PROTOCOLOS P/ DETERMINAÇÃO INDIRETA DO VO 2 MAX.

PROTOCOLOS DE CARGA MÁXIMA São administradas cargas de trabalho muscular progressivamente mais elevadas, até que o indivíduo, de maneira voluntária, manifeste exaustão ou alcance a freqüência cardíaca máxima preconizada para a idade. CICLOERGOMETRO - PROTOCOLO DE ÄSTRAND (ARAUJO W, 1986, p.78) Consiste na aplicação de cargas progressivas de 25 Watts a cada intervalo de tempo de 03 (três) minutos, até o esforço máximo ou outro sintoma limitante, incluindo aqui as alterações de ECG. A freqüência cardíaca é registrada a cada minuto, e a pressão arterial e o ECG no final de cada carga. A carga inicial empregada é de 50 W para homens; de 25 W para mulheres e pedal livre para cardiopatas. O VO2 máx. é obtido indiretamente através da fórmula do American College of Sports Medicine (1980). Bicicleta mecânica - VO2 máx. (ml/Kg/min)-1 = Kpm x 2 +300 (RITMO 26~28 Km/h) Peso(Kg) Bicicleta elétrica VO2 máx. (ml/Kg/min)-1 = Watts x 12 + 300 Peso(Kg) (RITMO 60(+-10) RPM)

Onde, cada Kpm consome 2 ml de O2 Kg/min. Sendo que 1 Watt = 6 Kpm, temos que cada Watt é igual a 12 ml de O2 Kg/min. A soma de 300 ml de O2 é correspondente a energia basal para se pedalar sem qualquer carga. *PS: VO 2 L/min x T(min) = Consumo O2 esforço x 5 cal = Kcal gastas no teste

CICLOERGOMETRO - PROTOCOLO DE BALKE (ARAUJO W, 1986, p.79) Começa com uma carga de 25 watts. São empregadas novas cargas de 25 watts a cada 02 (dois) minutos, de modo contínuo, até o esforço máximo ou algum sintoma limitante, devendo manter a bicicleta entre 60 a 70 RPM. Considera-se como carga a última completada. A carga inicial é a mesma recomendada no protocolo de Ästrand. O VO2 máx. é obtido indiretamente através da fórmula do ACSM, descrita anteriormente.

ESTEIRA - PROTOCOLO DE BALKE & WARE, 1959 (ARAUJO W, 1986, p.86) Mais indicado para indivíduos de condição física moderada (VO2 max 30~39 ml/Kg/min) ou sedentário, após uma fase inicial de aquecimento, em intensidades mais baixas. Não é recomendado para indivíduos treinados pelo pequeno aumento de cargas a cada estágio. Velocidade constante = 3.4 Mph (5,47 Km/h) Progressão inclinação = 02 % a cada 02 (dois) minutos. / em 09 estágios VO2max = (1.75 x inclinação máxima suportada) + 10.6 em ml/kg/min-1

ESTEIRA - PROTOCOLO DE BRUCE Por tratar-se de um método de grande incremento de trabalho (aproximadamente 3 METs) por cada etapa, fica melhor indicado para avaliação de indivíduos treinados e atletas. Empregam-se cargas progressivas, pelas variações efetuadas na velocidade e na inclinação, com um tempo de 03 (três) minutos para cada estágio. Considera-se o tempo do início até o término do teste. Tabela 04 - Protocolo de Bruce _______________________________________________________________________ Estagio Min Mph Km/h % de inclinação VO 2 max* METs 01 03 1.7 2.74 10% 15 04 02 03 2.5 4.00 12% 25 07 03 03 3.4 5.47 14% 35 10 04 03 4.2 6.80 16% 45 13 05 03 5.0 8.00 18% 55 16 06 03 5.5 8.85 20% 65 19 07 03 6.0 9.66 22% 75 22 _______________________________________________________________________ *VO2 máx. em ml/Kg.min (ARAUJO W. 1986, p.85) O cálculo do VO2 max (ml/Kg.min) pode ser obtido da seguinte maneira: Homens normais - VO2max = 8.33 + (2.94 x min) Mulheres normais - VO2max = 8.05 + (2.74 x min) Cardiopatas - VO2max = 10.20 + (0.16 x 2.36 x min) Ou ainda conforme Leite (1993) apud MARINS (1998) Homem Cardiopata - VO2max = (2.327 x tempo) + 9.48 Homem Sedentário - VO2max = (3.288 x tempo) + 4.7 Homem Ativo - VO2max = (3.778 x tempo) + 0.19 Mulher - VO2max = (3.36 x tempo) + 1.06