POEMA /AD

Dizem que é de Bocage

(adapta

Quer seja curto
Seja fino ou muito grosso É um órgão muito querido

De nada mais incalcu É um só orgão
Desempenha no amor

Quando uma dama aparece Ei-lo a pular com ardor Se é rapaz novo, estremece Se é velho, não tem vigor

O seu nome não é feio Tem sete letrinhas só
O _ _ _ _ _ _ _ R A C
1 2 3 4 5 6 7

Tem um R e um A no meio Começa em C acaba em O

Nunca se encontra sozinho Vive sempre acompanhado Por uns outros orgãozinhos Junto de si, lado a lado

O nome desses porém Não oferece confusões Tem sete letras também
1 2 3 4 5

_ _ _ _ _ _ _ L Õ E S
6 7

Tem um L, acaba em ÕES

Não pensem ser culpa minha Para evitar mais questões Os órgãos de que falei... São…

O coraçã Pensaste que e pulm

MENTE POLU

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful