You are on page 1of 1

Tentando me encontrar

Caminho com os olhos vendados
Só sigo o que “eles” dizem
Faço tudo o que “eles” fazem
Adoro os que são por “eles” adorados

Meus passos são por “eles” guiados
Acho que “eles” querem meu bem
Pois todos “eles” sempre me contêm
Quando julgam meus atos como errados

“Eles” são pessoas “normais”
Eu também sou uma pessoa “normal”
Estamos livres de todo o “mal”
Pois nossos pensamentos são iguais

Nós oramos a um ser superior
Pois as escritas de nossos antepassados
Nos dizem que temos que obedecê-lo calados
E termos a ele temor

Às vezes um de nós morre
E passa a ser adorado também
O adoramos porque ele sempre esteve do lado do “bem”
Assim, com o nosso superior ele concorre