You are on page 1of 1

RESUMO

Analiso nesse artigo o conceito de ação planejada, desenvolvido por Gauthier a partir de uma
perspectiva contratualista. O autor define a ação planejada como sendo aquela que atua no sentido
de predeterminar e, eventualmente, constranger as futuras escolhas do agente. Em contraponto à
visão de Gauthier, discuto em seguida o conceito de metapreferências ou preferências de segunda
ordem, eplorado por autores como !ran"furt, #en e $irschman. O conceito em questão remete a
sistemas conceituais alternativos, que tam%&m dão consistência à id&ia de ação planejada e seu
papel na coordenação interpessoal. 'oncluo destacando a superioridade da id&ia segundo a qual o
ser humano vive uma %atalha permanente para impor(se suas metapreferências, %atalha essa que
assume dimens)es morais.