Busca

Criado por Alex Sandro C. Sant’Ana - 2006

Num repente estanquei E me vi diante dos ideais que me levavam a lutar.

Na minha frente se erguia um caminho longo e difícil.

Atrás era simplesmente passado.

Olhei para os lados, ninguém me via.

Sem respostas para às minhas dúvidas lancei-me numa caminhada desesperada em busca de mim.

Tudo parecia negro e penetrei nas minhas entranhas, fui ao fundo do meu ser.

Meu passado eternizado em lembranças, meus antigos sonhos, meus primeiros vôos.

Vitórias jamais esquecidas e largadas num canto qualquer.

Quando me pus frente ao meu presente, nu e cru, percebi meu vazio, minha derrota diante de mim.

Deixei meus sonhos, não arriscava voar, fechava os olhos diante da vida.

De repente despertei.

O caminho é longo, nem sempre solitário.

Preciso fazer algo por mim, e não sei nada do mundo, e só me resta cantar, olhar as estrelas e esperar o dia chegar.

Lutar, desesperadamente lutar, cegamente buscar um sentido neste caminho chamado viver.

Pesquisa: Uma Busca...
Coragem de nos lançarmos numa jornada desconhecida, até porque são muitos os atalhos possíveis de serem percorridos. Deixemos nos levar pelos movimentos caóticos, de ordem e desordem: Há toda uma tentativa de subversão. Ousemos enfrentar o desconhecido que pensamos conhecer, exercitando um sentimento de mundo e vendo através de nosso corpo.

Pesquisa: Uma Busca...
Não conter a revolta manifesta no cotidiano mas partilhar dela, integrando redes de relações que aparecem e desaparecem nos tempos e espaços subjetivos. Correr riscos de cair em superficialidades e obviedades. Tornar o texto um romance sem paixão.

Pesquisa: Uma Busca...
Inúmeros mergulhos, mortes e ressurreições. Caças não autorizadas. Vindas e idas. Vivências corporais do que é efêmero. Assumir que nossos objetivos de estudo são tão somente criações subjetivas. Necessidades e desejos pessoais não existem fora de nós mas junto a nós. Somos parte do próprio tema estudado, com tudo que ele tem de bom e de ruim.

REFERÊNCIAS
Poesia: MARCZAK, Claúdia. Busca. Disponível em: <http://www.insite.com.br/art/marczak/67.html>. Acesso em: 30 nov. 2006. Música: NASCIMENTO, Milton. Eu, caçador de mim. Livro: FERRAÇO, Carlos Eduardo. Ensaio de uma metodologia efêmera: ou sobre as várias maneiras de se sentir e inventar o cotidiano escolar. In: OLIVEIRA, Inês Barbosa de (Org); ALVES, Nilda (Org) et al. Pesquisa no/do cotidiano das escolas: sobre redes de saberes. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2002. 168 p. (Coleção Metodologia e Pesquisa do Cotidiano). ISBN 85-7490-147-4.

Criado por Alex Sandro C. Sant’Ana - 2006

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful