Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.

br

1

Índice
1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. Considerações iniciais Como fazer o nó na linha Como iniciar o bordado e nó de arremate Fim do bordado – arremate Ponto Torçaide – como fazer Finalização do Ponto Torçaide Continuação do Ponto Torçaide após o arremate Defeitos mais comuns do Ponto Torçaide Encontrando a outra ponta do Ponto Torçaide 03 04 05 06 08 09 10 11 13 15 16 17 18 19 20 20 22 23 24 25 27

10. Como fazer ponta/bico com o Ponto Torçaide 11. Preenchimento com Ponto Torçaide 12. Ponto Torçaide com vidrilho 13. Ponto Torçaide com miçangas e canutilho 14. Ponto Torçaide Afastado com miçangas e canutilho 15. Ponto Torçaide com lantejoulas ou paetês
• • • Miçanga ou vidrilho com lantejoula Miçanga e canutilho com lantejoula Ponto Torçaide Afastado com miçanga, canutilho e lantejoulas

16. Ponto Torçaide em tecidos elásticos 17. Exemplos utilizando o Ponto Torçaide 18. Riscos para bordar

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

2

1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Para bordar com pedrarias, devemos utilizar a linha na mesma cor do tecido. Nota: Nossos exemplos foram bordados com linhas coloridas apenas para facilitar a
visualização e o aprendizado.

• •

Para que o aprendizado tenha um resultado satisfatório, é indispensável a leitura de todas as explicações, dicas e notas. Este Curso foi idealizado e elaborado por Marcélia Paniago.

É importante lembrar que somente a prática leva à perfeição, por isso não desista se o seu primeiro bordado não corresponder às suas expectativas. Lembre-se que para um atleta conquistar uma medalha é preciso dedicação, esforço e principalmente, muito treino. Alcançar um objetivo implica em superar obstáculos, por isso não se deixe desanimar, persista sempre! Marcélia Paniago

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

3

2. COMO FAZER O NÓ NA LINHA

-1-

-2-

Segurar a agulha (mão direita) juntamente com a ponta da linha. Observe que a ponta da linha fica para baixo (seta) e a ponta da agulha para cima. -3-

Dar três voltas com a linha na agulha (mão esquerda).

-4-

Cortar o excesso de linha, após o nó. Segurar as voltas dadas com a linha com bastante firmeza e puxá-las até o fim da linha. • • Você pode controlar o tamanho do nó pela quantidade de voltas dadas na agulha: para conseguir um nó maior dê mais de três voltas. Esse procedimento permite que seu avesso fique regular, pois seus nozinhos ficarão todos do mesmo tamanho.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

4

3. COMO INICIAR O BORDADO

Fazer o nó na linha, conforme ensinado anteriormente, em: – Como fazer o nó na linha – Observe que o nó ficou para o lado direito. Fazer o nó de arremate, conforme ensinado a seguir.

O nó ficará pelo lado direito, então ele deve ser bem feito e pequeno (com uma ou duas voltas).

Introduzir a agulha no tecido pelo lado direito, antes do início do risco (desenho). Fazer dois alinhavos, com pontos bem pequenos, até o início do risco.

NÓ DE ARREMATE

Dar um ponto mínimo no tecido, bem próximo à linha.

Puxar até formar uma pequena laçada e passar a agulha por dentro dela.

Puxar a linha. Observe que se forma um pequeno nó.

Apesar do nome nó de arremate ele deve ser dado no início do bordado, pois ele é o responsável pela resistência e durabilidade do bordado, impedindo que ele comece a desmanchar pelo início. Não esqueça jamais de iniciar o bordado com o Nó de Arremate.

Depois do arremate o bordado pode ser iniciado. Lembre que o bordado deve ser feito por cima do nó da linha, para que ele não apareça. 1. Esse tipo de início é ideal para o ponto torçaide, pois devido ao volume do ponto ele esconde o nó quando é bordado por cima, deixando o avesso menos carregado. 2. O nó também pode ser deixado para o lado do avesso, utilizando o mesmo processo com o nó de arremate.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

5

4. FIM DO BORDADO – ARREMATE

PRIMEIRA ETAPA DO ARREMATE – nós de fixação
Introduzir a agulha no tecido, ao fim do bordado. Virar o tecido para o lado avesso. Fazer um nó de arremate, conforme ensinado anteriormente.

