você
apenas as enxergue com os olhos da fé.
Enquanto os israelitas marchavam e cantavam, devem ter passado em revista as vitórias que Deus
lhes concedera, cantando a respeito de como o Senhor tinha derrotado em favor deles grandes
reis, e livrado nações em suas mãos em tempos passados.
E, enquanto os israelitas marchavam e louvavam a Deus - saindo para ganhar uma batalha que
nem travariam - e cantando as vitórias que Deus já lhes dera -, tornava-se forte a sua fé no Senhor!
É exatamente assim que nos acontecerá se louvarmos a Deus quando nos virmos diante de
dificuldades - a nossa fé ficará forte! Não precisaremos travar as nossas próprias batalhas!
Dependeremos do Senhor para lutar em nosso lugar!
Vejo mentalmente os cantores israelitas proclamando com ousadia: "Deus nos redimiu dos
nossos inimigos, pois a Sua misericórdia dura para sempre. Não tememos nenhum inimigo, pois
o nosso Deus luta em nosso favor! A batalha não é nossa - é de Deus!"
A Estratégia Militar do Senhor
Vamos ver até que ponto revelou-se ser eficaz a estratégia militar do Senhor, que consistia no
louvor!
2 CRÔNICAS 20.22-25
22 Tendo eles começado a CANTAR e a DAR LOUVORES, PÔS O SENHOR
EMBOSCADAS contra os filhos de Amora e de Moabe, e os do monte Seir que vieram
contra Judá.e FORAM DESBARATADOS.
23Porque os filhos de Amom e de Moabe se levantaram contra os moradores do monte
Seir, para os destruir e exterminar; e, tendo eles dado cabo dos moradores de Seir,
AJUDARAM UNS AOS OUTROS A DESTRUIR-SE.
24Tendo Judá chegado ao alto que olha para o deserto, procurou ver a multidão, e eis que
eram corpos mortos que jaziam em terra, SEM NENHUM SOBREVIVENTE.
25Vieram Josafá e o seu povo para saquear os despojos, e acharam entre os cadáveres
riquezas em abundância e objetos preciosos; tomaram para si mais do que podiam levar, e
três dias saquearam o despojo, porque era muito.
Enquanto aqueles cantores iam adiante do exército israelita, louvando ao Senhor e adorando-
0 na beleza da santidade, os inimigos, conforme nos conta a Bíblia, voltaram-se contra si
mesmos e se destruíram!
Exatamente um dia antes, os israelitas tremiam por causa do inimigo, mas porque obedeceram ao
Senhor e entraram em harmonia com o plano dEle, o inimigo foi totalmente derrotado. Havia, na
realidade, tantos despojos de guerra para levar, que os israelitas levaram três dias para colher
todos os objetos de valor!
Não sabemos como Deus levou os inimigos a lutarem uns contra os outros. Como mera
especulação, sugiro que Deus fez os inimigos ouvirem os israelitas cantando a respeito do grande
Deus de libertação, e das Suas poderosas conquistas na batalha. É possível que isso tenha provo-
cado tanto pânico entre os inimigos que, na sua confusão, voltaram-se uns contra os outros.
Outra possibilidade é que Deus usou um imenso microfone "celestial" e amplificou o som dos
cantores israelitas com enormes alto-falantes "sobrenaturais," de modo que quando os inimigos
ouviram o som, parecia uma grande hoste de gente. Talvez os inimigos tenham dito:
Não temos nenhuma chance de vitória!" e tenham começado a discutir e brigar entre si, até se
eliminaram mutuamente.
O que sabemos mesmo é que, quando os israelitas se aproximaram do arraial do adversário,
nenhum soldado inimigo estava com vida. Atcabara-se a luta! O Senhor fizera exatamente o
que prometera que faria. O Senhor travara a batalha em favor dos israelitas. Os filhos de Israel
nem sequer precisavam desembainhar as espadas! A batalha era doSenhor, e a vitória era do
Senhor! Ora, essa é uma boa estratégia!
O que os cristãos dos nossos dias podem aprender desse relato? Entre outras coisas: Deus
sempre está do lado dos Seus filhos. Não Importa se se tratava dos filhos de Israel que viviam
segundo a Antiga Aliança, ou dos Seus filhos nascidos de novo segundo a Nova Aliança hoje,
Deus sempre ajuda os Seus filhos! Ele sempre vem para nos livrar.
Satanás, o inimigo de Deus, está no mundo hoje (2 Co 4.4). Preocura vir contra a Igreja
do Senhor Jesus Cristo a fim de destruí-la totalmente. Mas a Bíblia diz que nenhuma arma
forjada contra nós prosperará (Is 54.17). A batalha não é nossa - não precisamos travar noisas
próprias batalhas na vida. Deus diz que Ele travará nossas bati ilhas em nosso favor!
Satanás Está Derrotado
Além disso, o Senhor já derrotou Satanás na Cruz. Se, portanto,
deixássemos de engrandecer a Satanás e de dar tanto crédito a ele, e se
nos focalizássemos no Deus que opera milagres, e que luta em nosso
favor, veríamos com os próprios olhos as vitórias pelas quais ansiámos!
Se o diabo tem tentado bombardeá-lo com tentações, testes e provações, lembre-se de que a
batalha não é sua - é de Deus! Você não precisa lutar" contra Satanás. É só se manter firme
com a Palavra de Deus, e então começar a louvá-Lo porque Ele está realizando em seu favor o
que Ele lhe prometeu na Sua Palavra (Rm 4.21; Hb 10.23).
Haverá circunstâncias na vida que lhe parecerão impossíveis. Mas se é para você permanecer
firme e inamovível na Palavra de Deus, e confiando que Ele travará todas as batalhas em seu
favor, precisará aprender o poder que existe no louvor.
Aprenda a dar a Deus o louvor e a glória no meio de toda a circunstância que se constitui em
provação - antes mesmo de se alterarem aqueles obstáculos e circunstâncias! Louve e
glorifique a Deus por aquilo que Ele lhe tem prometido na Sua Palavra - embora você não
consiga ver nenhuma mudança nas suas circunstâncias, pois assim é a fé! E a fé sempre
conquista a vitória (1 João 5.4)!
Se sabe que está em Cristo, e o diabo começa a atacá-lo, você pode endireitar os ombros e
começar a marchar como um verdadeiro soldado de Deus, com o capacete da salvação
intacto, e com o escudo da fé levantado ao alto. Você pode proclamar com ousadia as promessas
de Deus, cantando e louvando a Deus com confiança na vitória, e prevalecerá!
Veio a hora para a Igreja, o exército do Senhor, começar a avançar marchando e louvar a Deus!
Está na hora de louvarmos a Deus como maneira de enfrentar as crises que o diabo procura
lançar contra nós!
Louve a Deus a Despeito das Circunstâncias
Precisamos aprender a louvar e glorificar a Deus diante de todos os obstáculos antes de vermos a
vitória. Se aprendermos a louvar a Deus, veremos a vitória em todas as ocasiões, não importa de
quão desoladoras as circunstâncias pareçam.
Não estou dizendo que devemos louvar a Deus pela provação ou pela enfermidade ou pela
tentação que Satanàs procurar lançar contra nós. Não acredito que a Bíblia diga que devamos
louvar a Deus porque não temos dinheiro para pagar as nossas contas ou porque não
conseguimos alimentar a nossa família.
Você não louva a Deus pelas circunstâncias malignas; você louva a
Deus a despeito dessas circunstâncias. O enfoque não recai sobre louvar a Deus pela
enfermidade ou doença, pela provação ou tentação; o enfoque recai em louvar a Deus
independentemente do que acontecer, porque você confia nEle para levá-lo à vitória.
Você deve louvar a Deus pela fé, pois Ele ja lhe deu o livramento. A fé é louvar a Deus antes de
ver o poder divino da libertação demonstrado visivelmente em seu favor. Foi exatamente assim
que fizeram os filhos de Israel, e foi por isso que foram bem-sucedidos.
Mas quando os filhos de Israel saíram para enfrentar o inimigo, simplesmente louvaram a Deus;
nada pediram. Veja bem: quando a sua vida está em jogo, você se certificará de que está fazendo
exatamente conforme Deus mandou, e vai mesmo fazê-lo de todo o coração! E Deus dissera aos
israelitas que sua vitória achava-se no louvor!
Muitos cristãos hoje em dia pensam que louvar a Deus consiste apenas em falar, da boca para
fora: "Louvado seja Deus," "Louvado seja Deus," algumas vezes. Em seguida, quase de imediato,
voltam a exigir: "Senhor, dá-me, dá-me, dá-me"! Mas não é esse o tipo de louvor que convida
Deus a agir!
Uma Saída da Depressão
Da próxima vez que a depressão procurar vir a você, ou as circunstâncias começarem a se
avolumar em seu redor, procurando soterrá-lo, não se encurve para aceitar a derrota! A melhor
maneira de se livrar da depressão é cantar louvores a Deus. Você não precisa ficar sempre
pedindo que Deus o liberte. A Bíblia diz que as promessas de Deus são "sim" e "amém" (2 Co
1.20). Comece, portanto, a louvar a Deus quando as circunstâncias procurarem vencê-lo. A
depressão e a opressão do inimigo não poderão permanecer na sua vida quando o seu coração
estiver cheio de louvor.
Às vezes, nas circunstâncias medonhas, as pessoas falam: "Vamos convocar um jejum!
Precisamos orar a noite inteira para Deus nos
ouvir!" Não, nada disso! É só anunciar uma "reunião de louvor," mesmo se você está sozinho,
e começar a louvar de todo o coração ao Senhor.
Já que Deus, no Antigo Testamento, conseguiu derrotar o inimigo com os louvores dos filhos de
Israel - pessoas que não nasceram de novo - imagine o que Ele poderá fazer com os louvores
dos Seus filhos nascidos de novo! Aprenda a lição do louvor! Veja essa batalha que os israelitas
ganharam mediante o louvor, e ponha em prática a lição!
Aprenda a cantar os louvores de Deus quando o inimigo tentar atacá-lo. Sem dúvida, você
deve assumir autoridade sobre o inimigo em Nome de Jesus, mas, feito isso, deve focalizar
toda a sua atenção no Senhor, louvando-O. À medida que fizer assim, o diabo terá que fugir
de você.
Creio que há uma "cura" que podemos receber da parte de Deus, através de O louvarmos e
adorarmos. Realmente, creio que poderemos atingir o nível mais alto da fé e da vitória à medida
que aprendermos a louvar e adorar continuamente a Deus como maneira normal de viver,
independentemente das nossas circunstâncias, p^^JmrvojjnajitéiiLa nossa atenção
focalizada em Deus.
Tome a Sua Posição de Louvor
Se o diabo andou procurando bombardeá-lo com tentações, testes e provações, faça o que Deus
mandou os israelitas fazerem! Tome a sua posição de louvor! Deus está lhe dizendo a mesma
coisa que Ele disse a Israel em 2 Crônicas 20.15-17: "Não tenham medo! A batalha não é de
vocês, é Minha! Firmem-se na Minha Palavra e Me louvem. Cuidarei de vocês, se vocês
confiarem em Mim!"
Reconheça que as provações podem ser vencidas e as vitórias ganhas por meio de louvar e adorar
a Deus. Você pode receber a cura por meio de louvar e adorar a Deus, pois o louvor e a adoração
são a linguagem da fé. E a Palavra de Deus diz que a cura já nos foi provida (Is 53.5; 1 Pe 2.24;
Mt 8.17). Você pode receber da parte de Deus tudo quanto a
Palavra lhe promete, simplesmente por meio de pôr em prática a sua fé na Palavra e louvar e
agradecer a Deus.
No mundo de hoje, parece que muitos cristãos estão falando a respeito do diabo e
engrandecendo o que ele está fazendo, mais do que estão engrandecendo a Deus e aquilo que
Ele está fazendo! Glorificam 0 diabo por meio de contar constantemente o que ele está fazendo
na vida deles! Não me importo com aquilo que o diabo está fazendo; eleja foi derrotado por Jesus
Cristo. Quero saber o que Deus está fazendo na torra hoje.
Outros cristãos têm tanta consciência do diabo e tanto medo do
inimigo que sempre estão tentando passar desapercebidos diante dele,
or assim dizer! E se algum dia realmente louvam ao Senhor, é com
sussurros quietos, pois têm medo de que o diabo vá escutar! Mas é
justamente ele que deve escutar o povo de Deus louvando ao Senhor!
A "Terra de Canaã"do cristão é tomar posse nesta vida daquilo que já nos_pertence
legitimamente em Cristo. Tomar posse da nossa herança em Cristo é espiritualmente muito
semelhante à tomada de posse da erra de Canaã, fisicamente, para os filhos de Israel.
Em outras palavras, gigantes físicos opunham-se aos filhos de Israel; os "gigantes" espirituais
procuram opor-se a nós. Aqueles "gigantes" espirituais, no entanto, já foram derrotados no
triunfo de Jesus sobre eles na Cruz (Cl 2.15).
A Terra de Canaã não tipifica o Céu, pois ali não existem batalhas contra gigantes, nem cidades
para serem conquistadas, nem reis para lerem derrotados. A terra de canaã tipiofica a vida
do cristão embaixo, na terra. Aqui, nesta vida, temos que travar batalhas e vencer gigantes. Mas
não existe nenhum poder do inimigo que consegue ficar firme contra você se tiver aprendido a
tomar posição na Palavra de Deus e louvá-lo!
Avance com os louvores a Deus na sua boca! Não olhe para o "gigante" - a tentação ou
provação - que se coloca no seu caminho,
ameaçando-o e procurando impedir que tome posse das promessas de Deus para a sua vida.
Olhe somente para Deus e para a Sua Palavra. Louve-O, porque Ele é poderoso para cumprir o
que lhe tem prometido (Rm4.21).
Lilian B. Yeomans, M.D., Healingfrom Heaven ("A Cura Celestial"), (1926; Spring-field, Missouri: Gospel
Publishing House, 1973), págs. 57, 58.
Capítulo 2 Seus Jericos Espirituais
Jericó foi a primeira batalha que os israelitas travaram depois de atravevessarem o Jordão para
entrarem na sua Terra Prometida e tomarem posse dela. Deus voltou a dar aos Israelitas o plano
para conquistar essa c idade e vencer essa batalha sem combates militares! Essa batalha,
tanbém, devia ser ganha com os altos louvores a Deus na boca, e com um brado de vitória!
JOSUÉ 6.1-5
1Ora Jericó estava rigorosamente fechada, por causa dos filhos de Israel: ninguém saía
nem entrava.
2Então disse o SENHOR a Josué: Olha, entreguei na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus
valentes.
3Vós, pois, todos os homens de guerra, rodeareis a cidade, cercando-a uma vez; assim fareis
por seis dias.
4Sete sacerdotes levarão sete trombetas de chifres de carneiros adiante da arca; no sétimo
dia rodeareis a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocarão as trombetas.
5E será que, tocando-se longamente a trombeta de carneiro, ouvindo vós o sonido dela,
todo o povo gritará com grande grita: o muro da cidade cairá abaixo, e o povo subirá
nele, cada qual em frente de si.
Jericó, a primeira cidade que os filhos de Israel tomaram para a sua possessão enquanto viajavam
para dentro de Canaã, não foi conquistada por meio de travar uma batalha! Pense nisso! Deus
mandou os israelitas marcharem em derredor de Jericó todos os dias, sem fazer nenhum barulho. Já
tinham as suas ordens de marcha, embora para a mente natural as instruções não parecessem fazer
sentido. Então, no sétimo dia, os israelitas deviam marchar em derredor de Jericó sete vezes.
No sétimo dia, enquanto os israelitas tocavam a trombeta, gritavam e louvavam a Deus, caíram
as muralhas. Os israelitas simplesmente entraram e tomaram posse daquilo que Deus lhes
promeíeral Nesta batalha, os israelitas não lutaram; simplesmente obedeceram às instruções de
Deus: gritavam e louvavam a Deus, e Deus lhes deu a vitória.
De fato, para nós, os cristãos que vivemos segundo a Nova Aliança, tomarmos posse da nossa
"Terra de Canaã," também teremos nossos Jericós espirituais que precisaremos conquistar para a
glória de Deus. Deus tem colocado desejos e alvos no coração de cada um de nós -atividades e
alvos que são da Sua vontade para a nossa vida. Todos temos os nossos Jericós que precisamos
possuir. Deus, porém, prometeu que nos dará nossos Jericós espirituais! Isso será feito pelo Seu
poder e para a Sua glória, e não por nossa própria força ou poder, e daremos a Ele todo o
louvor por causa disso!
Nossa experiência cristã na Terra é, num sentido espiritual, semelhante à vida física para os
filhos de Israel. Os israelitas lutavam contra os inimigos naturais que se avultavam como
gigantes. A nossa luta não é contra inimigos físicos, mas contra inimigos sobrenaturais que às
vezes parecem ter o tamanho de gigantes. Segundo a Nova Aliança, porém, nosso inimigo,
Satanás, já foi derrotado pelo Senhor Jesus Cristo! Basta nos mantermos firmes na vitória de
Jesus, declarando a Palavra de Deus, e louvando a Deus pelo nosso triunfo em Cristo.
Deus não prometeu que você não teria nenhum Jericó espiritual na sua vida. Mas Ele prometeu
mesmo que, através dEle, você poderá conquistar
cada Jericó espiritual, porque Ele lhe prometeu a vitória em todas as circunstâncias de vida, por
meio de Jesus Cristo (1 Co 15.57; 2 Co 2.14).
Quando, portanto, você se dá cara a cara com seus Jericós espirituais, comece a cercá-los um por
um com a Palavra de Deus: "Maior é Aquele que está em mim do que aquele que está no
mundo!" "Tudo posso em Cristo que me fortalece." "Pelas Suas pisaduras sou curado." "Sou
mais que vencedor em Cristo." "Deus sempre me promete a vitória em todas as circunstâncias!"
"Todas as minhas necessidades são atendidas segundo as riquezas em glória mediante Cristo
Jesus" (1 Jo 4.4; Fp 4.13; 1 Pe 2.24; Rm 8.37; 2 Co 2.14; Fp 4.19).
Depois de ter-se mantido firme na Palavra, passe a demonstrar a sua fé no poder de Deus
para operar milagres e para lhe dar suas legítimas posses por meio de louvá-Lo. À medida
que você louvar fervorosamente a Deus pela fé, aquelas muralhas ou obstáculos cairão diante
de você! Nenhum diabo, nenhuma circunstância maligna pode permanecer na sua presença
quando você aprende a louvar a Deus com sinceridade, de todo o coração!
Muitos cristãos precisam pedir a Deus que lhes dê mais coragem espiritual, pois quando se dão
com uma batalha espiritual, que não chega a ser uma montanha, mas apenas um montículo no
qual topam com o dedão do pé, imediatamente se sentem derrotados! E então clamam a I )eus:
"Oh, Deus! Por que deixaste que isso me acontecesse?"
Deus não introduz adversidade na vida dos Seus filhos; não é Ele que faz as coisas ruins acontecerem na
sua vida (João 10.10; Tg 1.17). A Bíblia diz que Satanás é o seu adversário (1 Pe 5.8). Deus não disse
que você não teria provas nem provações na vida, mas certamente Ele prometeu que lhe daria a
vitória em Cristo, no meio de cada prova e combate.
Mas precisará fazer segundo as instruções que os israelitas recebe
ram:...Crede no SENHOR vosso Deus, e estareis seguros... (2 Cr 20.20).
Você vai ter que crer na Palavra de Deus antes de ser estabelecido e ir
bem nesta vida! E você demonstra o que crê por meio de louvar a Deus
com absoluta confiança na Sua Palavra!
JOSUÉ 6.16,20
16 E sucedeu que, na sétima vez, quando os sacerdotes tocavam as trombetas, disse Josué
ao povo: Gritai; porque o SENHOR vos entregou a cidade... 20 Gritou, pois, o povo e os
sacerdotes tocaram as trombe-tas. Tendo ouvido o povo o sonido da trombeta e levantado
grande grito, ruíram as muralhas, e o povo subiu à cidade, cada qual em frente de si, e a
tomaram.
Quando os israelitas cercaram Jericó, tocaram as trombetas e o povo gritou com voz alta. Não
acho que aqueles israelitas deram um simples uivo sem significado! Acho que gritaram louvores
a Deus. Nenhuma barreira poderia resistir àquele poder, pois os israelitas estavam seguindo o
plano de Deus. Quando clamaram a Deus, aquelas muralhas caíram diante do poder de Deus!
Quer que as muralhasque o têm procurado prejudicar caiam diante de vo_cê, para passar por
cima e tomar posse daquilo que Deus lhe tem prometido? Comece a gritar e louvar a Deus com
voz de triunfo, porque você sabe quem é em Cristo. Grite e louve a Deus com voz de triunfo
porque você está plenamente convicto de que Deus é poderoso para cumprir aquilo que Ele tem
prometido!
Todas as vezes na vida em que se encontrar com um Jericó espiritual, não fique com medo. Você
tem a vitória em Cristo! Simplesmente comece a marchar em derredor daquelas impossibilidades
com gritos de vitória, louvando a Deus de antemão pelo seu triunfo.
A fé crê. A Fé confia. Por isso, a fé louva! Proclame com ousadia a sua fé em Deus, ainda que
haja um "Jericó" atravessando o seu caminho! 4Não se assuste com isso! Para Deus, aquilo não é
obstáculo! Demonstre a sua confiança em Deus, louvando-0 ainda antes de aquele Jericó cair
diante de você, e então veja como Deus fará a obra. Os obstáculos não poderão permanecer na
presença do povo de Deus quando os fiéis louvarem com sinceridade ao Senhor pela Sua
grandeza e pela Sua fidelidade à Sua Palavra.
Veja bem: quando aprendermos a realmente louvar a Deus com fé e confiança totais na Sua
Palavra, não teremos alguns dos problemas que tivemos no passado, quando tínhamos
dificuldade em ter fé em Deus e em receber bênçãos da parte dele. Por que isto? Porque louvar
a Deus fortalece a nossa fé. A Bíblia diz, por exemplo, que Abraão "... ficava forte e se
fortalecia na fé à medida que dava louvores e glória a Deus". (Rm 4.20 Amp.).
E notamos também em 2 Crônicas capítulo 20 que o louvor era usado como arma ofensiva na
batalha contra o inimigo, e não somente como arma defensiva. Os israelitas ganharam uma
batalha da máxima importância com a arma ofensiva do louvor e da adoração.
Já que Deus usou os louvores dos filhos de Israel para* derrotar o inimigo, sendo que os
israelitas eram meras pessoas carnais - não tinham nascido de novo pelo sangue de Jesus -
quanto mais Deus pode usar nosso louvor, o louvor de filhos e filhas nascidos de novo, para
vencer e derrotar as tramas do diabo!
É claro que o diabo vai querer jogar barreiras e bloqueios contra nossa fé, enquanto vivermos
nesta vida. Não quer que recebamos o que Deus nos tem prometido, de modo que o diabo tentará
colocar obstáculos impossíveis e barreiras impenetráveis no meio do nosso caminho. Mas
precisamos aprender a resistir-lhe, mesmo quando parece que estamos totalmente cercados
por barreiras intransponíveis.
Aquelas Barreiras Intransponíveis
Quando fiz serviço militar, o sargento-instrutor do nosso pelotão parecia deleitar-se em nos
obrigar a fazer longos treinamentos penosos na marcha. Nosso regimento era o último que faria o
treinamento com o antigo fuzil M 1. Posto que essa seria a última ocasião de alguém usar aquele
tipo de fuzil antes de se tornar obsoleto, o general resolveu organizar uma grandiosa
competição de marchas para comemorar o • evento. Um pelotão de cada companhia do
regimento de treinamento foi escolhido para participar da competição.
No dia da formatura, todos os pelotões de cada companhia tinham que marchar na competição
para ganhar o troféu do pelotão que marchava melhor. Tinham que marchar no campo das paradas
militares, diante das vistas do general, que resolveria qual pelotão seria o campeão. Nosso coronel
já nos informara que nossa companhia teria que conquistar o troféu - ou sofrer as conseqüências!
Ele queria que aquele troféu ficasse em demonstração permanente no seu escritório!
Quando começamos os nossos treinos, marchando pela primeira vez como "recrutas zero," e o
sargento-instrutor gritou: "Atenção!" pela primeira vez, ficamos todos ali em posição de
continência, mortalmente amedrontados. Da primeira vez que começamos a marchar, estávamos
tão desajeitados que praticamente nos atropelávamos nas nossas idas e vindas. Não sabíamos
marchar! Éramos recrutas xucros. Tínhamos passado exatamente uma semana e dois dias no
exército.
Depois de proclamado o concurso de passar as tropas em revista, nosso sargento-instrutor
declarou: "Este pelotão vai conquistar o troféu para o coronel no dia da formatura! Todas as
tardes, depois do jantar, e quando todos os demais estão livres, este pelotão vai sair ao campo das
paradas a fim de marchar até depois do escurecer, até aprender a marchar como soldados de
verdade!"
Por isso, marchávamos, e marchávamos, e marchávamos. No fim da tarde, depois de todos os
demais terem acabado os deveres do dia, ficávamos marchando naquele campo: "Um, dois, três,
quatro," para a frente e para trás, para a frente e para trás. Marchávamos até escurecer, e em
seguida, marchávamos ao luar! Da primeira vez que marchamos, parecíamos um agrupamento
desajeitado, sempre atropelando uns aos outros, porque não sabíamos a mínima coisa a respeito
de marchar.
Marchando durante aquelas longas horas, cantávamos quando ficávamos cansados, porque assim
nos esquecíamos da nossa grande cansei-ra. Depois de cerca de cinco semanas de marchas
intermináveis, nosso sargento instrutor disse: "Tirem as bainhas das baionetas, e as coloquem nos
seus cintos de munições."
Quando você está marchando com um agrupamento de recrutas xucros, com baionetas
desembainhadas, precisa tomar cuidado! Da primeira vez que o sargento grita: "Para trás,
marchar!" precisa esperar que todos se voltem na mesma direção no mesmo momento, ou
então, terá que abaixar a cabeça depressa! Senão, alguém vai se machucar com uma
baioneta!
Quando o sargento-instrutor deu a ordem: "Para trás, marchar!" os homens voltaram-se em várias
direções. Ouvíamos o barulho de metal contra metal, enquanto as baionetas se tocavam acima das
nossas cabeças. Nunca na minha vida fiquei tão feliz por estar na fileira da frente!
Olhei para trás, e certo recruta comentou: "Agora sei por que usamos esses capacetes de aço na
cabeça! Sem capacete, agora eu estaria nas últimas!" Outro soldado, tentando obedecer àquela
ordem, dera com a baioneta em cima da cabeça dele!
Finalmente, depois de marcharmos todas as tardezinhas, durante umas cinco semanas, o
sargento-instrutor convidou o comandante da companhia para sair ao campo e ver-nos desfilar.
Até àquelas alturas, já tinhamos ficado bastante adestrados. Quem marchou tantas horas quanto nós
marchávamos, acaba aprendendo; a boa forma, marchando em desfile, torna-se parte do
nosso ser.
Enquanto o sargento-instrutor e o comandante da companhia observavam o nosso desfile, o
sargento-instrutor que fora tão duro conosco no início teve que reconhecer: "Creio que vocês
conseguirão ganhar aquele troféu! Formam um dos melhores pelotões que já treinei. Agora vou
levar vocês marchando, para exibi-los diante dos demais!" Colocou-nos cm desfile perto de outra
companhia que estava ensaiando, e aqueles soldados davam um aspecto terrível! Pareciam do
jeito que nós éramos quando começamos a marchar pela primeira vez.
Muitas vezes, nos nossos treinos, o sargento-instrutor nos mandava marchar ao longo de certo
trecho de estrada de asfalto. Bem no fim do trecho, havia um muro de blocos de cimento, com
três metros de altura. Usualmente, o sargento-instrutor nos mandava marchar pela
estrada e, quando estávamos a uma distância de 3 ou 5 metros do muro, dava a ordem: "Para
trás, marchar!" e fazíamos a reviravolta e voltávamos marchando. Mas certa vez, queria testar
a nossa obediência. Ele nos fez descer marchando por aquela estrada de asfalto, mas sem nos
dar a ordem da reviravolta.
Enquanto nos aproximávamos com firmeza daquele muro de blocos de cimento, dava para eu ver
que não havia maneira de passar por cima dele, nem de contorná-lo. E, realmente, não havia
nenhum lugar para ir, senão dar de nariz naquele muro! Mas o sargento-instrutor não fez
nenhuma pausa na sua cadência: "Um, dois, três, quatro," enquanto nos aproximávamos cada
vez mais daquela barreira.
Continuávamos marchando: "Um, dois, três, quatro." Dei uma olhada furtiva para o homem ao
meu lado, e quando ele olhou para mim, o sargento-instrutor gritou: "Olhos para a frente!" No
mesmo instante, voltamos os nossos olhares para a frente!
Fiquei na fileira da frente, juntamente com os outros líderes do pelotão, que também provinham
do Texas. Finalmente, aquele muro estava diretamente na nossa frente. O sargento não nos deu a
ordem de "Para trás, marchar!" de modo que marchamos diretamente até o muro.
Enquanto nós quatro, da fileira da frente, ficávamos em frente do muro - com o nariz tocando
nele - cada vez que o sargento falava: "Um!" nossos joelhos esquerdos subiam e batiam no
muro. Cada vez que dava a contagem de "dois" ou de "quatro," nossos joelhos direitos subiam e
batiam no muro. Mas continuávamos marchando mesmo, forçando caminho contra o muro.
Resolvi que obedeceria àquela ordem até o muro ceder e marchássemos por cima dele, ou o
sargento nos desse a ordem: "Para trás, marchar!"
Como resultado daquela prova de obediência, cada um de nós que formávamos a fileira da
frente deixou buracos nos uniformes, e tínhamos que comprar outros! Mas recebêramos as
nossas ordens, e não titubeamos. Não sei quanto tempo passamos batendo com os joelhos
contra aquele muro, mas parecia um tempo bem longo.
Tínhamos sido treinados, pois, para continuar marchando, seja qual for
o obstáculo. Não importa o que atravessava o nosso caminho - caminhões,
automóveis, animais, fosse o que fosse - tínhamos as nossas ordens de
marcha Não devíamos parar de marchar, por qualquer motivo que fosse,
a não ser que recebêssemos ordens nesse sentido. Tendo cada um de nós o
nariz fazendo pressão contra o muro, nada mais víamos senão aquele
muro. Você fala em obstáculos intransponíveis! Mas tínhamos recebido as
nossas ordens de marcha. No fim, a disciplina daquele tipo rendeu juros,
pois conquistamos aquele troféu!
Muitas vezes, como cristãos, passamos por experiências semelhantes
na nossa vida espiritual. O inimigo coloca no nosso caminho barreiras
aparentemente intransponíveis ao marcharmos pela estrada da vida. Mas
temos as ordens que Jesus nos deu, de modo que não vamos interromper
os nossos passos! E às vezes, quando marchamos contra os muros da
adversidade, o Senhor requer de nós que fiquemos aí, marchando. Em
outras palavras, nosso dever é manter-nos firmes, empregando a Palavra
de Deus! É isso que é a obediência!
Há momentos em que será necessário aquele tipo de determinação
pai a vencer o diabo nas circunstâncias da vida. Você terá que simplesmente ficar firme mesmo
quando a oposição é esmagadora. Terá que enfrentar Satanás usando a Palavra de Deus, nem
olhando para a direita nem para a esquerda, e, mais importante ainda, nunca inter-rompendo
os seus passos dados na fé!
Ordens de Marcha do Senhor!
No meu andar cristão, Satanás tem jogado uns obstáculos aparentemente intransponíveis na
minha frente enquanto eu marcho pela estrada da vida. Mas embora Satanás tenha levantado
muros bem diante do meu rosto, sempre continuei marchando, por ter recebido as minhas ordens
de marcha da parte do Senhor.
Quando você recebe suas ordens de marcha da parte do Senhor, e vê uma barreira no seu
caminho, não pare a fim de procurar uma saída. Não procure escavar debaixo daquele obstáculo,
nem ir engatinhando para cima, nem contorná-lo. É só continuar marchando, firmando-se nas
promessas de Deus enquanto marcha. Nem sequer interrompa o ritmo ou cadência dos passos
que toma em obediência àquilo que o Senhor lhe mandou fazer. É só continuar marchando, mas
citando com diligência e com todas as suas forças a Palavra de Deus diante de cada barreira ou
obstáculo.
"Todas as minhas necessidades são atendidas conforme as riquezas de Deus na glória." "Maior é
Aquele que está em mim do que aquele que está no mundo." "Não posso fracassar com Aquele
que é Maior dentro de mim." E continue marchando.
Talvez pareça que a sua situação fique cada vez mais escura, e você sinta que está marchando para
dentro da noite. Mas se continuar marchando e louvando a Deus, ouvirá, antes mesmo de poder
esperar tal coisa, aquela barreira rachando-se, e a luz da manhã raiará para você.
Se você for diligente para tomar posição na Palavra de Deus pela fé, e dar a Deus os louvores
devidos ao Seu Nome por causa da Sua fidelidade às Suas promessas, aquela barreira não
demorará muito para cair à sua frente, e irá marchar por cima dela, como vencedor! Comece a
louvar a Deus pela Sua maravilhosa fidelidade às Suas promessas.
Louvado seja Deus, porque a Sua misericórdia dura para sempre! Nada pode impedir o avanço
de um filho de Deus quando aprende como louvá-Lo das profundezas do seu coração!
No Exército, quando estávamos colidindo com barreiras literais, tais como aquele muro de blocos
de cimento, muitas vezes descobríamos que ajudava quando cantávamos. Podíamos esquecer-nos
do fato de que nosso corpo estava cansado e dolorido, se conseguíssemos cantar e tirar a mente
das circunstâncias dolorosas.
Você, na sua vida cristã, quando achar que está com o nariz contra o muro, mas ainda está
marchando em obediência ao Comandante Celestial, comece a cantar louvores a Deus enquanto
marcha.
Cantar os altos louvores a Deus levantará o seu espírito e ajudará a colocar aquelas
circunstâncias na perspectiva certa. Cantar os louvores a Deus ajudá-lo-á a focalizar nEle a sua
atenção e levará -aquelas circunstâncias a diminuírem de tamanho por contraste com a grandeza
de Deus. O seu socorro provém do Senhor; por isso, olhe para Ele, e não para aquilo que você está
passando. Cante os louvores de Deus e erga os seus olhos para focalizar o Deus que é mais do que
suficiente, e que tem poder para salvá-lo!
Talvez haja momentos em que você seja tentado a duvidar daquilo que Deus lhe prometeu. Mas
se tão-somente se mantiver firme ~ em obediência às promessas de Deus, quando as tempestades
uivantes da dúvida e do medo procuram amedrontá-lo, e louvar a Deus no meio de toda tentação
e provação, Ele Se levantará e Se mostrará forte em seu favor. Aquele que prometeu é fiel
(Hb 10.23).
E quando o inimigo levantar barreiras em seu caminho, derrube-as mediante a Palavra de Deus!
Uma das promessas de Deus é que você é mais do que vencedor em Cristo (Rm 8.37)!
Você descobrirá que se marchar de conformidade com as "ordens de marcha" de Deus, e firmar-se
nas promessas dEle, repentinamente aquele muro - aquela adversidade que se levantou contra
você - começará a rachar-se e a desmoronar. É possível, sim, que você tenha que colocar o seu
nariz diretamente contra aquele muro, e continuar marcando passo resolutamente com a Palavra
de Deus, mas finalmente aquela barreira será forçada a ceder. Isso porque Deus promete que se
estiver andando
segundo a Sua Palavra em todas as áreas da sua vida, nenhuma arma forjada contra você
surtirá efeito (Is 54.17).
À medida que se firmar na Palavra e louvar a Deus, aquela barreira - não importa o que for -
terá que vir abaixo! Mas, lembre-se, quanto mais aumentar seu problema por meio de falar e
queixar-se a respeito, tanto maior se torna aquele problema - aquele muro! Mas a Palavra de
Deus promete que nada poderá resistir ao poder de Deus! Deus promete que você poderá marchar
para cima de toda e qualquer barreira mediante o poder do Senhor Jesus Cristo, dando a Deus
todo o louvor e glória!
Devemos marchar diretamente por cima daquelas barreiras do inimigo, acabar com os seus planos
e celebrar a nossa vitória! Nesse exército ao qual você e eu pertencemos, a vitória nos foi
prometida por nosso Comandante Supremo, o Senhor Jesus Cristo, não importa qual for a
escaramuça, confrontação, ou batalha! Olhe como as suas montanhas desaparecem quando você
começa a firmar-se na Palavra de Deus e a louvar ao Senhor pela Sua vitória e livramento na sua
vida!
Certamente as circunstâncias da vida o colocarão à prova. Você terá a oportunidade de verificar
quais são as suas qualidades. Afinal das contas, é fácil louvar a Deus quando tudo está indo bem
- quando o sol está brilhando e a brisa suave nos traz o doce aroma das flores! Mas o que você
vai fazer quando estiver em pé no convés do navio da vida, e o sol for escurecido pelas nuvens
negras da tempestade, e as ondas, açoitadas pelos ventos, levantarem-se acima de você no mar
da vida?
O que você vai fazer então - quando as crises da vida parecem entrar rolando como as ondas do
mar levantadas pela tempestade? Quando não tem dinheiro suficiente para pagar as suas contas?
Os filhos estão doentes. O carro está na oficina. As instalações hidráulicas não funcionam. Tudo
parece estar em pane! É nessas horas que realmente conta o que você faz! Mas uma coisa posso lhe
dizer: choramingar e queixar-se não vai solucionar nada!
Talvez você diga: "O que está acontecendo? Tendo andado firme na minha fé em Deus! Por que o
diabo está me atacando? Pensava que não
teria mais problemas, já que creio em Deus! Achava que, com eu andando pela fé, tudo iria
bem, automaticamente. Não imaginaria que teria mais algum problema!"
Não é assim que diz a Bíblia. A Bíblia diz que a provação da vossa fé é mais preciosa do que
ouro (1 Pedro 1.7). Ela diz, também: Sabendo que a provação da vossa fé, uma vez
confirmada, produz perseverança (Tg 1.3). A Bíblia diz, também, que você terá a vitória em
Cristo se mantiver a sua posição com a Palavra e crer em Deus com perseverança (2 Co
2.14; Is 55.11).
Quando as circunstâncias parecem estar na pior situação - quando elas ficam mais
desoladoras e negras - não é esta a hora certa para ficar fraco na fé! É então que você deve
proclamar com ousadia os louvores a Deus pela Sua fidelidade à Sua Palavra! Sei do que
estou falando; já passei por tudo isso.
As Tempestades da Vida
As crises da vida vêm a todos nós. Já tive bastante experiência de ficar firme contra o inimigo,
com nenhuma arma senão a Palavra de Deus na mão e os louvores a Deus na boca! Já passei por
tudo isso!
Vários anos atrás, o inimigo entrou no meu arraial e procurou acabar com minha esposa, comigo
e com nosso filho, Craig! No dia 25 de janeiro de 1983, às 14:15 horas, quatro médicos
olharam diretamente para mim e foi feita a declaração: "O seu filho tem tumor no cérebro! Se não
removermos aquele tumor, o menino morrerá!"
Sei como fica quando todas as circunstâncias parecem desoladoras! E especialmente quando
recebemos uma notícia como aquela, não sentimos vontade de louvar a Deus! Ficamos por demais
paralisados para termos vontade de fazer alguma coisa! As palavras são inadequadas para descre-
verem nossos sentimentos numa situação assim.
Depois de os médicos terem-me dado aquele relatório horrível, pedi-lhes que me deixassem passar
algum tempo a sós. Comecei a orar. Se você
sempre foi diligente para ocultar a Palavra de Deus no seu coração, e
souber render-se ao Espírito Santo, então, nos momentos de desespero,
Aquele que é Maior, que está no seu interior, assumirá o comando. Ele Se
levantará poderoso dentro de você e será seu Consolador! /
Dou graças ao Senhor porque, no meu coração, eu já lancei alicerces sólidos com a Palavra de
Deus. Se você não guardar a Palavra de Deus no seu coração, nada terá para ser seu sustento ou
alicerce quando chegarem as crises da vida - e elas vêm a todos nós.
Naquela situação desconsoladora, no meio do desespero total, ergui as minhas mãos e comecei a
louvar a Deus. Comecei a declarar: "Maior é Aquele que está dentro de mim, do que aquele que
está no mundo! O diabo não vai nos destruir. Ele não vai destruir o meu filho! Com Deus do
nosso lado, não poderemos ser derrotados. Deus está conosco, e está a nosso favor. E se Deus é
por nós, quem poderá ser contra nósV
Sim, sei como é andar pelo vale da sombra da morte. É uma provação de fogo! Sei como é ter meu
nariz dando fortemente contra uma barreira intransponível, com o diabo gritando contra mim,
com voz bem alta: "Você andou pregando o poder de Deus para operar milagres, mas agora Deus
não vai fazer nada em seu favor!"
Sei como é nada ficar vendo senão o desespero em todos os lados. Sei como é olhar meu filho
entrar no centro cirúrgico, sabendo, o tempo todo, que minha única esperança se acha em Deus.
Sei como é ter toda a minha fé centralizada em Deus, porque a situação é desesperadora no
âmbito natural! Sem dúvida, os médicos possuem suas habilidades, mas somente Deus opera
milagres!
Minha esposa e eu esperamos durante 12 horas naquela sala de espera do hospital - desde às
7:00 da manhã até às 19:00 horas! Louvávamos a Deus durante o dia inteiro! Finalmente, o
médico, que também é um homem de Deus, saiu da sala de operações, e vi escrita no seu rosto
a tensão que tinha passado. Falou: "Graças a Deus, tudo está bem! Glorifiquemos a Deus!" e
louvamos e glorificamos a Deus durante mais algum tempo!
E aquela foi uma das circunstâncias da vida nas quais, depois da vitória inicial, tínhamos que
continuar a louvar a Deus e manter a nossa posição na fé. O médico nos informou que o crânio
nunca mais se fecharia no lugar onde tinham feito o buraco através do qual chegaram ao cérebro
de Craig, porque o menino já passara da fase da infância na qual o osso ainda poderia crescer.
Disseram, ainda, que uma extremidade do tumor ainda ficara no cérebro; não conseguiriam tirar
aquela parte sem arriscar a vida de Craig.
Não devemos desistir quando as circunstâncias não vão do jeito que queríamos. Não é essa a
hora de desistir; é a hora de nos aprofundarmos ainda mais em Deus! Minha esposa e eu
resolvemos, diante de Deus, que não ficaríamos satisfeitos com nenhuma solução senão a
melhor. Por isso, continuamos louvando a Deus e crendo nEle para desaparecerem todos os
sinais daquele tumor, e para um osso novo crescer onde o médico dissera que era
impossível.
Deus nos dera a certeza de que nosso filho venceria essa crise e que a sua recuperação seria
perfeita. Continuávamos, pois, a louvar a Deus pela recuperação perfeita, e pelo adolescente
normal e saudável que nosso filho viria a ser. Eu louvava a Deus durante a noite, e por onde quer
que ia, louvava a Ele! Louvava continuamente a Deus.
E quando p diabo vinha contra mim com medo e dúvidas, às vezes eu procurava um lugar para
estar a sós, e orava e cantava louvores a Deus. Não, eu não tinha uma boa voz de cantor, mas Deus
não Se importava com isso. Ele sabia escutar o meu coração! Quanto a mim, cantava em voz alta:
"Louvado seja Deus, pois as Suas misericórdias duram para sempre! Louvado seja Deus! Não
ficarei satisfeito com nada senão o melhor. Pai, vamos receber o Teu melhor na cura de
Craig!"
O diabo é mentiroso! Quando meu filho saiu do hospital, estava com 40 kg de peso, embora tivesse
13 anos de idade. Mas dentro de 6 meses, passou a pesar 57 kg, e quando começou o nível
colegial, resolveu que queria jogar justamente o futebol americanol
Tínhamos mantido a posição da fé, crendo na sua cura total, mas antes de ele poder jogar o
futebol americano, tínhamos a obrigação de levá-lo de volta ao médico para fazer um
exame.
Quando o levamos de volta ao médico para fazer uma tomografía computadorizada do cérebro,
aquele resto do tumor tinha desaparecido totalmente! Não somente isso, mas o médico também
nos informou: "Falei-lhes que o osso no seu crânio nunca fecharia, mas já cresceu e fechou o
buraco," e nos mostrou o raio-X.
Com Deus, Nada é Impossível
Tínhamos recebido o nosso milagre da parte de Deus! Uma ossifíca-ção nova tinha crescido e
tampado o buraco no crânio. O médico disse que isso era impossível segundo a ciência médica!
Mas com Deus, nada é impossível (Lc 1.37). Craig ganhou mais uns 20 kg de peso depois
daquilo, e passou a jogar futebol americano no colégio!
Hoje, nosso filho Craig goza de perfeita saúde, e é completamente normal. Creio que a sua
recuperação milagrosa deve-se ao fato de termos continuado a manter nossa fé e a louvar a Deus
quando tudo parecia desconsolador. Saímos vitoriosos, pois a Palavra de Deus nos promete o
impossível em todas as circunstâncias contrárias!
Deus não faz acepção de pessoas (At 10.34). Pois não há distinção... uma vez que o mesmo é o
Senhor de todos, rico para com todos que o invocam (Rm 10.12). Se Deus pôde realizar o
impossível na nossa vida, mediante a Sua misericórdia e graça, Ele poderá realizar o impossível na
sua vida, também!
Ouse tomar posição firme na Palavra de Deus, pedindo o seu milagre! Ouse agradecer e louvar a
Deus pelo seu milagre, antes de o ver manifestado na vida natural! Há poder no Nome de Jesus e
em cantar os Seus louvores!
Seja qual for o problema que tiver na vida, se aprender a louvar a Deus antes de ver a resposta
às suas orações, Deus lhe dará a vitória!
Seja o que for que necessitar da parte de Deus, está à sua disposição agora, se tão-somente
confiar literalmente na Palavra de Deus e louvar a Ele pelas provisões que Ele ja fez por você,
segundo a Sua Palavra!
Você não precisa convocar alguém para ajudá-lo a louvar a Deus. Não precisa juntar-se à fila de
oração, nem pedir a ajuda do seu pastor. Você pode começar por conta própria a invocar a Deus e
a louvá-Lo, e ver a sua situação impossível tornar-se possível com Deus!
Sem dúvida, é possível que você tenha que manter sua atitude de louvor durante algum período
de tempo. A sua situação talvez não seja transformada da noite para o dia; a sua vitória talvez não
caia sobre você como as cerejas maduras caem da árvore.
Se, porém, você for fiel para confiar em Deus e na Sua Palavra, e para já louvá-Lo de antemão pelo
resultado final, virá o dia em que verá sua vitória com seus próprios olhos! Não desista!
Permaneça na presença de Deus, e verá a sua fé gloriosamente recompensada!
Os louvores a Deus derrubam os muros da adversidade que o diabo levantou para nos prejudicar.
O louvor leva aqueles muros e barreiras a desmoronarem. Quando caem por terra, você pode
andar livre, na luz e liberdade da Palavra de Deus! Aqueles muros que o inimigo levantou para
serem uma ameaça bem alta, terão que desfazer-se e cair, porque quando se manterem firme pela
fé na Palavra de Deus, nenhuma arma forjada contra você poderá prevalecer!
Quando aqueles' muros do inimigo caírem tombados na terra, você cantará, gritará, e se
regozijará com alegria inefável. Jesus já lhe comprou a vitória, de modo que é só manter sua
posição com a Palavra de Deus! Sua vitória está garantida, se continuar a louvar a Deus com
confiança, firmando-se na Sua Palavra. Louve-O pela Sua grandeza e misericórdia, e verá a
sua vitória conquistada.
Deus não poderá mentir! Assim Ele tem declarado na Sua Palavra (Nm 23.19). O que Ele tem
prometido a você, Ele é poderoso para cumprir (Rm 4.21)! Ele tem prometido que Ele lhe
daria a vitória em
Cristo Jesus, em todas as circunstâncias (2 Co 2.14). E mesmo no Antigo Testamento Deus nos tem
dado muitos exemplos dos Seus fiéis triunfando sobre o inimigo, quando confiavam em Deus e
louvavam a Ele. É só obedecer a Deus e cantar os Seus louvores!
Os Louvores Sobem Borbulhando
Certo dia, quando comecei a orar e a louvar a Deus, tive uma experiência que foi um refrigério
para mim. Tranquei-me num lugar onde ninguém mais podia escutar-me, e comecei a louvar a
Deus em voz alta. É provável que tenha ficado cantando e louvando a Deus durante cerca de
uma hora e meia.
De repente, enquanto cantava e louvava a Deus, os louvores a Deus começaram a subir
borbulhando do mais íntimo do meu ser, e saíram rolando numa dimensão sobrenatural. Era como
um rio de louvor sobrenatural brotando de dentro de mim, mediante o poder do Espírito Santo.
Às vezes, você pode começar a adorar a Deus sozinho com suas forças naturais, e então o
Espírito de Deus o pegará, e você verá que louvores sobrenaturais brotam da profundidade do
seu espírito! Enalteci e louvei a Deus mediante uma unção sobrenatural do Espírito Santo. E
enquanto fiquei envolto nos louvores a Ele, o Senhor começou a revelar respostas a situações
a respeito das quais tinha orado durante muito tempo.
Pense nisso! As respostas aos problemas que me deixavam perplexo vinham a mim enquanto
louvava a Deus! A cura do louvor é a cura mais poderosa que a humanidade já conheceu. Deus a
instituiu faz muito tempo, e ela nunca fracassou. Nada toca no coração de Deus mais
profundamente do que a oração sincera, de todo o coração. Os louvores a Deus sobem até Ele
como aroma de perfume suave.
Não importa qual bênção você precisa da parte de Deus - a Palavra de Deus declara que Deus
nos tem abençoado com todas as bênçãos espirituais em Cristo Jesus (Ef 1.3). Deus tem a
resposta pronta para você! Mas precisará aprender como tomar posse pela fé daquilo que
já lhe pertence. E uma maneira de fazer isso é mediante o louvor sincero de todo o coração,
pois o louvor diz: "Obrigado, Pai. Pela fé, já tenho a minha resposta!"
Você poderá receber toda e qualquer coisa que necessitar da parte de Deus, se aprender a
louvar constantemente a Deus e andar na luz da Sua
palavra. Louve a Deus no meio do desespero, quando tudo ao seu redor estiver escuro, e não
perceber a sua resposta em lugar nenhum. Mesmo quando as circunstâncias da vida parecerem
sombrias, mantenha-se firme e comece a louvar ao Senhor.
A realidade é que é justamente quando a escuridão é mais forte e as nuvens das tempestades da
adversidade entrarem rolando, que vem a hora de empregar contra o inimigo uma das suas
maiores armas ofensivas - os altos louvores a Deus na sua boca!
O pecado, a enfermidade e a doença são os nossos adversários; são as ferramentas do inimigo
(João 10.10; At 10.38; 1 João 3.8). Quando o diabo estiver assoprando seus ventos uivantes da
dúvida e da incredulidade e tentando levá-lo a andar pela vista e não pela fé, chegou a hora de
declarar: "Não me importo com aquilo que vejo! Não me importo com o que sinto! Tenho
comigo as promessas da Palavra de Deus! Meu Deus é mais do que capaz para satisfazer as
minhas necessidades. Meu Deus me acompanhará até à saída vitoriosa!"
E se continuar louvando a Deus, e continuar confiando nEle no meio da adversidade, Deus
cuidará para que nenhuma arma forjada contra você faça efeito. Satanás procura forjar contra o
povo de Deus a arma da doença e da enfermidade. Satanás está dizendo a alguns cristãos que vão
ser abatidos com o câncer ou com uma parada cardíaca! Está dizendo a outros que fracassarão na
vida, e que os sonhos que Deus lhes deu nunca se realizarão.
É por isso que o louvor é tão vital ao cristão. Isso porque o louvor o ajuda a se colocar bem acima
das suas circunstâncias, e daquelas dúvidas e temores, levando-o a subir cada vez mais e a
conseguir novas perspectivas das suas circunstâncias, através do ponto de vista de Deus. Se você
tomar posição firme na Palavra de Deus e começar a confessar a Sua Palavra a respeito da sua
situação, louvando-0 o tempo todo - por mais desesperadora que a situação pareça, Deus a
transformará totalmente!
À medida que você louvar a Deus - mesmo enquanto você olhar para aquelas trevas que ameaçam
cercá-lo, Deus o fará subir para um plano mais alto de onde vislumbrará um raio dourado de
esperança no horizonte. Mantenha os olhos fitos em Deus enquanto O louvar e se firmar na Sua
Palavra! E aquela esperança brilhará cada vez mais, até você se achar no outro lado daquela
montanha que Satanás tinha declarado intransponível.
Levante os seus olhos, pois a sua redenção já está próxima! É que o poder de Deus é desencadeado
em seu favor através do louvor e da sua fé em Jesus Cristo. À medida que continuar louvando a Deus,
verá o poder de Deus começar a dissipar as trevas e desembaraçar as circunstâncias até você estar
andando livre no sol aberto da liberdade que Deus lhe dá.
Depois disso, você olhará em derredor para ver onde estão os seus problemas, e você não
conseguirá localizá-los. Depois disso, você procurará ver as trevas com as quais o inimigo tentou
amarrar você, e não existirão mais. Os altos louvores a Deus, provenientes dos seus lábios,
liberam o poder de Deus em seu favor, para dissipar as tramas do inimigo.
As circunstâncias contrárias não poderão impedir ou estorvar a manifestação do poder de Deus
em seu favor! Nenhuma arma poderá surtir efeito contra o poder de Deus. Satanás procurará
dizer-lhe que os seus problemas não poderão ser resolvidos. Deus, no entanto, poderá livrá-lo de
toda e qualquer coisa que o inimigo tem usado contra você. Você convida o poder de Deus a
operar em seu favor quando tem fé na Sua Palavra e os altos louvores a Deus na sua boca. Ande
na obediência à Palavra de Deus, louve-O, e veja como Deus desembaraçará os seus problemas!
Nosso Deus é grandioso para resolver problemas!
O povo de Deus não poderá ser derrotado se tão-somente mantiver os olhos fitos nEle e aprender a
firmar-se na Sua Palavra com confiança e fé totais, louvando-0 o tempo todo mesmo quando as
circunstâncias parecem ser as piores. Aprendi há muito tempo que se não desistirmos, nada
na vida poderá nos derrotar, tendo Deus do nosso lado. Deus nos prometeu a vitória mediante
Cristo, no meio de todas as circunstâncias. Essa é a Sua promessa! E Aquele que tem prometido é
fiel (Rm 4.21; Hb 10.23; Hb 11.11).
Não acredito em desistência! O diabo pode usar suas táticas e suas manobras, mas se você tão-
somente não desistir, e com os louvores a Deus no seu coração e na sua boca, não poderá ser
derrotado.
O poder de Deus é real! O poder de Deus sempre está à disposição para livrá-lo, mas você se liga
com esse poder mediante o louvor. Você convida a demonstração do poder de Deus a entrar nas
suas circunstâncias por meio de louvá-Lo! Se aprender a louvar a Deus, o poder de Deus entrará
em cena para libertá-lo!
É fácil pular e gritar e louvar a Deus quando seus amigos cristãos ao seu redor estão louvando a
Deus - quando a atmosfera em derredor está cumulada com a unção e poder divinos. É fácil cantar
os louvores a Deus quando a congregação inteira também está louvando a Deus. Mas é questão
bem diferente quando se trata de louvar a Deus nas circunstâncias mais adversas, quando o único
alicerce que tem para firmar-se é a Palavra de Deus com as Suas promessas.
Se, porém, aprender a louvar a Deus naqueles tempos da maior necessidade, é então que Deus o
tornará forte na fé! Depois disso, nada mais poderá derrotá-lo, pois aprendeu o segredo do louvor.
Nenhum diabo ou circunstância adversa poderá vencê-lo! Nenhum poder do inimigo poderá
prejudicá-lo! Em Cristo, você é o vencedor, e não a vítima!
O poder de Deus vem nos socorrer quando louvamos, pois o louvor é a linguagem da fé. Se você
aprender a louvar a Deus, poderá ser liberto de qualquer problema, prova, ou provação. Quando
começar a louvar a Deus, fique pronto para receber as Suas bênçãos!
Se andou suportando uma série de testes e provações na sua vida, e sentir que já não dá para agüentar
mais nada, comece a louvar a Deus, de todo o seu coração. Conforme já falei muitas vezes, quando o
sobrenatural entra
em contato com o natural, produz uma força explosiva em favor de Deus! É verdade! O poder de
Deus é tangível; muitas vezes, você consegue senti-lo. O poder de Deus é como a eletricidade. Você
não consegue ver a eletricidade, mas se pegar nela, certamente consegue senti-la!
É assim o poder de Deus. Você nem sempre o vê, mas quando Ele toca
na sua vida e transforma as suas circunstâncias, você fica consciente disso!
Deus quer que o Corpo de Cristo experimente o poder no louvor. Quando aparecer um problema
ou quando você estiver passando por uma necessidade, ligue-se no poder de Deus que está à sua
disposição mediante o louvor. Talvez você não sinta vontade de louvar a Deus. Usualmente,
quando as circunstâncias parecem sombrias, louvar é a última coisa que se sente vontade de
fazer.
Se, porém, você aprender a louvar a Deus independentemente das suas circunstâncias, o poder
de Deus surgirá em cena. À medida que dedicar tempo a louvá-Lo na Sua Presença, você
descobrirá que seus cuidados, preocupações, frustrações e temores desaparecerão diante da luz
da Palavra de Deus e do Seu poder.
Capítulo 3 O Louvor: Um Modo de Vida!
Firme está o meu coração, ó Deus, o meu coração está firme; cantarei e entoarei louvores.
- Salmo 57.7
Deus, o Criador dos Céus e da Terra, agrada-Se dos nossos louvores. Como poderemos louvar a
Deus suficientemente por tudo quanto Ele tem feito por nós, e por tudo quanto Ele ainda está
fazendo em nosso favor? Muitas vezes, se tão-somente entendêssemos o que Deus estava
fazendo em nosso favor por detrás dos bastidores (por assim dizer), estaríamos louvando a Ele
de dia e de noite! É por isso que é tão importante aprender a viver nos louvores de Deus.
Quando abrir os olhos de manhã, ao invés de talvez gemer e queixar-se: "Oh, não! mais um
dia," pratique o louvor a Deus. Quando o despertador começar a soar de manhã, treine-se a
dizer: "Louvado seja o Senhor! Este é o dia que o Senhor fez. Vou me regozijar e ficar alegre
nele!"
Os Benefícios do Louvor
Veja como suas atitudes vão mudar à medida que você praticar o louvor a Deus de manhã.cedo!
Por exemplo: ao invés de despertar com
pensamentos negativos, talvez você tenha que deliberadamente praticar o louvor a Deus. Mas se
você fizer assim de modo consistente, verá que 4 sua atitude mudará de negativa para positiva.
Você descobrirá, na realidade, que louvar a Deus tem efeito benéfico na totalidade do seu dia.
Quer saber dos benefícios de Deus? Quando começar o dia com os louvores de Deus nos lábios,
veja como os benefícios de Deus aumentam na sua vida porque você está aproveitando um
reservatório oculto do poder de Deus!
À medida que crescer nessa experiência notável de começar o dia louvando a Deus e vivendo
uma vida de louvor, ao invés de se sentir irritável e de mau humor, você descobrirá novas forças
e vitalidade na sua vida.
Até mesmo a sua família notará a diferença em você! Quando todos os demais ainda estiverem
tentando acordar de manhã, você estará sorrindo e cantando e louvando a Deus! Louvar a Deus
como sua primeira atividade matutina lhe dá um conceito totalmente diferente do seu dia,
porque louvar a Deus encoraja o seu coração.
O louvor é um elemento muitíssimo importante na vida cristã por causa do muito que ele opera
em nosso favor. Mas às vezes penso que os cristãos têm deixado para os cultos nas igrejas aos
domingos essa maneira maravilhosa de receber o poder e as bênçãos de Deus na sua vida. O
louvor merece ocupar um lugar muito maior do que isso na nossa vida! Entre outras coisas, a
Bíblia diz que a alegria no Senhor é a força dos cristãos (Ne 8.10), e é o louvor que nos leva
àquela alegria. A alegria no Senhor sempre está à nossa disposição, mas o louvor nos ajuda a
ligar-nos com essa fonte de poder!
O louvor é enaltecê-Lo a Deus por aquilo que Ele tem feito em nosso favor: Recordo os feitos do
SENHOR, pois me lembro das tuas maravilhas da antigüidade (SI 77.11). E o louvor pode ser
quieto, falado em voz baixa, ou pode ser bem audível e expressivo.
Onde quer que você esteja, poderá louvar ao Senhor, e esse louvor trará encorajamento ao seu
espírito e será uma fonte contínua de força para a sua vida. E o louvor pode transformar a
própria atmosfera espiritual de um lar! Sempre onde abundam os louvores a Deus, prevalece
também uma atmosfera tremendamente inspiradora e entusiasta.
Quer você reconheça esse fato, quer não, louvar a Deus também afeta grandemente as nossas
emoções. Embora sejamos seres espirituais, também temos uma natureza emocional. A natureza
do homem, tanto no nível espiritual quanto no nível emocional, é afetada de modo positivo pelo
seu louvor a Deus. E podemos ajudar a manter as nossas emoções em harmonia com a Palavra de
Deus e estabilizadas pelos louvores que saem do nosso coração - do mais íntimo do nosso ser.
Estou certo de que todos nós temos experimentado o que uma atitude negativa e uma confissão
negativa fazem de mal na nossa vida. Quanto mais falamos a respeito de como nos sentimos mal,
e de como estamos deprimidos, tanto pior se torna a nossa condição. Por outro lado, quanto mais
louvamos a Deus por aquilo que Ele está fazendo em nosso favor, tanto melhor nos sentimos e
tanto mais brilhante a nossa vida começará a parecer.
Louvar a Deus coloca a esperança no lugar do desespero. Louvar a Deus pela Sua bondade
dissipa a dúvida, a depressão e a incredulidade. O louvor é tão importante para o crente,
porque fornece um meio de ajudá-lo a permanecer na fé e a colocar-se acima das emoções
negativas que procuram afundá-lo no lamaçal da dúvida e da incredulidade. E quando estiver
andando na fé, nada lhe será impossível com Deus (Lc 1.37).
Talvez você não sinta que possui tudo quanto desejaria na vida. Poderá até mesmo olhar em
derrèdor e ver outras pessoas que parecem possuir muito mais. Mas, para ter sucesso aos olhos de
Deus, você vai precisar permanecer no lado positivo do seu pensar.
Quando, portanto, começar a sentir autocompaixão, não fique pensando só em si mesmo, mas
olhe em derredor e procure alguém, menos favorecido, a quem você pode ser uma bênção. Você
sempre vai estar em condições melhores do que muitas pessoas; pratique, portanto, considerar sua
vida de modo positivo, e não negativo. Quando fizer assim, aprenderá o segredo de louvar a
Deus a despeito das suas circunstâncias exteriores, e reconhecerá o valor do tesouro que é um
coração grato e generoso.
Esse princípio da gratidão a Deus pelas bênçãos das quais desfrutamos tornou-se especialmente
real para mim certo dia quando falei com alguns estudantes do Instituto RHEMA que
provinham de um país estrangeiro. Quando chegaram nos Estados Unidos, provenientes da
República Dominicana, e viram toda a abundância da qual desfrutamos aqui, reconheceram que
não deveriam acostumar-se a viver o modo de vida típico norte-americano, cheio de abundância.
Por isso, deliberada-mente se limitaram a apenas 32 dólares por mês em gêneros alimentícios
enquanto vivessem nos Estados Unidos.
Essa limitação da quantia de dinheiro que podiam gastar em comida tinha um propósito:
queriam manter o mesmo nível de vida s que conheciam na República Dominicana.
Explicaram que, ao man- l terem o padrão de vida normal na sua pátria, as privações ao
voltarem para lá não lhes pareceriam um choque tão grande na sua volta às aldeias de
origem.
Veja bem: provinham de um país do terceiro mundo, e sabiam que S tinham que voltar para
lá. Não queriam fazer com que a sua volta à a região fosse penosa demais, de modo que
não se permitiram acostumar demasiadamente aos luxos norte-americanos. No país deles, o
nível de vida mediano da América do Norte é considerado luxo!
Quando visitei o Quênia, um dos pastores nacionais contou-me a respeito das suas dificuldades
em enviar jovens africanos às Escolas Bíblicas da Europa e dos Estados Unidos. Esses africanos
nativos ficavam tão acostumados com a abundância da vida nas cidades, que não
queriam voltar às aldeias tribais e ministrar ao seu próprio povo! Mesm se acabassem voltando à
África, só queriam morar nas cidades modernas urbanizadas, onde pudessem desfrutar dos
mesmos confortos que ti-nham conhecido nas cidades grandes no estrangeiro!
Não importa em que país moramos, ao invés de sentirmos pena de NÓS mesmos, por causa das
circunstâncias desfavoráveis ou desagradá veis, dlevemos começar a louvar a Deus pelas
bênçãos que Ele tem derramado sobre nós.
O Egoísmo Prejudica as Bênçãos Divinas
Creio que a razão por que muitos cristãos não estão desfrutando de
....uma quantidade bem maior das bênçãos de Deus é que são egoístas com
bênçãos que já receberam de Deus! Têm fé em Deus para recebere abundância, e quando Deus
começa a lhes dar mais fartura, ao invés de
compartilhá-la com pessoas necessitadas, só dissipam as bênçãos de

DEUS, gastando tudo nos seus próprios desejos.


E . muitas vezes, essa falta de gratidão é acompanhada por uma
atitude de egoísmo. Os cristãos egoístas continuam gastando cada vez
mais nos seus próprios prazeres, e nunca pensam nas necessidades do
Mimo. Uma pessoa assim não poderá receber, em última análise, as
melhores bênçãos de Deus.
Um dos benefícios do louvor é que ele tira nossos olhares de nós
mesmos e os fixa em Deus. O louvor a Deus nos ajuda a vencer nossa
própria atitude egoísta porque, à medida que gastamos tempo na presen.
ça do nosso Pai Celestial, Ele começa a nos transformar, especialmente
naquelas áreas de egoísmo ou ingratidão.
O cristão derrotado é aquele que não compreende os benefícios e bênçãos ocultos no louvor ao
Senhor. Nunca vi derrotado um cristão que vivesse uma vida de louvor diante de Deus. Por outro
lado, nunca vi um cristão vitorioso que não louvasse continuamente ao Senhor! Os cristãos
vitoriosos parecem ter uma atitude positiva para com a vida, e muita gratidão no coração para
com Deus; deleitam-se em louvar ao Pai Celestial.
Quando você se entusiasma e se emociona com Deus, louvar e agradecer a Ele pelas Suas
bênçãos fica sendo uma expressão natural da sua gratidão. Você não poderá ser vitorioso sem ser
grato a Deus e louvá-Lo por aquilo que Ele lhe tem feito.
As pessoas podem expressar de modos diferentes o seu louvor a Deus. Algumas delas são por
natureza mais barulhentas e expressivas do que outras, porque suas personalidades são mais
expansivas e extrovertidas; por isso, talvez façam mais alarde e demonstração nos seus louvores
do que outras pessoas. Mas não devemos criticar a ninguém por não louvarem a Deus da maneira que
achamos que devem. O que é importante mesmo é louvar a Deus de todo o coração. A Bíblia diz:
Render-te-ei graças, SENHOR, de todo o meu coração... (SI 138.1).
Por outro lado, talvez fosse benéfico para aqueles cristãos que têm espírito mais quieto irem
sozinhos para algum lugar de vez em quando a fim de louvar a Deus fervorosamente, em voz
alta. Às vezes poderia lhes fazer bem fechar todas as portas da casa e levantarem sua voz,
louvando seu Pai Celestial, ou louvar assim enquanto viajam de carro sozinhos.
Algumas pessoas provavelmente passariam um susto se ouvissem o som da sua própria voz
louvando a Deus bem audivelmente! Talvez pareça estranho, mas a verdade é que algumas
pessoas têm dificuldade em pregar porque têm medo do som da sua própria voz! Quando,
porém, estamos louvando a Deus na igreja, devemos esquecer-nos de
!

quem poderá nos escutar, e simplesmente derramar o nosso coração diante de Deus. Em
seguida, é só ver como o poder de Deus agirá nos nossos cultos!
Uma Igreja Alegre é Uma Igreja Vitoriosa
Uma igreja que não expressa louvor jubiloso é, muitas vezes, uma igreja derrotada. Faça uma
pequena pausa para pensar nisso! Uma igreja I om espírito de derrota não tem louvores alegres.
Em algumas igrejas, Você nunca ouve as pessoas levantarem a voz para louvar e adorar a
Deus. Todas elas cantam os hinos numa altura que pouco passa de um sussurro, e ninguém ousa
orar em voz audível. E se alguém levantasse a VOZ cm louvores a Deus, os introdutores
provavelmente o escoltariam até à porta da saída, com a máxima pressa!
Igrejas assim parecem demonstrar a atitude: Que irreverência! Imaginem só! Louvar a Deus em
voz alta na igreja! Como pastor, porém, sei que me sinto muito encorajado quando vejo as
pessoas demonstrarem seu amor a Deus através dos seus louvores.
Basicamente, nossos cultos de louvor devem refletir nossa profun-da reverência a Deus.
Nosso louvor e adoração devem refletir os corações e vidas de pessoas que se
entusiasmam pelo seu Pai Celes-tial. Afinal de contas, quando vamos às competições
esportivas, llguns entre nós ficamos emocionados e pulamos e gritamos, torcen-do pelo
nosso time.
Se conseguimos emocionar-nos com um jogador de futebol que Ohuta para o gol, devemos
saber não somente reverenciar profundamente Jeus Cristo, que nos redimiu, mas também nos
emocionar com Ele! Está na hora de aprendermos a valorizar e estimar .quem realmente merece
nosso louvor- o Senhor Jesus Cristo e nosso Pai Celestial!
Nosso modo dé cantar na igreja deve também refletir nosso louvor a Deus. Muitas vezes, é
gostoso cantarmos na igreja, mais não se trata realmente do louvor. O louvor genuíno deve
fluir do coração do homem para Deus. Da próxima vez que você estiver louvando a Deus
na igreja, faça a si mesmo esta pergunta: Estou apenas louvando a Deus de modo exterior?
Ou estou louvando a Deus das profundezas do meu coração?
Há uma vasta diferença entre o cântico rotineiro de hinos de louvor, e cantá-los das profundezas
do seu coração com uma atitude de gratidão a Deus. Às vezes, palavras de louvor podem sair da
sua boca, mas o seu coração não tem nenhuma participação verdadeira nisso. E isso não é
louvor genuíno.
Uma das indicações de semelhante louvor "mecânico" é um rosto inexpressivo, pois você está
apenas falando palavras da boca para fora. Você pode até mesmo acompanhar a música com suas
mãos e com um "sapatear" carismático. Mas tudo isso não é necessariamente o verdadeiro
louvor! Por outro lado, se o seu coração está envolvido, é mesmo o verdadeiro louvor.
Mas durante a maior parte do tempo, quando louvamos a Deus de modo mecânico, e o nosso
coração não está envolvido, nossa mente também fica a um milhão de quilômetros de
distância. E às vezes as pessoas se preocupam tanto com o ritmo certo, que não seria possível
louvarem a Deus, pois estão demasiadamente ocupadas acompanhando a música!
Em outras palavras: só por que as pessoas abanam os braços e seguem os movimentos externos
de louvar a Deus, não comprovam com isso que realmente estão louvando a Deus. Muitas
pessoas fazem os gestos externos quando, na realidade, o seu coração está longe de Deus.
Quando assim acontece, o louvor fica sendo mais um exercício físico do que outra coisa. As
pessoas que fazem assim acabam tendo quinze minutos de exercícios aeróbicos - mas não de
louvor!
Não acho que os cristãos agem deliberadamente assim. Mas quando louvamos a Deus de modo
mecânico, ao invés de se tratar de uma expressão íntima do nosso coração, o louvor passa a ser
pouco mais do que um ato mecânico ou demonstração externa. Há uma vasta diferença entre o
verdadeiro louvor e a adoração que provêm do nosso coração e
as expressões automáticas que saem da boca para fora. O verdadeiro louvor provém do espírito
ou coração do homem, e é expressado pelos seus lábios.
Outro sinal do verdadeiro louvor é que quando cantamos na igreja,
por exemplo, não estamos "encenando uma peça musical no palco";
louvamos a Deus de todo o coração. Os próprios cânticos devem refletir
nossa adoração e louvor a Deus. Em outras palavras, a música não deve
desviar de Deus a nossa atenção e enfoque, e fixá-los no homem ou nos
objetos; deve atrair nossa atenção e enfoque para a magnificência e o
poder de Deus.
A música do louvor precisa refletir nossos mais profundos sentimentos de louvor e adoração a
Deus, e não se tratar só de palavras bonitas com um ritmo que "pega." Mas às vezes, mormente
nos corinhos mais modernos com ritmos fortes, as cadências e o ritmo dos cânticos podem lender
a chamar nossa atenção mais à música do que atraí-la para Deus. E existem músicas que só
apelam às nossas emoções, e não ao nosso espírito. A música que apela à nossa natureza carnal
pode até mesmo nos impedir de adorar a Deus.
A verdade é que alguns cânticos de louvor são meramente psicológicos; apelam às emoções
do homem, e não ao seu espírito. Mas quando a nossa música expressa louvores a Deus pela
Sua grandeza, o O honra por aquilo que Ele tem feito em nosso favor na redenção, tal tipo de
música vai além de uma mera excitação superficial e psicológica. O verdadeiro louvor penetra
profundamente no âmbito do espírito e agrada a Deus. O verdadeiro louvor também edifica e
levantaa nosso próprio espírito.
A Música é uma Ferramenta Poderosa do Louvor
Precisamos tomar cuidado especial na área da música eclesiástica, e isso por dois motivos. Um
dos motivos dos nossos cuidados tem que ver com a origem da música. Estudando a Bíblia, vê-
se que Lúcifer era originalmente o encarregado da música. Lúcifer era o músico-mor de Deus
(Ez 28.13-14), Quando Lúcifer rebelou-se contra Deus e caiu, perverteu o propósito da música
para adorar a ele mesmo, e não a Deus.
Outra razão por que precisamos tomar cuidado com nossa música de igreja é que quase nada
existe com mais capacidade para afetar a natureza humana e as emoções do homem do que a
música. A música deve ter um efeito positivo, e não negativo, sobre nós. A música pode ajudar
os crentes a entrar no espírito do louvor e da adoração, ou pode prejudicar o seu culto a Deus.
Os instrumentos musicais foram originalmente criados para louvar a Deus. A Bíblia diz
muita coisa a respeito do emprego dos instrumentos musicais para louvar ao Senhor, mas o
diabo tem procurado perverter a música e empregar os instrumentos musicais para louvar a
ele, e não a Deus.
Esse fato, no entanto, não deve impedir os cristãos de usarem os instrumentos musicais de
conformidade com a intenção original de Deus - para louvar ao Senhor! Muitas pessoas dão a
impressão de achar que não devemos ter música bela na igreja; parece que pensam que a igreja
deve ser tão quieta e severa como um velório! Mas realmente devemos empregar a música para
louvar e glorificar a Deus!
A igreja precisa voltar ao louvor e adoração bíblicos genuínos na música. No verdadeiro louvor
e adoração, a congregação é levada a entrar num estado de reverência, louvor e adoração a
Deus no seu próprio espírito. O verdadeiro louvor e adoração não é uma experiência física ou
psicológica.
No começo do Movimento Carismático, os carismáticos criticavam as igrejas tradicionais por
causa do seu ritual e dos seus cultos mecani-
camente litúrgicos. E os mesmos carismáticos também criticavam os pentecostais pelos seus
cânticos excessivamente repetitivos.
Mas será que nós, os carismáticos, caímos em nosso próprio tipo de ritual, com seus respectivos
perigos? Em alguns casos, acho que assim nos aconteceu. Por exemplo: já nos acostumamos a
cantar certos cânti-cos de determinada maneira, e consideramos que essa é a adoração certa. Mas
será que assim nós, os carismáticos, chegamos a ter nosso próprio tipo de ritual?
Verifiquemos se nosso louvor na igreja é genuíno, e não algo engendrado, encenado ou produzido
mecanicamente. Em outras palavras, (vitemos o louvor que não passa de uma demonstração
externa na carne, c louvemos a Deus com fervor sincero.
O Louvor Genuíno Glorifíca a Deus - Não ao Homem
SALMO 50.23
23 O que me oferece sacrifício de ações de graça, ESSE ME
GLORIFICARÁ...
O verdadeiro louvor é precioso aos olhos do Senhor. O verdadeiro louvor glorifíca a Deus e tira
os nossos olhos do homem. O verdadeiro louvor e a adoração exaltam a Deus exclusivamente e
tiram os nossos olhos dos homens e das personalidades.
O Corpo de Cristo precisa aprender que há uma grande diferença entre louvor e adoração
genuínos, por um lado, e, por outro lado, a demonstração carnal externa do louvor e da
adoração. Alguns carismáticos têm tirado fora do contexto o que o meu pai, o Rev. Kenneth E.
I lagin, ensinou sobre o louvor e a adoração do tipo do Novo Testamento, e alterado a intenção
original.
Há, por exemplo, para todas as coisas boas um tempo e lugar certo, e bater palmas é apropriado
em certas circunstâncias e no momento correto - mas não no meio do sermão do pastor! Bater
palmas não é apropriado quando alguém está dando uma profecia ou falando uma
mensagem em línguas e interpretação, ou quando o Espírito Santo está operando em qualquer
outra das Suas manifestações.
Se, por exemplo, o Espírito Santo está em operação na manifestação dos dons de cura, não é a
hora certa para começar a bater palmas. Enquanto o Espírito Santo estiver agindo com
demonstração de poder, é a hora certa para manter uma atitude de reverência por aquilo que Deus
está fazendo, de modo que ninguém interfira, com suas demonstrações carnais, com aquilo que o
Espírito Santo estiver realizando segundo a Sua vontade.
Uma congregação pode deixar passar dissipada uma obra do Espírito Santo no seu meio, se não for
ensinada a ter reverência a Deus enquanto Ele estiver agindo mediante o Seu Espírito. Há tempo e
lugar apropriados para tudo quanto é bom. Expressões de regozijo e explosões alegres de ações
de graças por aquilo que Deus está fazendo estão muito apropriadas durante o culto de
louvor.
Bater palmas na igreja enquanto segue o ritmo da música é muito aceitável enquanto você tiver
consciência de que fazer assim não é louvor nem adoração; é simples acompanhamento da
cadência da música. E em certos casos assim, mormente com alguns tipos específicos de música,
talvez seja apropriado bater palmas.
Podemos expressar nossa jubilosa gratidão a Deus com brados de alegria. Mas devemos
reconhecer que, durante manifestações mais profundas do Espírito de Deus, semelhantes
demonstrações carnais O entristecem, e são um empecilho às bênçãos que Ele quer distribuir
entre nós. E estou convicto de que, do ponto de vista bíblico, as mãos levantadas e o coração e
a boca do homem cheios de louvor agradam a Deus mais do que quando meramente batemos
palmas.
Portanto, como expressão mais profunda e mais bíblica de louvor e de adoração, podemos
levantar nossas mãos a Deus como demonstração de entrega total e completa a Jesus Cristo, Rei
dos reis e Senhor dos senhores. Quando nosso coração e boca transbordam de louvor e adora-
ção, e nosso único desejo é bendizer o santo Nome de Deus, semelhante louvor agrada ao nosso Pai
Celestial.
Percebe a diferença? Creio que se o Corpo de Cristo tomasse cons-I lência da diferença entre o
louvor superficial e mecânico, que é pouco mais do que uma demonstração externa da carne, e o
louvor e adoração genuínos que fluem do coração como demonstração do Espírito e do poder,
Deus levaria o Corpo de Cristo até uma área da demonstração do Espírito que ainda não
experimentamos.
Fica claro que devemos ter consciência de que o diabo quer que os Crentes permaneçam num
estado superficial, carnal e psíquico de louvor, ao invés de entrarem num nível mais profundo
de louvor e adoração orientados e motivados pelo Espírito. Se o inimigo das nossas almas
conseguir nos manter num estado emotivo e superficial de louvor, poderá impedir que
recebamos os benefícios que Deus Pai deseja nos dar.
Não poderemos receber alguns dos benefícios de Deus enquanto permanecermos no âmbito da
carne. Se não avançarmos até ao louvor I adoração mais profundos que provêm do coração do
homem, o Corpo de Cristo fica incapacitado de receber medidas maiores do Seu poder. Jesus
disse que o homem devia adorar a Deus em Espírito e em verdade (João 4.23,24).
Além disso, a comprovação da verdadeiraadoraçâo e do louvor é que nos levam mais perto de
Deus, e não da carne, nem do homem. Por exemplo: na igreja onde as pessoas cantam louvores
a Deus, podemos simplesmente fechar os nossos olhos e nos esquecer dos cantores, e só prestar
atenção às palavras, e assim adorar a Deus.
A música que foi escrita especificamente para glorificar a Deus leva-nos para mais perto dEle. O
Espírito de Deus pode vir aos músicos e eapacitá-los a tocar um cântico espiritual sob a orientação
e inspiração do Espírito, para ser desfrutado pela congregação inteira.
Quando a música desse tipo provir da inspiração do Espírito de Deus, levará a congregação à
adoração. Trata-se de louvor e adoração pela inspiração do Espírito Santo. Quando os músicos
estão tocando os seus instrumentos, podemos esquecer-nos deles e simplesmente deixar que a
música divina nos aproxime de Deus em adoração.
Creio que quanto mais nos alinharmos com os princípios e práticas neotestamentários de louvor
e adoração, tanto mais profunda será a atuação do Espírito de Deus nos cultos nas nossas
igrejas.
Louvar é enaltecer a Deus por aquilo que Ele já fez e que está fazendo por você. A adoração é
enaltecer a Deus simplesmente por causa de quem Ele é. Existe uma diferença. Muitos cristãos
não têm aprendido a distinguir a diferença entre o louvor e a adoração. Por isso, mudar do
louvor para a adoração, e de volta para o louvor no meio do culto, às vezes torna difícil às
pessoas chegarem a uma condição de verdadeira adoração.
Se, por exemplo, a congregação começa louvando a Deus no estilo robusto que é normalmente
mais apropriado para o louvor, mas então procura imediatamente adorar a Deus, pode ser
prejudicada na sua tentativa de entrar no espírito da adoração. Uma vez alcançado o piná-culo da
adoração, se o ritmo voltar a ser apressado no estilo mais rápido que ajuda no louvor - pode ser
difícil haver um espírito de reverência na adoração. Em outras palavras: o vaivém e a entrada e
saída entre o louvor e a adoração podem prejudicar a congregação na sua tentativa de atingir um
verdadeiro pináculo na adoração.
A congregação será ajudada a atingir as alturas nos cultos de louvor e adoração se seguir a
liderança e orientação do Espírito Santo. Seguem algumas considerações singelas.
Por exemplo: podemos ajudar uma congregação a atingir as alturas num culto de louvor e de
adoração se todos permanecerem em atitude de louvor durante algum tempo, para então
passarem à adoração. Ou podem continuar nos louvores, se parecer que o Espírito Santo estiver
orientando assim. Ou muitas vezes uma congregação poderá passar
diretamente à adoração, mas então deverá permanecer na adoração.
Uma progressão ordeira específica é de utilidade para maximizar os nossos cultos de louvor e
adoração, para a glória de Deus. Se as congre-gações aprenderem como seguir a liderança do
Espírito Santo de modo Ordeiro, Deus aperfeiçoará o nosso louvor e adoração na assembléia
local e Se manifestará mais poderosamente.
Estenda as Mãos pela Fé
Muitas vezes na igreja local, quando a congregação está louvando e adorandoa Deus, o Espírito
Santo manifesta-Se de tal maneira que, se você precisa da cura ou de qualquer outra coisa da parte
do Senhor, é só
estender as mãos pela fé e apropriar-se de tudo quanto necessitar. Numa atmosfera verdadeiro
louvor e adoração, mediante a simples fé e
adoração você pode tomar posse da cura que já lhe pertence na redenção.
Muitos cristãos em nossos dias têm sido curados pelo poder de Deus simplesmente sentados na
congregação, ouvindo a pregação da Palavra de Deus. Estariam mortos hoje, não fosse o toque
divino em curá-los. Aqueles que foram curados pelo poder de Deus, quando estavam com um pé
na sepultura, por assim dizer, têm justo motivo para louvar a Deus! Louvam a Deus de todo o
coração!
Podemos seguir o exemplo das pessoas que têm uma vida dinâmica de oração. Alguns entre nós
precisamos aprender a expressar de todo o coração o nosso louvor. Muita coisa depende da
nossa atitude íntima, Estamos louvando a Deus em voz alta para sermos vistos pelos homens e
darmos a impressão de sermos piedosos? Ou estamos realmente louvando a Deus com coração
sincero porque O amamos e porque
oremos nas Suas promessas?
Veja bem: o louvor o capacita a aproveitar o poder do Senhor Jesus Cristo para curar. Jesus
sempre está disposto a curar você, mas o louvor uma demonstração maravilhosa da sua fé,
capacitando-o a louvar a Deus pela resposta antes de realmente a ver manifestada! Além disso,
muitas vezes, quando você tem dor no seu corpo, e começar a louvar a Deus, com fé singela,
pela sua cura, todos os sintomas da dor partirão.
O verdadeiro louvor estimula e revigora a fé, e o capacita a agradecer a Deus, mediante a fé, pela
sua resposta antes de você a ver manifestada. Assim, o verdadeiro louvor e adoração num culto
da igreja produzem uma atmosfera espiritual e preparam os corações a receberem algo da parte
de Deus. Além disso, o louvor oferece-lhe refrigério físico. Muitas vezes, quando você está
cansado, e louva o Senhor, seu corpo começará a sentir-se fortalecido e revigorado.
Deus Dá Sono aos Seus Amados
Quais são alguns dos outros benefícios de louvar a Deus? Um dos benefícios do louvor é muito
prático. Alguns cristãos têm insônia crônica, e é com grande dificuldade que finalmente
conseguem adormecer à noite. Muitas vezes, se íão-somente começassem a louvar a Deus,
conseguiriam adormecer. Então, não teriam consciência de mais nada até acordarem de
manhã!
Louvar a Deus aquieta a nossa mente carnal natural. Além disso, o louvor aquieta o corpo e nos
deixa entrar na paz e repouso de Deus, de modo que fica fácil adormecer. Aprenda a adormecer
bem, com cânticos nos lábios.
Sem dúvida, o diabo talvez procure impedir que você descubra os benefícios maravilhosos do
louvor, mesmo nesse assunto do sono. Ele pode, por exemplo, tentar trazer à sua mente os
cuidados e preocupações do dia, e procurar bombardear seus pensamentos com temores. Mas
se apenas continuar louvando a Deus no meio de cada problema e dilema, Deus o colocará
acima dos seus temores e ansiedades, e o diabo terá que fugiu
Seja teve dificuldade em dormir à noite, procure cultivar o hábito de louvar a Deus, e descobrirá
que ficará sendo cada vez mais fácil adormecer à noite. Você pegará no sono enquanto louvar.
Para ser eficaz, o seu louvor não precisa ser em voz alta. Você pode louvar ao Senhor de modo
bem quieto, lá no seu íntimo, para não perturbar o sono dos outros. É só ficar deitado ali em
silêncio e louvar ao Senhor, até pegar no sono com a ajuda do Espírito do Senhor.
O louvor e a derrota não podem viver na mesma casa. Palavras sinceras de louvor a Deus
soerguerão você da derrota para a vitória. I ouvar a Deus pode livrá-lo da doença e lhe
restaurar a saúde; pode levá-lo do desespero à alegria; e da escravidão à liberdade.
Por que o louvor poderá levantar-nos a novas alturas em Deus? Porque o louvor é a
linguagem da fé. O louvor é a linguagem da vitória. O louvor é a linguagem do Céu. O
louvor é a linguagem de 01 cr em Deus com o coração, e de confessar com a boca a sua fé nEle.
A Bíblia diz que tudo quanto você crê no coração acabará saindo pela sua boca (Mt 12.34).
Uma vida positiva de louvor exige diligência e coragem. Em outras palavras, você - e não Deus
- determina se você vai viver uma vida de louvor e vitória, ou não. A vitória segue o louvor. Logo,
posto que louvar I I >eus é crucial para obter a vitória em todas as circunstâncias da vida, Você
determina se vai viver uma vida de desespero, ou uma vida de louvor e de vitória.
A verdade é que aquilo que sai da sua boca revela até que ponto você
realmente vive perto de Deus e o quanto crê na Sua Palavra. Quando, por
exemplo, a sua reação diante de uma circunstância contrária é "Louvado
seja o Senhor!" o louvor no seu coração flui com a maior naturalidade
da sua boca.
Não se trata de tentar conscientemente "encenar" alguma coisa- é só que o louvor é uma
expressão natural do seu coração. E os louvores a Deus fluem automática e quase
inconscientemente das profundezas do seu coração ou espírito.
Não me refiro aqui a louvar a Deus em momentos inoportunos e de tal maneira que você chama
a atenção de todos e se faz de espetáculo
público. É claro que todas as coisas têm seu tempo e lugar certos. Mas se eu exclamar "Louvado
seja o Senhor!" espontaneamente, e houver outras pessoas por perto, não faço a mínima tentativa
de lhes explicar a minha atitude, e certamente não me envergonho dela! Não me envergonho de
louvar ao Senhor.
Mas, por outro lado, também não vou fazer de mim mesmo um espetáculo público numa
esquina da rua. Se, porém, os louvores ao Senhor saírem com naturalidade da minha boca, não
vou pedir desculpas por isso, nem me sentir envergonhado. Você descobrirá muito freqüen-
temente que, quando tiver vitoriano seu coração, o louvor sai automaticamente da sua boca. Por
outro lado, quando todas as circunstâncias estiverem contra você, se louvar a Deus pela fé, a
vitória não demorará para entrar no seu coração!
Perfume de Aroma Agradável
SALMO 341-3
1Bendirei o SENHOR em todo o tempo, o seu louvor estará sempre nos meus lábios.
2Gloriar-se-á no SENHOR a minha alma; os humildes o ouvirão e se alegrarão.
3Engrandecei o SENHOR comigo e todos à uma lhe exaltemos o nome.
2 CORÍNTIOS 2.15
15 Porque nós somos para com Deus o bom perfume de
Cristo...
Os louvores dos santos são como um aroma agradável ao subirem à Presença do nosso Pai
Celeste. E, se quiser que o poder de Deus venha operar em seu favor, aprenda o segredo do
sacrifício do louvor; isto envolve louvar a Deus mesmo quando você não sente muita
vontade.
Se se ligasse na fonte energética que é o louvor, você se veria desfrutando da plenitude da vida,
porque o louvor o transporta a novas dimensões da graça de Deus.
Deus é hoje o mesmo Deus que Ele era no Antigo Testamento. As maravilhas e os milagres que
Ele operava em favor dos filhos de Israel, Ele é poderoso para operar hoje. Temos uma fonte
energética ainda não aproveitada: é o poder do louvor.
Se existe uma verdade que o diabo tem conseguido esconder da Igreja, é o segredo do poder do
louvorl Ele tem impedido que os crentes entendessem quais são os seus direitos e privilégios em
Cristo, e que uma das maneiras de nos apropriarmos das bênçãos de Deus é através dos nossos
louvores e ações de graças, pela fé, antes de vermos a resposta. Nos nossos dias e tempos,
porém, a Igreja já está começando a penetrar nos segredos das bênçãos maravilhosas que louvar
a Deus oferece ao crente.
SALMO 107.21,22
21 Rendam graças ao SENHOR por sua bondade, e por
suas maravilhas para com os filhos dos homens!
22 Ofereçam sacrifícios de ações de graça, e proclamem
com júbilo ás suas obras!
A falta de louvor e das ações de graças faz parte do espírito dos últimos dias. Satanás poderá
diminuir nosso acesso ao poder e atuação do Espírito de Deus em nosso meio, se conseguir
silenciar os louvores e as ações de graças, pois o louvor libera grande poder! A Igreja do Senhor
Jesus Cristo ainda está para ver o que acontecerá quando os membros aproveitarem de modo
consistente o poder maravilhoso de Deus que é liberado em nosso favor quando louvamos e
adoramos.
Capítulo 4 O Louvor Libera a Sua Fé em Deus
Louvai ao SENHOR vós todos os gentios, louvai-o todos os povos. Porque mui grande é a sua
misericórdia para conosco, e a fidelidade do SENHOR subsiste para sempre. Aleluia!
-Salmo 117.1,2
Repetidas vezes vemos como os salmistas nos exortam a louvar ao Senhor e a dar graças a Deus.
Por que a Palavra de Deus exorta o Seu povo a louvá-Lo e agradecer-Lhe pelos Seus benefícios?
Porque Deus sabe que o louvor libera a nossa fé em Deus.
Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre
(SI 118.1). Nunca poderemos agradecer suficientemente a Deus porque Ele é bom e a Sua
misericórdia dura para sempre. Por quanto tempo dura a misericórdia de Deus? Para sempre!
Quanto tempo é representado por "sempre," pela eternidade. Nossa mente finita não consegue
captar isto, mas pelo menos sabemos que para sempre abrange tanto tempo quanto
precisarmos, e ainda mais!
O louvor também nos coloca em contato direto com nosso Pai Celeste, porque a Bíblia diz que
Deus está entronizado entre os louvores do Seu povo (SI 22.3).
Deus Está Entronizado entre os Louvores do Seu Povo
SALMOS 22.33
33 Contudo, tu és santo, entronizado entre os louvores de Israel.
Neste versículo, o salmista está nos contando uma verdade vital, e o
Corpo de Cristo sairá perdendo se a negligenciar. Se o Corpo de Cristo
realmente compreendesse o sentido desse versículo, todos nós estaría mos continuamente
louvando a Deus, pois Ele habita entre os louvores
do Seu povo.
Já que Deuss estava entronizado entre os louvores de Israel por ser este oSeu8 povo, quanto
mais Ele está entronizado entre os louvores do povo que nasceunasceu de novo em Cristo! Nós,
os crentes, certamente somos o povo de Deus!
você quer trazer a Presença e o poder de Deus para seu meio, a fim de transformsr qualquer
circunstância ou dificuldade que esteja entrentando a vida, comece a louvar a Deus
continuamente, de todo o coração.
O louvor é um principio importante que o Corpo de Cristo tem negligenciado, porque os
crentes não têm entendido muito bem que Deus Se entroniza no meio dos nossos louvores, que
Ele habita entre eles. Se, portanto, você louvar a Deus no meio de uma prova ou provação, o
Seu poder transformará aquela situação. Deus solucionará tudo para voces porque Ele habita no
meio dos nossos louvores! E onde Deus está, lá está a vitória!
Nosso Corpo é o Templo de Deus
LUCAS 24.53
53 E [os discípulos] estavam sempre no templo, louvando a Deus.
Você se lembra que, segundo a Antiga Aliança, a Presença de Deus era mantida no Santo dos
Santos. No Livro de Atos dos Apóstolos, os
73
discípulos iam até ao Templo para louvar e adorar a Deus, porque, até aqueles tempos,
entendiam que ali se achava a Presença de Deus. Era para ali, então, que os discípulos iam para
louvar a Deus.
Você deve compreender que a revelação do Novo Testamento ainda não tinha sido
promulgada; Jesus acabara de ser crucificado, ressuscitado, e de subir ao céu para sentar-Se à
destra de Deus Pai. Mas ainda não fora dada a revelação de que o nosso corpo é templo do
Deus vivo. Essa verdade ainda não tinha sido revelada e desvendada diante da Igreja.
1 CORÍNTIOS 3.16
16 Não sabeis que sois SANTUÁRIO de Deus, e que o
Espírito de Deus habita em vós?
Se você nasceu de novo, é nova criatura em Cristo. E se aceitar Jesus Cristo como seu
Salvador a Bíblia promete que Deus fará dentro de você a Sua habitação:... e viremos para
ele e faremos nele morada (João 14.23).
Quando nascemos de novo, nosso corpo fica sendo o templo, ou santuário, de Deus, de modo
que não precisamos entrar numa igreja feita de tijolos antes de podermos adorar a Deus. Sem
dúvida, devemos reunir-nos na casa do Senhor, pois a Bíblia nos exorta a não deixar de
congregar-nos (Hb 10.25).
Mas nem por isso precisamos esperar até chegar no edifício da igreja antes de podermos louvar a
Deus. Nós somos o templo de Deus; podemos louvar e adorar a Deus onde estivermos! Além
disso, a Bíblia diz que devemos bendizer ao Senhor em todo tempo - e isso significa em
qualquer lugar em que estivermos.
SALMO 34.1
1 Bendirei o SENHOR EM TODO TEMPO, o seu louvor
estará SEMPRE nos meus lábios.
Para o louvor que sai da nossa boca ser agradável a Deus, precisamos ter certeza de que ele
provém sempre do nosso coração, e não apenas da nossa cabeça. Tudo quanto fizermos para o
Senhor deve provir de um coração cheio de reverência e amor a Deus.
Louvor Genuíno - ou da Boca para Fora?
Por exemplo: o motivo porque as confissões da fé não estão funcionando para muitos cristãos é
que as confissões das pessoas ficaram sendo pouco mais do que uma ginástica na carne; estão
cultuando ao Senhor "da boca para fora."
Alguns cristãos citam as suas confissões de cor, ou simplesmente como um exercício mental
todas as manhãs. Seu coração, ou seu espírito, não está envolvido nas suas confissões - de
nenhum jeito, maneira, modo ou forma. Estão apenas citando textos bíblicos mecanicamente
com a sua cabeça, e não com o seu coração.
Confissões da fé desse tipo são pouco mais do que um exercício natural ou mental de
repetição. As confissões mecânicas que já não provêm do coração do homem não serão de
muito proveito porque deixaram de ser uma expressão da fé que o homem tem no seu coração
para com Deus.
ROMANOS 10.9,10
9 Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em
TEU CORAÇÃO CRERES que Deus o ressuscitou dentre
os mortos, serás salvo.
10 Porque com o CORAÇÃO se CRÊ para justiça, e com a
boca se confessa a respeito da salvação.
75
MARCOS 11.23,24
23Porque em verdade vos afirmo que se alguém disser a este monte: Ergue-te e lança-te no
mar, e não duvidar no seu CORAÇÃO, mas crer que se fará o que diz, assim será com ele.
24Por isso vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, CREDE que recebestes, e será
assim convosco.
Você não achará nenhum trecho das Escrituras no qual a Bíblia manda o crente simplesmente
citar confissões mecânicas de "fé." As Escrituras mencionam especificamente crer com o
coração e confessar com a boca (Rm 10.9,10; Mc 11.23,24).
Se o coração ou espírito do homem está envolvido, a confissão é uma experiência
espiritual; se somente a boca está envolvida, a confissão fica sendo mero exercício
mecânico mental. Precisamos guardar-nos sempre de levarmos as coisas de Deus para a
dimensão meramente mental.
Vou fazer outra declaração que talvez lhe pareça surpreendente. Você lê a Palavra de Deus com
um coração cheio de reverência por Ele, porque O ama, bem como à Sua Palavra, ou a lê como
dever, como algo que está obrigado a fazer? Se ler a Palavra com esta atitude: Preciso ler tantos
capítulo na Palavra hoje, de modo que vou me apressar para terminar a tarefa! está perdendo o
seu tempo e tirará pouco proveito da Palavra de Deus com uma atitude assim.
Você Só Dá a Fim de Receber?
As mesmas verdades aplicam-se às nossas dádivas, doações, contribuições e presentes. O que
importa é a atitude com que damos alguma coisa, quer se trate do nosso dinheiro, do nosso
tempo, ou dos nossos talentos. Algumas pessoas fazem ofertas visando as recompensas, e nunca
vão receber nenhum pagamento da parte de Deus, porque estão com atitude errônea no coração.
Devemos querer dar ao próximo porque
Deus nos tem abençoado tão graciosamente, e nossa oferta deve ser feita com um coração que
deseja abençoar o próximo.
Quando seu único motivo ao fazer uma doação é receber uma bênção para si mesmo, você está
dando seu presente com a atitude errônea. Nunca ofereça nada com o mero intuito de ganhar
mais em troca. Sem dúvida, você poderá reivindicar as promessas que Deus dá a quem
contribui com coração alegre, e a Palavra de Deus operará em favor de quem tiver a atitude certa
com as suas doações. Mas não contribua visando o propósito de ganhar uma bênção; contribua
visando ser uma bênção para o próximo.
Quando faço a minha oferta, tenho o costume de dizer a Deus: "Senhor, graças Te dou porque a
Palavra de Deus vai funcionar em meu favor porque estou contribuindo em obediência à Tua
Palavra. Mas mesmo se as Escrituras não me prometessem alguma recompensa em troca da
minha contribuição, ainda Te daria, Pai. Estou oferecendo a Ti por causa de tudo quanto tens
feito por mim."
Percebe a diferença? O que importa a Deus é o motivo do nosso coração. Um desses motivos é
sermos uma bênção ao próximo como atitude de gratidão a Deus - mas o outro motivo é
simplesmente buscar, com egoísmo, mais bênçãos para nós mesmos.
Há uma distinção não muito visível entre darmos com o motivo certo e darmos só para ganhar
alguma recompensa. Assim como em todas as demais coisas, existe essa linha divisória tão
delicada, e ela tem que ver com o motivo. Aquela linha divisória delicada existe em tudo quanto
fazemos, e, para agradarmos a Deus, sempre devemos manter os motivos certos.
Satanás, o inimigo da nossa alma, gostaria muito de nos empurrar até ao lado errado daquela linha
divisória, e nos levar a fazer as coisas com a atitude e motivo errôneos. Mas não importa quanto
Deus deseja nos abençoar, nada poderemos receber dEle se não forem certas as nossas atitudes
e motivações.
77
Um dos benefícios que recebemos do louvor é que, à medida que passarmos períodos de tempo
com nosso Pai Celestial, aqueles motivos impuros e atitudes errôneas desaparecerão!
A Misericórdia de Deus Dura para Sempre
Além disso, o louvor libera o poder de Deus em nosso favor. Rendei graças ao SENHOR, porque
ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre... (SI 106.1). Desde a infância, sempre
tenho ouvido essas palavras faladas pelo meu pai, o Rev. Kenneth E. Hagin.
Quando eu era menino, não compreendia alguns dos princípios da Palavra de Deus que agora
compreendo, no tocante ao desejo de Deus de suprir as nossas necessidades. E às vezes, nas
situações de aperto financeiro, quando parecia que tudo estava saindo errado e que não iríamos
vencer o problema, tenho visto meu pai levantar os olhos ao Céu, dizendo: "Te louvo, Senhor,
porque a Tua misericórdia dura para sempre," e então continuava sua caminhada na vida, como
se não existisse problema.
Meu pai tem sido uma demonstração da vida de louvor mesmo quando as circunstâncias parecem
desoladoras. E, através dessa sua vida de oração, tenho visto o poder de Deus liberado na nossa
vida de modos sobrenaturais. Q poder de Deus é liberado através do louvor.
Os pais sabem como é gostoso receber louvores e agradecimentos dos seus filhos por algo que
lhes tenham dado. Nosso Pai Celestial é nosso Deus, mas Ele também é nosso Pai. Creio que
quando Seus filhos começam a louvá-Lo com coração sincero, Ele abre as janelas do Céu, por
assim dizer, para suprir as suas necessidades, simplesmente porque estão louvando-0 com
motivos corretos.
O louvor é apropriado; é bom e justo louvar a Deus e Lhe dar a glória devida ao Seu Nome.
SALMO 113.3
3 Do nascimento do sol até ao ocaso, louvado seja o nome
do SENHOR.
Esse texto bíblico indica que desde a hora em que o sol se levanta, até ao pôr do sol - desde a
manhã até à noite - devemos louvar o Nome do Senhor. Refere-se, portanto, a uma atitude de
louvor, não é verdade? Nossa vida deve refletir uma atitude perpétua de louvor! Nos tempos
antigos, todos acordavam com o levantar do sol, e iam para a cama com o pôr do sol. Esse texto
bíblico, portanto, está nos mandando louvar ao Senhor durante o dia inteiro.
O louvor é a maneira mais fácil de remover montanhas e vencer dificuldades. O louvor tirará
seus olhos do conflito e os fixará no Vencedor. Quando você se sentir deprimido, desolado ou
desanimado, deverá imediatamente louvar ao Senhor: Louvai ao SENHOR... porque a sua
misericórdia dura para sempre (Salmo 106.1).
O louvor nos enaltece a outra dimensão na graça de Deus, em que a nossa atenção já não se
focaliza no dilema, mas somente em nosso Libertador, o Senhor Jesus Cristo. O problema
com a maioria das pessoas é que fixamos a nossa atenção nas nossas circunstâncias, provas
ou provações. Mas é de Deus que vem o nosso socorro, de modo que devemos estar olhando
para Ele - e não para as nossas circunstâncias.
A derrota vem a nós quando enfocamos continuamente os nossos olhos e a nossa atenção nas
circunstâncias. Quando, por exemplo, Pedro estava andando por sobre a água em direção a Jesus,
mas tirou os olhos de Jesus e olhou para as circunstâncias - o vento e as ondas fazendo muito
ruído ao seu redor - foi então que começou a afundar (Mt 14.30). Mas enquanto Pedro mantinha
os olhos fitos no Senhor, não importava o que acontecia em derredor - não podia fracassar!
Quando você entrega a sua situação a Jesus, o louvor ajudará a manter os seus olhos
focalizados nEle, no Mestre de todas as situações,
e a não se fixar nas circunstâncias. Quando deixar seus olhares firmados no Mestre de todas as
situações, não existe a possibilidade de fracassar!
O Louvor Ajuda a Refrear a Carne
Ocasionalmente, eu jogava golfe, e, às vezes, depois de errar a tacada, perdia a calma. Sabia
que assim não agradava ao Senhor, e logo descobria como vencer o problema. Ao invés de ficar
nervoso cada vez que errava, começava a cantar louvores ao Senhor!
Depois de aprender a fazer isso, ao invés de ficar zangado, saía do campo de vez em quando,
cantando "Quão bondoso Amigo é Cristo," ou louvando a Deus de outras maneiras.
O louvor ajudava-me a refrear o meu gênio ,e a manter a minha carne debaixo do domínio do meu
espírito. Se você está tendo problemas com mau gênio, logo que notar que seus nervos estão
ficando tensos, comece a louvar a Deus. Louvar a Deus é uma maneira de manter a carne debaixo
do domínio do seu espírito.
Louvar a Deus ajuda-nos a vencer emoções negativas que talvez procurem dominar-nos. Louvar
a Deus ajuda nosso espírito a manter o domínio, e a evitar que nossa carne ou nossas emoções
assumam o controle. O louvor fixa nossos olhos em Jesus, e assim deixamos que Ele nos livre das
circunstâncias. E quando você dedica tempo aos louvores a Deus, usualmente descobrirá que o
problema que parecia tão grande, não demora para desaparecer na luz da Presença de Deus.
Louvar a Deus no meio de qualquer situação encoraja a nossa fé e nos capacita a nos colocar por
cima de qualquer problema ou circunstância, seja qual for. O louvor impede que fiquemos presos
nas complexidades do problema, e nos ajuda a ficar nos laços do amor de Deus.
Às vezes, por exemplo, você terá que tomar posição pela fé, e esperar a resposta durante certo
período de tempo; a solução nem sempre se manifesta num só dia, semana, ou mês. Você vai
precisar ficar firme na fé, não olhando para a direita nem para a esquerda para ver as circuns
tâncias, mas somente para a frente, diretamente para Deus. O louvor capacita-o a tomar aquela
posição firme da fé, e a permanecer na fé, crendo em Deus para lhe dar a resposta.
Enquanto está esperando, pela fé, que Deus responda à sua petição, não se deixe ficar
amarrado pelas circunstâncias. Quando a resposta não se manifesta imediatamente, é fácil
entrar em pânico e pensar que Deus não escutou a sua oração, ou que Ele não está
operando em seu favor.
Se, por exemplo, estiver sem dinheiro, ficará mais fácil ver todas as contas a pagar do que ver
as promessas de Deus! Mas, entre o momento de orar e o momento de ver a sua resposta -
não fique mais frouxo na fé! Deus está operando em seu favor, mesmo se não perceber
sinais dessa operação. É nesse período que você deve louvar ainda mais a Deus, pois assim
Deus põe à sua disposição uma medida maior do Seu poder!
Quando aprender a louvar a Deus em todas as situações, em todas as provações, ficará fortalecida
a sua fé na Palavra de Deus. Romanos 4.20, 21 diz que Abraão foi fortalecido na fé enquanto
dava louvores e glória a Deus! O louvor irá mantê-lo com olhos firmes no Autor e Consumador da
sua fé (Hb 12.2).
Além disso, firmar-se na Palavra de Deus e louvá-Lo pela sua vitória antes de ver a sua resposta é
a única solução real pela fraqueza e pela ansiedade. Certifique-se de que guardou a Palavra de
Deus no seu coração, porque a Bíblia diz que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir vem pela Palavra de
Deus (Rm 10.17). A única maneira de ter fé para se manter firme é por meio de escutar a
Palavra, meditar sobre a Palavra e guardar a Palavra no seu coração - no seu espírito.
Depois, já tendo guardado a Palavra de Deus no seu coração, comece
a falar a Palavra e louvar a Deus porque Ele é a força da sua vida (SI
27.1). E Ele o levará a uma saída feliz. Louvado seja Deus, porque, com
Ele ao seu lado, ninguém poderá estar contra você (Rm 8.31). Aproxi
mar-se de Deus com plena fé e confiança na Sua Palavra e com louvor
simcero proveniente do coração é a única solução real para aqueles sentimentos de ansiedade e
de fraqueza que todos nós experimentamos de vez em quando.
Quando louvar a Deus, suas tristezas serão transformadas em alegria, suas derrotas, em vitória, sua
fraquezas, em fortaleza, e suas tragédias em triunfos.
SALMO 43.5
5 Por que estás abatida, ó minha alma? por que te perturbas dentro de mim? Espera em
Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu.
Andando no Louvor
Aprenda a andar todos os dias na vida de louvar a Deus. Andar na vida de louvor é andar na
vitória. Não deixe passar um só dia sem erguer a sua voz em louvores ao Senhor:... o seu louvor
estará sempre nos meus lábios (SI 34.1). Além disso, louvar a Deus é ser praticante da Palavra
(Tg 1.22), e a Bíblia diz que o praticante da Palavra será abençoado em todas as suas obras (Tg
1.25).
Considere outra coisa: Jesus já derrotou o inimigo na Cruz do Calvá-rio. A vitória já foi ganha para
você em todas as circunstâncias, em todas as provações, e em todas as provas que você poderá
chegar a passar na vida. A Bíblia diz: A ti, ó Deus, confiança, e louvor em Sião... (SI 65.1). Em
outras palavras, agora depende de você, como crente, passar a louvar de tal maneira que sua
vitória, que Jesus já conquistou para você no ( Calvário, se manifeste em todas as áreas da sua
vida!
Resolva que vai louvar ao Senhor em todo tempo e no meio de todas as situações, sabendo
que os louvores da sua boca trarão o triunfo do sucesso que você tem esperado. Na realidade,
seu louvor, bem como sua obediência à Palavra de Deus, determinam se vai
atingirr os seus alvos na vida, e até onde no caminho para o sucesso
em Deus você vai chegar.
Quer o sucesso? Quer a cura? Quer a vitória? Quer que suas necessidades sejam atendidas? Quer
receber da parte de Deus aquilo que seu coração deseja? Comece a louvar e glorifícar a Deus pela
Sua grandeza e pela Sua bondade para com você, e pela Sua fidelidade à Sua Palavra, ao invés de
engrandecer o seu problema. Comece a louvar a Deus porque Ele já lhe tem concedido a sua
herança em Cristo.
Quando começar a louvar e a agradecer a Deus pelas provisões na Sua Palavra, as bênçãos que
você deseja da parte de Deus tornar-se-ão uma realidade na sua vida, e verá com seus próprios
olhos como virão à existência!
Quando louva a Deus, Ele transforma as suas fraquezas em fortalezas, e os seus fracassos em
triunfo. Tudo depende de você. Deus já fez a Sua parte, porque já enviou Jesus para derrotar o
inimigo. Satanás agora é um inimigo derrotado.
É por isso que a sua vitória passou a depender de você, porque Cristo já a ganhou para você na
Cruz. A partir de então, só lhe falta aplicar a si mesmo a Palavra de Deus. Agora, você determina
mediante a sua boca se vai ou não vai receber a sua vitória (Dt 30.11-14, 19; Rm 10.6-8).
Resolva no seu coração que encherá a sua boca continuamente com louvores a Deus.
O Louvor Dá Alegria
O cristão não deve se deixar dominar pelos sentimentos. Por outro lado, quando começa a louvar
a Deus, surgem os sentimentos de gozo e de alegria, e o seu espírito é encorajado. Louvar a Deus
tem a capacidade de deixar o poder de Deus atuante no seu íntimo, e a alegria no Senhor começa
a borbulhar.
As circunstâncias externas não produzem a alegria; a alegria tem que brotar de dentro de nós. E a
Bíblia diz que a alegria no Senhor é a nossa força (Ne 8.10). O louvor libera a alegria do Senhor na
sua vida. E aquela alegria começa por dentro, no seu espirito, e flui até ao lado de fora, onde se vê no
seu rosto! Você já experimentou a alegria de cantar hinos de
louvor ao Senhor? Se não conhecer um cântico de louvor, Deus vai lhe dlar um, mediante o Seu
Espírito. E descobrirá que, à medida que louvar a Deus, muitas bênçãos começarão a acontecer
através de você, em você, e com você!
O Corpo de Cristo ainda não tem aproveitado devidamente esse recurso e benefício que o poder
do louvor libera na nossa vida! Pensamos que entramos no âmbito do poder e da glória de
Deus, mas, na realidade, mal começamos a penetrar em todas as bênçãos que Deus tem para nós
nesta vida.
Acredito que o Corpo de Cristo não compreendeu plenamente o poder que o louvor libera na
vida do crente. Se os crentes tivessem consciência disso, acho que estariam louvando a Deus de
manhã, de tarde e de noite!
Quando, por exemplo, o inimigo se levantar contra nós como torrente impetuosa, veremos que - se
aprendermos a louvar a Deus - Satanás fugirá de nós, aterrorizado (Tg 4.7). Satanás já sabe que ele
é um inimigo derrotado, mas às vezes nós agimos como se não soubéssemos disso! E nada existe
que mais rapidamente mandará Satanás sair fugindo e trará para o cenário a hoste angelical e o
poder de Deus do que louvá-Lo!
Se quiser um relacionamento mais íntimo e estreito com_Deus, aprenda a louvá-Lo em
todas as ocasiões. Seja qual for a sua situação, o louvor o transporta para o âmbito em que - pela fé
- vê Deus operando |m seu favor. E o louvor o introduz na Presença de Deus, e assim a dúvida,
a incredulidade, a depressão e o medo precisam fugir quando você entra na Presença de
Deus!
Às vezes, as pessoas dizem: "Mas não posso louvar a Deus sempre quando quero! Não posso
louvá-Lo no emprego." Mas o estilo de vida do louvor, ao qual me refiro, não exige
necessariamente que você louve I Deus em voz alta, e às vezes nem é necessário que você O
louve audivelmente.
Sem dúvida, às vezes você é ajudado quando fica a sós com Deus, e proclama o Seu louvor com
voz audível e com ousadia. Às vezes é bom ir para algum lugar onde pode ficar a sós e gritar em
voz alta: "LOUVADO SEJA DEUS PORQUE A SUA MISERICÓRDIA DURA PARA
SEMPRE!" Mas você também pode adorar a Deus no seu coração, sem pronunciar uma única
palavra. Você pode estar no meio de uma multidão de pessoas, e louvar a Deus no seu coração
com toda a alegria, sem ninguém tomar conhecimento disso.
Você pode ter na sua vida vitória do tipo que nunca experimentou, se aceitar o que Deus disse na
Sua Palavra e começar a louvá-Lo de antemão pelas respostas das quais necessita!
A Biblia: Nosso Livro de Louvor
A Palavra de Deus é o nosso livro de louvor. A razão por que muitos cristãos não sabem
louvar a Deus é porque não sabem o que está no Livro.
Alguns cristãos, por exemplo, não sabem o que está na Bíblia porque gastam todo o seu tempo
escutando fitas, e não lêem a Bíblia! As fitas de ensino cristão têm seu valor, mas nunca lhe
servirão de substituto para ler a Palavra de Deus.
Nada pode substituir a vantagem de colocar a Palavra de Deus no seu coração por conta própria
mediante o estudo cuidadoso e a meditação, e mediante a comunhão com Deus na Sua
Palavra.
O salmista disse: Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti (SI 119.11).
É quase impossível guardar a Palavra no seu coração sem ler a Palavra de Deus. Você não
poderá guardar a Palavra no seu coração, de modo adequado, só por meio de escutá-la gravada
em fita.
Você pode reter alguma parte da Palavra assim, mas escutar a Palavra em fita cassete nunca
substituirá a leitura da Bíblia que você mesmo faz.
E se lê a Bíblia e também a citar ativamente, retém mais da Palavra de I )cus do que por meio de
escutá-la passivamente nas fitas.
Os educadores nos dizem que retemos mais daquilo que vemos e depois dizemos do que quando
apenas ouvimos. Na realidade, os professores agora estão descobrindo que o modo eficaz de
instruir crianças mais jovens é mostrar-lhes uma palavra, e então ensinar-lhes a pronunciá-la,
sílaba por sílaba. Dessa maneira, as crianças a vêem,
a pronunciam, e a palavra fica indelevelmente carimbada naquele "computador" que Deus tem
dado a cada um de nós - o cérebro. Se, portanto, você quiser descobrir como louvar a Deus de
modo mais eficaz, leia a Palavra de Deus por conta própria. Medite na Palavra de Deus e
semeie-a no seu coração.
2 CORÍNTIOS 2.14
14 Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e, por meio de nós,
manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento.
As Escrituras encorajam o nosso coração, e até nos ensinam por que devemos agradecer a Deus!
Graças a Deus que sempre nos conduz em triunfo - não somente parte do tempo, não na base do
tempo, mas sempre\ Deus sempre nos leva a triunfar em Cristo!
1 CORÍNTIOS 15.57
57 Graças a Deus que nos dá a VITÓRIA por intermédio
de nosso Senhor Jesus Cristo.
Você está encontrando situações e circunstâncias impossíveis na sua vida? Existem montanhas que
não consegue transpor e impossibilidades que- não consegue contornar? Esse versículo lhe
promete a vitória, independentemente das circunstâncias!
Porque você sabe o que a Palavra de Deus diz, poderá marchar vitoriosamente pela vida,
cantando os louvores a Deus. Descubra o que
a palavra lhe diz a seu respeito, de modo que possa dizer a mesma coisa que Palavra diz!
1 JOÃO 5.4
4 Porque todo o que é nascido de Deus VENCE o mundo; e
esta é a VITÓRIA que vence o mundo, a nossa FÉ.
O inimigo, Satanás, anda solto como o deus deste mundo (2 Co 4.4). A Bíblia diz que Satanás
anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar (1 Pedro 5.8). Satanás
não se importa com quem você é, com a sua atividade, nem com seu nome. Seu único propósito
é destruir e devorar a quem ele puder (João 10.10).
É triste dizer que Satanás devora um número demasiado de cristãos porque não sabem quem são
em Cristo, e quais são seus direitos e privilégios como co-herdeiros com Cristo. O diabo tem
embalado outros cristãos até dormirem como se estivessem no berço da complacência;
acomodaram-se com aquilo que já têm e são em Deus.
Sem dúvida, têm falado a respeito daquilo que o Senhor tem feito por eles, mas quando você lhes
pergunta quando tiveram sua experiência mais recente da vitória em Deus e da alegria de viver
para Jesus, descobre que foi muito tempo!
Avance Firme em Deus
Deveríamos estar continuamente experimentando vitória em Cristo, dia após dia. E, na
realidade, devemos esquecer-nos do passado, tanto as partes boas quanto as más, a fim de
podermos concentrar a nossa atenção em prosseguir para o alvo da soberana vocação de Deus
em Cristo Jesus (Fp 3.14)! Você pode, sem dúvida, usar as vitórias que já ganhou em Deus
como memorial, como lembrança contínua da capacidade de Deus para livrá-lo. A partir daí,
pois, avance com firmeza para novas vitórias em Cristo.
Não há tempo para ficar parado falando das suas vitórias e triunfos do passado. Não faça uma
pausa agora para festejar a sua vitória, porque, enquanto você festeja, Satanás está planejando seu
próximo ataque! Nesta vida, estamos numa batalha, mas sabemos - graças a Deus - que
Satanás já é um inimigo derrotado, e que em Cristo recebemos a vitória em todas as
circunstâncias.
Não paremos para celebrar as nossas vitórias, se isso nos impede de prosseguir para novas
vitórias em Cristo. Decididamente, precisamos louvar a Deus, com o coração cheio de
gratidão, pelas vitórias que Ele nos tem dado, mas o devemos sempre continuar avançando
em Cristo!
Virá o dia certo para festas de celebração. Mas, por enquanto, vamos continuar louvando a
Deus e conquistando mais regiões do território do diabo, pois em algum dia destes, Deus Pai
vai olhar para Seu Filho, o Senhor Jesus Cristo, e vai dizer: "Filho, vá trazer Meus filhos para
casa!"
1 TESSALONICENSES 4.16,17
16Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e
ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão
primeiro;
17Depois nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre
nuvens...
Naquele dia, vamos ter uma celebração de vitória! É então que teremos tempo para fazer uma
pausa suficiente para festejar!
Não diminua a velocidade da sua caminhada com o Senhor. Não seja tardio na sua obra de
conquistar terreno para o Senhor e de livrar os cativos. Continue louvando a Deus e
avançando para a frente! Nunca seja lerdo na caminhada com o Senhor, porque o inimigo
está procurando a quem devorar. E francamente, aqueles que se sentem satisfeitos consigo
mesmos são presa fácil para Satanás, um alvo fácil para os seus ataques!
Além disso, há ocasiões em demasia nas quais, enquanto nós, os cristãos, fazemos uma pausa
para nos parabenizar uns aos outros, e juntos compartilharmos das nossas vitórias, Satanás está
muito ocupado
tentando destruir os nossos irmãos e levar o mundo ao inferno. Mas Deus sabe que não temos
tempo para celebrar festas de vitória aqui embaixo! Precisamos alcançar os perdidos! Aqueles
que não têm Deus estão morrendo no pecado. O mundo tem necessidade desesperada de ouvir a
pregação do Evangelho do Senhor Jesus Cristo. Afinal de contas, é para isso que temos nossa
vida.
Graças a Deus pelo bem-estar e pelos muitos benefícios que Ele nos tem concedido. Graças
a Deus pelos nossos direitos segundo a aliança e pela nossa redenção em Cristo. Graças a
Deus porque Ele tem curado o nosso corpo e nos libertado. Tudo isso faz parte do
Evangelho. Mas também nascemos de novo e fomos colocados na família de Deus a fim de
glorificar a Ele e também para sair e conquistar almas para o reino de Deus! Precisamos estar
cuidando dos negócios do nosso Pai!
Lance mão daquela mesma fé que você aprendeu a fim de receber a abundância ou a cura, e
comece a louvar a Deus e crer nEle para as pessoas serem conquistadas para o Reino. Exerça
a sua fé para as pessoas virem para o Reino de Deus. É essa a suprema bênção desta vida
cristã!
O coração de Deus anseia por pessoas para amar! Graças a Deus por todos os benefícios que Ele
tão graciosamente nos outorga! Creio que Deus deseja o bem-estar para o Seu povo (3 João 2).
Nunca vou acreditar que Deus deseja que os Seus filhos sejam reduzidos à indigência e aos
sofrimentos e dores. O Evangelho não é assim! Mas a minha alma arde com zelo para sair e
conquistar o reino do diabo pela força, a fim de libertar os cativos e trazer as pessoas ao Reino
de Deus!
O Poder de Deus para Libertar
É possível que você nunca tenha experimentado o poder de Deus para libertar no meio de
circunstâncias contrárias. Mas vai experimentá-lo à medida que começar a louvar a Deus de todo
o seu coração e se firmar na Sua Palavra. O livramento que você tem buscado da parte de Deus
durante tanto tempo lhe virá à medida que busca com diligência a face de Deus e Lhe dá glória,
louvor e honra. Aqueles desejos profundos que Deus tem colocado no seu coração vão ser
concretizados à medida que você começar a entrar na Presença de Deus com a Sua Palavra, e
tendo nos seus lábios os Seus louvores.
No seu caso, pode ser que as bênçãos divinas estejam apenas aguardando que dê louvores - que
demonstre a sua fé em Deus e na Sua Palavra. Deus está querendo levá-lo a tirar do problema o
seu enfoque, e focalizar a sua atenção nEle! Pode ser que você tenha endurecido o coração por
causa das circunstâncias difíceis que tenham procurado enredá-lo, e que quase tenha desistido.
Mas, quando aproveitar o poder maravilhoso de louvar a Deus, as bênçãos de Deus serão
transmitidas abundantemente para a sua vida.
Capítulo 5
Obtendo a Plena Medida da Bênção de Deus
Se alguém lhe dissesse que louvar a Deus fosse uma chave para receber maiores bênçãos na sua
vida, você começaria a louvar a Deus de modo consistente e contínuo?
Acho que todos nós louvaríamos assim - e realmente a Bíblia nos ensina essa doutrina do louvor.
Entre outras coisas, a Bíblia diz que Deus habita no meio dos louvores do Seu povo (SI 22.3).
Logo, se invocar a presença de Deus no cenário, o poder dEle será manifestado na sua vida, seja
qual for o problema que tiver. Sempre onde abundam os louvores a Deus, também é contínua a
Sua Presença -juntamente com a alegria e a vitória.
O louvor é uma chave para recebermos multiplicadas bênçãos derramadas em nossa vida.
Não estou sugerindo que o louvor é um método de manipular Deus a fim de Ele nos dar o que
queremos nesta vida.
Mas o louvor é um estilo de vida, que demonstra a nossa confiança incessante no nosso Pai
Celeste. Porque confia em Deus, você acredita que, aquilo que Ele lhe prometeu, Ele também é
poderoso para cumprir, e Lhe dá graças por isso (Rm 4.21; Hb 10.23).
Louvar a Deus, independentemente das circunstâncias que surgem, é o meio que Ele nos oferece
para nos abençoar em todas as áreas da nossa vida. Ao louvarmos a Deus pela Sua bondade,
demonstramos a nossa confiança nEle.
O louvor sincero flui de um relacionamento de confiança em Deus, e esse louvor que provém do
coração fervoroso frutifica na nossa vida.
Já notamos, ainda, em 2 Crônicas 20.1-25, que o louvor é uma arma ofensiva contra Satanás,
quando ele procura atacar a nossa vida. Além disso, o louvor também nos coloca em condições
para recebermos da parte de Deus tudo quanto Ele tem para nós, porque o louvor éjuma
expressão de fé. O louvor é a linguagem da fé!
Estou convicto que à medida que dedicarmos mais tempo e disposição a ter comunhão com Deus
e a louvá-Lo simplesmente por causa de Quem Ele é, veremos que receberemos mais respostas às
nossas orações com menos labuta e esforço! Além disso, estou certo de que se gastássemos mais
tempo louvando a Deus, perderíamos menos tempo fazendo orações repetitivas e intermináveis a
respeito das mesmíssimas situações em nossa vida.
Pense nisso: Enquanto orarmos de conformidade com a Palavra de Deus, sabemos que Deus nos
atende, pois é assim que a Palavra diz. E a Bíblia também nos assegura que se sabemos que Deus
nos escuta, então sabemos que recebemos a petição que Lhe temos feito (1 João 5.14,15). E se
sabemos que Deus atende a nossa petição, tudo quanto nos resta fazer é louvá-Lo pela
resposta!
Você pode até mesmo prejudicar a sua fé por meio de orar repetidas vezes a respeito da mesma
situação, numa atitude de dúvida e de oração, como se Deus não tivesse escutado da primeira
vez! Permaneça na fé enquanto orar! O louvor ajuda a se manter na fé.
Creio que se vivermos uma vida de louvor a Deus, Ele aumentará o "fruto" da nossa oração - as
respostas à oração. Deus pode aumentar os resultados das nossas orações, porque louvar a Deus
pela resposta antes
de a vermos é a fé em ação (Hb 11.1). É a fé que leva Deus a nos atender (Hb 11.6)! Portanto,
viver uma vida de louvor é realmente viver uma vida de fé!
O Louvor Produz Frutos
Creio que os cristãos não têm tomado consciência dos benefícios e dos frutos que louvar a Deus
trará às suas vidas. Deixamos de reconhecer quanto poder de Deus é liberado em nossa vida
quando louvamos sinceramente a Ele.
Louvar a Deus realmente deixa os cristãos utilizarem - ou tomar posse pela fé - aquilo que já
lhes pertence em Cristo, pois o louvor libera o poder de Deus para operar em nosso favor. O
louvor convida o poder de Deus a manifestar-se diretamente a nós.
SALMO 67.5, 6
5Louvem-te os povos, ó Deus; LOUVEM-TE os povos todos.
6A TERRA DEU O SEU FRUTO, e Deus, o nosso Deus, nos abençoa.
Em quais condições, segundo o salmista, a terra dará o seu fruto e Deus nos abençoará? O
fruto vem como resultado de uma vida_de louvor! O louvor reconhece e dá a Deus o crédito e
a glória antes de a resposta ser manifestada na dimensão física. O louvor já se agarra à resposta
na dimensão espiritual e recebe a bênção da parte de Deus antes de ela ser percebida pelo homem
natural (1 Co 2.14).
Se você precisar de algum incremento na sua vida, comece a louvar a Deus! É assim que diz
esse versículo: ENTÃO a terra dará o seu FRUTO... (SI 67.6 - ARC). O louvor sincero comove
Deus. O louvor não pode ser usado como uma "alavanca" mecânica para manipular Deus, mas
quando você louva de todo o coração, Deus fica comovido, porque você está demonstrando a
sua fé nEle!
O Salmo 67.6 está dizendo que, não importa quais forem os seus esforços nesta Terra, nem as
atividades que empreendeu, se louvar a Deus com sinceridade e O colocar na primeira posição na
sua vida, Deus fará frutificar em seu favor aquelas coisas que lhe dizem respeito.
Se precisar de algum auxílio na sua vida, seja de qual tipo - espiritual, material, emocional, físico,
ou social - comece a dedicar tempo para buscar a Deus e colocar a Sua Palavra em primeiro
lugar. Depois, comece a louvar a Deus em atitude de amor e confie nEle como seu amoroso Pai
Celestial que escuta as suas orações e as atende.
No Antigo Testamento, quando foram escritos esses versículos, o salmista estava dando aos
filhos de Israel uma solução aos seus problemas. Note que não foi dito aos israelitas que não
teriam mais problemas e dificuldades. Mas foi lhes dito que Deus é Aquele que outorga livra-
mento nos tempos da aflição, e prove nos tempos de carestia, não importa qual seja a
situação!
O Salmo 67.6 não indica que não vai ter montanhas que tentarão prejudicá-lo na vida e impedi-lo
de receber o que Deus tem reservado para você. Mas certamente indica que quando o povo de
Deus O louva sinceramente, a terra dará o seu fruto!
Se existirem montanhas que impedem que o fruto e o reforço cheguem a você, aquelas
montanhas terão que afastar-se diante do poder de Deus que é liberado pela sua fé na Palavra de
Deus e pelos seus louvores! Se estiver andando em obediência à Palavra de Deus, o louvor
removerá montanhas na sua vida!
Deus é um Deus Grande
Deus é um Deus grande. Ele não é impedido de abençoar os Seus filhos, aconteça o que
acontecer no mundo. Por exemplo: não é porque a nossa economia não é tudo quanto deveria ser
que Deus vai deixar de nos dar aumentos financeiros! Quando aprendemos a confiar em Deus e
louvá-Lo independentemente daquilo que vemos na carne, Deus pode
nos dar um auxílio, não importa quais circunstâncias se colocarem no nosso caminho.
Deus não depende das circunstâncias naturais para abençoá-lo; Ele age na dimensão
sobrenatural! Deus pode lançar mão de tudo quanto Ele quiser a fim de lhe dar uma bênção
financeira, se tão-somente louvar a Ele ao invés de confiar em outras coisas como sua fonte de
bens. Somente Deus é a sua Fonte.
Creio que se o povo de Deus O louvasse na base de um relacionamento de confiança, Ele
transformaria a sua situação financeira, e levaria a terra a lhe dar seus frutos -
independentemente de quais fossem os acontecimentos na economia mundial.
O tempo todo você ouve pessoas se queixando: "Parece que nosso dinheiro vale cada vez menos.
O que vamos fazer agora?" "Nosso déficit comercial é tão grande que vamos ter um fracasso
financeiro."
Se não tomarmos cuidado, poderemos falar palavras negativas que poderão trabalhar contra nós
- ao invés de focalizar nossa atenção em Deus, que pode providenciar tudo quanto necessitamos.
Somente Deus é a nossa Fonte.
Não estou dizendo que não devemos reconhecer os fatos conforme existem no mundo. Mas Deus
é maior do que qualquer fato natural! Deus é a nossa Fonte, e, quando O louvamos, focalizamos
nEle ao invés de nos preocupar com o problema. Se fixarmos toda a nossa atenção nEle e na
Sua Palavra, Deus poderá suprir com abundância as nossas necessidades - mesmo se isso
envolve operar um milagre!
No Antigo Testamento, quando Deus mandou os filhos de Israel louvá-Lo, os problemas
ainda se avultavam como gigantes diante deles. E, muitas vezes, seus problemas eram
gigantes literais! Mas Deus os mandou louvá-Lo e não serem abalados pelos seus proble
mas - nem por aqueles gigantes; somente deviam se deixar impres sionar por Deus.
Uma maneira de chegar à condição em que toda a sua atenção se focaliza em Deus, e não no
seu problema, é mediante o louvor e a adoração a Deus por aquilo que Ele é. Assim, Deus Se
torna maior para você do que qualquer problema. Ele sempre é maior do que o seu problema,
mas você pode ficar tão enterrado nos seus problemas que é difícil manter uma perspectiva
apropriada. O louvor leva você de volta ao reconhecimento de que Deus é maior para você do
que o seu problema.
No Antigo Testamento, quando os israelitas louvaram a Deus conforme as ordens que
tinham recebido, a terra começou a fazer aquilo que devia fazer - dar um aumento de frutos e
uma bênção ao povo de Deus. E, repetidas vezes, os seus inimigos foram envergonhados
diante deles!
Louvar a Deus, pois, produz frutos na nossa vida em qualquer área em que precisamos de algum
incremento. Poucos cristãos têm tomado consciência disso. Estou certo de que muitos de nós
temos tido na vida aquelas áreas que pareciam resistir ao crescimento, ao progresso. Em
algumas daquelas áreas, parece que temos experimentado contínuas "quebras de safra."
Por muito que você se esforçasse, parecia que nada transformava aquelas situações ou a falta de
crescimento. Creio que Salmo 67.5,6 também fala a respeito daquelas áreas de difícil produção em
nossa vida.
Em outras palavras, até mesmo nos lugares difíceis - nas áreas que têm resistido a uma
transformação - se mantivermos os nossos olhos afastados do problema e focalizados somente
em Deus, dando louvor a Ele, o próprio Deus vai fazer surgir frutos, por mais quebras de safra que
tenhamos sofrido no passado!
Existem outras áreas nas quais todos nós provavelmente precisamos experimentar algum socorro
na nossa vida. Cada um de nós, por exemplo, tem sonhos, desejos, dons e talentos que Deus
colocou dentro de nós. Mas muitos dentre nós não sabemos cultivar os nossos dons, nem usar de
modo produtivo os nossos talentos para a glória de Deus. Muitos
somos os que temos sonhos, mas não sabemos como implementá-los na prática ao ponto de se
tomarem uma realidade na nossa vida.
Creio que à medida que aprendemos a viver uma vida de louvor a Deus - não quero dizer de
vez em quando, mas de modo consistente -Deus fará com que aquelas áreas na nossa vida
frutifíquem para a Sua glória. A terra e todas as coisas com as quais trabalhamos terão que dar
seus frutos à medida que colocamos Deus e a Sua Palavra em primeiro lugar e louvamos a Ele de
modo consistente pela Sua bondade conosco.
Quer algum auxílio na sua vida? Comece, portanto, a se aproximar de Deus e da Sua Palavra, e
dê-Lhe louvor! Não importa onde você precisa de uma ajuda na sua vida - quer na parte
financeira, na sua carreira, ou em viver à altura do potencial que Deus tem para você -quando
louva a Deus com todo o seu coração como estilo de vida, toda obra à qual se dedicar terá que
fortificar em seu favor!
Os cristãos precisam aprender a aproveitar a vasta tesouraria que está vinculada com o louvor
sincero e fervoroso a Deus! Muitas bênçãos lhes aguardam quando começam a entrar firmes nessa
dimensão da graça de Deus, e a ver por conta própria a alegria que é liberada na sua vida!
Não Somente Fortalecimento, Mas Também Bênçãos!
SALMO 67.5, 6 (ARC)
5LOUVEM-TE A TI, ó Deus, os povos; LOUVEM-TE os povos todos.
6ENTÃO a terra dará o seu FRUTO; e DEUS, o nosso Deus, NOS ABENÇOARÁ.
Examinemos de novo esses versículos. Duas declarações importantes são feitas no v. 6. A
primeira delas, conforme já vimos, é que quando louvamos a Deus com diligência e sinceridade
pela Sua bondade para conosco, Ele fará com que recebamos um reforço natural e material
deste mundo no qual vivemos. Creio que esse reforço - esse fruto - deve
coroar todos os nossos esforços, se estivermos colocando a vontade de Deus e a Sua Palavra em
primeiro lugar na nossa vida.
A segunda delas é que, quando louvamos a Deus, as Suas bênçãos I estarão em abundância
sobre a nossa vida. Mas as bênçãos divinas não virão a nós em plena medida a não ser que
pratiquemos o v. 5 - viver uma vida de louvor a Deus!
Não conheço nenhum cristão que não deseja as bênçãos de Deus. A maioria dos filhos de Deus
deseja sinceramente a plena medida das bênçãos de Deus na sua vida.
A Bíblia nos diz em Efésios 1.3 que fomos abençoados com toda sorte de bênção espiritual
nas regiões celestiais em Cristo, mas às vezes parece que os filhos de Deus não sabem
receber aquilo que já lhes pertence.
Salmo 67.5 e 6 nos informa como receber essas bênçãos: Louvem-te a ti, ó Deus... Então a terra
dará o seu fruto... O louvor é uma das maneiras de o povo de Deus ligar-se com aquilo que já
lhe pertence em Cristo, e apropriar-se dele. O louvor é uma das vias através das quais vem o
fortalecimento!
Se o povo de Deus aprendesse o segredo de louvá-Lo com toda a sinceridade do coração,
sejam quais forem as circunstâncias, todos se veriam alcançados pelas bênçãos divinas! Ao invés
de os crentes correrem atrás das bênçãos, estas correriam atrás dos crentes e os alcançariam!
Então, todas as obras das suas mãos seriam bem-sucedidas, e seus esforços produziriam mudanças
em todas as áreas. Deus tem prometido frutos para aqueles que O louvam com coração sincero!
Se você está passando alguma necessidade, ou sofrendo falta em ' qualquer área da sua vida,
quer seja financeira, social, física, ou emocional, sem dúvida você já orou e procurou a face de
Deus no tocante ao , assunto. Mas se você ainda não viu a manifestação da sua resposta - ao 1
invés de orar repetidas vezes (do modo dos incrédulos) a respeito da sua necessidade - apresente
a sua petição diante de Deus, com fé singela. '

Então, comece a louvá-Lo por ter escutado a sua petição e porque já a está atendendo. É isto
que é a fé!
O louvor confirma diante do seu próprio coração que Deus escutou e atendeu as suas orações
porque, segundo a Bíblia:... Por isso vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que
recebestes, e será assim convosco (Mc 11.24). Em outras palavras, a fé não é fé até voce dizer:
"Obrigado, Pai, creio que recebo a minha resposta agoral" O louvor é aqueleato de crer e
receber mediante a fé.
Louvor: A Posição da Fé
Ao invés de orar repetidas vezes a respeito da mesma petição, entre numa atitude de fé e
permaneça na fé, louvando a Deus pela sua resposta antes de poder vê-la! Comporte-se. da
maneira que faria depois de receber a sua resposta, pois a Bíblia diz que Ele realmente o ouve
quando você ora segundo a Sua vontade!
Deus deseja o seu louvor, não porque Ele precisa dele para Si mesmo, mas porque Ele está
querendo levar você a uma posição de fé a fim de poder atender a sua oração. Depois do louvor
vem o fruto, o fortalecimento, a abundância, e as bênçãos de Deus que correm atrás de você e o
alcançam nesta vida!
A chave da fé é louvar a Deu .antes de ver a sua resposta. O louvor reconhece que Deus já
escutou suas orações e que Ele está ocupado em atendê-las. O louvor é confiar ativamente em
Deus, e a Bíblia promete que quem confia em Deus não será envergonhado (Si 25.2). Você não
ficará envergonhado se confiar em Deus e mantiver sua posição na fé, louvando a Deus, pois
receberá a sua resposta!
Há poder no louvor! O poder de Deus é liberado ao crente mediante o louvor. Mas para ser
eficaz, o louvor deve provir do coração e ser um estilo de vida - não mera "alavanca" mecânica
usada como meio de escape quando nos colocamos em apuros. Esse não é o louvor verdadeiro. O
louvor genuíno e verdadeiro flui de um relacionamento amoroso com nosso Pai Celestial;
louvamos a Deus porque O amamos e nEle
confiamos, e não porque estamos tentando manipulá-Lo para fazer alguma coisa em nosso
favor.
A Lição dos Dez Leprosos
Na cura dos dez leprosos, recebemos um vislumbre de um dos benefícios do louvor e das
ações de graças.
LUCAS 17.11-19
11 De caminho para Jerusalém passava Jesus pelo meio de
Samaria e da Galiléia.
12Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos,
13Que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós!
14Ao vê-los disse-lhes Jesus: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles,
foram purificados. 15 um dos dez, vendo_gue fora curado, voltou,dando GLÓRIA A
DEUS em alta voz,
16e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, AGRADECENDO-LHE; e este
era samaritano.
17Então Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram
curados? Onde estão os nove?
18Não houve, porventura, quem voltasse para DAR GLORIA A DEUS, senão este
estrangeiro?
19E disse-lhe: Levanta-te, e vai; A TUA FÉ te salvou.
Dez leprosos clamaram a Jesus, pedindo a cura. Quando estudamos o simbolismo bíblico,
descobrimos que a lepra, além de ser uma doença literal, também simboliza o pecado. Na
realidade, esses dez leprosos foram curados de uma enfermidade física literal. Mas também
podemos dizer que qualquer pessoa que tem pecado na sua vida precisa da purificação
mediante o sangue de Jesus.
Todos os dez leprosos clamaram a Jesus, pedindo a sua purificação. Mas somente um dos dez
leprosos voltou a Jesus para Lhe agradecer, e Jesus o elogiou por isso. A verdade é que Jesus até
mesmo indicou que OS louvores e ações de graças desse leproso tinham algo que ver com a sua
fé que o salvou.
Em outras palavras, o v. 14 diz que todos os leprosos foram purificados, mas que somente um foi
salvol E isso só depois de ele ter passado algum tempo nas ações de graças!
SALMO 103.1-4
1Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo
nome.
2Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios.
3Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades;
4Quem da cova redime a tua vida, e te coroa de graça e misericórdia.
Esse leproso recebeu uma recompensa imediata pela seu louvor - foi lotalmente curado. A frase:
"e este era samaritano" em Lucas 17.16 é de grande relevância. Nos dias de Jesus, os judeus e os
samaritanos se odiavam porque os judeus consideravam os samaritanos uma raça impura.
Tanto assim que os judeus, ao invés de seguirem o caminho mais curto entre a Galiléia e
Jerusalém, passando pela Samaria, faziam um longo contorno para evitar colocar os pés no
território samaritano.
Imagino, porém, que nenhum desses leprosos se importava com o lato de algum deles ser
samaritano, porque todos estavam cobertos de lepra, e só queriam igualmente a cura e a
libertação.
Quando as pessoas sofrem, ou quando estão socialmente marginalizadas por causa de
enfermidades e infecções, as distinções culturais
perdem a sua importância. Basicamente, as pessoas no mundo inteiro têm a mesma necessidade
de ter saúde e de se realizar na vida.
Esse samaritano foi o único que voltou para dar graças a Deus - mas, aos olhos da sociedade, era
um proscrito. Deus não olha para o homem da mesma maneira que as pessoas o fazem. O Seu
amor não conhece limitações. O amor de Deus é oferecido àqueles que a sociedade já tem
desconsiderado há muito tempo. Deus sempre atenderá o clamor de quem tem o coração
faminto, seja qual for a pessoa, e sejam quais forem os seus problemas.
Além disso, muitas vezes, quando lemos a história dos dez leprosos e vemos a ingratidão dos
nove que nunca voltaram para dar graças a Deus, nós os condenamos, dizendo: "Mas que coisa
terrível! Só um deles voltou a fim de louvar a Deus!" Mas muitas vezes nós, como os próprios
filhos de Deus, ficamos aquém dos louvores que Lhe devemos!
Dê Graças a Deus pelas Suas Bênçãos Abundantes!
Nunca devemos nos esquecer de viver numa atitude de ações de graças a Deus pelas bênçãos
abundantes que Ele nos dá.
Muitas vezes, os novos convertidos ficam bem emocionados ao se tornarem parte da família de
Deus, e seu louvor e gratidão a Deus são um refrigério espiritual para os demais. Às vezes, com
seus louvores exuberantes, deixam envergonhados alguns entre nós1 que nascemos de novo faz
algum tempo.
Por exemplo: certo jovem foi salvo recentemente num culto na igreja, e era gratificante ver sua
demonstração de louvor e gratidão a Deus. Seus louvores eram alegres e contagiantes. Ficou tão
grato a Deus pela sua salvação, que continuava exclamando: "Sinto-me como uma pessoa
novinha em folha. Sinto-me totalmente diferente! Sou novinho em folha!"
Muitas vezes, pessoas que nasceram de novo ou receberam a sua cura ficam profundamente gratas
a Deus e O louvam continuamente pelas Suas bênçãos. Mas às vezes parece que aqueles entre
nós que já fomos salvos há muitos anos, e que têm andado debaixo da mão protetora de Deus,
não estamos louvando a Deus conforme deveríamos estar fazendo. É como se tomássemos por
certas as bênçãos de Deus.
O Louvor Mantém Aberto o Canal da Benção
LUCAS 19.37
37 E quando [Jesus] se aproximava da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos
discípulos passou, jubi-losa, a louvar a Deus em alta voz, por todos os milagres que tinham
visto.
Um grupo dos discípulos de Jesus reuniu-se para louvar a Deus por todas as obras poderosas que
tinham visto no ministério de Jesus. O texto aqui não define quais eram elas ("milagres" também é
um termo genérico), mas sabemos que Atos 10.38 diz: Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré
com o Espírito Santo e poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os
oprimidos do diabo, porque Deus era com ele.
Parece claro que esses discípulos tinham visto algumas das obras poderosas que Jesus realizara,
pois a Bíblia diz que estavam louvando a Deus por aquelas que tinham visto.
Precisamos aprender a louvar a Deus por aquilo que vemos acontecer na nossa vida e na vida de
nossos irmãos e irmãs em Cristo. Quando o poder de Deus é demonstrado na vida de outra
pessoa, precisamos aprender a louvar a Deus por isso, e a nos regozijar com a pessoa.
Às vezes há uma tendência natural de sentirmos inveja quando outra pessoa está sendo abençoada
por Deus mais do que nós (segundo imaginamos). Talvez ainda digamos: Deus bendito, tenho
permanecido na fé e louvando a Ti, mas ainda não recebi a resposta às minhas orações! Por
que aquela outra pessoa já foi atendida? Embora nem sempre demos expressão vocal a tais
atitudes, muitas vezes as demonstramos, sem dizer uma palavra.
Parte da maturidade espiritual é aprender a louvar a Deus independentemente das nossas
circunstâncias na vida- quer tenhamos abundância, quer sejam pequenas as nossas posses. Se você
louva a Deus quando outra pessoa recebe uma bênção de Deus, mantém aberto o canal para,
também, poder receber algo da parte de Deus. Se, porém, acalentar uma atitude errônea e pensar:
Meu Deus, sou eu quem deveria ter recebido a bênção! você fecha a porta diante da bênção que
estava para receber da parte de Deus.
O Louvor Reveste de Poder a Nossa Fé
Creio que muitos cristãos estão passando sem o poder que lhes está disponível mediante o
louvor. Muitas vezes, deixam desapercebido que o louvor é mesmo uma demonstração da
sua fé.
Além disso, Romanos 4.20,21 diz que o louvor fortalece a nossa fé.
ROMANOS 4.20, 21
20[Abraão] não duvidou da promessa de Deus, por incredulidade; mas, pela fé, se
fortaleceu, dando glória a Deus,
21Estando plenamente convicto de que ele era poderoso para cumprir o que prometera.
Vejamos o mesmo versículo na Bíblia Amplificada.
ROMANOS 4.20,21 (Amplificada)
20Nenhuma incredulidade ou desconfiança levou-o a titubear ou questionar com dúvidas a
promessa de Deus, mas SE TORNOU FORTE e foi REVESTIDO DE PODER PELA FÉ,
dando LOUVOR e GLÓRIA a Deus.
21Estava plenamente convicto e certo de que Deus era capacitado e poderoso para cumprir
a Sua palavra e fazer o que Ele prometera.

Quando está encostado contra a parede, por assim dizer, e todas as circunstâncias estiverem contra
você fazer da sua vida uma bênção, nada de queixumes e murmurações! Comece a louvar e
glorifícar a Deus. Mude de enfoque!
A fé transporta o enfoque do problema para Deus. Seu enfoque -aquilo em que fixa a sua
atenção - é da máxima importância para você ser algo na vida. E o louvor ajuda-o a colocar em
Deus o seu enfoque e mantê-lo nEle!
Você descobrirá que o louvor é um dos meios que Deus nos providenciou para ficarmos
acima daquelas circunstâncias na vida que às vezes procuram inundar-nos com desânimo e
desencorajamen-to. Deus conhece o poder que é liberado na nossa vida enquanto O
louvamos. Se começarmos a demonstrar ativamente a nossa fé por meio de louvá-Lo, nós
nos acharemos muito além daquelas circunstâncias que pareciam impossíveis!
Experimente as Ações de Graças
Há muitos anos, havia um missionário na China que vivia em derrota constante por causa das
lutas esmagadoras que tinha que enfrentar no campo missionário. Orava muitíssimas vezes a
respeito da sua situação, perguntando repetidas vezes a Deus por que não estava vendo resultados
nos seus esforços missionários. Mas não veio nenhuma resposta. Parecia que estava com
depressão e desânimo por todos os lados. Parecia que tudo aquilo com que mexia fracassava.
Não havia sinal algum de resposta do Céu.
Finalmente, resolveu deixar seu posto missionário e ir mais para o interior, para outro posto
missionário, numa região tranqüila onde pudesse buscar a Deus sem interrupções. Resolveu
que colocaria seu rosto no chão diante de Deus e oraria até que recebesse alguma resposta.
Você já ouviu a respeito de pessoas que fazem assim? Eu já. Dizem: "Vou embora para os
bosques (ou às montanhas, ou ao curral, ou para algum lugar) e orarei até obter a minha
resposta!"
Quando esse missionário chegou no posto missionário, bem no interior da China, entrou, e
notou de imediato um lembrete pendurado na parede, que captou a sua atenção. Estava escrito:
"Experimente as ações de graças.'"
No mesmo instante, o Espírito de Deus falou ao seu coração e lhe disse que aquilo tinha sido o
seu problema; tinha orado continuamente, e muitas e muitas vezes, a respeito da mesma situação,
sem nunca dar graças a Deus pela resposta! Suas orações tinham sido feitas, na realidade, com
dúvidas e incredulidade. Deus sabia que as ações de graças aumentariam a sua fé, e o
manteriam numa atitude de fé.
O missionário deu-se conta de que tinha orado incontáveis vezes, e pedido sempre e
repetitivamente, mas que não tinha tido a mínima gratidão a Deus. Isto é: nem sequer reconhecera
que Deus tinha escutado as suas orações, e muito menos que as tinha atendido. Durante aquele
tempo todo, tinha orado com incredulidade, e não com fé.
Ele voltou imediatamente ao seu próprio posto missionário, emocionado com aquilo que Deus
revelara ao seu coração. Nem sequer pernoitou naquele posto no interior, pois já recebera a
sua resposta do Céu!
Durante toda a caminhada de volta, foi louvando a Deus, com fé singela, porque Ele ouvira e
atendera as suas orações. Enquanto fazia assim, todo vestígio de depressão, decepção,
desânimo e derrota foi tirado dele. Até chegar no posto missionário, tinha tamanho reavivamen-to
no seu próprio coração que Deus o usou poderosamente para evange-lizar aquela área inteira!
Veja bem: esse missionário tinha conhecido o poder da oração, mas passou a reconhecer que
tinha negligenciado o poder do louvor. Chegou
a compreender o tremendo poder no louvor. Louvar a Deus quando a situação ainda parece
desoladora - a fé é isso!
Deus Está Aguardando Seu Louvor
SALMO 65.1 (ARC)
1 A ti, ó Deus, espera o louvor em Siâo, e a ti se pagará o voto.
Muitos crentes estão orando; e esperando em Deus para receber a resposta às suas petições.
Mas enquanto você espera a resposta, aguarde numa atitude de louvor e de ações de graças.
Espere com uma atitude de expectativa! Espere em Deus com oração! Espere em Deus com
fé!
A oração pede, mas o louvor recebe. O louvor recebe a resposta mediante a fé, e rende graças a
Deus pela resposta antes de esta realmente ser visível ao homem natural. Obviamente, há
momentos certos para a oração e também para o louvor. Tanto a oração quanto o louvor são
necessários e importantes. Mas depois de você ter orado e crido em Deus que receberá a resposta
na base da Sua Palavra, já veio a hora de permanecer na fé por meio de louvá-Lo.
Você pode até mesmo sair da fé e entrar na incredulidade por orar muitas e muitas vezes a
respeito da mesma petição, se estiver orando como se Deus não ouvisse da primeira vez. Sem
dúvida, alguns tipos de oração, tais como a oração de intercessão, requerem a oração diligente
durante um longo período de tempo. Mas, mesmo então, você precisa permanecer na fé. O
louvor garante que você mantém seu coração e mente numa atitude de fé; por isso, o louvor pode
até mesmo apressar a resposta à oração.
Existem vários tipos de oração, e cada um deles é válido no seu devido lugar. A oração da fé, e a
oração do acordo mútuo, no entanto, só levam pouco tempo, quando orar com fé e crer que Deus o
atendeu. Você não precisa fazer um longo discurso teológico diante de Deus. É só orar com
singeleza, e diretamente do coração.
Como Abordar Seu Pai Celestial
SALMO 100.4,5
4Entrai POR SUAS PORTAS com ações de graça, e NOS SEUS ÁTRIOS com hinos de
louvor; rendei-lhe graças e bendizei-lhe o nome.
5Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e de geração em geração
a sua fidelidade.
Nesse versículo, achamos um segredo para entrar na Presença do nosso Pai Celestial. A palavra-
chave nesse versículo é "entrar." Trata-se de um convite aberto ao filho de Deus. Passe adiante
para a Presença de Deus!
Além disso, o sujeito oculto da frase é "vós." Você deve entrar pelas portas de Deus e nos Seus
átrios com louvor. Não precisa de terceiros para orar no seu lugar. Você deve comparecer diante
do Seu Pai Celestial com ações de graças e louvor. Aplique esse versículo a si mesmo e entre na
Presença de Deus.
Outra chave nesse versículo é que você deve entrar na Presença do seu Pai Celestial com ações
de graça - quer sinta vontade, quer não! Mesmo se não tiver um tostão no bolso, ainda poderá
entrar nos Seus átrios com ações de graça. Quer esteja alegre ou triste, ou se sinta bem ou mal,
entre na Presença do seu Pai Celestial.
HEBREUS 4.16
16 Acheguemo-nos, portanto, CONFIADAMENTE, junto ao trono da graça, a fim de
recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna.
Todos nós temos familiaridade com Hebreus 4.16, que nos convida a comparecer confiadamente
junto ao trono da graça. Os filhos de Deus estão convidados a comparecer confiadamente diante
de Deus, sem medo nem condenação, pois Deus é o nosso Pai Celestial. Mas também
devemos preparar o nosso coração antes de começarmos a buscar a Deus (SI 66.18).
Não importa como se sente, entre confiadamente na Presença do seu Pai Celestial, Deus está
esperando que compareça diante dEle. Depois de ter passado algum tempo na Sua Presença, por
mais necessitado que estivesse quando compareceu diante dEle, você sairá transformado e suas
necessidades serão atendidas!
O Louvor Erradica o Egoísmo
Existe outro benefício para quem entra pelas portas de Deus com ações de graças e louvor. O
louvor remove o egoísmo das nossas orações. Em outras palavras: ao invés de entrarmos na
Presença do nosso Pai Celestial, exigindo: "Me dá, me dá, me dá! Meu nome é Amim. Quero
tudo para mim!" você aprenderá a simplesmente desfrutar de estar na Presença de Deus.
Abordar seu Pai Celeste com exigências e atitudes egoístas não lhe será de nenhum
proveito.
Pelo contrário, há um motivo por que a Bíblia nos admoesta a entrar pelas portas de Deus com
ações de graças. A Bíblia nos informa qual deve ser a atitude do nosso coração ao nos
aproximarmos do nosso Pai Celestial: "Pai, dou graças a Ti e Te louvo por aquilo que Tu tens
feito para mim. Tu me livraste e me libertaste. Tu curaste o meu corpo e supriste todas as
minhas necessidades, e dou graças a Ti por isso."
Além disso, quando você estiver louvando e agradecendo a Deus por aquilo que Ele lhe tem feito,
e adorando-0 por causa de Quem Ele é, não sentirá dificuldade em entrar na Sua Presença. A
Bíblia diz que o filho de Deus pode aproximar-se confiantemente do Seu trono mediante o
sangue de Jesus. E a atitude de louvor e de ações de graças o coloca imediatamente na
Presença do seu Pai Celestial.
O modo apropriado de se aproximar de Deus é com louvor e ações de graças. Deus quer
satisfazer os desejos do seu coração (SI 37.4), mas não poderá atender atitudes de egoísmo e de
arrogância. E, afinal de contas, estamos falando a respeito de entrar na Presença do Deus Oni
potente, Aquele que criou o Céu, a Terra e o universo inteiro! Ele merece o nosso louvor!
É demasiadamente comum deixarmos de receber as respostas às nossas orações porque não
temos a atitude certa de coração ao nos aproximar do nosso Pai Celestial. Aprendamos o que
agrada a nosso Pai Celestial e o ponhamos em prática. Ele é o nosso Pai, mas Ele também é o
nosso Deus! O problema é que a maioria entre nós não dedica tempo suficiente ao estudo das
Escrituras para compreender o que agrada a Deus e como entrar corretamente na Sua
Presença.
Nosso Pai Celestial Vê a Atitude do Nosso Coração
Quando você era criança, é provável que tenha aprendido que havia um modo apropriado para
aproximar-se do seu pai terreste. E se você chegasse a ele do modo certo, na maioria das vezes
não tinha problemas em comunicar o que precisava dEle e em recebê-lo. Mas se fosse até ele em
tons de arrogância, ou fazendo exigências, é provável que não tivesse muito sucesso!
A verdade é que, no decurso dos anos, a maioria entre nós provavelmente tenha aprendido a
abordar professores, empregadores, e várias outras pessoas em nossa vida, a fim de nos comunicar
com eles de modo eficaz e de receber deles o que necessitávamos. Tudo isso faz parte do processo
de crescer e de aprender a cooperar uns com os outros. É provável, também, que aqueias mesmas
pessoas tenham aprendido a cooperar conosco a fim de nos ajudar a atingir nosso pleno potencial e
a ter um desempenho na vida à altura das nossas capacidades.
De modo semelhante, há um modo certo de chegarmos a Deus. E se comparecermos diante dEle
com a atitude correta de coração, ficamos em condições de podermos receber da parte dEle.
Seja Honesto com Deus
Quando comparecemos diante de Deus, precisamos falar com Ele com toda a sinceridade do
nosso coração. Ao invés disso, muitas pessoas
falam com Deus como se ele fosse o gerente do banco. Vão falar com o gerente, e falam a
respeito de tudo quanto conseguem imaginar antes de chegarem ao assunto - o dinheiro que
precisam tomar emprestado! Fazem um discurso prolongado, tentando impressioná-lo de tal
maneira que possam conseguir o empréstimo desejado!
Com Deus, não é preciso fazer assim. Se você nasceu de novo, Ele é o seu Pai. E não precisa
impressionar o seu Pai Celeste. Ele o ama exatamente como você é. Logo, quando falar com
Ele, vá direto ao assunto! Não se preocupe com a exatidão e a "perfeição" teológicas das suas
palavras. Basta derramar o seu coração diante dEle.
SALMO 62.8
8 Confiai nele, ó povo, em todo tempo; derramai perante ele
o vosso coração: Deus é o nosso refúgio.
Quando era criança, você ia até seu pai com uma lista longa e impressionante das suas boas
qualidades, a fim de ele lhe dar o que precisava? Não; o mais provável é que tenha chegado a
ele para lhe contar o que precisava, e ele tenha correspondido.
Faça a mesma coisa com seu Pai Celestial. Quando orar, chegue diretamente ao assunto com
Ele. Diga-Lhe exatamente do que precisa. Seja específico. Diga-lhe exatamente o que o seu
coração deseja.
Depois, antes de sair da Sua Presença, expresse a sua confiança nEle por ter cuidado desse
assunto em seu favor. Quando expressa a sua confiança no seu Pai Celestial, louvando-O, você
está agindo com fé, e a sua fé oferece a Deus alguma base para atender a sua petição.
Afinal de contas, Ele prometeu na Sua Palavra que tudo quanto pedisse em Nome de Jesus,
segundo a Sua vontade, Ele lhe concederia (João 16.23, 24). Você já tem a Sua Promessa de que
Ele lhe atenderá, de modo que deve agir como se já tivesse recebido a sua petição. O louvor é
pôr em prática a sua fé nas promessas da Palavra de Deus, e a sua certeza de que Deus é fiel
às Suas promessas.
Quando orar, creia na Bíblia e comece a louvar e a agradecer a Deus imediatamente pela Sua
resposta. É importante que confie em Deus e na integridade da Sua Palavra, e que creia que Deus
será fiel para atender à sua petição. O louvor ajuda a edifícar aquela confiança, pois o louvor
afirma ao seu próprio coração que Deus consegue atender a sua necessidade.
Não continue, portanto, fazendo pedidos repetidos a Deus, rogando a mesma coisa. Ele o
ouviu da primeira vez que orou! Louve-O, afirmando que sabe que Ele lhe escutou e que sabe
que a resposta está a caminho!
Às vezes, as crianças pensam que, a fim de obter o que querem da parte dos pais, precisam
esgotá-los com seus pedidos. Talvez achemos isso engraçado, mas a probabilidade é que
fazíamos a mesma coisa quando éramos crianças.
Com Deus, porém, não precisamos tentar esgotá-Lo a fim de receber uma resposta às nossas
orações. A Palavra de Deus diz que os Seus ouvidos sempre estão abertos ao clamor dos justos
(SI 34.15). Isto significa que Ele ouve quando você ora pela primeira vez. E enquanto estiver
orando de conformidade com a Sua Palavra, pode ter a plena certeza de que a resposta está a
caminho - desde aprimeira ocasião em que orou. O caráter de Deus e a Sua integridade segundo
a Sua Palavra merecem nossa total confiança (Hb 10.23; 11.11).
Precisamos entender, no entanto, que a nossa fé será testada. O teste da nossa fé ocorre
usualmente desde o momento em que oramos até ao momento em que vemos a resposta
manifestada diante de nós. É nesse período de espera que Satanás tentará nos encher de dúvida
e de incredulidade, e impedir-nos de receber pela fé o que precisamos da parte de Deus. É
nessa hora que precisamos ficar mais firmes na fé, continuando a agradecer e louvar a Deus
porque a resposta já está a caminho!
O Louvor Levanta o Nosso Ânimo
O louvor tem o poder de levantar o nosso espírito e de nos libertar da escravidão.
FILIPENSES 4.4
4 Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos.
Filipenses 4.4 não diz que devemos alegrar-nos só quando sentimos vontade de nos alegrar, ou
que devemos nos regozijar somente quando estamos no pico da montanha. A Palavra de Deus
declara que devemos alegrar-nos sempre no Senhor.
Por que Deus nos deu instruções especiais no sentido de permanecermos numa atitude de regozijo,
de ações de graças, e de louvor? Porque Ele sabe que é para o nosso benefício permanecermos
numa atitude de louvor constante! Veja bem: somos nós que recebemos o benefício quando
louvamos a Deus - somos enaltecidos, encorajados, e a nossa fé é revigorada.
Regozijar-nos e louvar a Deus continuamente levanta o nosso ânimo e nos leva a ver nossas
provas e provações de ângulo diferente - do ponto de vista de Deus. Essa é uma razão por que Deus
quer que ofereçamos a Ele continuamente o sacrifício do louvor.
O sacrifício do louvor é louvar a Deus quando não sentimos vontade - e Deus sabe que é
exatamente então que precisamos louvá-Lo. Deus sabe que nós receberemos benefícios do
louvor a Ele, porque assim seremos animados e encorajados a continuar a nossa caminhada
da fé nEle.
Está na hora de aprendermos que o louvor é uma chave que nos encorajará quando nos
sentirmos desanimados ou soterrados debaixo das pressões da vida. Expressar a nossa confiança
em Deus através do louvor vai nos trazer paz no meio de qualquer tempestade. O louvor tira
nosso enfoque da tempestade para fíxá-lo em Deus. O louvor remove de cima de nossos
ombros o fardo mais pesado!
Quando estiver debaixo de muitas pressões e sujeito a grande tensão, dedique mais tempo a
esperar em Deus numa atitude de louvor. Se for fiel nisso, descobrirá que, ao invés de a pressão
subjugá-lo, você atacará as causas da pressão! Deus quer que aprendamos a louvá-Lo no meio da
tempestade, enquanto as ondas ainda estão turbulentas - e não depois de a tempestade já se ter
acalmado!
Você está diante de uma crise na sua vida? Está "à meia-noite" naquela provação na sua vida?
Precisa ser liberto de circunstâncias que lhe pareciam impossíveis e assoberbantes? Dedique
tempo para entrar confíantemente na Presença do seu Pai Celestial com seus louvores, e veja
como Ele o livrará, sejam quais angústias estiver passando.
Cristãos dos Bons Tempos
SALMO 113.3
3 Do nascimento do sol até ao ocaso, louvado seja o nome
do SENHOR.
É freqüente demais sermos cristãos "dos bons tempos." Louvamos ao Senhor enquanto tudo for
bem - enquanto o sol estiver brilhando e o caminho na nossa frente estiver iluminado. Mas a
Bíblia nos diz que a vontade de Deus é louvarmos a Ele, não importa o que estivermos
sofrendo na vida.
1 TESSALONICENSES 5.18
18 Em tudo DAI GRAÇAS, porqueesta é a vontade de Deus
em Cristo Jesus para convosco.
O Apóstolo Paulo louvava a Deus em todas as situações nas quais so I encontrava na vida. Temos
o próprio testemunho que Paulo deu da sua j vida e de algumas das perseguições e provações
principais que sofreu Creio que Paulo sabia do que falava quando disse, sob a inspiração do
Espírito Santo, que em tudo devemos dar graças - em todas as circunstâncias. Paulo passara
por todas essas coisas!
Paulo aprendeu a dar graças a Deus quando estava no meio das circunstâncias mais difíceis. Por
exemplo: Paulo sofreu naufrágio, foi açoitado, lançado no cárcere, apedrejado e deixado como
morto, mas continuava louvando a Deus. Em todas as duras provações, Paulo louvava a Deus.
Mas foi essa atitude de louvor que permitiu que Paulo declarasse no fim da sua vida: Combati o
bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está
guardada... (2 Tm 4.7, 8). O resultado de semelhante vida de louvor também se acha na
declaração de Paulo: "Deus em Cristo sempre nos conduz em triunfo" (2 Co 2.14). O louvor traz
a vitória! O louvor traz o triunfo!
Em Tudo Dai Graças
1 TESSALONICENSES 5.18
18 EM tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em
Cristo Jesus para convosco.
É importante notar que a Bíblia diz que devemos dar graças em tudo, e não que devemos
louvar e dar graças por tudo. A diferença é vasta.
Há vários anos, muita coisa foi escrita no assunto do louvor. O efeito foi que o povo de Deus
começou a experimentar resultados tremendos na forma de orações atendidas, porque estavam
aproveitando o poder de Deus que é liberado através do louvor.
Mas segundo alguns dos ensinamentos durante aquele período, devíamos dar graças a Deus
pela dificuldade, problema, prova ou provação. Aquela maneira de ensinar estava um pouco
fora da base bíblica, e alguns cristãos se desviaram para erros doutrinários por causa disso.
Você deve entender que o motivo dos nossos louvores a Deus não é a dificuldade, doença,
calamidade, provação ou tentação que Satanás envia contra nós. A Bíblia não ensina assim.
Mas, sem dúvida, a Bíblia ensina que no meio de cada prova ou provação - não importa o que
sofrermos na vida - devemos louvar a Deus.
Em outras palavras, 1 Tessalonicenses 5.18 está nos dizendo que, não importa qual for a prova ou
provação, devemos manter nossos olhos fitos em Deus, e não nas circunstâncias. Deus sabe que
louvarmos a Ele no meio das provações de fogo levar-nos-á a focalizar nossos olhos mais nEle do
que no problema. E Ele sabe que louvar a Ele, ao invés de fixar nossa atenção na provação,
liberará o poder de Deus para operar em nosso favor.
Além disso, louvar a Deus não é algo que fazemos de modo mecânico para procurar manipulá-Lo
ou às circunstâncias. É o louvor sincero do coração que comove Deus, e esse tipo de louvor só
pode provir de um relacionamento de amor com nosso Pai Celestial.
Você precisa aprender a louvar a Deus como estilo de vida, independentemente das
circunstâncias. Louvar a Deus coloca-o numa posição que facilita o recebimento do melhor de
Deus na sua vida. O louvor desencadeia o poder de Deus em seu favor. No meio de tudo, dê
graças não por tudo. Em tudo vá a Deus com coração grato, e louve-O por aquilo que Ele é.
No meio de qualquer prova ou provação, vá ao seu Pai Celestial e louve-O pelo Seu poder para
livrar, e Ele lhe preparará uma vida de escape! Louve-O porque Ele é maior do que qualquer
problema ou provação que você esteja enfrentando.
O Poder do Louvor Contínuo
SALMO 34.1
1 Bendirei o SENHOR em todo o tempo, o seu louvor estará
sempre nos meus lábios.
Muitas vezes, enquanto viajo de carro pela estrada ou trabalho no meu escritório, simplesmente
começo a louvar ao Senhor. Não paro para ver quem está por perto, mas também não procuro fazer
de mim mesmo um espetáculo. Penso, ainda, que chegou a hora de já não mais nos deixarmos
intimidar pelo mundo.
As pessoas do mundo não se sentem com vergonha quando usam linguagem imoral ou contam
piadas indecentes na nossa presença! Não têm medo de amaldiçoar a Deus na nossa frente! Nós,
portanto, devemos aprender a não ter medo de louvar a Deus. Se o mundo quer amaldiçoá-Lo
então - bendito seja Deus - nós podemos louvá-Lo!
Você pode louvar a Deus enquanto leva a efeito as suas atividades rotineiras. Pode louva-Lo
enquanto trabalha no seu carro, ou enquanto corre no jogo de basquete, ou enquanto anda pela
rua, enquanto aparar o gramado ou lavar a louça ou varrer o chão. Não importa o que estiver
fazendo, poderá louvar continuamente a Deus!
Louvado seja o Senhor Deus, nosso Pai e nosso Criador. Nossos lábios devem estar expressando
continuamente a exuberância da alegria do nosso espírito porque Deus nos livrou de tão grande
perdição!
Os louvores a Deus devem estar continuamente na nossa boca, pois o louvor é a resposta a muitos
dos nossos problemas. Não quero com isso reduzir em nada o valor da oração. Mas algumas das
respostas às orações já estão prontas, e só aguardam os nossos louvores a Deus para então se
manifestarem.
A fé louva a Deus pela resposta, antes de a resposta se tornar visível ao homem natural. Muitas
vezes, o louvor é a chave de acesso às respostas que você tem esperado por tanto tempo.

Precisamos aprender como proclamar continuamente os louvores a Deus, provenientes de


corações sinceros. Louvar a Deus demonstra uma atitude de um coração obediente e grato. Quão
rapidamente Deus atende o louvor genuíno de um coração grato!
Aprendamos, pois, a louvar a Deus!
SALMO 95.1,2
1Vinde, cantemos ao SENHOR, com júbilo, celebremos q Rochedo da nossa salvação.
2Saiamos ao seu encontro, com ações de graça, vitoriemo-lo com salmos.
SALMO 32.11
11 Alegrai-vos no SENHOR, e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de
coração.
1 TESSALONICENSES 5.16 16 Regozijai-vos sempre.
SALMO 150.6
6 Todo ser que respira louve ao SENHOR...
SALMO 92.1
1 Bom é render graças ao SENHOR, e cantar louvores ao
teu nome, ó Altíssimo.
1 PEDRO 2.9
9 Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa,
povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de procla-
mardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para
a sua maravilhosa luz. ,
Louve a Deus pelas Suas Maravilhas
Ainda falta descobrirmos todas as fontes ilimitadas do poder de Deus que podemos alcançar
mediante o louvor.
SALMO 107.21,22
21Rendam graças ao SENHOR por sua bondade, e por suas maravilhas para com os
filhos dos homens!
22Ofereçam sacrifícios de ações de graça, e proclamem com júbilo as suas obras!
Você já considerou que uma das "maravilhas" de Deus para com os filhos dos homens é o corpo
humano forte e sadio que atua apropriadamente? Louvemos a Deus com gratidão por aquilo que
Ele nos tem dado! E se não estivermos experimentando a plenitude daquelas bênçãos,
poderemos - louvado seja Deus - tomar posse delas mediante a fé na Palavra de Deus.
Temos muitos motivos para louvar a Deus. Realmente, quando pensamos a respeito, em certo
sentido da palavra, temos uma "dívida" de louvor para com Deus por tudo quanto Ele tem feito por
nós! O motivo principal para louvarmos a Deus é a gratidão a Ele pela nossa salvação, pela nossa
redenção. Temos a vida, e a temos com mais abundância, por causa da nossa redenção em Cristo
(João 10.10). Mas também precisamos louvar a Deus pela nossa saúde e pela nossa cura, que faz
parte da nossa redenção. Com freqüência demasiada, tomamos como fato consumado a nossa
saúde. Aqueles que foram curados de uma enfermidade que os colocou no leito de morte, não tomam
sua saúde por "feijões contados"! As pessoas que receberam uma cura divina, usualmente sentem
gratidão especial pelas bênçãos da boa saúde.
Sei que na minha própria vida, freqüentemente dou graças a Deus pela minha saúde, pela minha
família, e pelas bênçãos que Ele me tem dado na vida. Eu sempre fui ativo nos esportes, e sou grato
a Deus porque tenho um corpo sadio, sem problemas de doenças ou enfermidades.
