You are on page 1of 1

Ciclo vital

As nuvens, com toda sua leveza
São levemente levadas pelo vento
Por toda a vastidão do céu
Em sua celeste viagem
Sobre nossa vil existência

Sublime é sua jornada
Sempre sendo suavemente levadas
Pelo suave sopro do vento
Vai, vai, vai...

Até que ficam fartas de serem nuvens
E tornam-se chuva
Pingando suas gotas
Por todas as partes
Maravilhoso fenômeno pluvial
Que faz pingar, pingar, pingar...

Agora fortalecidas pela chuva
As árvores estão frondosas
E com uma grande fartura
De flores e frutos fantásticos

Vasta é a flora e fauna
Graças a estas nuvens
Que nunca se cansam
De ir e voltar, descer e subir