You are on page 1of 1

Ela se foi

Deitado sobre a relva ainda orvalhada


Observo o sol nascer alaranjado
Então fecho os olhos e fico me recordando
Dos momentos que vivi ao lado de minha amada

Os raios do sol ao tocarem meu corpo


Assemelham-se aos afagos de tão leves mãos
Foi bom enquanto a tive em meus braços
São lembranças boas, mas que me causam sofrimento

Sofro ao encarar a dura realidade


Levanto-me e começo a caminhar sem rumo
Sinto um forte aperto no meu coração

Todos os meus esforços em nome desse amor foram em vão


Não consigo esquecê-la nem enquanto durmo
Pois durmo o amargo sono da infelicidade