You are on page 1of 2

SEXUALIDADE INFANTIL – 1905

 Propõe a fronteira entre o biológico e o psíquico.


 Ampliação do conceito de sexualidade.

AMNÉSIA INFANTIL

 FENÔMENO PSÍQUICO QUE ENCOBRE AS LEMBRANÇAS INFANTIS.


 Reações infantis são violentas – amor, raiva, paixões fortes. Por que esquecemos?
 Emoções deixam rastros profundos e determinam todo desenvolvimento posterior.
 A consciência impede a lembrança recalcamento – Alguma força move o recalcamento.
 A sexualidade dos psiconeuróticos preserva o estado infantil ou é reconduzida a ele.
 A amnésia esta a serviço do recalcamento, ela acontece pois o indivíduo já possuí um
acervo de traços que deixaram de ser conscientes e que agora através de uma ligação
associativa apoderam-se daquilo sobre o que atuam as forças repulsoras do recalcamento.
 O período de latência total ou parcial - Forças anímicas surgem como entraves no
caminho da pulsão sexual e farão com que esta se manifeste como vergonhas, asco, exigências
estéticas e morais.
 Esse desenvolvimento é hereditário e organicamente condicionada. A educação só
contgribui para o recalque., não é a causa.
 O desvio da pulsão para novas metas socialmente aceitas - SUBLIMAÇÃO

MANIFESTAÇÕES DA SEXUALIDADE INFANTIL


 O Sugar - chuchar – sugar com deleite – repetição ritmada.
 A boca , o dedo ou outro ponto de pele são tomados como objeto ao mesmo tempo que
surge uma pulsão preencsil a que se associa – masturbação.
 Pulsão auto-erótica – prazer vivenciado e relembrado.
 A atividade sexual apóia-se nas funções de preservação, ´so depois tornam-se
independentes.

ZONAS ERÓGENAS
ZONA ORAL -BOCA
 Parte da pele ou mucosa que provocam sensações prazerosas.
 O deslocamento das zonas erógenas reaparece na sintomatologia da histeria –
Recalcamento afeta as zonas genitais e estas transmitem sua excitabilidade a outras zonas
erógenas
ZONA ANAL - ANUS
 Apta por sua posição a mediar um apoio da sexualidade e outras funções corporais.
 Distúrbios intestinais – estímulos que excitam esta zona
 Criaças retem as fezes até acumular o que provoca violentas contrações musculares e a
passagem pelo anus provoca intensa estimulação – dor-prazer.
 Conteúdo intestinal é vivido como parte do próprio corpo – presente – exprime sua
docilidade ou sua obstinação – Equação presente –bebê.
ZONA GENITAIS
 Conexão dom a micção
 Limpar e o sujar – excitação.
 Masturbação.

SEXUALIDADE INFANTIL
 Masturbação da primeira infância desaparece, caso contrário constituí o primeiro desvio
do curso do desenvolvimento do homem civilizado.
 Masturbação segunda fase – deixam impressões profundas e determinam o seu caráter
ou sua sintomatologia neurótica.