Gosto, também, de dar graças a Deus pelas bênçãos singelas que nós, os crentes, muitas vezes
deixamos desapercebidas e consideramos coisas corriqueiras. Devemos louvar a Deus todos os
dias pelos muitos benefícios que Ele nos fornece.
Deus Nos Cumula de Benefícios Diariamente
SALMO 68.19 (ARC)
19 Bendito seja o Senhor, que DE DIA EM DIA NOS CUMULA DE BENEFÍCIOS; o
Deus que é a nossa salvação.
Quando um amigo meu ainda era criança, seu pai perdera o uso das suas duas mãos. O pai tinha
agarrado um fio elétrico que (sem ele saber) estava com a força ligada; as duas mãos sofreram
queimaduras graves.
Meu amigo relatou que, mesmo sendo criança, tinha que amarrar os sapatos do pai e ajudá-lo a
abotoar a sua camisa, pois uma das mãos dele tinha sido completamente destruída, e a outra não
tinha a mínima sensibilidade.
Quando foi a última vez que louvamos a Deus por uma bênção tão simples que seja o uso das
nossas duas mãos? Às vezes nós, os cristãos, pensamos que muitas coisas são nosso direito de
nascença! Precisamos louvar ao Senhor pelas bênçãos na vida que tão comumente costumamos
deixar de levar em conta.
Aqueles entre nós que estamos no ministério devemos dar graças a Deus pelo privilégio de servir
a Ele dessa maneira. Muitas vezes, ao começar a adormecer à noite, louvo a Deus pelas bênçãos
naturais tais como uma cama onde dormir, alimentos para comer e um abrigo acima da minha
cabeça.
Muitas pessoas neste mundo têm a terra dura como travesseiro, e passam fome dia após dia. Não
devemos, portanto, pensar que as bênçãos preciosas do alimento e do abrigo são fatos
automaticamente consumados. Creio que o Corpo de Cristo precisa aprender a louvar a Deus,
porque temos um Pai Celestial que nos ama e que deseja fornecer o que necessitamos. -
Se você tiver uma falta ou incapacidade na sua vida, comece a louvar a Deus porque Ele tem
prometido na Sua Palavra que atenderá
cada uma das suas necessidades. Se você estiver oprimido pela dúvida, incredulidade ou medo,
comece a declarar em voz alta: "Deus não me tem dado espírito de covardia, mas de poder, de
amor e de moderação" (2 Tm 1.7). Comece a louvar a Deus porque você não precisa sofrer
debaixo da escravidão do medo, pois está em Cristo, e então comece a agir como quem está
sabendo que a Palavra é verdadeira e está sendo cumprida!
Se precisa de uma cura, comece a louvar a Deus por que pelas Suas pisaduras foi sarado (Is 53.5;
1 Pe 2.24). Essa é a promessa de Deus para você! Aceite literalmente o que Sua Palavra promete.
Declare aquilo que a Palavra diz: "Louvo a Deus porque fui sarado pelas pisaduras de Cristo."
O Louvor Traz o Poder de Deus para Livrar
Quando você acha que não tem forças para louvar a Deus, louve-O mesmo assim. Esse é o
"sacrifício" do louvor ao qual a Bíblia se refere.
Quando estiver sem dinheiro no bolso e com a conta bancária vazia, louve a Deus porque Ele
pode satisfazer todas as suas necessidades. Isso é fé! E continue louvando a Deus, porque, se for
sincero, o louvor que brota do seu coração liberará o poder de Deus na sua vida e Ele Se
manifestará.
Se precisa da libertação de um hábito que o tem mantido preso, empregue a Palavra de Deus e
amarre o poder do inimigo sobre a sua vida, de conformidade com Mateus 18.18. Em seguida,
comece a louvar a Deus pelo livramento completo. Se começar a louvar a Deus pelo seu
livramento antes de perceber alguma mudança, verá que o poder de Deus será manifestado
em seu favor.
Vencendo Maus Hábitos
Certa vez, um conhecido compartilhou comigo a luta que estava travando para largar o cigarro.
Finalmente, pediu orações para ser liberto daquele hábito que o escravizara. A partir daí, todas as
vezes que sentia o desejo de um cigarro, louvava a Deus por ter sido liberto. Contou-me que
todas as vezes que louvava a Deus, a vontade de fumar abandonava-o completamente.
Não demorou muito para que ele, ao continuar fielmente louvando a Deus, perdesse todo o desejo
de fumar. Depois de estar completamente liberto, ainda continuava louvando a Deus por já não
ter a mínima vontade de praticar aquele mau hábito!
Às vezes você vai ter que firmar-se pela fé na Palavra de Deus até ser manifestada a sua libertação
completa. Se, porém, agradecer e louvar a Deus com diligência pelo Seu poder para livrá-lo, e
louvar a Ele por ter atendido, a Sua Palavra vai livrá-lo mesmo.
Você precisa louvar a Deus no meio de toda circunstância, toda situação e toda provação. E
Deus oferecerá um meio para livrá-lo daquela provação de fogo, não importa o que for!
Se louvar a Deus consistentemente na sua vida, de todo o coração, o poder de Deus será colocado
à sua disposição de uma maneira que ainda não experimentou.
SALMO 45.17
17 O teu nome eu o farei celebrado de geração a geração, e
assim os povos te louvarão para todo o sempre.
Louve ao Senhor em tudo quanto você faz. Louve ao Senhor ao andar pela rua. Louve ao Senhor
enquanto viaja de carro. Louve ao Senhor ao fazer suas tarefas diárias. Louve ao Senhor e
continue louvando ao Senhor.
Louve ao Senhor e Deus o libertará. Louve ao Senhor e o poder de Deus o enaltecerá.
Louve ao Senhor e nenhuma arma o vencerá. Louve ao Senhor e o poder de Deus fará seus
pés dançarem. Louve ao Senhor e a glória de Deus inundará o seu coração e a sua vida.
SALMO 66.1
1 Aclamai a Deus, toda a terra.
A Bíblia manda cantar com júbilo ao Senhor. O louvor é essa aclamação, este cântico jubiloso
de hinos ao Senhor. Alguns cristãos hesitam em cantar com alegria ao Senhor, porque estão
convictos de que não conseguem cantar uma só nota! Mas se você deseja sinceramente cantar a
Deus, de todo o coração, não importa qual qualidade de som vai saindo - para Deus, é o mais
puro louvor!
É lógico que há um tempo e lugar certo para todas as coisas -inclusive celebrar ao Senhor
com cânticos jubilosos bem audíveis! Normalmente, não seria apropriado cantar com júbilo
barulhento no meio do sermão do pastor na igreja! Mas enquanto a congregação estiver louvando a
Deus, ou quando você estiver sozinho, suas aclamações jubilosas a Deus são apropriadas!
Comece a fazer do louvor um hábito e um modo de viver - parte integrante do seu estilo de vida.
Ao se levantar de manhã, pratique a centralização do seu coração e mente em Deus, e comece
seu dia louvando a Ele. Durante o dia inteiro, pratique o louvor a Deus de todo o seu coração. Se
estava desanimado ou deprimido, essa condição lastimável de ânimo não durará muito
tempo!
Capítulo 6 O Louvor: Um
Reservatório de Poder
Render-te-ei graças porque me acudiste, efoste a minha salvação.
— Salmo 118.21
Os cristãos ainda não conseguiram aproveitar devidamente o reservatório ilimitado do
louvor. .O louvor é a maior represa de poder que ainda será demosntrado. O louvor coloca o
poder de Deus à disposição do crente. O poder de Deus liberado através do louvor é aquele
mesmo poder que Deus empregou para criar a Terra, bem como o sol, a lua, as estrelas e o
universo inteiro. É o mesmo poder que Deus usou para criar a raça humana no princípio.
Esse poder impressionante de Deus não está fora do alcance do crente que louva ao Senhor com
toda a sinceridade do seu coração. São insondáveis as profundezas de poder que o louvor a Deus
pode liberar. As Escrituras deixam claro que uma das razões por que Deus criou o homem foi
para que este O louve e Lhe dê glória (Ef 1.5, 6, 12). Sim, Deus criou o homem a fim de ter
comunhão com ele, mas também o criou para louvá-Lo por Sua excelente grandeza.
Parece, porém, que a humanidade nem sempre retribui a Deus com louvor por todas as Suas
obras maravilhosas e os milagres que Ele opera
em seu favor. Parece que, pelo contrário, as pessoas pagam a Deus com rebeldia, teimosia e
ingratidão. E todas as vezes que surgem problemas, há pessoas que não hesitam em lançar a
culpa em Deus. "Ó Deus, por que permitiste que isso acontecesse?"
É Satanás - e não Deus - aquele que rouba, mata e destrói (João 10.10). Deus não introduz
problemas nas vidas das pessoas! Quem faz assim é o inimigo. Quando as pessoas acusam Deus
de ter feito algum mal, estão prejudicando a sua própria fé. A fé agrada a Deus, e não há fé numa
declaração que culpa a Deus pelas circunstâncias adversas. Uma atitude assim não somente
revela uma falta de fé, como também demonstra muita ingratidão!
É a fé que comove Deus. Louvar a Deus é uma expressão da nossa/é nEle. É por isso que Deus
atende os nossos louvores, e por que o louvor libera o poder de Deus em nosso favor!
Deus não Se sente comovido quando clamamos a Ele na incredulidade. Ele sabe exatamente
em que condições estamos, e o que Ele tem prometido a cada um de nós. E Ele também sabe
que Seu poder é suficiente para nos levar vitoriosos até ao fim de qualquer prova ou provação.
A Sua graça basta para suprir todas as necessidades que você tiver, se aprender a louvá-Lo pela fé
por tudo quanto Ele está fazendo em seu favor. Se colocar em Deus toda a sua fé e confiança, e
demonstrar aquela confiança nos seus louvores, Ele o tirará de toda situação difícil e o colocará
numa posição de vitória!
Tantas vezes, quando as circunstâncias parecem impossíveis, ficamos desanimados e
começamos a nos queixar e a resmungar. Mas se louvarmos a Deus no meio da situação, ao
invés de nos queixarmos, estaríamos em condições de receber uma bênção da parte de Deus.
Se tão-somente aprendêssemos a não deixar nada senão os louvores a Deus saírem da nossa boca
quando parece que as coisas não estão indo bem, descobriríamos a via de escape até mesmo das
piores situações!
Mas tantas vezes, ao invés de louvarmos a Deus, começamos a duvidar dEle e a questioná-Lo: "Por que, ó
Deus? Por que deixaste que isso acontecesse comigo, ó Deus?" Quando agimos assim, estamos, na reali-
dade, questionando a fidelidade de Deus.
Nunca li na Bíblia que Jesus duvidou, em circunstância alguma, da fidelidade do Seu Pai. E nunca li na
Bíblia que o Apóstolo Paulo chegou alguma vez a questionar Deus a respeito das provas e provações que
encontrou, e Paulo era tão humano quanto todos nós somos. E acho que ninguém entre nós sofreu aquilo
que Paulo sofreu! Paulo correspondia a cada circunstância com fé e com louvor, e essa é uma das razões
por que Deus realizou tanta coisa através dele.
A verdade é que o nosso dever é louvar a Deus nosso Criador. Algumas pessoas não gostam disso, mas a
Palavra de Deus tem muita coisa para dizer a respeito de louvar a Deus. Se verificar a palavra "louvor"
numa lista de tópicos com ela relacionados na Bíblia descobrirá que uma boa parte daquilo que a Bíblia
tem a dizer a respeito do louvor acha-se no Livro de Salmos.
SALMO 45.17
17 O teu nome eu o farei celebrado de geração a geração, e
assim os povos te louvarão para todo o sempre.
SALMO 107.8
8 RENDAM GRAÇAS AO SENHOR POR SUA BONDADE, e por suas maravilhas para com os filhos
dos homens!
SALMO 117.1
1 Louvai ao SENHOR vós todos os gentios, louvai-o todos
os povos.
A Bíblia nos diz que as experiências dos filhos de Israel foram registradas para advertência nossa, e como
exemplos para nós (1 Co 10.11). O Livro de Salmos era o livro de orações e o hinário de Israel. Muitos
dos Salmos ou tratam diretamente do louvor, ou indiretamente dos resultados e dos benefícios do louvor.
Se os filhos de Israel
estavam constantemente louvando a Deus nos Salmos, quanto mais nós devemos estar
transbordando de louvores ao nosso amantíssimo Pai Celestial!
O fato de que há tanta coisa a respeito do louvor no Livro dos Salmos deve nos indicar que
precisamos louvar a Deus muito mais do que louvamos! Talvez nos imaginemos, porque
vivemos segundo a Nova Aliança, muito adiantados em comparação com os israelitas da Antiga
Aliança, mas quando se trata do louvor, é possível que estivessem na nossa dianteira!
Homens de Louvor
Examinemos dois homens de fé do Antigo Testamento que aprenderam o segredo de louvar a
Deus. Podemos, por exemplo, aprender uma lição de louvor com Jó, um homem nascido segundo
a Antiga Aliança, que louvava continuamente a Deus. As pessoas usam Jó como exemplo de
pessoa que realmente tinha problemas. Mas muitos estudiosos bíblicos acreditam que a provação
de Jó durou somente uns nove meses.
Seja como for, mesmo no meio dos seus problemas, Jó bendisse ao Senhor. Quando foi relatado
a Jó que tinham morrido todos os seus rebanhos e manadas, seus servos, e seus filhos e filhas,
Jó, conforme a Bíblia nos diz, prostrou-se diante de Deus e adorou-O.
JÓ 1.20-22
20Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça, e lançou-se em terra, e
adorou;
21E disse:... bendito seja o nome do SENHOR!
22Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.
Mesmo quando Jó estava padecendo com tumores malignos, desde a planta do pé até ao alto da
cabeça, não pecou contra Deus. A esposa lhe disse: Ainda conservas a tua integridade?
Amaldiçoa a Deus, e morre (Jó 2.9). A Bíblia diz, porém:... Em tudo isto não pecou Jó com os
seus lábios (v. 10).
Os amigos de Jó deram a ele muitos conselhos, mas no fim de tudo isso, Jó se humilhou diante
do Senhor, e Deus encheu a sua vida de vitória. E a Palavra de Deus declara: Mudou o
SENHOR a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e deu-lhe o dobro de tudo o que
antes possuíra (Jó 42.10).
Davi Conhecia o Segredo de Louvar a Deus
Davi era outro exemplo piedoso de um homem que vivia uma vida de louvor. Davi descobriu, já
em tenra idade, o segredo de louvar a Deus. Estou convicto de que essa é uma das razões por
que Davi conseguiu aperfeiçoar uma amizade tão profunda com Deus, e por que a Bíblia diz o
seguinte a respeito dele: ... Achei a Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que
fará toda a minha vontade (At 13.22).
Nada merece a atenção de Deus mais do que os louvores do Seu povo, porque o louvor é a mais
grandiosa expressão de fé e confiança em Deus que o homem pode prestar a Ele.
O Livro dos Salmos oferece-nos uma indicação da vida de louvor que Davi vivia, pois muitos
desses salmos foram escritos pelo próprio Davi. O Salmo 34 é um desses salmos de louvor que a
Bíblia registra como Salmo de Davi, e ele nos mostra como estava o coração de Davi diante de
Deus.
SALMO 34.1-3
1Bendirei o SENHOR em todo o tempo, o seu louvor estará sempre nos meus lábios.
2Gloriar-se-á no SENHOR a minha alma; os humildes o ouvirão e se alegrarão.
3Engrandecei o SENHOR comigo e todos à uma lhe exaltemos o nome.
O salmista Davi sabia louvar a Deus. Davi cantava salmos e tocava a harpa, e os louvores de
Davi agradavam a Deus e muitas vezes recebiam a unção divina. Quando, por exemplo, o rei
Saul era perturbado por um espírito imundo, Saul mandava Davi cantar e tocar música diante
dele, e assim era consolado (1 Sm 16.23).
Se você sabe tocar um instrumento musical, toque-o para a glória de Deus! Toque-o, mesmo
quando não há ninguém para escutar senão o próprio Deus!
Louve a Deus, e veja como Ele vai transformar as suas circunstâncias! Não importa quão
impossíveis as suas circunstâncias pareçam ser, não importa quão altas sejam as montanhas na
sua vida, nem quão impossível pareça ser aquele sonho que Deus plantou no seu coração, se
louvar sinceramente a Deus como demonstração da sua fé e confiança nEle e na Sua Palavra,
Deus agirá em seu favor.
Focalize sua atenção somente naquilo que Deus disse na Sua Palavra. Mantenha seus olhos fitos
somente naquilo que Deus lhe tem prometido na Sua Palavra, pois você poderá ter certeza de que
Deus será fiel para cumprir tudo quanto lhe tem prometido. E Deus, na Sua Palavra, prometeu
que o libertará de todos os seus problemas. Deus não prometeu que o libertaria de metade dos
seus problemas! Não, Ele lhe prometeu livramento do meio de todos os seus problemas!
SALMO 34.4,17,19 (Amplificada)
4 Busquei o SENHOR (pedi dEle), e requeri dEle [por causa da minha necessidade, e na
autoridade da Sua Palavra], e Ele me atendeu, e me livrou de TODOS os meus temores...
17 Quando os justos clamam por socorro, o SENHOR os escuta e os livra de TODAS as
suas tribulações e aflições... 19 Muitas aflições confrontam o [consistentemente] justo, mas
o SENHOR de todas o livra.

Precisamos realmente tomar para nós esses trechos bíblicos, não apenas com nossa cabeça, mas
meditar mesmo neles no nosso coração, e compreender que Deus está disposto e capacitado para
nos livrar de toda situação aflitiva.
Tome consciência firmemente no seu coração que Deus quer livrá-lo, e que Ele tem plena
capacidade para isso, e então comece a louvá-Lo com fé pelo Seu poder libertador operando na
sua vida.
Louvando a Deus à Meia-Noite
Note que Paulo sempre inicia ou termina as suas epístolas com expressões tremendas de louvor
ou ações de graças. Para ele, louvar era o seu modo de viver. Muitas das suas epístolas contêm
as frases: "Sempre dou graças ao meu Deus," ou "Bendito seja Deus." Se seguirmos os
ensinamentos de Paulo sobre a fé, precisaremos seguir seus ensinamentos e seu exemplo no
tocante ao louvor a Deus, também!
Paulo sabia o que era louvar a Deus nos próprios momentos difíceis. Foi justamente Paulo quem
disse que a tribulação que lhe sobreveio ... foi acima das nossas forças, a ponto de
desesperarmos até da própria vida (2 Co 1.8). Mesmo assim, Paulo sabia louvar a Deus! Veja
algumas das provas e provações que Paulo enfrentou ao pregar fielmente o Evangelho:
2 CORÍNTIOS 11.23-28
23São ministros de Cristo? (falo como fora de mim) eu ainda mais: em trabalhos, muito
mais; muito mais em prisões; em açoites, sem medida; em perigos de morte, muitas vezes.
24Cinco vezes recebi dos judeus uma quarentena de açoites menos um;
25Fui três vezes fustigado com varas, uma vez apedrejado, em naufrágio três vezes, uma
noite e um dia passei na voragem do mar;
26Em jornadas muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos entre
patrícios, em perigos entre gen-tios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no
mar, em perigos entre falsos irmãos;
27Em trabalhos e fadigas, em vigílias muitas vezes; em fome e sede, em jejuns muitas
vezes; em frio e nudez.
28Além das coisas exteriores, há o que pesa sobre mim diariamente, a preocupação com
todas as igrejas.
Paulo se queixou das provações e tribulações que teve que suportar porque pregava o
Evangelho? Não, pois foi justamente Paulo quem disse: Alegrai-vos SEMPRE no Senhor; outra
vez digo, alegrai-vos (Fp 4.4). Seja houve alguém que entendesse como louvar a Deus nas horas
difíceis, era Paulo! Foram muitas as ocasiões em que poderia ter ficado de cabeça abaixada,
gemendo: "Ó Senhor, como sou coitadinho. Colocaste-me em apuros desta vez, Senhor. Acho
que Tu, Senhor, nem sabias o que estavas fazendo quando me mandaste para este lugar a fim de
pregar."
Por exemplo, em Atos 16, quando Paulo e Silas foram lançados no cárcere, Paulo poderia ter
dito: "Pelo menos desta vez, não tenho o mínimo motivo para me regozijar!" E enquanto Paulo
poderia ter ficado se queixando amargamente, seu companheiro Silas, sentado ao seu lado, com os
pés no tronco, poderia ter dito: "Muito bem! Tem toda a razão, irmão! Tem mesmo é que se
queixar, Paulo!"
ATOS 16.22-26
22Levantou-se a multidão, unida contra eles, e os preto-res, rasgando-lhes as vestes,
mandaram açoitá-los com varas.
23£, depois de lhes darem muitos açoites, os lançaram no cárcere, ordenando ao carcereiro
que os guardasse com toda a segurança.
24Este, recebendo tal ordem, levou-os para o cárcere interior e lhes prendeu os pés no
tronco.

25Por volta da MEIA-NOITE , Paulo e Silas oravam e CANTAVAM LOUVORES a Deus, e


os demais companheiros de prisão escutavam.
26De repente sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se
todas as portas; soltaram-se as cadeias de todos.
Mesmo em plena meia-noite, quando toda a esperança parecia estar perdida, e não havia
nenhuma saída em vista para fugirem da provação, Paulo continuava louvando a Deus sem cessar
e sem esmorecer.
Paulo e Silas, com as costas sangrando e com os pés no tronco, inham sido lançados no cárcere
porque pregaram o Evangelho. Na-uelas circunstâncias extremas, Paulo e Silas aprenderam o
sacrifício o louvor. Isso apesar do fato de aquele cárcere ser um lugar bem esagradável.
Um dos pormenores que a Bíblia nos conta é que Paulo e Silas oram lançados no cárcere
interior (At 16.24). Isso significa que era ugar escuro, frio, desconfortável, e sem a mínima
possibilidade de uga de lá!
Posso imaginar que Paulo e Silas estavam com as costas doendo por
ausa dos golpes recebidos, pois o v. 23 diz: "... depois de lhes darem
uitos açoites..." E provavelmente estavam sentindo cãibras depois de
assarem horas com o corpo contorcido pelo tronco. Mas Paulo e Silas
eram a Deus o sacrifício do louvor. Louvavam a Deus a despeito das
suas circunstâncias, embora sua natureza física não tivesse (segundo
acho) a mínima vontade de louvar a Deus.
Paulo e Silas poderiam, ao invés de ter louvado, ter se queixado,
lamuriado e murmurado, e então aquelas circunstâncias não teriam
e transformado. Silas poderia ter acusado Paulo, dizendo: "Paulo,
por que mesmo você me persuadiu a acompanhá-lo nessa viagem?
Olhe para mim! Agora sou um encarcerado." E Paulo poderia ter
choramingado, dizendo: "Silas, desta vez realmente ficamos fora da vontade de Deus!"
Paulo e Silas, porém, não reclamavam nem se queixavam diante de Deus. Pelo contrário,
cantaram louvores a Deus. Que demonstração de fé! Paulo e Silas ficavam sentados ali com os
pés no tronco, com sulcos sangrentos abertos (provocados pelos açoites) atravessando as costas,
mas, conforme diz a Bíblia, cantavam louvores a Deus.
E não foi de modo quieto que Paulo e Silas louvaram a Deus, pois foram ouvidos pelos demais
presos (At 16.25). Acho que podem ter cantado a plenos pulmões: "Louvado seja o Senhor,
porque a Sua misericórdia dura para sempre. Louvado seja o Senhor, porque nenhum cárcere vai
nos desanimar! Louvado seja o Senhor, porque por mais presos que estejamos, Deus ainda
vai nos livrar!"
Quando Paulo e Silas começaram a cantar louvores a Deus, o próprio cárcere começou a
estremecer! Enquanto cantavam louvores a Deus, aquele cárcere tremia como uma folha no
vento! Tamanha demonstração sobrenatural de fé não provém de cultuar a Deus "da boca para fora"
com louvores mecânicos e desanimados. Nenhum cárcere estremeceria com isso! Estes louvores,
porém, vinham do fundo do coração!
O louvor fervoroso e sincero comove Deus! Os pés de Paulo e Silas ficaram livres do tronco, e
soltaram-se as suas cadeias! As portas do cárcere abriram-se por conta própria, e todos os presos
estavam livres, inclusive Paulo e Silas. Esse livramento total foi realizado, não porque
choramingavam e se queixavam, mas porque declararam com louvores a grandeza de Deus!
É interessante a declaração da Bíblia - não da tradição, nem de algum pregador - mas da própria
Bíblia, de que Paulo e Silas cantaram louvores a Deus à meia-noite! Estou certo de que o horário
era literalmente "por volta da meia-noite", mas creio também que aquela experiência no cárcere
era também "trevas da meia-noite" nas suas vidas.

Em outras palavras: nunca é tarde demais para cantar louvores a Deus. Por mais desoladora que
pareça a sua situação, e por mais que Satanás procure levar você a pensar: É tarde demais! Deus
já não pode fazer mais nada em meu favor! não acredite nele. Com Deus, são possíveis todas as
coisas (Mt 19.26; Mc 10.27; Lc 18.27).
Os crentes hoje precisam aprender uma lição da experiência de Paulo e Silas. Paulo sabia viver
a vida do louvor. Mesmo depois de enfrentar muitas provas e provações, Paulo escreveu as
palavras: Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em TRIUNFO... (2 Co 2.14).
O problema com muitos entre nós é que, quando nos achamos numa situação impossível, ao
invés de nos voltar para Deus e engrandecer a Ele, engrandecemos o problema! Ou procuramos
alguma pessoa para nos ajudar, ou pelo menos alguém que queira escutar nossas lamúrias e
queixumes: "Você pode aconselhar-me e me contar por que estou passando por essa provação?
Estou fazendo o que Deus me mandou fazer, mas olhe o que me aconteceu! Abri mão de muita
coisa por amor a Jesus! Mas olhe como fiquei agora; estou em piores condições do que
nunca!"Não; o nosso socorro vem somente de Deus. SALMO 37.39, 40 39 Vem do SENHOR
a salvação dos justos, ele é a sua fortaleza no dia da tribulação. 40 O SENHOR os AJUDA
e os livra; livra-os dos ímpios e os salva, porque nele buscam refúgio.
Mas se Paulo, ao ver-se no meio dessa provação, tivesse sido igual à maioria de nós, teria feito
uma festa de autocomiseração naquele cárcere. Ou teria procurado culpar outra pessoa: "Ora, Silas,
você é meu sócio na obra. Como poderia ter deixado que chegássemos até aqui? Por sua culpa
estamos nesses apuros!" E teriam começado a discutir e brigar ali mesmo na cadeia!
Veja bem: qualquer um consegue louvar a Deus quando tudo está indo bem. Mas precisamos de
bastante fé para louvarmos a Deus nas horas difíceis. É só com fé que conseguimos louvar a
Deus quando estamos cercados por impossibilidades. Louvor a Deus no meio da provação de
fogo - só com grande fé!
Louvar a Deus quando tudo parece sombrio e a esperança parece ter desaparecido - tal coisa
pode ser feita somente por quem conhece a Deus, inclusive o Seu caráter e a Sua natureza.
Louvar a Deus nas horas difíceis - só quem crê que Deus é quem Ele disse que é, e que Deus^ârcí
o que disse que faria, consegue fazer isso! Precisamos de fé para louvarmos a Deus quando as
nuvens negras nos cercam e nada conseguimos ver senão as aflições.
Para Paulo e Silas, a grande impossibilidade era ficarem jogados naquele cárcere sem saída.
Louvar a Deus na hora da meia-noite era sua única via de escape, depois de perdida toda a
esperança de sair da cadeia. Em outras palavras: quando tudo o mais parecia desesperador,
prevaleceu o louvor!
O louvor libera o poder de Deus. Através do louvor, o poder de Deus foi invocado naquelas
circunstâncias para soltar Paulo e Silas só porque confiaram em Deus. Seus louvores
demonstraram esse fato!
Quando Paulo e Silas entregaram-se aos cuidados de Deus e O louvaram, o poder de Deus
sacudiu aquele cárcere mediante um terremoto: De repente sobreveio tamanho terremoto, que
sacudiu os alicerces da prisão- abriram-se todas as portas... (At 16.26). Na hora das mais densas
trevas na vida de Paulo e de Silas, Deus agiu milagrosamente em seu favor, como resposta ao
seu louvorl
Você e Sua Hora das Trevas
Cada um de nós passa por sua hora das trevas, sua "meia-noite," mais cedo ou mais tarde na vida.
Se, porém, começássemos a louvar a Deus ainda no meio do desespero ou das
impossibilidades, nós também
experimentaríamos um "terremoto" nas nossas circunstâncias! Deus "derrubará" as
circunstâncias que procuram nos amarrar, se tão-somente confiarmos nEle e na Sua Palavra.
As circunstâncias terão que ceder lugar diante de nós, assim como fizeram para Paulo e Silas.
Aquele terremoto era uma demonstração do poder de Deus; sacudiu aquele cárcere e os libertou!
E Deus também dará a você uma demonstração do Seu poder, se puser em prática a Sua Palavra
e começar a louvar o Seu santo Nome.
Outro aspecto interessante desse livramento dramático foi a rapidez com que as circunstâncias
mudaram quando Paulo e Silas optaram por louvar a Deus, ao invés de reclamar da sua
situação, com murmuração e queixumes. Não demorou muito para o mesmo carce-reiro que
os lançara no cárcere interior estar tratando as suas feridas e dando-lhes alimentos!
ATOS 16.27-34
27O carcereiro despertou do sono e, vendo abertas as portas do cárcere, puxando da
espada, ia suicidar-se, supondo que os presos tivessem fugido.
28Mas Paulo bradou em alta voz: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos!
29Então o carcereiro, tendo pedido uma luz, entrou precipitadamente e, trêmulo,
prostrou-se diante de Paulo e Silas. •
30Depois, trazendo-os para fora, disse: Senhores, que devo fazer para que seja salvo?
31Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus, e serás salvo, tu e tua casa.
32E lhe pregaram a palavra de Deus, e a todos os de sua casa.
33Naquela mesma hora da noite, cuidando deles, lavou-lhes os vergões dos açoites. A seguir
foi ele batizado, e todos os seus.

34 Então, levando-os para a sua própria casa lhes pôs a mesa; e, com todos os seus,
manifestava grande alegria, por terem crido em Deus.
As circunstâncias de Paulo e de Silas foram transformadas porque os dois aprenderam a louvar a
Deus, ao invés de se lamuriar e queixar. Deus não atende a ingratidão e a lamúrias. Deus atende
somente a nossa fé, que se expressa através dos nossos louvores e ações de graças a Ele por
aquilo que tem feito por nós e está fazendo em nosso favor, embora ainda não o vejamos
humanamente!
O louvor trará a vitória gloriosa na hora em que não adianta outra solução. Se você estava
jejuando e orando em favor de alguma coisa, e ainda não recebeu a manifestação da resposta,
comece a louvar a Deus!
Não digo que deva louvar a Deus peto aflição! Não foi Deus quem colocou aflição na sua vida! A
Bíblia diz: Toda BOA dádiva e todo dom perfeito é lá do alto, descendo do Pai das luzes, em
quem não pode existir variação, ou sombra de mudanças (Tg 1.17).
Conforme já falei, algumas pessoas têm a idéia errônea de que devemos louvar a Deus pelas
coisas más que nos acontecem neste mundo. Mas isso não está em harmonia com o ensino
global da Bíblia. A Bíblia nos manda louvar a Deus no meio de cada circunstância, pois Deus
tem prometido que Ele vai nos livrar!
O Louvor no Novo Testamento
Vamos olhar o que o Novo Testamento nos diz a respeito do louvor.
1 PEDRO 2.9
9 Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de
Deus, A FIM DE PRO-CLAMARDES AS VIRTUDES DAQUELE que vos chamou das
trevas para a sua maravilhosa luz.
Quem deve louvar a Deus - proclamar as Suas virtudes? Se você é um filho de Deus, deve
louvar a Deus porque foi chamado das trevas para a maravilhosa luz do Senhor Jesus Cristo. Deus
o livrou de um poço de perdição, do lamaçal, e colocou seus pés sobre a Rocha sólida, que é o
Senhor Jesus Cristo (SI 40.2)!
MATEUS 21.16
16... Respondeu-lhes Jesus: Sim; nunca lestes: Da boca de
pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito LOUVOR?
ROMANOS 15.11
11 ... LOUVAI ao Senhor, vós todos os gentios, e todos os
povos o LOUVEM.
EFÉSIOS 1.12
12 A fim de sermos para LOUVOR da sua glória, nós, os
que de antemão esperamos em Cristo.
FILIPENSES 1.10,11
10Para aprovardes as coisas excelentes e serdes sinceros e inculpáveis para o dia de Cristo,
11Cheios do fruto da justiça, o qual é mediante Jesus Cristo, para a glória e LOUVOR de
Deus.
HEBREUS 2.12
12 ... A meus irmãos declararei o teu nome, cantar-te-ei
LOUVORES no meio da congregação.
APOCALIPSE 19.5
5 ... DAI LOUVORES ao nosso Deus, todos os seus servos,
os que o temeis, os pequenos e os grandes.
O Que Jesus Disse a Respeito do Louvor
No trecho bíblico abaixo, os discípulos de Jesus estavam louvando-0 [e os fariseus levantaram
objeções. A Bíblia diz que os discípulos estavam louvando a Deus "em alta voz." Talvez os
fariseus pensassem que
os discípulos estivessem exagerando, ou que seus louvores fossem mera explosão de emoções.
Mas é interessante notar que os fariseus não gostavam de ouvir os louvores de Deus.
LUCAS 19.37-40
37E quando se aproximava da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos
discípulos passou, jubilosa, a LOUVAR a Deus em alta voz, por todos os milagres que
tinham visto,
38Dizendo: Bendito é o Rei que vem em nome do Senhor! paz no céu e glória nas
maiores alturas!
39Ora, alguns dos fariseus lhe disseram em meio à multidão: Mestre, repreende os teus
discípulos.
40Mas ele lhes respondeu: Asseguro-vos que, se eles se calarem, as próprias pedras
clamarão.
Achamos pessoas no mundo hoje que se comportam como aqueles fariseus nos dias de Jesus. Não
gostam de ouvir os louvores a Deus. Eles mesmos não gostam de louvar a Deus, e não gostam,
tampouco, de ouvir os outros louvarem a Deus!
Hoje também existem congregações daquele mesmo tipo neste mundo. Elas me fazem lembrar
daqueles fariseus dos tempos antigos, que queriam que Jesus impedisse que Seus discípulos O
louvassem. Acho que temos algumas igrejas farisaicas no mundo hoje. Se você começar a louvar
a Deus nessas igrejas, algum funcionário da igreja vai lhe dizer, com toda a probabilidade:
"Fique quieto! Não permitimos demonstrações emocionais desse tipo na nossa igreja."
Mas, nesse trecho bíblico, descobrimos o que Jesus disse a respeito do louvor, pois quando os
fariseus mandaram Jesus repreender Seus discípulos que O louvavam, Jesus respondeu: ...
Asseguro-vos que, se eles se calarem, as próprias pedras clamarão (Lc 19.40).
Se a criatura suprema de Deus - a raça humana - não erguer a voz em louvores a Ele pela
Sua gloriosa grandeza, em outra parte da
criação de Deus serão entoados os louvores - mesmo se as rochas tiverem que clamar!
SALMOS 150.1,2, 6
1Aleluia! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento, obra do seu
poder.
2Louvai-o pelos seus PODEROSOS FEITOS; louvai-o consoante a sua muita
grandeza...
6 Todo ser que respira louve ao SENHOR. Aleluia!
Todo ser que respira louve ao SENHOR... (v. 6). Louve a Deus com a sua boca. Louve-O com
um cântico! Se você não se sentir disposto a cantar, é só falar Seus louvores em voz audível. Entre
nos átrios de Deus com louvores, e receba do seu Pai Celestial o que precisar. Deus deseja
abençoá-lo além dos seus maiores desejos.
Precisamos aprender a louvar a Deus onde quer que estejamos, independentemente das
circunstâncias, pois a Bíblia diz que toda a criação de Deus deve prestar a Ele louvor, honra, e
glória.
Todo ser que respira louve ao Senhor... Tenho um cachorro bem grande que se chama Urso.
Ele faz parte da criação de Deus, e ele respira! E cada um de nós deve lembrar-se de como foi
ensinado, nas aulas de ciências na escola, que até mesmo as plantas respiram. O que a Bíblia quer
dizer aqui é que a totalidade da criação de Deus deve dar-Lhe louvor e glória! E nós fazemos parte
daquela criação!
Em Romanos.8.22, ainda, a Bíblia diz que toda a criação geme pelo dia em que será tirada de
debaixo da mão tirânica do inimigo. Volte para Gênesis e veja como foi criado o universo de Deus
já no princípio. Deus disse: "É bom" a respeito de tudo quanto Ele tinha criado (Gn 1.4,10,
12,18,21,25,31).
Se a totalidade da criação deve dar-Lhe louvor, quanto mais nós, os Seus filhos, devemos
louvá-Lo! Sejamos fiéis para louvar a Deus, de modo que não seja necessário as rochas e as
árvores clamarem em osso lugar!
Se você não acredita que Deus conseguirá fazer a Sua criação falar, leia a história no Antigo
Testamento a respeito de Balaão e a sua jumenta (Números 22.21-35). Balaão era teimoso, e
estava criando problemas entre si mesmo e Deus por causa disso.
Quando Balaão acompanhou os príncipes de Moabe, a jumenta de Balaão reconheceu o anjo de
Deus colocado no caminho para evitar que Balaão prosseguisse viagem. A Bíblia diz: O anjo do
SENHOR pôs-se-Ihe no caminho por adversário... Viu, pois, a jumenta o Anjo do SENHOR,
parado no caminho... (Nm 22.22,23).
NÚMEROS 22.27,28
27Vendo a jumenta o Anjo do SENHOR, deixou-se cair debaixo de Balaão: acendeu-se a
ira de Balaão e espancou a jumenta com a vara.
28Então O SENHOR FEZ FALAR A JUMENTA, a qual disse a Balaão: Que te fiz eu, que
me espancaste já três vezes?
Então o Senhor abriu os olhos de Balaão, e este viu o anjo do Senhor colocado diante do seu
caminho. Mas foi necessário que uma jumenta chamasse a atenção de Balaão! Deus pode abrir a
boca das Suas criaturas, se necessário for! A jumenta de Balaão reconheceu o anjo do Senhor
quando Balaão nem o viu, e Deus falou através de uma das Suas criaturas - uma jumenta - para
advertir Balaão!
Se o homem de Deus não O louva, alguma outra coisa na Sua criação O louvará - mesmo se
fossem as rochas! O louvor virá de algum lugar no universo de Deus. A criação de Deus precisa
louvar ao Criador pela Sua majestade excelente. Afinal de contas, o universo e tudo quanto nele
existe foi criado como uma expressão do amor de Deus. Por isso, devemos reconhecer com
louvor, adoração e gratidão a bondade de Deus e a Sua grandeza.
O Sacrifício do Louvor
HEBREUS 13.15
15 Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, SACRIFÍCIO DE LOUVOR, que
é fruto de lábios que confessam o seu nome.
O que a Bíblia quer dizer com "sacrifício de louvor"? Você poderia comentar: "Mas pensava
que os sacrifícios foram abolidos com a Nova Aliança!"
Sem dúvida, o sistema sacrifícial de oferecer o sangue de animais como expiação pelo pecado
foi abolido quando Jesus introduziu a Nova Aliança com Seu próprio sangue. Por isso mesmo, já
não sacrificamos o sangue de novilhos e de bodes como expiação pelo pecado. Jesus Cristo fez
isso, de uma vez para sempre, quando sacrificou a Si mesmo (Hb 9.12-28).
Segundo a Nova Aliança, no entanto, um sacrifício aceitável a Deus é o sacrifício do louvor.
Trata-se de louvarmos a Deus mesmo quando não nos sentimos necessariamente dispostos a
louvá-Lo.
Além disso, segundo a Nova Aliança, também devemos apresentar o nosso corpo como sacrifício
vivo. Deus aceita esses sacrifícios (Rm 12.1). A Bíblia diz que isso é o nosso culto racional.
Mas há outra coisa que precisamos entender a fim de compreender mais plenamente o que a
Bíblia quer dizer com "sacrifício de louvor." O homem natural - o homem físico, exterior - entra
em contato com o mundo natural através dos seus cinco sentidos. O homem espiritual, por
dentro, entra em contato com a dimensão espiritual através do espírito.
Se você nasceu de novo, seu espírito está em contato com Deus. Mas mesmo quando você nasceu
de novo, o homem natural e exterior - o seu corpo - não nasceu de novo.
O que isso tem que ver com o nosso louvor a Deus? Tem muito que ver com o louvor a Deus,
pois mesmo se você nasceu de novo, o seu corpo continua sendo carnal, e não quer
necessariamente louvar a Deus. Mas seu espírito precisa exercer domínio ou controle sobre o seu
corpo; o seu espírito deve manter a posição de autoridade.
O seu corpo é meramente a casa onde você habita. O verdadeiro "você" é o homem espiritual
lá dentro. O homem espiritual - o verdadeiro você - habita dentro do seu corpo, que é a sua casa
natural (2 Pe 1.13, 14; 2 Co 5.1,4).
Romanos 8.7 diz que a mente e a natureza carnal são... inimizade contra Deus, pois não está
sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Nosso corpo e nossa natureza carnal estão em
inimizade contra Deus; nosso corpo e nossa mente não se sujeitam à lei de Deus, porque não
nasceram de novo. É por isso que a nossa mente precisa ser renovada pela Palavra de Deus, e o
nosso corpo precisa ser mantido em sujeição ao nosso espírito (Rm 12.1,2; 1 Co 9.27).
Era nisso que Paulo pensava quando disse:... esmurro o meu corpo... (1 Co 9.27), ou, em outras
palavras: "Mantenho meu corpo sujeito ao meu espírito, e determino ao meu corpo o que este deve
fazer!"
O verdadeiro "você" - o homem por dentro - precisa ordenar ao corpo o que este vai fazer! É
por isso que às vezes você precisa obrigar o seu corpo a cooperar nos louvores a Deus, mesmo
quando o corpo não se sente disposto.
Muitos cristãos não têm compreendido que seu corpo — ou carne — não nasceu de novo, de
modo que têm se sentido condenáveis quando não sentiam vontade de louvar a Deus. Mas
muitas vezes o homem exterior não vai sentir vontade de louvar a Deus, embora o homem
espiritual sempre queira louvar a Deus.
Se compreender esse fato, não se sentirá reprovado quando não estiver com muita vontade de
louvar a Deus. É só reconhecer que o seu
verdadeiro eu é o homem interior (1 Ts 5.23; 1 Pe 3.3,4; 2 Co 4.16), e o seu espírito sempre quer
louvar a Deus.
Aquele homem espiritual lá dentro é aquele que deve controlar e dominar o homem exterior, o
seu corpo. O homem espiritual lá dentro deve manter o seu corpo em sujeição. O homem
espiritual, lá dentro, deve dominar a natureza carnal - o homem do lado de fora.
O diabo pode entrar em contato com nossa mente, pois a Palavra de Deus diz que o diabo é o
deus deste mundo natural (2 Co 4.4). Por isso, o inimigo pode atacar-nos de modo natural
através da nossa mente e da nossa carne, pois são estes os âmbitos que ele influencia.
Quando, por exemplo, o diabo tenta atacar-nos no âmbito da dúvida, ao invés de tomar parte com
ele e com a nossa mente carnal, devemos deixar que nosso espírito nos domine. Se você foi
diligente para alimentar o seu espírito com a Palavra de Deus, a Palavra surgirá de dentro do seu
espírito e derrotará o inimigo em todas as batalhas.
O diabo procurará contar-lhe todos os tipos de mentiras, e sempre tentará deixá-lo sentir-se
condenado. E se você concordar com ele e crer nas suas mentiras, cairá na condenação. É assim
que ele consegue manter o crente num estado de derrota e de fracasso na vida.
Se pecou, mas já confessou o seu pecado a Deus, e o inimigo procura lançar culpa e condenação
contra você, use a Palavra de Deus para silenciá-lo. Não se deixe condenar pelo inimigo. A
Bíblia diz: Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e
nos purificar de toda injustiça (1 João 1.9).
Se, portanto, você confessou o seu pecado a Deus, Ele o perdoou. Quando, portanto, Satanás
procura atacá-lo com condenação, comece a louvar e a adorar, pois ele não agüenta quando o
povo de Deus engran-j dece seu Pai Celestial!
Satanás tem feito uso desse assunto da autocondenação para provocar enormes danos na vida de
muitos cristãos. Se, porém, você nasceu de novo, tem autoridade sobre o diabo (Mt 18.18; Lc
10.19). Jesus já
derrotou Satanás, e você tem a vitória sobre ele porque... maior é aquele que está em vós do que
aquele que está no mundo (1 João 4.4). Se nasceu de novo, Aquele que é Maior está dentro de
você.
Quando, portanto, o diabo tenta atacá-lo com mentiras, deixe o homem por dentro tomar conta
do seu íntimo. A Bíblia diz que Satanás é o pai da mentira (Jo 8.44), de modo que não consegue
falar a verdade. Não preste atenção a ele, portanto - ele é mentiroso!
Não importa o que o diabo procure lhe dizer, você tem por dentro Aquele que é Maior, que o
dirigirá e o guiará a toda a verdade, e que dissipará aquelas mentiras (João 16.13). Satanás é um
inimigo derrotado, e Aquele que é melhor, e que está dentro de você, pode lhe dar a vitória
nos problemas da vida.
Aprenda a deixar o Espírito Santo ter pleno domínio na sua vida. Deixe o Espírito de Deus fluir
do seu interior, e empregue a Palavra de Deus para afugentar o diabo. Diga ao diabo: "Eu te
repreendo, diabo. Resisto-lhe em Nome de Jesus, e você precisa fugir de mim. Louvado seja o
Senhor!" E, então, comece a glorificar e a louvar ao Senhor.
Não Seja Dominado pelos Sentimentos
"Mas não me sinto disposto a louvar ao Senhor. Estou muito cansado. Não tenho vontade de
glorificar." Tudo bem! É só declarar, mesmo assim, os louvores de Deus, e não demorará para
ter forte sentimento impulsionando-o a glorificar! Virá do seu interior como brados de vitória!
Existem muitas coisas nesta vida que nem sempre sentimos vontade de fazer, mas que
fazemos assim mesmo. Por exemplo: você sempre sente vontade de pular da cama de manhã
e ir para o serviço? Não! Há dias em que não sente vontade de ir trabalhar, mas o faz assim
mesmo. É aí que entra a disciplina! Não importa quão ardentemente o seu corpo deseja ficar na
cama, você se levanta da cama e vai trabalhar da mesma forma.
Se consegue se disciplinar em uma área da sua vida, poderá se disciplinar em outras áreas,
também. Discipline-se a si mesmo no sentido de regozijar-se no Senhor e de louvá-Lo. Aprenda a
cultivar uma vida de louvor e adoração a Deus. Aprenda a assumir autoridade sobre o inimigo
quando assim precisar, e não deixe que ele imponha a vontade dele na sua vida. Você tem
autoridade sobre Satanás porque está em Cristo, e seus louvores a Deus forçam o inimigo a
fugir!
A verdade é que quanto mais longe de Deus e da Sua Palavra você viver, tanto mais audíveis
serão as críticas e as mentiras do diabo. Quanto mais perto de Deus viver, nos louvores e na Sua
Palavra, tanto mais forte se tornará espiritualmente, e tanto mais fácil lhe será discernir as mentiras
do diabo e resisti-las.
Quanto mais louva a Deus, tanto menos eficazes serão os enganos de Satanás, pois o inimigo não
permanecerá muito tempo na sua presença se estiver louvando ao Senhor. Não quero deixar
subentendido que o diabo irá deixá-lo totalmente em paz, porque não vai mesmo - não enquanto
estiver aqui na Terra. A Bíblia não ensina que aqui podemos ficar totalmente livres de Satanás.
Satanás sempre tentará mantê-lo em estado de derrota e depressão. Ele procurará contar-lhe as
mesmas mentiras repetidas vezes. De modo muito sutil, sussurrará nos seus ouvidos que você é
um fracasso e que a sua vida nunca terá a mínima utilidade.
Se Satanás já conseguiu deixá-lo encurralado uma só vez, levando-o a se considerar um
fracasso, sempre derrotado na vida, procurará voltar a atacar e deixá-lo sempre pensando assim.
A Bíblia refere-se a essas "artimanhas" do diabo, mas não lhe ignoramos as ciladas (2 Co 2.11;
Ef6.ll).
Satanás não quer mudar a sua tática, mormente quando ele vê que teve sucesso em alguma área
da sua vida. Ele vai continuar tentando deixá-lo esgotado com a sua tática, e sempre vai
procurar reduzi-lo à escravidão mediante suas mentiras. Mas se resistir-lhe, ele vai fugir (Tg
4.7).
Veja bem: a Bíblia diz que Satanás já é um inimigo derrotado. Jesus o venceu totalmente na cruz.
Por isso, você poderá vencê-lo em cada um dos golpes que ele desfere, e uma das maneiras de
vencê-lo é usar a Palavra contra ele, e louvar a Deus. O diabo não gosta de ouvir os louvores a
Deus. Feche a porta contra ele, por meio de louvar e agradecer ao seu Pai Celestial pelo livramento
que Ele lhe deu.
Não Olhe para as Circunstâncias - Olhe para a Palavra!
Os cristãos carnais são aqueles que andam pela vista, e não pela fé. Usualmente, não gostam da
vida de louvor, pois olham mais para as circunstâncias do que para Deus e a Sua Palavra, para
ver se estão vitoriosos. Por isso, não teriam o costume de louvar a Deus tendo por base somente
a Palavra de Deus; estariam mais dispostos a louvar a Deus depois de as circunstâncias
começarem aparecer favoráveis.
E os cristãos carnais provavelmente se sentiriam envergonhados quando outras pessoas
louvassem a Deus na sua presença, porque louvar a Deus não é normalmente um hábito entre
eles.
É interessante que Paulo disse que os coríntios eram carnais, embora tivessem todos os
dons do Espírito Santo operando na sua vida! Não é só porque as pessoas têm os dons do
Espírito operando na sua vida ou na sua igreja que são necessariamente espirituais, nem elas
nem a sua igreja.
Além disso, as pessoas que estão amarradas pelo medo, pela timidez, pela dúvida e pela
incredulidade, usualmente não estão andando consis-tentemente no louvor. Uma das melhores
maneiras de vencer o medo é começar a engrandecer e exaltar a Deus, e meditar sobre quão
grande é Ele. Não importa o tamanho do seu medo, ele fugirá diante da grandeza de Deus.
É possível exagerar ou ser generoso demais nos nossos louvores a Deus? Não! Ofereçamos
continuamente a Deus o sacrifício do louvor. O louvor deve ser o fruto dos nossos lábios.

HEBREUS 13.15
15 Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de
lábios que confessam o seu nome.
O Salmo 34.1 diz: Bendirei o SENHOR em todo o tempo, o seu louvor estará sempre nos meus
lábios. Louvar a Deus por causa de quem Ele é - é o próprio âmago e cerne da adoração. O
louvor é a porta certa para entrarmos numa dimensão da Presença de Deus que a Igreja ainda
precisa experimentar. Sem dúvida, já sentimos algo da Presença de Deus. Mas se entrássemos
na Presença de Deus através da porta do louvor, conforme a Bíblia nos manda fazer,
descobriríamos que podemos chegar a um nível de louvor e adoração que a Igreja do Senhor Jesus
Cristo ainda não experimentou.
Se quiser_se achar na vjtória total, verifigue, em primeiro lugar, se está sendo obidiente a Deus e
a Sua Palavra em todas as áreas, da sua vida. Tenha certeza de que está vivendo uma vida de
consagração a Deus em cada aspecto da sua vida. E, em seguida, aprenda a louvar a Deus de modo
consistente, com um coração de amor e de gratidão.
Somente aqueles entre nós que nascemos de novo podemos realmente compreender o louvor. A
Bíblia diz: Os mortos não louvam ao SENHOR, nem os que descem à região do silêncio (SI
115.17).
Você pode dizer: "É óbvio que os mortos não conseguem louvar ao Senhor!" Mas não acho que
a Bíblia se refere apenas àqueles que cessaram de habitar no seu corpo mortal. Creio que este
versículo se refere, também, àqueles que nunca experimentaram o poder vivificante do Espírito
de Deus no novo nascimento. Creio que esse texto bíblico se refere também às pessoas
espiritualmente mortas. Quem está espiritualmente morto não tem vontade nem desejo de louvar
a Deus.
Somente aqueles que nasceram de novo e compreendem a graça, poder e fidelidade de Deus têm
o direito de apropriar-se das bênçãos do
louvor na sua vida. Os cristãos realmente são privilegiados porque podem louvar ao Criador
da sua própria existência.
A vitória sempre está garantida quando você se firma pela fé na Palavra de Deus. E quando
você louva a Deus antes de realmente ver a sua vitória, trata-se do sacrifício do louvor. Deus
reconhece o sacrifício do louvor. Ele intervirá nas suas atividades a fim de lhe conceder os
desejos do seu coração à medida que aprende o sacrifício do louvor -de louvar a Ele antes de ver
uma transformação nas suas circunstâncias.
Creio que cada cristão experimentaria uma vida mais plena, mais rica e mais dinâmica se cada um
de nós louvasse a Deus de modo consistente. Às vezes, precisamos de muita força de vontade para
começar a louvar a Deus. Não me refiro a louvar a Deus somente quando nos sentimos bem, ou
quando recebemos uma bênção especial num culto da igreja.
Sempre podemos louvar ao Senhor porque a Sua misericórdia dura para sempre! Mesmo se está
passando por provações e se sente abandonado, e se só tem esse texto bíblico para ser seu esteio,
convido-o a firmar-se nesse texto e olhar Deus agir em seu favor!
Deus responde favoravelmente ao louvor. Se você não sentir vontade de louvar a Deus porque
acha que Ele o abandonou, a Palavra declara que Deus nunca o deixará nem o abandonará (Hb
13.5). Comece apenas a encorajar o seu próprio coração, dizendo: "Louvado seja o Senhor, pois a
Sua misericórdia dura para sempre!"
Se quiser uma vida cheia de alegria, se quiser aprender a andar mais profundamente em Deus,
e receber os desejos do seu coração, se quiser estar liberto daquilo que o tem amarrado,
comece a louvar a Deus como estilo de vida. Não continue fazendo-Lhe a mesma petição
repetidas vezes. Se o seu pedido está em harmonia com a Palavra de Deus, simplesmente
comece a louvá-Lo porque Ele prometeu que lhe atenderá os desejos!
Em linguagem fácil e clara: você desempenha um papel importante na questão de sair da
depressão ou desespero ou da prova ou
provação que quer subjugá-lo. Depende de você, pois existe uma via de escape! A Palavra de
Deus nos promete uma saída de toda e qualquer dificuldade.
Se, portanto, for tentado a duvidar de Deus ou da Sua fidelidade à Sua Palavra, ou a ceder diante do
desespero - comece só a louvar a Deus com coração sincero, e verá que se ligou numa fonte de
força que o levará muito além dos seus próprios poderes e habilidades.
Firmar-se na Palavra de Deus com fé e confiança totais, e louvar a Deus pela sua vitória antes
de a ver fisicamente manifestada, levá-lo-á para além da dimensão da carne. Você será levado
para além de tudo quanto já tiver imaginado ser possível, porque os caminhos e o poder de Deus
estão muitíssimo acima dos nossos caminhos ou habilidades. Imaginar o Seu amor insondável é
impossível para nós (Ef3.20;Is55.8, 9).
Deus prometeu em Efésios 3.20: Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do
que tudo quanto pedimos, ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós. Não confie na
sua própria força ou poder, pois a Palavra diz:... Não por força nem por poder, mas pelo meu
Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos (Zc 4.6). Deus atende aos nossos louvores.
Se precisar de uma cura, estenda a mão da fé e aproprie-se da Palavra de Deus, e receba a cura.
Em seguida, comece a agradecer e louvar a Deus porque Ele é fiel à Sua Palavra e tem atendido
as suas petições. Se você precisa ser liberto de um hábito ou de qualquer coisa que o tenha
mantido preso, Deus pode livrá-lo. Peça a Deus que Ele o liberte, e então louve a Ele por esse
livramento!
Pratique a declaração vocal dos louvores a Deus. Amaldiçoar a Deus é um modo de vida para
muitos dos não salvos. Louvar a Deus deve ser o estilo de vida dos filhos de Deus. Faça do
louvor um estilo de vida, e não meramente algo que faz de vez em quando. Deixe o louvor a
Deus tornar-se tão natural na sua vida que o faça louvar automaticamente.
Faça das seguintes palavras a sua oração:
Pai, oro a Ti para que me ajudes a estabelecer um novo estilo de vida - um estilo de vida de
louvor e adoração a Ti. Dou graças a Ti, ó Pai, porque sei que Tu ouviste e atendeste todas as
minhas petições. Agora, pela fé, vou louvar-Te por todas as respostas. Pai, é meu desejo sincero
deixar os Teus louvores fluírem continuamente dos meus lábios. Em Nome de Jesus, amém.
O Poder Disponível do Louvor
Há poder, ainda não devidamente aproveitado, no louvor a Deus, que a Igreja do Senhor Jesus
Cristo precisa descobrir. As provações podem ser vencidas e vitórias podem ser alcançadas por
meio de louvar a Deus - de louvá-Lo só porque você O ama e porque você crê na Sua
capacidade de fazer por você aquilo que Ele tem prometido! O poder de Deus sempre está
disponível para libertá-lo, mas é pelo louvor que você se liga a este poder! O louvor tira os seus
olhos das circunstâncias e os fixa em Deus que opera maravilhas para você O louvor é a
linguagem da fé!
A Respeito do Autor
Kenneth Hagin Jr., Vice-Presidente Executivo dos Ministérios
Kenneth Hagin e Pastor da Igreja Bíblica Rhema, escreveu de um
conhecimento rico e diversificado através dos seus 30 anos de
ministério.
O Rev. Hagin estudou na Faculdade de Teologia das Assembléias de
Deus no Sudoeste dos EEUU e na Universidade Oral Roberts, e
formou-se em Educação Religiosa.
Depois de servir como pastor assistente, o Rev. Hagin
viajou como evangelista em todas as partes dos Estados Unidos, e
também no estrangeiro, e organizou o Centro de Treinamento Bíblico,
escola esta que prepara homens e mulheres para o ministério.
Além das suas responsabilidades administrativas e de ensino em Rhema, o Rev. Hagin é pastor principal
da Igreja Bíblica Rhema, uma congregação grande e ativa no campus de Rhema. É, também, Diretor
Internacional da Associação Ministerial Rhema Internacional e tem um programa radiofônico semanal,
"Igreja Radiofônica Rhema," que é sintonizado em todas as partes dos Estados Unidos.

Related Interests