Agora escolha uma das opções a seguir para cortar a linha. Dar o segundo nó de arremate, mas desta vez, ao invés de pegar no tecido, pegue o fio do nó anterior. Puxar a linha até formar a laçada e passar por dentro dela, fazendo o segundo nó. Dois nós foram dados ao final do bordado, a fim de garantir resistência e durabilidade.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

6

SEGUNDA ETAPA DO ARREMATE – cortando a linha
PRIMEIRA OPÇÃO Cortar a linha deixando uma ponta de 1 cm: SEGUNDA OPÇÃO Esconder a linha na trama do tecido:

Acabamento para qualquer tecido, mas principalmente para lycra, cotton, tricô, malha ou tecidos semelhantes. TERCEIRA OPÇÃO Prender a ponta entre os próprios pontos do bordado pelo lado avesso. • • • • • Passar a agulha no primeiro ponto do bordado (lado avesso). Passar no segundo ponto. Cortar a ponta.

Utilizado para tecidos grossos como jeans, brim, entre outros. QUARTA OPÇÃO Em roupas com forro a ponta deve ser escondida por dentro dele: Depois do arremate final introduza a agulha no tecido (sem pegar o forro) e saia bem à frente (2 cm). Corte a linha rente, assim a ponta ficará dentro do forro.

QUINTA OPÇÃO • Alinhavar, com pontos mínimos, por debaixo do bordado, pelo lado avesso. Quanto menores os pontos do alinhavo, mais firme ficará o acabamento. Cortar a linha bem rente ao alinhavo.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

7

5. PONTO TORÇAIDE – COMO FAZER

-1-

-3-

NUNCA esquecer do nó de arremate antes do início de qualquer bordado com pedrarias. -2Colocar seis miçangas na agulha.

Deixar o espaço correspondente ao tamanho das seis miçangas e introduzir a ponta da agulha no tecido (1), sobre o risco. Não puxe a agulha para o lado do avesso, pois ela deve sair logo atrás (2) no meio do espaço.

-4-

-6-

Puxar a linha. -5Introduzir a ponta da agulha sobre o risco à frente (1), deixando um espaço correspondente a três miçangas (metade da quantidade de pedras). Sair com a agulha no mesmo local do ponto anterior (2). Colocar mais seis miçangas -7Deste momento em diante basta repetir os passos 5, 6 e 7 ou Puxar a linha. Compare o passo nº 4 com este. Repare que a linha tem que sair sempre para o mesmo lado, para que o ponto fique torcido. acompanhe na próxima página.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

8

REPETINDO OS PASSOS DO PONTO TORÇAIDE PARA FIXAR: -8-9- 10 -

Colocar mais seis miçangas na agulha. Deixar o espaço correspondente a três miçangas e introduzir a agulha no tecido (1), sobre o risco. Sair com a agulha no mesmo local do ponto anterior (2). Dica: empurre as miçangas para cima, assim você terá maior visibilidade para enxergar o ponto anterior e a linha sairá sempre para o lado certo.

Puxar a linha. Seguindo a dica anterior, sua linha sempre sairá para o lado de “baixo”, garantindo que o ponto fique correto.

Para dar continuidade ao ponto basta continuar repetindo os passos 8, 9 e 10.

Pode-se variar a quantidade de miçangas do Ponto Torçaide, mas o ideal é trabalhar com 6 a 9 miçangas. Outras cores:

6. FINALIZAÇÃO DO PONTO TORÇAIDE
Para finalizar: Basta colocar 6 miçangas na agulha, deixar o espaço correspondente a três miçangas e introduzir a agulha no tecido (1), sobre o risco. Fazer o arremate pelo lado avesso. Veja explicações anteriores para fazer o arremate.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

9

7. CONTINUAÇÃO DO PONTO TORÇAIDE APÓS O ARREMATE:
Em alguns momentos precisaremos continuar o bordado após o arremate como por exemplo, quando a linha acaba ou arrebenta antes do término do bordado. Para esses casos, siga as instruções abaixo:

-1-

-2-

Após o arremate: Colocar uma nova linha na agulha e introduzi-la próximo à última miçanga presa. Não esquecer de fazer o nó de arremate. Introduzir a agulha no tecido, próximo à última miçanga (1) e sair com a agulha no mesmo local do ponto anterior (2).

-3-

-4Continuar bordando seguindo os passos 8 a 10 da etapa: “ REPETINDO OS PASSOS DO PONTO TORÇAIDE PARA FIXAR “

Observe que ao puxar a linha, ela deverá estar do lado de “baixo”, como nos exemplos anteriores.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

10

8. DEFEITOS MAIS COMUNS DO PONTO TORÇAIDE

PRIMEIRO DEFEITO: O PONTO NÃO TORCE

Puxar a linha cada vez para um lado diferente faz com que o ponto não fique torcido, acompanhe:

No primeiro ponto a linha foi puxada para o lado de baixo.

Colocar mais seis miçangas.

Neste segundo ponto a linha foi puxada para o lado de cima.

Repetindo o mesmo erro:

Para não errar siga a dica do passo nº 9: REPETINDO OS PASSOS DO PONTO TORÇAIDE PARA FIXAR. CORRIGINDO O ERRO Quando esse erro é percebido de imediato ele pode ser corrigido:

Na segunda imagem a linha foi puxada para o lado de cima, ao contrário da primeira.

Para corrigir basta passar a agulha por debaixo das miçangas, sem costurar o tecido.

Observe o resultado, veja que agora a linha está na mesma posição da primeira imagem mostrada, isso significa que o defeito foi corrigido, assim o ponto terá o efeito desejado.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

11

SEGUNDO DEFEITO: PONTO COM ESPAÇOS

Deixar espaço demais para as miçangas impede o efeito desejado.

Acontece quando o espaço deixado é maior que o necessário. O espaço ideal é o que corresponde ao tamanho das pedras. A agulha deveria entrar na posição da seta.

Após puxar a linha, observe que há espaço sobrando (seta).

Repedindo o mesmo erro:

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

12

9. ENCONTRANDO A OUTRA PONTA DO PONTO TORÇAIDE

No ponto torçaide muitas vezes é necessário encontrar as duas pontas, como por exemplo quando bordamos na barra de calças, saias, blusas ou desenhos fechados como círculos, etc. -1-2-

Fazer o bordado normalmente até chegar próximo ao encontro.

Esse ponto deve entrar exatamente no pé do próximo ponto. -4-

-3-

Puxar a linha.

O último ponto deverá entrar no pé da primeira miçanga escura (seta), passando por trás da verde clara. -5-

Esse é o resultado final do encontro do Ponto Torçaide. O ponto ficou perfeito, mas as cores não ficaram alternadas. Isso pode acontecer com freqüência e para minimizar essa falha, acompanhe os passos a seguir.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

13

MINIMIZANDO O EFEITO DO ENCONTRO DE CORES IGUAIS -1-2-

No último ponto, ao invés de colocar seis miçangas claras, serão colocadas três claras e três escuras.

O ponto será preso conforme ensinado no passo nº 4, do item anterior.

COMPARE O RESULTADO FINAL DOS DOIS PROCESSOS -1-2-

Esse é o resultado final do primeiro método.

Esse é o resultado do segundo método, minimizando o efeito de encontro de cores iguais.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

14

10. COMO FAZER PONTA / BICO COM O PONTO TORÇAIDE

Algumas vezes é necessário deixar pontas com o ponto torçaide, como por exemplo para bordar folhas, flores pontudas, etc. -1-2-3-

Bordar normalmente até se chegar à ponta do desenho.

Introduzir a agulha no tecido bem na ponta do desenho e dar um ponto mínimo (seta). -5-

Colocar mais seis miçangas.

-4-

-6-

Vire o tecido para o outro lado para facilitar e introduza a agulha ao final das seis miçangas (1) e volte até a metade (2).

Continue bordando com as técnicas do Ponto Torçaide.

Este é o resultado final.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

15

11. PREENCHIMENTO COM PONTO TORÇAIDE

-1-

-2-

Fazer o risco do desenho e começar a bordar sempre pelo contorno.

Depois do contorno pronto, continuar bordando carreiras uma dentro da outra até o preenchimento total.

Veja os detalhes:

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

16

12. PONTO TORÇAIDE COM VIDRILHO

O procedimento para a confecção do PONTO TORÇAIDE COM VIDRILHOS é o mesmo ensinado anteriormente com as miçangas. Relembre os passos: -1-2-3-4-

-5-

-6-

Continuar repetindo os passos 5 e 6 até finalizar.

Para arrematar ou continuar o bordado, siga as instruções ensinadas com as miçangas. A correção de defeitos também foi ensinada anteriormente. Preenchimentos também podem ser feitos com vidrilhos.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

17

13. PONTO TORÇAIDE COM MIÇANGA E CANUTILHO

O procedimento para a confecção do PONTO TORÇAIDE COM MIÇANGA E CANUTILHO é o mesmo mostrado anteriormente com miçangas, a única diferença nesse exemplo é a na colocação das pedras: ao invés de colocar seis miçangas, são colocados três miçangas, um canutilho e mais três miçangas. Acompanhe: -1-2-3-

Colocar três miçangas, um canutilho e mais três miçangas na agulha.

Deixar o espaço correspondente a todas as pedras e introduzir a ponta da agulha no tecido (1), em cima do risco. Não puxe a agulha para o lado do avesso, pois ela deve sair logo atrás (2) sempre sobre o risco.

Puxar a linha.

-4-

-5-

-6-

Colocar três miçangas, um canutilho e mais três miçangas na agulha.

Introduzir a ponta da agulha sobre o risco à frente (1), deixando um espaço correspondente a metade da quantidade total de pedras. Sair com a agulha no mesmo local do ponto anterior (2).

Continuar repetindo os passos 4 e 5.

