You are on page 1of 29

SUGESTÕES DE

ORGANIZAÇÃO E
FUNCIONAMENTO DO
ESDE

CURSO DE PREPARAÇÃO DE COORDENADORES E


MONITORES PARA O ESDE DA FEB
MARÇO A JULHO DE 2008
UNIÃO DAS SOCIEDADES ESPÍRITAS DO EST.
SÃO PAULO – USE-SP
JULIA NEZU - julianezu@terra.com.br
Importância do Estudo
Sistematizado da Doutrina
Espírita

• "O que caracteriza um estudo


sério é a continuidade que se lhe
dá."
Allan Kardec

use-sp 6julho08 2
Estudo sistematizado da
D.E.
• A necessidade de sistematização do estudo do
Espiritismo foi antevista por Allan Kardec, conforme
se lê no Projeto 1868, inserido em “Obras
Póstumas”, in verbis:

• Um curso regular de Espiritismo seria


professado com o fim de desenvolver os
princípios da Ciência e de difundir o gosto pelos
estudos sérios (...) Considero esse curso como
de natureza a exercer capital influência sobre
o futuro do Espiritismo e sobre suas
conseqüências.

use-sp 6julho08 3
CONCEITO E OBJETIVO DO
ESDE
• O ESDE é uma reunião privativa de grupos, a qual
objetiva o estudo metódico, contínuo e sério do
Espiritismo, com programação fundamentada na
Codificação Espírita.

• Embora seja óbvio que o seu objetivo é o de estudar


o Espiritismo de forma metódica, contínua e séria,
com programação fundamentada na Codificação
Espírita, não é demais ressaltar esse aspecto, uma
vez que, ocasionalmente, se vêem tentativas de se
incluírem, nos cursos de ESDE, teorias estranhas ao
contido nas obras básicas do Espiritismo. Desse
modo, é preciso que estejamos sempre alertas, uma
vez que o ESDE visa ao estudo sistematizado do
Espiritismo, e nada mais.
use-sp 6julho08 4
CONSEQÜÊNCIAS DO ESDE
• 1) facilita a reforma íntima;
• 2) garante a unidade de princípios em torno do
estudo, facultando a compreensão e a assimilação
corretas dos princípios doutrinários espíritas;
• 3) proporciona a propagação da doutrina espírita
nas bases em que foi codificada;
• 4) desenvolve a fé raciocinada;
• 5) contribui para o desenvolvimento de oradores
mais bem preparados;
• 6) possibilita o entendimento do verdadeiro sentido
da palavra caridade, induzindo à sua prática;
• 7) favorece a participação de todos e a criação de
condições favoráveis para o desenvolvimento da
criatividade, da colaboração e da responsabilidade.

use-sp 6julho08 5
ORGANIZAÇÃO E
FUNCIONAMENTO DOS
CURSOS DE ESDE
Organização

De acordo com a estrutura da Instituição


Espírita, o ESDE poderá constituir um
Departamento ou um Setor de outro
Departamento (comumente do Doutrinário)
da Instituição.

Em ambos os casos, a sua organização


obedece a um esquema básico
administrativo e pedagógico.
use-sp 6julho08 6
Setor ADMINISTRATIVO
• Coordenador Geral
• Monitor
• Participante
• Secretaria
• Biblioteca (sugere-se que, se a Instituição
Espírita não possuir uma biblioteca, o ESDE
organize uma, contendo, no mínimo, as
obras indicadas nos programas de estudo).

use-sp 6julho08 7
Atribuições do Coordenador
Geral
– administrar as atividades do Departamento ou
do Setor;
– elaborar o plano de atividade do ano;
– apresentar o planejamento das atividades do
ESDE à Diretoria;
– constituir o quadro de monitores para as
diversas turmas;
• freqüentar, junto com a sua equipe, cursos
de aperfeiçoamento doutrinário-pedagógico

use-sp 6julho08 8
Atribuições do monitor
– desenvolver o plano de trabalho elaborado;
– comparecer às atividades com assiduidade e
pontualidade;
– comunicar, com antecedência, os seus
impedimentos;
– participar de cursos de aperfeiçoamento doutrinário-
pedagógico;
– manter em dia o registro de freqüência de sua
turma;
– participar das reuniões doutrinário-pedagógicas
organizadas pela Coordenação.

use-sp 6julho08 9
ATRIBUIÇÕES DOS
PARTICIPANTES
– freqüentar as reuniões de estudos
com assiduidade e pontualidade;
– justificar ao monitor as suas faltas e
atrasos;
– acatar as normas de funcionamento
do Curso;
– participar das atividades extraclasse;
– participar das reuniões
confraternativas constantes do plano
de atividades do Curso.
use-sp 6julho08 10
ATRIBUIÇÕES DA
SECRETARIA
1. efetuar matrícula dos participantes;
2. manter os seus dados cadastrais atualizados;
3. organizar o seu registro de freqüência;
4. elaborar formulários diversos para
atendimento dos serviços de secretaria;
5. atender a solicitações diversas atinentes a
esse setor;
6. informatizar, caso haja possibilidade, todos
os registros necessários ao bom
funcionamento do Curso;
7. participar das reuniões doutrinário-
pedagógicas organizadas pela Coordenação.
use-sp 6julho08 11
ATRIBUIÇÕES DE QUEM
CUIDA DA BIBLIOTECA
1. organizar o acervo de acordo com a
bibliografia indicada nos programas de
estudo adotado;
2. organizar e manter atualizados os dados
cadastrais dos usuários;
3. decidir se a Biblioteca será de consulta ou de
empréstimo;
4. elaborar a ficha de empréstimo, se for o caso;
5. organizar o espaço físico adequado, no caso
de opção pelo sistema de consulta.
use-sp 6julho08 12
PEDAGÓGICO
• Adotar um programa de estudo,
antecipadamente organizado.
• Estabelecer uma metodologia consentânea
com o objetivo e fins dos Cursos de ESDE.
• Estabelecer critérios para avaliação dos
trabalhos, envolvendo coordenadores,
monitores e participantes, bem como o
conteúdo, a metodologia e os recursos
didáticos.

use-sp 6julho08 13
Campanha Permanente de
Divulgação do ESDE
• É preciso mantê-la sempre viva, como instrumento
valioso de divulgação do ESDE. Assim, devem ser
envidados os melhores esforços para dinamizá-la,
utilizando-se, para isso, de todos os meios disponíveis
de divulgação, tais como:
• 1. palestras públicas;
• 2. volantes com mensagens alusivas à Campanha;
• 3. boletins informativos do seu desenvolvimento;
• 4. cartazes;
• 5. folhetos;
• 6. jornais e revistas espíritas;
• 7. colunas espíritas em periódicos não-espíritas;
• 8. programas radiofônicos e de televisão;
• 9. Internet.
use-sp 6julho08 14
ORGANIZAÇÃO DAS
TAREFAS
Coordenação
administrativa
• Acompanhar as atividades desenvolvidas pelos
monitores e estagiários.
• Acompanhar a execução dos planos curriculares.
• Acompanhar as atividades de observação em sala de
aula.
• Receber dos monitores as informações que lhes
forem solicitadas.
• Receber da responsável pela observação em sala de
aula as informações relativas ao exercício das suas
funções.
• Receber da secretaria os quadros demonstrativos da
freqüência média de cada Programa.

use-sp 6julho08 15
Coordenação
administrativa 2
• Receber da secretaria os quadros demonstrativos
sobre a freqüência dos monitores e estagiários às
reuniões pedagógicas e doutrinárias.
• Coordenar e acompanhar os serviços de
secretaria e de documentação e dados.
• Levar às reuniões da equipe diretiva as
informações, as observações e os documentos
advindos do desempenho das suas atribuições.
• Dirigir as reuniões da equipe diretiva.
• Dirigir as reuniões com os monitores para tratar
de assuntos específicos do ESDE.

use-sp 6julho08 16
Coordenação
Administrativa 3
• Vice-coordenador
• Auxiliar o coordenador administrativo
em suas funções.
• Substituir o coordenador
administrativo em suas faltas e
impedimentos.

use-sp 6julho08 17
Equipe Diretiva 1
• Elaborar o Plano Administrativo e Pedagógico do Estudo
Sistematizado da Doutrina Espírita, de acordo com as
normas e diretrizes emanadas da Supervisão Pedagógica
e Doutrinária da Área de Ensino.
• Estabelecer procedimentos específicos, necessários à
execução desse Plano.
• Orientar, supervisionar e acompanhar todas as
atividades do ESDE, zelando pela qualidade da sua
execução.
• Organizar fichas de observação e acompanhamento das
atividades dos Programas de Estudo.
• Examinar o desempenho dos monitores e dos estagiários
nas atividades por eles desenvolvidas, com vistas à
avaliação das suas possibilidades de colaboração na
tarefa.

use-sp 6julho08 18
Equipe diretiva 2
• Transferir para o programa subseqüente os alunos que
atingiram, no mínimo, 75% de freqüência.
• Ouvir os monitores sobre o interesse e os
conhecimentos doutrinários demonstrados pelos alunos
que não atingiram o mínimo de 75% de freqüência, para
efeito de avaliação da possibilidade de sua
transferência para o programa subseqüente.
• Examinar o desempenho dos monitores e dos
estagiários nas atividades por eles desenvolvidas.
• Organizar as classes.
• Fazer a distribuição dos monitores de acordo com as
classes existentes.

use-sp 6julho08 19
SECRETARIA 1
• Elaborar fichas de matrícula.
• Efetuar matrícula dos alunos.
• Manter as fichas de matrícula preenchidas,
organizadas e atualizadas.
• Organizar cartões de freqüência para os alunos,
responsabilizando-se pela sua administração.
• Organizar as folhas de freqüência dos alunos e os
diários de classe.
• Preencher as folhas de freqüência com base nos
cartões de freqüência recolhidos após o horário
regulamentar.
• Elaborar quadros demonstrativos de freqüência
média de cada programa, encaminhando-os à
coordenação, conforme solicitado.

use-sp 6julho08 20
SECRETARIA 2
• Organizar as folhas de freqüência dos monitores e
estagiários às reuniões pedagógicas e doutrinárias.
• Acompanhar a freqüência dos monitores e estagiários
às reuniões pedagógicas e doutrinárias, encaminhando,
mensalmente, à coordenação quadros demonstrativos
informando sobre o resultado desse acompanhamento.
• Elaborar formulários diversos para atendimento dos
serviços de secretaria, conforme orientação da equipe
diretiva.
• Prestar informações relacionadas com as atividades da
secretaria.
• Atender às solicitações diversas atinentes a esse setor.
• Informatizar os dados relativos ao Campo Experimental
do ESDE.

use-sp 6julho08 21
SECRETARIA 3
• Organizar e manter atualizados os arquivos e as
pastas relativas à secretaria.
• Elaborar e entregar aos monitores as listas dos
participantes com os seus nomes, endereços,
telefones, e outras informações que forem
julgadas necessárias pela equipe diretiva.
• Elaborar e administrar a lista dos aniversariantes
(monitores, estagiários, equipe da secretaria e da
documentação e dados).
• Controlar e solicitar manutenção de aparelhos
(recursos didáticos).
• Participar das reuniões da equipe diretiva
conforme solicitado, para tratar dos assuntos
atinentes a esse setor.
use-sp 6julho08 22
Setor de documentação e
dados
• Arquivar − com a devida identificação − toda a
documentação do ESDE relativa aos anos letivos
anteriores, tais como:
• Planos anuais de atividades
• Planos de aulas
• Relatórios diversos
• Instrumentos de avaliação
• Folhas de freqüência
• Diários de classe
• Textos utilizados nas reuniões pedagógicas e
doutrinárias
• Atas
• Fotos

use-sp 6julho08 23
MONITORES
• Elaborar planos curriculares.
• Elaborar avaliações de conteúdos.
• Elaborar relatórios das avaliações de conteúdos.
• Preencher regularmente os diários de classe.
• Acompanhar a freqüência e a pontualidade dos
alunos, fazendo, no diário de classe, as anotações
relativas às causas das suas faltas, da sua desistência
e as suas chegadas com atraso.
• Acompanhar o interesse dos alunos durante as aulas,
observando os conhecimentos doutrinários por eles
demonstrados em sua participação nas tarefas
propostas, fazendo as devidas anotações no diário de
classe.
• Participar das reuniões pedagógicas e doutrinárias
com pontualidade, atingindo o percentual mínimo de
75% (setenta e cinco por cento) de freqüência.

use-sp 6julho08 24
MONITORES
• Seguir as diretrizes pedagógicas e administrativas
estabelecidas.
• Prestar as informações solicitadas pela coordenação a
respeito das atividades por eles exercidas.
• Colaborar nas tarefas administrativas e pedagógicas,
mediante solicitação da equipe diretiva.
• Coordenar as atividades estabelecidas para a turma sob
sua condução, de modo a obter o melhor rendimento na
execução da tarefa.
• Planejar as atividades de confraternização da sua turma,
previstas no Plano Curricular, apresentando o respectivo
planejamento à coordenação administrativa no prazo
mínimo de 30 dias antes do evento.
• Conduzir o grupo sob sua direção, tendo em vista a
integração dos participantes.
• Participar de cursos realizados pela FEB, relacionados com
o aprimoramento da sua tarefa no ESDE.

use-sp 6julho08 25
ESTAGIÁRIOS
• Ministrar aulas nos programas do ESDE,
conforme estabelecido pela equipe diretiva.
• Colaborar nas aulas todas as vezes em que for
solicitado pelo monitor.
• Apresentar trabalhos, quando solicitado, nas
reuniões pedagógicas e doutrinárias.
• Participar das reuniões pedagógicas e
doutrinárias dos monitores com pontualidade,
atingindo o percentual mínimo de 75% (setenta e
cinco por cento) de freqüência, buscando a sua
qualificação para a tarefa da monitoria.
• Participar de cursos realizados pela FEB,
relacionados com o aprimoramento da sua tarefa
no ESDE.

use-sp 6julho08 26
Equipe de observação em
sala de aula
• Realizar observações em sala de aula com base
nas fichas de observação e acompanhamento
das atividades dos Programas de Estudo,
elaboradas pela Equipe Diretiva.
• Orientar os monitores e os estagiários no
preenchimento dos diários de classe.
• Prestar atendimento individualizado aos
monitores e estagiários, com base nas
observações feitas em sala de aula.
• Elaborar relatórios bimestrais contendo os
resultados obtidos no trabalho de observação
em sala de aula e acompanhamento das
atividades dos Programas, apresentando-os ao
coordenador administrativo.
• Prestar, semanalmente, informações ao
coordenador administrativo sobre as
anotações contidas no diário de classe,
relacionadas com a use-sp
pontualidade
6julho08 dos alunos. 27
NORMAS DE
FUNCIONAMENTO 1
• Início das aulas: ______
• Reunião de Confraternização e
encerramento do ano letivo:____________.
• Período de realização das aulas: sábados,
das 18h30 às 20h.
• Local de funcionamento do curso: _________
• Número de aulas do período letivo: 43.
• Recessos: _________________
• As aulas se iniciam, impreterivelmente, às
18h30. Só será registrada a presença do
aluno que chegar à sua sala até quinze
minutos após o começo da aula.

use-sp 6julho08 28
NORMAS DE
FUNCIONAMENTO 2
• O não-registro da presença – por falta ou
atraso – por dez vezes, consecutivas ou não,
durante o ano, constituir-se-á em
impedimento para que o aluno seja
matriculado no Programa subseqüente.
• Para garantir a sua vaga no ESDE é
necessário que o aluno demonstre, no final
do ano anterior, o seu interesse em continuar
o curso.
• Será considerado desistente o participante
que não comparecer às aulas por três dias
consecutivos, deixando de apresentar
explicação ao monitor do programa ou à
coordenação do curso.
• Só será permitida a freqüência ao curso das
pessoas matriculadas.
use-sp 6julho08 29

Related Interests