Outras cores:

Para arrematar ou continuar o bordado, siga as instruções ensinadas com as miçangas. A correção de defeitos também foi ensinada anteriormente. Preenchimentos também podem ser feitos com essa variação.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

18

14. PONTO TORÇAIDE AFASTADO COM MIÇANGAS E CANUTILHO

O procedimento para a confecção desta variação é o mesmo do anterior, a única diferença está no tamanho do espaço que se volta. Acompanhe: -1-2-

Ao puxar a linha é possível observar melhor. Para voltar o ponto, observe que ele não voltou no meio do canutilho, mas somente até as três miçangas.

-3-

-4-

Coloque as pedras para o próximo ponto.

Continue bordando os pontos seguindo a técnica já ensinada e sempre voltando nas últimas três miçangas.

Outras cores:

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

19

15. PONTO TORÇAIDE COM LANTEJOULA OU PAETÊ
A técnica utilizada nestas variações é a mesma ensinada anteriormente, com uma única diferença: a colocação de lantejoulas, acompanhe:

MIÇANGA ou VIDRILHO COM LANTEJOULA

-1-

-2Em seguida, colocar seis miçangas.

-3-

Colocar uma lantejoula na agulha. Observe a posição em que ela entra na agulha; virada para cima: “posição de prato”. -4-5-

Colocar outra lantejoula na agulha, mas desta vez, ela entrará na posição inversa à primeira: entrará em “posição de chapéu”. -6-

Resultado após os três passos anteriores. As lantejoulas formam uma espécie de “sanduíche” abraçando as miçangas. -7-

Dica: afaste um pouco a última lantejoula para ficar mais visível o local onde a agulha deverá entrar (seta).

Introduzir a agulha no tecido (1) e sair na metade do espaço (2). Sempre sobre o risco.

-8-

-9-

Puxar a linha.

Repetir os passos 1, 2 e 3.

Encaixar a primeira lantejoula debaixo das miçangas.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

20

- 10 -

- 11 Deste momento em diante, precisaremos colocar somente a última lantejoula:

- 12 -

Introduzir a agulha ao final das seis miçangas (1) e sair no ponto anterior, dentro da lantejoula.

Coloque mais seis miçangas e uma lantejoula (posição de chapéu). Continue repetindo os passos 10 e 12. - 13 -

Para finalizar, basta introduzir a agulha para o lado avesso após colocar as seis miçangas e a lantejoula. Faça o arremate conforme ensinado anteriormente.

Outras cores:

O ponto com vidrilho e lantejoula é confeccionado da mesma forma.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

21

MIÇANGA e CANUTILHO COM LANTEJOULAS

Os passos para executar esse ponto são os mesmos ensinados no item anterior.

Posicionar a primeira lantejoula debaixo do ponto.

O ponto volta dentro da lantejoula anterior.

A partir daqui será colocada apenas uma lantejoula no fim das pedras.

Outras cores:

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

22

PONTO TORÇAIDE AFASTADO COM MIÇANGA, CANUTILHO E LANTEJOULA

Essa variação segue a mesma técnica ensinada anteriormente em “PONTO TORÇAIDE AFASTADO UTILIZANDO MIÇANGAS E CANUTILHO” com a diferença de colocar uma lantejoula antes e depois das pedras em todos os pontos.

Outras cores:

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

23

16. PONTO TORÇAIDE EM TECIDOS ELÁSTICOS
O Ponto Torçaide não é elástico. A técnica para a confecção do Ponto Torçaide em tecidos elásticos é a mesma ensinada anteriormente e o tecido não deve ser esticado para bordar. Tecidos que esticam pouco, como malhas (tipo Hering) podem ser bordados com o Ponto Torçaide. A maior preocupação é com tecidos do tipo cotton ou lycra. Esses precisam manter sua elasticidade para vestir e ajustar-se ao corpo, por isso devemos dar preferência a bordar o Ponto Torçaide na vertical ou em curvas (formas indefinidas, flores, corações, etc.).

Bordado na vertical

Bordado em curvas

Bordado em flores

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

24

17. EXEMPLOS UTILIZANDO PONTO TORÇAIDE
O Ponto Torçaide pode ser bordado com inúmeros tipos de pedras e contas, proporcionando efeitos únicos, observe alguns exemplos:

Nos exemplos abaixo, o Ponto Torçaide foi utilizado para fazer os galhos das flores.

Exemplos variados

Ao lado temos o preenchimento com o Ponto Torçaide.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

25

EXEMPLOS UTILIZANDO PONTO TORÇAIDE- continuação

Nos exemplos abaixo, o Ponto Torçaide foi utilizado no contorno de flores, folhas e outros.

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

26

18. RISCOS PARA BORDAR:

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

27

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

28

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

29

Bordado com Pedrarias – Curso de Pontos - vol. 3 / por Marcélia Paniago / www.marcelia.com.br

30

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful